Brilhe a Luz de Cristo em Você

EVANGELHO (Jo 9,1.6-9.13-17.34-38)

4º DOMINGO QUARESMA – ANO A

Naquele tempo, 1ao passar, Jesus viu um homem cego de nascença. 6E cuspiu no chão, fez lama com a saliva e colocou-a sobre os olhos do cego. 7E disse-lhe: “Vai lavar-te na piscina de Siloé” (que quer dizer: Enviado). O cego foi, lavou-se e voltou enxergando.

8Os vizinhos e os que costumavam ver o cego — pois ele era mendigo — diziam: “Não é aquele que ficava pedindo esmola?” 9Uns diziam: “Sim, é ele!” Outros afirmavam: “Não é ele, mas alguém parecido com ele”.

Ele, porém, dizia: “Sou eu mesmo!”

13Levaram então aos fariseus o homem que tinha sido cego. 14Ora, era sábado, o dia em que Jesus tinha feito lama e aberto os olhos do cego. 15Novamente, então, lhe perguntaram os fariseus como tinha recuperado a vista. Respondeu-lhes: “Colocou lama sobre os meus olhos, fui lavar-me e agora vejo!”

16Disseram, então, alguns dos fariseus: “Esse homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado”. Mas outros diziam: “Como pode um pecador fazer tais sinais?”

17E havia divergência entre eles. Perguntaram outra vez ao cego: “E tu, que dizes daquele que te abriu os olhos?” Respondeu: “É um profeta”.

34Os fariseus disseram-lhe: “Tu nasceste todo em pecado e estás nos ensinando?” E expulsaram-no da comunidade.

35Jesus soube que o tinham expulsado. Encontrando-o, perguntou-lhe: “Acreditas no Filho do Homem?” 36Respondeu ele: “Quem é, Senhor, para que eu creia nele?” 37Jesus disse: “Tu o estás vendo; é aquele que está falando contigo”. Exclamou ele: 38“Eu creio, Senhor!” E prostrou-se diante de Jesus.

ORAÇÃO PARA O 4º DOMINGO DA QUARESMA

Deus, grande és Tu, Tua luz me envolve e fascina. Quando penso em Ti, quando me volto para Ti, só vejo e sinto Teu amor, Tua misericórdia que me salva e cura, liberta, como Luz para meus dias, esperança para minha fé e vida.  Tu estás habitando em Luz inacessível, e vens em meu encontro, dando-me a graça da Tua Luz também, a mim tão pequeno. És Luz, és Amor, meu Deus amado e Pai, sempre se revela a nós, tomando a iniciativa de nos salvar a todos. Louvado sejas Tu, pelo imenso amor com que nos amas e salva. Honras e glórias, a Ti, oh Deus, Luz verdadeira dos corações, do meu coração.

Jesus, conhecestes a Luz do Pai. Vieste nos visitar, trazer até nós toda Luz do amor de Deus. És também Luz, tens em Ti, a Luz do céu, da graça e da salvação. Te louvo hoje e sempre porque me destes ser batizado, de crer e Te seguir. Tua paixão, morte e ressureição me fez passar da morte para luz, para Luz da Tua Fé e vida Divina.  Tu, oh Senhor Jesus, me encontraste quando eu ainda estava nas trevas da morte e do pecado. Dá-me sempre a graça de continuar saindo das trevas e ilusões deste mundo, que me vem sempre disfarçadas de luz. Só Tu, meu Jesus, és minha Luz.  Ajude-me a reconhecer que ainda há cegueiras em mim, que precisam somente de Ti, Jesus, Luz para todas as trevas da alma, da vida, do espírito. Que eu possa ver Tuas obras, Senhor, e participar dos Teus sacramentos, para que Tua Luz brilhe em mim, hoje sempre. Jesus, meu amado Senhor, tire toda pele da visão do meu coração para ver sempre Tua Luz, para contemplar as coisas divinas. Amém.

Santo Espírito, Tu és Fogo, Calor e Luz.  Venha aquecer e iluminar todo meu ser e minha vida, oh Poderoso Espírito Santo. Reaviva força do meu batismo, da minha fé, da Luz de Cristo, de Deus, que me foi dada desde o meu batismo. Meu doce Espírito Santo, livra-me da escuridão e do medo das noites que preciso atravessar nesta vida. Derrama sobre mim Tua Luz e Unção novas. Guarda-me das trevas do inimigo, para que eu siga sempre crendo na Palavra e na Mensagem da Pessoa Viva de Cristo, que veio armar sua Tenda no meio de nós.  Ajude-me a acolher a Luz de Cristo, de Deus, Tua Luz em minha com mais vontade, interesse, alegria, esperança e fé, para minha salvação, como expressão profética do Reino de Luz, Justiça e Bondade e Paz de Jesus. Fortaleça em mim, oh Maravilhoso Espírito Santo a busca pela Luz no meu interior, para que a Glória e a Luz da Ressurreição resplandeçam em mim e ao meu redor. Vem. Vem. Vem me iluminar…

Santa Maria, nossa Senhora da Luz, mãe e rainha do mundo e dos homens. Ajuda-me a participar da Vitória da Ressurreição de Jesus, da vitória da Luz sobre as trevas, da Vida sobre morte, do Bem sobre a mal, da Graça sobre o pecado. Mãezinha do céu, rogo-te que interceda por mim, para que eu me torne cada vez mais filho da Luz, e viva como alguém cheio da luz de Cristo, cheio de fé e de amor. Cuide de mim para eu fique sempre na Luz de Jesus, oh Maria Santíssima, e seja luz também para aqueles que ainda se encontram fechados em tantos horizontes de trevas e escuridão. Eles, oh mãe querida, sem a Luz de Cristo, vivem sem sentido, no desespero existencial. Tu que nos destes amar e conhecer a Luz, acolher e crer em Jesus, faça com que eu me torne testemunha da nova vida em Cristo que recebi no dia do meu Santo batismo, da Luz sem ocaso. Amém. Amém. Ave-maria.

Comente aqui


Vencendo a inveja

Oração contra a inveja

“Vem, Espírito Santo de Deus, blindar-me com Teu poder para me proteger contra os invejosos, que querem prejudicar a mim e a meus familiares”

Epicpew
“Bem-aventurados sereis quando vos caluniarem, quando vos perseguirem e disserem falsamente todo o mal contra vós por causa de mim. Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus, pois assim perseguiram os profetas que vieram antes de vós.” (Mt 5, 11-12)

 

Em nossas vidas, muitas vezes pensamos que o mal não existe e, por isso, não nos protegemos. Podemos ser vítimas e, mesmo que contra a nossa vontade, agentes do mal. Quantas vezes você não se pegou desejando o bem que alguém tenha adquirido?  Sim, o mal existe e temos que estar vigilantes contra qualquer sentimento que não é oriundo de Deus. Como fazer isso? Através da oração, que é nossa maior arma contra todos os malefícios, principalmente a inveja.

Abaixo, um exemplo de oração simples e bela que vem circulando pela internet. Sua autoria é desconhecida.

Oração contra a inveja

Neste momento em que me encontro em oração nos Teus braços Jesus, Te peço a graça de ser livre deste veneno que é a inveja, trazida ao mundo por satanás. Senhor, peço que venhas em auxílio de minhas fraquezas e de minhas fragilidades.

Entrego de todo coração a Ti, Senhor, todos os momentos que experimentei o sentimento de inveja, seja com amizades ou bens materiais. Te peço Espírito Santo, que venhas sobre meu coração e sobre minha vida, libertando-me das raízes da inveja.

Vem, Espírito Santo de Deus, dá-me um coração puro e simples, que se alegra com aquilo que sou e que tenho. Vem, Espírito Santo, abrir meus olhos para as riquezas que possuo.

Vem, Espírito Santo de Deus, blindar-me com Teu poder para me proteger contra os invejosos, que querem prejudicar a mim e a meus familiares.
Eu renuncio TODA INVEJA em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Amém!

Comente aqui


Bom padre ou padre bom…

Como se avalia um padre?

As pessoas falam mal daquele, do outro e daquele outro padre. Dizem bem deste, do outro e deste outro, pelo menos neste momento. Noutros momentos esquecerão o bem que haviam dito.

Geralmente dizem melhor do outro que deste, pelo menos enquanto este estiver por perto. Quando este partir, ou para longe ou para sempre, era um bom padre. Usa-se mais o era que o é, o passado que o presente, para dizer bem de um padre.

Têm tendência a dizer bem dum padre novo, mas enquanto celebra de forma mais alegre ou aberta. Porque se acaso ousa dizer não posso, já não é assim tão bom. Se diz amén a tudo, não tem personalidade, é fraco.

Precisamos um mais forte. Se alterar algum hábito, tira-nos a fé. Se apresentar ideia novas, qualquer dia os santos caem do altar. Se entrar num café é dos nossos. Se entrar habitualmente, deixa de ser nosso para ser como os outros. Se fala com as pessoas é simpático, mas anda mal acompanhado. Se passa muito tempo em casa, não faz nada. E se vai à Igreja menos vezes que o padre antigo, só cá está para levar o dinheiro.
Os padres velhos são geralmente bons padres no sentido mais solidário que existe. Uns pobres padres. Já não fazem nada. Estragam tudo. Têm vícios. Há quem os abomine. E há quem os desculpe.

Os padres de meia-idade nem são uma coisa nem são outra. Não costumam ouvir gracejos ou piropos, mas também ninguém lhes dá o benefício da dúvida. São aqueles que aparentam a maturidade que precisamos no nosso padre, mas que já não conseguem engraçar, façam o que fizerem. Já não têm ponta para admirar e começam a cansar. É melhor vir outro antes que este chegue a velho.

Mas o que é um bom padre? Como se avalia?

Avalia-se pela quantidade de coisas que consegue fazer? Pela quantidade de coisas que consegue que outros façam? Pela forma como reza? Pela forma como faz rezar? Pelas vezes que se vê na rua? Pelas vezes que está em casa? Pelas vezes que vai à igreja? Porque bebe connosco? Porque não bebe? Porque tem personalidade? Porque é simples e humilde? Porque é sábio? Porque é culto? Porque é organizado? Pelas palavras que diz? Pela sua voz? Pelos sorrisos que dá? Pela qualidade da missa? Porque demora muito? Porque demora pouco? Pela sua criatividade? Pelas festas que faz? Pelos pulos que dá? Porque veste bem? Porque é bonito? Porque diz palavras sábias? Porque fala bem? Porque escuta melhor? Porque é novo? Velho? De meia-idade? Ou porque já se foi?

Fonte: Revista Paróquias, ed. 16.
1 Comentário


Pessoas solteiras

Por que tantas pessoas interessantes estão solteiras?

Quem nunca se fez esta pergunta alguma vez? Confira uma reflexão interessante sobre o tema

Por que tantas pessoas interessantes estão solteiras?

© Antonio Guillem / Shutterstock

Não é de hoje que me faço essa pergunta. Não é de hoje que paro e me questiono sobre esse assunto. Recentemente, o tema se tornou centro de meus pensamentos novamente: por que tantas pessoas interessantes estão solteiras?

Bom, para começo de conversa, sei que tem muita gente solteira por opção. Gente que está plena e feliz com esse status, e eu realmente admiro isso. No entanto, por outro lado, existe sim uma enorme quantidade de pessoas solteiras que desejam um relacionamento sério e não conseguem de jeito nenhum encontrar alguém legal. Essas pessoas não são chatas, burras, entediantes, nem nada disso… São pessoas cultas, interessantes, bonitas e tudo mais que você possa imaginar.

Então o que está acontecendo? Por que elas não encontram ninguém interessante para compartilharem momentos a dois?

Essa é uma pergunta traiçoeira e bem difícil de se responder. Fico aqui matutando em minha cabeça as razões disso tudo e confesso que não consigo chegar numa resposta que satisfaça a todos. Mesmo assim, levando em conta a minha própria experiência, chego naquilo que acredito ser a melhor resposta para esse questionamento.

Realmente, concordo que está difícil achar alguém legal para namorar hoje em dia. Com a transformação da maneira que nos relacionamos, tudo se tornou muito fácil e a durabilidade dos relacionamentos caiu absurdamente. A liquidez permitiu que descartássemos o outro como se ele fosse uma mera mercadoria, fazendo com que seja muito mais difícil encontrar alguém com coragem para colocar a cara para bater num relacionamento em meio a um universo de ofertas tão abundantes.

Outra conclusão que cheguei é muito simples: somos ansiosos por natureza. O ser humano tem a tendência de se comparar com o outro e de achar que a grama do vizinho é sempre mais verde. Com isso, vemos outras pessoas conquistando coisas que sonhamos ter e ficamos ansiosos para também alcançarmos tudo aquilo o mais rápido possível. A vida está completamente permeada por essa ansiedade maluca e não nos conformamos que talvez aquele não seja o nosso momento. Não tem problema estar solteiro, mas a ansiedade acaba fazendo com que isso seja algo que precise ser resolvido pra ontem.

Junto dessa ansiedade maluca sentimos a pressão da sociedade. Tem 25 anos e ainda não encontrou o namorado perfeito? As pessoas começarão a achar estranho, a suspeitar que tenha algo de errado com você, que vai ficar para a titia… Não é fácil lidar com toda essa pressão. É preciso ser forte para levantar a cabeça e dizer: “Tenho 25 anos sim, não encontrei um namorado perfeito e está tudo bem, o mundo não vai acabar. Estou feliz comigo mesma.” A sociedade exige certas coisas de nós e uma delas é a “fórmula da vida perfeita”: namorar, casar, ter filhos, ter netos, morrer. Muita gente nem quer seguir esse passo a passo, mas acabam se deixando levar pelas pressões e ficam desesperados para não sobrarem para a titia.

Por fim, tem o fator destino. Acredito nesse mais do que em qualquer outra coisa. Acredito que toda a nossa vida já foi traçada no momento em que nascemos e tem coisas boas e ruins reservadas para nós. Isso me acalma muito nos momentos de dificuldade, pois me ajuda a ter a certeza de que tudo acontece por um motivo. Se você quer muito um namorado e não o encontra de jeito nenhum é porque isso não foi destinado a você nesse momento da sua vida. É difícil entender essas coisas quando estamos sofrendo, mas para mim é uma grande verdade. Até porque não conseguimos alcançar tudo o que desejamos exatamente no momento que queremos. Se fosse assim a vida seria muito mais fácil. (Ps. Se você é cristão, substitua o termo “destino” por “Deus” – #ficaadica – N. do R.)

Enfim, não tiro a razão dos desiludidos. Está realmente muito difícil encontrar alguém que role aquela “química”, alguém que faça valer a pena. Porém, por outro lado, acho que essas pessoas podem estar solteiras porque elas ainda têm questões maiores para resolverem em outros âmbitos da vida. No entanto, ficam tão ansiosas, se comparam tanto com os outros e se deixam levar por tantas pressões alheias que se esquecem de que esse é o destino delas e realmente talvez esse não seja o melhor momento para se relacionarem com alguém.

O que eu aprendi foi que muita gente quer usufruir do corpo do outro apenas para suprir as suas dores, se auto afirmar ou até para mostrar que não está sobrando. Enquanto o outro ainda for um objeto no qual você concentra grande parte das energias da sua felicidade, realmente será difícil encontrar alguém. É extremamente clichê, mas é verdade: o amor aparece para os distraídos. Transformar a sua solteirice num problema faz com que isso se torne um grande redemoinho. Vou contar um segredo que ninguém deve ter te falado ainda: estar solteiro não é defeito nenhum.

Aproveite a sua própria companhia e se desligue de todas as pressões que te atormentam. Enquanto você não estiver bem com você mesmo não vai aparecer ninguém que te interesse. Mas eu garanto que a partir do momento em que isso não for mais um problema na sua vida, as coisas vão se ajeitar aos poucos e quando você menos esperar aquela pessoa incrível vai cruzar o seu caminho.

 

 

(via Resiliência Mag)
1 Comentário


Anjos da Guarda em nossas vidas

5 motivos para não afastar jamais seu anjo da guarda

 

Confira a seguir cinco coisas que talvez não sabia ou não lembrava do seu Anjo da Guarda.

“A Igreja confessa sua fé no Anjo da Guarda, venerando-os na liturgia com uma festa especial e recomendando procurar a sua proteção com uma oração frequente”, assinalou uma vez São João Paulo II em uma das suas catequeses acerca dos anjos.

Cada ser humano, desde o momento de sua concepção, tem um Anjo da Guarda. Diz o Catecismo (336): “Desde o seu começo até a morte, a vida humana é acompanhada pela sua custódia e intercessão”. Do mesmo modo, acrescenta uma frase de São Basílio Magno: “Ninguém poderá negar que cada fiel tem ao seu lado um Anjo como protetor e pastor para conduzir sua vida”.

2. Sua existência não é uma invenção nem um conto infantil, fundamenta-se na Bíblia

Na Bíblia, desde o Antigo Testamento existem várias passagens que mencionam a presença dos anjos que custodiam, como no Êxodo (23, 20-21): “Eu vou enviar um Anjo diante de ti, para que te proteja no caminho e te conduza até o lugar que te preparei. Respeita-o e escuta sua voz”.

Do mesmo modo, no Novo Testamento, Jesus diz (Mt 18,10): “Não desprezem a nenhum destes pequenos, porque lhes asseguro que seus Anjos no céu estão constantemente na presença do meu Pai celestial”.

3. São amigos próximos dos santos

Muitos santos deram testemunho da inseparável relação que tiveram com seus Anjos da Guarda. Entre eles, estão São Francisco de Sales, Santa Teresinha do Menino Jesus, São Pio de Pietrelcina, São Josemaria Escrivá, entre outros.

Dizem que Santa Francisca Romana (1384-1440), padroeira dos motoristas, teve a sorte de ver seu Anjo da Guarda, que velava por ela dia e noite. A Santa o descreve assim: “Era de uma beleza incrível, com uma pele mais branca que a neve e um rubor que superava a vermelhidão das rosas”.

“Seus olhos, sempre abertos olhando para o céu, o cabelo comprido e cacheado cor do ouro. Sua túnica era comprida até os pés e era branca um pouco azulada e, outras vezes, com brilhos avermelhados. Era tal a irradiação luminosa que o seu rosto emanava, que podia ler as matinas em plena meia-noite”.

4. Protege-nos nos momentos difíceis

Em certa ocasião, São João Bosco narrou que no dia da festa do Anjo da Guarda, recomendou aos seus alunos que nos momentos de perigo invocassem o seu Anjo. Naquela semana, dois jovens trabalhadores estavam em um andaime muito alto alcançando materiais e de repente a tábua quebrou e ambos caíram no chão.

5. São poderosos servidores de Deus

São Bernardo Abade em um de seus sermões indicou: “Sejamos, pois, devotos e agradecidos àqueles guardiães tão exímios; correspondamos o seu amor, honremo-los quanto possamos e conforme devemos”.

“Eles nos guiam nos nossos caminhos, não podem ser vencidos nem enganados e menos ainda podem nos enganar. São fiéis, prudentes, poderosos: por que nos assustamos? Basta com que os sigamos, com que estejamos unidos a eles, e viveremos assim, à sombra do Onipotente”.

A tradição da Igreja recomenda saudar e invocar o Anjo da guarda durante o dia, especialmente com a seguinte oração:

Santo anjo do Senhor,
meu zeloso guardador,
se a ti me confiou
a piedade divina,
sempre me rege,
sempre me guarde,
sempre me governe e
sempre me ilumine.
Amém.

Fonte: Nossa Senhora Cuida de Mim
Comente aqui


Bispos do Paraná e a questão do Pedágio

Bispos do Paraná publicam nota sobre o pedágio

Os Bispos do Regional Sul 2 da CNBB, reunidos em Assembleia de 12 a 14 de março, em Maringá, por meio de uma nota, manifestaram sua preocupação com referência à proposta de prorrogar os atuais contratos dos pedágios do Paraná, para além de 2021, quando se encerram.

NOTA DOS BISPOS DO REGIONAL SUL 2 SOBRE AS CONCESSÕES DE PEDÁGIO NO PARANÁ

Nós, Bispos do Paraná, reunidos em Assembleia, em Maringá, dias 13 e 14 de março, dialogamos sobre vários temas de interesse da população paranaense, dentre os quais, as Concessões Rodoviárias, mais conhecidas como pedágios.

Temos consciência de que as nossas estradas, depois do pedágio, dispõem de serviços de atendimento, apresentam melhores condições de tráfego, mais segurança e, consequentemente, houve redução de acidentes. No entanto, é perceptível para todos que os valores praticados nas praças de pedágio do Paraná são mais altos se comparados com estradas em que o contrato do pedágio foi assinado posteriormente. E isso interfere diretamente no “custo Paraná”.

Nós Bispos, encorajamos para que haja um novo modelo de Concessão Rodoviária e não a Prorrogação dos atuais Contratos, como se está cogitando no Congresso Nacional; que haja uma nova licitação, justa, transparente, com a participação da sociedade civil, com auditorias públicas e finalmente com tarifas reduzidas, condizentes aos preços adotados em Concessões Rodoviárias recentes.

Esperamos que este nosso apelo, que se une a outras manifestações da nossa sociedade, contribua para o bem do povo paranaense.

Maringá, 14 de março de 2017

1 Comentário


Papas e os moradores de rua

Conhece a história do Papa João Paulo II e o misterioso morador de rua?

O Papa Francisco não é o primeiro papa a ter compaixão para com os moradores de rua, como ele próprio atesta.

Em uma nova entrevista para uma revista italiana dirigida por pessoas sem-teto, “Scarp de ‘tenis”, o Papa Francisco relata uma famosa história contada no Vaticano sobre o Papa João Paulo II e um misterioso morador de rua .

Como a história talvez seja menos conhecida fora das paredes do Vaticano, aqui nós a compartilhamos com nossos leitores. Abaixo está um trecho da entrevista.

Pergunta: Sua Santidade, quando o senhor encontra um morador de rua, qual é a primeira coisa que você diz a ele?

Papa Francisco: “Bom dia. Como você está?” Às vezes, trocamos algumas palavras, outras vezes entramos em um relacionamento e escutamos histórias interessantes:”Estudei em uma escola católica; Havia um bom padre … “Alguém poderia dizer: por que isso me interessaria? Mas as pessoas que vivem na rua compreendem imediatamente quando há um interesse real por parte da outra pessoa, ou quando há – eu não quero dizer “esse sentimento de compaixão”, mas certamente um sentimento de dor. Pode-se ver um morador de rua e olhar para ele como uma pessoa ou como um cão. E eles estão bem conscientes dessas diferentes maneiras como são vistos.

Há uma história famosa no Vaticano sobre um morador de rua, de origem polonesa, que normalmente ficava na Piazza Risorgimento em Roma. Ele não falava com ninguém, nem mesmo com os voluntários da Caritas que lhe traziam uma refeição quente à noite. Só depois de muito tempo conseguiram que ele contasse sua história: “Eu sou um padre. Conheço bem o seu papa. Nós estudamos juntos no seminário”, disse ele.

Estas palavras chegaram a São João Paulo II, que ouviu o nome do morador de rua, confirmou que estava no seminário com ele, e queria conhecê-lo. Eles se abraçaram depois de 40 anos, e no final do encontro o Papa pediu para o sacerdote, que tinha sido seu companheiro no seminário, ouvir sua confissão. “Agora é a sua vez”, disse o Papa João Paulo II. E o Papa confessou-se com seu companheiro do seminário.

Graças ao gesto de um voluntário, uma refeição quente, algumas palavras de conforto e um olhar de bondade, esta pessoa foi recuperada e retomou uma vida normal que o levou a se tornar um capelão de hospital. O papa o ajudou. Certamente este é um milagre, mas também é um exemplo para dizer que os os moradores de rua têm uma grande dignidade.

Na sede da Cúria de Buenos Aires, sob uma porta entre as grades, vivia uma família e um casal. Eu os encontrava todas as manhãs no meu caminho. Eu os cumprimentava e sempre trocava algumas palavras com eles. Eu nunca pensei em levá-los embora. Alguém me disse: “Eles sujam a Cúria”, mas a sujeira está dentro. Eu acho que precisamos conversar com pessoas com grande humanidade, não como se tivessem que nos pagar uma dívida, e não tratá-los como se fossem pobres cães.

Fonte: Aleteia
Comente aqui


Adore e anuncie Jesus ao mundo

EVANGELHO Jo 4,5-15.19b-26.39a.40-42

3º DOMINGO QUARESMA – ANO A

Naquele tempo, 5Jesus chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, perto do terreno que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6Era aí que ficava o poço de Jacó. Cansado da viagem, Jesus sentou-se junto ao poço. Era por volta de meio-dia. 7Chegou uma mulher de Samaria para tirar água. Jesus lhe disse: “Dá-me de beber”.

8Os discípulos tinham ido à cidade para comprar alimentos. 9A mulher samaritana disse então a Jesus: “Como é que tu, sendo judeu, pedes de beber a mim, que sou uma mulher samaritana?” De fato, os judeus não se dão com os samaritanos.

10Respondeu-lhe Jesus: “Se tu conhecesses o dom de Deus e quem é que te pede: ‘Dá-me de beber’, tu mesma lhe pedirias a ele, e ele te daria água viva”.

Resultado de imagem para adorar em espirito e verdade

11A mulher disse a Jesus: “Senhor, nem sequer tens balde e o poço é fundo. De onde vais tirar água viva? 12Por acaso, és maior que nosso pai Jacó, que nos deu o poço e que dele bebeu, como também seus filhos e seus animais?”

13Respondeu Jesus: “Todo aquele que bebe desta água terá sede de novo. 14Mas quem beber da água que eu lhe darei, esse nunca mais terá sede. E a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água que jorra para a vida eterna”.

15A mulher disse a Jesus: “Senhor, dá-me dessa água, para que eu não tenha mais sede e nem tenha de vir aqui para tirá-la”. 19b“Senhor, vejo que és um profeta!” 20Os nossos pais adoraram neste monte, mas vós dizeis que em Jerusalém é que se deve adorar”.

21Disse-lhe Jesus: “Acredita-me, mulher: está chegando a hora em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. 22Vós adorais o que não conheceis. Nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus.

23Mas está chegando a hora, e é agora, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e verdade. De fato, estes são os adoradores que o Pai procura. 24Deus é espírito, e aqueles que o adoram devem adorá-lo em espírito e verdade”.

25A mulher disse a Jesus: “Sei que o Messias (que se chama Cristo) vai chegar. Quando ele vier, vai nos fazer conhecer todas as coisas”. 26Disse-lhe Jesus: “Sou eu, que estou falando contigo”.

39aMuitos samaritanos daquela cidade abraçaram a fé em Jesus. 40Por isso, os samaritanos vieram ao encontro de Jesus e pediram que permanecesse com eles. Jesus permaneceu aí dois dias. 41E muitos outros creram por causa da sua palavra. 42E disseram à mulher: “Já não cremos por causa das tuas palavras, pois nós mesmos ouvimos e sabemos que este é verdadeiramente o salvador do mundo”.

ORAÇÃO PARA O 3º DOMINGO QUARESMA

Pai Santo, Deus de amor e bondade. Tu és infinito, grande e soberano, tão rico em prodígios e graças. Alegro-me hoje por Te chamar mais uma vez de Pai, Deus amado. Eu desejo  Teu amor, preciso da Tua misericórdia em minha porque sou fraco, pequeno  e pecador. Longe da Tua presença, nada posso e nada sou, nada me satisfaz nem mata minha fome e sacia minha sede.   Meu Pai amado, rendo-Te graça e louvor com meu culto simples diário a Ti porque és poderoso e providente. Só em Ti, minhas forças são renovadas. Honras e glórias a Ti, oh meu Deus.

Jesus Te encontrar e deixar me encontrar Contigo, com Teu amor e Te amar, tem sido meu caminho e minha esperança. Sentar e estar na Tua presença é o que meu coração deseja. Tu és nossa rocha, a minha rocha, segurança da minha vida e fé, Jesus. Só em Ti, encontro sentido para o que faço e sou neste mundo. Meu destino eterno, salvífico, só consigo vislumbrar em Ti, na Tua experiência de Fé. Eu quero de adorar, amar servir. Proclamo, oh meu Senhor, que Tu és o único que dá da água da vida, do céu, que sacia todas as minhas sedes, e a sede do mundo e dos homens. Meu Jesus, eu sei que preciso de Ti para sempre, o mundo também. Suplico-Te que me sustente na estrada da fé e vida, alimentado minha esperança. Dá-me também de beber.Fique comigo, Jesus, nas minhas lutas e desafios, dificuldades e problemas, dando-me alento, conforto e consolo.  Faça jorrar, meu Jesus, para mim a Água Nova que prometestes a Samaritana e a todos os creem em Ti. Senhor, peço-Te que a Tua água viva possa me saciar, reviver, reanimar especialmente nas minhas quedas e desânimos. Jesus, nos tempos e momentos de secura espiritual, de esterilidade, que essa Água não tarde em meu coração, vida e fé. Dá-me sempre da água do Teu amor, misericórdia, compaixão, graça e benção,  ternura, força e poder, meu Senhor Jesus.

A água da Vida eterna és Tu, doce e amado Espírito Santo. Fostes derramado no mundo desde sua criação, és derramado também em nossos corações e vidas desde o nosso batismo. Força criadora e renovado dos Céus, de Deus, venha sobre mim mais uma vez, com Tua água pura  e maravilhosa, lavar meu interior e todo meu ser.  Espírito Santo, lava-me, purifica-me de meus pecados e misérias, de todas as sujeiras da alma que me iludem e me afastam de Deus, gerando em mim fome e sede, carência espiritual em minha vida. Dá-me dessa Água divinal, sacie e preencha toda sede que ainda em mim. Que eu não tenha mais fome e sede das coisas e ilusões deste mundo. Livra-me, oh Espírito Santo, eu clamo hoje, com Tua Luz e força, da tentação de saciar minha sede de Deus com águas materiais desta vida. Ajude-me a experimentar o amor, a solidariedade,  a verdade e a justiça em Ti, sempre em Ti. Que eu não confunda a Sede de Infinito com sensação de prazer e bem-estar que quase sempre me afastam de Deus, e me esvaziam. Espírito Santo, torna-me um adorador de verdade, com fé, cheia da Tua graça e unção, para que eu possa também descansar e refazer minhas forças, e derramar a água da Fé e da vida a todos que encontro nos poços de hoje, parados nos caminhos, sedentos de  Sentido maior para suas vidas e histórias. Que a Tua Glória encha todo o mundo, com Água do Amor e Vida, oh Espírito Santo.

Santa Maria, mãe de Deus, roga pela sede dos homens, pela fome que mundo sente. Foste tu que nos destes conhecer Jesus, Rocha do mundo, água da vida, que nos sustenta e mata toda sede. Ajude-me, oh Mãe querida, a ter sempre presente que eu preciso, necessito de Jesus, de Sua Água, para uma vida mais plena, alegre e feliz, cheia de graça. Mãe, peço-te que interceda por mim, para adorar e servir, testemunhar e anunciar a verdade de Jesus, do  projeto de Salvação que Deus preparou aos que o Nele creem, esperam e confiam. Rogo-Te pelos meus irmãos que ainda não conhecem a Cristo, que se afastaram Deus, e vivem com sede e fome de vida e sentido, muitas vezes iludidos pelas ofertas materialistas. Mãe, que o meu testemunho e a minha adoração do Senhor Jesus, teu  Filho, vividos no amor e na misericórdia, solidariedade, justiça e paz, possam ser sinais proféticos da Água  viva de Cristo que flui em mim. Maria santíssima,  interceda por mim para que eu sempre possa beber desta água da vida e da fé, da alegria e da esperança. Amém. Amém.Ave-maria..

 

 

Comente aqui


Poema para Quaresma

Poesias para rezar na Quaresma: “Buscando a Cristo” (Gregório de Matos)

“A vós correndo vou, braços sagrados…”

Poesias para rezar na Quaresma: “Buscando a Cristo” (Gregório de Matos)

© mbolina / Shutterstock

A vós correndo vou, braços sagrados,
Nessa cruz sacrossanta descobertos,
Que, para receber-me, estais abertos,
E, por não castigar-me, estais cravados.

A vós, divinos olhos, eclipsados
De tanto sangue e lágrimas cobertos,
Pois, para perdoar-me, estais despertos,
E, por não condenar-me, estais fechados.

A vós, pregados pés, por não deixar-me,
A vós, sangue vertido, para ungir-me,
A vós, cabeça baixa, pra chamar-me.

A vós, lado patente, quero unir-me,
A vós, cravos preciosos, quero atar-me,
Para ficar unido, atado e firme.

________________

O poeta luso-brasileiro Gregório de Matos Guerra (1636-1696) nasceu em Salvador, na Bahia, e é considerado o maior representante do Barroco no Brasil. Crítico e sarcástico diante dos desmandos e hipocrisias de políticos e de membros do clero católico, foi chamado de “Boca do Inferno”. Chocou a sociedade colonial com seus poemas eróticos. Perto do final da vida, porém, manifestou arrependimento quanto à sua relação com a Igreja e, em suas obras, passou a refletir sobre a insignificância do homem perante Deus, consciente do pecado e em busca de perdão. Existem controvérsias quanto à autoria de “Buscando a Cristo”, mas, apesar delas, o texto é comumente atribuído a Gregório de Matos em sua fase de renovação espiritual.

Fonte: Aleteia
Comente aqui


Pena de morte e Igreja

Santa Sé reitera “não” à pena de morte

A Santa Sé reiterou sua postura contrária à pena de morte em novo pronunciamento na ONU em Genebra nesta quarta-feira, 1º. A Igreja foi representada por seu observador permanente junto à entidade, Dom Ivan Jurkovič.

“A justiça humana, na verdade, é falível, a pena de morte irreversível” e às vezes é aplicada também em pessoas inocentes. Por esse motivo, Dom Ivan convidou as autoridades legislativas e judiciárias a procurar sempre garantir a possibilidade para os culpados se arrependerem e pagarem por seus crimes. Ele cita ainda o Papa: “Para um Estado de direito, a pena de morte representa um fracasso, porque obriga um Estado a matar em nome da justiça. Mas a justiça nunca é alcançável através da morte de um ser humano”.

O representante da Santa Sé defendeu que existem medidas mais humanas para enfrentar o crime. Ele pontuou a necessidade de assegurar à vítima o direito à justiça e ao criminoso a possibilidade de mudar de vida. “Isso favorecerá o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e igualitária, no pleno respeito da dignidade humana”.

Por fim, confirmando o empenho da Santa Sé em conseguir a abolição do uso da pena de morte e em apoiar, como medida provisória, as moratórias estabelecidas pela resolução da Assembleia Geral 2014, Dom Ivan convidou os Estados-membro a melhorar as condições de detenção no respeito pela dignidade de cada pessoa, independente do crime cometido, e a garantir o direito dos acusados a um processo équo e justo.

Fonte: Catholicus
Comente aqui