Mês: janeiro 2014



Fim de semana de chegadas e partidas…

Amanhã estou retornando a Londrina, depois de 15 dias fora, que resumindo a ópera foi um tempo de cuidar e pensar um pouco em mim. Chego, se Deus quiser, para o almoço. Que o aeroporto não esteja fechado pelo mau tempo…

Lembro a todos nesse sábado, o pe Evandro Delfino, do Santuário , apresenta mais uma vez o nosso Programa Fé no Coração. Vai ao ar das 11 às 12 horas, todos os sábados pela Rádio Terra Nativa, AM 1580.  Desde já agradeço ao Pe Evandro  por essa caridade  e gentileza para comigo e com todos os ouvintes. Deus te abençoe e conserve no teu ministério. O Programa é um tempo de oração e reflexão e  de fortalecimento da nossa experiência de fé. Ligue 3154-1580. Deixe suas intenções e pedidos de oração. Participe. No próximo sábado estarei ao vivo com vocês, com algumas novidades no Programa. Aguardem.

Também aproveito para fazer um comunicado oficial, embora muitos já saibam. Fui transferido do Santuário Nossa Senhora Aparecida Londrina, onde trabalhei por dois períodos de dois anos. Deixo agora de ser vigário paroquial para exercer a função de Reitor do Seminário Propedêutico, em Londrina. Continuem rezando por mim  e para essa nova missão que Igreja me pede e confia.

Vou ainda presidir a Eucaristia no Santuário esse final de semana. Celebro a missa das 8 da manhã e das 16 horas. Depois já vou para o Seminário. A Missa “de Despedida” será às 19 horas, no domingo dia 09 de fevereiro, no encerramento do Cerco de Jericó. Vai ser um noite de muita unção, bençãos e graças. Participe.

Agradeço a Deus e a comunidade do Santuário pelo carinho, acolhida, paciência e apoio durante esse tempo de convivência. Por aqui fui amadurecendo meu ministério sacerdotal e também ganhei da Virgem Maria e do amor do povo com Nossa Senhora, um coração mariano, de devoto de Nossa Senhora Aparecida.

Obrigado a todos. Perdão a quem não amei.. Até domingo, dia 09 de fevereiro, às 19 horas, para a missa da partida e do envio. Que a Virgem de Aparecida abençoe e guarde a todos. Amém.

 PS:   Estarei disponível para confissões, direção, orientação espiritual e celebrações.

O Seminário fica no jardim do Sol, ao lado da Paróquia nossa Senhora da Luz. Fone  (43) 3328-7923. Rua Capella, 177.

4 Comentários


Carta dos Bispos do Maranhão sobre violência no Estado

Preocupados com a onda de violência no Estado, os Bispos do Maranhão divulgaram um carta sobre a situação. Nessa carta, os bispos denunciam cultura de violência, lembrando a morte da menina Ana Clara, as mortes no presidio de Pedrinhas e o terror vivido na ruas de Sao Luiz. Denunciam a concentração das riquezas, expulsão do homem do campo, trabalho escravo, prostituição e drogas e um justiça morosa.
Também pedem que todas as comunidades façam uma caminhada silenciosa á luz de Velas, no dia 02 de fevereiro, festa de Nossa Senhora da Luz.

Confira a carta na sua íntegra:

Ao Povo de Deus
e a todas as pessoas de boa vontade

“Justiça e paz se abraçarão” (Sl 85,11)

Ainda estão vivas em nós a forte emoção e dor, provocadas pelos últimos acontecimentos no Estado do Maranhão – a morte violenta da Ana Clara, criança de seis anos que faleceu após ter seu corpo queimado nos ataques a ônibus; os cruéis assassinatos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas; o clima de terror e medo vivido na cidade de São Luís.

A nossa sociedade está se tornando cada vez mais violenta. É nosso parecer que essa violência é resultado de um modelo econômico-social que está sendo construído.

A agressão está presente na expulsão do homem do campo; na concentração das terras nas mãos de poucos; nos despejos em bairros pobres e periferias de nossas cidades; nos altos índices de trabalhadores que vivem em situações de exploração extrema, no trabalho escravo; no extermínio dos jovens; na auto-destruição pelas drogas; na prostituição e exploração sexual; no desrespeito aos territórios de indígenas e quilombolas; no uso predatório da natureza.

Esta cultura da violência, aliada à morosidade da Justiça e à ausência de políticas públicas, resulta em cárceres cheios de jovens, em sua maioria negros e pobres. O nosso sistema prisional não reeduca estes jovens. Ao contrário, a penitenciária transformou-se em uma universidade do crime. Não nos devolve cidadãos recuperados, mas pessoas na sua maioria ainda mais frustradas que veem na vida do crime a única saída para o seu futuro.

Vivemos num Estado que erradicou a febre aftosa do gado, mas que não é capaz de eliminar doenças tão antigas como a hanseníase, a tuberculose e a leishmaniose.

É verdade que a riqueza no Maranhão aumentou. Está, porém, acumulada em mãos de poucos, crescendo a desigualdade social. Os índices de desenvolvimento humano permanecem entre os mais baixos do Brasil.

Não é este o Estado que Deus quer. Não é este o Estado que nós queremos! Como discípulos missionários de Jesus, estamos comprometidos, junto a todas as pessoas de boa vontade, na construção de uma sociedade fraterna e solidária, sem desigualdades, sem exclusão e sem violência, onde a “justiça e a paz se abraçarão” (Sl 85,11 ) .

A cultura do amor e paz, que tanto almejamos, é um dom de Deus, mas é também tarefa nossa. Nós, bispos do Maranhão, convocamos aos fieis católicos e a todas as pessoas que buscam um mundo melhor a realizarem um gesto concreto no próximo dia 2 de fevereiro, como expressão do nosso compromisso com a justiça e a paz. Neste dia – Festa da Apresentação do Senhor, Luz do mundo, e de Nossa Senhora das Candeias –, pedimos que se realize em todas as comunidades uma caminhada silenciosa à luz de velas, por ocasião da celebração. Às pessoas comprometidas com esta causa e às que não puderem participar da celebração sugerimos que acendam uma vela em frente à sua residência, como sinal do seu empenho em favor da paz.

Invocando a proteção de Nossa Senhora, Rainha da Paz, rogamos que o Espírito nos oriente no sentido de assumirmos nossa responsabilidade social e política para construirmos uma sociedade de irmãs e irmãos que convivam na igualdade, na fraternidade e na paz.

Centro de Formação de Mangabeiras-Pinheiro – MA, 15 de janeiro de 2014

Comente aqui


Matrículas abertas para o Curso deTreinamento de Lideranças

Vai até dia 05 de fevereiro próximo o período de matrículas para a segunda turma do Curso de Treinamento de Lideranças, promovido pela Arquidiocese de Londrina.
Você que participa de alguma pastoral,serviço,movimento ou organismo na Igreja não perca essa grande oportunidade de crescimento pessoal para uma atuação comunitária mais efetiva.
Para as inscrições, procure sua paróquia. Ou ligue para o Centro de Pastoral “Bom Pastor” (43) 3371 3141.
As aulas começam dia 05 de fevereiro. São Semanais, às quartas-feiras, e acontecem no Centro de Pastoral Bom Pastor, das 19h30 as 21h45.. O Curso todo tem duração de (1) um ano.

Abaixo voce confere outras informações sobre esse curso, sua natureza, estrutura e conteúdos.

1. O CURSO
O Treinamento para Lideranças da Arquidiocese de Londrina é um curso de capacitação para lideranças em nível psicológico, antropológico, bíblico-teológico, pastoral e metodológico, cujo objetivo principal é preparar os novos agentes de pastoral para que possam, em suas Paróquias e comunidades desempenhar o seu ministério com entusiasmo apaixonado, com eficácia…

2. DESTINATÁRIOS
Todas as pessoas que compõe as Pastorais, Movimentos, Associações, Organismos presentes na Arquidiocese de Londrina.

3. PRÉ-REQUISITOS
• Idade mínima: 16 anos
• Ensino Fundamental
• Participação na vida pastoral de sua Comunidade
• Carta de apresentação do pároco, reitor, superior e/ou responsável

4. OFICINAS OFERECIDAS
5.1 Eixo Psicológico
• Autoconhecimento
• Relações interpessoais e exercício de poder
• Liderança/Estudos de casos

5.2 Eixo Antropológico-Bíblico-Teológico
• O que é o ser humano na Bíblia e no Catecismo da Igreja.
• Antropologia Aplicada.
• Jesus Cristo o líder por excelência.
• As primeiras lideranças cristãs.

5.3 Eixo Metodológico-Pastoral
• Exercícios práticos de liderança.
• Liderança nas pastorais, movimentos, etc.



Porque há tanta infelicidade no mundo

Estou lendo um livro formidável: O Retorno do Jovem Príncipe, do escritor argentino Alejandro G. Roemmers. Em forma de diálogos, apresenta com uma linguagem simples e direta, mas profunda e provocante, questionamentos e respostas acerca das realidades que angustiam e ferem o coração humano. Roemmers se preocupa também em sugerir em suas reflexões caminhos para o enfrentamento e superação dos problemas que surgem na vida cotidiana. De fato, esse livro é para quem não se contenta com o quadro atual das coisas, nem em nível pessoal, nem da vida comunitária, dos relacionamentos sociais.
jovem
E foi nessa leitura que me deparei com uma reflexão sobre a origem de tanta insatisfação, depressão e infelicidade no mundo. O jovem príncipe, preocupado com ilusão das pessoas na busca da felicidade, pergunta por que elas não se dão conta disso. A resposta é um preocupante alerta.

O que acontece meu jovem amigo, é que nossa sociedade multiplicou tremendamente a quantidade de coisas que podem ser adquiridas. E enquanto não obtém até a última coisa delas, as pessoas não percebem que tomaram caminho errado. Elas se agarram a qualquer possibilidade, por menor que seja, contanto que isso signifique não ter que mudar. O Problema é que quando conseguem adquirir a última coisa, já perderam a primeira. São como aqueles mágicos que põem vinte piões para girar ao mesmo tempo, sem deixar nenhum parar. Mas os mágicos só têm vinte! Além disso, quando os indivíduos adquirem alguma coisa, logo querem mais uma. Aquela que pensam que seria a última, já não é a última. Então, passam o resto da vida nessa busca infrutífera, pulando de uma coisa para outra, como se fossem pedras no fundo de um rio que eles jamais conseguirão atravessar. Aqueles que buscam posses estão geralmente atrelados ao futuro. Nunca aproveitam o presente, pois toda sua atenção está focada em uma coisa que deve acontecer em seguida. (p. 54-5).

Comente aqui


Quem tem medo do GAECO?

Estamos acompanhando uma movimentação que pretende desmontar o GAECO. amanhã acontece uma reunião que vai decidir o futuro do GAECO.  Parece que o governado Beto Richa corre o risco de entrar para história do Paraná como aquele que acabou com grupo que combate políticos corruptos. Quem será que está com medo do GAECO?

images (1)

Estão disfarçando a tendência de  por fim ao GAECO, dizendo que se trata apenas de troca de agentes, PM, delegados e promotores, que ele vai continuar existindo, que é apenas um rodízio de profissionais. Na verdade, se pudessem decretariam o seu fim, sepultariam com honrarias e aplausos o GAECO, como já se tentou fazer num passado bem próximo, quando o governo determinou que todos os funcionários voltassem a atuar no local de sua lotação. Era para acabar com o GAECO, já que seus agentes pertencem a outras secretarias estaduais. Na época, houve reação de toda sociedade civil organizada, e o GAECO não foi desmontado.

Ainda que não concorde com show que envolvem algumas operações do Ministério Público (MP), o GAECO,  como braço operacional dele, tem se especializado em investigar crimes de corrupção envolvendo o poder público, esquemas de desvio de dinheiro, que tem prendido e levado a cassação alguns políticos e magnatas.  Acredito que a banda podre que se beneficia, que saqueia o Estado, deve estar agindo nos bastidores dessa famigerada ideia de rodizio, que gera descontinuidade e cria instabilidade no trabalho. Um GAECO fraco, confuso, sem capacidade de atuação, é um prato cheio para corruptos manterem seus esquemas econômicos e políticos.  Pensam eles agora: não precisa acabar,  porque vai dar muita revolta do povo, mas vamos tirar sua capacidade operacional e sua estrutura de atuação. GAECO para inglês ver, apenas.

A Igreja católica, junto com várias entidades de Londrina, apóia a manutenção de um MP forte e atuante e do GAECO. E está ai um boa causa para a população de Londrina e de todo o Paraná participar, marcar suas manifestações pela redes sociais.  Vamos para ruas exigir que o governo estadual deixe de estória, de nos tratar com bobos, e mantenha e fortaleça o GAECO. Não se deixe engana: só a pressão da sociedade, popular em massa, é que vai impedir a perda do GAECO, que tanto bem tem feito para nossa democracia, tirando de circulação que faz mau ao povo e ao Estado.

1 Comentário


Sobre cidade, gasolina e trânsito em Belo Horizonte…

Há estou em Belo Horizonte fazendo um curso. Andando pelo cidade, algumas coisas chamam minha a atenção, sempre em comparação a Londrina. Vamos lá:

Vista da Praça bh7 de Setembro, Centro de BH

1. Trânsito. O Centro de BH está bem confuso por conta das obras do BRT (aqui chamado de Move). A intenção é boa, para dar mais mobilidade urbana , mas a bagunça é quase inevitável. Inversão de mão, ruas fechadas, falta de sinalização. Será que vai acontecer o mesmo quando Londrina estiver construindo também sua linha de BRT? Planejar bem as mudanças no trânsito e orientar a população, poderá diminuir bastante a confusão e o estresse. Agora, coisa bonita de se ver é cortesia dos mineiros ao dirigir, dão seta e sabem usar as rotatórias.

2. Gasolina. Vi uma reportagem que ela pode ser encontrada aqui até por R$ 2,63 o litro. Mas o que vi nas placas dos postos com bandeira é um preço de R$ 2,77.  Quando penso que em Londrina o preço da gasolina, na média, gira em torno de 3 reais, não consigo deixar de fazer contas. Dá pra economizar por volta de 20 centavos por litro. E não é pouco, é em torno de  9% mais barato. Se  abastecer 50 litros, por exemplo,vai economizar R$ 10,00, o que teoricamente significa mais três litros e meio de gasolina no tanque, e cerca de 40 km a mais para rodar. Pergunto-me também como os donos de postos podem vender gasolina a esse preço aqui, e em Londrina é uma choradeira só. Algo parece não estar batendo… Procon de Londrina, abre o olho.

3. A cidade de BH. Belo horizonte se apresenta como uma cidade de mais de 2 milhões de habitantes, próspera e em franco desenvolvimento. Já é uma cidade antiga, com mais de cem anos. Por isso, fico me perguntando  porque a lei da Cidade Limpa de BH não pegou ainda, como em Londrina. Por trás dos enormes letreiros que cobrem as fachadas dos estabelecimentos comerciais, deve haver muita beleza arquitetônica e arte, como passamos a ver em Londrina. Aliás, depois que nos acostumamos com os letreiros harmoniosos nas fachadas das lojas, essa “poluição visual de BH” faz até mal, chega mesmo a dar “dor de cabeça…”

Gostei, sim, de Belo Horizonte. Mas tenho o coração em Londrina. E vamos que vamos.

2 Comentários


A força transformadora da Fé

Encontrei por acaso esse filme. Vale a pena assisti-lo. Essa animação nos propõe uma reflexão sobre fé, vida, oração, sofrimento e esperança partir da experiência religiosa. Deixe-se tocar pela força de Deus, pelo seu amor a cada um de nós.

http://www.youtube.com/watch?v=1m29TpkFLa4

Veja a sinopse.

O grande milagre é uma história inspiradora que revela a esperança e a fé. A história gira em torno de três personagens em crise: Monica uma viúva e mãe de uma criança de 9 anos faz todos os esforços para manter a sua casa. Don Chema, um motorista de transporte público que recebe a notícia de uma doença que pode levar a morte de seu filho e Dona Cata, uma velha que sente que sua missão na vida é longa. As histórias se entrelaçam quando sentem uma grande necessidade de estar na igreja. E o que não se pode imaginar é que eles estão prestes a mudar suas vidas para sempre. Com a ajuda de anjos da guarda, vai testemunhar o verdadeiro significado da Missa, uma luta constante entre o bem eo mal, o triunfo da fé.

Comente aqui


Parabéns odiario.com Londrina

Li com muita alegria a notícia de que o portal de notícias odiario.com Londrina alcançou o segundo lugar na audiência (acessos) entre os sites especializados em notícias on-line em Londrina. O interessante é que odiario.com Londrina está no ar, ou na rede, há apenas três anos e já superou o número de acessos do JL, que tradicionalmente ocupava essa posição. Agora fica atrás apenas do Bonde, que tem alcance mais amplo.
Faz dois anos que conheci o Portal odiario.com, a mim apresentado pelo brilhante e competente jornalista Alexandre Sanches. O que tenho visto observado é que esse Portal tem se tornado uma fonte segura, fácil e atualizada de informações de Londrina e cidades vizinhas, que acredito ter atraído muitos leitores. Também tenho sido consultado pela equipe local de jornalistas a a respeito de assuntos envolvendo a situação carcerária de Londrina. O resultado das notícias publicadas são fidedignas e na extensão do que foi informado. Isso dá credibilidade e revela a seriedade e o compromisso com a verdade dos fatos.
Não poderia deixar de dizer que manter esse blog junto ao Portal odiario.com Londrina já era uma alegria. Agora, com esse segundo lugar na audiência, torna-se uma honra e uma responsabilidade também. Espero ajudar ajudar no crescimento de odiario.com, e poder em breve celebrar o primeiro lugar em acessos únicos dos sites de notícias de nossa região.
Obrigado pelo convite e pela oportunidade de ser blogueiro de voces. Parabéns a direção e toda equipe de odiario.com pelo trabalho de ajudar a escrever e retratar a história de Londrina. QUE VENHA LOGO A LIDERANÇA.

Confira a matéria sobre a vice-liderança de odiario.com

Comente aqui


Porque os Rolezinhos preocupam…

Surgiu ultimamente no Brasil uma nova modalidade de manifestação da juventude: os temidos Rolezinhos. Jovens das periferias das grandes cidades, usando as redes sociais, marcam encontros nos shopping. Embalados pela batidão do funk ostentação, dançam, cantam, correm, tiram fotos, conhecem outras pessoas; zoam… como dizem.
Tudo seria simples assim, se os proprietários das lojas dos shoppings reagissem à realização dos Rolezinhos, fechando suas portas, exigindo das autoridades punição e prisão de quem organizar e participar desse tipo de manifestação. Por que tanta preocupação e truculência? Será que se teme que os Rolezinhos se transformem naquilo que foram as manifestações de junho de 2013?
Os Rolezinhos, acredito, apresentam três dimensões: cultural, social e política.
Cultural porque envolve música e coreografia, a irreverência própria da juventude. Social, são jovens que vivem na periferia, geralmente de cor negra, que ascenderam para atual classe C e querem também serem vistos, desfrutar dos ambientes mais ricos, do crescimento econômico do país, querem participar. O crescente apelo ao consumismo através da propaganda gerou os Rolezinhos. Veja as letras das músicas do Funk Ostentação e como agora se apresentam vestidos os novos MCs. Política, as manifestações de junho ainda ecoam na memória da juventude, de como foram organizadas sem a participação das elites políticas. Os Rolezinhos quando zoam no Shoppings, zoam de fato do shopping e de tudo o que eles representam. Os jovens da periferia estão gritando que o modelo econômico capitalista é desigual e excludente, e que eles estão prontos para mudar esse situação. A juventude dos Rolezinhos está insatisfeita com a atuação dos políticos, que fazem tudo para salvar a economia, ainda que seja cortar investimentos na áreas de educação, cultura, educação, cujas deficiências atinge diretamente os mais pobres.
Penso que a classe política deve estar monitorando esse novo fenômeno social brasileiro. Porém, proibir que esse esses jovens dos Rolezinhos se encontrem nos Shopinhgs, cheira preconceito de classe e de cor. Até porque a juventude sempre se concentrou nos shoppings, organizados em suas tribos, de ontem e de hoje. Os Rolezinhos parecem estar no limite entre o direito de ir e vir e a pertubação da ordem, como dizem os especialistas. Porém, não se devem criminalizar o movimento, como se fez em junho, sob o risco de se politizar a questão.

Comente aqui


Evangelho dominical

Evangelho (Mt 4,12-23)

12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia. 13Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia, 14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15”Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz, e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”. 17Daí em diante Jesus começou a pregar dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.

18Quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. 19Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. 20Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram.

21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu consertando as redes. Jesus os chamou. 22Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. 23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo.

Rezando a Palavra. Tu, Senhor, que chamastes teus amados apóstolos, para estarem contigo, aprender o Amor Divino, e dar continuidade ao Anúncio da Salvação, confirma também nosso chamado a sermos discípulos missionários. Queremos ser teus seguidores fiéis, profetas do Reino. Ajuda-nos a viver e testemunhar nossa fé de tal forma que outros irmãos e irmãs se encantem por ti, queiram te conhecer para te adorar em Espírito e verdade. Estamos dispostos a deixar tudo e te seguir, deixar nossas seguranças pessoais, métodos e processos pastorais, para apenas a tua verdade, tua força e palavra sejam apresentadas ao homens e mulheres de hoje sem distorção. Que nossa pregação seja confirmada pelas obras de cura e libertação no meio do povo, para honra e glória do Teu Nome. Amém

Comente aqui