Mês: dezembro 2014



E chegou o Natal…

Hoje é Vésperas do Natal. Logo mais à noite celebraremos uma das mais belas datas do nosso calendário. Natal é Festa do Amor, da Paz, da Ternura, da Alegria. Festa da Fé, pois nasceu o nosso Salvador..E o Natal de Jesus nos traz sempre esperança, desejos de renascer também de tantas situações e desafios que passamos e enfrentamos durante 2014.

O Natal também nos dá algumas lições. A simplicidade da manjedoura nos convida a abdicar de todo orgulho e esnobismo, sentimento de poder e soberba. Maria e José pedem nossa participação no processo de salvação, que construção de um mundo melhor, justo, fraterno em paz. Os Reis Magos nos ensinam a buscar sempre, durante nossa vida toda, a verdade de Deus, a experiência do Seu amor, do Encontro com o Amor, que altera nossa história. Os pastores recordam que Deus ama a todos, se manifesta e se dar a conhecer aos que amam de coração sincero.  No Natal, o amor é o grande ensinamento de Deus, para que todos nós nos amemos também. 

Natal é de Cristo. Natal é Cristo. O Céu toca a Terra. A humanidade se encontra com o Divino, num intercâmbio de amor, doação e entrega. Deus ama os homens. Belém nessa noite é sua casa. A manjedoura é o Teu coração e sua vida. O Senhor quer habitar em Ti, no Natal da sua história, da sua família.

Celebre com muita Fé. Não deixe de rezar, de fazer uma prece. Vá a Missa de Natal hoje á Noite. Dê testemunho de que Deus se encarnou, nos trazendo alegria, esperança, paz e salvação, graça,bençãos e proteção.

UM SANTO E ABENÇOADO NATAL

Comente aqui


Igreja de Londrina se prepara para Missões Populares

 A Igreja de Londrina realizará  o Interclesial das CEBs  em 2018. Será um grande evento de motivação da fé e de evangelização. As Santas Missões Populares é uma forma de nos prepararmos para esse grande momento de Igreja, especialmente para nossa Arquidiocese de Londrina.  A Carta abaixo é esse grande convite a toda nossa Igreja a se colocar  no espírito e no clima da missão que devem marcar esse Interclesial das CEBs. Vamos participar. Enchemo-nos de esperança. Vibremos com fé em Cristo. Para um ano de Paz.

Viva o Interclesial. Viva nossa Igreja. Viva os missionários. Viva o povo de Deus fiel. 

002

Comente aqui


Papa Francisco, grande “diplomata”

Papa expressa alegria pelo restabelecimento de relações diplomáticas entre Cuba e EUA

O papa Francisco manifestou satisfação em razão do restabelecimento das relações diplomáticas entre Cuba e Estados Unidos, após 53 anos. As relações haviam sido interrompidas em 1961. O anúncio da reaproximação entre os dois países foi feito na quarta-feira, diz 17, pelos presidentes Raúl Castro, de Cuba, e Barack Obama, dos Estados Unidos.Papa cm Obama 2014 270x270
De acordo com nota divulgada quinta-feira, 18, pela Secretaria de Estado do Vaticano, Francisco havia escrito recentemente aos dois presidentes, convidando-os a resolver “questões humanitárias de interesse comum, entre as quais a situação de algumas pessoas detidas”. A Santa Sé recebeu no Vaticano, em outubro, delegações de ambos países e ofereceu-se para intermediar um diálogo construtivo sobre temas delicados, do qual nasceram soluções satisfatórias para as duas partes, lembra o comunicado.
A nota do Vaticano conclui afirmando que “a Santa Sé continuará a assegurar seu apoio às iniciativas que as duas nações tomarão para incrementar as relações bilaterais e favorecer o bem-estar dos respectivos cidadãos”.
“Obrigado, especialmente ao papa Francisco”, declarou Barack Obama em seu pronunciamento. O presidente cubano Raúl Castro também agradeceu os esforços do pontífice pela reaproximação entre Cuba e Estados Unidos, em mensagem divulgada em Havana. “Agradeço o apoio do Vaticano e do papa Francisco por ter contribuído para melhorar as relações entre Cuba e Estados Unidos”, diz a mensagem.
Nos Estados Unidos, a Conferência Episcopal considerou que o anúncio do governo Obama é encorajador, diante de ações que vão favorecer o diálogo, a reconciliação, o comércio, a cooperação e o contato entre as duas nações e seus cidadãos. “Cremos que este é o momento para os Estados Unidos estabelecerem relações diplomáticas plenas com Cuba”, afirmou por meio de comunicado a Conferência que representa os bispos norte-americanos
.Raul Castro anuncia EUA 2014 270x270
A Conferência Episcopal de Cuba também manifestou em nota a gratidão ao papa, reconhecendo-o “como importante mediador”. Diz, ainda, esperar que a retomada do diálogo entre os países contribua para o bem-estar material e espiritual do povo cubano.
Com informações do News.VA e fotos da Rádio Vaticano
Comente aqui


Já está à venda a Cartilha de Formação da Pastoral Carcerária

 Pastoral Carcerária Nacional lança Cartilha de Formação para seus agentes

 

Interna_cartilhaJá está disponível para venda, nas livrarias Paulus, o novo manual “Formação para agentes da Pastoral Carcerária”. Trata-se de um subsídio formativo para ser lido e estudado pelos grupos da Pastoral em todo o País, especialmente para a formação de novos agentes, debates com quem já está na PCr e também para esclarecer dúvidas diversas sobre o trabalho da Pastoral Carcerária.

“Este material busca preparar as pessoas para o trabalho de Pastoral Carcerária. Informando e orientando sobre como organizar a equipe pastoral até como trabalhar dentro do cárcere, ele também trata das coisas práticas, indispensáveis, que o agente de Pastoral Carcerária não pode omitir. Quem conhece a Pastoral Carcerária vai dizer: ‘nada nesta apostila é novo, tudo já foi dito, comentado e escrito em encontros, em outras apostilas ou em palestras’. Estamos aqui justamente reunindo essas informações, palestras, falas e escritos, de uma maneira mais sistemática, organizada, numa ordem que facilite aos novos agentes entender e melhor se preparar para essa ação missionária”, comenta o Padre Valdir João Silveira, coordenador nacional da Pastoral Carcerária, no texto de introdução da cartilha.

As orientações, diretrizes e ações apresentadas na cartilha resultam das experiências dos agentes da Pastoral. “A Palavra de Deus toma o centro de todas as orientações, e, em seguida, junta-se às orientações da vida dos agentes da Pastoral Carcerária, o Magistério da Igreja, as conferências latino-americanas, as conferências da CNBB, a vida das pessoas presas e suas famílias e das pessoas que trabalham no sistema penal”, ressalta o Padre.

Ainda conforme expressa o coordenador nacional da PCr no texto de introdução, “olhar o sistema prisional como algo que vai muito além dos muros das prisões é fundamental para que o agente de Pastoral Carcerária não fique preso à ideia do pecado e da culpa individual, não enxergando, assim, a violência da desigualdade social que cria o encarceramento em massa dos mais pobres e a reprodução da violência e da mentalidade punitiva e vingativa, contrárias às práticas e aos ensinamentos de Jesus de Nazaré. Foi dentro dessa visão que essa apostila foi elaborada”.

O material está divido em três capítulos: Ver (a realidade da Pastoral Carcerária e da pessoa presa, o que são os direitos humanos e a Pastoral Carcerária); Julgar (mística e espiritualidade; elementos da espiritualidade do agente; Luz da Pastoral Carcerária; Reino de Deus e o Mundo dos Cárceres); e Agir (um mundo sem prisões, como participar da equipe de Pastoral Carcerária, como agir no presídio, trabalho com mulheres no sistema prisional, organização e atividades da pastoral, direitos e deveres da pessoa presa, alternativas à pena de prisão).

Há, ainda, quatro documentos anexos na cartilha: Lista de órgãos públicos e entidades que atuam na realidade carcerária, regimento interno estadual, regimento interno CNBB; e legislação que assegura o direito à assistência e à visita religiosa da pessoa presa.

O material pode ser solicitado nas livrarias e há encomendas pelo site da Editora Paulus. Na compra online o valor promocional está entre R$ 8,80 e R$ 11.

 

Comente aqui


Antídotos do Papa contra o rancor

O rancor é um sentimento que surge como resposta emocional negativa diante do que nos acontece e percebemos como ofensa, ficando em nosso interior como um veneno que se ativa cada vez mais, pois revivemos tal sentimento negativo constantemente. Daí que se use também o termo “ressentimento”.

Os antídotos são:

1. Reflexão: dispor-nos a opor a primeira barreira a esses sentimentos negativos com a disposição à objetividade, enquanto que a ofensa, sendo real, pode ser exagerada por nós ou simplesmente ser imaginária; não nos deixarmos levar por um sentimento negativo que, de cara, não controlamos racionalmente.

2. Autoconhecimento: precisamos nos conhecer, pois existem temperamentos que se prestam a guardar lembranças e sentimentos, o que é bom, sempre e quando não forem negativos e não nos afetarem tanto. Sendo assim, resta sempre o recurso da formação do caráter, do qual depende nossa vontade pessoas para não admiti-los. Trata-se de conquistar a atitude de um decidir não querer experimentar novamente as emoções negativas durante o transcurso do tempo.

3. Evitar a susceptibilidade: reconhecer que é ruim carregar o peso do “ressentir-se” por tantas circunstâncias cotidianas e pouco transcendentes, como uma crítica, uma chamada de atenção, um olhar de indiferença ou desprezo, um determinado tom de voz, uma ironia, alguma omissão dos outros, como não dar os parabéns no aniversário; alguém que não nos cumprimentou, que não nos agradeceu, que não nos convidou para algo, que não nos valoriza ou leva em consideração, que não pediu nossa opinião etc.

Tudo isso nos machuca porque estamos muito preocupados conosco mesmos. A pessoa egocêntrica se torna muito vulnerável porque dá muita importância a tudo o que se refere a ela, sobretudo quando considera algo negativo por parte dos outros.

4. Controlar a imaginação: a imaginação é útil e muito necessária controlada pela inteligência e pela vontade, para sua aplicação a realidades positivas; quando, pelo contrário, ela age sem estes controles, exagera as coisas de tal maneira que costuma provocar rancor gratuito, infundado.

5. Compreensão com os outros: se, ao analisar as ofensas recebidas, sendo elas reais e em sua justa dimensão, fazemos também um esforço por compreender a o jeito de ser do ofensor e descobrir os atenuantes da sua forma de proceder, nossa reação negativa não apenas não será reforçada, mas poderá desaparecer se adquirirmos, dessa maneira, a capacidade de enfraquecer o estímulo.

6. Vontade para conquistas que realizam: ao não alcançar o que gostaria ou o proposto, a vontade fraca influencia o entendimento, deformando a realidade e tirando o valor daquilo que não se pôde adquirir, e preferindo viver no perigo do passado, ainda que nele se encontre latente o ressentimento.

É preciso ter uma atitude correta com relação aos valores: quanto mais elevados, mais esforço em alcançá-los. Um bom presente apaga todo mau passado. Exemplos: começar novos estudos, praticar um novo esporte, fazer novos amigos etc. Trata-se de fortalecer o caráter aceitando desafios que exijam superação pessoal.

7. Aprender a ser feliz: não depender do rumo dos acontecimentos e, diante das provações, não apenas não deixar que se tornem fontes de frustração e amargura, mas ver nelas a amabilíssima vontade de Deus.

8. Ter clara a missão na vida: valorizar nossas capacidades e qualidades pessoais, limitações e defeitos, em um projeto que dê sentido à existência e que coincida com o plano de Deus sobre nós.

9. Perdoar: desculpar não é o mesmo que perdoar. Pedimos desculpas quando o ato não foi verdadeiramente intencional ou propriamente pessoal, como quando acidentalmente quebramos o vaso de flores do nosso anfitrião. Quando, pelo contrário, o ato foi livre e conscientemente agressivo, já não se trata de pedir desculpas, mas perdão.

Desculpamos o inocente e perdoamos o culpado. Portanto, é mais fácil desculpar que perdoar, e o perdão pode, em certos casos, ser extremamente difícil ou humanamente inconcebível, mas, nesse momento, precisamos reconhecer que o perdão já não é um sentimento, mas um ato da vontade, no qual se busca aderir ao plano de Deus.

É assim que as exigências do amor de Deus entre as pessoas superam a capacidade humana natural. Por isso, Jesus nos convida a uma meta que não tem limites, porque só a partir disso podemos tentar o que Ele nos pede: “Sejam misericordiosos como seu Pai celestial é misericordioso”. Na busca deste ideal, contamos com a ajuda do próprio Deus.

A vocação ao amor pelo perdão marca a liberdade dos filhos de Deus.

Jesus Cristo nos ensina a orar e a pedir confiante e insistentemente que esta graça nos seja concedida: “Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”.

Por Revista Ser Persona via Aleteia

 

Comente aqui


Evangelho: eis a serva do Senhor

Lc 1,26 38 – IV DOMINGO DO ADVENTO – ANO B

Naquele tempo, 26o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, 27a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. 28O anjo entrou onde ela estava e disse: Alegra te, cheia de graça, o Senhor está contigo!

29Maria ficou perturbada com essas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. 30O anjo, então, disse lhe: Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. 32Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. 33Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim .

34Maria perguntou ao anjo: Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?

35O anjo respondeu: O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. 36Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, 37porque para Deus nada é impossível . 38Maria, então, disse: Eis aqui a serva do Senhor; faça se em mim segundo a tua palavra! E o anjo retirou se.

 

 ORAÇÃO

Pai Santo, o Natal se aproxima. Quanta alegria já invade nossos corações, porque o amor chegou até nós. O mistério da incarnação do Teu Cristo nos encanta. A Ti todo nosso Louvor, oh Pai, pelo amor que nos amaste pelo Nascimento de Jesus, o que nos enche também de Esperança na sua ação salvadora e misericordiosa em nosso favor, que somos indignos e filhos rebeldes. Celebramos a Vida que nos vem de Ti, oh Deus infinito,que rompeste o céus e veio habitar essa terra.
 Senhor Jesus, Teu nascimento mudou nossa história. Colocou-nos novamente em unidade e comunhão com Deus. Assumiste nossa frágil humanidade, livrando-nos das trevas da morte e da escravidão do pecado, que nos impediam de nos aproximar do amor do Pai. Agora, Senhor, caminhamos na Tua Luz e Graça. E também queremos responder a esse amor com nossas vidas e nosso testemunho, servindo Teu Reino e honrando Teu Nome. Nossa Fé e esperança se refazem na singeleza  desse amor tão grande e majestoso. Deus para sempre no meio de nós. Aleluia. 
Suplicamos, Oh Trindade Bendita, que envie sobre nós o Dom do Espírito, que santifica e dá vida, fortaleça e consola. Venha-nos a Tua Graça, que nos orienta e guia, faz reconhecer a Ação de Divina em nossa história pessoal e social. Inspira-nos atitudes de acolhida e obediência a Tua Palavra, para uma experiência de Fé mais firme e verdadeira. Livra-nos da preguiça e das seduções das forças negativas e do mal.  Pertencemos Ti, oh Deus. Buscamos cada vez mais estar na sua presença santa, na Tua Comunhão de Vida. Renova-nos no mesmo amor com que amas e acolhe cada coração que se abre ao mistério do Natal de Cristo. 
Virgem Mãe Santíssima, no Mistério do Natal, sempre nos dá uma lição de abertura e disponibilidade. Ensina-nos, agora a vivermos, como Tu és, como escolhidos também do Pai. Tua vida foi transformada quando pronunciaste Teu Sim. Caminha conosco, oh Mãe, no nosso sim. Rogue por nós para que nossos pensamentos, palavras e atitudes sejam sempre e cada vez transformados pela Verdade do Natal. Fica conosco, mostre-nos como participar do processo de salvação que Deus tem para humanidade. Tu és a serva amada do Pai. Também queremos ser servos da Palavra e da Igreja de Cristo, Teu Filho Santo, nosso Salvador. Amém. Amém. Amém.

 

Comente aqui


Agenda Semanal

SÁBADO, DIA 20/12.

§ Programa Fé  no Coração.

Pela Rádio Terra Nativa de Cambé. Das 11 às ‘2 horas. Ouça pela site. Acesse aqui.  Oração. Espiritualidade.Bençãos. Palavra de Fé para uma vida melhor. Nesse Sábado,  será um programa especial de Natal. Acompanhe.

† Confissões e Missa de Natal. às 15 horas. Comunidade Terapêutica AMIREV. Ibiporã.

DOMINGO, DIA 21/12

† Missa 4 Domingo Advento. Às 10 horas. Capela Santa Rita. Jardim Columbia B. Londrina

QUARTA-FEIRA, 24/12

† Missa do Natal do Senhor. Às 20 horas. Capela São Domingos Sávio. Jardim Presidente. Londrina

QUINTA-FEIRA, DIA 25/12

† Missa do Dia de Natal. Às 9 horas. Paróquia Santa Rita de Cássia. Jardim Califórnia. Londrina.

† Missa do Dia de Natal. As 19h30 horas. Capela Santa Rosa de Lima. Jardim Pacaembu, Londrina.

UM FIM DE SEMANA ABENÇOADO

UM SANTO NATAL PRA VOCÊ

Comente aqui


Livros, leitura e literatura

Vamos ler, meu povo. Salvar o Brasil, nosso país. Ainda que seja chavão, quem lê é mais feliz. Experimente. Seja feliz. Leia, leia sempre. 

SOBRE LIVROS E LEITURAS

É voz corrente que “o brasileiro não lê”. As pesquisas, contudo, apontam que há cerca de 90  milhões de leitores no país que lêem em média quatro livros por ano. São números nada desprezíveis! Mas bem que os outros 90 milhões de brasileiros alfabetizados também poderiam ser leitores e que, perto dos 12 livros que os franceses lêem anualmente, nosso perfil ainda tem muito a melhorar… Portanto, o copo está meio cheio e meio vazio…

i206262

Outra pesquisa, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe-USP), mostra que a venda de livros em número de exemplares cresceu, de 2012 a 2013, 4,13% (sem considerar os livros comprados pelo governo). Nesse período, foram comprados a mais 11,68% de livros de literatura geral e 2,18% de livros religiosos. Outro dado surpreendente é que, no primeiro semestre de sua implementação, 88% do Vale-Cultura foi usado para a compra de livros, jornais e revistas, e apenas 12% foi aplicado em cinema, teatro e outros bens culturais.

Talvez monteiro Lobato, que acreditava que “um país se faz com homens e livros”, ficasse satisfeito com tais progressos da metade cheia do copo…

A Editora Cidade Nova com seu catálogo também deseja contribuir nesse universo que veicula a alma e a aventura humanas, capaz de mudar a pessoa em seu entorno. Destacam-se cinco lançamentos.No campo da literatura geral, Ao lado de João Paulo II, de Wlodzimierz Redzioch (reunindo 16 depoimentos de amigos desse grande homem e líder cristão), e Presença no inferno, de Renato Chiera (contando a impressionante experiência do autor nas “cracolândias” do Rio de Janeiro). Na área da literatura infantil, dois livros de deliciosas histórias de premiados autores: A onça eu engoli inteira, de Alex Gennari, e A roupa nova do arco da velha, de Flávia Savary e ilustrações de Jaguar (Flávia é convidada da Bienal para um bate-papo com as crianças no Espaço Imaginário, no dia 31 de agosto). Além disso, será lançado o aplicativo Rodas e brincadeiras cantadas.

Afinal – ensinava o escritor argentino Jorge Luis Borges -, “convém manter o culto ao livro”, pois “ele conserva algo sagrado, algo divino, não com um tipo supersticioso, mas com o desejo de encontrar felicidade, encontrar sabedoria”.

Klaus Brüschke – Revista Cidade Nova, agosto 2014 
Comente aqui


Feliz cumpleãnos, Papa Francisco

O mundo celebrou o aniversário do Papa Francisco. Um homem cheio de amor, ternura e alegria. E não poderia ser diferente no estilo Francisco: a Praça em frente ao Vaticano se transformou num grande tablado e a foi tomado pela música porto-riquenha. Dois mil e quinhentos casais dançaram Tango para o Papa. Ele também tomou chimarrão com a multidão e apagou velinhas de um bolo. Viva o Papa Francisco, o papa da esperança, da alegria.6136cb98e7ffddc02549a919ab9b8d70486e1eef

Agora também o Papa Francisco se revela um grande articulador no campo da diplomacia internacional. Depois de 18 meses de negociações, e um documento redigido na biblioteca do Vaticano, Cuba e Estados Unidos deram um passo gigantesco no processo de reaproximação, Diz a impressa que esse acordo foi o melhor presente de anversário para o Papa. Eu digo que foi o melhor presente para humanidade. Que outros presentes assim também nos sejam dados no aniversário do Papa. Presentes para paz, concórdia e Solidariedade entre os povos. E viva nosso Papa. Viva a Igreja  Católica. Viva o amor.

No vídeo abaixo,  o arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno Assis cumprimenta o papa Francisco por seu aniversário. Confira.

 

Comente aqui


Encontro Mundial das Famílias com o Papa

Um grande momento da fé católica se aproxima para reavivar os corações dos fiéis.

Um grande momento da fé católica se aproxima para reavivar os corações dos fiéis. Nossa Igreja é plena de acontecimentos que não deixam nossos corações esfriarem diante dos desafios que afetam nossa caminhada com Jesus, principalmente os relacionados com a instituição familiar. Assim, a cidade da Filadélfia, nos EUA, acolherá famílias do mundo inteiro na 8ª edição do Encontro Mundial das Famílias, de 22 a 27 de setembro de 2015. O último aconteceu em Milão, Itália em 2012, com a presença do então Papa Bento XVI.
87
“Criado em 1994 por São João Paulo II, o Encontro Mundial das Famílias busca reforçar os vínculos sagrados da família no mundo inteiro. É um acontecimento de envergadura extraordinária, que atrai um público internacional: em Milão, no 7º encontro, estavam representados 153 países, e na Missa com o Papa havia mais de um milhão de pessoas”.

O encontro na Filadélfia começou oficialmente com uma delegação dirigida pelo arcebispo daquela cidade, Dom Charles J. Chaput, que esteve em Roma de 24 a 26 de março, para os preparativos do próximo encontro. Para os membros da delegação, foi também uma oportunidade de reiterar ao Papa seu desejo de que ele esteja presente no evento.

“O Sino da Liberdade, emblema da cidade de Filadélfia, foi escolhido como símbolo para o novo Encontro Mundial das Famílias. E isso não acontece por acaso: foi este mesmo sino que soou para reunir os cidadãos americanos durante a Declaração da Independência, em 1776. Em nossa sociedade, tão dividida e dispersa, que melhor símbolo que o sino de uma cidade reconhecida pela luta acérrima pela defesa dos direitos civis e da liberdade religiosa?
“A Filadélfia é o lugar do nascimento da liberdade religiosa, e nossas igrejas, sinagogas e mesquitas são lugares de fé pessoal e de liberdade cívica; mas são as nossas famílias que tornaram estas instituições grandes; são elas o fundamento desta liberdade”, disse o governador da Pensilvânia, Tom Corbett, expressando seu entusiasmo.
Serão os santos João Paulo II e Gianna Beretta Molla os padroeiros do VIII Encontro Mundial das Famílias, programado em Filadélfia de 22 a 27 de setembro de 2015, comunicaram nos dias passados mediante um Twitter a arquidiocese norte-americana e a comissão organizadora que trabalha em estreito contacto com o Pontifício Conselho para a Família. E no domingo, 20 de julho, o próprio arcebispo Charles J. Chaput relançou a notícia, celebrando a Missa na catedral da cidade, dedicada aos santos Pedro e Paulo, durante a qual abençoou e expôs a veneração dos fiéis uma relíquia do Pontífice polaco, particularmente amado nessa metrópole da Pensilvânia, também porque foi o único Papa que até hoje a visitou. Em 1979. Ambos os santos escolhidos – recordou o prelado na homilia – dedicaram-se com profundidade e constância a favor da família, amparando-a com amor.

Portanto, durante as Celebrações do próximo ano – cujo tema será: “O amor é a nossa Missão: a Família plenamente viva” – e ao logo de todo o itinerário de preparação para o encontro, os fiéis estão convidados a pedir na oração a intercessão de duas grandes testemunhas da importância da Família como célula fundamental da sociedade. Aliás, foi precisamente o Papa Wojtyla que “inventou” há 20 anos, os Encontros Internacionais das famílias.

A segunda padroeira é a mulher de Milão – (1922 – 1962), que recusou as curas necessárias por causa de um tumor no útero para salvar a filha que trazia no ventre. Falecida com quase 40 anos poucos dias depois de ter dado a luz uma menina, Gianna Beretta Molla, ofereceu ao mundo um testemunho de santidade heróica que caminhou de mãos dadas com a história dos Encontros Mundiais das Famílias: com efeito, foi beatificada precisamente em 1994 e canonização após 10 anos pelo mesmo pontifica Polaco.

Entretanto estão em pleno andamento os preparativos em vista do Encontro do próximo ano. Os organizadores locais identificaram no Pennsylvania Convention Center a estrutura de referência para hospedar os principais eventos: uma área de 93 mil metros quadrados, 46 mil lugares sentados, 79 salas para reuniões e um hotel de 1200 quartos. Inaugurado em 1993 e ampliado entre 2006 e 2011, está situado no centro da cidade e encontra-se numa posição estratégica, pois 40% da população estado-unidense vive mediamente a apenas 1 hora de distância.
Carlos Alberto Braile, Empresário e Professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná(PUC-PR), Campus Londrina

Dúvidas sobre esse roteiro?    

Fale com a Terra Santa Brasil
                Caco Braile | Diretor
Celular: (43) 9994-4010
Tel. (43) 3334-4010
E-mail: [email protected]

ACESSE AQUI O ROTEIRO DESSE VIAGEM

 

Jornal da Comunidade Arquidiocese de Londrina, Novembro de 2014
Comente aqui