Vida Espiritual



Arte de viver com Alegria

A alegria de viver as bem-aventuranças de Tomás Moro

© Lazare

Felizes os que sabem rir de si mesmos, porque nunca deixarão de divertir-se

Felizes os que sabem rir de si mesmos,
porque nunca deixarão de divertir-se.
Felizes os que sabem distinguir uma montanha de uma pedra,
porque evitarão muitos inconvenientes.
Felizes os que sabem descansar e dormir sem buscar pretextos,
porque chegarão a ser sábios.
 
Felizes os que sabem escutar e calar,
porque aprenderão coisas novas.
Felizes os que são suficientemente inteligentes
a ponto de não se levar muito a sério,
porque serão valorizados pelos que os rodeiam.
 
Felizes os que estão atentos às necessidades dos outros
sem sentir-se indispensáveis,
porque serão distribuidores de alegria.
Felizes os que sabem ver com serenidade as pequenas coisas
e com tranquilidade as grandes coisas,
porque chegarão longe na vida.
 
Felizes os que sabem apreciar um sorriso
e esquecer um desprezo,
porque seu caminho será repleto de sol.
Felizes os que pensam antes de agir
e rezam antes de pensar,
porque não se agitarão diante dos imprevistos.
 
Felizes vocês que sabem calar e sorrir
quando lhes é tirada a palavra,
quando os contradizem ou pisam seus pés,
porque o Evangelho começa a penetrar em seu coração.
 
Felizes vocês se são capazes de interpretar
sempre com benevolência as atitudes dos outros,
mesmo quando as aparências são contrárias.
Parecerão inseguros, mas este é o preço da caridade.
 
Felizes sobretudo vocês que sabem
reconhecer o Senhor em tudo o que veem,
pois já encontraram a paz e a verdadeira sabedoria.

Fonte: Aleteia 
Comente aqui


Hino da JMJ 2019

Já ouviu o hino oficial da Jornada Mundial da Juventude 2019?

© World Youth Day

Letra convida os jovens a seguir o exemplo de Maria

As autoridades religiosas do Panamá apresentaram o hino oficial da Jornada Mundial da Juventude 2019. O nome da música é “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo vossa palavra”, composta por Abdiel Jiménez, um catequista e salmista da Paróquia de Cristo Ressuscitado, em San Miguelito, Panamá.

O hino escolhido foi analisado pelo Dicastério Vaticano para os Leigos, a Família e a Vida juntamente com outras 50 propostas. A letra, em espanhol, convida os jovens a seguir o exemplo de Maria e é uma preparação para a JMJ, que acontece em janeiro de 2019.

Fonte: aleteia
Comente aqui


Hábitos para melhorar sua Vida de oração

De manhã, à tarde e à noite: 11 hábitos para cultivar a vida de oração

©Racorn/Shutterstock

Ficar em união com Deus o dia todo é bem mais simples e espontâneo do que costumamos imaginar…

DE MANHÃ

1 – Levante cedo

Além de dar muito mais disposição física, acordar cedo é uma forma de garantir 5 a 30 minutos de oração silenciosa logo pela manhã, o que também dá muito mais disposição espiritual para o dia. Programe o despertador à noite e, quando ele soar, levante-se imediatamente, sem se enrolar na tentação natural de “mais um minutinho“. Faça desta a sua primeira oração do dia: a oferta espiritual a Deus do sacrifício de sacudir o sono! Experimente durante um mês: é um prazo normalmente suficiente para criar um hábito!

2 – Faça a Deus o oferecimento da manhã

Ao levantar-se da cama, ajoelhe-se, faça o Sinal da Cruz e ofereça o seu dia a Deus. Leva só alguns segundos, mas faz grande diferença ao longo do dia inteiro. Faça a oração de sua preferência: pode ser espontânea, pode ser um modelo de oração da tradição da Igreja. Logo abaixo, ao final deste artigo, sugerimos outro texto com mais dicas para este ato de oferecer o dia a Deus.

3 – Faça a sua oração mental matutina

Muitas pessoas preferem tomar seu banho e vestir-se antes de se dedicarem à oração mental, para fazê-la com mais concentração e melhor proveito. Você pode fazê-la em casa ou passar numa igreja quando estiver a caminho do trabalho – se possível, pelo menos algumas vezes por mês, procure fazê-la numa igreja em que se tenha adoração eucarística.

Não há uma duração determinada: podem ser 5 minutos, pode ser meia hora. Faça uma oração silenciosa e pessoal, conversando com Deus. Fale com Ele das suas necessidades e sonhos, mas também agradeça, reconheça os dons que Ele nos concede nas coisas simples de cada dia, interceda por quem precisa, peça perdão pelos seus egoísmos, erros, pecados… Louve-O, adore-O, contemple a Sua grandiosidade, os Seus mistérios, a Sua misericórdia, a Sua capacidade de nos dizer algo inclusive através dos grandes desafios que Ele nos permite enfrentar. Medite sobre alguma passagem das Sagradas Escrituras ou sobre os escritos espirituais de algum santo. Graças a Deus, opções não faltam!

 

AO LONGO DO DIA

4 – Converse com Deus e com Maria ao longo das suas tarefas

Ele está com você o tempo todo: é só questão de se lembrar disso! Muitas vezes, basta um olhar, um breve pensamento… Nem sempre é necessário usar palavras para se comunicar com Quem se ama.

Converse também com Maria, como um filho cheio de confiança e carinho! É claro que o ideal é dedicar ao terço um tempo de qualidade e recolhimento, mas, se isto não for possível todos os dias, saiba que ele pode ser rezado ao longo das atividades do cotidiano. Confira as ótimas sugestões deste artigo: 10 conselhos surpreendentes para rezar o rosário conversando com Maria no dia-a-dia!

5 – Recite alguma oração aprendida de memória

O tesouro da Igreja é repleto de belíssimas orações compostas por grandes santos, inclusive algumas em forma de poesia. Elas são excelentes recursos para nos inspirar, elevar e unir a Deus, além de poderem ajudar também na oração mental do dia seguinte. Entre os muitos possíveis exemplos, as poesias de São João da Cruz ou Santa Teresa de Jesus, ou o último parágrafo da célebre “Tarde te amei“, de Santo Agostinho.

6 – Ofereça a Deus os seus trabalhos, estudos, sofrimentos, inquietações, alegrias…

Tudo pode ser transformado em oração! A inspiradora súmula de vida dos monges beneditinos nos convida: “Ora et labora” – “Ora e trabalha“, inclusive transformando o trabalho (e o estudo) em prece mediante a sua oferta a Deus com as mais puras intenções.

Também a cruz é oração: grandes ou pequenos, não deixe passar em branco os seus sofrimentos e sacrifícios. Una-os ao Sacrifício Redentor de Jesus com amor e consciência. Isto é oração transformada em vida!

Coloque nas mãos de Deus também as suas preocupações, inquietações, desassossegos… Santo Agostinho nos lembra, numa das frases mais famosas de toda a história do cristianismo: “Fizeste-nos, Senhor, para Ti, e inquieto está o nosso coração até que repouse em Ti”. É junto dele que recobramos a serenidade, a paz, a quietude.

Se a dor pode ser oferecida a Deus, o mesmo vale para as alegrias: afinal, Deus é a Fonte de todo Bem e, portanto, de todas as legítimas alegrias da nossa vida.

7 – Recolha-se em momentos de silêncio

Experimente desligar a música, a TV, o rádio, os tantos ruídos de todos os dias. Sinta o silêncio! Pode ser difícil no início, mas aprender a desfrutar do silêncio é libertador e revelador. Se queremos ouvir a Deus, primeiro temos que silenciar as coisas. Ele não costuma falar alto…

 

À NOITE

8 – Agradeça em família pelo dia que Deus lhes concedeu

Todos os dias contêm inúmeras graças de Deus, inclusive aqueles dias que parecem ter sido puro sofrimento e vazio. Deus nos fala mediante uma amplíssima variedade de acontecimentos, pessoas, experiências – e todo esse aprendizado, para ser assimilado e dar frutos, requer momentos de reflexão compartilhados com as pessoas a quem mais amamos. Conversar em família, perante Deus, sobre as lições e inspirações do dia que passou é uma forma de oração e também de consolidar a própria relação familiar. Agradeçam juntos a Deus por essa oportunidade!

9 – Faça o seu exame de consciência

Toda noite, antes de se deitar, coloque-se na presença de Deus e examine a sua consciência com calma, serenidade, confiança, humildade, honestidade. Não esconda as coisas de si mesmo. Repasse na sua mente os Dez Mandamentos, os sete pecados capitais… O que pode melhorar? Faça um ato de contrição. Se algum pecado foi grave, faça o propósito de se confessar. Abrace a Deus com confiança, pedindo desculpas e pedindo a Sua graça – não como um servo que tem medo, mas como um filho que tem gratidão e confiança na misericórdia, na compreensão e na ajuda do Pai!

10 – Deite-se toda noite num horário estável

Acostume-se a definir um horário fixo para dormir, pensando em estar bem descansado na manhã seguinte (e em acordar cedo). Hábitos estáveis são ótimos para a saúde da alma e também do corpo!

11 – Reze a Ave-Maria quando estiver deitado na cama

Nossa Mãe nunca vai deixar de ouvir a prece de um filho! E a Ave-Maria é muito mais maravilhosa do que costumamos perceber: conheça aqui o poder da Ave-Maria!

Fonte: aleteia
Comente aqui


Bosque do Papa

Conheça o bosque que eternizou a primeira visita de João Paulo II ao Brasil

Conheça o bosque que eternizou a primeira visita de João Paulo II ao BrasilConheça o bosque que eternizou a primeira visita de João Paulo II ao Brasil (Foto:Divulgação)

Um lugar abençoado, onde natureza e tradição se integram num cenário de beleza e harmonia.

Pelos caminhos internos do bosque, encontram-se 7 casas típicas polonesas em forma de aldeia, construídas no início da colonização polonesa na região de Curitiba por volta de 1878, e remontadas no bosque.

As casas, feitas de troncos de pinheiro encaixados, abrigam a história e a cultura dos imigrantes. Na primeira casa, a mesma visitada pelo Papa, foi instalada a capela em homenagem à Virgem Negra de Czestchowa, padroeira da Polônia.

Nas demais, pode-se conhecer os móveis e utensílios da época da primeira imigração, 1871, como a pipa de azedar repolho e ver de perto o Museu agrícola onde se destacam a carroça, o abanador de cereais, o amolador de pedra e outras ferramentas da época.

Na trilha em meio ao bosque, encontra-se uma escultura do Papa João Paulo II.

O artesanato, à venda no local, permite a aquisição das famosas Pêssankas, ovos pintados à mão em filigranas para saudar a Páscoa.

Nas festas da colônia polonesa, muita música e folclore dos descendentes que, vestidos nos floridos trajes típicos do país, se apresentam nas comemorações da Swiconka – Benção dos Alimentos na época da Páscoa.

Em julho, ocorre a homenagem à visita do Papa, em agosto a festa da padroeira Czestochowa, as comemorações do pontificado de João Paulo II em outubro e o dia de São Nicolau que dá início às festas de Natal.

Nestas essas ocasiões pode-se experimentar os deliciosos pirogues (pasteizinhos com recheio de requeijão) e os saborosos doces e bolos da culinária polonesa.

O “Bosque do Papa”, assim conhecido pelos curitibanos, proporciona uma viagem ao coração e à história de um povo, um obrigado e uma homenagem da cidade ao imigrante polonês.

Horário de funcionamento:

O Bosque é aberto todos os dias das 08 às 18 horas, porém o Memorial da Imigração Polonesa fecha nas segundas-feiras para conservação e limpeza.

Fonte: Aleteia
Comente aqui


Ser bonzinho…

O preço de ser “bonzinho”

Por Tharakorn

Você não consegue dizer “não” às pessoas e vive engolindo sapo? Então leia isso

Muita gente confunde bondade com incapacidade de dizer “não”, de colocar limites, de dizer o que gosta e o que não gosta, de satisfazer as próprias necessidades.

Aprender a dizer “não” não é sair chutando a porta por aí. É estar pronto para amadurecer com confiança, certo de que não deixará de ser amado só porque decidiu levar seus desejos e opiniões em consideração.

Não se trata de dizer que “não somos obrigados a nada”, e sim de entender que é importante aprender a se posicionar diante da vida, das exigências do dia a dia, das pessoas e do que cada situação exige.

A vida exige rupturas. Exige que abandonemos nossos ninhos no alto das árvores e ganhemos o céu. Mesmo que o preço seja cair e nos ferir algumas vezes, a recompensa de nos tornarmos quem realmente somos faz valer a pena.

Esqueceram de nos contar que podíamos recusar aquele convite, que não era pecado dizer “não” àquilo que não estávamos dispostos a fazer, que não devíamos nos sentir culpados quando impúnhamos limites ou sentíamos necessidade de nos agradar em primeiro lugar.

Esqueceram de nos contar que ser “bonzinho” é diferente de ser bom. Que quando me desagrado para agradar aos outros estou descumprindo a lei do amor que diz: “Ame a teu próximo como a ti mesmo”.

Ser bom é ter empatia, é se compadecer da dor do outro e estar a postos para ajudar, é ter compaixão, tolerância e respeito pelos que nos cercam. Já ser “bonzinho” é satisfazer as expectativas dos outros, o que nem sempre satisfaz as nossas próprias expectativas. É carregar um fardo nas costas, já que é exaustivo corresponder fielmente ao que é esperado por todos, mas nem sempre está de acordo com o que intimamente queremos.

O preço de ser bonzinho é a fragilidade. Pois enquanto preferirmos corresponder às expectativas externas em detrimento de nosso próprio bem estar, estaremos frágeis, susceptíveis ao julgamento externo, vulneráveis ao que pensam ou deixam de pensar a nosso respeito. Quem deixa de ser “bonzinho” se fortalece. Descobre que tem valor mesmo quando recusa um favor ou prefere pintar o cabelo de azul.

A vida ensina sussurrando. Enquanto não aprendermos a ser autênticos no querer ou não querer, no permitir ou não permitir, no autorizar ou não autorizar, iremos sofrer as consequências de não sermos gentis com nosso próprio espírito. Não se trata de ser egoísta, e sim de se respeitar em primeiro lugar. Só assim estaremos prontos para ajudar. Só assim estaremos aptos a amar…

 

Fonte: aleteia
Comente aqui


Arrependa-se do que você não fez

Nunca se arrependa do que você já fez, da coragem que colocou em cada ação para atingir o seu objetivo ou o seu sonho

Nunca se arrependa do que você já fez, da coragem que colocou em cada ação para atingir o seu objetivo ou o seu sonho. Arrepender-se do que você fez pelo simples fato de que as coisas não aconteceram como o esperado é um absurdo e um desperdício de energia e de tempo. E se tivesse corrido tudo bem? Você se arrependeria?

Se a resposta for não, então não deve se arrepender por ter tentado, por ter se arriscado. O que realmente gerou esse arrependimento é que você não estava contando com a frustração. Muitas vezes as nossas expectativas não se concretizam. A vida é assim.

O fracasso deve servir como um aprendizado, e até mesmo para tentar novamente com as experiências adquiridas.

Arrepender-se é permanecer na zona de conforto, sonhando com o que poderia ter sido. Neste caso, desistimos de tentar, não lutamos para alcançar os nossos objetivos. Nos contentamos com uma vida desprovida de emoções por medo das frustrações.

Mas as frustrações e decepções fazem parte da vida. Mais cedo ou mais tarde elas chegarão até você, mesmo que você não se arrisque ou salte para o vazio com um projeto novo. Elas aparecem por outro lado: com a família, com o seu parceiro, com a sua vida, com o trabalho … Até mesmo a própria falta de riscos pode se tornar uma fonte de frustração.

Não colecione arrependimentos

Todas as decisões, todas as suas ações, tudo o que sonhou, tudo pelo que lutou, definem a pessoa que você é hoje, o lugar em que você deseja ficar e para o qual orientar a sua vida. Ninguém deve se arrepender do que é ou de como escolheu viver.

O sucesso é supervalorizado na sociedade atual, e parece que somente é valorizado aquele que, mesmo correndo riscos, acaba triunfando.

Valorizamos muito os resultados, mas não valorizamos tanto o progresso, o sacrifício e o esforço de todas as pessoas que batalham para atingir os seus objetivos. Sabemos que, às vezes, tudo dá certo, e em outras, perdemos a aposta.

Essa essência é o que realmente tem valor: ter um objetivo que nos impulsiona para continuar vivendo; amá-lo, arriscar o nosso dinheiro, tempo e trabalho por ele. Na realidade, é tudo que nos motiva e reforça, em vez de focar somente no resultado. O sonho de construirmos tudo que queremos é o que nos faz levantar todas as manhãs, faz com que nos sintamos um pouco mais felizes.

Portanto, você não deve se arrepender do que fez; arrependa-se do que não fez por medo do fracasso. E também não é o caso de se castigar por ter dado muita atenção ao seu medo, mas é aconselhável que você perceba que se deixou levar por uma emoção negativa. Uma emoção que passou e foi substituída por aquilo que poderia ter sido.

Não se preocupe, nós podemos aprender. Nós não somos perfeitos e é muito comum se deixar guiar ou ser manipulado por algumas emoções. Mas podemos aprender com elas. “Vire a mesa” e decida voar de uma vez por todas, não importa o que aconteça!

Seja corajoso para empreender o voo, mas também para gerir a queda

Uma pessoa madura tem sonhos e expectativas, mas também tem os pés no chão. São pessoas que conhecem muito bem a si mesmas e se aceitam incondicionalmente; sabem perfeitamente até onde podem chegar ou não.

Elas conhecem os seus limites e potencialidades e, com base nisso, traçam um plano e são capazes de realizá-lo, porque sabem que têm controle suficiente sobre a situação.

Quando falamos de controle, falamos de tudo aquilo que realmente podemos controlar, é claro. Ou seja, o que depende de nós mesmos: frustrações, ações, decisões, tolerância…

Elas são pessoas corajosas, que têm suas mentes sempre no presente, mas imaginam um futuro melhor. Querem comer a vida mastigando forte com os dentes ao invés de experimentar um pouco, fazendo cara de nojo antes de provar um novo sabor. Seu pensamento se resume em: “Se estamos aqui para viver, então vivamos. Se as coisas derem errado, veremos como podemos gerenciá-las”.

Isso não significa que elas são “cabeças ocas”, que não sabem o que fazem. Na realidade, os impulsivos também sentem muito medo. A sua maturidade e inteligência emocional os torna corajosos, mas também responsáveis e cautelosos.

A chave para o sucesso reside nos fato de que elas não se apavoram quando pensam sobre os possíveis fracassos. Na verdade, como são realistas, não os percebem como prováveis, apenas como possibilidades.

O que você está esperando para ser um pouco mais corajoso? Você acha que deve ficar sempre na areia da praia, sem entrar no mar? Você está aqui para viver, para se arriscar, para alcançar todos os seus sonhos e descobrir a magia que se esconde por trás deles. E se você falhar, pode aprender e retomar o voo. Nunca mais se arrependa daquilo que você fez; arrependa-se somente daquilo que não fez por causa do medo.

 

Fonte: Mente Maravilhosa
Comente aqui


Meu descanso está em Deus

EVANGELHO: Mt 11,25-30

14º DOMINGO TEMPO COMUM -ANO A

Naquele tempo, Jesus pôs-se a dizer: 25“Eu te louvo, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e entendidos e as revelaste aos pequeninos. 26Sim, Pai, porque assim foi do teu agrado.

27Tudo me foi entregue por meu Pai, e ninguém conhece o Filho, senão o Pai, e ninguém conhece o Pai, senão o Filho e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

28Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso. 29Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vós encontrareis descanso. 30Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.

ORAÇÃO PARA O 14º DOMINGO COMUM

Hoje eu quero estar na Tua presença, meu Senhor. Tu és Rocha da minha fé e da minha vida. Aceito Teu convite, meu Deus, porque preciso. Estou cansado, e só me resta a Ti, Jesus, abrigo da minha alma.  Minha esperança e alegria vem de Ti, do Teu amor infinito e da Tua misericórdia, meu Jesus.  A Ti, meu louvor e gratidão, para sempre. 

Sou um pequeno demais, miserável. não entendo muitas coisas, dos mistérios da vida, do mundo, do mal.  Sei que me Deus, em Cristo posso confiar. Jesus, me acolha nas minhas dores e sofrimentos, no pecado. Cura, Senhor, meu coração das mágoas, fracassos, doenças da alma, rancores, frustrações. Quero um coração de carne, que ama a Ti, Senhor. Jesus, ajude-me a compreender Tuas promessas para mim. Vem Jesus, com Teu Santo Espírito me fortalecer nas batalhas da minha vida diária. Só em Ti posso me refazer… Senhor, só em Ti, meu amado Jesus, porque Tu tens a 

Dá-me Jesus um coração novo, restaura minhas forças e minha fé. Permita-Se curar todas as minhas feridas, do corpo e da alma, pela seguimento da Tua Fé. Transforma meu ser, minha atitudes, oh Jesus, quero um coração mais simples, menos teimoso, sem egoísmos. Eu suplico, quero viver sob Teu Senhorio, Jesus, porque sei que é vida, graça, bênção e salvação. Tira de mim tudo que não vem de Ti, oh Cristo. Ensina-me, Jesus, com Teu Espírito a descansar sempre  Ti, quando enfrento tribulações, passo por dificuldades, enfrento perseguições. Peço-Te, meu amado, Jesus, que eu encontre abrigo, consolo e conforto, força e paz, vida, cura e libertação , ao frequentar, buscar a Bíblia, os sacramentos e a vida de oração pessoal. 

Minha mãe querida, recorro a ti, oh Maria, para que intercedas por mim. Guarde-me e proteja de todas as tentações e ilusões deste mundo. Não me deixe querer descansar em outros lugares que não o Seu Filho, o meu Senhor Jesus. Mãe, peco-te também que me acalente meu coração, minha vida. Ajude-me a não fazer de minha vida um busca desesperada por bem estar, que sempre me levam para promessas falsas, que só me cansam. Cubra-me com Teu manto, oh Maria, que eu não conheça outro amor, outra vida, senão que vem do céu, de Jesus, que carrega minhas fraquezas, meus pecados, minhas dores, e me cura me restaura no Sua Fé. Ave-Maria

 

 

Comente aqui


Caminho de Compostela no Brasil

Brasil terá o primeiro trecho do Caminho de Santiago de Compostela na América

Por Natalia Zimbrão

Santiago de Compostela (Espanha) / Foto: Wikipédia (CC-BY-SA-3.0)
Comente aqui


Jejum faz bem

Acredite: estas descobertas científicas sobre o jejum vão te surpreender

Por getideaka

Neurocientistas mostram o que o jejum faz ao seu cérebro e por que a indústria farmacêutica não vai estudar este fenômeno

Mark Mattson, o atual chefe do Laboratório de Neurociência do Instituto Nacional de Envelhecimento e também professor de neurociência na Universidade Johns Hopkins, um dos mais respeitados pesquisadores na área de mecanismos moleculares e celulares para desordens neurodegenerativas, deu um TEDx que deveria ser assistido (em inglês).

Existem exemplos incontáveis da manipulação de pesquisas publicadas pelas industrias farmacêuticas nos anos recentes. É por isso que o professor de medicina de Harvard Arnold Symour Relman disse ao mundo que a profissão medica foi comprada pela indústria farmacêutica.

Dr. Richard Horton, editor chefe da revista The Lancet, disse que muito da literatura cientifica publicada hoje é inverdade. Já a Dra. Marcia Angell, antiga editora chefe da New England Journal of Medicine, disse que a “a indústria farmacêutica gosta de ser mostrar como uma indústria baseada em pesquisam, como a fonte de drogas inovadoras. Nada poderia ser mais longe da verdade.”

E é por isso que John Loannidis, um epidemiologista da escola de medicina da Universidade de Stanford publicou um artigo intitulado “Porque a maioria dos achados de pesquisas publicadas são falsos” que subsequentemente se tornou o artigo mais acessado da história da PLoS.

Dr. Mattson comenta no final do vídeo:

“Porque a dieta normal é três refeições diárias mais lanches? Não é porque ela seja o padrão mais saudável de comer, isso é a minha opinião, mas eu acho que existe um monte de evidência que mostra isso. Existe uma grande pressão que exista esse padrão de alimentação, existe muito dinheiro envolvido.
A indústria alimentícia – eles vão ganhar dinheiro de pessoas que pularam o café da manhã, como eu fiz hoje? Não, eles vão perder dinheiro. Se as pessoas jejuarem, a indústria alimentícia perde dinheiro. E a indústria farmacêutica?
Se as pessoas fizerem pequenos jejuns, se exercitem periodicamente e forem muito saudáveis, a indústria farmacêutica vai fazer dinheiro com pessoas saudáveis? ”

Principais pontos da palestra acima e a ciência da qual ela veio

Mark e sua equipe já publicaram vários artigos que discutem como jejuar duas vezes por semana pode diminuir o risco de desenvolver doenças como Parkinson e Alzheimer

“Já são bem conhecidas as mudanças que fazemos na dieta afetam nosso cérebro. Crianças que sofrem de epilepsia tem menos episódios quando são colocadas em dietas de restrição calórica ou jejuns.

Acredita-se que o jejum ajuda a iniciar medidas protetivas que ajudam a contrabalancear os sinais superexcitados que os cérebros epiléticos muitas vezes exibem (algumas crianças também se beneficiaram de uma dieta bem especifica com muita gordura e pouco carboidrato).

Cérebros normais, quando superalimentados, podem experimentar outro tipo de excitação descontrolada, impedindo o funcionamento cerebral.”

Basicamente, quando você olha para estudos sobre restrição calórica, muitos deles mostram um tempo de vida prolongado assim como uma habilidade aumentada de lutar contra doenças crônicas.

“A restrição calórica aumenta o tempo de vida e retarda doenças crônicas relacionadas a idade em muitas espécies, como ratos, camundongos, peixes, moscas, minhocas e leveduras. O mecanismo ou mecanismos pelo qual isso ocorre é desconhecido.”

A frase acima é de uma revisão da literatura que tem mais de 10 anos. O trabalho apresentado aqui mostra alguns dos mecanismos que antes eram desconhecidos.

O jejum faz coisas boas ao cérebro, e isso é evidenciado pelas mudanças neuroquímicas benéficas que acontecem no cérebro quando em jejum. Também aumenta a função cognitiva, fatores neurotróficos, resistência ao dano e reduz a inflamação.

O jejum é um desafio para o cérebro, e o cérebro responde a esse desafio adaptando vias de resposta ao dano que ajudam o seu cérebro a lidar com o dano e o risco de doenças. As mesmas mudanças que ocorrem no cérebro durante o jejum imitam as mudanças que ocorrem com exercício regular. Ambas aumentam a produção de fatores neurotróficos que promovem o crescimento de neurônios, a conexão entre eles e a força das sinapses.

“Desafios para o cérebro, seja por jejum intermitente ou exercício vigoroso… é um desafio cognitivo. Quando isso acontece circuitos neurais são ativados, níveis de fatores neurotróficos aumentam, e isso promove o crescimento de neurônios (e) a formação e fortalecimento das sinapses…”

O jejum também pode estimular a produção de novas células nervosas de células tronco no hipocampo. Ele também menciona a produção de cetonas e que isso poderia aumentar o número de mitocôndrias nos neurônios.

O jejum também aumenta o número de mitocôndrias nas células nervosas; isso é um resultado dos neurônios se adaptando ao dano pelo jejum (pela produção de mais mitocôndrias).

Pelo aumento do número de mitocôndrias nos neurônios, a habilidade dos neurônios de formar e manter as conexões entre eles também aumentam, melhorando assim o aprendizado e a memória.

“O jejum intermitente aumenta a habilidade das células nervosas de reparar DNA.”

Ele também entra no aspecto evolucionário da teoria – como nossos ancestrais adaptaram e foram selecionados para passar longos períodos de tempo sem comer.

Um estudo publicado na revista Cell Stem Cell por pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia mostrou que ciclos de jejum prolongado protegem contra danos no sistema imune e, mais ainda, induz a regeneração do sistema imune.
Eles concluíram que o jejum altera as células tronco do estado dormente para o estado de auto-renovação. Ele ativa a regeneração baseada em células tronco de um órgão ou sistema.

Pesquisas clinicas em humanos foram realizadas usando pacientes que recebiam quimioterapia. Por longos períodos de tempo, os pacientes não comiam, o que reduziu as células de defesa. Em camundongos, ciclos de jejum “ligaram a regeneração, mudando as vias de sinalização das células tronco hematopoéticas, que são responsáveis pela geração do sistema sanguíneo e imune.”

Isso significa que o jejum mata as células imunes velhas e danificadas e quando o organismo reinicia ele usa as células tronco para criar células novinhas, completamente saudáveis.

“Nós não poderíamos prever que o jejum prolongado poderia ter um efeito tão impressionante na promoção de regeneração baseada em célula tronco do sistema hematopoético…

Quando você passa fome, o sistema tenta poupar energia, e uma das coisas que você pode fazer para poupar energia é reciclar muitas células imunes que não são necessárias, especialmente aquelas que estão danificadas. Nós começamos a notar em humanos e animais que as células de defesa diminui no jejum prolongado. Quando você é realimentado, as células retornam” – Valter Longo

Uma revisão de vários estudos sobre jejum foi publicada no The American Journal of Clinical Nutrition em 2007. Ela examinou estudos em humanos e animais e determinou que o jejum é uma maneira efetiva de reduzir o risco de doenças cardiovasculares e câncer. Também mostrou potencial em tratar a diabetes.

Antes de jejuar

Antes de começar a jejuar, tenha certeza que fez seu dever de casa. Pessoalmente, eu venho jejuando por anos e é algo fácil para mim.

Uma maneira recomendada de fazer – que foi testada pelo Michael Mosley da BBC para reverter seu diabetes, colesterol alto e outros problemas associados com a obesidade – é a que é conhecida como “dieta 5:2”.

No plano 5:2, você reduz sua comida para um quarto das suas calorias normais nos dias em jejum (que deve ser algo como 600 calorias para homens e 500 calorias para mulheres nas terças e quintas por exemplo), mas consumindo bastante água. Nos outros cinco dias da semana, você come uma dieta normal (no mesmo exemplo, 2400 para homens e 2000 para mulheres nos outros dias).

Outra maneira de fazer é restringir sua alimentação em algum horário específico, como só comer entre as 11 da manhã e 7 da noite e não comer fora desse horário.

Como você pensa sua dieta é, na minha opinião, uma das mais importantes, se não a mais importante parte de estar saudável. Como você pensa sobre o que você está inserindo no seu organismo é importante e eu acredito que isso irá eventualmente ficar firmemente estabelecido na literatura médica não influenciável no futuro.

 

Fonte: Tema Livre
Comente aqui


Salve São Pedro e São Paulo

EVANGELHO: Mt 10,37-42

FESTA DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO 

 

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?”14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?”16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”. 17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”. 

ORAÇÃO PARA A FESTA DE SÃO PEDRO E SÃO PAULO

Salve nossos Santos, fundamentos da nossa fé. Salve Pedro e Paulo, santos mártires, confessores do nome de Jesus. Salve os apóstolos, que o Senhor chamou para guiar sua Igreja, serem nossos pastores. Gratidão a esses dois grandes santos que nos deram a fé, guardaram a Palavra de Cristo, o meu Salvador.

Jesus,  o Senhor escolheu Pedro e Paulo. Suas vidas, o Senhor transformou. Encontrou esses homens em seus oficios, e mudou o curso de suas vidas. Vem também ao meu encontro. Muda a minha vida, minha história, transforma meu coração. O doutor, romano,  o Senhor, tornou- o simples, humildade, servidor, derrubando do cavalo, dando um coração missionário, apaixonado por Ti, Jesus. Também desejo ser Tua testemunha de amor, oh Cristo. O pescador, medroso e teimoso, o Senhor qualificou, formou, encorajou e colocou a frente da Tua Igreja. Meu Jesus amado, vem também me ajudar a ser cada vez mais um defensor e guardador da Tua Fé, da Igreja, da Tua Salvação.

Espírito Santo, vem com Teu poder guardar todos nossos pastores. Ilumina nosso bispo e padres, continuadores da missão de Cristo no mundo, e na história. Livra-os da tentação do desânimo e do carreirismo religioso. Torna-os cada vez mais parecidos com Pedro e Paulo. Protege nosso Papa, Francisco, dos ataques do mal, das perseguições insanas. Ajude-o, oh Espirito Santo, a amar como Jesus, a guiar Sua Igreja com a firmeza de Pedro, a intrepidez de Paulo, e a misericórdia necessária para ser farol de esperança, verdade  e justiça para tantas pessoas onde que andam a procura de Vida.  Dá-me também a graça de ouvir e obedecer sempre ao Papa, aos pastores, que nos ensinam a Fé que receberam do Cristo.Quero estar aberto para reconhecer neles a Voz do próprio Senhor Jesus.

São Pedro e São Paulo, nosso tempo e sociedade não estão nada favoráveis a Fé e a Igreja de Cristo. Tribulações, perseguições contra o cristianismo, contra o nome de Jesus Cristo; também mortes de cristãos ainda acontecem mundo afora. Intercedam por todos os confessores da fé para nosso século de hoje. Que não abandonem, nem reneguem a fé em Cristo. Sejam cada vez profetas da Vida, da Verdade, da Justiça, do Bem, do Amor, da Misericórdia. Guarda, oh santos, nossas vidas. Peço-te também que roguem por mim, pela minha experiência de Fé. Sinto que muitas vezes querem me calar, me matar, hoje, diante dos temas que entram conflito com a Palavra e com sã Doutrina que guardaram e nos transmitiram, grandes apóstolos do Senhor Jesus. Ensinem-me a viver seguir crendo, pregando Cristo vivo e ressuscitado, meu salvador. Eu suplico: Protejam a Igreja de Jesus, oh meus amados Pedro e Paulo, dos escândalos sexuais,  políticos, financeiros envolvendo seus ministros. Peçam a Deus por todos nós, nestes tempos de grandes desafios para fé e para toda Igreja, para que ela brilhe como sinal de vida, graça e benção no mundo, pela coerência e firmeza da Fé em Cristo. Amém.

Maria,  mãe da Igreja, minha mãe também, peço que interceda por mim. Que eu possa ser e viver minha fé como São Pedro e São Paulo, anunciando sempre e testemunhando com alegria e esperança o amor e salvação que recebo de Deus, do Pai. Ajuda-me, oh mãe querida, a imitar também o Papa Francisco, no seu amor por Jesus, na sua coragem de pastor e na sua esperança que vem da fé. Que eu possa sempre amar a todos, sem reservas, sem apegos. E possa ser transformado pela fé que professo e pelo amor com que sou amado. Ave-maria…

Roguem por mim, São Pedro e São Paulo

Viva São Pedro

Viva São Paulo.

Viva o Papa. 

Comente aqui