Jo 13 1-15 – Ano C



Foi nos dado o exemplo nesta Quinta-feira Santa!

Evangelho: Jo 13,1-15  (Ceia do Senhor – Ano C)

1Era antes da festa da Páscoa. Jesus sabia que tinha chegado a sua hora de passar deste mundo para o Pai; tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim.

2Estavam tomando a ceia. O diabo já tinha posto no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de entregar Jesus. 3Jesus, sabendo que o Pai tinha colocado tudo em suas mãos e que de Deus tinha saído e para Deus voltava, 4levantou-se da mesa, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a na cintura.5Derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos, enxugando-os com a toalha com que estava cingido.

6Chegou a vez de Simão Pedro. Pedro disse: “Senhor, tu me lavas os pés?” 7Respondeu Jesus: “Agora, não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás”.

8Disse-lhe Pedro: “Tu nunca me lavarás os pés!” Mas Jesus respondeu: “Se eu não te lavar, não terás parte comigo”. 9Simão Pedro disse: “Senhor, então lava não somente os meus pés, mas também as mãos e a cabeça”.

10Jesus respondeu: “Quem já se banhou não precisa lavar senão os pés, porque já está todo limpo. Também vós estais limpos, mas não todos”.

11Jesus sabia quem o ia entregar; por isso disse: “Nem todos estais limpos”.

12Depois de ter lavado os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e sentou-se de novo. E disse aos discípulos: “Compreendeis o que acabo de fazer? 13Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, pois eu o sou. 14Portanto, se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros.15Dei-vos o exemplo, para que façais a mesma coisa que eu fiz.

ORAÇÃO PARA QUINTA-FEIRA SANTA

Bendito és Tu, oh Pai.  Teu Nome Santo seja glorificado pelos séculos dos séculos. Santo e poderoso Deus, que vem ao  nosso encontro, para nos salvar e libertar. Louvamos-Te pela Semana Santa,  semana do amor, da Tua misericórdia. Agradecemos, Senhor Pai amoroso, pela graça desse Tríduo Pascal, mistério do amor, de toda salvação a nós oferecida, sinal da esperança, esperança que vence todo mal e nos redime dos pecados. Honras e glórias a Ti, Pai das eternas misericórdia e bondade.

Jesus, neste dia, celebramos a Eucaristia como sinal mais eloquente do amor do Pai, que Tu conheces e nos revelastes com tanta verdade e força, nos Teus últimos dias. Teu Corpo e Sangue, oh Cristo, é mistério do amor infinito, entregue, ofertado, doado no Altar das Assembleias litúrgicas, memorial permanente do outro altar, a Tua cruz, sacrifício redentor. Ajuda-nos o Jesus, a receber a comunhão eucarística com grande zelo e devoção, esperança, alegria e fé. Suplicamos, oh Senhor, que esse Pão descido do céu, que és Tu mesmo, alimente nossa vida, sacie nossa fome de sentido dessa existência, sustente-nos nas lutas diárias e desafios da busca pela dignidade, justiça e verdade, paz e fraternidade nestes tempos tão difíceis da nossa história, com tanta violência, intolerância e corrupção. Oh Jesus, Teu Sangue derramado na Cruz, que recebemos na Santa comunhão, possa nos lavar, sarar, nossas feridas de nossa alma, curando-nos do egoísmo, do orgulho, da raiva, do pecado da gula, dos vícios, da mentira, da maledicência. Livra-nos, Oh  Senhor, da tentação de tudo aquilo que nos afasta da Eucaristia. Dá-nos graça da fé de adorar Teu Corpo e Sangue no Altar da Igreja e sempre desejar Te receber na comunhão, na Santa Missa. Graças e louvores sejam dados para sempre a Ti, Senhor.

É  maravilhoso, oh Santo Espírito, todos os anos celebrar a Quinta-feira Santa, noite da graça e do amor de Deus, mistério insondável da salvação de Deus que se faz pequeno novamente, na simplicidade do pão e do vinho. Clamamos que venha sobre nós com força, para que Tua unção nos fortaleça na fidelidade à Eucaristia que comungamos. Que nada nos separe Dela. Dá-nos Tua Luz, Espírito Santo, faze-nos ver, contemplar e imitar o gesto de Jesus Cristo, naquela Ceia derradeira.  Desperta em nós o desejo do serviço entre nós, com toda força do profetas de Deus, que promovem, defendem a propõe a fé, sem medos e melindres. Lava-nos com Tuas águas purificadoras de sentimento de superioridade, arrogância, autoritarismo que bloqueiam nossos corações, afastam da atitude de abaixar e lavar os pés uns dos outros. Sim, Espírito Santo, cremos que para lavar os pés dos irmãos é preciso se por ao seu lado, sair da zona de conforto e segurança, para amar e acolher quem se aproximar de nós. Vem nos renovar nessa Páscoa, Santo Espírito de Deus. Suplicamos-Te, dá-nos um coração eucarístico; queremos ser verdadeiros adoradores da Eucaristia que servem a Cristo no lava-pés do perdão e solidariedade, na doação e entrega a Jesus presente em cada pessoa que sofre, que hoje padece das dores do mal e do pecado do mundo.  Vem.. Vem.. Vem..

Santa Maria, mulher do serviço, mãe e adoradora da Eucaristia, Jesus Cristo. Em ti, oh mãe amada, Deus se fez carne para que pudesse sempre ser fazer Pão em cada Missa que celebramos, ser alimento para fracos e pequenos, peregrinos na fé que rumamos para o céu. Ajuda-nos a dar testemunho da Eucaristia que comungamos em nossas vidas, por uma vida santa e sadia, de amor e misericórdia. Santíssima virgem, libera tuas graças, tu que vivestes dos méritos de Cristo, desde tua concepção e agora habitas junto de Deus Pai. Pedimos pela tua intercessão que a Eucaristia se torne cada vez o fundamento de nossa vida de fé, da nossa cidadania, de nossas experiências familiares e profissionais, na ótica do serviço ao bem-comum da Igreja e da sociedade.  Maria, abaixe-nos para lavar todos pés, sujar nossas mãos, beijar e acolher os necessitados de nosso  tempo, sem preconceito.  E levanta-nos, nosso ser e olhar, abrindo nossa boca e coração, para contemplar e comungar a Eucaristia, que nos dá força e vigor, graça e coragem, sentido para para nossa e espiritualidade. Rogamos a ti, oh virgem bendita,  para que nosso coração seja cada vez mais puro e santo, indiviso, consagrado a Cristo, para receber o Corpo e Sangue do teu Filho,  Jesus Cristo.  Oh Maria, mãe da Igreja, todo povo é sacerdotal. Guarda e proteja com tua luz e graça aqueles que o Pai chamou para o ministério sacerdotal. Eles são os eleitos de Deus para dar Jesus ao mundo novamente, pela consagração eucarística, como o próprio Cristo quis naquela Última Ceia. Mãe, levanta os padres que se encontram caídos, sustenta os que estão em pleno exercício pastoral,  fortalece os que se acham cansados,  consola e conforta os que se ferem na caminhada, cuida de todo o clero com teu amor materno e nos dê tua benção. Ave-maria…

Comente aqui