vida de oração



Hábitos para melhorar sua Vida de oração

De manhã, à tarde e à noite: 11 hábitos para cultivar a vida de oração

©Racorn/Shutterstock

Ficar em união com Deus o dia todo é bem mais simples e espontâneo do que costumamos imaginar…

DE MANHÃ

1 – Levante cedo

Além de dar muito mais disposição física, acordar cedo é uma forma de garantir 5 a 30 minutos de oração silenciosa logo pela manhã, o que também dá muito mais disposição espiritual para o dia. Programe o despertador à noite e, quando ele soar, levante-se imediatamente, sem se enrolar na tentação natural de “mais um minutinho“. Faça desta a sua primeira oração do dia: a oferta espiritual a Deus do sacrifício de sacudir o sono! Experimente durante um mês: é um prazo normalmente suficiente para criar um hábito!

2 – Faça a Deus o oferecimento da manhã

Ao levantar-se da cama, ajoelhe-se, faça o Sinal da Cruz e ofereça o seu dia a Deus. Leva só alguns segundos, mas faz grande diferença ao longo do dia inteiro. Faça a oração de sua preferência: pode ser espontânea, pode ser um modelo de oração da tradição da Igreja. Logo abaixo, ao final deste artigo, sugerimos outro texto com mais dicas para este ato de oferecer o dia a Deus.

3 – Faça a sua oração mental matutina

Muitas pessoas preferem tomar seu banho e vestir-se antes de se dedicarem à oração mental, para fazê-la com mais concentração e melhor proveito. Você pode fazê-la em casa ou passar numa igreja quando estiver a caminho do trabalho – se possível, pelo menos algumas vezes por mês, procure fazê-la numa igreja em que se tenha adoração eucarística.

Não há uma duração determinada: podem ser 5 minutos, pode ser meia hora. Faça uma oração silenciosa e pessoal, conversando com Deus. Fale com Ele das suas necessidades e sonhos, mas também agradeça, reconheça os dons que Ele nos concede nas coisas simples de cada dia, interceda por quem precisa, peça perdão pelos seus egoísmos, erros, pecados… Louve-O, adore-O, contemple a Sua grandiosidade, os Seus mistérios, a Sua misericórdia, a Sua capacidade de nos dizer algo inclusive através dos grandes desafios que Ele nos permite enfrentar. Medite sobre alguma passagem das Sagradas Escrituras ou sobre os escritos espirituais de algum santo. Graças a Deus, opções não faltam!

 

AO LONGO DO DIA

4 – Converse com Deus e com Maria ao longo das suas tarefas

Ele está com você o tempo todo: é só questão de se lembrar disso! Muitas vezes, basta um olhar, um breve pensamento… Nem sempre é necessário usar palavras para se comunicar com Quem se ama.

Converse também com Maria, como um filho cheio de confiança e carinho! É claro que o ideal é dedicar ao terço um tempo de qualidade e recolhimento, mas, se isto não for possível todos os dias, saiba que ele pode ser rezado ao longo das atividades do cotidiano. Confira as ótimas sugestões deste artigo: 10 conselhos surpreendentes para rezar o rosário conversando com Maria no dia-a-dia!

5 – Recite alguma oração aprendida de memória

O tesouro da Igreja é repleto de belíssimas orações compostas por grandes santos, inclusive algumas em forma de poesia. Elas são excelentes recursos para nos inspirar, elevar e unir a Deus, além de poderem ajudar também na oração mental do dia seguinte. Entre os muitos possíveis exemplos, as poesias de São João da Cruz ou Santa Teresa de Jesus, ou o último parágrafo da célebre “Tarde te amei“, de Santo Agostinho.

6 – Ofereça a Deus os seus trabalhos, estudos, sofrimentos, inquietações, alegrias…

Tudo pode ser transformado em oração! A inspiradora súmula de vida dos monges beneditinos nos convida: “Ora et labora” – “Ora e trabalha“, inclusive transformando o trabalho (e o estudo) em prece mediante a sua oferta a Deus com as mais puras intenções.

Também a cruz é oração: grandes ou pequenos, não deixe passar em branco os seus sofrimentos e sacrifícios. Una-os ao Sacrifício Redentor de Jesus com amor e consciência. Isto é oração transformada em vida!

Coloque nas mãos de Deus também as suas preocupações, inquietações, desassossegos… Santo Agostinho nos lembra, numa das frases mais famosas de toda a história do cristianismo: “Fizeste-nos, Senhor, para Ti, e inquieto está o nosso coração até que repouse em Ti”. É junto dele que recobramos a serenidade, a paz, a quietude.

Se a dor pode ser oferecida a Deus, o mesmo vale para as alegrias: afinal, Deus é a Fonte de todo Bem e, portanto, de todas as legítimas alegrias da nossa vida.

7 – Recolha-se em momentos de silêncio

Experimente desligar a música, a TV, o rádio, os tantos ruídos de todos os dias. Sinta o silêncio! Pode ser difícil no início, mas aprender a desfrutar do silêncio é libertador e revelador. Se queremos ouvir a Deus, primeiro temos que silenciar as coisas. Ele não costuma falar alto…

 

À NOITE

8 – Agradeça em família pelo dia que Deus lhes concedeu

Todos os dias contêm inúmeras graças de Deus, inclusive aqueles dias que parecem ter sido puro sofrimento e vazio. Deus nos fala mediante uma amplíssima variedade de acontecimentos, pessoas, experiências – e todo esse aprendizado, para ser assimilado e dar frutos, requer momentos de reflexão compartilhados com as pessoas a quem mais amamos. Conversar em família, perante Deus, sobre as lições e inspirações do dia que passou é uma forma de oração e também de consolidar a própria relação familiar. Agradeçam juntos a Deus por essa oportunidade!

9 – Faça o seu exame de consciência

Toda noite, antes de se deitar, coloque-se na presença de Deus e examine a sua consciência com calma, serenidade, confiança, humildade, honestidade. Não esconda as coisas de si mesmo. Repasse na sua mente os Dez Mandamentos, os sete pecados capitais… O que pode melhorar? Faça um ato de contrição. Se algum pecado foi grave, faça o propósito de se confessar. Abrace a Deus com confiança, pedindo desculpas e pedindo a Sua graça – não como um servo que tem medo, mas como um filho que tem gratidão e confiança na misericórdia, na compreensão e na ajuda do Pai!

10 – Deite-se toda noite num horário estável

Acostume-se a definir um horário fixo para dormir, pensando em estar bem descansado na manhã seguinte (e em acordar cedo). Hábitos estáveis são ótimos para a saúde da alma e também do corpo!

11 – Reze a Ave-Maria quando estiver deitado na cama

Nossa Mãe nunca vai deixar de ouvir a prece de um filho! E a Ave-Maria é muito mais maravilhosa do que costumamos perceber: conheça aqui o poder da Ave-Maria!

Fonte: aleteia
Comente aqui


Orar, rezar do jeito certo

Quando rezamos da forma errada

Aleteia

Precisamos aprender como rezar e saber o que pedir

“Pois todo aquele que pede recebe, quem procura encontra, e a quem bate, a porta será aberta” (Mt 7, 8)

Você já parou para pensar quantas vezes você se colocou em oração, quantas vezes quis se encontrar com Deus por meio da oração, e nunca foi ouvido?

Já percebeu que houveram situações em sua vida, que por mais que você pedisse, clamasse, não houve respostas por parte de Deus?!

O que isso significa? Significa que Deus não te ouviu, ou que Deus não se importe com você?

Certamente não é isso! Deus se importa com você e nenhuma das suas orações passaram despercebidas ao Coração de Deus. O grande problema é que por mais que as nossas intenções fossem boas, provavelmente seguimos o caminho errado da Oração!

É isso mesmo…O caminho errado da Oração! A própria Palavra de Deus nos aponta que existe Orações feitas de modo errado. E quando trilhamos esse caminho errado, é certo que não seremos atendidos…

Quando é que Deus não nos atende?

Deus não nos atende todas as vezes que Ele entende que a nossa conversão é mais importante que os nossos pedidos…

Mas no Evangelho há uma passagem clara da forma de rezar errado…Diante de tantos encontros com Jesus que a Palavra nos mostra, de pessoas realmente necessitadas de Sua ajuda, há um encontro com Jesus que claramente os homens envolvidos neste encontro perderam talvez uma grande oportunidade, pois além de estarem com Jesus, Jesus lhes perguntou: “Que quereis que eu vos faça?”

Imagine se Jesus perguntasse isso pessoalmente à mim e a você? Imagine se tivéssemos a chance de responder esta pergunta, o que pediríamos a Jesus?

Mas houve dois irmão que tiveram essa oportunidade! Na verdade mais do que seguidores de Jesus, estes irmãos foram pessoalmente escolhidos por Jesus para ser Seus Apóstolos! Estes irmãos num determinado momento tiveram frente a frente com Jesus, e a mesma pergunta que Jesus fez a diversas pessoas como relata nos Evangelhos, Jesus também fez à eles…

A resposta errada de Tiago e João…

Assim nos diz a Palavra:

Tiago e João, filhos de Zebedeu, aproximaram – se de Jesus e lhes disseram: “Mestre, queremos que faça por nós o que te vamos pedir.” Ele perguntou: “Que quereis que eu vos faça?” Responderam: “Permite que nos sentemos, na Tua glória, um à Tua direita e o outro à Tua esquerda!”
Jesus lhes disse: “Não sabeis o que estás pedindo.” (Mc 10, 35-38)

Tiago e João estavam diante Daquele que poderia lhes atender em qualquer pedido que realmente eles estivessem precisando! Ainda que no meu modo de ver a conversa inicial com Jesus já soava com certa prepotência, pois quase que obrigaram a Jesus cumprir o que eles iriam pedir, quando disseram: “Mestre, queremos que faça por nós o que te vamos pedir.
Ainda assim, Jesus lhes faz uma pergunta: “Que quereis que eu vos faça?

Mas Tiago e João não entenderam quem é que estava à frente deles, e desperdiçaram uma grande oportunidade pedindo algo que soa até mesmo como cômico: Sentar um à direita e o outro à esquerda!

Pediram errado…Não souberam realmente aproveitar o que Jesus poderia lhes oferecer…Claro que depois se tornariam grandes Apóstolos, mas naquele momento erraram o pedido…

Pois assim como estes irmãos, outras pessoas tiveram a oportunidade deste encontro com Jesus e não deixaram passar o momento da graça.

Quem reza certo, colherá os frutos…

Um dia um cego chamado Bartimeu, gritou tanto à Jesus pedindo que Ele tivesse Misericórdia dele, que Jesus o chama e pergunta: “Que queres que eu te faça?” E Bartimeu respondeu à Jesus: “Rabûni, que eu veja” E Bartimeu recuperou a visão. (Cf. Mc 10, 46-52)

Mas também Jesus se deparou com um leproso, que ao encontra – Lo, suplicava: “Se queres, tens o poder de purificar – me.” E a Palavra diz que Jesus encheu – se de compaixão e disse: “Eu quero, fica purificado.” (Cf. Mc 1, 40-42)

Assim também foi quando Jesus se encontrou com os 10 leprosos (Lc, 17, 11), com Maria Madalena (Jo 20, 1-18), com Levi (Mc 2, 13-17), com o Oficial Romano (Mt 8, 5-13), e tantas outras pessoas que souberam de alguma forma aproveitar este encontro para ter suas vidas transformadas…

E a Palavra de Deus é também muita clara quando nos ensinar a rezar da maneira correta:

Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós…[] Se permanecerdes em mim e minhas palavras permanecerem em vós, pedirdes o que quiserdes e vos será dado.” (Jo 15, 1-8)

Pedi e vos será dado! Procurais e encontrareis! Batei e a porta vos será aberta! Pois todo aquele que pede recebe, quem procura encontra, e quem bate, a porta será aberta.” (Mt 7,7)

Por isso vos digo: Tudo o que pedirdes na Oração, crede que já o recebestes, e vos será concedido.” ( Mc 11, 24)

Portanto, aprendamos com aqueles que, se encontrando com Jesus não desperdiçaram o seu tempo e sua Oração, e assim alcançaram de Jesus aquilo que seus corações precisavam…
E se ainda suas Orações não foram atendidas, talvez seja porque você precise rever o que tem pedido a Jesus…

Deus abençoe você!

 

Fonte: Livres de Todo Mal
Comente aqui


Oração para dormir tranquilo

Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da noite

Nielskliim

Meu Pai,
agora que as vozes silenciaram
e os clamores se apagaram,
aqui ao pé da cama
minha alma se eleva a Ti, para dizer:
Creio em Ti, espero em Ti,
e amo-te com todas as minhas forças,
glória a Ti, Senhor!

Deposito nas tuas mãos a fadiga e a luta,
as alegrias e desencantos
deste dia que ficou para trás.
Se os nervos me traíram,
se os impulsos egoístas me dominaram
se dei lugar ao rancor ou à tristeza,
perdão, Senhor!
Tem piedade de mim.

 

Se fui infiel,
se pronunciei palavras em vão,
se me deixei levar pela impaciência,
se fui um espinho para alguém,
perdão Senhor!

Nesta noite
não quero entregar-me ao sono
sem sentir na minha alma
a segurança da tua misericórdia,
a tua doce misericórdia
inteiramente gratuita.

Senhor! Eu te agradeço, meu Pai,
porque foste a sombra fresca
que me cobriu durante todo este dia.
Eu te agradeço porque,
invisível, carinhoso e envolvente,
cuidaste de mim como uma mãe,
em todas essas horas.

Senhor! Ao redor de mim
tudo já é silêncio e calma.
Envia o anjo da paz a esta casa.
Relaxa meus nervos,
sossega o meu espírito,
solta as minhas tensões,
inunda meu ser de silêncio e de serenidade.

Vela por mim, Pai querido,
enquanto eu me entrego confiante ao sono,
como uma criança
que dorme feliz em teus braços.
Em teu Nome, Senhor, descansarei tranquilo.

Amém.

 

 

(Frei Ignacio Larrañaga, manual de oração “Encontro”)

Comente aqui


Como melhorar sua vida de oração

11 hábitos que irão transformar a sua vida de oração

Desenvolver hábitos saudáveis de oração pode fazer toda a diferença

11 hábitos que irão transformar a sua vida de oração

Gustavo Frazao
Sua vida de oração caiu na rotina? É hora de reconsiderar os seus hábitos. Desenvolver hábitos saudáveis de oração pode fazer toda a diferença. Aqui estão algumas práticas importantes e hábitos que aprendi nos últimos anos — teria gostado muito se alguém os tivesse me ensinado quando eu ainda era um menino. Mas nunca é tarde para aprender ou desenvolver bons hábitos.

Estes são os 11 itens essenciais que transformaram a minha vida de oração — e poderiam fazer o mesmo com a sua.

1.- Vá para a cama na hora certa na noite anterior.

A manhã é o melhor momento para rezar. Uns bons 15 a 30 minutos de oração mental pela manhã colocam Deus em primeiro lugar, ajudam a evitar o pecado, fortalecem-nos para a prática das virtudes durante todo o dia, e estabelecem as bases para rezar sem cessar ao longo do dia.

Há também uma chance de que sua casa esteja efetivamente tranquila no período da manhã, e isso irá ajudar.

Mas, para rezar bem na parte da manhã, você também precisa estar bem descansado. E isso significa ir para a cama na hora certa na noite anterior. (Ou você ficará sonolento como aqueles Apóstolos.)

Ore2

2.- Levante-se cedo.

Defina o seu despertador/alarme cedo o suficiente para que você possa ter 15 a 30 minutos de oração silenciosa pela manhã. E no momento em que o alarme soar, levante-se. Sem desculpas. Nada de mais um cochilinho.

Faça desta a sua primeira oração do dia: a oferta espiritual a Deus do sacrifício do seu sono.

Levante-se cada dia dessa maneira durante um mês e isto se tornará um hábito.

3.- Então, fique de joelhos e reze o oferecimento da manhã

Assim que acordou, ajoelhe-se… de joelhos reze seu oferecimento da manhã. Existem muitas versões. Leva apenas alguns segundos, mas consagrando o seu dia inteiro a Deus é uma forma importante e fácil de começar cada dia. Aqui está o que eu rezo:

“Ó meu Jesus, através do Coração Imaculado de Maria, eu vos ofereço todas as minhas orações, trabalhos, alegrias e sofrimentos deste dia, para todas as intenções do Vosso Sagrado Coração, em união com o Santo Sacrifício da Missa oferecidos em todo o mundo, em reparação pelos meus pecados, e por todas as intenções do Santo Padre. Tudo pelo Sagrado e Coração Eucarístico de Jesus, tudo para o Imaculado Coração de Maria, em união com São José. Amém.”

4.- Oração Mental da Manhã durante 15 minutos.

Você precisa decidir o melhor momento para fazer isso, mas para mim, é depois que me banho e me visto, de maneira que esteja bem acordado.

Encontre um lugar em sua casa que seja tranquilo e reze todas as manhãs. Outra possibilidade é parar em uma igreja ou capela de adoração eucarística no caminho do trabalho, ou depois de deixar as crianças na escola.

Passe 15 a 30 minutos em oração silenciosa. Em oração, medite sobre as Escrituras (minha série de Série de Arte Sacra dos Santos Evangelhos, na foto abaixo, é perfeita para isso) ou um escrito espiritual de algum Santo, como São Francisco de Sales, Introdução à Vida Devota.

Ore3

Série Arte Sacra dos Evangelhos

Uma modelo de oração fácil de lembrar, há sempre A.C.A.S.: Adoração, Contrição, Ação de Graças, Súplica (petição). E se você é novo para a oração mental, não tenha medo. Aqui estão algumas sugestões para começar:

5.- Ore pelo menos uma vez a cada hora do dia

Para muitos de nós, partes inteiras do dia — ou mesmo dias inteiros! — passam sem que ao menos lancemos um olhar em direção a Deus. Li recentemente esta sugestão e fiquei surpreendido tanto pela sua simplicidade quanto pelo fato de que nunca ouvira isso antes.

Formar o hábito de voltar-se a Deus pelo menos uma vez a cada hora do dia. Isso pode ser tão simples como olhar para um crucifixo ou a imagem de um Santo, dizendo: “Seja feita a Vossa vontade” ou “Jesus, tende piedade de mim que sou um pecador”, ou “Vinde Espírito Santo”, ou reverentemente dizendo o nome de Jesus.

6.- Memorize alguns salmos. Reze-os em pontos específicos ao longo do dia

Até recentemente, eu nunca tinha memorizado nenhum dos salmos. Agora que memorizei quatro ou cinco, descobri que é muito fácil recitar cada um em pontos específicos durante o dia.

Por exemplo, recitar um determinado salmo cada vez que você entrar em seu carro. Recitar outro quando caminha pelo estacionamento ou até o seu escritório. Outro quando você se dirige para o banheiro ou lava suas mãos. Você começa a entender a ideia.

E uma vez que você tem esses salmos memorizados, eles também fornecem excelente material para meditação durante todo o dia.

Para começar, aqui estão alguns dos salmos que uso.

Salmo 1: “Bem-aventurado é aquele que não anda segundo o conselho dos ímpios. . . “
Salmo 23: “O Senhor é meu pastor. . . “
Salmo 24: “A terra é do Senhor e toda a sua plenitude. . . “
Salmo 27: “O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei. . . “
Salmo 42: “Julgai-me ó Deus e defendei a minha causa contra os ímpios. . . “

7.- Abrace a cruz

Todos os dias trazem sofrimentos e aborrecimentos. Alguns são grandes; outros, pequenos. Não os deixe ir para o lixo! Una-os à morte sacrificial de Jesus na cruz e amorosamente ofereça-os a Deus. Esta é outra maneira de orar sem cessar.

8.- Abrace o silêncio

Não ligue o rádio em seu carro. Desligue a música e a TV e qualquer outro ruído de fundo em casa. Abrace o silêncio. Se queremos ouvir Deus, primeiro devemos ouvir.

9.- Quando você está inquieto, volte-se para Deus

Santo Agostinho disse a famosa frase que nosso coração está inquieto enquanto não repousar em Ti.

Quantas vezes por dia checamos nossos telefones? E se, em vez disso, nós nos voltamos para Deus nesses momentos?

Ou talvez, quando você está inquieto, volte-se para algo mais do que conforto: Shopping. Notícias. Televisão. Comida. Bebida.

Será que buscamos o prazer nas coisas? Ou em Deus?

Em vez de nos voltarmos para as coisas, voltemos para Deus. Durante todo o dia, se você se sente inquieto, volte-se para Deus. Peça a Sua graça. Peça o Seu amor. Peça a Sua paz. “Só em Deus a minha alma encontra repouso.” Salmo 62: 1.

Ore4

Santo Agostinho de Hipona por Philippe de Champaigne

10.- Exame de consciência noturno

Cada noite, antes de se preparar para dormir, coloque-se na presença de Deus, e examine calmamente a sua consciência. Em sua mente, percorra os Dez Mandamentos e os Sete Pecados Capitais e considere onde ficou aquém. Faça um ato de contrição. Se algum dos seus pecados foi grave, resolva-se a ir para a Confissão.

Melhor ainda, fazer este exame noturno de consciência com o seu cônjuge (e crianças), como parte das Completas, Oração da Noite da Igreja a partir da Liturgia das Horas.

11.- Diga três Ave-Marias ao pousar sua cabeça no travesseiro

Esta é uma prática católica tradicional e é uma boa maneira de terminar o seu dia. Assim como o seu primeiro ato do dia foi uma oração, então, será também o seu último.

E, no caso de que seja esta a sua última noite, através de suas Ave Marias, a Santíssima Virgem haverá de protegê-lo: “Rogai por nós pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.”

Ore5

Comente aqui


Oração do coração!

Quer orar com todo o coração? Comece fazendo esta prece

Uma dica valiosa: converse com Deus sobre o que você sente, não somente sobre o que você pensa

A oração, segundo o catecismo, é a “elevação do espírito e do coração para Deus”. O que é o espírito? O que é o coração? O espírito pensa, questiona, planifica, inquieta-se, imagina. O coração conhece, ama. A inteligência é a faculdade do saber, o coração, é a do amor.

Grande parte do que aprendemos sobre a oração limita-se ao nível mental. Em criança, ensinam-nos a proferir orações, a pedir a Deus aquilo que necessitamos para nós e para os outros. Isto é apenas uma parte do mistério da oração.

A outra parte é a oração do coração. Nesta oração não procuramos pensar em Deus, nem falar-lhe, nem mesmo pedir-lhe o que quer que seja. Estamos pura e simplesmente com Deus, que habita em nós, no Espírito Santo que Jesus nos deu. A oração do coração é a nossa união com a oração de Jesus no Espírito.

Senhor,

ensina-me a orar,

com a tua humildade,

Ensina-me a orar com todo o meu ser,

não só com a minha mente.

Com a minha vontade.

Com o meu coração.

Com os meus pés.

Com os meus silêncios.

Não preciso esperar o momento perfeito.

Ensina-me a orar em meio ao

que estou vivendo neste instante.

Ajuda-me a abrir meu coração.

Que eu não tema mostrar

minha fragilidade, meu nome,

Ensina-me a passear contigo pela minha alma,

conhecer meus vales e montanhas,

minhas fontes e minha sede,

meus desertos e meus bosques.

Ensina-me a amar-te.

Amém.

Fonte: Catholicus
1 Comentário


Lugares para rezar com força!

 5 lugares simples e poderosos para rezar na sua casa

Você vai ter mais vontade de rezar depois de ler isso

Certo dia, fiquei pensando nos melhores lugares da casa para rezar, e também pensei sobre o que rezar e como rezar em cada um deles. Não sei se cheguei a algumas conclusões aceitáveis, mas tentarei começar esta semana a colocar em prática o que compartilharei com vocês:

1. Na entrada

É muito bonito fazer uma pequena oração de agradecimento ao chegar em casa. Gratidão por ter um lar, um abrigo, um espaço onde viver. Se for o caso, agradecer por ter alguém com quem compartilhar esse espaço. Ao sair, você pode fazer o sinal da cruz, repleto de significado. Que o Senhor nos guarde, acompanhe e oriente nas atividades fora de casa.

2. Na cozinha

Cozinhar é um ato de amor, de doação. E o alimento vai nutrir o corpo, que é templo do Espírito Santo. Aqui, vale a pena fazer uma oração de oferecimento do trabalho, do esforço: colocar o amor ao serviço daqueles para quem cozinho – inclusive quando cozinho só para mim.

3. À mesa

Compartilhar o pão é sinal de fraternidade. Foi à mesa que Jesus se preparou para sua grande entrega. O Senhor também está presente durante nossas refeições. Uma simples oração de bênção dos alimentos, uma ação de graças, uma petição pelos que não têm o que comer, mesmo que apenas interiormente, dão muito sentido a estes momentos do dia.

4. No quarto

A solidão de cada um é um lugar de encontro com o Pai. Vale a pena colocar nas mãos de Deus todos os anseios, preocupações, conquistas, frustrações do dia. Pode ser um momento de recolhimento, também para assumir o silêncio da nossa ida. Buscar o Senhor e pedir que Ele abençoe o nosso descanso.

5. No chuveiro

Sim, no chuveiro! Tomar banho é um ato de satisfação, força e prazer. Sentir a água nos faz sentir-nos vivos e nos dispõe a descansar, ou a começar bem o dia. A água lava, cura, refresca, aquece. Tornar o Senhor presente nesse momento é torná-lo presente em minha necessidade de recomeçar, de descansar, de sentir calor ou frio, de sentir sua proteção após a batalha do dia.

Há outros lugares, outros momentos e cantos a serem aproveitados: a imagem de Nossa Senhora na estante, a foto da família na parede… Busque seus lugares e reze. Encontre o Senhor no cotidiano, permita que Ele participe da sua vida. Você verá que, com Ele, o dia será muito melhor!

Fonte: Aleteia
Comente aqui


Oração com humor?

Que tal um pouco mais de humor na oração?

Santa Teresa de Ávila um dia declarou a Deus: “Do jeito que tratas os teus amigos, Senhor, eu bem entendo que não tenhas muitos”.

Certo dia, o Cura d’Ars tinha terminado a sua hora de oração na igreja com a sensação de que Deus estava longe. Ele sentiu uma grande secura interior, como acontece muitas vezes com quem persevera nesse coração a coração com Jesus. O bom padre se levantou, olhou para o crucifixo e disse com bom humor: “Bom, Senhor, eu estava aqui”.

Certamente o Senhor está sempre aqui, mas pode nos parecer distante, silencioso… Nós podemos gentilmente repreendê-lo como o salmista, que pergunta ao Senhor se Ele o esqueceu e quanto tempo vai lhe esconder Seu rosto (cf. Sl 12). Aliás, isso levou Santa Teresa de Ávila a declarar a Deus: “Do jeito que tratas os teus amigos, Senhor, eu bem entendo que não tenhas muitos”.

A Madre Teresa de Calcutá viveu durante 50 anos o sentimento angustiante da ausência de Deus. Por trás do seu sorriso maravilhoso, escondia-se uma noite da fé bem conhecida pela sua padroeira, Santa Teresa de Lisieux. A Madre Teresa se agarrou à pura fé, lutando contra o tormento de que Deus não era Deus, de que Deus não existia. Isso não lhe tirou o humor e a alegria, frutos das suas horas de adoração que lhe saciavam a sede de Jesus.

Os santos vivem um relacionamento com Deus que envolve o humor. “Um santo triste é um triste santo”, diz um provérbio. O santo tem a arte de não se levar demasiado a sério, porque ele se desamarra de si mesmo. Pense na alegria de São Francisco de Assis, de Santa Bernadette Soubirous, de São João XXIII. Será que o bom humor não é uma forma de santidade semelhante à humildade de deixar-se levar por Cristo?

Fonte: Aleteia

 

Comente aqui