Você pode colaborar com a duplicação da PR 323

Entre na campanha pela duplicação da PR-323. Imprima o folha e consiga de sua família e amigos 10, 20, 30 ou mais assinaturas…

É hora do povo mostrar sua força. As folhas assinadas poderão ser entregues nas igrejas, que encaminharão aos organizadoras.

Clique no link e imprima – Salvo em PDF: abaixo_assinado_pr323


Outras

5 comentários sobre “Você pode colaborar com a duplicação da PR 323

  1. Henrique Comini 16 de novembro de 2010 08:55

    Olá!
    Nós já estamos nessa campanha!
    Estivemos na Camara dos vereadores semana passada e recebemos adesivos da Campanha (ainda devem ter adesivos).
    Podemos engrossar a Campanha Via Twitter, já estou fazendo isso desde a semana passada, lá temos inúmeros politicos do PR, estou fazendo com que chegue até eles nossa Campanha, todos podem ajudar. Publiquem no Twitter #DuplicaçãoJáPR323 , podemos fazer com que o mundo veja, lembra do #CalaBocaGalvão foi até capa da Veja.

    Por favor ajudem, hoje são desconhecidos, que choram, se nada for feito amanhã poderá ser um de nós!!

  2. Cezar Knabben 16 de novembro de 2010 14:28

    Tbém imprimi uma lista e estou passando para os funcionarios aqui onde trabalho, pois nossa empresa fica situada nessa rodovia, e todos dias sofremos com a lentidão e muitas veses imprudencia dos motoristas que passam por ela.

  3. Genei 16 de novembro de 2010 16:59

    Só com inicio dessa campanha pró duplicação da rodovia PR 323, ligando Maringá a Paissandu, a população dos dois municípios já devem comemorar, não só em termos de segurança que a duplicação deve oferecer, mas também em termos de embelezamento, já que haverá uma verdadeira transformação no trecho. Que poderá virar um cartão postal.
    Calcula-se que mais de 15 a 20 mil veículos circulem diariamente entre a rodovia que corta estas duas cidades vizinhas. A luta para que esta duplicação se torne realidade já deveria ter sido iniciada a muito tempo pelos políticos em evidência, muitas vidas poderiam ter sido poupadas . As obras obrigatoriamente deverão compreender toda a sua extenção de 210 quilômetros duplicados em sua totalidade para surtir efeito, alem das pistas ampliadas e muretas divisórias de 80cm de altura, a rodovia deverá contar com uma moderna iluminação no trajeto entre Maringá e Paissandu, sendo que o projeto deverá ser concebido de forma a garantir a segurança da população, deverá ter pistas de trânsito local, travessia para pedestres entre as pistas principais e tela de proteção sobre a mureta divisória das pistas para que a população obedeça as travessias para pedestres. Um projeto com duplicação e iluminação vai transformar as condições de tráfego e de segurança para todos os usuários, além de embelezar o trajeto entre Maringá e Paissandu e de facilitar o escoamento da produção agrícola da região.
    Com a duplicação, morar em Paissandu torna-se vantajoso, pois a segurança no trânsito, aliada a curta distância entre os dois municípios, são os principais fatores que poderão proporcionar um crescimento populacional na cidade a partir da entrega das obras de duplicação. Além de economia de combustível, o povo de Paissandu pode ganhar em qualidade de vida, pois nesta pacata cidade impera a tranquilidade. Em compensação, o município de Paissandu pode perder ainda mais em termos de arrecadação, pois o trajeto facilitado através da duplicação deve fazer com que grande parte da população passe a fazer suas compras no comércio de Maringá, como roupas, calçados e generos alimentícios. Como vemos na face da terra é difícil atingir a perfeição.

  4. oiiiiiiiii 16 de novembro de 2010 19:28

    a duplicação é a saída, mas não devemos esquecer que em quase todos os acidentes a irresponsabilidade dos motoristas é tamanha. além da duplicação um pouco mais de cuidado é muito bom; e a policia para multar este povo que apoda em lugares proibidos na estrada..

  5. anônimo 16 de novembro de 2010 19:34

    Nosso novo governador Beto Richa ja tem a grande solução:O governo federal duplica e o governo estadual pedagia…Estilo Lerner de governar…

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.