Mês: dezembro 2010



Braquiária ajuda a manter umidade na soja

Abaixo, reportagem do programa Caminhos do Campo, da RPCTV, afiliada a Rede Globo. A braquiária, implantada ainda na safra de inverno, traz benefícios a soja, como melhorias no desenvolvimento do sistema radicular, ciclagem de nutrientes e a manutenção da umidade do solo.

O tema foi destaque no blog em julho, quando o projeto foi iniciado.


O Projeto é desenvolvido pelo Portal Ciência do Solo
http://www.cienciadosolo.com.br
[email protected]

Por – Luiz Tadeu Jordão


 

Outras
1 Comentário


Casa assaltada no Jardim Catedral

Via odiario.com por Wilame Prado

Por volta das 12h desta sexta-feira (31), três homens assaltaram uma residência na rua São Pedro, no bairro Jardim Catedral, em Paiçandu (a 16 quilômetros de Maringá).

De acordo com a Polícia Militar de Paiçandu, eles levaram da residência R$ 1.500 em dinheiro, um celular, um relógio de pulso, um ferro de passar roupa e um aparelho de som.

Eles fugiram com o carro da família, um Chevrolet Corsa Prata Classic (placas AQJ 8115, Paiçandu), provavelmente pegando a rodovia que dá acesso a Maringá.

Armados com revólveres e uma pistola, dois entraram na casa para praticar o assalto enquanto um outro rapaz ficou do lado de fora, dando cobertura. A família, por estar apavorada, não conseguiu descrever a fisionomia dos assaltantes.

Segundo a Polícia Militar, um dos filhos ainda saiu com uma motocicleta atrás dos assaltantes, mas logo os perdeu de vista. A PM de Paiçandu informou todos os batalhões dos municípios da região sobre o assalto e descreveu o veículo, caso alguém o aviste.

Outras
2 Comentários


Balanço de fim de ano

É isso aí…


Eu poderia estar brigando, roubando, matando, me prostituíndo, tomando pinga, mas estou aqui blogando…

Blogar é um negócio esquisito, viciante… Nessa arte você arrista fortunas, riquezas, bens materiais … etc…

– Como não tenho nada disso, não tenho nenhum pardal pra dar água: Simbora, tentar dar um toque a mais no cenário local paiçanduense. Este, esteve quase agitado nos últimos dias, por conta das votações na câmara etc.  Na verdade já sabíamos o final da história…

O “Blogão do Leandrão Ricardão” (novo nome possivelmente a ser adotado a partir de 2012), (possivelmente com uma foto minha ornamentando o cenário) – Cruzes!

 

Temas e assuntos


Então, Estivemos atentos a tudo o que acontecia por aqui, ou quase tudo.

– É que como já falei muitas vezes, não dedico exclusivamente 24 hrs do dia ao blog, tenho de trabalhar e salvar o sal da janta.  Já pensei várias vezes parar com ele, mas, apesar de algumas lacunas, mantenos a bola no ar. Em 2011, deverei ter uma ajuda providencial de uma amiga minha… Será?

– No mais é isso, vamos seguindo por aqui, e vocês meus amigos sempre contribuindo para manter esta página no ar… e termos em Paiçandu um canal de comunicação, quer possibilite a opinião de todos.

 

Situações

 

O ano não foi fácil, sobraram problemas e faltaram soluções. O que culminou com a terceirização dos serviços do hospital.  Ruim por um lado, pois mostrou o quanto está engessada a administração atual. Na verdade perante ao povo eles se queimaram de vez: assinaram o atestado de incompetência administrativa.  Não sei o que será de agora em diante. O serviço do lixo será invariavelmente privatizado: ou é isso ou viveremos num lixão. O prefeito não será cassado nem nada, mas será punido politicamente e todos seus colaboradores: é a regra, não delírio meu.

 

O São José

 

Quanto ao hospital, nunca fui contra da terceirização, mas sim do uso político de tudo. Esta é a indignação.  Este ano vidas foram perdidas por falta de atitude à frente da saúde.

 

Cá com meus botões novamente

 

Hoje, eu torço para o Dr Vieira assumir o hospital. Ele é quase parte integrante deste blog, sempre com suas opiniões sobre as soluções possíveis.

– Vamos então à prática:

Ele já falou várias vezes que não quer o Hospital, mas agora vou lançar a campanha: Então resolve aí,  Vieira!

 

Então resolve aí,  Vieira!

O que queremos é o bom atendimento ao povo, com dignidade e sem custos: Terá?

Queremos qualidade na recepção, triagem e instalações. Terá?

Queremos serviços especializados, sem fila de espera, sem corporativismo, apadrinhamento.  Terá?

Queremos o término da UTI, sem ônus ao município e sem custo aos moradores daqui. Terá?

Queremos exames gratuítos e rápidos. Terá?

Médicos das mais variadas especialidades. Terá?

Humanidade. Terá?

 

Humanidade

Queremos apenas humanidade.

 

A cidade

A cidade irá continuar sua marcha desenfreada e as vezes incalculada rumo ao progresso. Seu povo trabalhador, sua agricultura, comércio  e indústria só crescerá, com ou sem a ajuda do poder público.  Somos únicos.

 

Política

Nomes da política estão surgindo, o novo substituirá o velho.  As grandes oligarquias já não tem a força do passado.  O novo prefeito de Paiçandu ainda não surgiu nos comentários e sondagens… Ele poderá ser um vereador ou vereadora. Mas este deverá usar da verdade nestes dois anos próximos. Aposta minha: O novo prefeito não será político de carreira!

 

Vivamos nós

Então viva esta cidade, viva seu povo e sua luta. Vivamos nós.

 

 

Ps. Vou atualizando este post conforme lembranças e indignações…

 

 

Outras
36 Comentários
 

Problema da saúde é falta de competência

Por Luiz de Carvalho.

A bola foi cantada e, sem qualquer surpresa, foi parar na caçapa prevista. Seis a três foi o resultado da votação na Câmara de Paiçandu ao projeto que autoriza a prefeitura a ceder o Hospital Municipal São José à administração de uma Ong.

Que fique bem claro que será “cessão”, ou seja, o hospital será dado em concessão, e não “terceirização”.

Que diferença faz? Bem, no caso de terceirização, depois de o contrato assinado o administrador poderá fazer o que quiser, administrar como lhe aprouver, e não adiantará o povo, vereadores, o prefeito ou quem que seja reclamar.

Já o regime de concessão significa que se houver atendimento que uma das partes não está cumprindo a obrigação conforme o combinado, o contrato será desfeito e o hospital volta para a prefeitura.

No entender dos vereadores, o problema maior da saúde pública de Paiçandu é falta de competência para administrá-la.

Hoje o hospital está com o Centro Cirúrgico e a Pediatria interditados, um médico chega a atender a até 135 pessoas em um só dia e a estrutura está sucateada.

Luiz de Carvalho é repórter de O Diário e escreve sobre fatos da região, meio ambiente e gente.

Outras
37 Comentários


Terceirização de serviços no hospital municipal é aprovada

Via odiario.com

Sem manifestações por parte da população que acompanhou a sessão extraordinária na Câmara de Vereadores de Paiçandu, foi aprovado, em primeira discussão e por seis votos a três, o projeto de lei para terceirizar os serviços do Hospital Municipal São José, que poderá ser administrado por uma Organização Não Governamental no ano que vem.

Eduardo Pioneiro (PRB), presidente da Câmara, entende que a privatização do hospital é a única maneira de assegurar o atendimento à população. “A prefeitura não tem condições de arcar com as despesas mensais do hospital e muito menos recuperar os equipamentos sucateados. O prefeito já disse que se a terceirização não for aprovada, o hospital será fechado no próximo ano. Neste caso é melhor ter um atendimento, ainda que pago, do que não ter”, defende.

O outro projeto da sessão extraordinária desta terça-feira, que trata sobre a terceirização da coleta do lixo no município, foi retirado de pauta pelo autor, que alegou precisar de mais tempo para melhor avaliação do projeto. Portanto, a decisão de se terceirizar ou não o serviço da coleta de lixo em Paiçandu provavelmente saíra só em 2011.

Para o vereador Valdir da Fonseca (PT), o problema do lixo gerado em Paiçandu precisa ser resolvido rapidamente. “O projeto em si não é ruim, mas a tarifa é muito alta. O valor mínimo é R$ 7,90, mas a maioria da população está incluída na faixa que pagará R$ 11,90”, argumenta o vereador a respeito do projeto.

Outras
20 Comentários


As voltas que a vida dá

A vereadora Dolores,  de Água Boa, que é do PMDB, mesmo partido do prefeito, esta na frente de resistência contra os dois projetos polêmicos de terceirização de serviços do lixo e hospital.

Ela levou pancada nos últimos dois anos na Câmara, por este mesmo motivo: Era constantemente achincalhada pelos parceiros de sessão, por ser do partido do prefeito e não conseguir dele nenhuma garantia de melhor empenho nestas causas.

Hoje, o prefeito precisa dela para sua empreitada perigosa nos meandros privatistas, e ela  não cede e tem seguido suas próprias opiniões, ao menos até aqui.

 

 

Outras
41 Comentários


Concurso

Foram homologados as inscrições dos candidatos que estão aptos a disputar o concurso público da Prefeitura Municipal.  As provas objetivas serão realizadas no dia 16 de janeiro de 2011, nas dependências da Escola Municipal Dr. Prudente de Morais, na Rua 7 de Setembro, 543, centro. Com com inicio às 9:00 horas.

São 15 candidatos para o cargo de Assistente Social.  178 para as duas vagas de Professor. 3 disputam  o cargo de Técnico de Segurança do Trabalho. 173 para as duas vagas de Educador Infantil e apenas um dito cujo para o Cargo de Médico PSF.

Lista completa AQUI.

Outras
Comente aqui
 

Pacote de maldades

“Quem vem acompanhando o caso do lixo em Sarandi, onde Maringá quer mandar seu lixo para lá. Paiçandu está aprovando um projeto na surdina, onde não tem cláusulas impedindo tais serviços, sendo assim Paiçandu poderá trazer lixo de qualquer cidade para cá. Quem teve acesso ao projeto em tramitação na Câmara, sabe do que estou dizendo.
– Este Projeto não tem Parecer do Conselho Municipal do Meio Ambiente.
– Não foi feito Audiência Pública com a Sociedade Civil Organizada para discutir o assunto.
– A maneira que querem cobrar a nova tarifa do lixo é um absurdo, onde o aumento é exorbitante, onde sera cobrado de acordo com o gasto de agua, e lançado no talão de agua do contribuinte.
– Se o projeto fosse bom, da maneira que estão conduzindo para aprovação, não era preciso aprovar na calada da noite.
É UM VERDADEIRO PACOTE DE MALDADE, PARA COM O POVO DE PAIÇANDU, NESTE FINAL DE ANO, BELO PRESENTE DE NOSSOS GESTORES EXECUTIVO E LEGISLATIVO.

De José Cleilton Jubin – Presidente do CMS, sobre o Projeto para contratação de empresa para coleta, tratamento e destinação final dos resíduos.

Outras
24 Comentários