Longe dos olhos, perto do coração

O Valter J. Almeida é nascido na cidade, e por questões profissionais vive hoje em São Paulo. Porém não esquece as origens e acompanha o dia a dia de sua terra natal, através do blog. Mesmo estando longe, ele nutre esperança de ver Paiçandu e Água Boa, onde viveu e onde vivem seus pais, definitivamente despertarem para o desenvolvimento em todas as esferas.

Ele dá dicas e busca respostas para alguns questionamentos.

“Nasci em Agua Boa, morei lá até meus 19 anos. Hoje tenho 34 anos, moro em Campinas-SP. Geralmente visito meus pais a cada 3 meses lá em Água Boa. Sempre vejo as noticias que vocês colocam no site e fico refletindo: “Até quando alguns representantes do poder publico vão continuar sacrificando o povo de Paiçandu e de Água Boa?”

 É lamentável, pois mesmo estando morando aqui em Campinas-SP,  há muitos anos, eu ainda amo muito esta terra vermelha. Um lugar que representa muito na agricultura do Brasil e que nos últimos anos vem se desenvolvendo na área industrial.

Já esta mais que na hora das autoridades olharem para a população de uma forma mais humana. É preciso melhorar a saúde, instalar logo essas passarelas, melhorar as condições dessa rodovia que já matou tanta gente que conheci.  Em relação a educação tenho uma outra dúvida: Por que Paiçandu até hoje não tem uma faculdade que forme profissionais para o mercado de trabalho?

Quando chego em Agua Boa, fico mais decepcionado ainda. O asfalto deteriorado, praça da rodoviária com reforma parada há anos, os galpões da estação ferroviária detonados. Um lugar com localização ótima, as margens de uma rodovia muito movimentada, com uma imensa área produtiva e tem até o privilegio de ter sua água mineral. O distrito de Água Boa merece mais atenção, porque não se tenta incentivar a criação de industrias pequenas naquele lugar? O povo de lá não pode ficar no esquecimento. Eu acredito muito no potencial que Agua Boa poderia mostrar, caso alguma autoridade viesse a olhar de uma forma mais clara e objetiva.  

Água Boa, juntamente com Paiçandu, se encontram numa área de logística muito importante. Como um segundo eixo de ligação do sul e o sudeste do Brasil. Um lugar que poderia progredir ainda mais, com uma população mais bem atendida pelo poder publico. Esta na hora de pensar alto, reestruturar as condições de atendimento a população, incentivar o desenvolvimento industrial. 

 

Mais

Longe dos olhos, perto do coração…  13/11/2010
Longe dos olhos, perto do coração… 31/10/2010

4 comentários sobre “Longe dos olhos, perto do coração

  1. Ilda 29 de março de 2012 08:50

    È isso ai Valter,você disso tudo adorei penso como você.Abraços

  2. ADRIANA 29 de março de 2012 12:27

    A Logística é a área da gestão responsável por prover recursos, equipamentos e informações para a execução de todas as atividades de uma empresa. A logística está intimamente ligada as ciências humanas, tais como a administração, a contabilidade, a estatística e o marketing, envolvendo diversos recursos da engenharia, tecnologia, do transporte e dos recursos humanos.

    Fundamentalmente a logística possui uma visão organizacional holística, onde esta administra os recursos materiais, financeiros e pessoais, onde exista movimento na empresa, gerenciando desde a compra e entrada de materiais, o planejamento de produção, o armazenamento, o transporte e a distribuição dos produtos, monitorando as operações e gerenciando informações.

  3. cidopintor.blogspot.com 29 de março de 2012 19:27

    concordo com vc Adriana , só que na atual administração não existe pessoas qualificadas para exercer essas funções …

  4. Valter-Campinas 30 de março de 2012 16:32

    Muito bonito a definição teórica da logistica, porem na pratica esse termo tambem é utilizado para enquadrar uma região dentro de um parametro mercantil. É comum utilizarmos esse termo para ilustrar o que uma determinada região tem ou que possa vir a desenvolver. Pelo menos é o que o vejo no dia a dia, pois é comum utilizarmos termos para ampliar ou comparar coisas relacionadas. Quanto a região de Paiçandu, é preciso cobrar muito das autoridades essas melhorias. Pelo que se nota Paiçandu possui um certo “dom” de crescer devido a sua gente trabalhadora, só precisa de um apoio governamental.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.