aula de viola em maringa

 

É DIFÍCIL APRENDER A TOCAR VIOLA?

É DIFÍCIL APRENDER A TOCAR VIOLA?

Depende. Esta é uma questão relativa e subjetiva, e vai depender, também, das respostas dadas as 10 perguntas seguintes:

1. Seu professor é bom?

2. O método é eficiente?

3. Você é dedicado?

4. É persistente?

5. Não tem talento, mas tem força de vontade?

6. Realmente gosta do instrumento?

7. Sua viola tem o mínimo de qualidade e está bem regulada?

8. Se você já toca um pouco, o pouco que sabe aprendeu corretamente, sem vícios?

9. Tem paciência e está disposto a aprender gradativamente, sem pular etapas?

10. Seguirá rigorosamente as orientações do seu mestre, seja ele um professor ou um método?

Se sua resposta foi “Sim” para todas as questões acima, com certeza terá muito mais facilidade em aprender!

Agora, no tocante à parte técnica da viola, existem os prós e contras, bem como em outros instrumentos: há pontos de facilidade na viola, e que em outros instrumentos não há, e vise versa.

Normalmente, as pessoas comparam a viola ao violão, dizendo que este é mais fácil. Será mesmo? E muitas vezes, atribuem essa “facilidade” ao “número de cordas reduzido do violão”. É comum muitos afirmarem: “Vou começar pelo violão porque é mais fácil de aprender que a viola, já que tem menos cordas”.
Vejamos esta comparação:

É muito comum o uso de afinações abertas em viola caipira – em resumo, afinação aberta, é uma afinação que quando todas as cordas são tocadas soltas, ouve-se um acorde maior ou menor.

Sob esse aspecto, uma viola afinada em “MI” soa, com todas as cordas soltas, o acorde “MI”, evidentemente. Portanto, repare que nessa posição é dispensado, obviamente, o uso dos dedos da mão esquerda para a formação do acorde, eliminando assim, por completo, qualquer dificuldade com esta mão.

Já no violão, em sua afinação mais usual (afinação não aberta), para tocarmos esse mesmo acorde será necessário um esforço maior, pois precisaremos dos dedos da mão esquerda para pressionar as cordas.

Percebem como neste caso específico a viola é mais fácil que o violão? Poderíamos citar inúmeros exemplos de pontos em que um instrumento é mais fácil ou mais difícil que o outro.

Conclui-se, então, que, não dá para afirmar que a viola é fácil ou difícil de tocar ou que um instrumento é mais fácil ou mais difícil que o outro. Cada um tem seu grau de dificuldade, sua peculiaridade, tudo é relativo.

Talvez, começar por um instrumento que não seja de seu maior interesse possa ser um difícil começo: você não se dedicará a ele com a mesma paixão dispensada a um que de fato lhe agrade, e isto faz muita diferença! …

Comente aqui


Meu amigo Violeiro Marcus Biancardini tem um recado para vocês…

Meu amigo Violeiro Marcus Biancardini tem um recado para vocês…

Este é o último vídeo da série de três vídeos que meu amigo Violeiro Marcus Biancardini​ me mandou…

Nosso Encontro de Violeiros é transmitido, AO VIVO, pelo Facebook do Paulo Santana Violeiro e Carlos Ferlin, todas às quartas a partir das 20h.

#EncontroDeVioleiros #RodaDeViola

 

Comente aqui


É a primeira vez que vejo o Luthier João Viola dando um recado tão importante!… rsrs

É a primeira vez que vejo o Luthier João Viola dando um recado tão importante!… rsrs

Vale muito a pena conferir o que ele tem a dizer!…

Comente aqui


AQUI VOCÊ OUVE A BOA MÚSICA CAIPIRA E A VIOLA INSTRUMENTAL

AQUI VOCÊ OUVE A BOA MÚSICA CAIPIRA E A VIOLA INSTRUMENTAL

Hoje foi a gravação do nosso primeiro programa Encontro de Violeiros pela Rádio Universitária UEM FM 106,9 MHz…

Apresentação: Paulo Santana

Duplas que participaram ao vivo: Ezequiel e Arlindo e Thales e Rodrigo

Músicas em MP3 dos amigos: Arnaldo Freitas, Adriana Farias Violeira

Nosso programa irá ao ar todas as segundas-feiras às 20h com reprise aos domingos as 9h… Em breve divulgaremos a data de estreia desse que gravamos hoje e os próximos que serão ao vivo…

Comente aqui


Meu amigo Sergio Poppi (Banda Metrópoli) quer dar um recadinho para os violeiros…

Vale a pena conferir o recado desse meu amigo Sergio Poppi!

Oportunidade única para os Maringaenses! É de Graça!… É um espaço democrático!

Comente aqui