Professor de Viola

  

Brincando Com a Viola (Bambico) – Solo Original – Viola Afinada em Mib

Brincando Com a Viola (Bambico) – Solo Original – Viola Afinada em Mib

 

Essa música eu tirei de ouvido de um único vídeo em que aparece o Bambico tocando ela no Youtube, por isso não tenho partitura e nem tablatura. Segue o link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=69mO2gbjPIA

Na minha humilde opinião, acho que tem músicas que merecem uma releitura minuciosa da obra original respeitando a riqueza de detalhes em todos os sentidos, e essa música, sem sombra de dúvidas, é uma delas.

A riqueza de detalhes a que me refiro, seria:

– Notas corretas;

– Digitação correta dos dedos das mãos esquerda e direita;

– Posicionamento correto da mão esquerda no braço da viola;

– Os ligados e arrastes.

Aqui estou citando apenas o essencial! …

É claro que tem alguns detalhes que ficam a cargo do interprete, e também nada o impede de acrescentar algo novo que enriqueça mais ainda a música …, mas que isso seja feito sem perder a essência, de modo que fique melhor, e não pior do que o original!

Ainda sobre as “notas corretas”, o que quero dizer é que muitas vezes as notas de aproximação, num determinado trecho do solo, são negligenciadas, não com o intuito de melhorias, e sim, por descuido mesmo! …. Por exemplo, às vezes uma nota em relação a outra tem uma distância de meio tom, e o violeiro acaba interpretando ela com a distância de um tom, e isso fica feio! …. Esses detalhes muitas vezes acabam passando despercebido aos ouvidos menos atentos. Ao meu ver, isso não é inovação, e sim, deformação!…

Ninguém é perfeito, eu também não sou …, e não sou o melhor, mas dou o melhor de mim em tudo que faço!

Reiterando, quero deixar claro que não sou contra a inovação, mas que seja feita com coerência e com o intuito de enriquecer a música, e não o contrário!

 

Comente aqui
 

Ovo de Hermeto Pascoal por Paulo Santana Violeiro

Ovo de Hermeto Pascoal por Paulo Santana Violeiro… Inscreva-se no meu canal do YouTube clicando no link abaixo:

https://www.youtube.com/user/pauloviolable

Comente aqui
  

É DIFÍCIL APRENDER A TOCAR VIOLA?

É DIFÍCIL APRENDER A TOCAR VIOLA?

Depende. Esta é uma questão relativa e subjetiva, e vai depender, também, das respostas dadas as 10 perguntas seguintes:

1. Seu professor é bom?

2. O método é eficiente?

3. Você é dedicado?

4. É persistente?

5. Não tem talento, mas tem força de vontade?

6. Realmente gosta do instrumento?

7. Sua viola tem o mínimo de qualidade e está bem regulada?

8. Se você já toca um pouco, o pouco que sabe aprendeu corretamente, sem vícios?

9. Tem paciência e está disposto a aprender gradativamente, sem pular etapas?

10. Seguirá rigorosamente as orientações do seu mestre, seja ele um professor ou um método?

Se sua resposta foi “Sim” para todas as questões acima, com certeza terá muito mais facilidade em aprender!

Agora, no tocante à parte técnica da viola, existem os prós e contras, bem como em outros instrumentos: há pontos de facilidade na viola, e que em outros instrumentos não há, e vise versa.

Normalmente, as pessoas comparam a viola ao violão, dizendo que este é mais fácil. Será mesmo? E muitas vezes, atribuem essa “facilidade” ao “número de cordas reduzido do violão”. É comum muitos afirmarem: “Vou começar pelo violão porque é mais fácil de aprender que a viola, já que tem menos cordas”.
Vejamos esta comparação:

É muito comum o uso de afinações abertas em viola caipira – em resumo, afinação aberta, é uma afinação que quando todas as cordas são tocadas soltas, ouve-se um acorde maior ou menor.

Sob esse aspecto, uma viola afinada em “MI” soa, com todas as cordas soltas, o acorde “MI”, evidentemente. Portanto, repare que nessa posição é dispensado, obviamente, o uso dos dedos da mão esquerda para a formação do acorde, eliminando assim, por completo, qualquer dificuldade com esta mão.

Já no violão, em sua afinação mais usual (afinação não aberta), para tocarmos esse mesmo acorde será necessário um esforço maior, pois precisaremos dos dedos da mão esquerda para pressionar as cordas.

Percebem como neste caso específico a viola é mais fácil que o violão? Poderíamos citar inúmeros exemplos de pontos em que um instrumento é mais fácil ou mais difícil que o outro.

Conclui-se, então, que, não dá para afirmar que a viola é fácil ou difícil de tocar ou que um instrumento é mais fácil ou mais difícil que o outro. Cada um tem seu grau de dificuldade, sua peculiaridade, tudo é relativo.

Talvez, começar por um instrumento que não seja de seu maior interesse possa ser um difícil começo: você não se dedicará a ele com a mesma paixão dispensada a um que de fato lhe agrade, e isto faz muita diferença! …

1 Comentário


É HOJE! ABERTO AO PÚBLICO! PARA QUEM GOSTA DE VIOLA

É HOJE! ABERTO AO PÚBLICO! PARA QUEM GOSTA DE VIOLA

É hoje nosso Encontro de Violeiros que acontece todas as quartas-feiras a partir das 20h na Escola de Música Paulo Santana! É aberto ao público! Venha participar! Traga sua família! Só musica caipira das “mió” que tem!

Endereço: Rua Mathias de Albuquerque, nº 350, Zona 03, Maringá-PR

Comente aqui


Porta do Mundo – Estudo de Viola – Solo de Introdução e Contra Cantos – por Paulo Santana

Porta do Mundo – Estudo de Viola – Solo de Introdução e Contra Cantos – por Paulo Santana

Afinação: Cebolão em Ré
Ritmo: Cateretê
Versão: Peão Carreiro e Zé Paulo

Faça Aula Online ou Presencial diretamente com o Violeiro Paulo Santana!

Cursos:

– Viola Caipira
– Harmonia e Improvisação

Venha fazer parte da ESCOLA DE MÚSICA PAULO SANTANA em Maringá-PR

Cursos:

– Viola Caipira
– Violão
– Guitarra
– Canto
– Acordeon

E muito mais!

Entre em contato conosco pelos meios abaixo:

(44) 3224-4926 / (44) 9962-3234

[email protected]

http://www.escolademusicapaulosantana.com.br

Clique no link abaixo ou no ícone do canto direito inferior do vídeo e inscreva-se no Canal do YouTube do Violeiro Paulo Santana!

https://www.youtube.com/channel/UCsWEJTtJpsW8EUMCdRhJ_MQ

Comente aqui