tiao carreiro



Pedi a Alex, filha do saudoso Tião Carreiro, que me contasse a história dessa viola

Pedi a Alex, filha do saudoso Tião Carreiro, que me contasse a história dessa viola que ela levou em Uberlandia para expor no evento Mil Violas…

Depois de almoçarmos juntos no hotel em que ficamos hospedados em Uberlândia, no domingo passado, ela nos deu esse presente de podemos apreciar de perto essa relíquia…

Além dessa viola ela levou outra também que o Tião Carreiro usava em estúdio e que tivemos o prazer de passar uma tarde inteira no saguão do hotel tocando nela: eu, o Arnaldo Freitas, Felipe Rezende, Bruno Takashy, Fininho, Léu (Liu e Léu)…

A HISTÓRIA:

“Paulo, meu pai no início da carreira veio inspirado em alguns Violeiros, entre eles Raul Torres e Florencio, e sempre teve vontade de adquirir a viola do Florêncio, e conseguiu através do Moreno da dupla moreno e moreninho.

Juntamente com Jesus Belmiro fez a moda Viola Vermelha para homenagear o Florêncio, que fez um enorme sucesso.

Esta é a história. E no meu casamento ele ganhou do assessor do ministro Cabreira o Violão. Foi entregue no meu casamento.”

Obs.: Copiei e colei aqui esta história exatamente como a Alex me mandou por WhatsApp…

Aqui neste link está ela com o saudoso Tião Carreiro: https://youtu.be/oPa0DcPNB5I

Comente aqui


Homenagem ao Saudoso Tião Carreiro – A Origem do Pagode de Viola

Homenagem ao Saudoso Tião Carreiro – A Origem do Pagode de Viola

Só uma correção…

Conversando com a Alex, filha do Tião Carreiro, logo após enviar este vídeo a ela, ela me contou que a data de criação do Pagode é 1959, e não 1958 como está no vídeo…

O que ocorreu é que quando o meu pai fez essa poesia ele se baseou na publicação de uma revista que contava a história do Pagode de Viola, e nessa publicação consta a data errada…

Eu ia gravar outro vídeo, mas a Alex gostou desse e já logo em seguida publicou na sua página do Facebook, então ficou assim mesmo… rsrs

INSCREVA-SE NO MEU CANAL DO YOUTUBE

Comente aqui