Mês: novembro 2010



Polêmico jogo da final será o sábado

 

A Federação Paranaense de Futebol confirmou na tarde desta terça-feira data e horário para a segunda partida que vai decidir o título da Terceira Divisão do Campeonato Paranaense. Iguaçu Agex e Grêmio Metropolitano Maringá vão se enfrentar no sábado, às 17h30, no Estádio Antiocho Pereira. Como venceu o primeiro confronto, domingo passado, no Estádio Wllie Davids, o time maringaense ficará com o título no caso de empate. O regulamento não é claro, mas o pessoal do site O Esquema é Rápido teve o cuidado de ouvir o diretor técnico da FPF, Amilton Stival, e o dirigente afirmou que a vitória por qualquer resultado servirá para dar a taça ao time de União da vitória que teria a melhor ‘média ponderada’ cconsiderando todas as fases da competição. É claro que isso vai dar confusão se o Iguaçu vencer, por exemplo, por uma a zero. Os maringaenses, naturalmente, vão se mobilizar para provar que na fase final haverá uma igualdade no número de vitórias (1 a 1), saldo de gols (0 a 0), gols a favor (2 a 2) e gols contra (2 a 2) e que os critérios de desempate deverão ser apilcados. Nesse caso o quinto item, que fala sobre cartões vermelhos, é que deveria ser utilizado e o Metropolitano não tem nenhum (nesta fase), contra um do time da fronteira. Se houver empate também nessa questão (caso o Metropolitano tenha um jogador expulso durante a partida de sábado) a decisão será em sorteio. Está no regulamento, o mesmo onde em nenhum parágrafo se lê sobre a tal ‘média ponderada’ que o senhor Stival citou.

Comente aqui


Ivair Cenci busca terceiro troféu

  Explosivo, determinado, detentor de uma fé inabalável e com uma incomum capacidade de liderança, o técnico Ivair Cenci está prestes a conquistar o terceiro título por um clube maringaense. E nas vezes anteriores, a exemplo deste ano, o desafio era o de resgate do futebol profissional da cidade. Em 2001, no comando do mesmo Grêmio Maringá que tabém disputou essa edição da Terceira Divisão, o treinado foi campeão após uma campanha irrepreensível com a vitória sobre a Portuguesa de Londrina, na final, por 3 a 1. Repetiu o feito em 2005 à frente do Galo Maringá. No jogo final, com o Willie Davids, lotado, bateu o Operário de Ponta Grossa e garantiu o time na divisão de elite do Estado. Agora, após conseguir chegar à Divisão de Acesso, Cenci vai em busca de mais um título, mas já tem na cabeça o projeto de ascender o Metropolitano para a Primeira Divisão. “Acho que temos condições de pensar grande em Maringá. Porém precisamos do evolvimento maior das pessoas”, observou. O plano do profissional é trabalhar com a amoiria do atual elenco em Rondônia (na Copa do Brasil) e retornar para montar a equipe da próxima temporada num campeonato que promete muito principalmente pelo fato de que terá o tradicional Clássico do Café

1 Comentário


Cartão vermelho pode ser decisivo

  Segundo o regulamento da Terceira Divisão, no caso de empate na pontuação das equipes na terceira fase, o critério de desempate será, pela ordem, número de vitórias, saldo de gols, maior número de gols marcados, menor número de gols sofridos e menor número de cartões vermelhos, com um sorteiro na FPF no cao de persistência da igualdade. Nesse caso, o Metropolitano Maringá poderá até perder o confronto do próximo domingo para ficar com o título. Acontecendo a derrota com esse placar haverá o empate no número de pontos (3 a 3), número de vitórias (1 a 1) e saldo de gols (0 a 0), gols marcados (2 a 2) e gols sofridos (2 a 2).Como o regulamento não fala em prorrogação e penalidades, a projeção é de que prevalecerá o penúltimo critério que é o de menor número de cartões vermelhos. Nesse caso o time maringaense estará em vantagem, desde que não receba essa punição durante a partida final, já que o adversário tem um cartão recebido pelo volante Bi, na partida no último domingo, considerando apenas as partidas desta fase.

Comente aqui


Empate dá título ao Metropolitano

  Com a vitória sobre o Iguaçu Agex, por 2 a 1, de virada, no último domingo, no Estádio Regional Willie Davids, o Metropolitano Maringá depende apenas de um empate para obter o título de campeão da Terceira Divisão do Campeonato Paranaense de Futebol. O segundo jogo será disputado no próximo domingo em União da Vitória em horário que a Federação Paranaense deve homologar nesta terça-feira. Na partida de domingo, o time que tem comando do técnico Ivair Cenci assustou-se com o gol anotado pelos visitantes no 17º minuto de jogo. O avante Kiki aproveitou-se de vacilo da zaga maringaense e fez 1 a 0. O empate aconteceu dois minutos depois em jogada do artilheiro Souza, pela direita, que resultou em penalidade máxima para os locais. Magrão cobrou e igualou o placar. O adecisão do confronto equilibrado foi para a segunda etapa. Ivair Cenci alterou seu sistema ofensivo a partir dos nove minutos, quando fez entrar o atacante Mengarda no posto de Tiago Henrique. O setor começou a trabalhar com mais velocidade e eficiência na exploração dos contragolpes. Aos 17 minutos Mengarda criou a jogada que resultou no gol da vitória. Ele cruzou rasteiro da direita e Souza não desperdiçou, marcou pela 14ª vez na competição e praticamente garantiu a artilharia do torneio. já que tem sete tentos a mais que o segundo colocado, o iguaçuense Fábio Buda. A missão dos donos da casa ficou menos difícil quando o volante Bi, que já tinha cartão amarelo, acabou por ser expulso pelo árbitro Sandro Schimdt. O Metropolitano jogou com Rudi; Elsinho (Luizinho), Léo, Luiz Henrique e Tiaguinho; Cucau, Sorbará, Magrão e Marcelo Soares (Cabixi); Thiago Henrique (Megarda) e Souza. O time de Foz do Iguaçu, sob comando do técnico Pardal, formou com Alexandre; Leandrinho, Carlão, Giba e Cuia; Bi, Gasolina (Aldair), Baiano e Rafael (João); Kiki (Tiagão) e Fabio Buda.

Comente aqui


Metrô e Iguaçu começam decisão no Willie Davids

  Metropolitano Maringá e Iguaçu Agex de União da Vitória começam neste domingo a decisão do Campeonato Paranaense da Terceira Divisão. O primeiro confronto será às 16h30 no Estádio Regional Willie Davids, em Maringá. Equipe de melhor campanha em todas as fases da competição, o time maringaense terá que fazer o segundo jogo na casa do adversário por ter somando menor número de vitórias na segunda fase da competição. O encontro terá arbitragem de Sandro Schmidt com os assistentes Júlio César de Souza e Márcio José de Carvalho. O técnico Ivair Cenci não tem problemas de contusão ou suspensão e poderá escalar a força máxima. “É fundamental uma vitória em casa, se possível com alguma vantagem no placar, pois vamos enfrentar muitas dificuldades no jogo de volta diante de um adversário que tem muita qualidade”, observou. O meia Magrão, que cumpriu suspensão por três cartões amarelos, volta ao time titular que deve ser formado por Rudi; Elsinho, Léo Valente, Luiz Henrique e Tiaguinho; Kucau, Sorbará, Magrão e Marcelo Rocha; Souza e Thiago Henrique. Os ingressos custam R$ 10 e a diretoria tem a expetativa de bom público. As duas equipes já têm vagas asseguradas na Divisão de Acesso da próxima temporada. A diretoria maringaense afirma não temer a ameaça de perder a vaga para o Junior Team que entrou com recurso na FPF alegando irregularidade na documentação do jogador Souza na partida da primeira fase contra o Colorado

Comente aqui
 

Metropolitano pronto para a decisão

  O Metropolitano Maringá está pronto para a decisão do título da Terceira Divisão do Campeonato Paranaense que começa neste domingo. O primeiro confronto com o Iguaçu Agex, de União da Vitórria, será no Estádio RegionalWillie Davids, às 16h30. O técnico Ivair Cenci não tem problemas para escalar os principais jogadores neste primeiro jogo. Mas pode ter para o segundo, já que atletas importantes estão pendurados com dois cartões amarelos. São os casos de Marcelo Soares, Souza, o artilheiro da competição com 13 gols, Edílson, Kucau, Bruno Vieira, Luís Henrique e Jessé, além do goleiro Rudi. No treino coletivo realizado ontem Ivair Cenci praticamente definiu a formação titular que deve ser praticamente a mesma da partida anterior quando a equipe venceu o Andraus Brasil por 4 a 0 assegurando a vaga na Divisão de Acesso em 2011. A única novidade tende a ser o retorno do meia Magrão que cumpriu suspensão por três cartões amarelos. Isso acontecendo, Edílson deve ficar como opção no banco de suplentes. Devem jogar Rudi; Elsinho, Léo Valente, Luiz Henrique e Tiaguinho; Kucau, Sorbará, Magrão e Marcelo Soares; Souza e Tiago Henrique. Os ingressos custam R$ 10.

Comente aqui


Liga de Futebol de Salão de Maringá

  A Super Liga de Futsal 2010, competição coordenada pela Liga de Futebol de Salão de Maringá tem a seguinte programação para este sábado. No Ginásio de Esportes da Fafijan, em Jandaia do Sul, jogam, a partir de 14h, ONG Mandaguari x Toque de Letra/SDI (sub-17). São Francisco Xavier x Toque de Letra/SDI (sub-15) e Toque de Classe x Fafijan/Jandaia do Sul (sub-9). Em Marialva, no Clube dos Trinta os confrontos serão, a partir de 13h15, os seguintes: Clube dos Trinta x Centro Português (sub-15) e Clube dos Trinta x Escola Estrela/Futsal (sub-13). No domingo os jogos na quadra a Associação Recreativa Copel de Maringá serão realizados a partir de 9h. Vão se enfrentar Arcom/Copel x Country Club/Ciagym A e Toque de Classe A x Country Club/Ciagym B.

Comente aqui


Maringá é especialista em Segundona

  Sem obter um título na divisão principal do Paranaense desde 1977, o futebol profissional de Maringá inicia neste domingo a busca por mais um troféu nas divisões inferiores. O histórico na cidade nesta categoria é dos melhores. Desde que o Estadual foi dividido em etapas de acesso, os maringaenses quase sempre se deram bem. Em 1989 o Maringá Atlético Clube conquistou a competição e ascendeu para a Elite no ano seguinte. Sucumbiu um ano e meio depois, mas fez papel marcante com jogadores que marcaram época da defesa do Tricolor. 1995 foi a vez do Maringá Futebol Clube. O Lobo Feroz, que adotou as cores preta, branca e verde, também ganhou a Segundona sem dificuldades. Ficou na primeira até 1998. Em 2001 foi a vez do Grêmio Maringá, esse mesmo que hoje é propriedade do empresário Aurélio Almeida (à época não era) passar por cima dos concorrentes numa inesquecível campanha invicta. O técnico era o mesmo Ivair Cenci que hoje comanda o Metropolitano. Cenci também foi responsável pelo título com o Galo Maringá, em 2005. Agora o mesmo Ivair Cenci conseguiu tirar a cidade da indigna Terceirona. Só falta o título.

3 Comentários


Finais da Terceirona serão disputadas sub-júdice

 

Entrevistado no programa A Marcha do Esporte desta quarta-feira pelo apresentador Antônio Marcos, na Rádio Cultura AM, o advogado do Junior Team, André Gorla, confirmou que o clube londrinense entrou com recurso no Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná para ficar com a vaga do Metropolitano Maringá na Divisão de Acesso em 2011. Ele atesta que o clube vai tentar provar que houve irregularidade na utilização do atacante Souza na partida em que o time maringaense venceu por 3 a 1. Seu nome não constava na relação de atletas que foi apresentada 48 horas antes do início da partida. Mas isso não vai impedir que as partidas finais do Estadual da Terceira Divisão sejam realizadas. Metropolitano Maringá e Iguaçu de União da Vitória decidem o título da competição com o primeiro confronto neste domingo no Estádio Willie Davids às 16h30. Ocorre que os jogos serão realizados sub-júdice. No caso do TJD acatar a denúncia dos londrinenses o time maringaense, mesmo que conquiste o título da competição, poderá perder a vaga na elite em 2011. É pouco provável que isso aconteça, já que entre os maringaenses existe a certeza de que a situação do jogador era regular e que o erro, se houve, foi do mesário daquele confronto.

Comente aqui