Mês: janeiro 2011



‘Interior bom de bola’ lidera Estadual

  No título há plágio do livro do escritor Padilha Alonso, que trata de um tempo que o Parana tinha vida inteligente na âmbito do futebol além da capital. Tempos que podem estar voltando. A rodada do ultimo final de semana teve uma combinação de resultados que trouxe a liderança no Campeonato Estadual para o interior. Para Cianorte mais precisamente, já que o Leão do Vale teve a ousadia de buscá-la na Vila Capanema quando superou de forma inquestionável o Paraná Clube por 2 a 0. Mas os cianortenses não seriam os líderes se o Arapongas não tivesse a competência de fazer um equilibrado jogo com o Coritiba e obter uma justa igualdade em 1 a 1. O mesmo Araponga que na abertura da competição cometeu o sacrilégio de bater o Atlético em plena Arena da Baixada, por 2 a 1. Os resultados citados dão alento em relação à participação dos interioranos no torneio. É claro que ainda é cedo para projeções. A disputa tem dois turnos e chegamos apena na metade do primeiro. Mas existe indicativos de que as equipes interioranas não serão meras coadjuvantes neste Estadual que está atípico por esse fato e também por, com cinco rodadas realizadas, existir um dos componentes do trio-de-ferro já convivendo com a ameaça de descenso. É isso. O Paraná Clube, com um elenco de qualidade discutível, ganhou um único ponto (como o Cascavel) e não há nenhuma sinalização de reação, já que o cube de Vila Capanema passa por momentos de dificuldades também administrativamente.

Comente aqui


Cinco jogos fecham rodada do Paranaense

 Com o Estádio dos Pássaros finalmente liberado (esteve em obras), o Arapongas recebe neste domingo a visita do Coritiba em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Paranaense, às 17h. O time da capital é o único que ainda não perdeu na competição, desempenho que lhe garante a liderança isolada na classificação. Os araponguenses ocupam a oitava colocação e precisam da vitória para ocupar posição na parte de cima da tabela. Poder jogar em casa foi um alívio para o presidente do clube, Adir Leme. “Agora é contar com a torcida para que esta reinauguração seja em grande estilo contra o Coritiba”, disse. Outra equipe da região que tem partida importante é o Paranavaí. O Vermelhinho recebe a visita do Corinthians-PR com a finalidade de se reabilitar da derrota sofrida na última rodada contra o Cianorte, na casa do adversário. As duas equipes somam os mesmos seis pontos com vantagem de um gol para o time curitibano. Embalado pela vitória sobre o Paraná Clube na quarta-feira, no Estádio Bom Jesus da Lapa, o Roma Apucarana, do técnico Richard Malk, encara a equipe do Atlético Paranaense, às 19h15, na Arena da Baixadas. A meta do tricolor da Cidade Alta é repetir o feito do Arapongas que na abertura da competição trinfou sobre os rubro-negros em seu estádio. O Cascavel, que estreou o técnico Ivair Cenci perdendo para o Coritiba, por 1 a 0, no Estádio Couto Pereira, joga na esperança de conquistar a primeira vitória no torneio. O time, que joga em casa diante do Iraty, tem apenas um ponto ganho e dividia a liderança com o Paraná Clube que abriria a rodada ontem enfrentando o Cianorte na Vila Capanema. Rio Branco e Operário de Ponta Grossa, com seis e quatro pontos ganhos, respectivamente, fecham a rodada em partida que será realizada na cidade de Paranaguá.

3 Comentários


Sem Cenci, Metropolitano pode acertar com Itamar Bernardes

  A confirmação da diretoria do Foz do Iguaçu de que já pré-acertou a contratação de Ivair Cenci Para comandar a equipe da tríplice fronteira nas disputas da Segunda Divisão do Paranaense causou polêmica em Maringá. Ocorre que o técnico tinha ‘apalavrado’ um acerto com o Grêmio Metropolitano Maringá para ser o orientador da equipe na mesma competição. Mais que o responsável pela comissão técnica, Ivair seria uma espécie de gerente de futebol com incumbência de montar a equipe que vai buscar vaga na elite do Estadual para 2012. Ivair declarou na Rádio Cultura AM, em entrevista ao apresentador Antônio Marcos, da Marcha do Esporte, que realmente conversou com o presidente do Foz do Iguaçu e que tem boa proposta para assumir a equipe. Mas ainda não ‘bateu o martelo’ e prefere esperar pela decisão dos dirigentes maringaenses. Sabe-se, ouvindo pessoas ligadas à diretoria do GMM, que o que está impedindo o acerto com Ivair Cenci é o valor do salário pedido pelo profissional. Consta que ele não aceita trabalhar por menos de R$ 12 mil mensais, o que significa uma elevação de aproximadamente 300% em relação ao que ele recebeu para dirigir o time na conquista da Terceira Divisão. Antes dessa decisão, Cenci tem a missão de evitar o rebaixamento do Cascavel na Primeira Divisão. Ele estreou no comando da Cobra na derrota por 1 a 0, na noite de quinta-feira, diante do Coritiba, no Estádio Couto Pereira. Caso se confirme o quadro atual, o Metropolitano tem outros nomes cotados para assumir o time que deve ser formado a partir do próximo mês. Itamar Bernardes está entre os favoritos.

2 Comentários


Metropolitano não terá Ivair Cenci na Segundona

 

Na entrevista que concedeu com exclusividade ao apresentador Antônio Marcos, no programa A Marcha do Esporte, desta quinta-feira, na Rádio Cultura AM, o técnico Ivair Cenci disse coisas preocupantes em relação ao futebol profissional de Maringá. Cenci afirmou que não teve respaldo quanto ao projeto que apresentou para o Grêmio Metropolitano disputar a Segunda Divisão do Paranaense que tem início previsto para o próximo mês de maio. O treinador acertou com o Cascavel para as disputas da Divisão de Elite deste ano e já tem um contrato verbal com o Foz do Iguaçu para a Segundona. “Há muita lentidão e não se define nada em Maringá. Dessa forma vai ser difícil a cidade reconquistar a vaga na Primeira Divisão”, observou.

Comente aqui


Leão do Vale e ACP, em Cianorte, vale a liderança

 Cianorte e Paranavaí se enfrentam nesta quarta-feira com chances de passar para o dia seguinte na liderança isolada do Campeonato Paranaense. Os times, que jogam às 20h30 no Estádio Albino Turbay, em Cianorte, somam seis pontos na classificação, dois menos que o líder Coritiba, que amanhã vai enfrentar o Cascavel em Curitiba. Também com seis pontos ganhos, o Arapongas atuará como vistante diante do Iraty, às 20h30, na expectativa de obter outra vitória fora de casa, já que superou o Atlético na Arena da Baixada e venceu o Operário em Ponta Grossa. Já os atleticanos, que completam o grupo de time que dividem a vice-liderança com seis pontos, encara os abalados pontagrossenses, às 21h50, no Estádio Germano Krugger. Em Apucarana, no Estádio Bom Jesus da Lapa, o Roma tem a chance de se reabilitar na competição no confronto que fará com o Paraná Clube, último colocado no torneio com apenas um ponto ganho. A equipe do técnico Richard Malka, que venceu o Rio Branco na estréia e empatou fora de casa com o Iraty, foi derrotada pelo Paranavaí na rodada anterior por 3 a 1. O Paraná Clube, que contratou o ex-cruzeirense Kerlon Foquinha, mas não vai estreá-lo ainda, precisa do triunfo para amenizar a crise que se instalou no clube. No outro confronto desta quarta-feiraa, Corinthians Paranaense e Rio Branco se enfrentam, às 16h30, no Estádio Janguito Malucelli. No jogo de amanhã, contra o Coritiba, a equipe do Cascavel vai estrear o técnico Ivair Cenci.

PARANAENSE

CLASSIFICAÇÃO

                                      P    J    V    SG

1 – Coritiba                 7    3    2    3

2 – Paranavaí             6    3    2    1

3 – Atlético                  6    3    2    1

4 – Arapongas             6   3    2     1

5 – Cianorte                 6    3   2     1

6 – Roma                      4    3    1    0

7 – Rio Branco             4   3    1    0

8 – Iraty                         4     3   1    0

9 – Corinthians-PR   3     3   1    0

10 – Operário              3      3   1     -1

11 – Cascavel               1      3    0     -2

12 – Paraná                 1      3     0     -4

P = pontos J = jogos V = vitórias SG = saldo de gols

JOGOS DE HOJE – 26/1

16h30 – Corinthians-PR x Rio Branco

16h30 – Iraty x Arapongas

19h30 – Roma x Paraná

20h30 – Cianorte x Paranavaí

21h50 Operário x Atlético

Amanhã 27/1

Coritiba x Cascavel

Comente aqui


Amadorzão 2011 da LDM terá 12 equipes

  O Campeonato Amador Regional da Liga Desportiva de Maringá, que tem inicio confirmado para o próximo dia 13 de fevereiro, terá a participação de 12 equipes e promete ser dos mais equilibrados. Equipes tradicionais como Mandaguaçu Atlético Clube, Iguaraçu e Itambé estão de volta à competição que apresenta como novidades mais dois clubes maringaenses. O município sede que perde a equipe da Ferroviária contará com os estreantes Lajes Paraná e Pert de Kaza. Os grupos estão assim constituídos: A – São Jorge FC, CAP Munhoz de Mello, Iguaraçu FC, Juventude EC, AC Iguatemi/William Porfírio e CE Mandacaru; no B estão Pert Kaza/Maringá, Itambé, CE Santa Fé, Mandaguaçu AC, Sarandi/Aguiar e Lajes Paraná. Na atual temporada as equipes poderão contar com jogadores de qualquer região. A fórmula de disputa sofreu alteração em relação ao ano anterior. A competição terá quatro fases. Na primeira serão formados dois grupos e haverá enfrentamento entre eles em turno e returno, classificando-se quatro equipes de cada grupo. A segunda fase será eliminatória em confrontos de ida e volta opondo 1º do A x 4º do B; 2º do A x 3º do A, 1º do B x 4º do B e 2º do B x 3º do B. Os vencedores farão as semifinais em jogos de ida e volta no sistema cruzamento olímpico para a definição dos finalistas que decidirão o titulo em duas partidas.

11 Comentários


Rodada boa para os ‘pés-vermelhos’ no Estadual

  Com a realização da terceira rodada do Paranaense, as equipes que representam a região norte/noroeste se posicionam na parte de cima da tabela de classificação. Uma promissora condição levando-se em conta que neste Estadual a preocupação prioritária dos clube ‘mortais’ é manter-se na elite, considerando que o campeonato no ano atual tem um formato coerente. Paranavaí, Arapongas e Cianorte, com duas vitórias, sub-lideram o torneiro com apenas um ponto menos que o favoritíssimo Coritiba. O Roma, sexto colocado com dois pontos menos, também se sente confortável pois essa pontuação decorre de uma série de jogos com dois confrontos em campos adversários. Para o time da Cidade Alta é imprescindível, então, triunfar no jogo desta quarta-feira com apoio da sua torcida diante do decante Paraná Clube. Ao Arapongas, que se mostrou um visitante ousado (bateu o Cascavel no Estádio Olímpico depois de ter feito o mesmo com o Atlético, na Baixada), superar o Iraty no Emílio Gomes não deve se tarefa impossível, num dos demais jogos da quarta rodada. Cianorte e ACP farão o clássico regional em Cianorte e qualquer resultado não deve alterar em muito a condição dos regionais em relação aos sulistas/oestinos já que estes terão confrontos entre eles (Corinthians x Rio Branco, Operário x Atlético e Coritiba x Cascavel). Fica a torcida para que a boa maré siga com os ‘pés-vermelhos’.

Comente aqui


Copa em Maringá é chance de resgate do WD

 Maringá está no páreo para integrar a relação de cidades interioranas que vão acomodar seleções da Copa do Mundo que o Brasil vai sediar em 2014. A comitiva estadual de vistoria que elabora o caderno de encargos que será enviado à Fifa esteve na cidade nesta sexta-feira com a finalidade de conhecer a estrutura hoteleira, de transportes e, principalmente, o Estádio Willie Davids onde um selecionado estrangeiro fará seus treinos no caso do município ser escolhido. É mais que motivo para, finalmente, o poder público investir na consolidação da reforma na tradicional praça esportiva. O fato do WD ter se equipado com instalações para a prática do atletismo e ter trocado o gramado foi apenas parte das providências que o estádio exige. Para assumir de vez a condição de cartão postal da cidade e ser um centro esportivo confortável, atrativo e seguro, é preciso obras de considerável custo. Com o futebol em baixa nos últimos anos não se justificava o investimento, convenhamos. Mas o mote da Copa abre boas perspectivas. Torçamos, portanto, para a Fifa optar por Maringá.

9 Comentários


Futebol em Maringá ainda é uma incógnita

 

A sobrevivência do futebol profissional de Maringá é uma incógnita. Nem o bom desempenho do Grêmio Metropolitano, que se qualificou com relativa facilidade para a Divisão de Acesso deste ano, promete a redenção há tanto esperada. A iniciativa na Terceira Divisão teve êxito, e bem verdade, mas por um custo que recaiu sobre poucos. O empenho dos diretores que aprovaram o projeto do vereador Zebrão deixou todos exauridos, sem fôlego e temerosos de continuarem se envolvendo com o desafio. Será preciso, então, que outros se juntem a esses abnegados para que o GMM se torne uma realidade. Não é segredo que uma participação com resultado diferente de acesso para a Elite em 2012 fará desmoronar o projeto. Com a consciência de que uma das vagas para a primeira Divisão será do Londrina (a parceria com o Iraty está consolidada), a ‘pegada’ dos maringaenses tem que ser no sentido de montar uma equipe com chances reais de qualificação, missão que vai exigir um investimento não menor que R$ 100 mil a cada mês já a partir do próximo maio. Existem indicativos interessantes e promissores. O técnico Ivair Cenci, especialista nesse tipo de desafio, tem pronto e apresentado um plano que pode devolver ao futebol de Maringá à condição de integrante da Primeirona. A torcida, embora tenha se manifestado com timidez na Terceira Divisão, é uma força com a qual historicamente sempre se pode contar. A cidade se torna cada vez mais atraente no que concerne à seduzir patrocinadores expressivos. É preciso, então, coragem e determinação. O Grêmio Metropolitano, ao contrário de propostas anteriores, demonstrou ser uma sigla viável. Vai precisar da união de todos em torno dela, sem vaidade e com muito ‘maringaísmo’. É o único caminho.

Comente aqui


Atlético e Cianorte vencem; Roma empata

  Após a estreia com derrota em casa, diante do Arapongas, o Atlético se recuperou no Campeonato Estadual ao superar a equipe do Corinthians Paranaense, na tarde de ontem, por 2 a 1, no Estádio Janguito Malucelli, em Curitiba. Os gols dos Furacão foram anotados por Henan e Madson, ambos na segunda etapa. O time rubro-negro perdia a partida por 1 a 0, já que na primeira etapa, aos 35 minutos, Adriano Gabiru tinha marcado para os donos da casa.  Em Iraty, no Estádio Emílio Gomes, o Roma Apucarana desperdiçou a chance de contabilizar a segunda vitória consecutiva na competição. O time comandado pelo técnico Richard Malka, que estreou em casa derrotando o Rio Branco, por 3 a 1, vencia o o confronto por 2 a 0, mas permitiu o empate. Warley e Paulo Sérgio fizeram os gols dos apucaranenses; Willian e Bruno igualaram para os locais. No Estádio Waldomiro Wagner, em Paranavaí, jogando diante do motivado Arapongas (venceu o Atlético na rodada inaugural em Curitiba), o Cianorte obteve o seu primeiro triunfo na temporada. O time do técnico Bagé, que amargara derrota em casa contra o Iraty (0 a 1), venceu por 2 a 1. No primeiro tempo, aos 18 minutos, Thiago Santo abriu o placar em favor dos cianortenses; aos 38 minutos Wellington empatou, em cobrança de pênalti. A partida, que foi disputada em Paranavaí em decorrência da não liberação do Estádio dos Pássaros, foi definida com o gol de Alexandre para o Leão do Vale. A segunda rodada, que teria à noite os jogos Cascavel x Operário e Rio Branco x Paraná Clube, será encerrada na noite desta quinta-feira com o confronto entre Coritiba e Paranavaí, às 19h30, no Estádio Couto Pereira.

Comente aqui