Mês: abril 2013



Paranaense – ao Tubarão o consolo do título do interior

A rodada final da primeira fase do Campeonato Paranaense foi de desilusão para o Londrina. Dono da melhor campanha na classificação geral da competição, o Tubarão precisava de, no mínimo, um empate diante do Coritiba, no Couto Pereira, mas acabou sendo derrotado, de virada, por 2 a 1. Com isso, o título do returno ficou com o Atlético, mesmo com a derrotada por 4 a 1 para o Operário, em Ponta Grossa.

Com esses resultados, o Estadual de 2013 será definido entre Coritiba e Atlético. O Alviverde, campeão do primeiro turno, tem a vantagem de fazer o segundo confronto em seu estádio.

Na tarde de ontem a Federação Paranaense homologou o primeiro confronto que será neste domingo, às 15h30, no Estádio Érton Coelho Queiroz, a Vila Olímpica, que pertence ao Paraná Clube.

Também homologada pela FPF foi a primeira partida entre Operário de Ponta Grossa e Londrina. As duas equipes vão disputar o título do interior. O primeiro choque será no Estádio Germano Krugger, nos Campos Gerais. O jogo decisivo será no domingo seguinte em Londrina. E aqui mais um ‘pérola’ da Federação na invenção de regulamentos. A entidade máter do futebol no Estado porá o LEC, com 48 pontos ganhos ao longo da competição, para decidir um título que já é dele, visto que o oponente fez nada menos que 15 pontos abaixo.

Apesar da frustração de ficarem fora da disputa do título, os londrinenses comemoram o fato de terem conquistados vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, em 2014.

 

Frustração maior vive a torcida do Paranavaí. O tradicional Vermelhinho do Fim da Linha amargou a queda para a Divsão de Acesso do Estadual em 2014 com a segunda pior campanha entre todos os participantes.

Ao perder, em casa, para o Paraná Clube, por 0 a 3, o ACP se juntou ao Nacional de Rolândia e deixa a elite do futebol paranaense após 11 anos.

O Cianorte, que disputou a rodada final sob ameça de degola, conseguiu se manter com empate em 2 a 2, no Estádio Albino Turbay, diante do Nacional de Rolândia.

 

 

Comente aqui


Metropolitano já tem time pronto para Divisão de Acesso

 

Claudemir Sturion tem pronto o grupo de jogadores com os quais vai encarar a missão de ascender o Metropolitano Maringá à Divisão de Elite do Campeonato Paranaense. O técnico e a diretoria só não divulgam os nomes pois a maioria dos atletas que faz parte do elenco ainda estará defendedo clubes da Primeira Divisão do Estadual que terá a rodada final da primeira fase neste domingo. Não há, porém, mistérios maiores. Boa parde, cerca de seis jogadores, são jogadores ligados ao Toledo, equipe que termina a competição sem a ameaça de descenso e com chances de se qualificar para a decisão do título do Torneio do Interior. Também há jogadores que integram o Rio Branco de Paranaguá. E são todos conhecidos do treinador. “Com alguns deles já trabalhei e outros sempre tive vontade de ter sob meu comando. Posso garantir que não vamos entrar na competição apenas para participar. O objetivo é subir”, afirmou.

E Divisão de Acesso é uma competição que Sturion tem experiência. Ele foi responsável por subir equipes como Operário, de Ponta Grossa, Nacional de Rolândia e Roma de Apucarana, time com o qual conquistou o título da Copa Paraná em 2006. Em 2010 dirigiu o Arapongas que também conquistou o acesso.

 

Claudemir Sturion estava no Camboriú disputando o Campeonato Catarinense. Findo o seu compromisso, ele pretende iniciar a preparação do Metropolitano Maringá no próximo dia 30.

 

O profissional elogiou as condições de trabalho que encontrou em Maringá. “Tem uma estrutura de clube grande e isso nos dá a tranquilidade de trabalhar. Temos que evitar erros na formação da equipe para atingir nossos objetivos”, observou.

 

Paulo César Regini, diretor de futebol da equipe maringaense, atesta que já existem 17 jogadores contratados, faltando apenas a assinatura dos vínculos. Entre o meia Gilvan e o atacante Thiago Henrique, que defendeu o Nacional de Rolândia no Paranaense e jogou pelo Metropolitano na temporada passada.

 

Comente aqui


Paranaenses bem na Copa do Brasil

Fizeram bonito os paranaenses em jogos de volta da Copa do Brasil. O feito do Cianorte foi o mais expressivo. Após vencer o Barueri em casa, por 2 a 1, foi a São Paulo e tascou 3 a 0 no time da região metropolitana. O Arapongas sofreu um pouco mais, mas também passou para a segunda fase. Perdeu de 1 a 0 para o São Caetano, levou a decisão para os tiros livres na marca do pênalti e triunfou por 3 a 1. Missão menos difícil foi a do Atlético que bateu o Pelotas, em Curitiba, por 2 a 0 depois de ter vencido o mesmo time no Rio Grande. O Coritiba jogaria nesta quinta-feira contra o Souza, na Paraíba, porém um liminar cancelou o confronto. O Coxa vai jogar não se sabe quando e nem se sabe contra quem. O Paraná Clube recebe o São Bernardo no próximo dia 25, na capital, para decidir o confronto que teve empate em 1 gol no ABC Paulista.

Comente aqui


Pela quarta vez Maringá disputa Liga Nacional de Futsal

O Oppnus Maringá estreia na Liga Nacional de Futsal nesta segunda-feira, às 20h15, no Ginásio de Esportes Chico Neto diante do paulista São Bernardo. Será a quarta participação da Cidade Canção na principal competição da molaridade no País. Nas edições de 2003 e 2004 a Cidade Canção teve o Poker/Amafusa na disputa do campeonato. No sábado seguinte, no mesmo local, às 20h os maringaenses vão enfrentar os gaúchos do Assoeva/Venâncio Aires. Os três compromissos sequentes serão em quadras adversárias contra Carlos Barbosa-RS (24/4), São Caetano-SP (27/4) e Corinthians-SP (29/4). Nesse período, a equipe não terá compromissos pelo Campeonato Estadual, já que antecipou partidas da competição regional. Os demais jogos pela Liga são: Oppnus Maringá x Cascavel (4/5), Oppnus Maringá x Florianópolis (6/5), Minas x Oppnus ( (11/5), Orlândia x Oppnus ((13/5), Oppnus x Guarapuava (15/5), Oppnus x São Paulo/Suzano ((18/5), Oppnus x São José (20/5), Umuarama x Oppnus (25/5), Marechal Rondon x Oppnus (27/5), Oppnus x Jaragauá (8/6), Oppnus x Joinville (10/6), Erechim x Oppnus (22/6) e Concórdia x Oppnus (24/6).

Além do Oppnus Maringá, o Paraná tem como representantes as equipes do Umuarama, Cascavel, Guarapuava, e Marechal Rondon. O número só é menor que o Estado de São Paulo que seis agremiações —-Corinthians, Orlândia, São Bernardo, São Caetano, São José e Suzano/São Paulo (SP) — na disputa. Santa Catarina conta com Jaraguá, Joinville, Florianópolis e Concórdia; pelo Rio Grande do Sul disputam Carlos Barbosa, Assoeva/Venâncio Aires, (SC) e Atlântico de Erechim.

As 19 equipes que participam da primeira fase vão se enfrentar em turno único com a finalidade qualificar para as oitavas de final as 16 melhores classificadas. Na etapa seguinte os times serão divididos em quatro chaves para confrontos em ida e volta nas respectivas chaves. Os dois melhores de cada grupo farão as quartas de final que serão disputadas no sistema de ‘playoffs’, mesmo sistema a ser adotado nas semifinais e finais.

Comente aqui


Paranaense – três regiões na batalha para evitar o descenso

 

Uma acirrada batalha inter regional vai acontecer nas rodadas restantes do Campeonato Paranaense na batalha para evitar o rebaixamento para a Divisão de Acesso em 2014. Há cinco equipes se debatendo para evitar a degola, condição que o Nacional de Rolândia já não pode evitar. Três delas estão no no norte do Estado. O Paranavaí, penúltimo colocado, com 18 pontos, o Arapongas, em 9º lugar, com 20, e o Cianorte, que tem a mesma pontuação mas ocupa a oitava colocação por ter número maior de vitórias. Antepenúltimo colocado, com os mesmos 18 pontos do Paranavaí, está o Rio Branco, representante do litora paranaense. A outra equipe sob ameaça é o Toledo, que representa o oeste.

 

Resultados da 8ª rodada

 

Sábado – 6/4

 

Atlético 2 x 1 Arapongas

 

Paraná 1 x 0 J. Malucelli

 

Rio Branco 2 x 3 Cianorte

 

Toledo 0 x 2 Coritiba

 

Paranavaí 2 x 0 Nacional

 

Londrina 0 x 1 Operário

 

CLASSIFICAÇÃO – SEGUNDO TURNO

 

P J V SG

 

1° Atlético 20 8 6 7

 

2° Londrina 19 8 6 7

 

3° J. Malucelli 15 8 5 3

 

4° Operário 15 8 4 8

 

5° Coritiba 15 8 4 7

 

6° Paraná 12 8 3 0

 

7° Cianorte 9 8 3 -3

 

8° Toledo 9 8 2 -2

 

9° Rio Branco 8 8 2 -1

 

10° Arapongas 6 8 2 -6

 

11° Paranavaí 5 8 1 -9

 

12° Nacional 1 8 0 -11

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL

 

1º Londrina 42 19 13 24

 

2º Coritiba 42 19 12 26

 

3º Atlético 34 19 9 9

 

4º J.Malucelli 32 19 10 4

 

5º Paraná Clube 32 19 8 7

 

6º Operário 27 19 6 5

 

7º Toledo 21 19 4 -1

 

8º Cianorte 20 19 6 -8

 

9º Arapongas 20 19 4 -3

 

10º Rio Branco 18 19 4 -15

 

11º Paranavaí 18 19 4 -15

 

12º Nacional 2 19 0 -33

 

Sábado – 13/4

 

18h30 Coritiba x Rio Branco

 

Domingo – 14/4

 

15h30 J. Malucelli x Atlético

 

16h Paranavaí x Londrina

 

16h Cianorte x Toledo

 

16h Arapongas x Paraná

 

16h Operário x Nacional

 

——————————-

 

7º Toledo 21 19 4 -1

8º Cianorte 20 19 6 -8

9º Arapongas 20 19 4 -3

10º Rio Branco 18 19 4 -15

11º Paranavaí 18 19 4 -15

12º Nacional 2 19 0 -33

Comente aqui


Oppnus Maringá vence Marechal Rondon com atuação convincente

O triunfo do Oppnus Maringá sobre o Marechal Rondon na noite da última quarta-feira foi uma inequívoca demonstração de que o time maringaense não está na competição apenas participando dela. Está, sim, com objetivos audaciosos, na briga pelo título. O fato de ter contabilizado dois êxitos fora de casa contra rivais qualificados, Quedas do Iguaçu e Guarapuava, era promissor, mas o teste ‘very hot’ foi encarar o atual vice-campeão do Estado, com jogadores de seleção brasileira, e vencer da forma convincente como venceu. Com atuações destacadas de Danilo e Edu, mas explicitando uma força real do conjunto, os comandados de Adolpho Cardoso Amorim envolveram o adversário no decorrer de toda a partida. Mereceram ganhar. Fica, agora, a expectativa para o cumprimento do objetivo de contabilizar três pontos em cada uma das duas partidas que serão realizadas em casa, neste sábado, diante do Foz Futsal, e na terça, contra o Francisco Beltrão. Com duas novas vitória estaremos autorizados a considerar a equipe da Cidade Canção como candidata ao inédito título da principal competição na modalidade no Estado.

A vitória sobre o Marechal foi obtida com gols de Vitor e Mauricinho, aos 7 e 14 minutos do primeiro tempo, respectivamente, e de Roberto, aos 18 do segundo. Com isso os maringaenses assumiram a liderança na classificação da competição, tendo os mesmos 12 pontos que o Cascavel, mas superando o time do oeste no saldo de gols (12 a 11) e ‘goal average” (4.0 a 3.2). Cascavel tem um jogo a menos.

Foi o quarto resultado seguido com vitória dos maringaenses que antes tinham passado por Cascavelense (6 a 1), Quedas do Iguaçu (1 a 3) e Guarapuava (1 a 4).

 

 

 

PARANAENSE DE FUTSAL

Série Ouro

Quinta-feira – 4/4

Oppnus Maringá 3 x 0 Marechal Rondon

 

CLASSIFICAÇÃO P J V SG

1 Oppnus/Maringá 12 5 4 12

2 Cascavel 12 4 4 11

3 Umuarama 11 6 3 10

4 Marechal Rondon 9 5 3 1

5 Ponta Grossa 7 3 2 6

6 Pato Branco 7 4 2 2

7 Foz Futsal 6 3 2 1

8 Campo Mourão 6 5 1 0

9 Guarapuava 5 5 1 -2

10 Quedas do Iguaçu 4 4 1 -5

11 Cascavelense 4 4 1 -7

12 Francisco Beltrão 3 3 1 -5

13 Ivaí 1 4 0 -6

14 Paranavaí 0 4 0 -9

15 Foz Cataratas 0 3 0 -9

Hoje – 6/4

20h Campo Mourão x Quedas do Iguaçu

20h30 Oppnus Maringá x Foz Futsal

20h30 Umuarama x Marechal Rondon

20h30 Ivaí x Guarapuava

20h30 Pato Branco x Francisco Beltrão

20h30 Foz Cataratas x Cascavelense

 

 

Comente aqui


Embalado, Oppnus encara Marechal no Chico Neto nesta quinta

Após três vitórias consecutivas no Paranaense de Futsal da Série Ouro, as duas últimas fora de casa, o Oppnus Maringá vive expectativa para o confronto desta quinta-feira, no Chico Neto, diante do Marechal Rondon, às 20h30. O time enfrentará o atual vice campeão do Estado nesta quinta-feira, e fará os dois jogos seguintes, no sábado e na terça-feira, também diante da torcida, contra Foz Futsal e Francisco Beltrão, respectivamente. Desses compromissos, o mais promissor é o primeiro, já que o Marechal Rondon faz campanha idêntica aos maringaenses, com três vitórias e uma derrota, somando, em consequência, os mesmos nove pontos ganhos, mas perdendo na classificação (está em terceiro) pelo critério de desempate do ‘goal-average’ (3.25 a 1.44).

No último sábado, os comandados do técnico Adolpho Cardoso Amorim, que já tinham vencido o Guarapuava por 4 a 1 na quarta-feira, em jogo antecipado da sexta rodada, voltaram a triunfar na casa do rival, em Quedas do Iguaçu, por 3 a 1.

Dois dos gols foram marcados ainda na primeira etapa pelos alas Bruno e Vítor. Ainda na etapa inicial, os donos da casa diminuíram com gol anotado por Gale.

O segundo tempo foi marcado pela eficiência do time maringaense na marcação e exploração de contragolpes. Num deles, Edu voltou a marcar quando os anfitriões se valiam do expediente goleiro-linha. O placar de 3 a 1 foi mantido, mesmo com a pressão realizada pelos quedenses.

Foi a terceira vitória consecutiva contabilizada pelos maringaense, já que antes tinham passado pelo Cascavelense, em casa, por 6 a 1. A sequênjcia de êxitos do time, que amargou o único insucesso na temporada ao perder na estréia para o Keima, em Ponta Grossa, por 1 a 0, põe o clube da Cidade Canção na luta pela liderança na classificação da primeira fase da competição. O Oppnus é vice-líder, com nove pontos ganhos, campanha só inferior ao Cascavel que venceu os seu quatro compromissos.

 

 

Comente aqui