Mês: agosto 2013



Com elenco de Primeira, Metropolitano sobrou na Segunda

Muito se discute sobre a permanência de quantos jogadores do elenco do Metropolitano Maringá para a temporada de 2014 quando o time estará na disputa da Divisão de Elite do Campeonato Paranaense. Não raro se ouve dizer que grupo de Segunda Divisão não deve se aventurar em missão mais aguda como a de enfrentar os coritibas, atléticos, paranás e londrinas da vida. Não é bem assim em relação ao time maringaense. Na verdade a facilidade com a qual os comandados do técnico Claudemir Sturion passaram para o acesso e estão com o título praticamente na mão, indica que a equipe disputou a Segunda Divisão com um elenco de Primeira Divisão. E isso não é suposição, é coisa constatada. No caso dos onze titulares veremos que todos estiveram em clubes da Série A do ano passado, a começar pelo goleiro Ney que foi o camisa 1 do Toledo e fez bonito no Paranaense deste ano ficando como um dos destaques na posição ajudando o time do oeste a se manter na Série A. Outros estiveram com Operário de Ponta Grossa e Rio Branco de Paranaguá, além daqueles que vieram de outros Estados onde também defendiam equipes da elite. Logo, não é absurdo afirmar que todos os que estão no grupo da histórica conquista, que foi devolver à Maringá a condição de integrante da divisão de honra do Estadual, podem sim continuar no grupo. Reforços, é claro, são imprescindíveis visto que a meta do Metrô é obter uma das vagas na Série D do Brasileiro, mas muita gente deve ser aproveitada. E a diretoria, que tem essa consciência, já começou acertando ao renovar o vínculo com o técnico Claudemir Sturion.

 

 

Confira o elenco do Metropolitano

GOLEIROS

 

Ney (Toledo)

Ednaldo (Nacional e Mixto)

Wllington (Bangu)

 

ZAGUEIROS

 

Marcelo Xavier (Juventus/SP)

Diego (Rio Branco)

Gustavo (São José/RS)

Anderson Ivo (Mesquita/RJ)

 

LATERAIS

 

Baiano (Nacional e Camboriú)

Fernando (St. Gallen/ Suíça)

Guaru (Nacional e Camboriú)

Reginaldo (Vitória)

MEIO CAMPISTAS

 

Zé Leandro (Operário)

Duda (Rio Branco)

Kayo Dias (Coritiba)

Gilvan (Metro)

Léo Maringá (Juventude/RS e Santa Cruz/RS)

Márcio (Paranavaí)

Edson Grilo (Operário)

Renan Tavares (Rio Branco)

Safira (Arapongas)

 

 

ATACANTES

 

Clênio (Nacional e América TO/MG)

Tiago Henrique (Nacional)

Rômulo (Juventude/RS e Esportivo/RS)

Cristiano (Misto)

Dinho (Operário)

Comente aqui


Oppnus empata com Carlos Barbosa no Chco Neto

Oppnus Maringá e Carlos Barbosa empataram em 3 a 3 na noite desta sexta-feira em jogo realizado no Ginásio de Esportes Chico Neto, fechando o turno da segunda fase da Liga Nacional de Futsal. Com o resultado, o time maringaense deixou de assumir isoladamente a liderança do Grupo B, que continua com o Corinthians, que soma seis pontos. Os maringaenses são vice-líderes, com cinco.

O lance lamentável da noite ficou por conta de um torcedor que atirou um chinelo num dos integrantes da comissão técnica da equipe visitante e com isso criou uma situação delicada para o clube que deve sofrer sanções pecuniárias além de provavelmente perder mando de jogo no returno

Em quadra, o time maringaense foi melhor. Teve mais posse de bola, criou número maior de jogadas ofensivas, mas exagerou no desperdício de chances para marcar os gols.

Como castigo viu os visitantes abrir o placar ao 11 minutos de jogo. Jessé deu passe para Daniel fazer 1 a 0.

A igualdade veio ainda na primeira etapa em jogada de Bruno e Tiago Bolinha. O primeiro tocou no pivô e recebeu de volta para acertar potente chute: 1 a 1

Na segunda etapa, aos 4 minutos, Bruno voltou a marcar em cobrança de falta que resvalou em Venâncio para enganar o goleiro virando o placar para 2 a 1.

Os maringaenses seguiam jogando melhor, tanto que a equipe visitante cometeu a quinta falta com 10 minutos de jogo. Mas não neutralizaram o efeito do goleiro-linha, expediente que os visitantes usaram aos 15 minutos de jogo e chegaram ao gol de empate com Luizinho. Dois minutos depois Flávio voltou a marcar colocando os gaúchos na frente: 3 a 2.

Também valendo-se do goleiro-linha, com Tiago Bolinha na função, os maringaenses chegaram ao 3 a 3 final. Roberto tocou para Bolinha que achou o canto baixo esquerdo do goleiro Renan decretando o placar final

 

Comente aqui


Sobre a polêmica do ponto que falta para o acesso do Metrô

 

 

Não há consenso na tese de que um ponto põe o Metropolitano Maringá na Primeira Divisão do Estadual em 2014. É preciso esclarecer que esse ponto decisivo precisa ser conquistado em partida específica, contra o Colorado, para dar ao time maringaense a condição de classificado. No caso de empate entre as equipes, que vão jogar neste domingo, em Colorado, os dois times chegarão à penúltima rodada com 17 e 13 pontos. O Prudentópolis, outro concorrente nesse trio que briga pelas duas vagas, tem confronto direto com o Colorado exatamente nesse penúltimo jogo, e qualquer um que perder não mais poderá alcançar os maringaense, mesmo que permaneçam com os 17 pontos. Empate entre Prudentópolis e Colorado, pode findar a fase com os três times somando 17 pontos. Entraria então a leitura do que diz o regulamento no caso de igualdade na pontuação. E está lá no Artigo III, Capítulo 11: “Ocorrendo igualdade de pontos ganhos entre dois ou mais clubes, em um a mesma fase da competição, aplicam-se, sucessivamente e pela ordem, os seguintes critérios de desempate: I – maior número de vitórias; II – maior saldo de gols; III – maior número de gols a favor; IV – confronto direto; V – menor número de cartões vermelho; VI – VII – sorteiro. Parágrafo único – aplicam-se os critérios de desempate do art. 11 considerando-se a primeira e a segunda fases.”

 

Juntando as fases, o número de vitórias do time maringaense é superior aos das duas equipes: 12 a 7 em relação ao Prudentópolis e 12 a 8 sobre o Colorado.

 

No caso do Metropolitano deixar para conquistar esse polêmico ponto contra o Colorado, e obtê-lo no confronto da quarta-feira seguinte, diante do PSTC, em Cornélio Procópio, ainda assim as chances dos maringaenses são grandes. Com esse quadro, Prudentópolis e Colorado podem empatar na partida da penúltima rodada, estabelecendo a probabilidade matemática do Colorado atingir 19 pontos e o Prudentópolis se igualar aos 17 pontos dos maringaenses. Já vimos os critérios de desempate.

 

A combinação que pode deixar os maringaenses fora, remota, é vitória do Colorado sobre o time maringaense, derrota para o Prudentópolis e vitória no jogo final contra o PSTC. O Prudentópolis teria que vencer todos os jogos que lhe restam, Nesse caso o Prudentópolis ficaria com 19 pontos, o Colorado com 18 e o Metropolitano com os tais 17 pontos continuaria na Segundona.

 

PARANAENSE – DIVISÃO DE ACESSO

Quarta-feira – 31/7

Colorado 2 x 0 Cincão

PSTC 0 x 1 Junior Team

Quinta-feira – 1º/8

CLASSIFICAÇÃO          P       J       V      SG

1 Metropolitano Maringá                 16       7      5       4

2 Colorado                                             12       7        4      4

3 Prudentópolis                                  10       7         3        1

4 Junior Team                                      8          7        2       -3

5 PSTC                                                    7           7         2     -2

6 Cincão 6 7 1 -5

Domingo – 4/8

3ª rodada

15h30 Colorado x Metropolitano-SC

15h30 Junior Team x Prudentópolis

15h30 Cincão x PSTC

4ª rodada

Quarta-feira – 7/8

PSTC x Metropolitano

Prudentópolis x Colorado

Junior Team x Cincão

5ª rodada

Domingo – 11/8

Metropolitano x Junior Team

Colorado x PSTC

Cincão x Prudentópolis

 

 

Metropolitano vence Prudentópolis e põe os pés na Primeira Divisão

Categorias: Sem categoria

Com gols de Cristiano e Márcio, um em cada tempo, o Metropolitano Maringá venceu a equipe do Prudentópolis, na noite desta quinta-feira, no Estádio Willie Davids, por 2 a 1, e ficou a um ponto de conquistar o acesso para a elite do Campeonato Paranaense. O time dominou amplamente a partida na primeira etapa. Já nos movimentos iniciais criou três contundentes jogadas ofensivas e aos 4 minutos abriu o placar. Safira cobrou escanteio pelo lado esquerdo do ataque, a bola quicou na área, resvalou no zagueiro Marcelo Xavier e sobrou para o artilheiro do campeonato, Cristiano, fazer 1 a 0.

Aos 13 minutos Safira desperdiçou clara chance de aumentar. Ele recebeu passe da esquerda, cortou o marcador e ficou de frente para o gol. Bateu forte, Junior Bocão, com os pés, mandou para escanteio.

Aos 16 minutos o zagueiro Fernando, do Prudentópolis, deixou o campo com suspeita (depois confirmada) de fratura no tornozelo. Danilo entrou em seu lugar.

Acuados, os visitantes poucas vezes chegavam ao ataque. Numa delas, Irineu escorou cruzamento da direita, feito por Doriva, e cabeceou por cima do gol de Ney. Os donos da casa poderiam confirmar a superioridade em duas jogadas sequentes, aos 46 e 47 minutos, com Cristiano perdendo chance de ampliar.

Na segunda etapa o time maringaense iniciou com a mesma pressão. Aos 9 minutos o lateral-esquerdo Juninho, de cabeça, quase fez. O time continuava ofensivo, mas pecava nas finalizações.

Aos 28 minutos a surpresa. Em jogada polêmica, Tiaguinho caiu na área e o árbitro viu o lance como pênalti cometido por Márcio, que entrara em lugar de Zé Leandro. Jonatan cobra e empata.

A partida seguiu equilibrada e seria definida aos 47 minutos. Numa falta de longa distância, Márcio achou o canto baixo do goleiro Junior Bocão e fechou o placar em 2 a 1. Os times – Metropolitano – Ney; Reginaldo, Gustavo, Marcelo Xavier e Juninho; Zé Leandro (Márcio); Baiano, Léo Maringá (Clênio) e Safira; Cristiano e Renan Tavares (Anderson). Prudentópolis – Junior Bocão; Luizinho, Mário, Fernando (Danilo) e Tiaguinho; Jonatan, Doriva, Leandro (Anderson) e Irineu (Kanela); Rincón e Wellington. O público pagante foi de 2.217 torcedores, com 2.304 no total.

PARANAENSE – DIVISÃO DE ACESSO

Quarta-feira – 31/7

Colorado 2 x 0 Cincão

PSTC 0 x 1 Junior Team

Quinta-feira – 1º/8

CLASSIFICAÇÃO          P       J       V      SG

1 Metropolitano Maringá                 16       7      5       4

2 Colorado                                             12       7        4      4

3 Prudentópolis                                  10       7         3        1

4 Junior Team                                      8          7        2       -3

5 PSTC                                                    7           7         2     -2

6 Cincão 6 7 1 -5

Domingo – 4/8

3ª rodada

15h30 Colorado x Metropolitano-SC

15h30 Junior Team x Prudentópolis

15h30 Cincão x PSTC

4ª rodada

Quarta-feira – 7/8

PSTC x Metropolitano

Prudentópolis x Colorado

Junior Team x Cincão

5ª rodada

Domingo – 11/8

Metropolitano x Junior Team

Colorado x PSTC

Cincão x Prudentópolis

Comente aqui


Metropolitano vence Prudentópolis e põe os pés na Primeira Divisão

Com gols de Cristiano e Márcio, um em cada tempo, o Metropolitano Maringá venceu a equipe do Prudentópolis, na noite desta quinta-feira, no Estádio Willie Davids, por 2 a 1, e ficou a um ponto de conquistar o acesso para a elite do Campeonato Paranaense. O time dominou amplamente a partida na primeira etapa. Já nos movimentos iniciais criou três contundentes jogadas ofensivas e aos 4 minutos abriu o placar. Safira cobrou escanteio pelo lado esquerdo do ataque, a bola quicou na área, resvalou no zagueiro Marcelo Xavier e sobrou para o artilheiro do campeonato, Cristiano, fazer 1 a 0.

Aos 13 minutos Safira desperdiçou clara chance de aumentar. Ele recebeu passe da esquerda, cortou o marcador e ficou de frente para o gol. Bateu forte, Junior Bocão, com os pés, mandou para escanteio.

Aos 16 minutos o zagueiro Fernando, do Prudentópolis, deixou o campo com suspeita (depois confirmada) de fratura no tornozelo. Danilo entrou em seu lugar.

Acuados, os visitantes poucas vezes chegavam ao ataque. Numa delas, Irineu escorou cruzamento da direita, feito por Doriva, e cabeceou por cima do gol de Ney. Os donos da casa poderiam confirmar a superioridade em duas jogadas sequentes, aos 46 e 47 minutos, com Cristiano perdendo chance de ampliar.

Na segunda etapa o time maringaense iniciou com a mesma pressão. Aos 9 minutos o lateral-esquerdo Juninho, de cabeça, quase fez. O time continuava ofensivo, mas pecava nas finalizações.

Aos 28 minutos a surpresa. Em jogada polêmica, Tiaguinho caiu na área e o árbitro viu o lance como pênalti cometido por Márcio, que entrara em lugar de Zé Leandro. Jonatan cobra e empata.

A partida seguiu equilibrada e seria definida aos 47 minutos. Numa falta de longa distância, Márcio achou o canto baixo do goleiro Junior Bocão e fechou o placar em 2 a 1. Os times – Metropolitano – Ney; Reginaldo, Gustavo, Marcelo Xavier e Juninho; Zé Leandro (Márcio); Baiano, Léo Maringá (Clênio) e Safira; Cristiano e Renan Tavares (Anderson). Prudentópolis – Junior Bocão; Luizinho, Mário, Fernando (Danilo) e Tiaguinho; Jonatan, Doriva, Leandro (Anderson) e Irineu (Kanela); Rincón e Wellington. O público pagante foi de 2.217 torcedores, com 2.304 no total.

 

PARANAENSE – DIVISÃO DE ACESSO

Quarta-feira – 31/7

Colorado 2 x 0 Cincão

PSTC 0 x 1 Junior Team

Quinta-feira – 1º/8

 

 

CLASSIFICAÇÃO                                 P       J       V      SG

1 Metropolitano Maringá                 16       7      5       4

2 Colorado                                             12       7        4      4

3 Prudentópolis                                  10       7         3        1

4 Junior Team                                      8          7        2       -3

5 PSTC                                                    7           7         2     -2

6 Cincão 6 7 1 -5

Domingo – 4/8

3ª rodada

15h30 Colorado x Metropolitano-SC

15h30 Junior Team x Prudentópolis

15h30 Cincão x PSTC

 

4ª rodada

Quarta-feira – 7/8

PSTC x Metropolitano

Prudentópolis x Colorado

Junior Team x Cincão

 

 

5ª rodada

Domingo – 11/8

Metropolitano x Junior Team

Colorado x PSTC

Cincão x Prudentópolis

 

Comente aqui