Mês: outubro 2013



Sobre a estranha insistência do Colorado contra o Metropolitano

Acreditem. O Colorado não desistiu ainda da absurda ideia de ficar com a vaga no Metropolitano Maringá na Elite do Estadual de 2014. Aquela acusação por três vezes avaliada e recusada pelo TJD-PR sobre assinatura falsa do médico Carlos Eduardo Sabóia, será levada à instância superior pela diretoria do clube. O advogado Nixon Fiori, creiam, apresentou uma declaração do jogador Safira dando conta que não ele não conhece os médicos Carlos Eduardo Saboia e seu irmão Luiz Henrique Sabóia. Nos contratos dos jogadores estaria o carimbo do CRM de um com assinatura do outro, equívoco que teria causado toda a confusão, mas cujas justificativas foram aceitas pelo Tribunal.Com base nisso, ele, Nixon, buscou socorro na empresa Scopo Sports, especialista em lidas jurídicas do esporte, para levar a questão ao Rio de Janeiro crente de que o STJD vai lhe dar ganho de causa.

Essa mobilização do Colorado tem a estranha parceira do Arapongas, que teria diponibizado advogodo para ajudar o coirmão. Com qual interesse? perguntaria você, espantado leitor. Simples. Arapongas, todos sabem, que trocar o Ninho dos Pássaros pelo Willie Davids, para disputar a Primeira Divisão em 2014. E a negociação nesse sentido só será possível se a Cidade Canção não tiver, como tem, o Metropolitano na mesma competição. Sórdidas armações dos bastidores do futebol profissional.

 

Comente aqui