Mês: outubro 2014



Maringá FC aposta em fórmula repetida

 

 

 

O maringá FC se mobiliza na montagem do elenco para a temporada de 2015 quando vai para o Estadual com o objetivo de, no mínimo, repetir o bom desempenho deste 2014. O vice-título da temporada, surpreendente, convenhamos, é indicativo de que repetir a fórmula será medida acertada, na opinião dos dirigentes. Tanto que na quase totalidade o elenco tende a se repetir. Viram matéria do último domingo na edição impressa de O Diário, assinada por Fábio Castaldelli, que dos que foram titulares praticamente todos vão permanecer? Com possibilidade, inclusive, do retorno de alguns que se desconectaram após o Estadual, casos de Cristiano, que foi para o Criciúma e Reginaldo, engatado pelo Coritiba. Nenhum dos dois foi aproveitado. Além de Léo Maringá, que contribuiu para o Londrina ascender à Série C do Campeonato Brasileiro.

Acople a esse fato a questão da comissão técnica que segue capitaneada por Claudemir Sturion que ‘deu uma saidinha’ para tentar subir com o Foz do Iguaçu para a Segunda Divisão e não logrou êxito. Sturion tem quem dele não goste, mas é preciso reconhecer que se trata de um treinador com personalidade e sua trajetória no futebol maringaense lhe dá crédito para comandar a nau da Zebra por mais uma temporada.

Insistindo com a base do elenco, o MFC terá a seu favor o decantado ‘entrosamento’, que pode ser decisivo para um certame ‘coice de porco”, é indiscutível; mas reforços pontuais para encorpar o grupo não podem ser descartados. Estamos, então, autorizados a acreditar que o sucesso do time maringaense no Paranaense tem a ver com a qualidade desses três ou quatro jogadores que serão contratados nos próximos dias.

 

PS – Não posso aceitar a injustiça de que ao treinador Claudemir Sturion deve ser repassada a culpa da derrocada na Série D do Brasileiro. O MFC ficou fora da segunda fase por um pontinho que deixou de ganhar no Willie Davids, lembrem-se, quando os maringaenses foram garfados pela arbitragem que deu ao time paulista um pênalti inexistente e anulou gol legítimo dos donos da casa resultando naquele eliminatório 1 a 2.

1 Comentário