Mês: fevereiro 2018



As chances (reais) dos paranaenses na Série D do Brasileiro

A CBF optou por colocar em chaves distintas as equipes dos Estados para a distribuição do grupamento da Série D do Campeonato Brasileiro. Desta forma acabou por não regionalizar a competição em sua primeira fase, impondo despesas maiores de deslocamento das equipes.

Assim, Maringá FC, Cianorte e Prudentópolis estão em grupos com equipes de diferentes Estados. No caso do time maringaense (Grupo 14), os adversários são Caldense (MG), Madureira (RJ) e Linense (SP). Todas as agremiações disputam a divisão de elite em seus respectivos estaduais. Mas são, na atual temporada, campanhas medianas. O time de Poços de Caldas é antepenúltimo colocado na classificação da primeira fase no Campeonato Mineiro; o Madureira terminou a Taça Guanabara com a pior campanha entre os cariocas e o Linense, embora dispute o forte Campeonato Paulista, faz a pior campanha entre todos os 16 participantes com apenas cinco pontos ganhos em oito rodadas disputadas.

Na chave do Cianorte estão Novo Hamburgo (RS), Tubarão (SC) e Ferroviária (SP). O time gaúcho é o 10º colocado no Estadual, o Tubarão, no Catarinense, está em 8º lugar e a equipe de Araraquara, no Paulistão, tem nove pontos e briga para evitar o descenso

No Grupo do Prudentópolis estão São José (5º colocado no Gauchão), Brusque (5º colocado no Catarinense) e o Mogi Mirim, que disputa a Série A-3 do Campeonato Paulista e convive com ameaça de cair para a Segunda Divisão.

Não é, portanto, missão impossível para nenhum dos paranaenses repetir o feito do Operário de Ponta Grossa que no ano passado subiu para a Série C, embora não tenha conseguido ascender para a elite do Estadual.

Comente aqui


Maringá FC vira o turno sem pressão

CAMPEONATO PARANAENSE
Vencer o Francisco Beltrão por 1 a 0 na última quarta-feira, no Estádio Willie Davids, deu ao Maringá FC uma situação de relativo conforto no fechamento do primeiro turno. Embora não tenha conseguido pontuação suficiente para fazer a semifinal da fase, a Taça Dionísio Filho, o time galgou posições para ficar fora da zona de descenso na classificação geral.
Quinto colocado no Grupo A, com 8 pontos, o Tricolor tem a 6ª posição na somatória geral, que vai determinar o rebaixamento de duas agremiações ao término da competição.
Os maringaenses ficam à frente de Rio Branco (7), Londrina (6), Paraná Clube, Toledo (5), Francisco Beltrão e Prudentópolis (3).
Na partida de quarta-feira diante do Beltrão, o MFC venceu com gol anotado pelo zagueir Alex Fraga aos 31 minutos da segunda etapa. Após cobrança de escanteio por Washington, Fraga acertou potente chute para anotar o tento solitário.
“Conseguimos uma vitória muito importante na base da superação e diante de muitas dificuldades. São pontos que nos ajudam a permanecer na série A e brigar por uma Série D ou até mesmo Copa do Brasil”, disse após o jogo o técnico Fernando Marchiori.
O Maringá FC jogou com Ednaldo, Danilo, Alex Fraga, Egon, Luan (Thiago Cristian), Carlão, Fabrício, Lucão (Washington), Edmar (Chimbinha), Paulinho Moccelin e Bruno Batata. O público foi de 973 torcedores.
O próximo compromisso da equipe de Maringá será no dia 4 de março, diante do Coritiba, na largada do segundo turno (Taça Caio Júnior), quando as equipes vão se enfrentar em partidas dentro próprio grupo. A chave dos maringaenses tem ainda Foz do Iguaçu, Cascavel, Cianorte e Paraná Clube.

PRIMEIRO TURNO

Taça Dionísio Filho

Quarta-feira –

Maringá FC 1 x 0 Francisco Beltrão

Prudentópolis 1 x 1 Cianorte

Toledo 0 x 2 Coritiba

Cascavel 2 x 1 Londrina

Atlético-PR 0 x 0 Foz do Iguaçu

Rio Branco 2 x 0 Paraná Clube

CLASSIFICAÇÃO              P    J   V     E   D    SG

Grupo A

1 Foz do Iguaçu                 12   6    3    3    0    3

2 Coritiba                           11    6    3    2    1    5

3 FC Cascavel                    10    6    3    1    2    3

4 Cianorte                          10    6    2    4    0   3

5 Maringá                          8     6     2    2    2    0

6 Paraná Clube                5      6     1     2    3    -3

GRUPO B

1 Atlético-PR                    14    6     4     2    0    6

2 Rio Branco                     7      6    1     4     1    1

3 Londrina                       6       6    1     3    2    -2

4 Toledo                           5       6    1     2    3     -4

5 Francisco Beltrão        3       6    1     0    5    -6

6 Prudentópolis             3       6    0    3     3     -6

SEMIFINAIS

Domingo – 18/2

17h Foz do Iguaçu x Coritiba

17h Atlético-PR x Rio Branco

FINAL

Domingo – 25/2

16h Vencedor 1 x Vencedor 2

SEGUNDO TURNO

Taça Caio Junior

Grupo C

1ª rodada –

Domingo – 4/3

16h Coritiba x Maringá FC

16h Cianorte x Paraná Clube

16h Foz do Iguaçu x FC Cascavel

Grupo D

Sábado – 3/3

16h Atlético-PR x Francisco Beltrão

16h Londrina x Prudentópolis

16h Rio Branco x Toledo

Comente aqui


Maringá FC x Beltrão, no WD, com ingressos mais baratos

Maringá FC e União de Francisco Beltrão se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h45, no Estádio Willie Davids, em jogo que fecha o primeiro turno (Taça Dinísio Filho) do Campeonato Paranaense da Primeira Divisão. O encontro opõe equipes que não tem chances de classificação para as semifinais desta primeira fase.

O atrativo para o torcedor está na promoção que a diretoria Tricolor faz em relação ao preço dos ingressos que terá redução de 50% com direito à frequentar qualquer setor. Assim, a entrada custará R$ 24 (inteira) e R$ 12 (meia) para as cadeiras cobertas e arquibancadas.

Em campo o Maringá FC tenta se reabilitar do resultado ‘ruim’ que teve na rodada anterior, sábado passado, quando apenas empatou em 1 a 1 com o Rio Branco de Paranaguá. Com isso o time ficou sem chances de lutar por uma das vagas nas semifinais da fase.

Mas há ‘outro campeonato’ em disputa, e deste, maringaenses e beltrãonenses fazem parte. É a o que briga para evitar o descenso à Divisão de Acesso em 2019. Na classificação geral da competição, após os dois turnos, as duas equipes com piores campanhas serão punidas com a degola. Com 5 pontos ganhos, o MFC é o 7º colocado, à frente de Paraná Clube e Toledo (com igual pontuação, mas piores nos critérios de desempate), Rio Branco (4), Francisco Beltrão (3) e Prudentópolis (2).

O técnico Fernando Marchiori não revelou a formação titular, mas a tendência é que se repita a escalação anterior com Fábio; Danilo, Alex Fraga, Egon e Luan; Carlão, Fabrício, Lucão e Everton; Paulinho Moccelin e Batata.

O União Francisco Beltrão vem de derrota fora de casa quando foi superado pelo Foz do Iguaçu por 1 a 0. Após estrear em casa surpreendendo o Paraná Cube, venceu por 2 a 1, a equipe que tem comando do técnico Ivair Cenci contabilizou uma sequência de quatro derrotas contra Coritiba, Cascavel, Cianorte e Foz do Iguaçu. A escalação provável é com Marcos Paulo; Spice, Casimiro, Júnior e Thiaguinho; Paulo Henrique, Sato, Sorbara e Max; Lucas Vieira e Rodolfo.

Murilo Ugolini será o árbitro da partida com os assistentes Denise Akemi Simões e José Rafael Junio de Araújo. David Heric Pinho atua como como quarto árbitro.

CLASSIFICAÇÃO P    J    V    E    D    GP    GC    SG

Grupo A

1 Foz do Iguaçu 11  5    3    2    0    6    3    3

2 Cianorte         9    5    2    3    0    7    4    3

3 Coritiba          8    5    2    2    1    6    3    3

4 FC Cascavel  7    5    2    1    2    6    4    2

5 Maringá        5    5    1    2    2    5    6    -1

6 Paraná         5    5    1    2    2    5    6    -1

GRUPO B

1 Atlético-PR  13    5    4    1    0    7    1    6

2 Londrina       6    5    1    3    1    6    7    -1

3 Toledo          5    5    1    2    2    3    5   -2

4 Rio Branco    4    5    0    4    1    7    8    -1

5 Francisco Beltrão 3    5    1    0    4    2    7    -5

6 Prudentópolis    2    5    0    2    3    1    7    -6

Quarta-feira – 14/2

21h45 Maringá FC x Francisco Beltrão

21h45 Prudentópolis x Cianorte

21h45 Toledo x Coritiba

21h45 Cascavel x Londrina

21h45 Atlético-PR x Foz do Iguaçu

21h45 Rio Branco x Paraná Clube

SEMIFINAIS

Domingo – 18/2

17h 1º do Grupo A x 2º do Grupo B

17h 1º do Grupo A x 2º do Grupo B

FINAL

Domingo – 25/2

16h Vencedor A x Vencedor B

Comente aqui


Maringá FC ‘entra no campeonato’

Com o empate no centro-sul, no domingo, diante do Prudentópolis (0 a 0), o Maringá FC ‘entrou no campeonato’ no fechamento da quarta rodada do Paranaense. Após o susto de largar perdendo os jogos contra Atlético-PR e Londrina, em campos rivais, por imposição de uma tabela madrasta, o Tricolor se reencaminhou na competição fazendo o dever de casa contra o Toledo (vitória por 3 a 1, no Willie Davids), e a igualdade na sequência, no campo do rival. Dentro da projeção prudente do técnico Fernando Marchiori de que o time está na competição com o objetivo de evitar a queda para a Divisão de Acesso (e recebe injustas críticas de alguns por pensar assim), o Tricolor se posiciona numa linha intermediária com um certo conforto. No seu grupo tem consideráveis chances de ficar pelo menos com a segunda colocação e, desta forma, fazer a semifinal da fase; na fuga do descenso (classificação geral), se vê acima de quatro concorrentes: Francisco Beltrão, Rio Branco, Prudentópolis e Francisco Beltrão.

Na equilibrada chave dos maringaenses, a liderança é do Foz do Iguaçu, com 8 pontos; Cascavel é vice-líder, com 7, Cianorte tem 6 e Coritiba 5. O Maringá soma 4 pontos. Observe que a diferença é sempre mínima de um para o outro.

Assim, considerando que seis pontos serão disputados para terminar a etapa, as chances do MFC, que joga duas vezes em casa contra equipes que têm números inferiores e ele, Rio Branco e Francisco Beltrão (3 pontos), não são desprezíveis.

Os rivais na briga -pelas duas vagas que garantem participação nas semifinais da Primeira Taça, têm caminhos menos fáceis, em tese. Vejam: Foz do Iguaçu – Joga em casa contra o Francisco Beltrão e sai para pegar o Atlético-PR; Cascavel – joga duas vezes em casa, mas diante de Atlético-PR e Londrina, líder e vice-líder da outra chave, respectivamente; Cianorte – recebe o Toledo e visita o Prudentópolis; o Coritiba será visitante, contra o Londrina, e joga em casa frente ao Toledo, mas deve perder mando de campo por conta dos atritos no Atletiba de domingo passado.

Comente aqui