Os ‘pés vermelhos’ de Tite na Rússia

É seleta a lista de paranaenses que ostentaram a condição de titulares na seleção brasileira em disputas de Copa do Mundo. Para esta Copa da Rússia, lá esteve na estreia contra a Suíça o zagueiro Miranda, de 33 anos.

O jogador é natural de Paranavaí, mas não jogou pelo time da cidade, o tradicional ACP. Encaminhado ainda adolescente ao Coritiba, frequentou as categorias de base do clube e se profissionalizou em 2004. Pelo Alviverde disputou 57 partidas e em 2005 se transferiu para Sochaux-FRA. Depois teve passagens pelo São Paulo e Atlético de Madrid. Atualmente, é titular Internazionale de Milão.

No atual grupo é um dos jogadores que por mais vezes foram lembrados por Tite, atrás apenas do meia Willian.

Fernandinho, de 33 anos nasceu na cidade de Londrina. Mas, como Miranda, também não defendeu o time principal da cidade, o Londrina Esporte Clube. Foi forjado na base do PSTC e ao 14 anos se transferiu para o Atlético Paranaense. No time da Baixada, como profissional, atuou por 83 jogos no período entre 2003 e 2005. Teve passagem pelo Shakthar Donetsk da Ucrânia e atualmente defende Manchester City do técnico Pep Guardiola.

Na história de Copas anteriores, num dos destaque que nasceram no Estado foi o volante Kleberson, titular no selecionado que em 2002 conquistou o pentacampeonato. Nascido em Uraí, o volante teve trajetória bem parecida com a de Fernandinho a partir do PSTC. Foi para a base do Atlético-PR, lá também se profissionalizou e depois defendeu Manchester United, Flamengo e clubes dos Estados Unidos.

O mais assíduo foi o meia Dirceu, nascido em Curitiba, formado pelo Coritiba e com passagens por Botafogo, Fluminense, Vasco, Atlético de Madrid e Verona. Foi titular nas Copas de 1974 e 1978; em 1982 esteve entre os convocados de Telê Santana, mas jogou apenas o primeiro tempo contra a Rússia. Estaria na Copa de 1986, não fosse uma lesão adquirida durante treinamento ao se chocar com o goleiro Paulo Vítor que acabou resultado em corte, substituído pelo são-paulino Edivaldo

Um comentário sobre “Os ‘pés vermelhos’ de Tite na Rússia

  1. Xhiko 20 de junho de 2018 10:58

    Bom dia Viola, faltou vc comentar o acidente que vitimou o “Garoto dos Pinherais”

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.