O custo do cigarro para a sua saúde

articleO consumo de cigarros pode causar diversos danos graves à saúde do fumante e dos que convivem com ele. Os fumantes tem um risco maior de desenvolver as seguintes doenças:

Doenças coronárias (como angina e infarto) – Os fumantes tem maior probabilidade de morrer por doença coronariana, especialmente os fumantes jovens. O tabagismo é responsável por 45% das mortes entre homens e 40% entre mulheres, com menos de 65 anos, por doença coronariana.

Problemas circulatórios – Os fumantes tem um elevado fator de risco de desenvolver arteriosclerose, envolvendo as artérias da perna, o que leva a dores, dificuldade em caminhar, podendo chegar a gangrena e amputação.

Tromboangeite obliterante – Distúrbio em que ocorre obstrução completa dos vasos sanguíneos das mãos e pés em consequência de coágulos e inflamação no interior dos vasos. A redução do fluxo sanguíneo para as extremidades pode causar gangrena e amputação de dedos, pés e pernas. Parar de fumar é a única forma de interromper o avanço da doença, que afeta quase sempre homens de 20 a 40 anos de idade que tem histórico de tabagismo.

Aneurisma da aorta – É uma dilatação anormal e localizada da aorta, podendo levar seu rompimento. Pelo menos 80% dos aneurismas da aorta são causados pelo estreitamento das artérias. O desenvolvimento de aneurisma da aorta abdominal é mais comum entre fumantes. Aneurismas podem ocorrer também no cérebro, coração, intestino e outras partes do corpo.

Câncer de Pulmão – 90% dos casos de câncer de pulmão são em fumantes. O câncer de pulmão é uma doença altamente letal – apenas um pequeno número de pacientes consegue sobreviver por 5 anos após o diagnóstico.

Câncer da boca, traqueia, cavidade oral, faringe, laringe e esôfago – Cânceres da cavidade oral são fortemente associados ao tabagismo, principalmente ao uso de charutos e de fumo mascavel.

Câncer no pâncreas – Fumantes e usuários de fumo mascavel tem risco maior de desenvolver câncer no pâncreas do que não fumantes.O câncer no pâncreas ocorre devido principalmente à presença de nitrosaminas na fumaça e no tabaco.

Câncer nos rins – Evidências científicas sugerem a associação entre o fumo e o câncer nos rins. Foi observado um acúmulo de cádmio maior nos rins de fumantes do que nos não fumantes.

Doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) – É uma doença crônica dos pulmões, em que ocorre diminuição da capacidade de respirar devido à obstrução nas vias aéreas. Inclui uma série de problemas pulmonares como bronquite crônica (inflamação dos brônquios) e enfisema pulmonar (destruição progressiva do tecido pulmonar). No Brasil ocupa a 5ª posição em causa de morte e 290 mil pacientes são internados anualmente11. O fumo é a principal causa da DPOC12: 90% dos casos são de fumantes ou ex-fumantes.

Pneumonia – É uma infecção nos pulmões causada por infecção bacteriana ou viral. Os fumantes estão mais propensos a infecções do que os não fumantes, pois o fumo prejudica o sistema imunológico.

Colesterol alto – Fumantes tendem a ter os níveis de HDL (colesterol bom) menores e níveis mais elevados de LDL (colesterol ruim). Com isso, aumenta o risco de formação de plaquetas e entupimento das artérias.

Osteoporose – Caracterizada pela perda de massa óssea, que leva ao enfraquecimento dos ossos, tornando-os vulneráveis à traumas e fraturas. Ocorre mais intensamente em fumantes que em não fumantes.

Problemas gastrointestinais – Úlceras pepticas, que são lesões localizadas no estômago ou duodeno com destruição da mucosa da parede destes órgãos, ocorrem com mais frequência em fumantes do que em não fumantes.

Impotência sexual no homem – O risco de disfunção erétil é maior em fumantes do que em não fumantes. Isso ocorre provavelmente devido à nicotina, que reduz o fluxo sanguíneo para o pênis, por constrição das artérias.

Problemas na gravidez – São diversos os problemas causados pelo fumo durante a gravidez. As questões sobre o tema estão mais detalhadas adiante.

Isso tudo sem mencionar os danos mais sutis à saúde, como cansaço, falta de ar, insônia, envelhecimento precoce, amarelamento dos dentes.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.