Ministro busca novos medicamentos e referências hospitalares em Israel

 

Em visita oficial a Israel, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, vai a centros de referência hospitalar e discute possíveis colaborações para melhorar a saúde pública no Brasil.

Nesta segunda-feira o ministro conheceu as instalações de emergência e tratamento de casos de trauma do Hospital Sheba, preparado para eventos de fatalidades múltiplas, onde predominam as pesquisas e inovação em diferentes campos da medicina.

Também esteve no Centro de Simulação Médico Israelense (MSR), o serviço de atenção à saúde infantil no Hospital Wolfson e a residência para crianças atendidas pelo programa de cirurgias cardíacas “Save a Child’s Heart” do mesmo hospital.

No domingo o ministro já visitara o Hospital Universitário Rambam Health Care Campus, o maior centro médico no norte de Israel e responsável pelo atendimento de mais de dois milhões de habitantes bem como o hospital infantil e o complexo subterrâneo, que pode ser convertido em 72 horas em hospital de emergência com dois mil leitos.

Ricardo Barros reuniu com companhias israelenses do setor produtivo tais como ElMindA, Tytocare, C-Noga, Exalenz e Zebra-Med, que apresentam inovações em diagnóstico e tratamento em saúde. Também participou de encontros com representantes da empresa TEVA, multinacional farmacêutica especializada em desenvolvimento e produção de medicamentos genéricos, e das empresas israelenses Itamar Medical, Kamada e Savyon.

Na terça-feira, o brasileiro reunirá com o ministro da Saúde da Autoridade Palestina, Jawad Awad, para discutir oportunidades de cooperação em áreas como atenção hospitalar e serviços de urgência e emergência.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.