Estudo detalha o sexo em tempo de pornografia online

Depois das surpresas do relatório Kinsey, nos anos 1930, acaba de ser realizado e divulgado nos Estados Unidos, um novo e detalhado estudo sobre costumes sexuais. Publicado na revista PLOS One, foi feito com 975 homens e 1.046 mulheres), 91% deles heterossexuais, e dá pistas interessantes nestes tempos de pornografia onlineCinquenta tons de cinza.

Liderado por uma professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Indiana Debby Herbenick, o objetivo da pesquisa do grupo de cientistas foi medir o impacto da trilogia erótica com enfoque no sadomasoquismo, uma das preocupações do grupo de cientistas.

A conclusão: embora “todo mundo” tenha lido os livros ou visto os filmes baseados na obra de E.L. James, poucos realmente se animaram a experimentar os jogos eróticos apresentados, ficando patente os comportamentos que mais atraem, inclusive os homens, são os românticos e afetuosos.

As práticas mais comuns, com porcentagem de pessoas (homens e mulheres) que disseram ter realizado ao menos uma vez na vida:

Sexo vaginal: 88,5%

Receber sexo oral: 84,8%

Fazer sexo oral: 82,7%

Assistir a filme pornô: 70,9%

Ver revistas com imagens de sexo explícito: 66,2%

Ler histórias eróticas: 57,2%

Masturbação mútua: 55,2%

Vestir lingerie ou roupas íntimas sensuais para o parceiro: 51,8%

Ir a um clube de striptease: 44,2%

Sexo em espaços públicos: 44,1%

Penetrar o parceiro no ânus: 42,6% (só homens responderam)

Usar um vibrador: 41,9%

Masturbação em frente ao parceiro: 41,5%

Flertar com alguém via SMS ou chat: 37,9%

Receber nudes: 33,7%

Ler guias ou livro de autoajuda sobre sexo: 33,1%

Receber ou dar palmadas (spanking): 31,9%

Mandar nudes: 25,5%

Usar um chicote (para bater ou apanhar): 23,7%

Ser penetrado no ânus: 23,8%

Representar um papel (roleplay): 23,7%

Amarrar ou ser amarrado: 21,1%

Chupar ou lamber os pés do parceiro: 18%

Usar um sex toy anal: 17,2%

Usar pílulas ou suplementos para melhorar a performance: 14,2%

Fazer sexo a três: 13,9%

Fazer sexo pela internet: 12,1%

Fazer sexo em grupo: 8,8%

Usar aplicativos de celular relacionado a sexo: 8,8%

Ir a uma festa de sexo ou de swing: 5,8%

Frequentar aula ou workshop para aprender sobre sexo: 3,6%

Ir a uma festa ou casa BDSM (sadomasoquista): 3,4%

Porcentagem de pessoas (homens e mulheres) que disseram se sentir muito atraídas pelas práticas sexuais abaixo, independentemente de terem feito ou não:

Fazer sexo vaginal: 71,3%

Ficar abraçado: 52,8%

Receber sexo oral: 51,6%

Fazer sexo com mais frequência: 49%

Beijar bastante durante o sexo: 46,1%

Fazer sexo de forma carinhosa: 43,9%

Fazer ou receber uma massagem antes do sexo: 40,1%

Dizer palavras doces e românticas durante o sexo: 39,9%

Ver o parceiro se despir: 37%

Fazer sexo em um quarto de hotel: 36,2%

Fazer sexo em outras partes da casa: 35,3%

Deixar o ambiente mais romântico antes do sexo: 33,2%

Ficar nu com o parceiro na sauna ou em uma hidromassagem: 31%

Assistir a um filme romântico: 31%

Fazer sexo oral: 30,9%

Vestir lingerie ou roupa íntima sexy: 27,3%

Ver o parceiro se masturbar na sua frente: 21,1%

Receber massagem junto com o parceiro: 20,9%

Falar e ouvir “palavras sujas”: 20,4%

Assistir a filmes pornôs: 18%

Usar um vibrador: 17,6%

Flertar com alguém via SMS ou chat: 14,4%

Ler histórias eróticas: 14,3%

Morder ou ser mordido: 13,7%

Fazer sexo mais agressivo: 13,5%

Observar outros fazendo sexo: 12,2%

Masturbar-se na frente do parceiro: 11,7%

Vendar ou ter os olhos vendados: 11,5%

Fazer sexo onde pode ser ouvido por terceiros: 11,3%

Receber ou mandar nudes: 10,6%

Estimular o ânus do parceiro com os dedos: 9,7%

Ver revistas com imagens de sexo explícito: 9,6%

Representar um papel (roleplay): 9,5%

Ter o ânus estimulado pelos dedos do parceiro: 9,2%

Fazer sexo anal: 9%

Receber ou dar palmadas (spanking): 8,9%

Amarrar ou ser amarrado pelo parceiro: 8,5%

Fazer sexo a três: 7,2%

Fazer sexo onde pode ser visto por terceiros: 7,2%

Fazer sexo pelo telefone com o parceiro: 7%

Usar um anel no pênis (penis ring): 6,2%

Fazer sexo com um estranho: 6,1%

Ia a um clube de striptease: 6%

Usar um chicote (para bater ou apanhar): 5,8%

Usar sex toy anal: 5%

Lamber/chupar o pé do parceiro ou ter o pé lambido/chupado: 4,8%

Fazer sexo em grupo: 4,7%

Fazer sexo pela internet: 3,7%

Frequentar aula ou workshop para aprender sobre sexo: 3%

Experimentar dor como parte do sexo: 2,6%

Ir a uma festa de sexo ou de swing: 2,3%

Ir a uma festa ou casa BDSM (sadomasquista): 1%

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.