HIV à solta no Brasil

Hoje é o Dia Mundial de Luta contra a Aids. Mas não é uma data para comemorar: a transmissão do vírus voltou a aumentar pelo descuido de jovens e agora também de idosos que não dão atenção aos alertas, deixando de utilizar camisinha nas relações sexuais.

A camisinha é necessária por que pelo rosto, aspecto físico, relacionamento, comportamento, etc., é impossível avaliar – ou diagnosticar – se alguém tem o vírus HIV.

Um agravante informado pelo Ministério da Saúde: no Brasil 160 mil pessoas têm o vírus e simplesmente não sabem. Talvez pior: outras 129 mil pessoas sabem que têm o vírus, mas tentam levar uma vida “normal”, sem procurar o necessário tratamento.

Outros 670 mil infectados já estão diagnosticados no país, a maioria se tratando. O total de pessoas com HIV é 830 mil.

É lógico que você conhece algum, ou alguns deles conscientes do problema, dos cuidados com a vida sexual e com a necessidade de tratar-se.

Mas será que todos os que participam de sua vida sexual no seu círculo de amizades sempre se cuidaram, sempre usaram camisinha, já fizeram exames…

.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.