Os 10 passos para deixar de fumar

Fumar não é um hábito. O tabagismo é uma doença crônica que causa mais de 50 outras patologias.

Segundo a médica pneumologista Cristina Cantarino, Coordenadora do Centro de Tratamento de Tabagismo do Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA),uma vez tomada a decisão de largar o cigarro, o fumante precisa se organizar, aprender a reconhecer “os gatilhos” que disparam a vontade de fumar e se afastar deles. Alguns exemplos que jogam contra a cessação do tabagismo são manter o cigarro à mão, tomar café, o uso de bebida alcoólica e conviver com fumantes.

Mas como driblar as fissuras? Lembre-se sempre que ela dura no máximo 5 minutos e é auto limitada.

“Assim como o cigarro deve ficar longe, um ‘kit de salvação’ para vencer a fissura deve estar próximo: água gelada, palitos de cenoura crua, água de coco, frutas geladas picadas, cristais de gengibre, pequenos cubos de gelo e picolés de frutas… Ou seja, substitutos saudáveis de baixa caloria que possam ajudar a driblar a vontade de fumar e manter o cigarro longe”, ensina Cantarino. 

“A legislação ajuda bastante. A questão de não poder fumar em lugares fechados mostra ao fumante que o seu controle sobre o cigarro é maior do que imaginava. Logo, mudar os hábitos e frequentar mais esses lugares ajuda na hora de parar de fumar”, aponta a pneumologista.

Outros grandes aliados são a atividade física e exercícios respiratórios. “Está comprovado cientificamente que a atividade física regular diminui a vontade de fumar. E em muito pouco tempo o ex-fumante vai se sentir estimulado, já que o ato de largar o tabagismo somado ao exercício melhora a disposição física, a respiração e a qualidade de sono, por exemplo”, finaliza Cantarino.

1. Tenha determinação 

2. Marque um dia para parar

3. Corte gatilhos do fumo

4. Escolha um método: abrupto ou gradual

5. Encontre substitutos saudáveis

6. Livre-se das lembranças do cigarro

7. Encontre apoio de amigos e familiares

8. Escolha a melhor alimentação

9. Procure apoio médico

10. Troque experiências em um grupo de apoio

Fonte: Ministério da Saúde

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.