Mês: abril 2015



Competência é o fato gerador dos contabilistas

Não posso deixar de estender minhas sinceras homenagens a todos os contabilistas, principalmente aos que na minha jornada profissional fazem grande diferença.

Nestes 10 anos de jornalismo, me entusiasmei com a Contabilidade. Achei que esta descoberta seria o ápice de um grande ciclo profissional. Mas na verdade, quando me dei conta, percebi que estava inserido em uma incrível rede de relacionamentos: profissionais competentes, cidadãos que de fato lutam por uma nação melhor, pessoas comuns que fazem a diferença na família e na roda de amigos.

Os contabilistas brasileiros formam a classe profissional mais organizada do país. Eles estão, de todo modo, inseridos em todos os negócios. São cidadãos, na sua maioria, socialmente responsáveis, insubstituíveis na formação de organizações sem fins lucrativos.

São os percursores na formação do setor de serviços, sendo empreendedores neste tipo de negócio. Construíram a mais eficaz atuação política contra o avanço da burocracia e do emaranhado de impostos. Isto sem contar com o árduo trabalho de gerar dados para uma gestão pública transparente e para decisões empresariais conscientes.

São homens generosos e mulheres fortes que impactam a minha vida e se constituem referencias no caminhar diário. Por tudo, eu posso dizer: amigos contabilistas, parabéns!

Comente aqui


Imposto de Renda Solidário

Com a entrega da declaração do imposto de renda, eu quero convidar você, contribuinte, a ajudar os projetos e trabalhos sociais da sua cidade, por meio do FIA, o fundo da Infância e da Adolescência.

É muito simples. Pessoas físicas que declaram imposto de renda pelo formulário completo podem destinar até 3% do imposto devido até o próximo dia 30 de abril. Para isso basta procurar o seu contador. O processo é bem fácil e a sua ajuda apenas se restringe a repassar parte do seu imposto, ou seja, daquilo que você de qualquer forma enviaria para Brasília.

O próprio governo apoia a iniciativa. Até 2011 só era possível deduzir o recurso até dezembro do ano antecedente ao exercício da declaração. A partir de 2012, a Receita Federal abriu a possibilidade do contribuinte também deduzir as doações efetuadas entre 1º de janeiro e 30 de abril do ano exercício.

Já em 2013 o Fisco também permitiu que os contribuintes pudessem fazer as doações ao FIA diretamente na própria declaração, o que facilitou muito o processo. Como você pode ver o governo federal tem feito a sua parte. Agora só falta você fazer a sua! Converse com o seu contador e saiba como fazer o repasse. Declare com o coração!

Comente aqui


Quem pode ser declarado como dependente?

Pode ser declarado dependente o cônjuge ou o companheiro (a), com o (a) qual tenha filho (a) ou que viva a mais de 5 anos, inclusive os homoafetivos. Do mesmo modo, o filho (a) ou enteado (a) universitário ou cursando escola técnica até 24 anos, ou qualquer idade quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho.

Também pode ser declarado dependente irmão (a), neto (a) ou bisneto (a), quando o contribuinte detém a guarda judicial até 21 anos, 24 anos caso seja estudante e qualquer idade para o incapacitado.

Além desses, os pais, os avôs ou os bisavôs também podem ser declarados como dependentes, desde que estejam dentro do limite de isenção. Ainda pode ser declarado o absolutamente incapaz, do qual o contribuinte seja tutor ou curador, e o menor pobre até 21 anos, o qual o contribuinte eduque e que tenha a guarda judicial.

Comente aqui


Deduções permitidas para o IR 2015.

Pode ser deduzido do imposto de renda as despesas feitas pelo contribuinte com a própria educação ou dos dependentes, até o limite individual de R$ 3.375,83. As despesas médicas, do contribuinte e dos dependentes declarados, também podem ser deduzidas, sem limites de valor. O contribuinte também pode descontar R$ 2.156,52 de cada dependente. Os gastos com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos, também podem ser descontados, até o limite de R$ 1.152,88.

Do mesmo modo, podem ser abatidas, as contribuições pagas aos planos de previdência privada, pagamentos de pensão alimentícia e gastos lançados em livro caixa. As doações feitas ao Fundo da Criança e do Adolescente, o FIA, até o dia 30 de abril também podem ser deduzidas.

Comente aqui


Quem é obrigado a entregar a declaração do imposto de renda?

É obrigado a declarar o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis com soma anual igual ou superior a R$ 26.816,55, ou que recebeu rendimentos isentos, não tributáveis, como indenização trabalhista, ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil no ano.

Também é obrigado a declarar quem obteve receita bruta com atividade rural acima de R$ 134.082,75, ou tenha posse de bens ou propriedade, inclusive terra nua, até 31 de dezembro de 2014 com valor superior a R$ 300 mil.

Além desses, o contribuinte que obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, também está obrigado a declarar.

Comente aqui


Começou a temporada de entrega do IR 2015

Começou no dia 02 de março a temporada de entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2015. O prazo para a entrega do documento vai até o dia 30 de abril. Ainda há bastante tempo, mas lembre-se, quanto mais cedo a entrega, mais vantagens!

A Receita Federal do Brasil não trouxe muitas novidades para 2015. Bem, no último ano, a receita lançou o aplicativo rascunho, lembra-se disso? Com a ferramenta, era possível inserir as informações no tempo em que elas aconteciam, gradativamente. Agora, com o início do prazo de entrega só é possível importar o arquivo com os dados.

A entrega da declaração por meio de tablets e smartphones continua a todo vapor. Você ainda pode ter a opção da declaração pré-preenchida, modalidade lançada no último ano. Neste caso, os dados da declaração são inseridos pela Receita e todo contribuinte precisa conferir e confirmá-los. Porém, essa modalidade só é válida para contribuintes com certificado digital.

Peça para o seu contador a edição impressa do Fato Gerador deste mês. O boletim traz informações fresquinhas sobre as regras do IR 2015.

Comente aqui


Antecipar a declaração do IR traz benefícios

Você já começou a preparar a documentação para a Declaração do Imposto de Renda de 2015? Ainda não? Já disse que o contribuinte que se adianta no processo tem uma série de benefícios. Você não quer ser uma daquelas pessoas que tem de esperar um ano para receber a restituição do imposto de renda, certo? Quem entrega a declaração nos primeiros dias tem grandes chances de entrar logo nos lotes iniciais da restituição. Então vamos lá!

Separe toda a documentação necessária para o preenchimento da sua declaração. Isso inclui: informe de rendimentos das fontes pagadoras; informações e documentos de outras rendas obtidas em 2014; recibos de despesas médicas, com educação e doações; informes de rendimentos das instituições financeiras; e contrato de compra e venda de imóveis ou veículos.

Ao começar o processo com antecedência fica mais fácil saber se há alguma pendência e, ainda, sobra tempo para ir atrás de algum documento que estiver faltando. Além disso, com mais tempo, é possível fazer uma análise mais cuidadosa do documento. Isso, diminui a chance da inclusão de um valor incorreto ou a omissão de dados na sua declaração.

Comente aqui