Mês: novembro 2015



Inclusão social a partir dos pequenos negócios

Curitiba – Começa daqui a pouco, às 13h30, no auditório do Sebrae-PR, (Rua Caeté, 150, Curitiba), o IX Encontro Sul/Sudeste da Micro e Pequena empresa. Lideranças políticas e representativas do segmento debaterão ações e propostas de inclusão social a partir do empreendedorismo.

Empresários da micro e pequena empresa e, também, empreendedores individuais; estudantes e interessados no assunto são convidados a participar do evento, sem pagar nada por isso.

Acesse a programação no site da Conampe ou pelo e-mail [email protected] Acompanhe também os trabalhos pelo Facebook e Twitter, procure por “Sistema Conampe”. Nosso amigo jornalista Diniz Neto dá apoio à imprensa.

Comente aqui


Registre o empregado temporário

Mesmo com a expectativa de um fim de ano mais magro, você vai precisar contratar empregados temporários para suprir a demanda maior desse período. Mesmo quando o novo funcionário é contratado por um período de poucos meses é fundamental que ele seja registrado. Na verdade, o meu conselho é: faça isso antes do empregado começar a trabalhar.

Penso que uma das formas mais seguras e cômodas para fazer a contratação do interino é por meio de uma empresa especializada em empregos temporários. Essa “agência” é responsável pelo processo de seleção e pelo pagamento do salário e demais encargos. Outra alternativa é por meio do contrato de experiência. Nesse caso, o funcionário é contratado por um período determinado, que não pode ser superior a 90 dias.

Apesar de ser contratado como temporário, o funcionário mantém assegurados todos os direitos trabalhistas por prazo determinado, como salário da categoria, férias e 13º proporcionais e repouso semanal remunerado.

Comente aqui


Primeira parcela do 13º salário vence dia 30

Sua empresa já está preparada para pagar o 13º salário? Alguns empresários não se programam para essa despesa extra e acabam tendo problemas de caixa. O prazo para o pagamento da primeira parcela da bonificação termina no dia 30 deste mês. Já a segunda parcela deve ser paga até dia 20 de dezembro. Tem direito ao benefício todos os trabalhadores com carteira assinada, incluindo os temporários, domésticos, rurais, servidores públicos e aposentados.

Na maioria dos casos o 13º corresponde ao valor de um salário mensal. Porém, nos anos em que os meses trabalhados forem inferiores a doze, é necessário dividir o salário integral por 12 e multiplicar pelo número de meses trabalhados. Isso geralmente acontece nos anos de admissão, aposentaria ou demissão do trabalhador. O empresário contábil, Ademir Malavazi, explica, que as horas extras, os adicionais noturnos, por insalubridade ou periculosidade, também são contabilizados no benefício.

Caso o trabalhador falte mais de 15 dias no mês sem justificativa, ele perde o direito a uma fração do 13º salário. Já no caso de demissão por justa causa, o trabalhador perde direito ao valor integral.

Comente aqui