Mês: março 2017



Contribuintes terão orientação gratuita sobre Imposto de Renda

O SESCAP-PR realiza nesta sexta-feira, dia 31, a tradicional campanha Declare Certo. Neste dia, empresários do setor contábil deixarão seus escritórios para trabalhar voluntariamente em praça pública, orientando os contribuintes sobre a Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2017.

Em sua 14ª edição, a campanha organizada pelo SESCAP-PR ocorrerá simultaneamente em Arapongas, Cascavel, Curitiba, Francisco Beltrão, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Maringá, Pato Branco e Umuarama. Em Maringá, o evento será realizado na Av. Getúlio Vargas (em frente à agência do Bradesco), Centro, das 9h às 16h.

Responsabilidade social
“Esta é uma ação de responsabilidade social que visa sanar dúvidas e evitar que o contribuinte caia na malha fina ou perca seu precioso tempo na fila de atendimento da Receita Federal”, afirma o presidente do SESCAP-PR, Mauro Kalinke.

A diretora regional do SESCAP-PR em Maringá, Miriam da Silva Braz, explica que a campanha é voltada especialmente aos contribuintes que ainda fazem sua declaração por conta própria. “A intenção dos empresários contábeis é evitar transtornos para o contribuinte que, muitas vezes, acaba cometendo erros simples ao preencher a declaração”, destaca.

Portal Declare Certo
Neste ano, a ação foi estendida e conta também com um portal da Campanha Declare Certo. A página exclusiva reúne notícias sobre a Declaração de Imposto de Renda, vídeos explicativos, curso on-line para empresários contábeis associados, além da relação de empresas participantes da ação. O site visa ampliar a tradicional campanha de orientação gratuita sobre o preenchimento da declaração anual.

Comente aqui


Quais as datas de restituição do IR 2017?

A Receita Federal já divulgou o calendário de restituição do Imposto de Renda de 2017. Segundo o fisco, as restituições serão priorizadas pela ordem de entrega das declarações 2017 e terão prioridade no recebimento os contribuintes com idade sessenta anos ou mais, os portadores de deficiência, física ou mental e as pessoas portadoras de moléstia grave. Confira o calendário:

 

1º lote 16 de junho de 2017
2º lote 17 de julho de 2017
3º lote 15 de agosto de 2017
4º lote 15 de setembro de 2017
5º lote 16 de outubro de 2017
6º lote 16 de novembro de 2017
7º lote 15 de dezembro de 2017
Comente aqui


Quais são as deduções permitidas?

Pode ser deduzido do imposto de renda as despesas feitas pelo contribuinte com a própria educação ou dos dependentes, até o limite individual de R$ 3.561,50. As despesas médicas, dele e dos dependentes declarados, também podem ser deduzidas, sem limites de valor. O contribuinte também pode descontar R$ 2.275,08 de cada dependente. Os gastos com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos até o limite de R$ 1.093,77 também podem ser descontados.

Do mesmo modo, podem ser abatidas, as contribuições pagas aos planos de previdência privada, pagamentos de pensão alimentícia, despesas com planos de saúde, e gastos lançados em livro caixa. As doações feitas ao Fundo da Criança e do Adolescente (FIA) até o dia 30 de abril também podem ser deduzidas.

Comente aqui


Quem é obrigado a declarar o IR?

É obrigado a declarar o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 no ano, ou que recebeu rendimentos isentos (como poupança) cuja soma foi superior a R$ 40 mil.

Também deve fazer a declaração quem obteve receita bruta com atividade rural acima de R$ 142.798,50, ou teve, até 31 de dezembro de 2016, posse ou propriedade de bens e direitos, inclusive terra nua, com valor superior a R$ 300 mil.

Quem obteve, em qualquer mês do ano, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, ou realizou operações em bolsas de valores e assemelhadas, também deve declarar a declarar.

Além desses, quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais também está obrigado.

Comente aqui


Começou a temporada de entrega da Declaração do IR

Começou a temporada de entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2017. O prazo final é dia 28 de abril. Você já está preparado para encarar o leão?

Para este ano a Receita Federal fez uma correção de apenas 1,5% na faixa de renda dos contribuintes. Isso significa que quem recebeu rendimentos tributáveis maiores que R$ 28.559,70 no ano passado está obrigado a prestar contas com o fisco. Na página 03 você pode conferir todas as pessoas que estão obrigadas a entregarem a declaração.

Uma das novidades para este ano é que os contribuintes terão de informar o número do CPF de dependentes a partir de 12 anos. No ano passado, a idade mínima era 14 anos. A tendência é que a Receita passe a exigir CPF de todos os dependentes nos próximos anos, independentemente da idade.

Outra mudança, é que a partir deste ano, a Receita vai requerer que corretores de imóveis informem o número do CPF de seus clientes. Isso já é obrigatório para médicos e advogados. A medida tem como objetivo evitar que as operações no mercado imobiliário sejam omitidas no acerto de contas com o leão. São comuns casos de contribuintes que omitem renda de aluguel, por exemplo.

O contribuinte tem duas opções para fazer a declaração do Imposto de Renda. A primeira é o modelo simplificado, opção geralmente indicada para quem não tem muitas despesas para deduzir.

A segunda opção é o modelo completo, normalmente indicado para quem tem muitas despesas para deduzir, como gastos com saúde, educação, dependentes etc. Nele, é necessário informar todos os gastos e rendimentos ocorridos em 2016.

Converse com o seu contador e avalie qual a melhor opção para você.

Comente aqui