IR2015



Caiu na malha fina? Saiba o que fazer

A Receita Federal do Brasil divulgou em dezembro o último lote de restituição do Imposto de Renda 2015. Quem não estava neste lote, nem nos seis lotes anteriores, automaticamente caiu na malha fina. Segundo o Fisco, 617.695 declarações ficaram retidas na malha no ano passado.

Os contribuintes nesta situação podem acessar o extrato da declaração para identificar os motivos que o levaram à malha fina, e fazer as devidas correções para ter a situação resolvida. O documento fica disponível no e-CAC que pode ser acessado pelo endereço https://cav.receita.fazenda.gov.br.

Assim como nos últimos anos, o principal motivo de retenção foi a omissão de rendimentos presente em quase 30% dos casos. Em segundo lugar, aparecem divergência de informações sobre despesas com previdência oficial ou privada, respondendo por 24% das retenções. Depois, com 21%, despesas médicas.

O empresário contábil Antonio Romero Filho explica que o ideal é se antecipar à intimação da Receita e tentar regularizar a situação o quanto antes. “Se a declaração apresenta informações incorretas ou incompletas, o contribuinte deve enviar uma declaração retificadora”, orienta.

Ao fazer a retificação você pode ficar isento de multas. A penalidade só é aplicada se houver IR a pagar e se o imposto não foi quitado. Antes de uma notificação da Receita, a multa é de 20% sobre o valor do imposto. No entanto, se o contribuinte for notificado pelo fisco, a multa já passa a ser de 75%.

Comente aqui


Imposto de Renda Solidário

Com a entrega da declaração do imposto de renda, eu quero convidar você, contribuinte, a ajudar os projetos e trabalhos sociais da sua cidade, por meio do FIA, o fundo da Infância e da Adolescência.

É muito simples. Pessoas físicas que declaram imposto de renda pelo formulário completo podem destinar até 3% do imposto devido até o próximo dia 30 de abril. Para isso basta procurar o seu contador. O processo é bem fácil e a sua ajuda apenas se restringe a repassar parte do seu imposto, ou seja, daquilo que você de qualquer forma enviaria para Brasília.

O próprio governo apoia a iniciativa. Até 2011 só era possível deduzir o recurso até dezembro do ano antecedente ao exercício da declaração. A partir de 2012, a Receita Federal abriu a possibilidade do contribuinte também deduzir as doações efetuadas entre 1º de janeiro e 30 de abril do ano exercício.

Já em 2013 o Fisco também permitiu que os contribuintes pudessem fazer as doações ao FIA diretamente na própria declaração, o que facilitou muito o processo. Como você pode ver o governo federal tem feito a sua parte. Agora só falta você fazer a sua! Converse com o seu contador e saiba como fazer o repasse. Declare com o coração!

Comente aqui


Quem pode ser declarado como dependente?

Pode ser declarado dependente o cônjuge ou o companheiro (a), com o (a) qual tenha filho (a) ou que viva a mais de 5 anos, inclusive os homoafetivos. Do mesmo modo, o filho (a) ou enteado (a) universitário ou cursando escola técnica até 24 anos, ou qualquer idade quando incapacitado física ou mentalmente para o trabalho.

Também pode ser declarado dependente irmão (a), neto (a) ou bisneto (a), quando o contribuinte detém a guarda judicial até 21 anos, 24 anos caso seja estudante e qualquer idade para o incapacitado.

Além desses, os pais, os avôs ou os bisavôs também podem ser declarados como dependentes, desde que estejam dentro do limite de isenção. Ainda pode ser declarado o absolutamente incapaz, do qual o contribuinte seja tutor ou curador, e o menor pobre até 21 anos, o qual o contribuinte eduque e que tenha a guarda judicial.

Comente aqui


Deduções permitidas para o IR 2015.

Pode ser deduzido do imposto de renda as despesas feitas pelo contribuinte com a própria educação ou dos dependentes, até o limite individual de R$ 3.375,83. As despesas médicas, do contribuinte e dos dependentes declarados, também podem ser deduzidas, sem limites de valor. O contribuinte também pode descontar R$ 2.156,52 de cada dependente. Os gastos com a contribuição previdenciária dos empregados domésticos, também podem ser descontados, até o limite de R$ 1.152,88.

Do mesmo modo, podem ser abatidas, as contribuições pagas aos planos de previdência privada, pagamentos de pensão alimentícia e gastos lançados em livro caixa. As doações feitas ao Fundo da Criança e do Adolescente, o FIA, até o dia 30 de abril também podem ser deduzidas.

Comente aqui


Quem é obrigado a entregar a declaração do imposto de renda?

É obrigado a declarar o contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis com soma anual igual ou superior a R$ 26.816,55, ou que recebeu rendimentos isentos, não tributáveis, como indenização trabalhista, ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil no ano.

Também é obrigado a declarar quem obteve receita bruta com atividade rural acima de R$ 134.082,75, ou tenha posse de bens ou propriedade, inclusive terra nua, até 31 de dezembro de 2014 com valor superior a R$ 300 mil.

Além desses, o contribuinte que obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas, também está obrigado a declarar.

Comente aqui


Começou a temporada de entrega do IR 2015

Começou no dia 02 de março a temporada de entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2015. O prazo para a entrega do documento vai até o dia 30 de abril. Ainda há bastante tempo, mas lembre-se, quanto mais cedo a entrega, mais vantagens!

A Receita Federal do Brasil não trouxe muitas novidades para 2015. Bem, no último ano, a receita lançou o aplicativo rascunho, lembra-se disso? Com a ferramenta, era possível inserir as informações no tempo em que elas aconteciam, gradativamente. Agora, com o início do prazo de entrega só é possível importar o arquivo com os dados.

A entrega da declaração por meio de tablets e smartphones continua a todo vapor. Você ainda pode ter a opção da declaração pré-preenchida, modalidade lançada no último ano. Neste caso, os dados da declaração são inseridos pela Receita e todo contribuinte precisa conferir e confirmá-los. Porém, essa modalidade só é válida para contribuintes com certificado digital.

Peça para o seu contador a edição impressa do Fato Gerador deste mês. O boletim traz informações fresquinhas sobre as regras do IR 2015.

Comente aqui


Antecipar a declaração do IR traz benefícios

Você já começou a preparar a documentação para a Declaração do Imposto de Renda de 2015? Ainda não? Já disse que o contribuinte que se adianta no processo tem uma série de benefícios. Você não quer ser uma daquelas pessoas que tem de esperar um ano para receber a restituição do imposto de renda, certo? Quem entrega a declaração nos primeiros dias tem grandes chances de entrar logo nos lotes iniciais da restituição. Então vamos lá!

Separe toda a documentação necessária para o preenchimento da sua declaração. Isso inclui: informe de rendimentos das fontes pagadoras; informações e documentos de outras rendas obtidas em 2014; recibos de despesas médicas, com educação e doações; informes de rendimentos das instituições financeiras; e contrato de compra e venda de imóveis ou veículos.

Ao começar o processo com antecedência fica mais fácil saber se há alguma pendência e, ainda, sobra tempo para ir atrás de algum documento que estiver faltando. Além disso, com mais tempo, é possível fazer uma análise mais cuidadosa do documento. Isso, diminui a chance da inclusão de um valor incorreto ou a omissão de dados na sua declaração.

Comente aqui