Mês: maio 2011



COMUNICADO DE RECALL AOS PROPRIETÁRIOS DOS VEÍCULOS DA MARCA CITROËN, MODELO C4 VTR.

COMUNICADO DE RECALL AOS PROPRIETÁRIOS DOS VEÍCULOS DA MARCA CITROËN, MODELO C4 VTR.

Fornecedor: PEUGEOT CITROËN DO BRASIL AUTOMÓVEIS LTDA.


* Informamos que, no intervalo da tabela acima, há veículos que não estão inclusos neste recall.
Para confirmação, contate o Serviço de Atendimento ao Cliente Citroën (SACC).

Componente(s) envolvido(s): Chicote da tampa traseira.
Razões técnicas: Não conformidade no conduíte do chicote da tampa traseira.
Solução: Controle e, se necessário, substituição do chicote da tampa traseira.
Riscos: Esse procedimento envolve segurança, pois uma não conformidade no conduíte do chicote da tampa
traseira pode não garantir a durabilidade ideal do chicote. Após numerosas manipulações da tampa,
uma degradação dos fios elétricos poderá aparecer e provocar um não funcionamento dos diversos
equipamentos elétricos da tampa traseira. Em casos extremos, poderão ocorrer curto-circuito
e princípio de derretimento do chicote, com risco de incêndio.
Data do início do atendimento: 31/5/2011, com prazo de duração indeterminado.
Local de atendimento e agendamento do serviço: Rede de Concessionárias Autorizadas
Citroën do Brasil.

Para informações adicionais, consulte:
REDE DE CONCESSIONÁRIAS CITROËN DO BRASIL
0800 011 8088 www.citroen.com.br

Comente aqui


Citroën C3 Picasso, mais um carro com para-brisa acústico no mercado brasileiro

Para-brisa reduz em 8 decibéis os ruídos de alta frequência e em 5 decibéis os de baixa frequência, provocados pelo vento e funcionamento do motor

São Paulo (SP), 30 de maio de 2011 – O C3 Picasso, que acaba de ser lançado pela Citroën, é mais um automóvel brasileiro a incorporar a tecnologia do para-brisa acústico da Saint-Gobain Sekurit, que amplia o padrão de conforto em virtude da redução entre 5 e 8 decibéis do nível de ruído do compartimento interno. Além dessa propriedade acústica, com 1.372 mm de largura e 1.006 mm de altura é um dos mais amplos para-brisas aplicados em automóveis da região do Mercosul, o que também resulta em maior nível de segurança, pela visão que proporciona.

“Nos sentimos gratificados pelo programa que realizamos em parceria com a engenharia da Citroën e que resultou num produto que contribui para elevar o padrão dos automóveis fabricados na região do Mercosul”, salienta José Luiz Redondo, diretor-geral da Saint-Gobain Sekurit.

Composto por duas lâminas de vidro com uma camada intermediária de PVB (polivinil butirol), o para-brisa do Citroën C3 Picasso neutraliza os ruídos de alta e baixa frequência que causam o desconforto e o comprometem o diálogo entre os ocupantes e a audição do sistema de som.

“Os testes de validação do produto, realizados em conjunto pelas engenharias da Saint-Gobain Sekurit e da Citroën, comprovaram a redução de 5 decibéis do nível de ruído de baixa freqüência, provocado pelo funcionamento do motor, e de 8 decibéis dos ruídos de alta frequência gerados pelo vento com o veículo em movimento”, explica o executivo.

 

Fonte:

Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

Comente aqui


Loeb/Elena vencem Rali da Argentina; é a sexta vitória da Citroën na temporada de 2011

Seis vitórias em sete provas. A Citroën deu continuidade à saga vitoriosa na temporada 2011 do Campeonato Mundial de Rali (WRC) com o triunfo de Sébastien Loeb/Daniel Elena no Rali da Argentina. Uma vitória dramática, obtida mesmo com o acréscimo de um minuto de punição em seu tempo final – e depois do erro que tirou da outra dupla da Citroën, Sébastien Ogier/Julien Ingrassia, um primeiro lugar que parecia certo até o último dia.
O Rali da Argentina permaneceu indefinido até o último minuto. Loeb/Elena, por sua vez, receberam um minuto de punição ainda no primeiro dia, por ignorar um posto de controle no estágio 4. O domínio inicial foi dos finlandeses Jari-Matti Latvala/Mikka Anttila, líderes nos dois primeiros dias, mas eles se atrasaram ao sofrer um acidente no estágio 14, realizado no segundo dia de rali. A liderança passou para Ogier/Ingrassia, seguidos pelo Citroën DS3 particular da dupla Petter Solberg/Christian Patterson. Uma pane no sistema da direção hidráulica fez Solberg/Patterson perderem rendimento e caírem de posição.
Com isso, o último dia do rali começou com Ogier/Ingrassia liderando no tempo acumulado, seguidos por Loeb/Elena – que empreenderam uma recuperação sensacional depois de cair para quinto por causa da punição – e por Mikko Hirvonen/Jarmo Lehtinen. A liderança de Ogier/Ingrassia não resistiu ao primeiro estágio do dia: uma capotagem provocou danos na direção hidráulica e fez a dupla ter que andar em um ritmo abaixo de suas possibilidades. Eles ainda chegaram ao Power Stage (o estágio final do rali, que dá pontos extras aos três primeiros colocados) com 3s03 de vantagem sobre Loeb/Elena, mas não tiveram qualquer possibilidade de fazer mais do que tentar chegar ao final do rali. No tempo acumulado, Ogier/Ingrassia terminaram em terceiro lugar. As diferenças entre os três primeiros colocados dão a medida exata do final eletrizante do rali. Loeb/Elena terminaram 2.4 segundos à frente de Hirvonen/Lehtinen e 7.3 à frente de Ogier/Ingrassia. Solberg/Patterson ficaram logo atrás, em quarto.
No final do rali, Loeb vibrava com a vitória. “Não achei que seria possível vencer depois de receber a punição”, admitia. “No estágio final, havia neblina e os primeiros tempos não foram promissores. Mas acelerei fundo, consegui ficar à frente de Hirvonen e, no final, acabamos em primeiro lugar.” Loeb também dirigiu algumas palavras a Ogier, que perdeu a vitória no último estágio do rali: “Sei perfeitamente o que ele deve estar sentindo. Já cometi erros similares. É frustrante e desapontador, mas acontece. Pelo menos ele conseguiu levar o carro até o final e isso é importante para a equipe”.
Ogier, por sua vez, não recorreu a subterfúgios para explicar o que aconteceu. “Foi um erro estúpido”, sintetizava. “Tudo o que precisávamos fazer era levar o carro até o final e vencer. Depois da capotagem, pudemos continuar, mas o carro estava danificado. Ficamos sem direção hidráulica e o pára-brisa estava quebrado. Sem direção hidráulica, o volante ficou inacreditavelmente difícil de manejar. Não havia como lutar pela vitória. Estou realmente desapontado”, lamentou.

Rali da Argentina – 26 a 29 de maio de 2011
Resultado final
1) Sébastien Loeb (França)/Daniel Elena (Mônaco), Citroën DS3, 4h03:56.9
2) Mikko Hirvonen (Finlândia)/Jarmo Lehtinen (Finlândia), Ford Fiesta RS, a 2.4
3) Sébastien Ogier (França)/Julien Ingrassia (França), Citroën DS3, a 7.3
4) Petter Solberg (Noruega)/Chris Patterson (Grã-Bretanha), Citroën DS3, a 32.6
5) Mads Ostberg (Noruega)/Jonas Andersson (Suécia), Ford Fiesta RS, a 5:16.8
6) Federico Villagra (Argentina)/Jorge Perez Companc (Argentina), Ford Fiesta RS, a 6:48.5
7) Jari-Matti Latvala (Finlândia)/Mikka Anttila (Finlândia), Ford Fiesta RS, a 11:34.5
8) Mattew Wilson (Grã-Bretanha)/Scott Martin (Grã-Bretanha), Ford Fiesta RS, a 13:32.7
9) Hayden Paddon (Nova Zelândia)/John Kennard (Nova Zelândia), Subaru Impreza, a 25:43.8
10) Patrik Flodin (Suécia)/Maria Andersson (Suécia), Subaru Impreza, a 33:34.1

Classificação do Campeonato Mundial de Rali (WRC) de 2011 após 5 de 13 etapas:
Pilotos – 1)
Sébastien Loeb (França), Citroën DS3, 126 pontos; 2) Mikko Hirvonen (Finlândia), Ford Fiesta RS, 113; 3) Sébastien Ogier (França), Citroën DS3, 96; 4) Jari-Matti Latvala (Finlândia), Ford Fiesta RS, 74; 5) Petter Solberg (Noruega), Citroën DS3, 61; 6) Mads Ostberg (Noruega), Ford Fiesta RS, 48; 7) Matthew Wilson (Grã-Bretanha), Ford Fiesta RS, 28; 8) Federico Villagra (Argentina), Ford Fiesta RS, 20; 9) Kimi Räikkönen (Finlândia), Citroën DS3, 18; 10) Henning Solberg (Noruega), Ford Fiesta RS, 10; 11) Daniel Sordo (Espanha), Mini John Cooper Works, 8; 12) Juho Hanninen (Finlândia), Skoda Fabia S2000, 8; 13) Martin Prokop (Rep. Tcheca), Ford Fiesta S2000, 7; 14) Ott Tänak (Estônia), Ford Fiesta S2000, 7; 15) Per-Gunnar Andersson (Suécia), Ford Fiesta RS, 6; 16) Khalid Al Qassimi (Emirados Árabes), Ford Fiesta RS, 5; 17) Dennis Kuipers (Holanda), Ford Fiesta RS, 3; 18) Hayden Paddon (Nova Zelândia), Subaru Impreza, 2; 19) Patrik Flodin (Suécia), Subaru Impreza, 1; 20) Bernardo Sousa (Portugal), Ford Fiesta S2000, 1 ponto.
Fabricantes – 1) Citroën Total WRT, 207 pontos; 2) Ford Abu Dhabi WRT, 174; 3) M-Sport Stobart Ford WRT, 75; 4) Petter Solberg WRT (Citroën), 49; 5) Munchi’s Ford WRT, 32; 6) Ice 1 Racing (Citroën), 26; 7) Team Abu Dhabi (Ford), 19; 8) FERM Power Tools WRT (Ford), 10; 9) Monster WRT (Ford), 8; 10) Brazil World Rally Team (Mini), 1; 11) Van Merksteijn Motorsport (Citroën), sem pontos.
Copilotos – 1) Daniel Elena (Mônaco), Citroën DS3, 126 pontos; 2) Jarmo Lehtinen (Finlândia), Ford Fiesta RS, 113; 3) Julien Ingrassia (França), Citroën DS3, 96; 4) Miika Anttila (Finlândia), Ford Fiesta RS, 74; 5) Chris Patterson (Grã-Bretanha), Citroën DS3, 61; 6) Jonas Andersson (Suécia), Ford Fiesta RS, 48; 7) Scott Martin (Grã-Bretanha), Ford Fiesta RS, 28; 8) Kaj Lindström (Finlândia), Citroën DS3, 18; 9) Jorge Perez Companc (Argentina), Ford Fiesta RS, 16; 10) Ilka Minor (Áustria), Ford Fiesta RS, 10; 11) Carlos del Barrio (Espanha), Mini John Cooper Works, 8; 12) Mikko Markkula (Finlândia), Skoda Fabia S2000, 8; 13) Jan Tománek (Rep. Tcheca), Ford Fiesta S2000, 7; 14) Kuldar Sikk (Estônia), Ford Fiesta S2000, 7; 15) Emil Axelsson (Suécia), Ford Fiesta RS, 6; 16) Michael Orr (Grã-Bretanha), Ford Fiesta RS, 5; 17) José Diaz (Argentina), Ford Fiesta RS, 4; 18) John Kennard (Nova Zelândia), Subaru Impreza, 2; 19) Bjorn Degandt (Bélgica), Ford Fiesta RS, 2; 20) Frederic Miclotte (Bélgica), Ford Fiesta RS, 1; 21) António Costa (Portugal), Ford Fiesta S2000, 1; 22) Maria Andersson (Suécia), Subaru Impreza, 1 ponto.

Calendário do Campeonato Mundial de Rali (WRC)
10 a 13 de fevereiro, Suécia
3 a 6 de março, México
24 a 27 de março, Portugal
14 a 16 de abril, Jordânia
5 a 8 de maio, Itália
26 a 29 de maio, Argentina
16 a 19 de junho, Grécia
28 a 31 de julho, Finlândia
18 a 21 de agosto, Alemanha
8 a 11 de setembro, Austrália
29 de setembro a 2 de outubro, França
20 a 23 de outubro, Espanha
10 a 13 de novembro, Grã-Bretanha

Fonte:

CITROËN DO BRASIL

DIRETORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS E IMPRENSA

Comente aqui


Simulador de direção comprova sua eficácia em autoescolas

Os simuladores de direção, uma realidade nas autoescolas do Brasil, tem agora  a sua eficácia comprovada. Em testes durante o processo atual de aprendizado,  o equipamento demonstrou grande utilidade na preparação dos futuros motoristas, fazendo com que partes importantes do aprendizado aconteçam já com maior segurança e preparo do aluno.
Os instrutores das aulas práticas de volante afirmam que o aluno chega ao carro com uma noção muito maior das ações básicas e mesmo avançadas que o motorista precisa adquirir para dirigir com segurança. Mesmo em atividades mais avançadas como dirigir em tráfego pesado ou manobras delicadas como o estacionamento em grandes pátios cheios e ruas estreitas o aluno apresenta uma habilidade incomum.
A familiaridade que o aluno apresenta com a atividade impressiona os instrutores, que afirmam que finalmente encontram tempo para avaliar e preparar bem o aluno para as reais dificuldades do trânsito.
Ao mesmo tempo, um fator importante de redução da ansiedade pelo primeiros contatos com o veículo é superada já no inicio do treinamento, permitindo que o aluno saiba o que vai enfrentar sem que o fator psicológico predomine sobre as questões técnicas.
O estudo oferece razões de sobra para comprovar o motivo da previsão dos legisladores ao inserir a obrigação dos equipamentos já há tanto tempo. Economia, consciência social, ecologia e segurança estão privilegiados na pauta, para se lembrar apenas dos aspectos mais presentes em nosso dia-a-dia.

O simulador é oferecido também como um software para o aluno usar em casa, e aumentar suas horas de experiência ao volante. Pode ser instalado em qualquer computador pessoal atual, sem necessidade de nenhum equipamento adicional. Graças a essa facilidade o motorista terá chance de multiplicar muito suas horas de treinamento sem custos adicionais nem riscos desnecessários.

Versão de teste gratuita no site www.simuladorbrasil.com.br.

Os interessados em experimentar o equipamento em atividade, podem agendar uma visita e experimentar o equipamento completo na Rua Teodoro Sampaio, 464, Pinheiros, São Paulo, próximo ao Metrô Clínicas.

Vídeos e comentários do simulador:

http://www.youtube.com/watch?v=8ypfCnbXjVk

http://www.youtube.com/watch?v=EtHU1anF5_4

http://www.youtube.com/watch?v=4eAewHw7ddE
Fonte:

Luiz Fonseca

[email protected]

Comente aqui


Citroën AIRCROSS: carro oficial do Ironman 2011 em Florianópolis

O Citroën AIRCROSS foi o carro oficial do Ironman 2011, competição internacional que reuniu mais de dois mil atletas em Florianópolis, nas provas de “triathlon”. A Citroën do Brasil, como parte de sua estratégia de Marketing, e a concessionária catarinense Le Monde apoiam a prova com a cessão de quatro unidades do Citroën AIRCROSS na cor branca a serem utilizados na movimentação dos atletas e da organização do evento. Um dos modelos será o carro-madrinha da prova, levando o cronômetro no teto de forma a permitir a visualização do tempo real do líder da competição.
Nelson Fuchter Filho, diretor do Grupo Le Monde, com concessionárias nas cidades de Florianópolis, Blumenau, Itajaí, Criciúma, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages e Tubarão – destaca que o Ironman 2011 é o cenário perfeito para a exposição dinâmica do Citroën AIRCROSS durante as mais de dez horas previstas para a competição. “É muito grande a identificação do produto com o seu público alvo presente na prova, formado principalmente por jovens dinâmicos que amam a liberdade e o desafio das competições mais radicais”.

FONTE:

CITROËN DO BRASIL

DIRETORIA DE RELAÇÕES PÚBLICAS E IMPRENSA

Comente aqui


Renault Fluence é o grande vencedor do guia “Qual Comprar 2011”, da revista AutoEsporte

Numa acirrada disputa com mais de 150 modelos à venda no mercado nacional, o Renault Fluence foi o campeão do guia “Qual Comprar 2011”, produzido pela revista Autoesporte, da Editora Globo. O Fluence superou automóveis nacionais e importados com preços sugeridos de até R$ 150 mil. Além de faturar o título geral, o Renault Fluence também foi o melhor em sua categoria: a de sedãs médios, à frente de Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Vectra, Ford Focus Sedã, Fiat Linea e Peugeot 408.

 

Fonte:

Renault – Sala de Imprensa

Comente aqui


Scania entrega primeiro lote de ônibus movido a etanol para a cidade de São Paulo

Combustível renovável é capaz de reduzir a emissão de CO2 em até 90%

A Scania Brasil entregou dia 26 de maio as primeiras unidades dos ônibus movidos a etanol para a Viação Metropolitana, uma das operadoras do sistema de transportes da cidade de São Paulo.  O protocolo de intenções para a compra dos veículos, assinado em 25 de novembro de 2010, prevê a entrega de 50 unidades do modelo K 270 4×2 ainda neste primeiro semestre. A montadora também será responsável por garantir a manutenção preventiva dos veículos até 120 mil quilômetros rodados por unidade.

“Com a entrega das primeiras unidades, a Scania e a Prefeitura da cidade de São Paulo passam a oferecer uma alternativa real de modelo de transporte mais sustentável e que pode garantir um futuro mais saudável à população. O Etanol é a melhor solução dentre os combustíveis renováveis por apresentar a melhor relação custo x eficiência em níveis de emissões e disponibilidade”, afirma Wilson Pereira, gerente executivo de Vendas de Ônibus da Scania Brasil.

Os novos ônibus sustentáveis K 270 4×2 da Scania possuem motor de 9 litros, 270 cavalos de potência, e serão abastecidos com etanol adicionado a 5% de aditivo promovedor de ignição. Esse combustível renovável é capaz de reduzir a emissão de CO2 em até 90%. Os motores Scania movidos a etanol já atendem às exigências da legislação brasileira de emissão de gases poluentes e o Conama P7, que só entrará em vigor no País em 2012, além da EEV (Enhanced Environmentally Friendly Vehicles), norma obrigatória na União Européia.

Para a Scania o Etanol é agora

A montadora sueca decidiu adotar como estratégia global de negócio a comercialização de produtos que oferecem as melhores soluções na redução na emissão de gases poluentes, aliando economia de combustível e eficiência operacional.  Para Scania, o combustível etanol representa a principal solução  sustentável para a modalidade de transporte na atualidade e defenderá essa idéia participando nos dia 06 e 07 de junho do Ethanol Summit 2011. Patrocinadora do evento, a montadora sueca é referência mundial no desenvolvimento de produtos motores movidos ao combustível renovável.

Por acreditar no ônibus a etanol desde a década de 80, a Scania adquiriu ao longo dos anos uma enorme experiência no segmento. “Há 30 anos comercializamos o produto na Europa. Hoje, temos aproximadamente 800 unidades rodando no mundo inteiro, especialmente em Estocolmo. Agora, saímos na frente na disputa pelo mercado brasileiro”, ressalta o executivo.

Para cumprir as metas de política ambiental, todo o município paulista deve ter uma frota de ônibus composta por veículos movidos a combustíveis 100% renováveis até 2018.

A Scania é referência mundial em veículos pesados movidos a etanol e participa como patrocinadora oficial do Ethanol Summit 2011. Desde a década de 1980, a montadora sueca trabalha no desenvolvimento e na fabricação de motores movidos por esse combustível renovável. Atualmente, mais de 800 ônibus Scania abastecidos com etanol brasileiro circulam na Europa, principalmente na cidade de Estocolmo, que assumiu o compromisso ter a metade do transporte de passageiros em sua região central movida por biocombustíveis até 2012.

Para mais informações a respeito do Ethanol Summit acesse: www.ethanolsummit.com.br

Para mais informações a respeito da Scania acesse: www.scania.com.br

 

Fonte:

Scania Brasil – Assessoria de Comunicação

Renata Nascimento

S/A Comunicação

Fernando Irribarra

 

Comente aqui


Heliar fecha convênio com o Senai para programa nacional de formação profissional em sistema elétrico de veículos

A Heliar, uma das principais marcas de baterias da América do Sul, anuncia que estabeleceu convênio com o SENAI para o desenvolvimento de um programa nacional de desenvolvimento tecnológico e de formação de profissionais qualificados na área de sistema elétrico de veículos e diagnóstico de baterias. Trata-se de um dos mais amplos programas de capacitação profissional do País com o objetivo de beneficiar profissionais das unidades onde o SENAI possui unidades educacionais.

Pelo acordo, o SENAI será responsável pela cessão das instalações de seus departamentos regionais, a nomeação de instrutores para os cursos a serem ministrados e a expedição de certificados aos participantes aprovados. A Heliar deverá ceder aos departamentos regionais do SENAI, por doação ou comodato, materiais didáticos, literatura técnica, baterias, equipamentos de diagnóstico, analisadores, carregadores e ferramentas (além de conjuntos e agregados necessários para os cursos).

Com validade de dois anos, o convênio foi estabelecido por Rafael Esmeraldo Lucchesi Ramacciotti, diretor-geral do SENAI, e por Carlos Vitório Zaim, presidente da Johnson Controls – responsável pela marca Heliar – no último dia 1º. de abril, em Brasília, e poderá ser renovado de comum acordo entre as participantes. Inicialmente, os cursos serão destinados a pessoas indicadas pela rede de distribuidores Heliar, onde os interessados poderão solicitar informações.

José Ranieri, gerente de marketing e de novos negócios da empresa, informa que o convênio é mais um programa do modelo comercial de Baterias Heliar voltado para a capacitação e o aperfeiçoamento profissional dos aplicadores. “Estamos satisfeitos com o convênio estabelecido com o SENAI, instituição que nos ajudará a prover conhecimento e aperfeiçoar profissionais que terão a missão de transmitir aos consumidores a imagem de qualidade dos nossos produtos e dos nossos serviços”, enfatiza Ranieri.

Formação completa

O curso de formação de profissionais em baterias envolverá aulas teóricas e práticas sobre a função da bateria, o seu funcionamento e a sua composição tecnológica (grades, placas, material ativo, polos e eletrólito), correta aplicação do produto, noções de eletricidade, tipos de baterias, características técnicas e leitura do catálogo de aplicação. Também envolve testes, diagnósticos e ações preventivas, por intermédio de análise elétrica do veículo, causas e defeitos.

 

Fonte:

Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

 

Comente aqui


Estudo da MITI Inteligência aponta a situação do transporte brasileiro, segundo a opinião da população

Dados mostram como o público avalia as condições de portos, rodovias, metrôs e aeroportos

Entre 25 e 29 de março, a MITI Inteligência realizou um estudo inédito sobre a infraestrutura de transportes no Brasil. Foram monitoradas as mídias sociais para avaliar o que os usuários falam sobre aeroportos, metrôs, portos, rodovias e infraestrutura. “É um assunto que está sendo bastante comentado, principalmente por conta das obras que precisam ser realizadas para que o país sedie com sucesso a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Nas mídias sociais, o buzz somou mais de 11.500 interações em apenas cinco dias”, comenta Elizangela Grigoletti, gerente de inteligência e marketing da MITI Inteligência.

O maior número de citações foi a respeito de aeroportos (35%), seguido das rodovias (31,5%), metrô (15%) e portos (13%). No primeiro caso, percebe-se uma quantidade considerável de “check-in” por meio das redes sociais de geolocalização (como o Foursquare) e também interações que apenas comentam sobre o uso dos aeroportos. “Nota-se que as pessoas têm grande interesse em falar que estão indo ou já estão em um aeroporto, até mesmo como sinal de status. Pouco se fala, entretanto, sobre obras ou falhas na estrutura desses locais. Quando se trata de problemas com viagens aéreas, os passageiros reclamam das companhias e não dos aeroportos”, observa.

Entre as interações a respeito das rodovias, a maior parte (30%) mencionou a rápida reconstrução das estradas no Japão, após a catástrofe natural que aconteceu no país. Muitas dessas menções envolveram comparações entre as infraestruturas japonesa e brasileira. “No caso das rodovias, houve um grande número de interações (24%) sobre acidentes ou as condições das estradas, o que mostra a posição das mídias sociais como importantes fontes de informação no cotidiano das pessoas”.

Os usuários do metrô também mencionam o uso diário, por meio de “check-in” ou apenas de citações sobre onde estão, mas também falam sobre acidentes, lotação e as obras que acontecem nesse sistema de transporte. “As interações sobre o metrô trazem as impressões da população sobre a qualidade do transporte público no país. Cabe à gestão pública usar as redes para entender quais são as críticas dos usuários e onde devem investir esforços e recursos”, ressalta Elizangela.

Sobre a MITI Inteligência

Com dez anos de atuação, a MITI Inteligência (miti.com.br) possui uma completa rede de monitoramento, através de plataformas de rádio e TV – Só Clipping, mídias sociais – postX e mídias on-line, segmento no qual é líder nacional com a plataforma Clipping Express. Agora, oferece também a ferramenta Clipping Retrô, que permite a pesquisa em mais de 120 milhões de notícias, armazenadas desde 2002.

Em 2010, passou também a oferecer soluções em inteligência de mercado aos seus clientes, utilizando suas bases tecnológicas para apuração, cruzamento e análise de dados. Os estudos e pesquisas desenvolvidos fornecem informações estratégicas para auxiliar as empresas na tomada de decisões institucionais e competitivas.

 

Fonte:

Literato Comunicação e Conteúdo

www.literatocomunicacao.com.br

Melina Pockrandt (41) 9677-7295

 

1 Comentário


Mitsubishi Cup chega a Santa Catarina, neste sábado, para esquentar Mafra

Categoria Triton RS - Foto: Theo Ribeiro

Os motores dos autênticos 4×4 voltam a roncar no sábado, 28/5, quando acontece a largada da Mitsubishi Cup, em Mafra, Santa Catarina. A terceira etapa de um dos mais tradicionais ralis de velocidade cross country do País terá como palco a Fazenda Marivana, onde foi preparada uma pista exclusiva de cerca de 30 quilômetros com muitas subidas e descidas, curvas e retas, cenário perfeito para altas disputas e muita competitividade.
As cinco categorias L200 Triton RS, L200 RS, Pajero TR4 ER (Etanol Racing), Pajero TR4 ER Light e Pajero TR4R farão três provas no mesmo percurso, com largadas a partir das 8h30, 11h00 e 13h30. Vale ressaltar que o novo carro de competição Pajero TR4 ER, movido a etanol, trouxe duas novas categorias para a temporada e acirrou ainda mais o campeonato. Como tornou-se nacional em 2011, a Mitsubishi Cup ganhou o reforço das duplas do Nordeste que também estão fazendo bonito nas etapas.
Um dos diferenciais da etapa catarinense é que o público terá seu espaço garantido. Uma arquibancada com capacidade para 500 pessoas foi construída com visão privilegiada da pista. Além do mais, boa parte do percurso poderá ser vista também da estrada que dá acesso à fazenda. Na edição do ano passado, cerca de 2 mil pessoas prestigiaram a etapa.
Com sete etapas ao longo de 2011, a Mitsubishi Cup entra no seu 12º ano, tem uma das maiores premiações do automobilismo nacional e distribuirá aproximadamente R$ 570 mil durante a temporada.
A Mitsubishi Cup conta com patrocínio do Itaú, Gol Linhas Aéreas, Castrol, Pirelli, Magneti Marelli, Transzero, Mira, Mapfre, Daslu Homem e Artfix.
Programação Mitsubishi Cup – 3ª etapa Mafra/SC
27/maio- sexta-feira
10h às 17h00 – Vistoria das L200 RS, Pajero TR4 ER e Pajero TR4 R
19h00 – Briefing para pilotos e navegadores
Local /Vistoria e Briefing: Universidade do Contestado (UNC) – Entrada pela Av. Presidente Nereu Ramos, altura 1.088
28/maio- sábado
08h30 – Largada da primeira prova
11h00 – Largada da segunda prova
13h30 – Largada da terceira prova
16h30 – Premiação
Local /Pista: Fazenda Marivana – Estrada para Fazenda Potreiro s/n, continuação da Av. Cel. Severiano Maia / Jardim América

Fonte:

Giorgia Torello – Assessoria de Imprensa
Mércia Suzuki – Lide Comunicação
Thiago Padovanni – Lide Comunicação

Comente aqui