Mês: março 2013



Salão de Nova York: Nissan mostra Pathfinder híbrido e táxi da mobilidade

  • Nova opção do renovado utilitário esportivo terá autonomia de 847 km
  • NV200, o “Táxi do Futuro” da cidade de Nova York ganha versão acessível para cadeirantes
  • Evento abre as portas ao público hoje e vai até dia 7 de abril

Nova York, 28 de março de 2013 – A Nissan marca presença no Salão Internacional de Nova York 2013 com novidades voltadas à economia de combustível e acessibilidade, reforçando seu compromisso, e preocupação constante, com o meio ambiente e a mobilidade. Os destaques da marca no evento são o reestilizado utilitário esportivo Pathfinder híbrido e a versão para cadeirantes do NV200, modelo escolhido pela cidade sede do evento como veículo que equipará a táxis a partir deste ano, dentro do programa “Táxi do Futuro”.

Quem for ao Jacob Javits Center, em Manhattan, entre hoje e 7 de abril, poderá conferir o motor híbrido que a Nissan introduz no mercado com a quarta geração do Pathfinder. A nova versão, prevista para chegar às concessionárias do mercado dos Estados Unidos em setembro, é o primeiro de uma série de modelos que a marca irá disponibilizar nos próximos anos. Sucesso em todo o mundo, o utilitário esportivo Pathfinder teve seu design reestilizado em outubro do ano passado, fato que colaborou para que suas vendas dobrassem.

O Pathfinder Hybrid é movido por um motor a gasolina 2.5 superalimentado, que trabalha com outro elétrico de 15 kW. Ambos estão conectados ao sistema de controle híbrido Nissan Intelligent Dual Clutch (Embreagem Dupla Inteligente da Nissan). Essa versão híbrida será oferecida por cerca US$ 3 mil (R$ 6 mil) a mais que o Pathfinder equipado com o motor a gasolina de V6 3.5, que custa US$ 30.250 mil (R$ 60.500 mil) na opção de entrada.

Outro destaque da Nissan no evento é a versão acessível para cadeiras de rodas do NV200, modelo escolhido para equipar toda a frota de táxis da cidade de Nova York a partir deste ano. O NV200 Acessível conta com uma rampa na traseira e um inédito sistema de retenção, que oferece segurança e rapidez na acomodação das cadeiras de rodas. A adaptação foi feita pela empresa de origem indiana BraunAbility.

O acesso pela rampa traseira elimina a exposição do cadeirante ao trânsito para entrar no táxi, detalhe fundamental para o sistema de vias de mão única de Nova York. O “Táxi Nissan da Mobilidade” se parece e funciona como um NV200 Táxi normal até que seja necessária a utilização da rampa. Será identificado pelo símbolo universal de portadores de necessidades especiais no capô.

Andy Palmer, Vice-Presidente Executivo da Nissan, afirma que o objetivo da companhia é liderar soluções inovadoras para os desafios modernos da mobilidade com a meta de atingir emissão zero por completo, como no LEAF. “Isso significa criar veículos limpos, eficientes em consumo como o Pathfinder Hybrid e o NV200 Táxi da Mobilidade, que servem para as pessoas de locomoverem com funcionalidade e baixas emissões”, diz.

A Nissan também apresenta no evento a NV200 “Gibson Repair & Restoration Van”, unidade customizada móvel da lendária loja Gibson Guitars’ Repair & Restoration, de Nashville, Tennesse.

Fonte:

Nissan do Brasil

XComunicação

Comente aqui


Teatro Renault recebe o musical O Rei Leão, o musical de maior sucesso da Broadway de todos os tempos

Do mundo mágico da Disney para o Brasil. O Teatro Renault, em São Paulo, é o palco da primeira apresentação do espetáculo “O Rei Leão”, na América do Sul, que estreia hoje. O musical, que está em seu 16º ano, chega ao país credenciado com o título de maior bilheteria da Broadway de todos os tempos.

O Teatro Renault faz parte da estratégia da marca de gerar proximidade cada vez maior no dia a dia dos brasileiros. Em outubro de 2012, a Renault firmou os direitos de naming rights da principal sala de espetáculos de projeção internacional de São Paulo (antigo Teatro Abril).

Mais de 68 milhões de pessoas já assistiram “O Rei Leão”, e, agora, é a vez de os brasileiros se encantarem com as apresentações no espetáculo.  Para isso, o Teatro Renault foi completamente adaptado para receber o musical. Desde o palco até os urdimentos, houve mudanças para receber as grandiosas estruturas. Do backstage à plateia é possível ver as melhorias feitas na casa, entre elas dois balcões para os percursionistas que fazem parte da ação do show.

Para a estreia no Brasil, foram recebidos 22 containers com mais de 35 toneladas de material (somente para o palco foram sete toneladas de piso). Cenários, figurinos, objetos de cena e demais apetrechos necessários para trazer ao Brasil o musical vieram dos Estados Unidos, Londres e Austrália. Além disso, as esculturas animadas que dão vida ao musical foram confeccionadas no Canadá exclusivamente para a peça. Já as perucas utilizadas no musical também são exclusivas e foram confeccionadas em Londres de acordo com o molde de cabeça de cada ator e bailarino.

“O Rei Leao” também traz ao Brasil tecnologia de automação inédita na América Latina. Todos os técnicos fizeram workshops com profissionais da Inglaterra, Estados Unidos e Alemanha, para apresentar no palco do Teatro Renault exatamente o que é visto nas produções do musical ao redor do mundo.

A versão brasileira de “O Rei Leão” é produzida pela TIME FOR FUN, com direção de Julie Taymor e produção de Thomas Schumacher (produtor e presidente da Disney Theatrical Productions). A versão brasileira traz Gilberto Gil como autor/tradutor das canções do musical. A tradução do script é assinada por Rachel Ripani.

Diversão com conforto

O Teatro Renault tem capacidade para 1.552 espectadores, sendo 489 lugares no balcão, 104 nos camarotes e 959 na plateia. O foyer e a fechada em art nouveau, tombados pelo patrimônio histórico, remetem à época em que Avenida Brigadeiro Luís Antonio era um dos endereços mais elegantes da cidade de São Paulo.

O Teatro Renault está localizado no mesmo local onde funcionava o antigo cineteatro Paramount, inaugurado em 1929 e cenário de importantes momentos da história cultural do Brasil, como a exibição do primeiro filme falado na América Latina.

Em 1969 um incêndio destruiu parcialmente o prédio. Após sua reconstrução, na década de 1970, seu espaço foi dividido entre salas de projeção e auditórios. Mas, mesmo com seu tombamento na década seguinte, o local fechou suas portas em 1996, voltando à cena paulistana em 2001..

Fonte:

Renault – Assessoria de Imprensa 

Adriana Costa – Institucional

Ubirajara Alves – Institucional

GlendaPereira – Produto
Arthur Santos – Produto

 

1 Comentário


Audi TT RS de 340 cv

 

·         Vendas na Europa começaram em março de 1998. Em outubro, o esportivo foi apresentado ao público brasileiro, com chegada triunfal de helicóptero ao Salão Internacional do Automóvel de São Paulo.

·         Veículo, que está na segunda geração, levou o título de carro mais bonito do mundo em 2006.

·         Para comemorar o sucesso do modelo, a Audi comercializara 15 unidades da versão mais recente e esportiva RS, que foi apresentada oficialmente no país no último salão, em outubro.

São Paulo, 28 de março de 2013 – Para os fãs de design, ele arranca suspiros. Para os amantes de velocidade, tira o fôlego! A Audi está comemorando, em 2013, os 15 anos de lançamento do Audi TT: carro-ícone da montadora alemã, que se tornou um marco da inovação tecnológica e do design automotivo.

O projeto do Audi TT foi desenvolvido para dar início à família de esportivos da marca e buscou inspiração nos fundamentos da Escola Bauhaus – ícone do design alemão – para esculpir um autêntico clássico, que mantém o charme atualizado.

O estilo limpo, as formas robustas e a adoção de pneus grandes foram fundamentais para deixar o modelo inconfundível e impressionaram o mercado desde o início. Ainda como protótipo, o TT fez sua avant-première no Salão de Frankfurt, em setembro de 1995, e roubou a cena, pelo design inovador e pela sofisticação dos materiais aplicados à sua construção. Detalhes aparentemente simples, como a tampa do reservatório em alumínio, levaram o modelo a outro nível de acabamento. Aliás, a carroceria construída com materiais leves, grande parte em alumínio, foi outra inovação do esportivo.

Ainda em meados da década de 90, o protótipo da versão Roadster apareceu no Tokyo Motor Show e também virou sensação. Tudo pronto para dar início à produção em série do Audi TT Coupé, a partir de 1998. O Roadster chegou um ano depois ao mercado europeu. O esportivo é produzido na planta de Gyor, no oeste da Hungria.

História no Brasil e no mundo

Já consagrado na Europa, o Audi TT merecia um desembarque especial no Brasil, em 1998. O evento escolhido para apresentar o modelo ao público foi o Salão do Automóvel de São Paulo, em outubro daquele ano. A chegada não poderia ter sido mais especial: o carro veio literalmente ”voando” para o evento. Içado a um helicóptero, o veículo chegou ao Pavilhão de Exposições do Anhembi chamando atenção do público e de quem estava nas ruas ao descer na pista do sambódromo, ao lado do principal centro de exposições do país. A repercussão foi grande na mídia brasileira e do exterior.

Evolução, não revolução

Depois de oito anos em produção com o mesmo estilo e sucesso nas vendas, feito raro na última década, a segunda geração do Audi TT foi lançada em 2005. Os designers mantiveram a silhueta harmoniosa e o desenho clássico, com o teto em suave declínio até a traseira arredondada, mas modernizaram o veículo – foi adotado um spoiler, que se ergue quando a velocidade passa dos 120 km/h e o uso da ampla grade frontal, característica dos modelos da marca. A identidade original do TT foi preservada, com pequenas alterações no comprimento e largura – a segunda geração ficou ligeiramente mais longa e larga do que a original.

Criar a segunda geração do TT foi um grande desafio para o designer italiano Walter de Silva, que na época era responsável pela área de estilo da Audi e atualmente é o chefe do departamento de design de todo grupo Volkswagen. Sua missão era substituir o primeiro TT, um modelo de personalidade forte, mantendo sua identidade à primeira vista. Para chegar ao desenho da segunda geração, a equipe seguiu o lema “evolução, não revolução” e o resultado conquistou crítica e público.

Em 2006, o Audi TT foi eleito o carro mais bonito do mundo, em um concurso promovido pela revista especializada alemã Auto Bild, com votação aberta aos leitores da publicação. O designer italiano Walter de Silva teve, naquela ocasião, quatro premiações. O cupê esportivo Audi TT, o SUV Audi Q7 e o carro-conceito Shooting Brake venceram em suas categorias. O TT foi além e levou ainda o prêmio mais cobiçado do concurso: o título de carro mais bonito do mundo dos últimos dozes meses, entre 146 veículos.

Dois anos depois, para comemorar os dez anos de lançamento do Audi TT, em 2008, a montadora alemã apresentou ao mercado mundial uma versão mais apimentada e arrojada do modelo: o Audi TTS. Com alguns detalhes de acabamento diferenciados, como dois pares de saída de escapamento, capa do retrovisor externo em alumínio e emblemas TTS na grade dianteira, na traseira e na soleira, o automóvel ganhou motor 2.0 TFSI de quatro cilindros e 272 cv de potência, 61 cv a mais do que a versão tradicional do TT Coupé equipada com motor 2 litros, na época com 200 cv (atualmente esta versão tem 211 cv de potência).

Com isto, a aceleração de 0 a 100km/h caiu para 5,2 segundos na versão Coupé (quatro lugares) e 5,4 segundos na versão Roadster (dois lugares); e a velocidade máxima é de 250 km/h limitada eletronicamente.

Audi TT RS: desempenho poderoso e estilo inconfundível

No último trimestre do ano passado foi a vez de desembarcar no mercado brasileiro as versões ainda mais esportivas do automóvel: o Audi TT RS Coupé e Roadster. Desenvolvido para andar sempre na frente, o carro vem equipado com o premiado motor 2.5 TFSI com injeção direta de combustível (eleito duas vezes seguidas o Motor do Ano em sua categoria por um júri internacional de jornalistas), tração integral quattro e câmbio S tronic de sete velocidades.

O propulsor de cinco cilindros, que faz parte do DNA da marca Audi, 2.5 litros turbocharged FSI, de 2.480 cm3, com injeção direta de gasolina, equipa o novo Audi TT RS. O motor tem potência específica de 137,1 cv por litro (340 cv no total) e o torque máximo de 450 Nm em baixas rotações – 1.600 rpm – e mantém-se constante até 5.300 rotações. Com isto, oferece excelente elasticidade e proporciona respostas mais eficientes e rápidas nas retomadas de velocidade e nas acelerações.

A “trilha sonora” do propulsor é intensificada por um flap na saída esquerda do escape. Quando o motorista aperta a tecla Sport, o som da unidade de cinco cilindros torna-se ainda mais intenso e a capacidade de resposta é ainda maior.

O TT RS Coupé acelera de 0 a 100 km/h em 4,3 segundos e na versão Roadster faz em 4,4 segundos. A velocidade máxima (limitada eletronicamente) é de 250 km/h e o consumo, graças a um sistema de recuperação de energia que contribui para maior eficiência, é de apenas 11,75 km/litro na média combinada entre cidade e estrada.

O Audi TT RS vem com transmissão de sete velocidades S tronic, sistema de dupla embreagem e layout compacto de três eixos, amplamente espaçados, e com a sétima marcha concebida também para ultrapassagens. A tração integral quattro é de série.

O sistema de dupla embreagem trabalha com as marchas pré-engatadas, de modo que a mudança de marcha é feita de maneira extremamente suave, em centésimos de segundo, sem interrupção perceptível do fluxo de potência. O câmbio pode ser operado em dois modos automáticos e um modo manual, por meio de shift-paddles no volante ou ainda pela alavanca seletora, para trocas manuais.

O Audi TT RS Coupé possui uma relação peso-potência de apenas 4,5 kg por cv. Este valor foi conseguido graças, principalmente, ao sistema de construção ultra-leve Audi Space Frame (ASF), com carroceira feita em alumínio e chapa de aço. A versão Coupé pesa apenas 1.475 kg e a Roadster, 1.535 kg.

O novo Audi TT RS vem equipado com rodas de 19 polegadas e pneus 255/35. A suspensão esportiva rebaixa a carroceria do veículo em 10 milímetros e o Audi Magnetic Ride modifica os amortecedores de acordo com a necessidade. Neste sistema de amortecimento de alta tecnologia, minúsculas partículas magnéticas circulam no óleo dos amortecedores. Quando é aplicada uma voltagem, estas partículas modificam as características de amortecimento em milésimos de segundo. Esta regulagem adaptável proporciona, de acordo com a situação de condução e preferência do motorista, mais conforto na rodagem ou dirigibilidade esportiva.

O Audi TT RS Coupé possui aerofólio traseiro fixo e de dimensões ampliadas em relação ao modelo convencional. Outro destaque externo são os espelhos retrovisores eletricamente ajustáveis com capa em alumínio.

A versão Roadster vem ainda com capota elétrica e defletor de vento. A capota, desenvolvida com uma mistura de aço e alumínio para ficar ainda mais leve, possui sistema de acionamento automático por meio de uma tecla localizada no console central do veículo. A capota se abre em 12 segundos, graças ao sistema de dobras Z, que além de tornar o processo mais rápido, ocupa também menos espaço. O fechamento completo é feito em 14 segundos. A capota do Audi TT RS Roadster é composta por um material especial que funciona como isolante acústico e térmico, algo muito importante para carros conversíveis.

Segurança total e tecnologia

Em termos de segurança para os ocupantes do veículo, o Audi TT RS é completo: o modelo vem equipado com air bags frontais e laterais dianteiros; cintos de segurança com sensor de afivelamento no banco do motorista; sistema eletrônico de estabilização (ESP) e faróis bi-xenônio com ajuste automático de altura, limpadores e sensores de luz e chuva com assistente para luz alta.

O modelo vem ainda com bancos dianteiros esportivos e com ajustes elétricos (também oferecido no apoio lombar na dianteira), com revestimento em couro; volante esportivo em couro, multifuncional e com shift-paddles; e vidros laterais e traseiro com isolamento térmico.

O acabamento interno é oferecido em alumínio escovado fosco e o modelo vem com ar-condicionado automático, computador de bordo com marcador de temperatura e controle de cruzeiro. Entre os sistemas de áudio e comunicação, possui sistema de som Bose, bluetooth e entrada para iPod.

De opcional, a montadora disponibiliza o Audi Entertainment System com sistema de navegação.

Outras opções no mercado brasileiro

Além do TT RS, a Audi oferece no mercado brasileiro o Audi TT nas versões Coupé e Roadster, equipado com motor 2.0 TFSI de 211 cv de potência e câmbio S tronic, que acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,0 segundos (na versão Roadster a aceleração é feita em 6,1 segundos). A velocidade máxima é de 245 km/h na versão Coupé e de 242 km/h no Roadster. O Audi TTS, nas versões Coupé e Roadster, também está disponível com motorização 2.0 TFSI que desenvolve 272 cv de potência e torque máximo de 350 Nm.

Link do vídeo da chegada do Audi TT Coupé: http://youtu.be/rQG1RBJheGQ

Fonte:

Departamento de Imprensa Audi Brasil

Comunicação Produto Audi Brasil

Charles Marzanasco

Supervisor de Imprensa

PR-Trainee

Bruna Zarzur Cury

In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação

www.inpresspni.com.br

Paula Lario
Bruna Gomes

Lia Mara Sacon

 

Comente aqui


10 milhões de views!

 

Campanha do JAC J2, criada para internet, continua quebrando recordes de audiência no YouTube

 

  • Desde a estréia, em dezembro, o filme do J2 liderou a audiência de vídeos automotivos, atingindo a marca de 10 milhões de views
  • Com esse resultado, o canal da JAC Motors no YouTube já registra a 3ª posição dentre todas as montadoras do setor
  • Na categoria Automóveis, do YouTube, o filme do J2 já integra a lista dos 10 vídeos mais assistidos da história, sendo o segundo no segmento “filmes publicitários”
  • A promoção “2 Anos de JAC com 2 J2”, também concebida exclusivamente para o meio eletrônico, inclui o filme do J2 e já registra mais de 23 mil inscrições

 

Depois de atingir a incrível marca de 1 milhão de visualizações em menos de 48 horas, o filme “Parado é pop, andando é rock”, criado para o lançamento do JAC J2, prossegue como um dos vídeos mais visualizados do YouTube. Já atingiu a marca de 10 milhões de views. Com esse resultado, o brand channel da JAC Motors (canal da marca) já é o terceiro de maior audiência das marcas que atuam no mercado brasileiro.

A produção de 60 segundos, criada especialmente para a web, procura alinhavar as características mais notáveis do compacto: design jovem, atrevido e com opções de personalização e comportamento esportivo, extraído do motor 1.4 16V VVT de 108 cv de potência. Com o carro inserido numa produção ambientada em quadrinhos, o filme intercala a presença do JAC J2 no ambiente “pop”, com personagens bem definidos e visual supercolorido. Já a caracterização “rock” surge através de personagens obscuros, sombras e imagens em preto e branco, inspirado na série “Sin City”, de Frank Miller.

O filme, criado pela agência Ogilvy & Mather e produzido pela Vetor Zero, levou dois meses para ficar pronto e tem como trilha sonora “Highway Star”, da banda inglesa Deep Purple. Junto com as imagens, a trilha alterna o arranjo “pop disco” à versão original “rock’n roll”. Esta última é executada por uma formação da banda com Glenn Hughes, do Deep Purple, o lendário guitarrista Steve Vai e o baterista Chad Smith (Red Hot Chili Peppers).

Veja o link: https://www.youtube.com/watch?v=HgWI7KwN7Lw

Fonte:

JAC Motors Brasil

Eduardo Pincigher 

 

Comente aqui


Amorim Jr. renova com equipe Rsports e disputa temporada 2013 da Mercedes-Benz Grand Challenge

Ele será um dos pilotos do time no campeonato deste ano. A expectativa da equipe é de repetir o bom desempenho do último ano e se coloque como candidata à taça

São Paulo, SP, 28 de março de 2013 – Depois de ter sido uma das equipes favoritas ao título da temporada 2012 da Mercedes-Benz Grand Challenge, a Rsports Racing, com sede em São Caetano do Sul (SP) e faltando um mês para o início do calendário 2013, organiza seu time de pilotos para tentar repetir o bom desempenho na competição monomarca. Nesta semana, a equipe anunciou que Fernando Amorim Jr. será o piloto de um dos Mercedes C250 Turbo na empreitada.
O chefe de equipe Rsports, Leandro Romera, se disse muito satisfeito em ver o desenvolvimento do piloto na categoria. “Nós temos um ótimo relacionamento com ele e o vimos crescer, no último ano, em um campeonato que foi criado para reforçar e valorizar o talento de grandes pilotos,” declarou.
Pelo segundo ano consecutivo com a Rsports Racing, Amorim Jr., acredita que será mais um ano de bastante sucesso. “No decorrer do ano passado tivemos um enorme progresso junto com a equipe Rsports e deve continuar, pois, manteremos o trabalho focado em vitórias”, destacou o piloto.
Como sua experiência e bons resultados, Amorim define seu estilo de pilotagem. “Sou muito arrojado, sempre buscando algo a mais. Tenho pensado no assunto e tentarei ser mais calmo nas negociações das ultrapassagens buscando mais constância nos resultados”, disse o piloto que utilizará novamente o número 88 que esse ano além da Fiolux terá um novo patrocinador a Serwal Reatores.
O piloto considera o Autódromo de Interlagos o mais seguro do calendário. “Tenho muita experiência em Interlagos e considero a pista mais segura do país. No ano passado, fizemos a pole nas duas corridas neste circuito – tanto no seco como na chuva -, o que me faz sentir muito à vontade quando estou pilotando”, enfatizou o piloto.
A primeira etapa da 3ª edição da Mercedes-Benz Grand Challenge, prova que compõe o GT – Campeonato Brasileiro de Gran Turismo, será nos dias 04 e 05 de maio, com uma grande novidade, fará sua estreia nas retas e curvas do Circuito do Anhembi, em São Paulo, como corrida preliminar da Itaipava São Paulo Indy 300 Nestlé. “Tenho certeza que será um grande evento, muito importante para a categoria e para os patrocinadores, um desafio para nós pilotos”, finalizou Fernando Amorim Jr.
Treino Extra – Como preparação e aquecimento para o início da temporada 2013, a Rsports Racing programou para o dia 04 de abril, um treino extra para a equipe no autódromo de Interlagos.
Amorin Jr. conta com patrocínio de Fiolux e Serwal Reatores.
Calendário – Mercedes-Benz Grand Challenge:
05 de maio – Anhembi (SP)
23 de junho – Curitiba (PR)
28 de julho – Tarumã (RS)
18 de agosto – Interlagos (SP)
08 de setembro – Curitiba (PR)
06 de outubro – Tarumã (RS)
03 de novembro – Santa Cruz do Sul (RS)
08 de dezembro – Interlagos (SP)
Mais informações:
Site: www.rsportsracing.com.br
Facebook: RSports Racing
Twitter: @RsportsRacing
Crédito das Fotos: Luciano Santos/SigCom

Fonte:
Assessoria de Imprensa Equipe RSports Racing:
SIG Comunicação
Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br

 

Comente aqui


Sulista investe em gestão de mudança com KMM ERP 3.0

 

A Transportadora Sulista, com 30 anos de atuação no transporte de cargas – sendo 12 anos de experiência no segmento automotivo, implanta novo sistema de integração de gestão com foco em melhoria de atendimento. A empresa passa a usar o sistema ERP 3.0, que é desenvolvido exclusivamente para corporações que atuam na área de logística e transportes.

Para a empresa, o maior ganho da implantação deste novo sistema é uma integração maior de processos nas suas diversas áreas, possibilitando uma gestão ainda mais eficiente dos recursos para atingir o objetivo principal da organização, que é o crescimento sustentável do negócio.

Investimento em integração

Ao realizar o anúncio da mudança para o sistema ERP, a direção da Sulista simultaneamente investiu em treinamentos, que foram definidos em cronograma de acordo com os principais marcos do projeto. Durante o processo de implantação, um dos grandes desafios foi a mudança de rotina na utilização do ERP. O antigo sistema, o SAP, estava difundido na empresa há 10 anos e foi preciso conciliar as rotinas diárias da equipe com os treinamentos. Para minimizar o impacto da mudança, a capacitação ocorreu com aplicações das tarefas diárias dos colaboradores neste novo sistema. Com o objetivo de mostrar o funcionamento das atividades no ERP, estes treinamentos possibilitaram maior interação dos usuários com as rotinas a serem realizadas.

Etapas da mudança

Luciano Moura, do setor de projetos e planejamento, comenta que a mudança foi planejada e pensada em quatro etapas, utilizando a metodologia do Project Management Institute (PMI): Gerenciamento de Escopo, Gerenciamento de Tempo, Gerenciamento de Custos e Gerenciamento dos Riscos. Em cima dessas etapas foi definido um cronograma de implantação em conjunto com a KMM Engenharia de Sistemas, fornecedor do ERP. Além disso, foram eleitas pessoas-chave para cada módulo do sistema. O especialista diz que com isso a empresa pôde atender ao cronograma e realizar as entregas das etapas dentro do planejado.

“Temos como retorno esperado para esse projeto dar sustentação à conquista das metas de crescimento para os próximos anos. E isso ocorrerá com a melhor gestão dos recursos da empresa, identificando as oportunidades de ganho nos processos”, comenta Moura.

Excelência em atendimento

Com relação aos clientes e todos os envolvidos no processo de transporte de carga, houve a preocupação constante em mantê-los informados sobre as mudanças. Um dos benefícios desta alteração de sistemas para os players é a maior agilidade dos documentos produzidos – agora, assim que emitidos, eles são enviados eletronicamente aos envolvidos.

A área de atendimento da Sulista é reconhecida no mercado por sua excelência. De acordo dados de pesquisa divulgada pela transportadora em março de 2013, 60% dos clientes estão satisfeitos com o trabalho desempenhado pela empresa e 30% mostram-se muito satisfeitos. Com relação ao atendimento comercial, 50% dos clientes se disseram satisfeitos e 39% muito satisfeitos. A gestão de mudança do sistema de integração pretende colaborar no aperfeiçoamento do atendimento a uma cadeia de produção extremamente exigente, como a do mercado automotivo.

Fonte:

Claudia Campos | VOGG

Comente aqui


Ford lança o Novo EcoSport e o New Fiesta no mercado do sudeste asiático

O Novo EcoSport e o New Fiesta são as atrações da Ford no Salão de Bangkok, que abre hoje para o público. Alan Mulally, presidente e CEO da Ford, apresentou os dois modelos no encontro com a imprensa, destacando a sua importância para o crescimento da marca no Sudeste Asiático, mercado que inclui Tailândia, Vietnã, Indonésia, Filipinas e conta com uma população de 600 milhões de pessoas.

A Ford tem conquistado excelentes resultados na região com seus novos produtos globais. Em 2012, ela registrou o melhor resultado da história nesse mercado, com um crescimento de 27% e vendas de 87.623 unidades. A transformação da marca no Sudeste Asiático começou com o lançamento do Fiesta em 2010, seguido pela Ranger e o Focus em 2011 e 2012, respectivamente. O Novo EcoSport e o New Fiesta chegam com a proposta de dar continuidade a esse crescimento no segmento de compactos.

“Vocês podem entender por que estamos tão empolgados com essa renovação de produtos e confiantes na continuidade do nosso crescimento neste e nos próximos anos”, disse Mulally na apresentação dos dois modelos, que serão equipados com motor EcoBoost 1.0 na região.

O Novo EcoSport também será oferecido com motor 1.5 a gasolina, de 108 cv e com duplo comando independente de válvulas variável, que aumenta o torque em baixa velocidade e a economia de combustível. Ele será produzido na avançada fábrica da Ford em Rayong, na Tailândia, para atender toda a região e outros mercados de exportação.

O utilitário esportivo foi apresentado como um veículo que une o melhor de dois mundos: combina a dirigibilidade e economia de combustível de um compacto com a praticidade e robustez de um SUV, com um conjunto moderno e avançado.

Entre outros pontos, foram destacadas a sua capacidade de rodar em até 550 milímetros de profundidade na água, a tecnologia do sistema multimídia SYNC, o porta-luvas refrigerado, a direção elétrica, o sistema de entrada e partida sem chave e equipamentos como freios ABS, sensor de estacionamento traseiro, assistência de partida em rampa e controle eletrônico de estabilidade.

Fonte: (27/03/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui


Controlflex: Setor de motopeças está em expansão

 

A volta gradativa do crédito para financiamento de motos e produtos de alto custo x benefício aquece vendas

A Controlflex, empresa fabricante e importadora de peças e acessórios para motos e máquinas agrícolas, identifica uma expansão no setor devido a volta gradativa do crédito para financiamento de motos e a importação de produtos com alto custo x benefício.

“O início dos processos de normatização de motopeças, que consiste em estabelecer critérios de qualidade para peças importadas para o Brasil, cria uma barreira para empresas que se tornam comercialmente competitivas, mas não possuem o compromisso sério com os consumidores de toda uma cadeia de sustentação do setor”, explica Clarissa Bajon, gerente de marketing da marca.

De 04 a 06 de abril, a Controlflex participa do 6º Salão Itinerante de Motopeças, no Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande – MS, no qual deve se aproximar de clientes e estabelecer novas parcerias no centro-oeste. Durante o evento, a marca lança novas peças na linha Vini e Controlflex Cabos.

Na Vini os destaques são válvulas de admissão e escape para Lead 110, Burgman 125 e Apache 150 nas cores para a carcaça do Farol, amarelo, vermelho e preto. Para embreagem, as inovações são em Cubo e Platô para CB300, Falcon NX400 e Fazer 250. Para as motos chinesas a empresa disponibiliza a Flange de fixação da coroa, para Phoenix, Hype 50, Soft 50 e Star 50. Para Biz e Pop 100 trazemos a engrenagem guia de comando. Na Linha Controlflex Cabos +Mais a Controlflex traz os cabos de freio traseiro e dianteiro para Lead 110 2009/2010 e cabo de velocímetro para STX.

Outra novidade serão as Plastic Box, a partir do salão, as peças de motor Vini, como biela, conjunto de pistão e anéis, braço oscilante, correntes de comando e comando de válvulas, começarão a ser entregues, de forma gradativa,dentro de caixas de plástico organizadoras, facilitando o transporte e armazenagem para o cliente.

“O Salão Itinerante propicia proximidade com clientes regionais, fazendo com que haja um melhor entendimento das necessidades especificas dos mercados de motopeças de cada local, além de possibilitar a absorção do nível de satisfação do cliente com nossas linhas de produtos”, explica a executiva.

O Salão Itinerante como o próprio nome diz, é realizado em algumas capitais do Brasil e em cidades do interior, tem como objetivo reunir as empresas locais e empresas de todo o país e levar aos profissionais e empresários da região escolhida oportunidades de negócios, lançamentos, novas tecnologias e informação.

As edições anteriores aconteceram, respectivamente, em Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Cuiabá (MT), Belo Horizonte (MG) e Goiânia (GO).

6º Salão Itinerante das Motopeças

Local: Centro de Convenções e Exposições Albano Franco, em Campo Grande – Mato Grosso do Sul

Data: 04 a 06 de abril de 2013

Horário: 15h a 21h

Evento para convidados do setor – não é pago.

Fonte: 

Informações para a Imprensa – ANFAMOTO

COMMUNICA BRASIL

Andrea Funk – Estela Vanella

www.communicabrasil.com.br

 

Comente aqui


Marcopolo e Daimler investem US$ 20 milhões na expansão de sua fábrica no México

Nova linha irá produzir os ônibus Paradiso e Viaggio

Caxias do Sul (RS), 27 de março de 2013 –  A Polomex, joint venture entre Marcopolo e Daimler, investiu US$ 20 milhões na expansão de sua fábrica, localizada no município de Garcia, no México. A unidade acaba de inaugurar uma nova linha para produção de ônibus rodoviários dos modelos Paradiso e Viaggio.

Segundo Rodrigo Pikussa, diretor-geral da Polomex, a nova linha de produção foi inaugurada no dia 6 de março e já começou a montar os modelos Viaggio e Paradiso. “Somos a primeira unidade da Marcopolo fora do Brasil a montar estes veículos por completo. Antes, os ônibus não eram feitos totalmente no México. As carrocerias vinham parcialmente montadas do Brasil e os veículos eram finalizados aqui. Com este investimento, criamos novos postos de trabalho para a comunidade e poderemos expandir a comercialização de modelos rodoviários localmente”, explica o executivo.

Na inauguração, Rodrigo Pikussa e Harold Hauke, vice-presidente da Daimler Vehículos Comerciales do México, receberam o governador do Estado de Nuevo Leon, Rodrigo Medina de la Cruz e outros representantes do governo. O evento contou ainda com a presença dos mil colaboradores que trabalham na Polomex.

Inaugurada em 1999, a Polomex produz ônibus urbanos e rodoviários para o mercado mexicano e recentemente comemorou a marca de 25 mil veículos fabricados. Em 2012, saíram das linhas de fabricação 1.571 unidades, ante as 1.234 do ano anterior, com crescimento de 27,3%.

Fonte:

Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

 

Comente aqui


Equipe Mitsubishi Petrobras compete no Campeonato Mundial de Rali Cross Country

Guiga Spinelli e Youssef Haddad enfrentarão, em abril, o Abu Dhabi Desert Challenge

A Equipe Mitsubishi Petrobras terá mais um desafio pela frente. Entre os dias 04 e 11 de abril, Guilherme Spinelli e Youssef Haddad participarão da etapa de abertura do Campeonato Mundial de Rali Cross Country, o Abu Dhabi Desert Challenge.
“Esta será a primeira de uma série de competições e treinos que participaremos em 2013 visando o Rally dos Sertões 2013 e o Rally Dakar 2014. Nossa ideia é testar ao máximo o ASX Racing ao longo do ano para aperfeiçoa-lo e alcançar a melhor performance possível. Além disso, o evento será um ótimo treinamento também para que eu e o Youssef possamos crescer como dupla”, explica Guiga.
No Abu Dhabi Desert Challenge, serão sete dias de competição entre algumas das melhores duplas, entre elas campeãs mundiais e do Rally Dakar. Para desafiar ainda mais os brasileiros, o evento é um dos mais rigorosos do planeta, com altas temperaturas e 100% do trajeto passando pelo Deserto de Liwa.
“O Abu Dhabi Desert Challenge será uma ótima oportunidade de evoluirmos no deserto e nas dunas, já que, no Brasil, não conseguimos treinar nesse tipo de terreno. Vamos aproveitar cada minuto para nos prepararmos para o Rally Dakar”, afirma Guiga.
Desenvolvimento
Em março, a Equipe Mitsubishi Petrobras viajou até a cidade de Le Creusot, na França, para realizar testes de desenvolvimento do ASX Racing. Ao lado do francês, diretor técnico e chefe de equipe, Thierry Viardot, Guiga pode colocar à prova algumas alterações do veículo em relação ao que disputou o Rally Dakar deste ano.
“Esperamos que o ASX Racing continue evoluindo nas diversas condições do rali cross country. Além de um novo set up de suspensão, nós fizemos algumas evoluções baseadas nas experiências do Rally Dakar deste ano, o que deverá trazer uma melhor performance para a equipe”, exalta Thierry.
Equipe Mitsubishi Petrobras
Acompanhe de perto todas as novidades da Equipe Mitsubishi Petrobras com Guilherme Spinelli e Youssef Haddad:
Site: www.mitsubishipetrobras.com.br
Facebook: www.facebook.com/EquipeMitsubishiBrasil
Twitter: www.twitter.com/eqpmitsubishibr
YouTube: www.youtube.com/eqpmitsubishibr
A Equipe Mitsubishi Petrobras tem o patrocínio de Mitsubishi Motors, Petrobras, BTG Pactual, iCarros e URacer.

Crédito das Fotos: Vinicius Branca / Mitsubishi

Fonte:

Assessoria de Imprensa

Thiago Padovanni
Caio Martins
Fernando Solano – Coordenador

Comente aqui