Mês: outubro 2013



Affliction desenvolve camiseta exclusiva para Brasil Motorcycle Show

207284_359559_foto_camiseta_edit_web_

Peça tem edição limitada e será comercializada nos três dias de evento

A Affliction, marca de roupas premium, produziu uma camiseta exclusiva para a primeira edição do Brasil Motorcycle Show, que acontece em Curitiba, entre os dias 22 e 24 de novembro. A camiseta, que custa R$ 140, tem quantidade limitada de 600 unidades e só poderá ser adquirida no próprio evento.
Criada pela equipe de designers e tatuadores da marca, com sede na Califórnia, Estados Unidos, a camiseta terá uma caveira e o slogan característico da marca – “Live Fast” – na parte da frente, enquanto nas costas haverá a logo do Brasil Motorcycle Show. “Nossa ideia foi desenvolver algo exclusivo, que só quem participe do evento possa ter. Já temos muitas encomendas e, como o lote é limitado, o estoque deve esgotar antes do início do evento”, explica Pedro Colares, diretor comercial do Brasil Motorcycle Show.
As camisetas podem ser encomendadas antecipadamente pelo e-mail: [email protected] e devem ser retiradas no espaço “Capaceteria” durante o evento. Vale lembrar que as peças estão disponíveis do tamanho “P” ao “GGG”.
“Nossa intenção é tornar esse evento o mais completo possível. Por isso criamos essa parceria com a Affliction, que é uma marca bastante respeitada pelos motociclistas”, explica Cezinha Mocelin, um dos organizadores do festival.
Com fábricas nos Estados Unidos, México e China, a Affliction é reconhecida por tratar as suas peças como uma obra de arte que pode ser vestida. “Assim como as camisetas da Affliction, o Brasil Motorcycle Show também pretende se tornar um evento diferenciado, fora do comum”, argumenta Mocelin.
Sobre o Brasil Motorcycle Show
Em 8 mil metros quadrados, o Brasil Motorcycle Show, um festival de motociclismo premium de alta cilindrada, reunirá as principais marcas, atrações e categorias do motociclismo. Já estão confirmadas marcas como BMW (Star News), Ducati, Harley-Davidson (The One), Honda (Blockton, Cabral Motor, Ecosul Motos, Motonda Motos e Hobby Honda), North Star (Motorino), Suzuki (MotoCentro Suzuki), Triumph (CWB Triumph), Yamaha (Promotossul) e MV Agusta (Motor World). O evento também contará com lojas especializadas de customização, acessórios, serviços especializados, além de shows e áreas interativas para crianças e adultos. O Brasil Motorcycle Show acontecerá entre os dias 22 a 24 de novembro, no Expo Renault Barigui, em Curitiba. Mais informações pelo site: http://brasilmotorcycleshow.com.br.
Fonte: Assessoria de Imprensa Affliction
Pace Comunicação
Donata Lustosa – Yara Simões

Central Press –   www.centralpress.com.br
Claudio Stringari – Lorena Nogaroli

Comente aqui


Sabó participa do Congresso SAE 2013

IMG_8854

Mais uma vez, a SABÓ participou com sucesso do Congresso SAE, que este ano teve como tema principal a “Tecnologia da Mobilidade”.

Com a participação de 10.636 pessoas, 23 fóruns/painéis de discussão com 105 palestrantes, 143 papers e 90 expositores, tivemos em nosso estande a presença de executivos das montadoras General Motors, Volkswagen; Ford e Fiat dentre outras visitas interessadas em todos os produtos e novas tecnologias expostas.

Nesta 22ª edição do evento, a SABÓ demonstrou sua tecnologia de ponta no desenvolvimento da aplicação em vedações para motores e transmissões híbridas, ou seja, veículos impulsionados por um motor a combustão interna conjugado com um motor elétrico de alto desempenho.

Estas novas gerações de transmissões híbridas atualmente já são uma realidade no mercado americano. A SABÓ fornece o “selamento” completo desta transmissão com três retentores, cinco Bonded Pistons Seals (selos) e duas juntas com uma demanda de mais de 4 milhões de transmissões/ano, vendidas hoje para Plantas da Ford e General Motors em mais de 5 países (México; Estados Unidos; Canadá; China e Coréia). A expectativa é de que num futuro próximo, esta transmissão híbrida esteja presente nas principais metrópoles, incluindo-se o mercado brasileiro, pois os quesitos de baixas emissões, economia de combustível e redução de atrito são direcionadores mundiais que irão estar presentes nas principais montadoras nos próximos anos.

Quanto à evolução das vedações para as transmissões híbridas, a SABÓ participou desde o início do desenvolvimento e forneceu os primeiros protótipos para o veículo conceito da GM e Ford dos Estados Unidos. Essas peças também são utilizadas no veículo elétrico da GM americana chamado de “VOLT”. Para este projeto, foi desenvolvida uma junta especial de alumínio e borracha com um tratamento de nanotecnologia para propiciar a colagem destes dois substratos, um retentor especial com material FPM (Flúor elastômero) que suporta baixas temperaturas e também um selo vulcanizado que suporta altas pressões.

Ainda falando em desenvolvimento de novas tecnologias aplicadas, a SABÓ está com projeto de produtos com redução em até 30% de atrito, sendo utilizado até mesmo em carros de Fórmula 1, pois contribuem para o aumento de estabilidade. Essa tecnologia é inspirada no princípio da “folha de lótus”, planta que possui em sua superfície a propriedade de repelir a água e poeira.

No último dia do evento, na parte de fóruns e painéis, a SABÓ participou através de seu Diretor Geral para as Américas e Vice-presidente da unidade EUA, Lourenço Oricchio Jr, da apresentação sobre “Competitividade”, onde destacou a iniciativa da empresa em investir em automação para a produção de peças com maior valor agregado, tornando-a mais competitiva, pois segundo Oricchio, aqui no Brasil existe o problema de aumento salarial sem compensação de produtividade. “Na nossa unidade em Mogi, já cumprimos de 30% a 40% desse objetivo, com a instalação de linhas automáticas comandadas por um só operador que produzem 10 mil peças por dia. Dessa forma, teremos chance de produzir mais peças de valor agregado, aumentando a produtividade das nossas plantas do Brasil e mantendo a presença dos nossos colaboradores; bem como os benefícios proporcionados às comunidades onde a SABÓ está presente”, completa Oricchio.

A empresa possui hoje em seu portfólio de produtos, mais de 3000 itens abrangendo mais de 90% do mercado, atendendo veículos nacionais, importados, linha agrícola, pesada e industrial.

Fonte: Paula Skoretzky

Assessora de Imprensa

www.facebook.com.br/sabogrupo

www.twitter.com/sabogrupo

Comente aqui


The One Harley-Davidson promove mais uma edição do curso Rider Open Road

curso_imprensa

Workshop busca instruir os harleyros sobre técnicas de manobras na estrada

Curitiba, 31/10/2013 – Nos dias 8 e 9 de novembro, a The One Harley-Davidson promove mais uma edição do curso Rider Open Road. O treinamento, ministrado pelo Capitão da Polícia Rodoviária Estadual, Sheldon Vortollin, tem como objetivo ensinar aos participantes técnicas de estrada, o que proporciona melhor domínio e condução das motos Harley-Davidson, principalmente, nas estradas.

O workshop, organizado pelo Harley Owners Group (HOG), é dividido em dois momentos: instrução teórica, que será realizada na sexta-feira, na própria The One, e aula prática, realizada no sábado, também com saída da concessionária, seguida por um almoço de adesão.

“É importante que os harleyros tenham o pleno domínio das motos, sobretudo nas estradas, que exigem ainda mais segurança e conhecimento de manobras”, afirma o presidente do HOG, Daltro Roderjan.

As inscrições podem ser realizadas diretamente na The One Harley-Davidson ou pelo fone (41) 3340-6000, com Tatiana Scorupa.

SERVIÇO:

Curso: Rider Open Road;

Data: 08 e 09/11;

Horário: Dia 08/11, às 19h, e dia 09/11, às 9h;

Local: Dia 08/11 na concessionária The One Harley-Davidson (Avenida Mário Tourinho | 1055 | Curitiba | PR) e dia 09/11 saída da The One Harley-Davidson, seguido por um almoço de confraternização por adesão;

Investimento: R$ 250 por pessoa (para membros do HOG, R$ 200).

Sobre a The One Harley-Davidson Curitiba

Localizada na Avenida Mario Tourinho, 1055, em Curitiba, a loja foi desenvolvida nos mais modernos conceitos da Harley-Davidson Motorcycles. Com mais de 1.200 m², sendo que 450 estão destinados ao show room e 500 ao pós venda – com oito boxes exclusivos de mecânica e peças. O telefone de contato é (41) 3340-6000 e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30, e aos sábados das 9h às 16h.

Fonte: Marcela Rolim

Lide Multimídia – Assessoria de Imprensa

site: www.lidemultimidia.com.br

Comente aqui


ZF aplica tendência de número elevado de marchas para automóveis em suas transmissões automáticas para ônibus

ZF EcoLife
  •      Número elevado de marchas em veículos comerciais segue a mesma tendência adotada pela ZF em automóveis de luxo que possuem as transmissões 8HP e 9HP;
  • Com três marchas a mais do que a concorrência, as transmissões ZF elevam a qualidade do transporte público e reduzem o consumo de diesel.
São três marchas a mais do que a concorrência e uma série de benefícios para motorista, passageiros e o trânsito. Disponíveis para veículos de diversas marcas, as transmissões automáticas da ZF para ônibus estão presentes em 68,5% dos veículos equipados com esta tecnologia nas cidades do Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Recife (PE) e Manaus (AM). E partem de um princípio já aplicado pela ZF em suas transmissões para automóveis: quanto mais marchas melhor, como demonstram as bem sucedidas aplicações da 8HP e, mais recentemente, da 9HP, respectivamente, as transmissões automáticas de 8 e 9 marchas.

“A ZF é uma empresa de tecnologia, e inovação está em nosso DNA. Na área de automóveis, nossa 8HP se mostrou extremamente eficiente quando usada seja na picape VW Amarok, seja em um carro luxuoso como o Chrysler 300. Depois da boa aceitação comercial, a ZF foi além e trouxe a 9HP, já adotada pela Land Rover em seu modelo Premium Range Rover Evoque. No segmento de veículos comerciais, também somos pioneiros em, ao multiplicar o número de marchas, entregar também inúmeras vantagens que englobam, principalmente, alta rentabilidade e conforto”, comenta Alexandre Marreco, gerente de Desenvolvimento de Negócios de Sistemas de Transmissão da ZF do Brasil.

As frotas das capitais brasileiras que optaram por esta tecnologia ZF obtêm uma série de benefícios. Destaques para: o baixo consumo de combustível, que é possível em função das 6 marchas; e maior conforto e segurança para motorista e passageiros. Além disso, há menos impacto ao meio ambiente, resultante de itens como o retardador primário, que reduz a velocidade do veículo sem a necessidade do uso dos freios, fazendo com isso com que quantidades menores de pó de freio sejam expelidas.

A ZF Ecolife é a mais moderna transmissão automática do mundo para veículos comerciais, com foco em transporte urbano. Os investimentos da ZF em Pesquisa & Desenvolvimento entregam altos níveis de produtividade por meio da tecnologia, aliando eficiência e menor consumo de combustível. Um exemplo disso está no software TopoDyn Life, que é responsável pela troca de marchas após reconhecer a topografia e o peso transportado pelo veículo, ou seja, a escolha das marchas é feita pela “inteligência artificial” do programa, que calcula rapidamente (em uma distância inferior à 10 metros, ou seja, menor que o comprimento do veículo) qual é a marcha necessária.

Outro destaque das transmissões é o retardador hidráulico primário, que garante a eficiência de frenagem e, até 6 km/h, reduz a velocidade do veículo sem a utilização dos freios – sistema que se mostra ideal para as aplicações urbanas, onde os deslocamentos lentos são comuns por conta do forte tráfego.

“Hoje a transmissão automática está presente em veículos articulados e biarticulados, seja em operações de corredores BRT (Bus Rapid Transit) ou não. Mundialmente ela também se faz presente em veículos Padron. Este ano, estamos fazendo uma série de apresentações desta inovação no Brasil em virtude das necessidades que estamos prestes a vivenciar em nosso País, com uma grande janela de investimentos gerada pela vinda de eventos internacionais como Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas”, explica Alexandre Marreco.

Aproximadamente 650 transmissões automáticas de 6 marchas da ZF operam nos principais corredores de ônibus de cinco capitais, das quais três abrigarão  estes grandes eventos esportivos. E diversas outras aplicações estão em andamento, atendendo às necessidades das cidades para um transporte público eficiente e de qualidade.

As transmissões automáticas estão seguindo no continente sul-americano o mesmo caminho bem sucedido já percorrido em outros mercados globais. A ZF é líder global no mercado de transmissões automáticas para ônibus, com um market share de 51%. Na Europa Ocidental, a liderança se mantém, com 69% do mercado.

GRUPO ZF – O Grupo ZF é um dos líderes mundiais no fornecimento de sistemas de transmissão e tecnologia de chassis para o setor automotivo. Com mais de 75 mil colaboradores e 121 operações em 26 países, registrou vendas de 17,4 bilhões de euros em 2012, e figura entre as 10 maiores empresas fornecedoras para o setor automotivo do mundo. Na América do Sul, a ZF possui cinco unidades em Sorocaba, São Bernardo do Campo, Araraquara (SP), Betim (MG) e San Francisco (Argentina), e tem como presidente Wilson Bricio. O Grupo fabrica transmissões para indústria automotiva, máquinas agrícolas e indústria eólica, sistemas de direção, sistemas de embreagens, amortecedores e componentes de chassis para veículos de passeio e comerciais, além de componentes marítimos.

São Paulo, 31 de outubro de 2013.

Fonte:
MM Editorial – www.mmeditorial.com.br
Marta de Souza – Fábio Rogério

Comente aqui


Noma apresenta Basculante Meia Cana com a maior capacidade de carga do mercado

BASCULANTE MEIA CANA Vanderleia 1+1+1 LANÄAMENTO

Implemento quebra paradigma com a tecnologia inédita de dois cilindros paralelos que garantem melhor estabilidade e eficiência no basculamento

Entre as novidades que a Noma trará para a Fenatran 2013, a carreta Basculante Meia Cana Vanderleia, em aço de alta resistência, deve surpreender o mercado. Isto porque o produto, voltado para o transporte de pedra-brita, areia e minérios secundários, apresenta a maior capacidade de carga líquida da categoria com o menor tempo e segurança no descarregamento do material transportado.

Dois pistões de acionamentos, um em cada lado, foram dispostos na parte frontal da carreta, controlados por uma nova tecnologia de sistema hidráulico que realiza toda a compensação de ativação dos cilindros. A configuração, inédita no mercado brasileiro, gera um basculamento homogêneo e mais seguro, já que a operação é feita por meio de um sistema compensador de fluxo de pressão nos cilindros hidráulicos.

O implemento apresenta Peso Bruto Total Combinado (PBTC) de 53 toneladas e tara de 9.450 kg, tornando a configuração a de maior capacidade no segmento, com no mínimo meia tonelada a mais que os produtos concorrentes.

Além disso, foi desenvolvido um formato para a caixa de carga que facilita o escoamento dos materiais transportados. A proposta, aliada à aplicação de um revestimento antiaderente interno que facilita o deslize, fez com o equipamento atingisse níveis de coeficientes de atritos próximos a zero. Na prática o material não encontra dificuldades para ser escoado no processo de descarregamento.

“Foram anos de estudos e testes até alcançarmos a configuração de um produto de alto índice de eficiência, leveza e segurança, que atenderá todas as necessidades do transportador”, explica Josué Correia de Araújo, gerente de engenharia da Noma.

Sobre a Noma

Fundada em 1967, em Maringá (PR) a empresa é uma das maiores fabricantes de implementos rodoviários da América do Sul, reconhecida por oferecer as carretas mais leves e robustas do mercado. A empresa, 100% brasileira, possui uma das mais qualificadas redes de distribuição do setor, com 55 lojas em todo o país. Sua estrutura conta quase 1.600 colaboradores que atuam em uma planta industrial de 175 mil metros quadrados. A Noma já iniciou a construção de sua nova fábrica em Tatuí (SP), que possibilitará dobrar a capacidade de produção atual.

Mais informações sobre a Noma – ww.noma.com.br 

Fonte: Amanajé Comunicação – Assessoria de Imprensa

Carlos Marcondes – www.amanaje.com.br

Comente aqui


Iveco lança semipesado Tector Attack com motor mais potente, de 280 cavalos

Tector Attack 280

  •     Com um acabamento interno mais moderno e uma grande versatilidade para aplicações de transporte, o Tector Attack 280 chega para aumentar a competitividade comercial no nicho de caminhões de 16 a 23 toneladas de PBT.
  • Entre os itens de série, o Tector Attack possui tanque de alumínio de 400 litros, ajuste automático dos freios e sistema de freios ABS + EBL.
Opção de entrada e com motorização mais potente. Estes são os destaque do semipesado Tector Attack 280 é o fruto de um desenvolvimento que buscou criar um produto para a demanda feita pelos clientes Iveco, e que poderá ser conferido durante a Fenatran 2013, o 19º Salão Internacional do Transporte, realizado entre 28 de outubro e 1º de novembro, no Anhembi, em São Paulo (SP).

Nas trações 4×2 e 6×2, o Tector Attack 280 entrega agora 280 cavalos de potência e 950 Nm de torque por meio do motor FPT NEF 6. “Decidimos criar esta nova versão por dois motivos: o primeiro foi a boa aceitação dos nossos clientes com a versão Attack, que lançamos inicialmente com um motor de 218 cavalos e um excelente custo-benefício. A segunda razão foi entregar um modelo que suprirá uma demanda em licitações públicas e empresas que necessitam de um veículo que entregue performance e baixo custo de aquisição”, diz Alcides Cavalcanti, diretor Comercial da Iveco. “Ele chega para competir com concorrentes que atuam no segmento de 16 a 23 toneladas”, acrescenta o executivo.

Depois de um desenvolvimento que durou seis meses, o Attack 280 agora é um produto de série, produzido no Complexo Industrial da Iveco, em Sete Lagoas (MG). O caminhão foi projetado para receber implementos como carga seca, baú, basculante e outros, e desenvolvido para aplicações urbanas e estradeiras – neste último caso, sua nova potência traz mais performance para vencer longas distâncias rodoviárias.

Sua transmissão é a mecânica Eaton de seis marchas. Ambos os novos modelos Tector Attack (170E28, de 16 toneladas; e de 240E28, de 23 toneladas) possuem opções de cabine leito ou curta. O total da capacidade técnica do eixo dianteiro em suportar peso também é um diferencial, chegando a 6.600 quilos.

Entre os itens de série, o Tector Attack possui: tanque de alumínio de 400 litros, ajuste automático dos freios e sistema de freios ABS + EBL. Como opcionais temos: ar-condicionado, cabine leito, banco pneumático para motorista, e tanque de alumínio duplo (400 + 300 litros).

No estande, estará exposta a versão Attack 170E28 com cabine curta, implemento carga seca, entre-eixos de 4.815 mm e tanque de 400 litros.

Iveco
Iveco, uma companhia da CNH Industrial, projeta, fabrica e comercializa uma completa gama de veículos comerciais leves, médios e pesados, caminhões fora-de-estrada, ônibus urbanos e intermunicipais, bem como veículos especiais para aplicações como combate a incêndios, missões off-road, defesa e proteção civil. A Iveco emprega mais de 26 mil pessoas em todo o mundo. A empresa gerencia centros de produção em 11 países distribuídos pela Europa, Ásia, África, Oceania e América Latina, onde fabrica veículos com as mais avançadas tecnologias. Um total de 5.000 pontos de vendas e postos de serviços em mais de 160 países garantem o suporte técnico onde quer que um veículo Iveco esteja em operação. Para mais informações, visite www.iveco.com.br

São Paulo, 31 de outubro de 2013.

Visite: www.iveco.com.br / www.blogiveco.com.br / www.ivecodiretto.com.br

Fonte: MM EDITORIAL
Marta de Souza – Fábio Rogério
www.mmeditorial.com.br  

Comente aqui


Noma lança linha Silo Rodoviário com menor tempo de descarga do segmento

Silo - LANÄAMENTO 

Novo produto gera ganhos entre 10% e 15%  de otimização no esvaziamento dos materiais transportados

Oferecer um produto leve e robusto, com maior capacidade possível e ágil no tempo de descarga. É este o conceito de mais um lançamento da Noma na Fenatran 2013, a linha Silo Rodoviário, voltada para o transporte de cimento a granel e de outros produtos como cinzas.

Com uma tara de 9.5 mil kg e 100% de suspensão pneumática, que vem como padrão de fábrica, um dos diferenciais do implemento é contar com a tecnologia EBS (Sistema de Freios Controlados Eletronicamente). O equipamento contribui para controlar a estabilidade da carreta, garantindo maior equilíbrio na configuração, principalmente em um produto como o Silo, cujo o centro de massa é mais alto se comparado com outros tipos de implementos rodoviário.

O último eixo do lançamento é autodirecional, que diminui o raio de giro e facilita as manobras. “O segmento de cimentos é um mercado significativo, no qual começaremos a atuar com um dos melhores produtos disponíveis no país, repleto de valor agregado”, explica Marcelo Noma, diretor-superintendente da Noma.

O Silo Rodoviário estará no estande da Noma na Fenatran (n. D90), ao lado de diversos lançamentos e produtos da Linha Fênix da empresa.

Sobre a Noma

Fundada em 1967, em Maringá (PR) a empresa é uma das maiores fabricantes de implementos rodoviários da América do Sul, reconhecida por oferecer as carretas mais leves e robustas do mercado. A empresa, 100% brasileira, possui uma das mais qualificadas redes de distribuição do setor, com 55 lojas em todo o país. Sua estrutura conta quase 1.600 colaboradores que atuam em uma planta industrial de 175 mil metros quadrados. A Noma já iniciou a construção de sua nova fábrica em Tatuí (SP), que possibilitará dobrar a capacidade de produção atual.

Mais informações sobre a Noma – www.noma.com.br

Fonte: Amanajé Comunicação – Assessoria de Imprensa

Carlos Marcondes – www.amanaje.com.br

2 Comentários


Visando ao Dakar 2014, brasileiros da Honda Racing Rally Team estreiam em prova no Atacama

Jean Azevedo, em segundo; Dário Júlio, em sexto; e Ike Klaumann, em nono; finalizaram sem dificuldades especial de abertura da competição chilena

Caldera (Chile) – Completa, a Honda Racing Rally Team começou pra valer nesta quarta-feira (30) o primeiro teste visando ao Dakar 2014, que ocorrerá de 5 a 18 de janeiro, na América do Sul. Na categoria motos do Atacama Rally, os brasileiros Jean Azevedo, em segundo; Dário Júlio, em sexto; e Ike Klaumann, em nono; completaram sem dificuldades o primeiro dia de provas na região de Caldera, no Chile. A especial teve 157 quilômetros de percurso total, sendo 116 km de trechos cronometrados (especiais). A vitória ficou com o competidor local Pablo Quintanilla.
Com quilometragem curta, a especial do dia foi rápida. Em formato de laço, os competidores se dirigiram ao norte do deserto do Atacama e posteriormente retornaram para Caldera, cidade que serve como base para organização, equipes e pilotos. “Hoje tivemos uma especial bem rápida, sem nenhuma dificuldade. Foi um bom treino. Espero manter o ritmo e seguir a preparação para o Dakar”, afirma Jean Azevedo, que compete pela segunda vez a prova chilena.
Em adaptação, o mineiro de Lavras Dário Júlio busca aprimorar a navegação por CAP. O objetivo é estar totalmente adaptado para principal prova off-road do planeta. “Foi muito importante navegar certo nesta etapa de abertura, pois o Atacama Rally é disputado praticamente em dunas. Procurei não me arriscar e me atentar à navegação. Passei por todos os way points e não cometi erros graves. Estou cada vez mais seguro e é isso o que importa”, coloca o piloto, que corre a bordo da Honda CRF 450X.
No mesmo ritmo de Dário está o catarinense Ike Klaumann. Para ele, o Atacama Rally está sendo uma ótima experiência. “A prova daqui é bem diferente do que estamos acostumados no Brasil. No deserto, a interpretação da navegação é fundamental para seguir o caminho correto. Tudo isso está sendo um grande aprendizado para o Dakar”, complementa Ike.
Nesta quinta (31), os pilotos terão o primeiro grande teste na competição, pois a quilometragem é extensa. Em 400 km de trajeto, serão 368 km de especiais.
Atacama Rally
A prova, que tem um total de cinco etapas e até domingo (3) passará pelo Deserto do Atacama, conta com 1526 km de percurso total, sendo 1354 km de especiais.
Primeira etapa – categoria motos (resultado extraoficial):
1º Pablo Quintanilla 1h14min43s
2º Jean Azevedo 1h17min41s
3º Felipe Prohens 1h17min53s
4º Daniel Gouet 1h18min38s
5º Claudio Rodriguez 1h22min55s
6º Dário Júlio 1h26min39s
9º Ike Klaumann 1h32min00
Programação
Terça-feira (29/10)
Vistória técnica e briefing
Quarta-feira (30/10) – 1ª etapa
Percurso total: 157 km
Trecho cronometrado: 116 km
Quinta-feira (31/10) – 2ª etapa
Percurso total: 400 km
Trecho cronometrado: 368 km
Sexta-feira (01/11) – 3ª etapa – PRIMEIRA PARTE MARATONA
Percurso total: 424 km
Trecho cronometrado: 400 km
Sábado (02/11) – 4ª etapa – SEGUNDA PARTE MARATONA
Percurso total: 405 km
Trecho cronometrado: 370 km
Domingo (03/11) – 5ª etapa
Percurso total: 140 km
Trecho cronometrado: 100 km
Fonte: VIPCOMM – Assessoria de Imprensa da equipe Honda Racing Rally Team
Jornalistas responsáveis: Ricardo Ribeiro / Carolina Yada
Facebook: www.facebook.com/vipcomm
Twitter: www.twitter.com/vipcomm

Comente aqui


Expedição da Nova Ford Ranger vai percorrer 12.000 km de norte a sul do Brasil

A Ford promove uma expedição que vai cruzar o Brasil de ponta a ponta, passando por pontos históricos e diferentes tipos de clima e terreno com quatro picapes Nova Ranger. A viagem de mais de 12.000 km será documentada em dois programas semanais exibidos em um hotsite exclusivo, a partir de 4 de novembro, e também na página da Ford Ranger no Facebook.

Os programas serão apresentados por três personalidades ligadas ao mundo da aventura: Nathali Oliani, apresentadora de programa de esportes radicais, Sabiá, paraquedista recordista em várias modalidades, e Richard Rasmussen, apresentador de programas de vida selvagem. O grupo viaja com picapes Nova Ranger 3.2 Diesel, das versões Limited e XLT 4×4.

“O objetivo da expedição é mostrar a capacidade da Nova Ranger de enfrentar qualquer tipo de aventura, sem escolher terreno e com todo o conforto e segurança”, diz Oswaldo Ramos, gerente geral de Marketing da Ford. “O seu roteiro é uma homenagem aos pioneiros que desbravaram o Brasil, combinando a mesma valentia com a tecnologia mais moderna disponível hoje em picapes.”

Do Chuí ao Monte Caburaí

A Expedição Ranger passa por regiões que ajudam a mostrar a grande variedade do Brasil, tanto no aspecto geográfico como cultural. No caminho, serão entrevistadas pessoas que, como a Nova Ranger, são exemplo de resistência e obstinação para vencer obstáculos. A aventura terá a duração de seis semanas e vai do Chuí (RS), no extremo Sul, até o Monte Caburaí (RR), o verdadeiro ponto mais setentrional do País – e não o Oiapoque, como comumente se diz -, localizado 70 km mais ao norte daquela cidade do Amapá.

“Contar com um veículo capaz de rodar com desenvoltura nesses diversos cenários, seja na cidade ou atravessando rios e caminhos rurais, é sem dúvida um fator de integração, como os proprietários e fãs da Nova Ranger bem conhecem”, completa Oswaldo Ramos.

Picape forte

A Nova Ford Ranger conta com os motores mais potentes da categoria em suas versões 3.2 Diesel de cinco cilindros, com 200 cv, e 2.5 Flex, de 173/168 cv. Vencedora dos principais prêmios da indústria, ela conta com a opção de transmissão manual ou automática de seis velocidades e equipamentos avançados de assistência, segurança e conforto que criam um novo padrão de dirigibilidade na categoria.

Entre outros itens, a picape global da Ford oferece controle de estabilidade com oito funções, 6 airbags – frontais, laterais e de cortina, exclusivos na categoria -, freios ABS, câmera traseira, sensor de ré, GPS, ar-condicionado digital de dupla zona, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis e retrovisores com rebatimento elétrico.

Fonte: (30/10/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui


Tarumã será o próximo desafio da Rsports Racing no Mercedes-Benz Grand Challenge


A programação começa no sábado, dia 02 de novembro, com os treinos livres e classificatório. A prova no domingo terá transmissão ao vivo pela SporTV às 13h

São Paulo, SP, 30 de outubro de 2013 – A sétima e penúltima prova do calendário do Mercedes-Benz Grand Challenge será neste domingo (03), para mais um evento na edição 2013 no Autódromo de Tarumã, em Viamão, Rio Grande do Sul. A disputa promete ser de arrepiar na briga pelo título da competição que chega à reta final. A Rsports Racing estará representada por quatro Mercedes C250 Turbo, com Fernando Amorim a bordo do numeral #88, Edson Jr. no comando do # 99, Beto Rossi com o bólido #13 e a nova dupla da equipe com o piloto paraplégico, Tales Lombardi e Gustavo Marques, dividindo o carro #4.
Fernando Amorim Jr. (Fiolux, Serwal e Copimaq) tem como meta o pódio neste final de semana. “Quero desmistificar Tarumã, só fiz uma corrida neste circuito e, por uma infelicidade, um concorrente que estava na minha frente teve um pneu furado, acabamos batendo e a corrida terminou cedo para mim. O principal objetivo é obter bons resultados e melhorar a classificação no campeonato. Conseguimos evoluir nas últimas etapas, terei um carro melhor, pois, já algum tempo ele vem perdendo potência e agora a Rsports encontrou um grave problema no turbo que foi solucionado. Temos tudo para largar bem e brigar pelo pódio”, comenta o piloto de Valinhos (SP) dono do carro 88.
Já o mais jovem piloto da categoria, Edson Coelho Jr. (Fiolux, AvantGarde Motors, Nestlé, EMC Sistemas, Neide Buffet e Czechvar), tem boas lembranças na pista gaúcha na terceira etapa foi o pole-position e conquistou a sua primeira vitória na categoria. “Como também venci a etapa anterior, disputada no Velopark, vou ter um elemento dificultador nessa etapa de Tarumã, o “lastro do sucesso”. Entretanto, já enfrentei essa situação anteriormente, em Interlagos, e consegui apresentar bom desempenho. Este fato, somado ao meu bom histórico em Tarumã, me leva a crer que certamente estarei na briga pela vitória”, observa o piloto de João Monlevade (MG).
Edson afirma que é um dos circuitos que mais se identificou. “A pista de Tarumã me agradou muito, principalmente por apresentar um traçado rápido, que exige agressividade e coragem, mas também técnica. Trata-se, também, da pista em que conquistei minha primeira vitória válida pelo Mercedes-Benz Grand Challenge, o que a torna ainda mais especial para mim. Além disso, gosto muito de disputar em terras gaúchas, onde o público sempre está presente em peso, manifestando torcida, e valoriza muito o automobilismo”, acrescenta.
As expectativas para Beto Rossi (Master) são as melhores, pois agora o carro é competitivo e o piloto já conhece a pista. “Como vários pilotos de diversas categorias nacionais afirmam, é um dos circuitos mais rápidos do Brasil e eu concordo, acho o máximo. Vou com muita vontade para Tarumã, agora já conheço o autódromo. Andamos muito bem na terceira etapa (Julho), fiquei em 3º na Master e 10º na geral. Chegamos a andar em 6º na geral e 1º na Master, mas tive que parar o carro por alguns segundos preciosos na última volta para dar um recet e voltar para a corrida, mesmo assim foi muito bom”, destacou o piloto paulistano.
O campeonato segue muito competitivo tanto na classificação geral como na categoria Master. “Vamos para a briga, pois ainda temos 40 pontos em jogo na tabela do campeonato. Uma missão quase impossível, mas corrida é corrida, só termina na bandeirada e muita coisa pode acontecer, vamos lutar até o fim!”, assegura Rossi da Metal Tampos Ltda, Blindarte, Neobus, Pancrom _Indústria Gráfica, Grupo GOAL Serviços , LDS – Executive, Grupo JNE Info Store, SCO Tebas, CRM Medic, Besser Caminhões, Evora Corretora e Divena Mercedes.
Revezamento de pilotos
Tales Lombadi e Gustavo Marques (Mercedes C250 #4) fazem a troca de pilotos durante a corrida de 45 minutos, quando abre a janela programada entre a volta 20 e 25. Essas últimas etapas estão sendo para nos ambientar com o carro, equipe, campeonato e pistas. Espero poder fazer uma boa prova, melhorar meus tempos, visando 2014. Estou adorando o campeonato, o Mercedes e, principalmente, a estrutura da Rsports. Tanto eu quanto o Gustavo, estamos sendo muito bem recebidos e recebemos um grande suporte por parte de todos”, o piloto paraplégico Tales Lombardi.
Depois de alguns testes e novas regulagens, a dupla espera que a adaptação esteja 100%.
“A intenção é que possamos andar forte. Nunca andei em Tarumã, mas sei que é uma pista rápida com curvas lendárias como a 1 e a 9. Gosto de pistas e curvas de alta, espero poder me adaptar a pista e andar bem”, enfatiza o Tales.
Gustavo Marques também corre pela primeira vez no circuito de Viamão, na Grande Porto Alegre. “O campeonato é muito bem disputado, principalmente pelos três pilotos da ponta, mas é claro que fica minha torcida pelo Edinho (Rsports) para a conquista do título. A meta é completar a etapa, consolidar a dupla no campeonato e quem sabe marcar os primeiros pontos”, finaliza o piloto, sendo que a dupla paulista conta com o patrocínio da Adaptauto, Fulstandig Shows e Eventos, Martins Despachos e Assessoria Aduaneira Ltda., Gbrico Corretora de Seguros, Village Elevadores, Itri Rodoferrovia, Rebouças Assessoria Tributária, Oxan Atacadista, Grand Prix Cera Automotiva e apoio da Logomarca Comunicação Visual.
Programação sétima etapa MBGC em Tarumã (RS)
Sábado – 02/11/2013
10h00 – 11h00: Treino Livre 1
13h00 – 14h00: Treino Livre 2
16h00 – 16h20: Classificatório
Domingo – 03/11/2013
10h30 – 10h45: Shakedown
11h15 – 12h15: Visitação aos Boxes
13h00 – 13h45: Corrida
Classificação do campeonato, após seis etapas:
1º) Márcio Campos (RS), Sicredi Racing, 96 pontos
2º) Neto de Nigris (SP), De Nigris-Gramacho, 91
3º) Rubens Tilkian (SP), Dragão Motorsport, 79
4º) Edson Coelho Júnior (MG), RSports, 78
5º)Cesare Marrucci (SP), WRacing, 57
6º) Arnaldo Diniz Filho (SP), Dragão Motorsport, 52
7º) Amorim Júnior (SP), Fiolux-RSports, 52
8º) Marcos Paioli (SP), Paioli Racing, 42
9º) Leo de Nigris (SP), 39
10º) Peter Gottschalk Júnior (SP), Paioli Racing, 39
12º) Fernando Júnior (RS), WRC, 30
13º) Peter Michael Gottschalk (SP), 29
14º) Roberto Santos (SP), Della Via, 23
15º) Linneu Linardi (SP), SBC Trans, 22
16º) Betinho Sartório (ES), Della Via, 22
17º) Rafael Zapelini (SC), Rodoerre Racing, 20
18º) Beto Rossi (SP), Rsports Racing, 18
19º) Raphael Teixeira (GO), Gusttavo Lima Racing, 14
20º) Beto Santos (SP), Rsports Racing, 9
21º) Jorge Tamake Júnior (SP), Paioli Racing, 4
Classificação na Master
1) Marcos Paioli, 104
2) Peter Gottschalk Jr., 99
3) Leo de Nigris, 80
4) Roberto Santos, 69
5) Beto Rossi, 65
6) Betinho Sartório, 62
7) Beto Santos, 17
Calendário – Mercedes-Benz Grand Challenge:
Etapa 1 – 05 de maio – Circuito Anhembi – São Paulo (SP)
Etapa 2 – 23 de junho – Curitiba (PR)
Etapa 3 – 28 de julho – Tarumã (RS)
Etapa 4 – 18 de agosto – Interlagos (SP)
Etapa 5 – 08 de setembro – Curitiba (PR)
Etapa 6 – 06 de outubro – Velopark (RS)

Etapa 7 – 03 de novembro – Tarumã (RS)
Etapa 8 – 08 de dezembro – Autódromo Velo Città – Mogi Guaçu (SP)
Mais informações:
Site: www.rsportsracing.com.br e www.portalgt.com.br
Facebook: RSports Racing
Twitter: @RsportsRacing
Fonte: Assessoria de Imprensa equipe Rsports Racing
SIG Comunicação – Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br
Crédito fotos: Luciano Santos/Sigcom

Comente aqui