Mês: dezembro 2013



Ford muda a forma de criar veículos com o laboratório de realidade virtual

Engenheiros da Ford em todo o mundo estão criando veículos de um jeito novo – juntos, em um espaço de realidade virtual de ultra-alta definição. A Ford é a primeira fabricante a usar essa tecnologia que permite aos designers e engenheiros trabalhar simultaneamente no desenvolvimento de veículos, globalmente e em tempo real, para aprimorar a sua qualidade antes da fase de protótipo.

Como no jogo “Second Life” – o popular mundo virtual online -, só que com ultra-alta definição, os engenheiros e designers da Ford testam carros do mesmo modo que um consumidor faria numa loja. Esse espaço virtual totalmente envolvente permite criar imagens quase perfeitas de um carro real e já está trazendo melhorias para os consumidores, como pode ser visto, por exemplo, no Novo Fusion e no novo Mustang.

No Fusion, a escolha do local de instalação dos espelhos retrovisores permitiu melhorar a visibilidade sem impactar o desenho do carro. Várias posições foram analisadas virtualmente antes de determinar que a sua instalação na porta era a melhor opção. Da mesma forma, os engenheiros perceberam que o uso de um brake-light central ultrafino de LED melhorava a visibilidade sem afetar o estilo.

Essa tecnologia virtual global também foi aplicada no desenvolvimento do novo Mustang. Depois de analisar o carro com a tecnologia de realidade virtual, os engenheiros de produção mudaram o ajuste e o acabamento do painel e dos limpadores de para-brisa para que estes ficassem escondidos quando não são usados. Eliminando fechos expostos, foi possível criar um acabamento preciso e com melhor percepção de qualidade.

A Ford foi a primeira montadora a usar essa tecnologia globalmente, permitindo que engenheiros de todo o mundo trabalhem juntos no mesmo produto ao mesmo tempo.

“Todos os engenheiros e designers da Ford no mundo agora estão trabalhando juntos virtualmente no mesmo produto”, diz Elizabeth Baron, especialista técnica de realidade virtual e visualização avançada da Ford. “Com essa tecnologia, podemos mudar rapidamente de uma proposta de design para outra, estudando e identificando a melhor opção.”

Futuro global

Conforme a Ford amplia sua linha global de veículos, a tecnologia virtual é uma ferramenta chave para entregar produtos com mais qualidade e melhorar a experiência do cliente. Em 2013, seus designers e engenheiros analisaram mais de 135.000 detalhes em 193 protótipos de veículos virtuais criados no Laboratório de Imersão – um feito impossível há alguns anos.

A inclusão de uma tela “powerwall” de ultra-alta definição no Laboratório de Imersão e outras instalações ao redor do mundo está tornando essa tecnologia uma realidade global. Com uma definição quatro vezes maior que uma televisão de alta definição, ela permite avaliar e revisar modelos 3D de veículos em tempo real, globalmente.

A Ford conta com laboratórios virtuais em todo o mundo. Além da Austrália, também tem centros no Brasil, Alemanha, China e Índia, inaugurados em 2012, e no México, aberto em 2013.

“Com o plano global One Ford, adotamos a colaboração internacional para o desenvolvimento de carros globalmente atraentes”, diz Baron. “Com essa tecnologia, os designers e engenheiros aumentam a capacidade de atingir esse objetivo, melhorando também a qualidade dos produtos”.

Com os novos equipamentos e softwares, os engenheiros podem estudar centenas de itens dentro e fora do veículo. Esse processo garante que os carros só cheguem ao mercado após uma meticulosa inspeção de funcionalidade, uniformidade e design, usando os sofisticados recursos dessa ferramenta.

Visão raio-X

Além de mostrar imagens 3D em escala real, o Laboratório de Imersão permite aos engenheiros e designers ver dentro e através da estrutura do veículo para estudar como os vários sistemas estruturais, mecânicos e elétricos interagem dentro da sua arquitetura.

“Essa tecnologia nova e refinada permite ver e entender problemas complexos de engenharia, considerando também a estética e o design”, diz Baron. “Estamos incorporando cálculos de luz e sombra em tempo real para criar maior profundidade e autenticidade.”

O Laboratório de Imersão foi criado em 2006 para que os designers e engenheiros da Ford pudessem testar melhorias de estilo, técnicas e ergonômicas dos novos veículos, sem depender de modelos físicos caros e demorados.

Os recursos do Laboratório de Imersão da Ford incluem:

  • Espaço Virtual: com a nova “powerwall” de resolução 4K, os engenheiros podem ter uma visão em tamanho natural de problemas que surgem no desenvolvimento do veículo. O movimento real das pessoas se conecta com o movimento virtual, ligando designers e engenheiros da Ford globalmente em análises simultâneas para inspecionar o veículo de uma forma inédita. O novo software oferece uma experiência virtual quase idêntica à de um carro real.
  • Modelo de Veículo Programável: com o novo software, os engenheiros agora podem entrar em um veículo virtual como se ele fosse real. Os avaliadores podem sentar no Modelo de Veículo Programável – um interior dotado de volante e assentos -, visualizando e sentindo seus componentes. Eles também podem testar volantes, maçanetas e outros pontos de contato importantes para o motorista. Como o Espaço Virtual, o Modelo de Veículo Programável oferece grande capacidade de compartilhamento. Enquanto um designer está do lado de fora do carro, no Espaço Virtual, outro pode estar dentro, no Modelo de Veículo Programável.
  • Ambiente Virtual Automatizado CAVE: o CAVE funciona como um ambiente com campo de visão amplo, permitindo que os engenheiros testem rapidamente o design e a disposição dos espelhos retrovisores nas portas, luzes de freio centrais e outros componentes para estudar a visibilidade e preferências dos clientes.

Fonte: (30/12/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui


Troller patrocina 20ª edição do rali Transparaná


Competição terá início dia 24 de janeiro na turística Foz do Iguaçu para carros 4×4, na modalidade regularidade

A Troller, marca do grupo Ford, é patrocinadora oficial de um dos maiores ralis regionais do Brasil: o Transparaná. Criado em 1994, o evento está na 20ª edição e será uma prova comemorativa. Estão previstos aproximadamente 100 veículos inscritos, divididos em quatro categorias: Master, Graduados, Junior, Jeep e Adventure. O patrocínio faz parte da estratégia da Troller de estar presente nas principais competições off-road do País, apoiando a prática de rali e os troleiros que participam da competição.
O Transparaná vem de cara nova para 2014, mais profissional e com novos desafios capazes de tirar o fôlego de pilotos e navegadores de todo o país. Na edição de comemoração dos 20 anos, a prova terá uma programação cheia de novidades nos dias que antecedem a largada prevista para o dia 27 em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e nas etapas do roteiro que passará pelas cidades de Cascavel, Campo Mourão, Ivaiporã, Ponta Grossa, Curitiba e finalizando o percurso de aproximadamente 1,5 mil quilômetros em Guaratuba, no litoral do estado, no dia 1º de fevereiro.
O Transparaná é um dos ralis mais importantes do País, com a participação de vários Trollers. Assim, é uma oportunidade de mostrar o apoio da marca ao nosso cliente, diz Carla Freire, supervisora de Marketing da Troller.
O utilitário Troller T4 está entre os maiores vencedores do rali, com vários títulos em todas as categorias. O veículo versão 2014 vem com novos equipamentos que aumentam a versatilidade para enfrentar qualquer tipo de trilha, o T4 vem com para -choques de aço ainda mais robustos e novo dispositivo traseir (manilha) utilizado para resgates e saída de atoleiros pesados.
A distância livre do solo, os ângulos de ataque e saída e a capacidade de rodar em áreas alagadas com até 800 milímetros de profundidade são outras características que mostram a sua vocação fora de estrada.
Antes oferecidos como opcionais os novos itens foram adicionados a outros aprimoramentos,como o motor 3.2 diesel MWM International, com turbina de geometria variável e 165 cv, além de peito de aço e snorkel, respirador que amplia a capacidade de rodagem na água.
O T4 é um dos mais completos da categoria e conta também com direção hidráulica, ar-condicionado, trio elétrico, rodas de alumínio e santantônio revestido com material espumado como itens de série, que aumentam a conveniência de uso na cidade.
O Troller T4 se consagrou ao longo dos anos como o veículo preferido pelos adeptos do off-road no Brasil. Vencedor de diversas competições, ele tem um design clássico, de concepção robusta, funcional e versátil. Possui capota removível que aumenta a sensação de liberdade nas atividades junto à natureza.
A carroceria é feita em material derivado de fibra, chamado compósito, de fácil manutenção, que não amassa nem enferruja. O chassi de perfil retangular possui alta rigidez torcional e longarinas fechadas, que evitam a penetração de umidade e a corrosão interna.
Outras características que garantem sua capacidade para enfrentar todo tipo de terreno são a tração 4×4 com reduzida e o diferencial traseiro com sistema Trac-Lok, que compensa as variações do piso para manter a tração nas rodas. O freio a disco nas quatro rodas, equipado com válvula sensível à carga na traseira, segura o veículo com eficiência em diferentes condições, vazio ou carregado.
Os pneus Wrangler Adventure modelo LT 255/75 R15 da Goodyear, desenvolvidos para uso 50% em estrada e 50% fora de estrada, oferecem a versatilidade da aplicação todo terreno.
Inscrições Transparaná Troller 2014
As inscrições seguem abertas e os interessados podem confirmar presença no site oficial, www.transparana.com.br, onde também encontrarão todas as informações. Se preferir, podem enviar um e-mail para [email protected]. Todas as informações sobre a lista de inscritos e detalhes de cada especial serão divulgados no site oficial do evento.
O Transparaná Troller 2014 também já tem alguns patrocinadores confirmados como Troller, Acassius Gráfica, Dispauto Auto Peças, Mamute Off Road, Recanto Thermas & Resort Park Hotel, Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, Itaipu e apoio do: Jeep Club 4×4 de Foz do Iguaçu, Barracão do Jeep. Supervisão da Confederação Paranaense de Automobilismo, propriedade do Jeep Club de Curitiba e é uma realização do Mundo Nav.
Roteiro do Transparaná Troller 2014
24 a 25/01 – Verificação técnica e administrativa em Foz do Iguaçu (PR)
Local: Recanto Thermas & Resort Park Hotel
26/01 – Briefing
Local: Recanto Thermas & Resort Park Hotel
Largada promocional
Local: Itaipu – Foz do Iguaçu (PR)
27/01 – 1a. etapa Foz do Iguaçu a Cascavel (PR)
28/01 – Cascavel a Campo Mourão (PR)
29/01 – Campo Mourão a Ivaiporã (PR)
30/01 – Ivaiporã a Ponta Grossa (PR)
31/01 – Ponta Grossa a Curitiba (PR)
01/02 – Curitiba a Guaratuba (PR)
Hotel Oficial em Foz do Iguaçu:
RECANTO CATARATAS Thermas, Resort & Convention
Av. Costa e Silva, 3500
Foz do Iguaçu/ PR – 85863-000
[email protected]
www.recantocataratasresort.com.br
Fone:+55 (45) 2102 3000
Reservas:+55 (45) 2102 3033 | 0800 707 2400
Fonte: Assessoria de Imprensa do Transparaná Troller 2014
SIG Comunicação – www.sigcomunicacao.com.br
Silvana Grezzana Santos – Luciano Santos

Fotos: Mary Derosso

Comente aqui


Diretor de Relações Institucionais da Renault recebe mais alta condecoração do Governo do Paraná

O Diretor de Relações Institucionais e Governamentais da Renault do Brasil, Antonio Calcagnotto, foi homenageado pelo governo do Paraná com a maior honraria do Estado, a Comenda da Ordem Estadual do Pinheiro. Realizada no Palácio Iguaçu último dia 19 de dezembro, data da Emancipação Política do Estado, a comenda foi entregue pelo governador Beto Richa e pelo ex-ministro e atual secretario-chefe da Casa Civil do Estado do Paraná, Reinhold Stephanes.

Instituída em 1972, a Comenda da Ordem Estadual do Pinheiro tem a finalidade de agraciar brasileiros e estrangeiros, civis e militares, que tenham se distinguido pela notoriedade do saber ou por serviços relevantes prestados ao Estado do Paraná, bem como em âmbito nacional. A condecoração ao executivo da Renault se deu pelos trabalhos realizados em prol do desenvolvimento social, industrial e econômico do Paraná, incluídas as negociações para a expansão da Renault e apoio na atração de outras empresas para o estado.

Antonio Candido Prataviera Calcagnotto é graduado em Administração de Empresas e em Direito pela Universidade de Caxias do Sul, sua cidade natal. Possui mestrado em Planejamento Estratégico (EAESP/FGV/SP) e MBA(Exchange) em Finanças e Marketing (York University, no Canadá).

Em sua trajetória profissional, já ocupou em posições de destaques em importantes empresas e atualmente, além de Diretor de Relações Institucionais e Governamentais da Renault e da Nissan no Brasil, acumula os cargos de Vice-Presidente do Instituto Renault, Vice-Presidente da ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) e Diretor da AEA (Associação de Engenharia Automotiva).

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA RENAULT

Caique Ferreira
Simone Brombay (Institucional)
Ubirajara Alves (Institucional)
Glenda Pereira (Produto)
Arthur Lustosa Santos (Produto)

Comente aqui


Jean Azevedo acerta últimos detalhes antes da largada do Dakar 2014

Brasileiro viaja neste sábado (28) à Argentina de olho na preparação final para competição off-road mais dura do planeta

São Paulo (SP) – Com nove dias para o Dakar 2014, o brasileiro Jean Azevedo está totalmente focado na prova, que ocorre de 5 a 18 de janeiro, na Argentina, Bolívia e Chile. De olho em todos os detalhes da Honda Racing Rally Team, o experiente piloto viaja neste sábado (28) para Argentina e busca deixar tudo pronto diante da chegada da equipe, marcada para o dia 1º.
No país vizinho, Jean irá verificar o caminhão de apoio da equipe, que chegou da Europa por um navio de carga após 19 dias de viagem. Além disso, ele fará alguns testes na CRF 450 Rally, modelo que utilizará em sua 16ª participação. “Achei importante ir antes e checar todos os detalhes antes da chegada da equipe. Como depois será tudo muito rápido, com as verificações das equipes de apoio no dia 2 e verificações dos pilotos no dia 3, precisarei ir antes. E claro, é sempre bom andar com a moto. Vamos ver as alterações que ela sofreu desde o nosso último contato”, coloca.
No dia 31, o piloto volta ao Brasil, onde passará o réveillon com a família, e viaja no dia seguinte para Rosário (ARG), palco da largada da competição. “Quando o Dakar era na Europa passei anos sem ter a família ao meu lado nesta data. Agora, na América do Sul, voltei a ficar perto deles. É importante esse momento com minha esposa e filhos”, comenta o piloto.
Companheiro de equipe de Jean, Dário Júlio vive um clima de ansiedade diante de sua estreia no Dakar. Com a CRF 450X, o mineiro de Lavras terá pela frente 8.734 quilômetros de percurso total, sendo 5.228 km de trechos cronometrados (especiais). “Na verdade meus dois filhos (de 12 anos) estão mais ansiosos do que eu. Estou tranquilo, mas querendo que a largada chegue logo. Toda preparação já foi feita. Agora é esperar o dia 1º e embarcar para Argentina”, diz Dário.
Fonte: VIPCOMM – Assessoria de Imprensa Honda
Jornalistas responsáveis: Ricardo Ribeiro/Carolina Yada
Site oficial: www.honda.com.br/equipehonda
Twitter: @equipehonda
Facebook: www.facebook.com/hondaracingbrasil

Comente aqui


Ford Fusion Hybrid: como a tecnologia EV+ “aprende” a otimizar o uso de energia

A Ford está levando o desempenho e eficiência de sua linha de veículos elétricos a um novo nível com a chamada tecnologia EV+, que ajuda o veículo a “aprender” os destinos mais frequentes e dar ao motorista de carros híbridos o que ele quer – rodar a maior parte do tempo no modo elétrico. O EV+ faz parte do painel SmartGauge e é equipamento de série das versões híbridas do Fusion e C-MAX.

“Sabemos, pelas nossas pesquisas, que os motoristas de carros híbridos dirigem o máximo possível no modo elétrico, especialmente quando estão perto de casa e dos destinos mais frequentes”, diz Kevin Layden, diretor de Engenharia e Programas de Eletrificação da Ford. “O EV+ oferece essa capacidade e mostra que a Ford coloca as necessidades e desejos dos clientes como prioridade.”

O EV+ combina o GPS do sistema de conectividade SYNC com um programa de algoritmos desenvolvido por engenheiros da Ford para conhecer os destinos frequentes do veículo. Uma vez que esses locais são conhecidos – como o estacionamento de casa – o EV+ ajusta o modo como a energia da bateria de alta voltagem é usada para impulsionar o veículo.

Se o sistema determina que o veículo está próximo de um destino frequente, ele tem a capacidade de manter a propulsão no modo elétrico.

“Este é um dos exemplos de como estamos trabalhando para tornar os carros mais inteligentes, aproveitando os dados a bordo para oferecer recursos e serviços que valorizam a experiência de dirigir”, diz Layden.

O EV+ faz parte de uma lista de cerca de 500 patentes que a Ford acumulou nos últimos 20 anos no desenvolvimento de carros híbridos. Elas incluem desde as folhas que ilustram o nível de economia do veículo no painel e o sistema de abertura do porta-malas sem as mãos do C-MAX Hybrid e do C-MAX Energi, até o botão “EV-only” que permite ao motorista selecionar o modo elétrico.

Melhor performance

O EV+ foi desenvolvido por dois empregados da Ford: Ken Frederick, engenheiro de calibração de veículos híbridos e elétricos, e Matt Smith, engenheiro de design de produto. Eles são os autores da aplicação que foi patenteada nos EUA.

O EV+ usa o GPS do carro e o programa de algoritmos desenvolvido por Frederick e Smith para saber a latitude e longitude do veículo e identificar os locais que são visitados com frequência, como a casa e o trabalho. O sistema pode ser desabilitado e os seus dados apagados com o apertar de um botão.

Quando o sistema identifica destinos frequentes, o modo como a energia elétrica é usada muda. Ao atingir um raio de 200 metros de uma parada frequente, o veículo aumenta a capacidade de permanecer no modo elétrico, o motor a combustão permanece desligado e um aviso “EV+” se acende no painel.

“Um dos pontos fortes da Ford é a qualidade dos nossos controles e calibração. Fazemos todo esse trabalho internamente e ele aparece quando apresentamos um recurso como o EV+”, diz Rob Iorio, gerente de Sistemas de Propulsão Elétrica da Ford. “Nenhuma outra montadora tem uma integração tão completa do sistema de controle de propulsão com GPS, como nós temos com o EV+”.

Grandes dados, grande desafio

Originalmente, o plano era desenvolver um meio de o veículo reunir e analisar um grande volume de informações para prever e se ajustar a diferentes exigências de rodagem. “Queríamos que o veículo tivesse um desempenho determinado ao atingir certo lugar”, diz Smith.

O time descobriu rapidamente que coletar e armazenar esse grande volume de dados para fazer previsões exigiria um imenso sistema de harware e software. A inovação veio quando Smith e Frederik desenvolveram um modo de atingir esse objetivo sem precisar coletar e armazenar essas informações. A resposta era desenvolver um modo de analisar as informações do GPS e controlar a distribuição de energia do veículo com base nelas. “Descobrimos que usar os dados já disponíveis era o caminho para melhorar a experiência de direção dos carros híbridos”, diz Frederick. “Com esses dados, aplicamos os princípios de aprendizado de máquina para prever os locais visitados com frequência e determinar os controles do motor que deveriam ser aplicados.”

Fonte: (27/12/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui


Fim de ano: o que você precisa saber antes de colocar as rodas na estrada

São Paulo, 26 de dezembro de 2013 – Chegou o fim do ano e também as tradicionais festas. Hora de arrumar as malas e seguir em direção ao encontro com a família, onde quer que ela esteja. Mas antes de carregar o porta-malas do carro com as malas, leia algumas dicas do diretor da área de Sinistros da Allianz Seguros, Laur Diuri, e evite chegar atrasado à comemoração:

Faça a revisão

Checar as condições de itens como pneus, rodas, triângulo, macaco, chave de roda, suspensão, nível do óleo e fluidos, sistema elétrico e sistema de limpeza dos vidros é fundamental. Contudo, atente ao tempo: a revisão não deve ser feita na véspera, já que se houver necessidade de substituição de alguma peça, muitas vezes é impossível fazer isso de um dia para o outro.

Cheque a previsão do tempo  

De acordo com a Administração de Segurança do Tráfego Rodoviário dos EUA, quase 20% dos acidentes de carro fatais ocorrem em condições meteorológicas desfavoráveis. Não importa qual o clima, é mais seguro estar preparado. Mudanças repentinas aumentam o risco de acidentes. Se informe sobre o tempo antes de sair de casa.

Mantenha os vidros limpos

Não é preciso ser paranoico com limpeza e manter o carro absolutamente impecável, mas é preciso se certificar que o para-brisas está sempre limpo. Afinal, um para-brisa sujo, além de nojento, é inseguro. Limpe os seus toda vez que parar no posto de gasolina para evitar insetos e o acumulo de poeira de estrada. De vez em quando, faça uma limpeza mais completa, usando produtos especialmente elaborados para para-brisas, que não só limpam, mas também desengorduram o vidro.

Cuidado com o pôr, ou nascer, do sol

Dirigir durante a mudança do dia para a noite, ou vice-versa, é um grande desafio. Muitos acidentes acontecem quando o sol nasce ou se põe, culpa, ao menos em parte, da má visibilidade. Até o sol nascente/poente atrás de você pode afetar os motoristas que vêm em sua direção. Para evitar acidentes, mantenha o para-brisa limpo por dentro e por fora, use óculos escuros e os para-sóis baixos.

Olhos na estrada, mãos no volante

Esta postura não só ajuda a detectar eventuais obstáculos e perigos rapidamente, como também estabiliza a direção. Manter os olhos focados em um ponto distante na estrada com olhares regulares nas laterais e espelhos retrovisores proporciona melhor visão geral da situação do tráfego e coloca o motorista numa posição de prevenção, podendo reagir mais cedo a ameaças de segurança.

Sobre a Allianz Seguros

No país há 109 anos, a Allianz Seguros está presente em todo o território nacional por meio de suas 60 filiais, 1400 funcionários  e com o apoio de cerca de 14 mil corretores, os responsáveis pela comercialização de seus produtos e serviços para pessoas e empresas. A Allianz Seguros atua no Brasil em ramos elementares e saúde empresarial.

A Allianz Seguros é uma empresa do Grupo Allianz SE, um dos líderes mundiais em seguros e o maior da Europa. O grupo conta com 151 mil funcionários que  atendem 76 milhões de clientes em mais de 70 países. Além de oferecer produtos e serviços, a Allianz também se destaca na área de pesquisa de grandes riscos, estudos de sustentabilidade e nos investimentos em fontes renováveis de energia.

A Allianz SE é membro da Transparência Internacional e apoia os princípios do Pacto Global das Nações Unidas e as Diretrizes da OCDE para Multinacionais por meio de seu Código de Conduta. A organização é uma das líderes do setor de seguros no índice Dow Jones de Sustentabilidade, listado no FTSE4GOOD e no Carbon Disclosure Leadership Index (Carbon Disclosure Project, CDP6).

A Allianz é a líder em Serviços Financeiros e Indústria de Seguros do ranking Best Global Green Brands, desde que o mesmo foi criado, em 2011, pela consultoria Interbrand, líder mundial em avaliação de marcas.

Fonte: Virta Comunicação Corporativa

Bianca Bordignon – Flavia Gianini – Deborah Scarone – Bruna Souza

1 Comentário


Ford revela o trabalho de camuflagem para esconder o novo Mustang dos paparazzi

NovoMustang_Camuflagem

O novo Ford Mustang é um dos carros mais esperados do ano e todo mundo queria conhecê-lo antes da revelação. Para esconder suas verdadeiras formas, os engenheiros passam meses testando os protótipos com camuflagem e pinturas especiais.

Nos meses antes da revelação global do novo Ford Mustang, no início de dezembro, o design final do carro foi um dos temas mais quentes nas mídias sociais. O trabalho da equipe de camuflagem da Ford foi essencial para que a equipe de desenvolvimento pudesse fazer dezenas de milhares de quilômetros de testes nas ruas sem estragar a surpresa do carro.

Com mais de 3.000 aparições em filmes e na TV nos últimos 50 anos, o Mustang tem um currículo de fazer inveja a muitos astros de Hollywood. Como as celebridades, quando um novo Mustang está para chegar os paparazzi automotivos se mobilizam para conseguir as primeiras fotos.

“Os designers e engenheiros da Ford gastam muito tempo desenvolvendo novos carros e parte do meu trabalho é garantir que as pessoas não vejam o resultado antes da hora”, diz Dave Pericak, engenheiro-chefe do Mustang. “Os fotógrafos espiões profissionais perseguem os protótipos há décadas e, agora, com os telefones com câmera, ficou ainda mais difícil esconder os nossos carros dos olhares indiscretos.”

Perseguição

Conseguir uma imagem inédita de carros altamente esperados, como o Mustang, é um jogo de gato e rato entre as montadoras e os paparazzi, que se escondem por semanas a fio na busca do furo jornalístico.

“Todos os fotógrafos profissionais sabem onde os carros são construídos e fazem os testes”, diz Pericak. “Um desses fotógrafos, que vemos com frequência, estaciona em locais discretos, perto dessas instalações, esperando que apareça algo novo.”

Como a maioria das pessoas hoje tem smartphones com câmera e conexão com a internet, evitar os locais habituais de fotografia não é mais suficiente. “Antes que um desses protótipos possa sair da fábrica, os departamentos de design, engenharia e segurança precisam desenvolver e aprovar um pacote de camuflagem”, diz Al Wilkinson, coordenador de camuflagem da Ford. “Com esse aparato, mesmo uma boa foto não deve revelar detalhes do projeto.”

O desenvolvimento da camuflagem começa com a equipe de design e depois é refinado pelas áreas de engenharia e segurança. No novo Mustang, a primeira recomendação de camuflagem foi surpreendentemente mínima, para não interferir no peso e na aerodinâmica.

“Quando vi o primeiro pacote de camuflagem sugerido pela equipe, sabia que não era suficiente para combater os paparazzi e voltamos para a prancheta”, diz Pericak.

A equipe tratou de envolver toda a carroceria com vinil preto, acolchoado com bastante espuma por baixo. Mas a segunda proposta ainda mostrava o perfil do teto fastback, que Pericak não queria revelar tão cedo.

O disfarce final do novo Mustang alterou seu perfil e proporções, fazendo-o parecer mais com um “notchback” e menor do que realmente era. Pedaços de espuma foram estrategicamente colocados sob o vinil para esconder os seus contornos. Um vídeo sobre o trabalho pode ser visto neste link.

Segurança

“A segurança é essencial e precisamos ter certeza de que, mesmo com a cobertura, os faróis e luzes do carro permaneçam visíveis”, acrescenta Wilkinson.

Os painéis de vinil devem ser aplicados em uma sequência certa para garantir que não sejam arrancados pelo vento. No novo Mustang GT, capaz de atingir 250 km/h, se a camuflagem se soltar em alta velocidade é um perigo tanto para os pilotos como para os demais. O disfarce final do novo Mustang pesava apenas 49 kg, proporcionando segurança sem grande impacto sobre a dinâmica do veículo.

Os fotógrafos profissionais – que preferem ficar na sombra ou em árvores – sabem que pode levar minutos ou meses para flagrar um protótipo e a paciência é uma virtude. Quando o gerente de engenharia de veículos Tom Barnes levou o primeiro novo Mustang camuflado para fora da fábrica, em um dia chuvoso de junho, levou menos de uma hora para fotos do carro serem transformadas e exibidas em sites automotivos.

“Depois de passar semanas refinando o pacote camuflagem do Mustang, foi um pouco frustrante ser flagrado quase que imediatamente pelos paparazzi”, diz Barnes. “Por outro lado, quando vimos as fotos foi um alívio perceber que realmente não dava para descobrir como era o carro.”

Muitas vezes, um carro novo precisa ser testado sem disfarce e a única maneira de fazer isso é muito tarde da noite. Mas agora que o mundo já viu o novo Mustang, os engenheiros estão livres para completar os últimos meses de desenvolvimento sem disfarces, com os fotógrafos espiões voltados para novos alvos.

Fonte: (26/12/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui


Proteção a todos os ocupantes

Por Fernando Calmon

Até o momento o grande foco dos programas de avaliação de segurança de carros novos tem sido a proteção aos ocupantes dos bancos dianteiros. Motorista e passageiro estão realmente mais expostos em acidentes, além de a frequência de passageiros no banco de trás ser bem menor. Em uso urbano, por exemplo, a média é de apenas 1,5 ocupantes por carro, ou menos. Em estradas, mal alcança duas pessoas por veículo na maioria dos países, salvo em viagens e feriados.

Nos testes de colisão em laboratórios, há dois dummies (bonecos com sensores) que simulam crianças, de oito meses e três anos de idade, no banco de trás. A avaliação, basicamente, é dos sistemas de retenção dos bancos infantis e robustez de fixação. Em breve, o Euro NCAP (programa europeu de avaliação) adotará dummies que utilizam assentos de elevação para crianças até 7,5 anos de idade e também bonecos que reproduzem adultos.

Segundo a TRW, fabricante de cintos e airbags, “a segurança de passageiros no banco traseiro não pode ser considerada menos importante do que a dos ocupantes dos bancos dianteiros. Testes de impactos frontal, lateral e traseiro, nos próximos anos, exigirão soluções inovadoras”.

Uma delas é o airbag de interação lateral, colocado entre os dois passageiros do banco traseiro. Tem a função de proteção adicional em acidentes em que outro veículo colide transversalmente ou há um choque lateral contra poste e outros obstáculos. Mesmo protegidos por cintos de segurança e bolsas de ar laterais e de cortina, a dinâmica do acidente frequentemente leva a um choque de cabeças dos ocupantes. Lesões mortais podem ocorrer.

Colisões laterais são bem perigosas e respondem por um terço das mortes em estradas. O grau de intrusão de outro veículo e o espaço restrito para superfícies absorvedoras de energia (em acidentes frontais e traseiros existem grandes massas deformáveis) limitam a ação protetora dos dispositivos existentes. Por isso, a empresa desenvolve duas novas tecnologias.

Uma solução é o airbag externo lateral capaz de reduzir a invasão do habitáculo e a onda de choque transmitida aos ocupantes. Critérios biomecânicos de danos no tórax, abdômen e pélvis dos dummies mostraram bons resultados quando comparados a acidentes na vida real.

Outro dispositivo avançado, o airbag lateral interno de grandes dimensões, trabalha em conjunto com bancos dianteiros capazes de se deslocar para o centro do carro, em movimento rotacional, 50 ms (milissegundos) antes do impacto. Isso permite criar espaço adicional para a superbolsa inflar. Cintos de segurança de dois estágios são utilizados para o pré-choque e o choque real. A bolsa, então, é disparada 15 ms antes da colisão de tal forma a estar completamente expandida e na posição correta, quando o obstáculo começa a invadir a cabine. Análises dos dummies comprovam diminuição de danos corporais.

Ambos os dispositivos trabalham associados aos sistemas de bordo pré-impacto, que utilizam câmeras e radares. Detectam colisões laterais iminentes e identificam características como tempo até o choque, velocidade de impacto, além de dimensões, trajetória e posição do objeto que atingirá o veículo. Permitem estratégias de ativação, no momento certo.

Comente aqui


Dakar 2014 – Veículos das equipes europeias desembarcam no Porto de Campana, na Argentina

 

Largada da prova off-road mais dura e difícil do planeta ocorre no próximo dia 5, em Rosário
Rosário (ARG) – Após travessia transatlântica que durou 19 dias, os veículos (motos, quadriciclos, carros e caminhões) dos participantes europeus que irão disputar o Dakar 2014 já se encontram no Porto de Campana, a 80 quilômetros de Bueno Aires, capital da Argentina. A largada da 36ª edição da prova ocorre no dia 5 de janeiro, em Rosário (ARG).
O navio de carga, que saiu de Havre, na França, rumo ao território argentino, transportou 700 veículos, incluindo carros e caminhões de assistência da organização, equipes e de imprensa.
Mapa Dakar 2014
Etapa a etapa Dakar 2014
Cerca de 30 estivadores – responsáveis pela retirada de cargas nos portos – e 23 membros das equipes do Dakar foram usados para descarregar os veículos, que permanecerão em um estacionamento fechado até o dia 31 de dezembro, quando as equipes irão retirá-los.
Em 2014, o Dakar terá mais de 9.000 quilômetros de percurso total, sendo mais de 5.000 de trechos cronometrados (especiais). Além da Argentina, a prova passará pela Bolívia, que recebe pela primeira vez a competição, e pelo Chile, sede da chegada, no dia 18, em Valparaíso.
Brasileiros
Os seis brasileiros que irão encarar o Dakar 2014 também já tiveram seus equipamentos enviados à Argentina. O experiente Jean Azevedo e o estreante Dário Júlio, da Honda Racing Rally Team, disputam a competição na categoria motos. Já nos carros, as duplas nacionais serão representadas por Guilherme Spinelli/Youssef Haddad e Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin, todos da Equipe Mitsubishi Petrobras.
Fonte: VIPCOMM – Assessoria de Imprensa do Dakar 2014 no Brasil

Comente aqui


FM Logistic encerra o ano com 28 clientes no Brasil


Em apenas quatro meses, empresa alcança reconhecimento e planeja expandir ainda mais em 2014

A FM Logistic, uma das principais especialistas em Supply Chain do mundo, foi apresentada ao mercado brasileiro de logística em setembro de 2013, com a compra da subsidiária brasileira da Mc Lane. E em apenas quatro meses de atuação, a empresa já apresenta 28 clientes em seu portifólio, prestando serviços para grandes companhias do setor de Alimentos, Cosméticos, Higiene e limpeza, Eletro-eletrônicos, Automotivo, Brinquedos,  entre outros.

“Desde o início das nossas atividades no Brasil, conquistamos clientes e estamos observando grandes oportunidades de negócios no País. Neste primeiro momento, nos dedicamos na apresentação da marca da FM Logistic e estamos nos posicionando como um player de confiança para serviços de Supply Chain”, diz Michèle Cohonner, diretora geral da FM Logistic no Brasil.

Em 2013, a empresa marcou presença em importantes feiras como Movimat, Transporte & Logística Brasil,  VUC Expo e Feira Internacional da Amazônia (FIAM). Além disso, recebeu sua primeira premiação em território brasileiro ao vencer a categoria Operador Logístico do 16º Prêmio Automação, promovido pela GS1 Brasil (Associação Brasileira de Automação).

Para 2014, a expectativa da FM Logistic é a ampliação dos serviços oferecidos no Brasil. “Até o momento, estamos oferecendo a nossa excelência para serviços de Supply Chain. No ano que vem, queremos implementar opções de transporte e co-packing”, afirma Cohonner. Outra novidade prevista para o próximo ano é a inauguração da planta de Cabreúva (SP), prevista ainda para o primeiro semestre.

Presente em 12 países, a FM Logistic é reconhecida mundialmente pela excelência em serviços de armazenagem, co-packing, transporte e Supply Chain. A companhia atua no Brasil com quatro unidades operacionais que, juntas, somam mais de 200 mil metros quadrados e contam com 1.300 colaboradores. As unidades estão localizadas no Rio de Janeiro, no Rio Grande do Sul e duas em São Paulo.

Sobre a FM Logistic

 A FM Logistic é a parceira logística de referência de fabricantes e varejistas e assegura a otimização de suas cadeias de suprimento globais. Entre os clientes da FM Logistic, estão empresas dos setores de alimentação, cosméticos, assistência à saúde, alta tecnologia e produtos de consumo, além de gigantes do varejo. É reconhecida no mercado por seus 45 anos de experiência e emprega mundialmente 17.300 pessoas. Em 2013, busca apresentar faturamento superior a 1 bilhão de euros. Para mais informações, visite www.fmlogistic.com.

Fonte: PLANIN – Assessoria de Comunicação e Imprensa da FM Logistic Brasil
Angélica Consiglio e equipe – www.planin.com   

Camila Ramos e Roberto Araújo

Comente aqui