Mês: setembro 2014



Estepe ainda é o item mais roubado com 40%, aponta Carglass®

 

64% dos casos são à noite

Um novo levantamento da Carglass®, especialista em reparo e troca de vidros automotivos, aponta que o estepe é ainda o item mais furtado com 40% e, 80% das incidências, ocorrem com o veículo estacionado. No passado, o mesmo levantamento, também trazia o estepe como item mais visado.

Nos dados aferidos, 64% dos roubos ou furtos acontecem durante o período da noite, 23% de manhã e 13% à tarde. A Carglass®, empresa mundialmente reconhecida pela especialidade no reparo e troca de para-brisa, recomenda que os acometidos por qualquer situação de dano aos vidros procurem ajuda técnica.

De acordo com o supervisor técnico da empresa, Marcos Canteri, algumas medidas de precaução como não deixar nada dentro do carro que desperte atenção ou estacionar em local iluminado podem inibir uma ação indesejada. “Devemos também não guardar documentos no carro, certificar-se sempre do fechamento das portas e evitar adesivos com informações pessoais. Isso já ajuda a evitar algumas ações”, explica Canteri.

A película antivandalismo, segundo Canteri, também dificulta a ação de invasores num eventual roubo ou assalto, ao reter os estilhaços do vidro no momento da quebra. “Ela não pode ser considerada uma blindagem, porque não retém tiros, mas um vidro automotivo sem película leva em média três segundos para ser arrombado. Com esse dispositivo, a mesma ação dura de 30 segundos a dois minutos – dependendo da espessura instalada”. Confira da íntegra o levantamento:

Quais Itens foram Roubados?

Estepe                 40%

Som                      3%

Bolsa                     7%

Outros                 23%

Nenhum             27%

Qual local ocorreu o furto?                                      

Veículo estacionado      80%

Farol                                   3%

Outros                               17%

Qual horário aproximadamente do furto?                                        

Manhã                 23%

Tarde                    13%

Noite                    64%

Carglass®

A Carglass® é uma empresa do Grupo Belron®, organização mundialmente reconhecida por prestar serviços de qualidade a milhões de motoristas e que possui a maior frota do segmento para atendimento em domicílio, com milhares de técnicos responsáveis pela execução de milhões de serviços por ano em todo o mundo.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Evandro Ribeiro – Tamer

Comente aqui


A tecnologia de transmissão apropriada para veículos comerciais em todo o mundo

A transmissão global da ZF: até hoje, mais de 750.000 unidades da transmissão mecânica de 9 velocidades Ecomid foram produzidas em fábricas de três continentes

A transmissão global da ZF: até hoje, mais de 750.000 unidades da transmissão mecânica de 9 velocidades Ecomid foram produzidas em fábricas de três continentes

 

 

  • A estratégia da ZF é crescer de maneira global no setor de veículos comerciais;
  • Localização, abordagens design-to-market e joint ventures abrem mais oportunidades de mercado;
  • Produtos ZF atraem os fabricantes de veículos comerciais de todos os continentes.

 

As exigências da indústria de transportes estão crescendo em todo o mundo, ainda que todos os desenvolvimentos não estejam apontando na mesma direção em todos os lugares. Enquanto em algumas regiões os tópicos de maior importância para frotistas são os custos ao longo do período de vida útil dos veículos e à obrigatoriedade de atender requisitos legais como baixas emissões de poluentes e capacidades totais de carga, em outras regiões do mundo o preço baixo é o principal critério nas tomadas de decisões, sem mencionar as variações substanciais em relação da capacidade de carga em cada região. Em meio a esses cenários, os drivelines usados nos veículos para transporte de passageiros ou de cargas também se diferem. Por isso, desenvolver e entregar a tecnologia de transmissão correta e que atenda a todos os requisitos dos veículos comerciais é um desafio estratégico para uma empresa de tecnologia global como a ZF. 
Além das exportações, existem muitas outras maneiras para que a ZF atinja seu objetivo estratégico de atuar em todas as oportunidades de mercado que surgem para o segmento de transmissões para veículos comerciais em todo o mundo. Em primeiro lugar, a ZF está ampliando a disponibilidade de seu portfólio de produtos em outras regiões do mundo além da Europa. A este respeito, a manutenção de custos acessíveis para o mercado local – através de uma produção em nível nacional – e uma estrutura de fornecedores locais são considerados fatores essenciais.
Em segundo lugar, a gama de produtos da ZF está sendo adaptada às necessidades dos mercados locais. E, por último, a empresa investe em parcerias e joint ventures com empresas já estabelecidas.
O freio de transmissão Intarder é um exemplo de sucesso de exportação: a ZF já produziu mais de 800.000 unidades desde 1992, ano em que o produto começou a ser feito em escala na fábrica de Friedrichshafen, na Alemanha.
Hoje, a terceira geração do Intarder, com seus múltiplos usos, alcançou um sucesso ainda maior por conta de sua aplicação em veículos comerciais de todos os tipos, incluindo os ferroviários, que podem desacelerar com segurança e sem desgaste em qualquer situação de acionamento. Isto conserva o freio principal, estendendo consequentemente sua vida útil e reduzindo os custos de manutenção para os proprietários de frotas.
Localização das tecnologias de transmissão 
Uma abordagem bastante diferente corrobora o sucesso mundial da transmissão mecânica de veículos comerciais ZF-Ecomid: a ZF já produziu aproximadamente 750.000 sistemas de transmissão deste tipo em todo o mundo. A planta da ZF em Bouthéon, na França, tem sido a principal responsável por este sucesso. No início de dezembro de 2013, a unidade de número 500.000 da transmissão de 9 velocidades foi produzida na linha francesa. Além da unidade da França, mais três unidades da ZF asseguram o sucesso global da transmissão: são as de Sorocaba (Brasil), Pune (Índia) e Naberezhnye Chelny (Rússia). Nesses locais, a transmissão Ecomid é produzida para o mercado local de acordo com o princípio design-to-market, e é moldada aos requisitos individuais de cada mercado.
O grau de localização também é considerado em outros produtos da ZF. Um exemplo é a transmissão mecânica de 6 velocidades Ecolite, usada na VW Amarok – ela é produzida em Sorocaba (Brasil) e em Eger (Hungria).
Em vista a sua alta capacidade de torque, que atinge até 1.000 Nm, a transmissão automática para automóveis de 8 velocidades – produzida na unidade da ZF em Saarbrücken e na nova unidade norte-americana em Gray Court, na Carolina do Sul – também está sendo cada vez mais utilizada em veículos comerciais leves, como por exemplo na RAM 1500.
Design-to-market: Soluções sob medida para mercados em desenvolvimento 
Para muitos transportadores, especialmente os motoristas autônomos do mercado em crescimento da China, o preço baixo de compra constitui-se no fator decisivo para a aquisição de um veículo comercial. Para atender este segmento de mercado, a ZF oferece transmissões a preços baixos chamadas de “Value Line”. Esses itens se sobressaem pela sua robustez, facilidade de operação e custos mais baixos em comparação aos concorrentes diretos. A ZF está moldando em seu centro de engenharia em Xangai também o segmento premium (Premium Line) aos requisitos do mercado local. Um desses produtos é a transmissão mecânica Ecosplit, que é produzida na China. Os produtos Premium Line são uma proposta convincente para estes transportadores, pois possuem um foco particular nos custos ao longo do período de vida útil – graças à sua facilidade de uso e eficiência no consumo de combustível e preservação de recursos.
A joint venture entre a ZF e a fabricante de veículos comerciais da Chinesa Beiben desempenha uma função importante nesta estratégia de produto. Com uma participação de 51% na joint venture, a ZF produz transmissões mecânicas de 16 velocidades para caminhões pesados, bem como mecânicas de 9 velocidades para veículos comerciais de médio porte e transmissões mecânicas de 5 ou 6 velocidades para ônibus. Elas são usadas nos veículos produzidos pela Beiben, e também são comercializadas pela ZF como produtos Value Line na China.
Grupo ZF – A ZF é a líder global em tecnologia de sistemas de transmissão e chassi, com 122 unidades de produção em 26 países. Em 2013, o Grupo atingiu números de vendas de EUR 16,8 bilhões, com aproximadamente 72.600 funcionários. Para continuar a ter êxito com produtos inovadores, a ZF investe anualmente aproximadamente cinco por cento das suas vendas (2013: EUR 836 milhões) em pesquisa e desenvolvimento. A ZF é uma das dez maiores fornecedoras da indústria automobilística em todo o mundo.

Fonte: Assessoria de Imprensa 
MM Editorial – www.mmeditorial.com.br 
Fábio Rogério – Marta de Souza

 

 

 

Comente aqui


Ford F-150: 10 tecnologias que você ainda vai ver numa picape

 

A nova Ford F-150, que começa a ser vendida no final do ano nos Estados Unidos, traz uma série de recursos jamais vistos numa picape. Além de mais economia de combustível, conforto e capacidade de carga, ela oferece tecnologias inéditas de assistência ao motorista que ajudam a explicar por que a Ford Série F se mantém há 37 anos como a picape mais vendida da América e também é o veículo campeão de vendas dos Estados Unidos há 32 anos.

Os recursos inteligentes da nova F-150 incluem estacionamento automático, piloto automático adaptativo com alerta de colisão, controle de curvas, módulo de reboque inteligente, bancos multicontorno, sistema de alerta de ponto cego, assistente de manutenção na faixa, câmera de visão 360 graus, controle de descida de serra e monitoramento de pressão dos pneus. Veja a seguir como funcionam esses equipamentos.

  • Estacionamento automático – Exclusivo na categoria, usa dois sensores de ultrassom e a direção elétrica para identificar uma vaga de tamanho adequado e manobrar o veículo automaticamente, enquanto o motorista opera os pedais do acelerador e do freio.
  • Controle de cruzeiro adaptativo e alerta de colisão com assistência de frenagem – Um radar mede a distância e a velocidade dos veículos à frente e reduz automaticamente a velocidade da F-150 para manter a distância selecionada pelo motorista. Se o piloto automático adaptativo estiver ativado, a velocidade mais lenta será mantida. O alerta de colisão emite avisos visuais e sonoros se a distância do carro à frente diminuir muito rápido e houver risco de colisão. Também pré-carrega os freios, caso o motorista precise parar de repente.
  • Controle de curvas – Desenvolvido por engenheiros da Ford, esse sistema inovador ajuda o motorista a manter o controle do veículo caso ele entrar muito rápido numa curva, reduzindo automaticamente o torque e aplicando o freio nas quatro rodas. Pode reduzir a velocidade do veículo em até 16 km/h em cerca de 1 segundo.
  • Módulo de reboque inteligente – Outro item exclusivo, mostra para o motorista quais luzes do reboque não estão funcionando, para que ele ou outra pessoa não precise conferir pessoalmente se há luzes apagadas no trailer.
  • Bancos multicontorno – Únicos na categoria, produzem um efeito de massagem no motorista e no passageiro da frente, o antídoto perfeito para um dia duro de trabalho.
  • Sistema de alerta de ponto cego e tráfego cruzado – Também conhecido como BLIS, funciona com sensores de radar nas lanternas traseiras para monitorar as áreas fora da visão do motorista. Acende uma luz de alerta no retrovisor lateral se houver outro veículo em um ponto cego quando o motorista quer mudar de faixa. Também avisa se há veículos vindo ao sair de uma vaga de estacionamento.
  • Assistente de manutenção na faixa – Usa uma câmera para detectar as marcações na pista e produz uma vibração no volante se o motorista sair da faixa sem acionar o pisca. Pode também aplicar uma força na direção para ajudar a trazer o carro de volta à pista, se necessário.
  • Câmera de visão 360 graus – Esse sistema exclusivo usa quatro câmeras externas para dar ao motorista uma visão panorâmica de até 2 metros em torno da F-150. Ajuda no estacionamento, na manobra em locais apertados e também na rodagem em estradas estreitas e trilhas em baixa velocidade.
  • Controle de descida de serra – Usa o sistema ABS do freio para controlar a velocidade em descidas. Por meio de um botão, o motorista seleciona automaticamente a velocidade da picape e pode se concentrar na direção sem se preocupar com o freio.
  • Sistema de monitoramento de pressão dos pneus – Mostra a pressão do ar de cada pneu e alerta o motorista quando um deles está baixo.

Fonte: Imprensa Ford (25/09/2014)

 

 

Comente aqui


Way Brasil realiza pré-lançamento da Triton 460 no São Paulo Boat Show 2014

325-preta

 

O estaleiro apresenta sete modelos no evento, com destaque para a Triton 325

 

São Paulo, 25 de setembro – Nesta quinta-feira (25), o estaleiro Way Brasil realiza o pré-lançamento da Triton 460, na maior feira de produtos náuticos da América Latina, a São Paulo Boat Show, que acontece de 25 a 30 de setembro, no Transamérica Expo Center, em São paulo/SP . O  novo modelo de lancha da marca chega ao mercado apenas em dezembro deste ano. A Triton 460 possui 46 pés, com capacidade para 16 pessoas diurno e 5 noturno, com grande possibilidade de personalização no exterior, como no interior da embarcação.

A empresa dispõe de 12 modelos de barcos, que medem de 20 a 46 pés. Seus preços vão de R$ 80 mil a R$ 1,5 milhão e oferecem qualidade, conforto e segurança, itens indispensáveis e reconhecidos pelos clientes e pelo mercado náutico. Um exemplo disso são as vendas da empresa para a Europa e América do Sul, além da já consolidada presença no mercado brasileiro.

Modelos em exposição – Novamente a Way Brasil leva para o evento seus principais modelos da Triton, e neste ano foram selecionados sete, sendo eles: Triton 240cab, Triton i275, Triton 295, Triton 325, Triton 350, Triton 370 e em primeira mão a Triton 460. E, seguindo o mesmo posicionamento da marca, os barcos da Triton  permitem uma grande customização dos móveis das embarcações e muitos outros detalhes. “A grande maioria dos clientes quer deixar o barco com ‘o seu estilo’, e a Triton é muito aberta para isso,” declara Allan Cechelero, gerente de Marketing da Way Brasil.

O destaque desta edição fica por conta da Triton 325, modelo que está também exposto na Casa Cor Paraná 2014, em Curitiba. A Triton 325 é um dos ambientes da mostra, totalmente personalizada e decorada pela arquiteta Luciana Glock. O modelo Triton 325 foi desenvolvido com base na necessidade identificada no mercado por uma embarcação intermediária, com boa relação custo-benefício.

“Por mais um ano estamos expondo os principais modelos Triton neste evento, considerado o mais importante do calendário náutico brasileiro, e convidamos a todos para que venham conhecer de perto as lanchas de melhor custo-benefício do mercado”, reforça Cechelero.

Novas revendas – O estaleiro Way Brasil, fabricante das lanchas Triton, conta agora com novas revendas nos estados do Paraná e Santa Catarina. Em Santa Catarina, a revenda está localizada em Balneário Camboriú, na Marginal Oeste/BR 101, 4400 – saída 136.  A nova revenda é a Boatsp, reconhecida em todo o Brasil por conta da credibilidade e know-how no setor náutico. A empresa possui revendas Triton em São Paulo e Rio de Janeiro e agora estabelece parceria com a Way Brasil para comercializar os produtos em Santa Catarina e no Paraná.

De acordo com o gerente de marketing do estaleiro Way Brasil, Allan Cechelero, a parceria tende a fortalecer a relação com os consumidores e apresentar ao público as opções de lanchas Triton: “Nossos consumidores do Paraná continuarão sendo bem atendidos, agora com uma rede de revendas maior, que está presente também nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. Já estamos atuando em Santa Catarina e, em breve, vamos inaugurar a revenda em Curitiba em breve”, afirma.

No Paraná, a revenda está em fase de implantação, contando com um sistema de televendas em Curitiba, que pode ser acionado pelo e-mail [email protected] e pelo telefone: 41. 3278-7433.

Ficha Técnica – Triton 460

Comprimento total.= 14,10 m

Boca Máxima = 4,00 m

Capacidade Tanque Combustível = 750 litros

Capacidade Tanque de Água 2 T = 200 + 200 litros

Calado do Casco = 0,70 m

Passageiros = 16 diurno / 6+1 pernoite

Ângulo “V” da Popa (Deadrise) = 20º

Peso do Casco Básico com Motor = 8.000 Kg

Pé direito da Entrada da Cabine = 2,00 m

Pé direito Suíte Máster = 1,90 m

Pé direito dos banheiros = 1,90 m

Pé direito no Cockpit. = 2,00 m

Ficha Técnica – Triton 325

Comprimento: 9,90m

Boca: 3,15m

Peso: aprox 3000kg

Lotação diurna / noturna: 12 / 04 pessoas

Combustível / Água doce: 360L/200L

Motorização:

GASOLINA – 1 x 8.2 – 380hp – 2 x 4.3 – 220hp

DIESEL – 1 x 350hp – 2 x 170hp

Sobre a Way Brasil

A Way Brasil é uma empresa paranaense do segmento de produtos Náuticos. Com 30 anos de atuação, começou suas atividades em uma garagem no bairro Água Verde, em Curitiba, produzindo kits de buggy de fibra de vidro. A estrutura da empresa e o portfólio de produtos, com base nesta matéria prima, foram ampliando ao longo dos anos, passando a produzir kits de buggy, caiaques, capotas de pick ups, guaritas, quiosques e barcos de pesca da marca Quest.

Foi a partir de 2000,  que a empresa concentrou seu foco na criação da família Triton de lanchas de passeio, iniciando com a produção de uma lancha de passeio de 20 pés, a Triton 200. Depois disso a família foi crescendo e ganhando mercado no Brasil e também no exterior. Hoje a Way Brasil tem revendas em vários estados brasileiros e também comercializa os produtos no exterior, em países da Europa e América do Sul.

www.tritonboats.com.br

www.waybrasil.com

Fonte: Ricardo Voigt

Lide Multimídia – Assessoria de Imprensa

 

EVENTOS
Comente aqui


Novo Uno 2015 ganha grafite

O mais novo lançamento da Fiat ganhou visual ousado com a arte do grafite. Para criar os desenhos que estampam um Novo Uno 2015, jovens do programa social Árvore da Vida, da Fiat Automóveis, e do Centro Popular de Cultura Frei Estanislau usaram mais de 45 latas de spray durante quase 17 horas. A inspiração veio da visão de futuro da comunidade do Jardim Teresópolis, localizada em frente à fábrica de automóveis, em Betim (MG), e que reúne mais de 30 mil moradores. A ação aconteceu nos dias 22 e 23 de setembro.

“Os desenhos retratam o ideal de engajar todos – parceiros, instituições e a própria comunidade – para que novas conquistas sejam alcançadas pelos moradores”, explica Éden de Oliveira, conhecido como Sabão, professor de grafitagem do Centro Popular. O grafite mostra a comunidade sendo abraçada e os olhos de um morador que reforça a mensagem de visão de futuro, além de cenas do cotidiano, como grupo de meninos jogando futebol.

Estefany Duarte, de 15 anos, aluna do Árvore da Vida na oficina de canto coral, participou da ação. “Foi uma surpresa ser convidada para a grafitagem do carro do Árvore da Vida 10 anos. Queremos surpreender as pessoas com a pintura”, conta Estefany, que foi responsável pelos contornos e acabamentos dos desenhos. O Novo Uno 2015 grafitado ficará disponível para exposição em diversos lugares.

Sobre o Jardim Teresópolis
É a região localizada em frente à fábrica da Fiat Automóveis em Betim (MG) e que concentra cerca de 33 mil pessoas dos bairros Jardim Teresópolis, Vila Bemge e Vila Recreio. Nos últimos anos, a comunidade vem enfrentando positivamente importantes desafios para a melhoria da educação, segurança, saúde e trabalho, com o apoio de programas como o Árvore da Vida, desenvolvido pela Fiat Automóveis em parceria com a AVSI e CDM.

Neste ano, o programa Árvore da Vida está completando 10 anos com mais de 20 mil pessoas beneficiadas na região por meio dos projetos socioeducativos, de geração de trabalho e renda e de fortalecimento da comunidade. Recente pesquisa indicou que os adolescentes que participam ou participaram do programa têm 3,6 vezes mais chance de continuar a estudar e têm 4,8 vezes mais chance de ter curso superior.

Além de celebrar o que foi alcançado nos últimos dez anos, é hora também de pensar no futuro. Com o intuito de reforçar o compromisso com o desenvolvimento social da região, a Fiat convidou lideranças comunitárias, comerciantes, representantes do poder público e de instituições sociais e de saúde, além de moradores do Jardim Teresópolis, para desenhar uma Visão de Futuro compartilhada para os próximos 10 anos.

Fonte: Fiat Press

Comente aqui


Guerra dos aditivos

 

Alta Roda nº 803 — Fernando Calmon — 23/9/14

Política de combustíveis no Brasil continua errática e com alto grau de improvisação. Exemplo mais recente é a lei já aprovada que autoriza o aumento do teor de etanol anidro de 25% para 27,5%, desde que testes comprovem viabilidade técnica. Uma lei condicional! Não seria mais lógico primeiro fazer todas as avaliações e, se aprovada a nova mistura, então encaminhar projeto de lei ao Congresso Nacional? Na realidade, apenas jogada eleitoreira.

Motores modernos têm condição de lidar com esse aumento de mistura sem problema de partida a frio ou falhas de aceleração. Os testes conduzidos pela Petrobras deverão indicar isso, mas ninguém deu atenção aos motores antigos com carburador ou injeções de combustível de primeira geração. Além disso, o consumo pode aumentar marginalmente. A gasolina padrão para limites de emissões e metas de eficiência energética previstas no Inovar-Auto contém apenas 22% de etanol. Com 25% o motorista já perde um pouco em consumo e com 27,5%, mais ainda.

O governo tem feito trapalhadas. Em meados do ano resolveu estimular a melhoria relativa de consumo/autonomia entre etanol e gasolina em motores flex porque a indústria se acomodou e hoje mal consegue manter a paridade esperada de 70%. A nova lei sinaliza apenas que “poderá” haver abatimento de imposto para veículos que alcançarem relação acima de 75%.

Com a tendência de aplicação de turbocompressor, particularmente ótimo em motores flex por aproveitar bem melhor as características químicas do etanol, não seria difícil atingir a meta, embora a custo maior. Mas sem saber em quanto cairia o imposto e se o incentivo é por versão, modelo ou média de tudo que produz, nenhuma fábrica vai se mexer. Algumas estão até contrariadas, em especial as que por pura miopia têm motores flex sofríveis ao usar etanol.

No recente Seminário Internacional de Combustíveis, organizado pela AEA em São Paulo, ficou explícito a discórdia entre governo, agência reguladora (ANP) e Petrobras responsável, na prática, por toda a gasolina vendida no País. Em dezembro de 2009 se decidiu que em janeiro de 2014 só existiria gasolina aditivada, como na maioria dos países com grandes frotas. Isso não aconteceu e sim um adiamento para julho de 2015. Ou seja, uma finge que regulamenta e outra finge que não entende.

De qualquer forma, a atual gasolina S50 (50 ppm de enxofre), de melhor qualidade e obrigatória desde 1º de janeiro último, evoluirá dentro de menos de um ano (se não houver outro atraso) graças a aditivos detergentes e dispersantes para limpar e manter limpos injetores, válvulas, câmaras de combustão e coletores. No seminário se discutiu a qualidade mínima desses aditivos, os riscos de uso em excesso, a descontaminação das estruturas de transporte e como o mercado reagirá a 100% de gasolina aditivada.

As distribuidoras deverão se preparar para uma guerra de comunicação ainda maior em meados do próximo ano. Há aditivos específicos de redução de atrito entre pistões e cilindros, com potencial de discreta melhora de desempenho e até de consumo, que se somam aos aditivos detergentes-dispersantes. Cada uma terá de convencer o consumidor que a sua gasolina é superior à do concorrente.

RODA VIVA

AINDA no capítulo das trapalhadas, é inacreditável o governo estimular apenas modelos híbridos que não carregam bateria em tomada. Os puramente elétricos também ficaram de fora do corte no imposto de importação. São carros bem mais caros e, assim, de vendas limitadas, sem risco de sobrecarregar a rede elétrica.

MERCEDES-BENZ GLA, agora importado e nacional em 2016, destaca-se pelo estilo esportivo frente a outros SUVs compactos. Motor turbo 1,6l/156 cv dá conta do recado, mas ideal seria potência algo maior. Materiais internos, de primeira linha, contrastam com ausência de ar-condicionado automático e GPS para o preço de R$ 132.900. Versão completa salta para R$ 149.900.

NOVA geração do Honda City ganhou espaço interno (na frente e atrás), além de equipamentos como câmera de ré regulável em três ângulos. Melhorou o vão de acesso ao generoso porta-malas de 536 l. Câmbio automático CVT agora tem sete marchas virtuais e hastes no volante, mas o motor 1,5 L/116 cv vai melhor no Fit. Preços continuam bem puxados: R$ 53.900 a R$ 69.000.

MITSUBISHI Outlander terá no início de 2015 versão híbrida plugável em tomada. Diferencia-se por soluções técnicas brilhantes. A começar pelos dois motores elétricos (um para cada eixo) que permitem tração 4×4 gerenciável de forma automática sem o peso dos componentes mecânicos. Estes motores trabalham em série e em paralelo ao de combustão.

OUTRAS vantagens do Outlander PHEV: acelerar da partida até 120 km/h no modo elétrico, cinco níveis de gerenciamento de recuperação de energia em frenagens e possibilidade de ligar o motor a combustão apenas para recarregar a bateria. Esta última função permite, ao final de viagem em estrada, contar com a bateria em nível máximo para uso urbano.

____________________________________________________

[email protected] e twitter.com/fernandocalmon

MERCADO ,
Comente aqui


Volkswagen anuncia a produção do Novo Jetta na fábrica Anchieta

NOVO JETTA

• A produção nacional do Novo Jetta será iniciada no primeiro semestre de 2015

• O Novo Jetta será o terceiro modelo mundial, além do Novo Golf e up!, produzido no Brasil

• A nova linha terá capacidade de produzir até 18 mil unidades por ano

A Volkswagen do Brasil acaba de anunciar a produção nacional do Novo Jetta, na fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). A produção nacional do modelo vai complementar a importação atual do México, para que a marca possa atender à demanda do modelo no Brasil. O montante investido para as adequações na linha faz parte dos R$ 10 bilhões que a empresa vai investir no País até 2018.
“Com mais esse passo, comprovamos nossa qualidade mundial de produção e demonstramos, mais uma vez, a confiança no Brasil e, principalmente nos importantes acordos negociados com os Sindicatos dos Trabalhadores”, destaca o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.
Depois do up! na fábrica de Taubaté (SP), do anúncio da produção nacional do Novo Golf na fábrica de São José dos Pinhais (PR) e do lançamento da família global de motores EA211 o Novo Jetta será o terceiro modelo mundial a ser produzido no Brasil e demonstra o crescimento sustentável e qualitativo da empresa e sua linha de produtos no Brasil.
A fábrica Anchieta estará recebendo a infraestrutura e as novas instalações para a produção do modelo que será iniciada já no primeiro semestre de 2015, com capacidade de produção anual de 18 mil unidades.
“A produção nacional do Novo Jetta é uma importante etapa da Volkswagen em seu processo de Conexão Tecnológica com a matriz na Alemanha, que proporciona a chegada de modelos e tecnologias mundiais aqui no País”, conclui Thomas Schmall.
A fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, foi inaugurada em 18 de novembro de 1959. Foi a primeira da marca fora da Alemanha e já produziu mais de 12,5 milhões de veículos desde sua inauguração.
Jetta

O Volkswagen Jetta, consagrado em seu segmento pela excelente performance e alta tecnologia, foi lançado no Brasil em julho de 2006. O Jetta sempre se destacou pela harmonia do design interno e externo, somado ao conjunto de equipamentos de série que procura garantir maior segurança, conforto e prazer ao dirigir.

Atualmente em sua sexta geração, o Volkswagen Jetta foi reconhecido com cinco estrelas pelo Latin NCAP, uma organização de defesa do consumidor da América Latina. O Jetta é um dos modelos de maior sucesso da Volkswagen no mundo. A engenharia alemã é uma das chaves para conquistar consumidores ao redor do mundo. Ela reflete os mais altos níveis de acabamento, qualidade e eficiência tecnológica. O Jetta projeta essa filosofia para o futuro, através da excelência na economia de combustível e seu conceito abrangente de segurança.

Fonte: Volkswagen do Brasil
Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa
Diretor: André Senador
Renato Acciarto | Andrea Cipriano

Comente aqui


LEGO Education no Brasil Motorcycle Show 2014

 

Com o uso dos conjuntos LEGO Education, Move Mundo ensina às crianças como transitar com segurança

A ZOOM Education for Life, representante exclusiva da LEGO® Education no Brasil, participará do Brasil Motorcycle Show, maior festival de motociclismo “premium” do Sul do Brasil, com o Move Mundo. O Programa de Educação para o Trânsito visa estimular nas crianças e jovens noções de cidadania, ética e respeito, para que tomem decisões mais apropriadas e atitudes preventivas no trânsito.
O evento marcado para 21, 22 e 23 de novembro deste ano, no Expo Renault Barigui, em Curitiba, também terá a presença do Observatório Nacional de Segurança Viária, ONG que incentiva o respeito mútuo no trânsito. “Desde a primeira edição destacamos a importância da pilotagem segura para que haja uma redução no número de acidentes. Essa parceria com a LEGO e ZOOM possibilitará trabalharmos esses conceitos com as crianças que forem ao evento com os pais”, destaca Pedro Colares, diretor da OC Promo – empresa que promove e realiza do Brasil Motorcycle Show.
De acordo com o gerente da Unidade de Trânsito da ZOOM, Jean Amorim, o programa Move Mundo é uma metodologia de aprendizado para crianças de 4 aos 16 anos, que utiliza o LEGO como recurso lúdico. Um dos pontos fortes é a atração que essas atividades exercem nas crianças, que “adoram aprender brincando”. O foco da iniciativa não é o aprendizado da legislação de trânsito sem si, mas um ensino voltado à ética, cidadania, respeito e convívio social harmonioso.
“Atravessar na faixa ou olhar e reconhecer uma placa de trânsito são mera consequência. O importante é que as crianças aprendam a se comportar no meio em que vivem, adotando um comportamento seguro e consciente. É isso que faremos com os pequenos de quatro a nove anos que passarem pelo evento”, explica Amorim.
No Brasil Motorcycle Show, as crianças vão poder participar de várias atividades voltadas à educação no trânsito com o uso do LEGO, com uma nova metodologia de aprendizagem, exclusiva da ZOOM. Desde 2000, a empresa desenvolve projetos com essa temática e as ações também fazem parte do “Pacto pela Vida”, que objetiva a redução de 50% no número de mortes em acidentes de trânsito até 2020.
Suporte
O Observatório Nacional de Segurança Viária, organização não-governamental criada para atuar como catalisador da sociedade brasileira no que diz respeito ao desenvolvimento e à gestão de segurança viária e veicular, oferece suporte técnico para o Programa Move Mundo e também estará presente no festival.
Sobre o Brasil Motorcycle Show
A segunda edição do Brasil Motorcycle Show será realizada entre 21 e 23 de novembro de 2014 no Expo Renault Barigui, em Curitiba. A proposta do festival de motociclismo “premium” de alta cilindrada organizado pela OC Promo é reunir as principais referências, atrações e lançamentos do mundo duas rodas num mesmo ambiente. Além das montadoras, o evento conta com a participação de lojas especializadas em customização, acessórios, serviços especializados, assim como shows e áreas interativas para crianças e adultos e uma praça de alimentação com sete Food Trucks. O evento tem co-patrocínio da Porto Seguro Moto e apoio de Banco Alfa, FIAT, Gazeta do Povo e Revista Where Auto. Mais informações pelo site: brasilmotorcycleshow.com.br.

Fonte: Central Press

Claudio Stringari – Lorena Nogaroli
www.centralpress.com.br

Comente aqui


Marcopolo fornece 207 ônibus para a Cutcsa, do Uruguai

marcopolocutcsa

Unidades serão utilizadas no transporte urbano

A Marcopolo fornecerá 207 novos ônibus urbanos para a CUTCSA – Companhia Uruguaia de Transportes Coletivos S.A. –, principal empresa do segmento no Uruguai. O novo negócio, com 203 unidades do modelo Torino e quatro do Ideale 770, constitui-se em uma das mais importantes vendas realizadas nos últimos anos pela empresa na América do Sul.

Segundo Paulo Corso, diretor comercial da Marcopolo, a CUTCSA é um dos mais importantes clientes da marca. “A operadora tem forte programa de renovação de frota e realiza compras com frequência, com o objetivo oferecer ônibus diferenciados, que tragam mais conforto, comodidade e proporcione ótimas viagens para os passageiros. As primeiras unidades serão entregues ainda em setembro”, explica o executivo.

Os 203 ônibus Torino utilizam chassi Mercedes-Benz OH 1622L e possuem diferentes configurações internas, com capacidade para transportar de 39 a 41 passageiros. São equipados com elevador na porta traseira, box para cadeirante, preparação para validador e poltronas do modelo urbano.

As quatro unidades do modelo Ideale 770 têm capacidade para 39 passageiros. Com chassi Mercedes-Benz OH 1518 contam com porta dianteira e traseira e preparação para bilhetagem eletrônica.

A utilização de novos ônibus vai permitir a constante melhoria na qualidade do serviço oferecido nas linhas urbanas de transporte em Montevidéu. A CUTCSA é uma das mais tradicionais companhias de transporte urbano do Uruguai e tem mais de 76 anos de atividades. A empresa possui frota com mais de 1.100 ônibus, utilizados em 100 diferentes linhas intermunicipais e urbanas.

Crédito da foto: Marina Peluso Bueno da Silva

Fonte: Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

Comente aqui


Terra Master conquista certificação para o transporte de produtos e materiais controlados pelo Exército

 

Empresa de transporte e logística sediada em Santos amplia suas possibilidades de negócios com o acesso a um novo grupo de empresas

SANTOS/SP – A Terra Master, empresa de logística e transporte, sediada na cidade de Santos/SP, acaba de receber do Exército Brasileiro o Certificado de Registro para Transporte de Produtos Controlados pelo Ministério do Exército. A empresa, que tem se destacado no mercado local, sobretudo pela forma moderna e cuidadosa como gerencia a sua expansão, está agora autorizada a carregar diferentes tipos de produtos, tais como explosivos, ácidos, cloretos, pólvora, munições, dentre outros. “Esta ‘certificação’ nos abre as portas de um grupo seleto de empresas autorizadas pelo Exército para o transporte de explosivos”, afirma Thiago Veneziani, diretor geral da Terra Master.

O executivo avalia que com a certificação a Terra Master se diferencia e, ao mesmo tempo, amplia suas possibilidades no mercado. “A certificação nos permitirá ‘conversar’ com empresas que antes, pela falta de autorização do exército, estavam fora do nosso radar de negócios”, afirma Veneziani. “Agora estamos ainda mais competitivos e prontos para atendê-las com a qualidade e segurança exigidas”, acrescenta.

Para conseguir esta certificação, a Terra Master passou por uma fiscalização rigorosa, realizada por técnicos do Exército. Mas antes a empresa teve que se capacitar: seus cavalos mecânicos e porta-containers passaram por avaliações de habilitação, novos extintores e kits de segurança foram adquiridos. Além disso, os veículos devem passar por inspeções periódicas para o transporte de determinados produtos. “Felizmente conseguimos atender a todas as exigências”, comemora o diretor da Terra Master, que ressalta o envolvimento de todos os funcionários. “Pela importância e riqueza de detalhes do projeto, este resultado somente poderia ser conseguido se trabalhássemos como uma grande equipe. E foi o que aconteceu. Todos os colaboradores estão envolvidos nessa conquista”, afirma.

Veneziani conta que o investimento realizado pela Terra Master para conquistar essa importante certificação não foi pequeno, porém, não pesou nos custos da empresa porque foi diluído no tempo. ”Há tempos queríamos essa certificação, mas não podíamos parar a empresa e focar apenas nessa conquista. Decidimos então que, paralelamente a outros projetos importantes, prepararíamos a Terra Master para esta certificação. E fomos investindo ao longo do tempo. A estratégia deu certo, o trabalho foi muito bem feito e até elogiado pelos certificadores”, afirma Veneziani, que representa não apenas uma nova safra, mas principalmente, a nova mentalidade do empresariado da cidade litorânea.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Rodrigues & Freire ComunicaçãoCorporativa
Paolla Pessil/ João Fortunato 

Comente aqui