Mês: junho 2015



Toda a linha Rolls-Royce representada no país


SÃO PAULO (SP), 30/06/15 – Os frutos de mais de 100 anos de uma história dedicada ao luxo e a aprimorar cada vez mais a excelência em seus produtos, pode ser visto (e adquirido) em São Paulo. A Rolls-Royce Motor Cars São Paulo, representante oficial da marca britânica no país, conta pela primeira vez com todas as famílias de automóveis fabricadas em Goodwood, na Inglaterra.

São três modelos principais de veículos, todos com venda à pronta entrega ou sob encomenda. A gama de produtos da Rolls-Royce Motor Cars começa com o recém-chegado ao país, Ghost Series II. Dotado do tradicional motor V12, neste caso com 563 cavalos de potência, o carro segue a tendência mundial da marca de mirar seu público em jovens super bem-sucedidos – e que tem prazer em dirigir seus próprios carros.

Jovens e bem-sucedidos também são atraídos pelo coupé Wraith, cujo motor V12 oferece 624 cavalos de potência capazes de fazer frente a qualquer superesportivo. Sem deixar de lado a elegância e a sofisticação que caracterizam a marca, o Wraith é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos.

O modelo mais tradicional da marca, o Phantom, também pode ser visto na Rolls-Royce Motor Cars São Paulo, inclusive em uma exclusivíssima versão cabriolet: o Phantom Drophead Coupé. Além dela, estão disponíveis também as versões Sedan e Coupé da família.

Além dos modelos disponíveis para pronta entrega, a Rolls-Royce Motor Cars São Paulo também oferece modelos “sob-medida”. Graças ao amplo programa de customização oferecido pela Rolls-Royce, é possível dizer que não existem dois modelos exatamente iguais em todo o planeta. São mais de quatro mil opções de personalização que deixam cada veículo com a expressão de seus proprietários.

“No showroom da Rolls-Royce Motor Cars em São Paulo, o cliente da marca encontra exatamente os mesmos produtos de qualquer outro showroom no mundo. Se o veículo escolhido não está disponível à pronta entrega, é possível encomendar um carro através do exclusivo programa Bespoke da marca. São inúmeras possibilidades de customização, que tornam cada carro único no mundo”, destaca Paulo Ferreira, Gerente Geral da marca no país.

A loja da Rolls-Royce Motor Cars São Paulo fica na Avenida Cidade Jardim, 691, no Jardim Paulistano – área nobre da capital paulista.

Mais detalhes dos modelos Rolls-Royce:

Ghost Series II

Motor: V12 de 6,6 litros
Potência: 563 cv a 5.250 rpm
Torque: 780 Nm a 1.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 4,7 segundos
Pneus e rodas: 255/40 R21 (dianteira) / 285/35 R21 (traseira)
Peso (DIN): 2.360 kg
Comprimento: 5.399 mm
Largura: 1.948 mm
Entre-eixos: 3.295 mm

Wraith

Motor: V12 de 6,6 litros
Potência: 624 cv a 5.600 rpm
Torque: 800 Nm entre 1.500 e 5.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 4,4 segundos
Pneus e rodas: 255/40 R21 (dianteira) / 285/35 R21 (traseira)
Peso (DIN): 2.360 kg
Comprimento: 5.269 mm
Largura: 1.947 mm
Entre-eixos: 3.112 mm

Phantom

Motor: V12 de 6,7 litros
Potência: 453 cv a 5.350 rpm
Torque: 720 Nm a 3.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 240 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 5,7 segundos
Pneus e rodas: 255/50 R21 (dianteira) / 285/45 R21 na traseira
Peso (DIN): 2.560 kg
Comprimento: 5.842 mm
Largura: 1.990 mm
Entre-eixos: 3.570 mm

Fonte:
Rolls-Royce Motor Cars São Paulo
Nei Tessari e Ricardo Belussi

Comente aqui


Celio Motorcycles customiza motocicletas com estilo Café Racer

IMG_0545

 

O estilo surgiu no auge dos anos 50 e 60 quando jovens ingleses disputavam “pegas” entre um café e outro em busca de velocidade

 

Referência em customização no segmento duas rodas, Celio Dobrucki, da oficina Celio Motorcycles, transformou recentemente duas motocicletas da marca britânica Triumph, modelo Boneville T100, em legitimas Café Racer.

No projeto, as motocicletas ganharam pintura personalizada nos tanques, paralamas e rodas. Houve troca de guidão, escapamento, piscas, lanternas e suporte de placas. Os dois modelos de Triumph Boneville T100 customizados ficaram com estilo Café Racer anos 60. Com aparência retrô e tecnologia a nível das motocicletas atuais, a Bonneville conta com tanque de 16 litros de combustível; peso em ordem de marcha de 230 kg; motor de dois cilindros paralelos de 865 cc e 68 cavalos de potência.

O estilo Café Racer surgiu no auge dos anos 1950 e 1960 quando jovens ingleses disputavam corridas entre um café e outro em busca de velocidade. Eram os chamados “Café Racer”.

As motos e os motociclistas ganharam o apelido de Café Racer nas décadas de 50 e 60 por conta do local (http://www.ace-cafe-london.com) que servia de ponto de encontro para as competições do grupo. Os pontos de encontro eram normalmente os pubs e bares londrinos. Os jovens escolhiam um Rock’n Roll e um bar nas proximidades pra fazer um bate-volta acelerando as máquinas. Só eram considerados legítimos racers, aqueles que conseguiam fazer este percurso antes da música acabar.

A Celio Motorcycles está localizada na Rua Felipe Camarão, 275, Rebouças, Curitiba/PR. Para mais informações: +55 (41) 3332-4865 ou www.celiomotorcycles.com.

Fonte:

BelPress :: Comunicação

Crédito de foto: Fabiano Guma

Comente aqui


Nova fábrica da TMD Friction em Salto (SP) já está com cerca de 25% concluída

COBREQ 0001

Em Salto, interior de São Paulo, a nova fábrica da TMD Friction, tradicional fabricante de pastilhas e lonas de freio com a marca Cobreq e parte do grupo japonês Nisshinbo que está aplicando R$ 92 milhões nesta planta (maior investimento do grupo em outro continente), tem inauguração prevista para o final de 2016 ou início de 2017. E do lançamento da pedra fundamental, em maio último, até agora, cerca de 25% das obras já foram concluídas, inclusive a do prédio principal (foto).

De Indaiatuba, onde opera desde 1975, a necessidade de expansão fez a TMD Friction do Brasil trocar seus atuais 82.000 m² de área total (zona mista) e 18.000 m² de área construída por, respectivamente, 100.000 m² e 32.000 m² em construção, além da possibilidade de crescer por se tratar de um distrito industrial.

O projeto da nova fábrica é administrado por um grupo liderado por Edilson Jaquetto – diretor geral de Negócios OE da TMD, que informa: “Estamos com cerca de 25% concluídos e toda a estrutura de concreto pré-fabricado  deve ser finalizada até o final do próximo mês (julho)”.

Edilson também informa: “Em seguida estaremos iniciando a parte de infraestrutura, como drenagem, esgoto, elétrica e outros, onde uma parte do prédio estará pronta para a recepção de equipamentos em janeiro de 2016. E, no final deste ano, o restante da infraestutura e as áreas sociais estarão 100% prontas”.

Edilson finaliza explicando sobre a transferência de máquinas de Indaiatuba para Salto, a ser iniciada em janeiro de 2016, e sobre máquinas novas: “Estamos adquirindo várias máquinas novas para a produção, como misturadores, prensa, forno, linhas de usinagem e equipamentos de infraestrutura para início de instalação também em janeiro de 2016”.

Fonte: Lellis Assessoria de Imprensa e Consultoria Ltda.

Jornalista responsável: Marco Antonio Lellis

Comente aqui


Chrysler comemora 90 anos e prepara novo 300C para o Brasil

Uma das mais emblemáticas marcas norte-americanas celebra nove décadas produzindo veículos de qualidade, repletos de estilo, conforto e tecnologia inovadora

Reestilizado, modelo 2015 do sedã grande Chrysler 300C está prestes a desembarcar no país

São Paulo, 25 de junho de 2015 – A empresa Chrysler foi fundada em junho 1925 por Walter P. Chrysler, e foi o comprometimento dele com o público que fez a marca entregar aos consumidores veículos com qualidade, beleza, desempenho, conforto, classe e ótimo custo-benefício. Ao longo dos últimos 90 anos, esta vem sendo a missão da Chrysler. Hoje, a marca é a expressão moderna dessa visão de seu fundador.

“Há 90 anos, Walter P. Chrysler sedimentou a base para a filosofia que ainda é empregada hoje – qualidade, design, inovação e tecnologia, tudo por um preço acessível”, disse Al Gardner, presidente e CEO da marca Chrysler. “Essas premissas ecoam ainda hoje tanto nos produtos da Chrysler, como o sedã grande 300C e a minivan Town & Country, quanto em seus consumidores”.

No final de 1925, bem antes de a empresa completar um ano, a então chamada Chrysler Corporation tinha mais de 3.800 concessionárias, acumulando 100 mil carros vendidos, e era a quinta maior do setor nos EUA. O maior sucesso era o Chrysler Six, que tinha motor de seis cilindros de alta compressão e sistema hidráulico de freios nas quatro rodas – de série, algo inédito num carro de passeio.

Muitas inovações viriam nos anos seguintes, como o sistema Floating Power em 1930 – novo método de posicionar o motor, de modo a isolar a vibração da carroceria. Em 1936 foi a vez do primeiro teto conversível com acionamento automático. Em 1940 surgia a patente de um pneu que não se soltava da roda quando furado, e em 1959, os primeiros retrovisores internos com sensores para uso automático da função dia/noite.

Isso sem falar em avançadas soluções aerodinâmicas e de distribuição de peso para a época, como o impressionante e fluido Chrysler Airflow, de 1934, que teve mais de 50 unidades de desenvolvimento testadas nos primeiros túneis de vento. Ou ainda as inovações estilísticas que ditaram moda nos anos 50, como os carros desenvolvidos pelo genial designer Virgil Exner, contratado em 1949 junto à Studebaker, e que criaria clássicos para a Chrsyler até sua aposentadoria, em 1962. Ele é o pai do celebrado sedã 300, de 1955, entre outras lendas.

Novo 300C

Falando em 300, um dos sedãs mais emblemáticos do mundo, o moderno Chrysler 300C foi reestilizado para a linha 2015 e começará a chegar às concessionárias brasileiras em julho. A dianteira mudou significativamente, com uma nova e maior grade, que passou a abrigar a asa estilizada que forma o símbolo da marca. A entrada de ar inferior também foi refeita, ladeada pelos faróis de neblina, que passaram a ser de LEDs. Internamente, o volante é novo e o painel evoluiu com a adoção da tela multifuncional de TFT de 7 polegadas no quadro de instrumentos e do seletor giratório do câmbio, a exemplo do recém-lançado Dodge Durango 2015.

As rodas de aro 20 exibem novo desenho, mesclando esportividade e requinte. Na traseira, as alterações são mais sutis, mas reforçam a personalidade do 300C, como o contorno de LEDs nas lanternas e a faixa cromada que percorre a parte superior do para-choque. Moderno e eficiente, o conjunto mecânico conta com o motor Pentastar V6, de 3,6 litros, que ganhou 10 cv e agora entrega 296 cv, além do câmbio automático de oito marchas.

Sobre a Chrysler

A marca Chrysler vem agradando os clientes com estilo, qualidade, inovação intuitiva e tecnologia por excelente valor desde 1925. Seja com o ousado design, cheio de personalidade, do Chrysler 300 ou com a funcionalidade do “quarto de família sobre rodas” do Chrysler Town & Country, os veículos da marca recompensam a paixão, criatividade e senso de conquista de seus proprietários. A sucessão de inovações na Chrysler continua a solidificar a posição de ponta em design, engenharia e custo-benefício. Para a marca Chrysler, premium é o produto, não o preço.

Fonte: FCA Press

Comente aqui


Um dia memorável para a marca Alfa Romeo

A marca Alfa Romeo está completando 105 anos. E para comemora este aniversário, várias ações estão acontecendo simultaneamente. A marca inaugurou hoje o seu museu histórico em Arese, Milão, Itália. Ele é o verdadeiro “centro da marca”, uma ligação perfeita entre o passado, o presente e futuro da Alfa Romeo. Lá também foi apresentado hoje o novo modelo Giulia, expressão máxima da “meccanica delle emozioni“, onde toda a criação é centrada no motorista e na promessa de uma experiência de condução estimulante. Este novo modelo mostrará ao mundo pela primeira vez o novo emblema da Alfa Romeo, que foi renovado e modernizado do lado de fora, mantendo intactos a forma distinta e os elementos de estilo que o tornaram um símbolo tão admirado. Um evento especial para celebrar mais de um século de história da marca  A.L.F.A. (sigla para “Anonima Lombarda Fabbrica Automobili”), que foi criada em 24 de junho de 1910. Hoje, 24 de junho de 2015, uma nova página está sendo escrita na história da lendária marca Alfa Romeo, que nunca deixa de surpreender.

O Museu histórico em Arese inaugurado hoje, 24 de junho, durante a pré-estreia mundial do novo Giulia, abre suas portas ao público em 30 de junho. A visitação pode acontecer durante todos os dias da semana, exceto às terças-feiras, das 10h00 às 18h00, com horário estendido até 22h00 às quintas-feiras (www.museoalfaromeo.com).

O Museu abriga as peças mais significativas da coleção histórica da Alfa Romeo. O local foi inaugurado em 1976, era disponibilizado para os visitantes apenas por meio de reservas, e foi fechado em 2009.

Como parte do plano de relançamento global da Alfa Romeo, o Museu em Arese – local simbólico para a história da empresa – foi escolhido como o ponto de apoio para o renascimento da marca.

O projeto arquitetônico redesenha a funcionalidade do complexo, adaptando-o às novas atividades e também para o fluxo esperado de visitantes. O elemento-chave no projeto é a estrutura vermelha que atravessa todo o complexo, o símbolo do renascimento do museu: um recurso moderno, situado dentro de um contexto de arquitetura dos anos 70, que prevê a necessária ligação entre o passado e o presente.

O local exibe os 69 modelos mais marcantes, não apenas para o desenvolvimento da marca, mas para a própria história do automóvel. Desde o primeiro carro A.L.F.A., com 24 cv, até os lendários vencedores Mille Miglia como o 6C 1750 Gran Sport, conduzido por Tazio Nuvolari, o Touring de 8C e o Gran Premio 159 “Alfetta 159”, campeão mundial de Fórmula 1, conduzido por Juan Manuel Fangio; até o Giulietta, icônico carro de 1950, para o Campeonato 33 TT 12.

A essência da marca foi condensada em três princípios: Linha do Tempo, que representa a continuidade industrial; Beleza, que agrega estilo e design; Velocidade, juntando tecnologia e peso leve. Para cada princípio é dedicado um andar do Museu.

A Linha do Tempo ocupa todo o primeiro andar, com uma seleção de 19 carros que melhor representam o desenvolvimento da marca, cada um acompanhado por um painel de informação multimídia. A exposição é composta ainda por uma “memória interativa”, uma estação inteligente onde os visitantes podem acessar um sistema interativo para obter mais detalhes sobre a história de cada modelo. A instalação intitulada “Quelli dell’Alfa Romeo” narra como uma lenda foi formada há mais de 100 anos, graças ao trabalho de milhares de homens que contribuíram para o crescimento da empresa.

A segunda parte da exposição, no piso térreo, é chamado de Beleza e dispõe de várias áreas temáticas. O layout foi desenhado com linhas dinâmicas e suaves que lembram o estilo das principais fabricantes de carrocerias italianas: a partir do “I maestri dello stile” (os mestres do estilo), que combina os nove principais exemplos de design de cada época, até a “La scuola italiana” (a escola italiana). No centro encontra-se “Alfa Romeo nel cinema” (Alfa Romeo nos filmes). Tudo isso é seguido por “Il Fenomeno Giulietta” (o Fenômeno Giulietta) e “Giulia: disegnata dal vento” (Giulia: desenhado pelo vento), com modelos que acompanham o crescimento da economia e do gosto italiano nos anos 50 e 60.

A terceira parte é dedicada à Velocidade e se estende por todo o subsolo. Esta é a área mais emocionante, onde os entusiastas da Alfa Romeo podem conhecer as estrelas de grandes vitórias da marca, desde “Nasce la leggenda” (nasce uma lenda), um espetacular espaço multimídia que agrupa as estrelas das competições épicas na época das duas guerras mundiais.

Em seguida, os visitantes entram no “Tempio delle Vittorie” (Templo das Vitórias), um outro espaço onde um show de imagens, sons e filmagens antigas apresenta os 10 maiores triunfos na história da Alfa Romeo. A viagem por entre a lenda termina com um final divertido e espetacular: as “bolle emozionali” (bolhas emocionais) dedicadas à experiência do mundo Alfa Romeo, com um show em realidade virtual filmado em 360°, e uma sala de imersão total, onde os visitantes se sentam em poltronas interativas para assistir filmes em 4D dedicados aos sucessos lendários da Alfa Romeo.

“La meccanica delle emozioni”. Cinco são os elementos que tornaram a Alfa Romeo uma das marcas de automóveis mais cobiçadas do mundo: design italiano diferenciado, tecnologia de ponta e motores inovadores, perfeita distribuição de peso de 50/50, soluções técnicas exclusivas e a melhor relação peso-potência. Estes são os ingredientes indispensáveis ​​para a criação de um autêntico Alfa Romeo.

Sentar-se no banco de um novo Alfa Romeo é como entrar em uma nova dimensão que se centra em torno do motorista, disparando emoções e a promessa de uma experiêdncia inesquecível de condução. O mérito vai para a direção sensível, a aceleração responsiva e para a mudança rápida de marchas, além da frenagem. Junto a tudo isso, a tração traseira ou nas quatro rodas é mais do que apenas uma homenagem às raízes mais autênticas da lenda Alfa Romeo: é também uma solução técnica que oferece alto desempenho e um momento surpreendente de diversão.

Em um Alfa Romeo, tudo isso é resumido pelas palavras “la meccanica delle emozioni”. Este corajoso e distinto pay-off será divulgado em todo o mundo apenas em italiano para prestar homenagem à sua terra natal, onde a lenda nasceu há mais de um século. Ainda hoje, a marca carrega o orgulho italiano feito para estradas cotidianas, nas mais famosas pistas de corrida e nos corações de milhões de entusiastas nos quatro cantos do planeta.

De um Alfa Romeo surge o equilíbrio perfeito vindo de gerações de sucesso, velocidade e beleza que dão vida à expressão mais elevada do estilo italiano no mundo automotivo. E o novo Alfa Giulia não é exceção:

  • O novo modelo incorpora 105 anos de excelência no estilo e tecnologia italiana.
  • O seu design único expressa três características primordiais do design italiano: senso de proporções, simplicidade e acabamento de alta qualidade.
  • Tração traseira ou nas integral é mais do que apenas uma homenagem às raízes mais autênticas da lenda Alfa Romeo, é também uma solução técnica que garante alta performance e muita diversão.
  • Tecnologia de última geração e motores inovadores: o motor turbo de seis cilindros com 510 cv, inspirado na tecnologia Ferrari, é a nova referência de powertrain da marca, que será introduzido na versão Quadrifoglio.
  • O desempenho é impressionante: de 0 a 100 km/h em apenas 3,9 segundos.
  • A distribuição de peso é perfeita (50/50 entre os dois eixos), com suspensões sofisticadas (a dianteira é exclusiva da Alfa Romeo).
  • Soluções técnicas exclusivas e diferenciadas, como a tecnologia Torque Vectoring para um excelente controle de estabilidade.
  • O Alfa Romeo Giulia combina o desempenho extraordinário do motor e o amplo uso de materiais ultraleves, como fibra de carbono, alumínio e composto de alumínio e plástico, para obter a melhor relação peso-potência (inferior a 3).
  • O modelo foi apresentado no renovado Museu Alfa Romeo em Arese, Itália, que reabrirá em 30 de junho para os entusiastas e pesquisadores ao redor do globo.

Fonte: FCA Press

Comente aqui


Celio Dobrucki cria linha de capacetes customizados

IMG_6400

Capacetes seguem linhas de pintura vintage e pinstriping e podem ser encontrados nas lojas física e online (à venda para todo o Brasil)

A personalização de capacetes vem ganhando cada vez mais espaço entre os serviços requisitados por motociclistas interessados em produtos exclusivos. A customização é um nicho de mercado voltado ao consumidor que busca por exclusividade. O empresário Celio Dobrucki, da Celio Motorcycles, referência em customização no segmento duas rodas no Brasil, criou uma linha de ‘handmade helmets’ ou capacetes customizados de forma artesanal. Os capacetes seguem linhas de pintura vintage e pinstriping (filete de tinta similar a um risco deixado por um alfinete) e podem ser encontrados nas lojas física (Rua Felipe Camarão, 275, Rebouças, Curitiba/PR) e online (http://www.celiodobrucki.com.br/vintage).

Celio Dobrucki customizou os primeiros capacetes na década de 90, quando comprou uma Yamaha RD 350 (também conhecida como “Viúva Negra”) e percebeu que não havia sobrado dinheiro para comprar um capacete. “Lembrei que tinha um capacete velho e resolvi pintar. Fui na oficina do meu pai e customizei o capacete. Logo no primeiro ano, após este primeiro trabalho, pintei 12 capacetes, pois vários amigos viram o trabalho e gostaram. E naquela época havia um mercado muito grande com o Kart, automobilismo. Já no segundo ano eu pintei 260 capacetes e depois mais. Foram 5 anos pintando capacetes”, conta Celio. Foi na sequência que o empresário começou a customizar motocicletas, trabalho pelo qual é reconhecido. Mas Célio não é apenas um customizador, ele cria algumas de suas motos desde o chassis, como por exemplo as Bobbers que criou e montou nos EUA, mais especificamente em Miami e Colorado. Além disso, Célio criou e montou uma Bobber para o seu filho, hoje com 6 anos.

Quer saber mais sobre os handmade helmets’ de Celio Dobrucki? A oficina Celio Motorcycles está localizada em Curitiba, na Rua Felipe Camarão, 275, Rebouças. Para mais informações: +55 (41) 3332-4865 ou www.celiomotorcycles.com.

Crédito de foto: Fabiano Guma

 Fonte: BelPress :: Comunicação

Comente aqui


Avanço no mercado de pistões de aço para automóveis

 

Dr. Alexander Sagel, chefe da divisão Hardparts

Dr. Alexander Sagel, chefe da divisão Hardparts

Os pistões de aço para veículos com motores diesel desenvolvidos pela KS Kolbenschmidt GmbH, Neckarsulm, em conjunto com o cliente Daimler e colaboração do parceiro Hirschvogel, recebeu o Prêmio Inovação de Aço 2015. Na cerimônia de premiação em Berlim, o Dr. Alexander Sagel, chefe da divisão Hardparts, fornecedor da indústria automobilística KSPG AG (um membro do Grupo Rheinmetall), juntamente com representantes das empresas envolvidas, recebeu o prêmio das mãos da Profª. Drª. Johanna Wanka, Ministra Federal da Educação e Pesquisa.

Após utilização em veículos comerciais e de corrida, os pistões de aço encontram aplicação em automóveis de motores diesel. O primeiro pistão diesel de todo o mundo, com produção em grande escala, o premiado KS Kolbenschmidt GmbH, é o V6 da Mercedes-Benz E-Class (E 350 BlueTEC). E a história de sucesso continua. Segundo o Dr. Sagel, “atualmente estamos observando grande interesse dos clientes nessa tecnologia. Na verdade, os planos iniciados agora para a futura geração de motores diesel europeus da linha pesada prevêem, quase todos, a produção de pistões em aço”.

Pistões de aço para veículos com motores diesel são impressionantes por sua alta performance e redução significativa de emissão de CO2. Os pistões são conhecidos por estarem, na maior parte, entre os componentes do motor que trabalham em regime severo. As medidas adotadas para reduzir o consumo e as emissões de CO2 associadas são baseadas na redução de fricção, melhora dos processos de combustão e uso de materiais leves.

Até 50% da fricção mecânica dentro do motor é causada pelo pistão e pistão/cilindro. No futuro, os desafios mecânicos e térmicos que enfrentam os componentes de motor irão aumentar ainda mais, como resultado das estratégias de redimensionamento, tais como o deslocamento reduzido e um menor número de cilindros.

Com o seu design inovador e as propriedades do material, os pistões de aço são predestinados a motores muito compactos com amplas reservas de potência. Graças à alta resistência do material, os pistões de aço podem ser projetados com alturas menores e paredes mais finas do que os de alumínio. Assim, a altura de compressão do pistão foi reduzida em cerca de 30% tanto para a adaptação de espaço quanto para os benefícios de redução de peso.

Outras vantagens do aço incluem a sua expansão térmica mais baixa (comparada com o alumínio) e a baixa condutividade térmica. Essas características por sua vez, impulsionam a capacidade de ignição e reduzem o período de combustão. Desta forma, a eficiência termodinâmica do motor é visivelmente melhorada, resultando em reduções sensíveis tanto no consumo de combustível como de emissões.

Os pistões de aço da KS Kolbenschmidt consistem de um forjamento e são formadas usando a patenteada técnica inovadora, a qual produz uma passagem selada do líquido de arrefecimento. A resultante parede mais fina entre a passagem do líquido de arrefecimento e a zona de calor do pistão é o segredo para um arrefecimento eficiente.

A inovação dos pistões de aço presente no motor V6 diesel da Mercedes-Benz E-Class ajuda a reduzir o consumo de combustível em mais de 3%, documentando o elevado nível do aço e as competências inovadoras dos fornecedores da indústria automobilística alemã e dos automóveis OEMs. Pistões de aço também são usados em motores de quatro cilindros da Mercedes-Benz.

O presente prêmio não é a primeira conquista pelos pistões de aço. No outono passado, a KS recebeu o MATERIALICA Design + Technology “Best of Award” por sua alta eficiência em CO2.

Sobre o prêmio Inovação em Aço

Acontece pela décima vez a entrega do prêmio Inovação em Aço. Este está entre um dos prêmios mais importantes da categoria. Foram apresentados neste ano um total de 578 candidatos. Houve também um prêmio especial para a Proteção Climática com Aço. Os vencedores demonstraram a enorme aplicabilidade do aço em diversas áreas como a construção civil, design, máquinas e engenharia de instalações, assim como a engenharia automotiva e da ciência.

Fonte: Talita C. Peres – Gerente de Marketing 

Lellis Assessoria de Imprensa e Consultoria Ltda.

Jornalista responsável: Marco Antonio Lellis

Comente aqui


Agrale lança primeiro trator isodiamétrico do Brasil

tratoragrale4233
 

Modelo inovador possui rodados do mesmo tamanho e tração integral 4X4

  Caxias do Sul (RS), 24 de junho de 2015 – A Agrale, principal fabricante de tratores no segmento destinado à agricultura familiar, lança o trator 4233, primeiro modelo isodiamétrico (rodados do mesmo tamanho) produzido no Brasil. Proposta inovadora, o novo trator possui dimensões reduzidas, tornando-se ideal para trabalhos em culturas baixas e estreitas, que exigem equipamentos de dimensões reduzidas, como na viticultura (uva latada), fruticultura e avicultura, entre outras.

Segundo Silvio Rigoni, gerente de vendas de tratores da Agrale, o novo trator 4233 possui rodados dianteiro e traseiro com as mesmas dimensões, o que faz com que o operador trabalhe mais próximo do solo e amplia a segurança em terrenos irregulares e íngremes. “Procuramos inovar e atender às necessidades dos clientes por um equipamento de elevada produtividade. O grande diferencial do novo trator é ser mais baixo, confortável e potente que os modelos disponíveis no mercado, ideal para trabalhar em culturas adensadas e baixas, proporcionando maior eficiência, pois não danifica o plantio, além de conforto e segurança ao operador”, explica o executivo.

O novo trator Agrale 4233 é equipado com motor Agrale M790, com 30 cv de potência, fator que proporciona melhor desempenho e economia. Possui altura mínima até o assento de apenas 760 mm – a menor de seu segmento. Sua largura total também é reduzida, com 1.120 mm. É equipado com transmissão de 12 marchas (oito à frente e quatro à ré), capacidade de levante hidráulico de 1.050 kg, com controle remoto de série e arco de segurança retrátil. Outro destaque é a ergonomia, com todos os comandos próximos do condutor, o que garante jornadas de trabalho mais longas com menor desgaste físico.

Crédito das fotos: Gilmar Gomes

Fonte: Secco Consultoria de Comunicação

Comente aqui


O Fiat Palio Fire chega ao mercado trazendo novidades em sua linha 2016

O carro mais barato em produção no Brasil, o Palio Fire, acaba de chegar ao mercado com sua linha 2016. Ele traz novidades que reforçam ainda mais a sua competitividade em seu segmento, aumentando suas já qualidades de um carro muito bem acabado e equipado para sua categoria, além de confortável, confiável eeconômico (conta com a classificação “A” no Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro).

O Palio Fire, que traz como principais itens de série airbag duplo, freios ABS com EBD, indicador digital do nível de combustível, retrovisores externos com comando interno, para-choques na cor do veículo, relógio digital, luz de leitura dianteira, vidros climatizados verdes, entre outros, ganha agora em sua linha 2016 novos itens de série e mudanças estéticas que o deixam mais sofisticado e completo. São elas:

• Faróis com canhões pretos, que passam ao modelo mais esportividade (exceto a versão Way,que permanece com seus faróis com máscara negra).

• Novas cores no painel frontal, Cinza Chumbo, para todas as versões. Elas proporcionam mais requinte e modernidade ao interior do carro;

• Espelho de cortesia no para-sol lado do motorista também para todas as versões, que oferecem mais praticidade e conforto.

Vale lembrar que o Palio Fire Way, a versão mais robusta do modelo, traz suspensão mais elevada e pneus 175/65 R14, que resulta em uma altura mínima do solo mais alta, perto de 15 mm em relação às outras versões. Também apresenta um visual exclusivo, mais imponente, que valoriza a robustez da versão Way.

Com essas novidades, mais completo e moderno, o Palio Fire 2016 chega ao mercado com um custo-benefício ainda melhor, mantendo o título de carro mais barato produzido no Brasil. Confira abaixo os preços:

Palio Fire 1.0 Flex 2P – R$ 27.590.

Palio Fire 1.0 Flex 4P – R$ 29.920.

Palio Fire Way 1.0 Flex 4P – R$ 31.190.

Novo Palio chega ao mercado com sua linha 2016

Também chega ao mercado o Novo Palio 2016. Juntamente com a versão Palio Fire, ele foi o carro mais vendido no Brasil em 2014, e ainda, permanece na liderança de vendas este ano. A novidade fica para a entrada da cor Branco Kalahari na versão Sporting do Novo Palio 2016.

Bem completo, todas as versões do Novo Palio trazem de série itens como ar condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros, travas elétricas e chave canivete com telecomando.  Veja preços abaixo:

Novo Palio Attractive 1.0 Flex – R$ 39.410.

Novo Palio Attractive 1.4 Flex – R$ 42.740.

Novo Palio Essence 1.6 16V Flex – R$ 47.130.

Novo Palio Sporting 1.6 16V Flex – R$ 49.460.

Fonte: Fiat Press

Comente aqui


Novo Dodge Durango evolui em todos os sentidos

• Mudanças estéticas, como nos conjuntos óticos com LEDs, rejuvenescem o estilo do SUV de sete lugares da Dodge

• Câmbio automático de oito marchas aprimora a dirigibilidade e o rendimento do motor Pentastar V6 de 3,6 litros, que agora entrega 294 cv (8 cv a mais)

• Tecnologia a bordo ganha sistema multimídia Uconnect com tela de 8,4 polegadas e navegação GPS, além de tela multifuncional de 7 polegadas no quadro de instrumentos

• Passageiros de trás contam com um completo sistema de entretenimento, que inclui leitor de Blu-ray, dois LCDs de alta definição de 9 polegadas e entradas HDMI
São Paulo, 19 de junho de 2015 – Ao fechar o ano de seu centenário, a Dodge apresenta no Brasil o modelo 2015 do Durango. Maior SUV do grupo FCA – Fiat Chrysler Automobiles, o novo Dodge Durango foi desenvolvido sobre os pilares da marca: desempenho, estilo e inovação, oferecendo uma série de evoluções. Entre elas estão o câmbio automático de oito marchas, os redesenhados conjuntos óticos com LEDs e a alta dose de tecnologia a bordo, onde se destacam o sistema Uconnect com tela central de 8,4 polegadas, a tela multifuncional de TFT de 7 polegadas à frente do motorista e o kit de entretenimento traseiro com leitor de Blu-ray e dois LCDs de alta definição de 9 polegadas.

Lançado oficialmente no país em 2013 em duas versões (Crew e Citadel), o Dodge Durango agora passa a ser importado em configuração única, Limited, com um amplo conteúdo de segurança, conforto e tecnologia. Com linhas imponentes e proporções “musculosas”, excelente dirigibilidade e espaço para sete ocupantes e bagagem, o utilitário-esportivo grande é produzido nos Estados Unidos, na fábrica de Jefferson North, em Detroit, mesmo berço do SUV mais premiado da história, o Jeep Grand Cherokee, modelo com o qual compartilha a plataforma.

Estilo

O design do Durango sempre se destacou, ao exibir muita força e personalidade – características intrínsecas da Dodge. Para o modelo 2015, esses pontos continuam dando o tom, com ainda mais elegância. A grade e o para-choque dianteiro foram retocados, completando o visual dos novos faróis do tipo projetor, com luzes diurnas de LED. As rodas de 20 polegadas de alumínio polido exibem uma esportividade clássica, que combina bem com os arcos dos para-lamas inspirados no Dodge Charger. Na traseira, o que brilha (também literalmente) é a nova lanterna, com 192 LEDs, que ocupa toda a largura da tampa e avança pelas laterais.

Por dentro, o refinamento é a palavra de ordem. A começar pelo novo volante, com aletas para trocas de marchas do câmbio, e muitos comandos, como os do som, telefone, tela multifuncional e controle de velocidade de cruzeiro. Ainda à frente do motorista, o cluster foi reformulado, com destaque para o monitor colorido de 7 polegadas. Também inteiramente nova é a parte central do painel. Não apenas por conta da tela de toque de 8,4 polegadas do sistema multimídia Uconnect, mas também pelos novos comandos de áudio e do ar-condicionado.

Conjunto mecânico

A aplicação da moderna e comprovada transmissão de oito marchas elevou o padrão do powertrain do Dodge Durango, que continua com a eficiência do premiado motor Pentastar V6 de 3,6 litros, agora com 294 cavalos-vapor, 8 cv a mais do que na versão anterior. O torque também cresceu de 35,4 para 36 kgfm. Com mais força e, especialmente, com o novo câmbio, o rendimento do conjunto mecânico melhorou significativamente.

A economia de gasolina, por exemplo, teve uma evolução de 9%, o que faz o Durango poder atingir 791 km de autonomia com um tanque de gasolina. Um dos novos recursos que contribuem para isso é o Eco Mode, uma programação que busca a melhor eficiência energética possível, passando as marchas em rotações mais baixas e reduzindo a sensibilidade do pedal do acelerador, entre outras ações. O Eco Mode sempre se ativa ao ligar o motor, mas pode ser desativado a qualquer momento, pressionando um botão no centro do painel.

O desempenho também foi beneficiado, pois o excelente escalonamento das oito marchas aproveita melhor a potência e o torque, gerando acelerações e retomadas muito rápidas e pouco perceptíveis – sempre com suavidade e progressividade. A excelência da caixa de câmbio também se apresenta quando se explora a esportividade extra proporcionada pelas trocas de marchas manuais, por meio das aletas atrás do volante – outra novidade do Durango 2015. As mudanças são sempre imediatas, tanto para subir como para reduzir.

Comportamento dinâmico

Mesmo sendo um veículo de vocação familiar, o Dodge Durango é capaz de oferecer emoção ao motorista, com muita estabilidade, além de segurança e conforto. A suspensão é independente nas quatro rodas (braços curtos e longos na frente e braços múltiplos atrás) e conta com subchassi na dianteira e na traseira. Isso, combinado à distribuição de peso ideal entre os eixos (50/50), transmite uma sensação de condução sólida e prazerosa.

O Durango se comporta de modo preciso, com taxas de amortecimento agressivas e grandes barras estabilizadoras para lidar com as oscilações da carroçaria em manobras rápidas. Direção eletro-hidráulica, acertos de cambagem e cáster exclusivos, juntamente com controle eletrônico de estabilidade, também são fatores importantes. Já o sistema de tração integral (AWD) aumenta ainda mais a aderência, gerando uma experiência de condução suave em uma ampla gama de condições

Conectividade e diversão

O novo painel apresenta área central redesenhada que abriga o novo sistema multimídia Uconnect com display de 8,4 polegadas, navegador GPS integrado e conexão Bluetooth, entre outros recursos. Abaixo desta ampla tela sensível ao toque estão botões para funções de áudio e climatização. A tradicional alavanca do câmbio foi trocada por um seletor giratório, livrando espaço entre os bancos. Isso facilita na hora de aproveitar o porta-objetos central, uma verdadeira central de mídia, com entradas USB, de cartão SD e auxiliar (analógica).

O quadro de instrumentos também recebeu tratamento de alta tecnologia e agora exibe uma tela colorida de 7 polegadas de TFT. Nela o motorista encontra inúmeras informações desde a pressão de cada um dos pneus até indicações do navegador, passando por dados da viagem, a exemplo do consumo instantâneo e autonomia. A apresentação desse vasto conteúdo pode ser personalizada em dezenas de formas. Tudo comandado por botões no raio esquerdo do novo volante, onde também estão os controles do sistema de voz e do telefone. No raio esquerdo estão os comandos do controlador de velocidade de cruzeiro.

 

Na parte de trás dos assentos dianteiros há um sistema de entretenimento de primeira classe. Ele é formado por duas telas de 9 polegadas de alta resolução. Cada tela oferece quatro vezes melhor resolução quando comparados aos modelos anteriores e possibilita assistir seus filmes em Blu-ray ou DVD ou jogar um videogame conectado via entrada HDMI ou RCA – disponíveis para ambas as telas. Fones de ouvido sem fio e controle remoto estão incluídos. Para completar, a qualidade de som é garantida pelo sistema de áudio da renomada marca Alpine, com 9 alto-falantes, um subwoofer e amplificador de 12 canais e 506 watts.

Comodidade interna

O Dodge Durango cumpre o que promete: ser um SUV com cabine de verdade para sete pessoas. Os dois assentos retráteis da terceira fileira entregam boa amplitude até para adultos de estatura média. O ar-condicionado é de três zonas: para motorista, passageiro dianteiro e passageiros traseiros, sendo que as regulagens destes últimos podem ser feitas pelos próprios ocupantes, por meio de controles no teto, acima da segunda fileira, ou remotamente, pela tela do Uconnect. Todos os sete lugares contam com saídas do ar, e os bancos da primeira e segunda fileira contam com aquecimento.

Dividida em 60/40, a segunda fileira do Durango também oferece reclinação do encosto de 18 graus. A praticidade não acaba aí, pois até os assentos desses bancos se dobram totalmente para frente, facilitando muito o acesso à terceira fila, cujos apoios de cabeça podem ser rebatidos com um simples toque no display do sistema multimídia. Esse recurso é extremamente útil para aumentar a visibilidade traseira quando não há ninguém nesses lugares.

Deixando os assentos da terceira fileira montados, ainda sobram 490 litros no compartimento de bagagem. Com os bancos preparados para cinco pessoas, o porta-malas chega a 1.350 litros. Rebatendo a segunda fileira, o volume disponível para carga é de 2.390 litros – números relativos à área até o teto. Desse modo, é possível levar, por exemplo, um sofá de 1,80 metro com espaço para uma mesa de canto.

Segurança

O novo Dodge Durango oferece dezenas de itens de segurança, incluindo controles eletrônicos de tração e de estabilidade (ESC), que mantêm o veículo sempre na condição ideal de rodagem. O pacote de assistência ativa ao motorista inclui também os controles de rolagem da carroceria (ERM) e de oscilação do reboque (TSC). Em relação à segurança passiva, a cabine do Durango dispõe de sete air bags (dois frontais de múltiplos estágios, dois laterais nos bancos dianteiros, dois de cortina cobrindo todas as fileiras e um para os joelhos do motorista). Na hora de estacionar, os sensores traseiros ParkSense e a câmera de ré ParkView fazem toda a diferença.

Sobre a marca Dodge

A Dodge completou seu centenário focada no futuro, com o objetivo de criar veículos que os consumidores queiram dirigir e tenham orgulho de estacionar em suas garagens. Com 100 anos de história, a Dodge traz na bagagem o pioneirismo dos anos 30 e 40, a evolução do design dos anos 50, a herança de competição dos anos 60, a potência dos anos 70, a eficiência dos anos 80 e o estilo inovador dos anos 90 e 2000. Tudo para pavimentar a estrada da marca rumo aos próximos séculos de existência.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comente aqui