RALLY

RADICALISMO EM TODO TERRENO.



Rally dos Amigos: levantamento concluído

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

 

 

O percurso final da temporada 2017 do Brasileiro de Rally Cross Country e Brasileiro de Rally Baja está finalizado. Agora, fica a expectativa para conhecer os campeões da 20ª edição do Rally dos Amigos  

Alta  | Web
O percurso do 20º Rally dos Amigos foi finalizado na última sexta-feira, 30 (Nelson Santos Júnior/Photo Action)

O percurso do 20º Rally dos Amigos foi finalizado na última sexta-feira, 30
(Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Alta  | Web
Serão 120 quilômetros de trecho cronometrado (Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Serão 120 quilômetros de trecho cronometrado
(Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Alta  | Web
Faltam poucos dias para a competição e a expectativa é de 100 veículos no grid (Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Faltam poucos dias para a competição e a expectativa é de 100 veículos no grid
(Nelson Santos Júnior/Photo Action)

O diretor de prova do 20º Rally dos Amigos, Du Sachs, terminou na última sexta-feira, 30, o levantamento da etapa de encerramento dos campeonatos Brasileiro de Rally Cross Country e Brasileiro de Rally Baja. A disputa será realizada nos dia 08 e 09 de dezembro, na cidade de Avaré, interior paulista.

“Posso garantir que será uma das melhores edições do Rally dos Amigos dos últimos tempos. Serão 120 quilômetros de trecho cronometrado, com mais 10 quilômetros de deslocamentos. Ou seja, largada e chegada bem próximos de onde estará o nosso parque de apoio, no Emapa”, contou Du Sachs.

Faltam poucos dias para a competição e a expectativa é que 100 veículos acelerem pelo roteiro que passará por entre plantações de eucaliptos e canaviais (as canas estão baixas). Pelo chão há piçarras, cascalhos e poças d’água (devido às chuvas) e trechos de longas retas para alta velocidade. “Será uma prova que exigirá muito da pilotagem e navegação. É nosso padrão proporcionar desafios bem completos”, completou Sachs.

O piloto de moto Fabrício Bianchini confirmou a sua 17ª participação no Rally dos Amigos. Segundo ele, são muitas lembranças e boas histórias para contar deste certame. “Teve uma vez em que eu cai no meio da disputa e meu pai passou por mim. Ao invés dele parar e ver se eu estava bem, ele passou direto, me deu tchau e foi embora”, lembrou Bianchini. Na classificação acumulada do Campeonato Brasileiro de Rally Baja, ele ocupa a quarta posição. “Vou buscar o primeiro lugar”, garantiu.

O Parque de Exposição Fernando Cruz Pimentel (Emapa), está localizado na Avenida Mário Covas, s/n – Km 252 (trevo principal). É neste local que os boxes das equipes estarão montados durante o próximo final de semana. A visitação é livre.

O 20º Rally dos Amigos tem o apoio da Prefeitura da Estância Turística de Avaré, Vila Verde Hotel e Centro de Convenções, Mitsubishi Motorsports, FD Stands e Displays, e Made in Silk.

Supervisão: CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, e FASP – Federação Paulista de Automobilismo

Organização: Du Sachs Promoções e Eventos

Promoção: Romagnolli Eventos

Comente aqui


Rally Quarta Colônia encerra o Campeonato Gaúcho de Rally

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

 

 


A dupla Larrossa / Morales concluiu a prova na segunda colocação e ficou com o vice-campeonato. 

Realizado no dia 02 de dezembro, na pequena cidade de São João do Polêsine, o Rally Quarta Colônia levou muita emoção à região do Vale Vêneto. Com duas especiais muito rápidas, realizadas três vezes cada uma, a prova teve 90 quilômetros de trechos cronometrados passando por estradas rurais e no centro dos vilarejos da região.

O piloto Tiago Larrossa, natural de Santa Maria / RS, recebeu a pressão de correr em casa, pois sua cidade fica na mesma região da Quarta Colônia onde foi realizada a prova. Ao lado do navegador Kz Morales, acelerou, administrou muito bem e concluiu a prova na segunda colocação.

Esse resultado mostra a evolução da dupla com o novo equipamento, um Mitsubishi Lancer EVO X que foi preparado pela UB Rally há apenas 3 provas, exclusivamente para a dupla. Logo na estreia, em Taubaté / SP, a dupla obteve sua primeira vitória na categoria, e no Rally da Graciosa, um acidente tirou a dupla da disputa.

Resultado Rally Quarta Colônia
1. Paulo Nobre / Gabriel Morales – 37:04,95
2. Tiago Larrossa / Kz Morales – 38:15,38
3. Ricardo Oro / Felipe Trentin – 41:35,41
4. Leandro Brustolin / Mateus Perin – 43:09,04
5. Alan Serro / Lucas Neumann – 43:16,50

Com este resultado a dupla Tiago Larrossa / Kz Morales ficou com o vice-campeonato gaúcho de rally 2017, resultado muito importante para o piloto, que está em sua segunda temporada.

Classificação Final do Campeonato Gaúcho de Rally 2017
1. Claudio Rossi / Eduardo Tonial – 73 pontos
2. Tiago Larrossa / Kz Morales – 53 pontos
3. Paulo Nobre / Gabriel Morales – 40 pontos
4. Alexandre Figueredo / Vinicius Zavierucka – 23 pontos
5. Vitor Vischer / Sidinei Borering – 18 pontos

O último desafio da dupla será o Rally de Tremembé, a ser realizado na cidade de mesmo nome, encerrando o Campeonato Paulista de Rally, dia 16/12.

A dupla Tiago Larrossa / Kz Morales compete a bordo de um Lancer Evolution X na categoria RC2N, para carros com tração integral, conta com a estrutura de apoio da equipe UB Rally e patrocínio de Lovato Móveis.

WZ Comm

Fotos: Lisandro Garcia

Comente aqui


Avaré volta a ser sede do Rally dos Amigos

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

 

 

 

 

Pilotos e navegadores do rali nacional montarão os boxes no Parque de Exposições Fernando Cruz Pimental nos dias 08 e 09 de dezembro

Alta  | Web
A cidade de Avará, SP, volta a receber o Rally dos Amigos (Divulgação)

A cidade de Avará, SP, volta a receber o Rally dos Amigos
(Divulgação)

Alta  | Web
O 20º Rally dos Amigos será nos próximos dias 08 e 09 de dezembro (Nelson Santos Júnior/Photo Action)

O 20º Rally dos Amigos será nos próximos dias 08 e 09 de dezembro
(Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Alta  | Web
Este ano o evento comemora 20 anos de existência (Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Este ano o evento comemora 20 anos de existência
(Nelson Santos Júnior/Photo Action)

Nos 20 anos do Rally dos Amigos, a cidade de Avaré, interior de São Paulo, volta a receber a competição que, tradicionalmente, faz o encerramento das temporadas do Brasileiro de Rally Cross Country e Rally Baja. A expectativa é que 100 participantes divididos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros estejam alinhados para a grande final de 2017.

Organizado pela Du Sachs Promoções e Eventos, o trecho cronometrado terá aproximadamente 140 quilômetros e destacará a habilidade dos off-roaders em acelerar fundo ao mesmo tempo em que transpõe obstáculos naturais de alto nível técnico. “O Rally dos Amigos coroa um ano inteiro de muitas disputas por diversas regiões do País. E ainda, por ser a última etapa do Brasileiro de Rally Cross Country e Rally Baja, caprichamos sempre no levantamento, sem dar moleza aos off-roaders. É dureza do começo ao fim do campeonato”, disse o diretor de prova, Du Sachs.

A dupla de Brasília, DF, Mauro Guedes e Filipe Bianchini disputará o 20º Rally dos Amigos a bordo de uma Land Rover Evoq, pela categoria T1. De acordo com o piloto, o certame é consagrado no calendário off-road nacional e ficar fora dele é algo inimaginável. “Por diversas questões, este ano não participamos de todas as etapas do Brasileiro, fizemos algumas provas pontuais, como o Rally dos Sertões, por exemplo. Porém, o Amigos é outro rali que não podemos faltar, principalmente, porque sempre conquistamos bons resultados. Em 2016, obtivemos o segundo lugar na categoria Protótipos”, lembrou Guedes.

A última lembrança que os competidores tem de Avaré é de uma forte chuva que caiu às vésperas do evento de 2015, que deixou as erosões, lombadas e curvas ainda mais técnicas, e com direito a várias poças d’água e lama. E, ao que tudo indica (segundo o site Clima Tempo), terá novas chuvas este ano.

A concentração do 20º Rally dos Amigos será Emapa – Parque de Exposições Fernando Cruz Pimentel, situado na Avenida Mário Covas, s/n – Km 252 (trevo principal). As inscrições estão abertas pelo site www.rallydosamigos.com.br.

 

O 20º Rally dos Amigos tem o apoio da Prefeitura da Estância Turística de Avaré, Vila Verde Hotel e Centro de Convenções, FD Stands e Displays, e Made in Silk 

Supervisão: CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo, CBM – Confederação Brasileira de Motociclismo, e FASP – Federação Paulista de Automobilismo 

Organização: Du Sachs Promoções e Eventos

Promoção: Romagnolli Eventos

Comente aqui


Reinaldo Varela acelera no Rally Dakar 2018 de olho no título dos UTVs

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

 

 

Ao lado do navegador Gustavo Gugelmin, piloto encara o desafio a bordo do Can-Am Maverick X3; Largada será no dia 6 de janeiro em Lima, Peru

Image

Reinaldo Varela com o UTV Can-Am Maverick X3 de 172HP durante testes em Portugal.
Crédito: Divulgação/Divino Fogão Rally Team

São Paulo (SP) – De olho no título da categoria para UTVs, Reinaldo Varela acelera no 40º Rally Dakar a bordo do veículo Can-Am Maverick X3. O experiente piloto paulista conta com o navegador catarinense Gustavo Gugelmin no desafio, que tem início no dia 6 de janeiro de 2018 em Lima, capital do Peru.

O roteiro do maior rali do mundo inclui mais de 5 mil quilômetros de trechos cronometrados e também passa pela Bolívia e Argentina, palco da chegada no dia 20 de janeiro em Córdoba. Entre os carros, Varela é bicampeão mundial da modalidade na classe da T2 e possui dois títulos no Rally dos Sertões.

O currículo do piloto inclui mais de 360 provas off-road disputadas. Apenas no Rally Dakar, ele soma seis participações. “Mesmo assim a ansiedade é grande para a largada. O Rally Dakar representa o patamar máximo, o desafio mais difícil a ser superado na temporada”, explicou Varela.

Na última participação do piloto, em 2013, ele foi o primeiro brasileiro a completar o Rally Dakar sozinho a bordo de um UTV, o Can-Am Commander. A categoria exclusiva para UTVs ainda não havia sido criada, tanto que os veículos faziam parte da classe T3, uma divisão dos carros. Varela foi grande destaque e finalizou a prova em quarto lugar na T3.

“Foi a primeira vez, em 30 anos de competição, que eu corri sozinho. A experiência foi muito desafiadora e agora estou ainda mais confiante, já que terei o navegador Gustavo Gugelmin ao meu lado. Somos parceiros de longa data, com ótima comunicação nas provas. Temos o veículo, a equipe e a experiência necessárias para brigar pelo pódio. O nosso maior objetivo, sem dúvidas, é o título da categoria para UTVs.”

Outro ponto fundamental é acelerar o Can-Am Maverick X3, o veículo que revolucionou as competições off-road por conta do alto desempenho e durabilidade. “A Can-Am sempre foi a marca de maior referência entre os UTVs e vamos encarar o Rally Dakar com a configuração 2018 do Maverick X3, a qual traz 172HP. Fizemos testes e ajustes finos recentemente em Portugal, onde está sendo preparado pela South Racing, e o UTV tem tudo para andar na ponta”, finalizou o piloto.

Sobre a BRP – A BRP (TSX: DOO) é líder global no design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e marketing de veículos powersports e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, as motos aquáticas Sea-Doo, os veículos off-road e roadsters Spyder da Can-Am e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário. Com renda anual de CA$ 4,2 bilhões em mais de 100 países, a empresa conta com aproximadamente 8.700 colaboradores em todo o mundo.

www.brp.com
@BRPNews

Mundo Press – Assessoria de Imprensa BRP Brasil
Jornalista responsável: Ângela Monteiro 

Comente aqui


Rali/Motos: Fabrício Bianchini é campeão do Rally Rota Sudeste na Production Aberta

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

 

 

 

Piloto de Barueri (SP) foi vice-campeão na geral do rali em Lençóis Paulista no fim de semana. Entre os cinco primeiros da geral, quatro eram da equipe

Alta  | Web
Bianchini venceu os dois dias na Production Aberta (Alexandre Moreira/Dfotos)

Bianchini venceu os dois dias na Production Aberta
(Alexandre Moreira/Dfotos)

Alta  | Web
Pódio da Production Aberta teve três pilotos da equipe, sendo Bianchini em 1o (Gustavo Epifânio/DFotos)

Pódio da Production Aberta teve três pilotos da equipe, sendo Bianchini em 1o
(Gustavo Epifânio/DFotos)

Alta  | Web
A bordo da Husqvarna 501, Bianchini conquistou mais um pódio na temporada (Gustavo Epifânio/DFotos)

A bordo da Husqvarna 501, Bianchini conquistou mais um pódio na temporada
(Gustavo Epifânio/DFotos)

A Bianchini Rally (Barueri/SP) comemorou os resultados positivos dos seus pilotos que disputaram, nas motos, o Rally Rota Sudeste, válido pela 11ª e 12ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja. O piloto Fabrício Bianchini #10 (Husqvarna 501) venceu os dois dias na Production Aberta e sagrou-se campeão da prova na categoria e, de quebra, foi vice-campeão na geral. A penúltima prova da temporada terminou com quatro pilotos da equipe entre os cinco primeiros do grid: Andrés Marcondes #8 em 3º (Husqvarna FE 450/Production Aberta); Beto do Carmo #11 (KTM 450 SIX Days /Over 40) em 4º e André Cheron #12 (KTM 450/Over 40) foi quinto colocado do pódio.

“A moto é sensacional. Me diverti muito com os pegas com o Menuzzo (Luis Fernando #2) e Marcondes (#8) e no final consegui vencer na categoria. Fiquei muito feliz com o resultado”, afirma Bianchini, referindo aos outros dois pilotos da equipe. “Gaúcho”, como é conhecido nos grids, compete com uma Husqvarna 501 nesta temporada.

Bianchini aprovou o percurso, que teve o mesmo trecho cronometrado nos dois dias, e disputado em meio a uma área de reflorestamento de eucaliptos. “Prova completa, segura, prazerosa de acelerar com trechos muito rápidos, cheguei a 166 km/h nas retas, e no final teve trechos sinuosos”, destaca o piloto que venceu no sábado e no domingo na Production Aberta.

Na categoria Over 40 teve dobradinha da Bianchini Rally com Carmo em 1º e Cheron em 2º. Três pilotos da equipe tiveram problemas no domingo e não completaram o trecho cronometrado e terminaram na classificação acumulada em: Luis Fernando Mennuzo #2 em 4º na Production Aberta, Luiz Fernando Nutti #6 em 4º na Over 40 e Marcos Baumgart #15 em 1º na Marathon. Resultados completos no www.chronosat.com.br. A última etapa da temporada será em Avaré (SP), em 2 de dezembro, no Rally dos Amigos.

A Bianchini Rally, equipe com sede em Alphaville (Barueri/SP), conta com o apoio da Bianchini S/A, McDonald Pelz, O Mundo de Maria, Melnick Even, KTNY Racing, Madeira Energy, Bull Sertões Crew, Vedacit, Arames Farpados e Husqvarna Brasil -Power Husky, Borilli Pneus e Capacetes Shiro. Informações: www.bianchinirally.com.br e Facebook:@equipebianchinirally

Resultado acumulado (dois dias de prova) – Rally Rota Sudeste – 12/11
Geral Motos (cinco primeiros)

1) 01 Ramon Oliveira Sacilotti, KX 450F, (1) SPD, 3h56m56s
2) 10 Fabrício Bianchini, Husqvarna 501, (1) PDA, 4h00m48s – Bianchini Rally
3) 08 Andres Marcondes, Husqvarna FE 450, (2) PDA, 4h05m46s – Bianchini Rally
4) 11 Beto do Carmo, KTM 450 SIX Days, (1) O40, 4s13m34s – Bianchini Rally
5) 12 André Cheron, KTM 450, (2) O40, 4h13m57s – Bianchini Rally

Assessoria de Imprensa – Bianchini Rally
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki
www.msuzukicom.com.br

Comente aqui


Após Rally Rota Sudeste, Edu Piano aprova alterações no UTV e foca no Rally dos Amigos

INSCREVA-SE NO MEU CANAL NO YOUTUBE

CAMINHAR E PENSAR É SÓ COMEÇAR

https://www.youtube.com/c/Caminharepensarésócomeçar

Piloto de Tatuí (SP) segue entre os Top 5 dos UTVs do Brasileiro de Baja. Piano compete pela categoria UTV Pró, a mais competitiva do campeonato

Alta  | Web
Piloto de Tatuí (SP) testou as modificações do motor no Rally Rota Sudeste (Nelson Santos Jr/Photo Action)

Piloto de Tatuí (SP) testou as modificações do motor no Rally Rota Sudeste
(Nelson Santos Jr/Photo Action)

Alta  | Web
Piano acelerando no fim de semana em Lençóis Paulista (Nelson Santos Jr/Photo Action)

Piano acelerando no fim de semana em Lençóis Paulista
(Nelson Santos Jr/Photo Action)

Alta  | Web
Multicampeão dos ralis está entre os Top 5 mais rápidos do Brasileiro de Baja (Lucas Santos /Photo Action)

Multicampeão dos ralis está entre os Top 5 mais rápidos do Brasileiro de Baja
(Lucas Santos /Photo Action)

O último fim de semana foi de muita competitividade em Lençóis Paulista, onde foi disputada a 11ª e 12ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Baja. No sábado (11), Edu Piano #106, da equipe Território Motorsport, marcou o terceiro tempo na geral dos UTVs. Já no domingo (12), o seu Can-Am Maverick X3 X RS teve um problema e o piloto não conseguiu completar a segunda prova do Rally Rota Sudeste. Ainda assim, Piano se manteve entre os Top 5, no geral dos UTVs do Campeonato Brasileiro.

A prova foi crucial para o piloto de Tatuí (SP) que saiu satisfeito com alterações importantes que realizou no motor do UTV e pode testá-los em uma prova técnica, com no percurso com piso de terra, areia, lombas, lama, trechos sinuosos, entre outros obstáculos. “Agora o motor está do jeito que eu queria e o UTV está mais rápido e cada vez mais competitivo, por isto, esse teste que fizemos em Lençóis já foi pensando na próxima temporada”, conta Piano, que além de piloto é preparador de carros de competição.

Sobre não ter completado o segundo dia de disputas, o piloto explica: “Logo no início da Especial houve uma quebra da homocinética dianteira e optei em não continuar para não danificar o UTV e também porque prejudicaria o meu desempenho na prova. Agora vamos analisar o que houve, pois foi durante uma freada e estranhamos e vamos para a próxima, que será o Rally dos Amigos.” A etapa final da temporada, será em Avaré, interior de São Paulo, em 2 de dezembro.

O total o grid dos UTVs contou 25 competidores, a categoria com maior número de inscritos, além das motos, quadriciclos e carros. O percurso foi de 430 quilômetros dos quais 328 de trechos cronometrados, divididos em duas Especiais de 161 em cada dia. O campeão do Rally Rota Sudeste nos UTVs foi Guilherme Cysne, seguido por Denísio do Nascimento e, em terceiro, Rodrigo Varela. Resultados completos no www.chronosat.com.br

Equipe – Com sede em Tatuí (SP), a Território Motorsport é uma das equipes mais tradicionais no grid do Rally dos Sertões e é chefiada por Edu Piano. Durante 12 temporadas (até 2014) a equipe representou o time oficial da Ford Caminhões (Ford Racing Trucks/ Território Motorsport) na competição e conquistou oito títulos. E também, entre 2011 e 2014, foi a equipe oficial da Troller (Troller Racing/Território Motorsport), que sagrou-se bicampeã da prova na Production T2. A partir de 2016, Piano passou a desenvolver e preparar UTVs e já na segunda participação no 25º Rally dos Sertões, em agosto de 2017, a dupla Edu Piano/Solon Mendes finalizou em quatro na geral dos UTVs na edição de 25 anos.

Mais informações sobre o piloto no site www.territoriomotorsport.com.br, Facebook: Território Motorsport e Twitter: @territorio4x4. A equipe Território Motorsport tem o patrocínio da Strufaldi Revestimentos Cerâmicos e apoio da Carueme e da Honeywell Garrett.

Assessoria de Imprensa – Equipe Território Motorsport
MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki
www.msuzukicom.com.br

Comente aqui


Lucas Barroso sai na frente entre os UTVs do Rally X-Fight

Lucas Barroso e o novo UTV Can-Am Maverick X3 X RS no Rally X-Fight
Crédito: Youth Jampa/Terrabella Racing

São Paulo (SP) – Depois de abrir a temporada com o tetracampeonato do Rally Piocerá, Lucas Barroso saiu na frente entre os UTVs do Rally X-Fight. O piloto cearense venceu a primeira etapa do campeonato, válido pelo Paraibano de Rally Baja e pelo Circuito Potiguar de Baja no último sábado (18), em Campina Grande (PB). Ele voou baixo a bordo do UTV Can-Am Maverick X3 X RS, lançamento da marca canadense.

A prova foi formada por nove voltas em um percurso de oito quilômetros, com 27 UTVs participantes. “A etapa de abertura teve grid cheio, altas velocidades e ótima organização. A disputa da categoria foi acirrada, consegui confirmar a vitória apenas na última volta”, contou. Barroso aproveitou para sentir toda a potência do Maverick X3 X RS.

“O Piocerá é uma prova de regularidade, na qual temos que seguir as médias de velocidade impostas pela organização. O Rally X-Fight trouxe o momento certo para pisar fundo, a vontade de acelerar estava grande e me diverti muito. O Can-Am Maverick X3 X RS é impressionante em termos de potência e precisão, traz uma experiência desafiadora”, concluiu Barroso.

O Rally X-Fight tem mais três etapas programadas: 15 de julho em São Paulo do Potengi (RN), 2 de setembro em Riachão do Bacamarte (PB) e 25 de novembro com local a ser definido pelos organizadores. O próximo desafio de Barroso será nos dias 11 e 12 de março no Rally Barretos, no interior paulista, válido como abertura do Campeonato Brasileiro de Rally Baja.

Sobre a BRP – A BRP (TSX: DOO) é líder mundial no design, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, as embarcações Sea-Doo, os veículos todo-o-terreno e side-by-side Can-Am, os roadsters Can-Am Spyder, os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotax, bem como os motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário. Com renda anual de mais de CA$ 3,8 bilhões em mais de 100 países, a empresa conta com aproximadamente 7.900 funcionários em todo o mundo.

Lucas Barroso e o novo UTV Can-Am Maverick X3 X RS no Rally X-Fight
Crédito: Youth Jampa/Terrabella Racing

www.brp.com
@BRPNews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder, Defender, Maverick, X3 e o logotipo da BRP são marcas registradas da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são de propriedade de seus respectivos proprietários.

 

Fonte:

Mundo Press Jornalismo Estratégico

www.mundopress.com.br

Comente aqui


Rali Mitsubishi Motorsports: 23 anos de aventura e diversão

Prova de regularidade mais tradicional do País divulga calendário 2017; competidores vão curtir seus Mitsubishi 4×4 em belas trilhas pelo País
Assista e conheça: http://bit.ly/MitsubishiMotorsports

A Nação 4×4 está contando os dias para o início da temporada 2017 do Mitsubishi Motorsports, rali de regularidade mais tradicional do País. A competição que leva os participantes por lindas e desafiadoras trilhas promete muitas emoções e, principalmente, diversão de sobra. “Acho que essa é a parte mais legal de participar. Além da prova, sempre conhecemos cidades novas”, comenta o participante Renato de Rezende Lopes.

Neste ano, o rali passará por Mogi Guaçu (SP), Ribeirão Preto (SP), Aracaju (SE), Penha (SC), Salvador (BA), Curitiba (PR), São José do Rio Preto (SP), Campos do Jordão (SP) e Fortaleza (CE).

“O objetivo dessa competição é que famílias e amigos se divirtam a bordo de seus Mitsubishi em trilhas pelo Brasil, com paisagens de tirar o fôlego e pisos de todos os tipos. Teremos areia, terra, poeira, lama, cascalho… Preparamos uma temporada especial e esperamos que todos curtam muito cada etapa”, adianta Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors.

O rali de regularidade é uma prova off-road em que vence a dupla que faz o trajeto o mais próximo do tempo proposto pela organização. Cada piloto e navegador recebe uma planilha com as orientações de caminho, tempo, velocidade e referências. Ou seja, não adianta acelerar! Os participantes devem seguir as tulipas à risca. Saiba mais: https://youtu.be/afBqSxVjbr4

Além de visitar cidades com diversas atrações turísticas, os competidores e suas famílias poderão colocar à prova toda tecnologia e força de seus Mitsubishi com tração 4×4. “É super legal ter a oportunidade de entrar em trilhas que você normalmente não entraria, de usar tudo que um carro desses oferece. Qualquer um pode fazer um rali de regularidade para experimentar o que o veículo tem”, afirma o ator Murillo Benício, que participou da etapa final de 2016.

Como participar?
As inscrições para o rali de regularidade Mitsubishi Motorsports abrem com 12 dias de antecedência. É preciso fazer o cadastro no site www.mitralis.com.br. Não há taxa de inscrição: cada carro faz a doação de uma cesta básica de alimentos e seis itens de higiene, que são encaminhados a instituições assistenciais das cidades por onde passa o rali.

O Mitsubishi Motorsports tem três categorias: Turismo Light, para iniciantes no mundo off-road, Turismo, para quem tem experiência intermediária, e Graduados, para os participantes com vários quilômetros rodados em trilhas. Podem participar os modelos com tração 4×4 das linhas ASX, Pajero e L200.

Na sexta-feira à noite, véspera da competição, as duplas, formadas por piloto e navegador, confirmam sua inscrição, adesivam o carro e participam do briefing, com dicas sobre a prova e aula de navegação para os novatos. No sábado acontece a largada pela manhã. Na chegada, há um grande almoço de confraternização e a festa de premiação para as melhores duplas.

As dupla campeãs da temporada 2017 nas categorias Turismo e Graduados levarão como prêmio uma viagem inesquecível.

O Mitsubishi Motorsports tem patrocínio de Petrobras, Itaú, Transzero, Clarion, Pirelli, Unirios, W. Truffi, STP, Sideral, Conseg e ADX.

Acompanhe as novidades dos ralis Mitsubishi através das redes sociais: Twitter (www.twitter.com/nacaomitsubishi), Instagram (www.instagram.com/mundomit) e Facebook (www.facebook.com/Mundomit). Para mais informações, vídeos, fotos e inscrições, acesse: www.mitsubishimotors.com.br.

Calendário 2017
1ª etapa – 01 de abril – Velo Città – Mogi Guaçu (SP)
2ª etapa – 13 de maio – Ribeirão Preto (SP)
3ª etapa – 27 de maio – Aracaju (SE)
4ª etapa – 10 de junho – Penha (SC)
5ª etapa – 05 de agosto – Salvador (BA)
6ª etapa – 02 de setembro – Curitiba (PR)
7ª etapa – 23 de setembro – São José do Rio Preto (SP)
8ª etapa – 21 de outubro – Campos do Jordão (SP)
9ª etapa – 11 de novembro – Fortaleza (CE)
10ª etapa – 25 de novembro – Velo Città – Mogi Guaçu (SP)

*Calendário sujeito a alterações.

Henrique Ribas/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
23ª temporada do Mitsubishi Motorsports começa em 1º de abril
David Santos Jr/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Cidades turísticas e repletas de atrações estão no calendário 2017
Tom Papp/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Calendário 2017 foi divulgado; inscrições são feitas pelo site
Ricardo Leizer/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Areia, cascalho, terra batida, poeira, lama… As duplas vão encontrar de tudo
David Santos Jr/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Belas paisagens e desafios off-road animam os participantes do rali
David Santos Jr/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Podem participar os veículos 4×4 das linhas ASX, Pajero e L200
Adriano Carrapato/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Ator Murillo Benício participou do rali a bordo da nova L200 Triton Sport
Cadu Rolim/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Competidores participam de almoço de confraternização após o rali
Adriano Carrapato/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
ASX 4×4 também pode participar do rali de regularidade
Tom Papp/Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
No fim de cada etapa, os melhores sobem ao pódio e são premiados
Assessoria de Imprensa
Carolina Vasconcellos
Fernando Menezes
Thiago Padovanni
Fernando Solano – Gerente de Comunicação
E-mail: [email protected]
Comente aqui


Mitsubishi Cup terá até prova noturna na temporada 2017

Em sete etapas, rali cross-country de velocidade mais tradicional do País terá também rallycross, provas de endurance, entre outras novidades
Os amantes de velocidade e off-road já contam os dias para a primeira etapa da Mitsubishi Cup 2017. Além da emoção e adrenalina que já fazem parte da receita do rali cross-country de velocidade mais tradicional do Brasil, a 18ª temporada da competição apresentará alguns ingredientes inéditos para as duplas de pilotos e navegadores. Durante as sete etapas da temporada, os competidores enfrentarão provas de rallycross, etapas de endurance, especial noturna, além de uma prova de longa duração em um “terródromo”.

“Preparamos inovações que vão proporcionar aos competidores experiências inesquecíveis, tornando a temporada ainda mais emocionante. Tenho certeza que o campeonato será muito disputado, com elementos que preparamos especialmente para o 18º aniversário do rali”, comenta Fernando Julianelli, diretor de marketing da Mitsubishi Motors do Brasil.

Prova noturna
A sintonia entre a dupla é essencial em qualquer rali. Mas, os navegadores da Mitsubishi Cup terão um desafio extra em 2017: guiar seus pilotos em uma prova noturna.

“Essa será uma dos maiores novidades da temporada. Assim como nas outras etapas, os competidores disputarão três provas de aproximadamente 30 km. Mas, uma delas será realizada de noite”, comenta Julianelli.

Disputas lado a lado
Outra novidade do campeonato serão fins de semana com uma prova de rallycross na programação. Os pilotos percorrerão baterias em um trajeto de aproximadamente 1,3 km, que mesclará o asfalto do autódromo Velo Città com estradas de terra da região de Mogi-Guaçu (SP).

“Nesse formato, os pilotos correm lado a lado, e não contra o relógio como acontece no rali cross-country de velocidade. Isso traz novos desafios para as duplas, que terão que concorrer em uma disputa direta”, comenta Fernando Julianelli.

Nas duas etapas da temporada com provas de rallycross, serão realizadas também duas provas de cross-country no mesmo dia, em uma verdadeira maratona para as duplas.

Teste de resistência
As etapas da Mitsubishi Cup tradicionalmente contam com três provas de 30 km de extensão. Para a temporada 2017, a organização preparou uma surpresa para os competidores: uma etapa de “endurance”, com prova única de 90 km.

“Neste tipo de prova, não há segunda chance. Qualquer erro pode custar pontos preciosos no campeonato. Por isso, mesmo que a quilometragem total da etapa seja a mesma, as duplas precisarão definir estratégias específicas para manter a concentração e buscar um bom resultado em provas com o triplo de duração.”, explica Julianelli.

Corrida no terródromo
Outra novidade que fará sua estreia em 2017 será o endurance em terródromo. Em um trajeto de terra preparado especialmente para a Mitsubishi Cup, as duplas competirão lado a lado buscando a vitória em uma prova de longa duração. Um formato totalmente diferente, que trará ainda mais adrenalina para a disputa.

Sobre a Mitsubishi Cup
A Mitsubishi Cup já realizou mais de 130 etapas e 400 provas de rali cross-country de velocidade desde sua criação, em 2000. Os carros participantes são preparados pela Mitsubishi Motors, única montadora na América Latina que tem uma linha de produção de carros de corrida. A Mitsubishi já preparou mais de 500 veículos e continuará, em 2017, vendendo os modelos ASX, L200 Triton Sport RS e L200 Triton ER, homologados para os principais campeonatos de rali do Brasil. A competição terá as seguintes cinco categorias: L200 Triton Sport RS, L200 Triton ER, L200 Triton ER Master, ASX RS e Pajero TR4 ER.

A Mitsubishi Cup tem patrocínio de Petrobras, Axalta, Transzero, Clarion, Pirelli e Unirios.

Calendário 2017*
1ª etapa – 01 de abril – Velo Città / Mogi Guaçu (SP)
2ª etapa – 13 de maio – Jaguariúna (SP)
3ª etapa – 10 de junho – A definir
4ª etapa – 05 de agosto – Cordeirópolis (SP)
5ª etapa – 23 de setembro – Magda / Votuporanga (SP)
6ª etapa – 21 de outubro – Indaiatuba (SP)
7ª etapa – 25 de novembro – Velo Città / Mogi Guaçu (SP)

* Datas e locais sujeitos a alterações.

Cadu Rolim / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Mitsubishi Cup chega a sua 18ª temporada recheada de novidades
Cadu Rolim / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Prova de rallycross fará parte do calendário
Marcio Machado / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Etapa de endurance, com prova de 90 km, é outra novidade
Ricardo Leizer / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Duplas também enfrentarão prova noturna em 2017
Cadu Rolim / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Serão 7 etapas durante o ano
Cadu Rolim / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Temporada promete ser uma das mais emocionantes do rali
Cadu Rolim / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Duplas de todo o Brasil participam do rali
Ricardo Leizer / Mitsubishi
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Os melhores de cada categoria sobem ao pódio
Assessoria de Imprensa
Fernando Menezes
Thiago Padovanni
Carolina Vasconcellos
Fernando Solano – Gerente de Comunicação

Mitsubishi Facebook Twitter Youtube
RALLY
Comente aqui


Transcatarina: o evento que cresce a cada ano

Há quase oito anos, a SC Racing trabalha para trazer mais e novos adeptos ao off-road. Com categorias diferenciadas e uma infraestrutura acolhedora, os números demonstram o potencial e vida longa do Transcatarina

Quando os idealizadores do Rally Transcatarina começaram a rascunhar o projeto deste evento, Edson João da Costa e Wagner de Souza, mal podiam imaginar a proporção que ele tomaria. Em sete anos de história, 21 cidades já serviram como sede da competição, mais de 5.600 quilômetros percorridos entre a serra e o mar de Santa Catarina, aproximadamente 7 mil pessoas estiveram presentes (entre participantes e organização) e, que certamente movimentaram em torno de R$ 20 milhões na economia dos municípios que estiveram ao longo dessa rota.
“Ainda destacamos cerca de 20 empresas que acreditaram na força deste sonho e nos ajudaram a torná-lo real. Graças ao patrocínio e apoio fundamental de grandes parceiros, o Rally Transcatarina se transformou no que é hoje”, declarou o diretor geral da SC Racing, Edson João da Costa. A edição de 2016 será realizada de 26 a 30 de julho, entre Fraiburgo e Itajaí, SC.
Atendendo a dois tipos de públicos (competição e passeio), o 8º Transcatarina vem para bater recorde de números. Até o momento são 238 carros inscritos entre Máster, Graduados, Turismo, Jeep, Amigos do Rali, Passeio, Passeio Radical e Adventure. “O Transcatarina nasceu para agregar todas as tribos do fora-de-estrada. Na edição de 2016, nos chama a atenção o sucesso que as categorias Passeio Radical e Adventure estão fazendo, pois receberemos muitas pessoas para essas modalidades. E isso, devido a credibilidade que conquistamos durante esse período de trabalho. Na noites de confraternização, nossos salões estarão cheios; serão lindas festas”, completou Costa.
Desta forma, a organização precisa se preocupar bastante com a infraestrutura das regiões que receberão essa caravana, afinal, hotéis, postos de combustíveis, lava-rápidos, borracharias, auto-peças, supermercados etc, precisarão estar preparados para atender esse público que, por algumas horas, injetará alguns milhares de reais na economia local.
As inscrições para o Transcatarina seguem abertas. O evento é uma das maiores concentrações de pilotos/navegadores, e aventureiros radicais que buscam por um “refugio” do estresse profissional; tornando desta, uma agradável viagem de lazer. Para mais informações, acesse: www.transcatarina.com.br
Programação – 8º Rally Transcatarina
26 de julho – terça-feira
Confirmação de inscrição – Hotel Renar
27 de julho – quarta-feira
14h – Largada promocional
15h – Prólogo em Fraiburgo
28 de julho – quinta-feira
Fraiburgo – Timbó Grande – Canoinhas
29 de julho – sexta-feira
Canoinhas – Itaiópolis – Rio Negrinho
30 de julho – sábado
Rio Negrinho – Araquari – Itajaí
A noite – Premiação no Centro de Eventos da Marejada em Itajaí
O 8º Rally Transcatarina tem patrocínio de Transpotech, Governo de Santa Catarina, Hotel Renar e Hankook Pneus
Apoio de Gatos e Atos, RH Brasil – Recursos Humanos, GBach Implementos, Semp Toshiba, Link Belt, Floripa Textil, SFIChips, Temasa, Still, Ativa, Q7 Off-Road, Lave Bem, Prefeitura Municipal de Fraiburgo, Prefeitura Municipal de Rio Negrinho e Trilhas SC
Supervisão: FAUESC
Realização: SC Racing

Fonte: Isis Moretti – Liberdade de Ideias

Comente aqui