anunciar



BR de Turismo: Rsports Racing anuncia Fernando Croce para a temporada

Primeira etapa está marcada para os dias 31 de março, 01 e 02 de abril em Goiânia (GO)

 

A Rsports Racing anunciou neste quinta-feira, 23, a contratação do piloto Fernando Croce para a temporada 2017 do Campeonato Brasileiro do Turismo, divisão de acesso à Stock Car. A quinta edição da competição, prevista para começar nos dias 31 de março a 02 de abril no Autódromo Internacional Ayrton Senna em Goiânia (GO), promete muita disputa e fortes emoções nas oito etapas e 15 corridas do calendário, todas com sistema de rodada dupla, exceto a Grande Final em Interlagos.

“Tenho uma expectativa muito boa, mesmo sabendo que teremos muito trabalho pela frente. Estou animado e bem motivado, para fazer um campeonato bem competitivo e disputado, quero brigar por vitórias e o objetivo é o titulo da categoria”, declara Fernando Croce, de 34 anos.

O piloto de Jaú, na região central do Estado de São Paulo, já havia participado de uma etapa no Campeonato Brasileiro de Turismo na última etapa do calendário de 2015. Agora, competirá a temporada completa com a equipe RSports Racing. “Acredito nessa parceria com a Rsports Racing e o Leandro Romera está também animado e dedicado nos detalhes para fazermos um início de temporada positivo, inclusive já para os treinos extras oficiais em Curitiba que faremos”, diz Croce.

Fernando Croce correrá com o número 84 e tem uma vasta experiência nos carros de turismo. Já competiu no GT3 na Europa e no Brasil, além de ter testado na AutoGP. No Brasil, correu de Dodge Viper e Chevrolet Corvette nas temporadas de 2011 e 2012. Na temporada de 2013 esteve a bordo de um Ferrari 458 na Europa e no GT Brasil. Na temporada de 2014, Fernando Croce se sagrou bicampeão da Copa Brasil de Kart.
No ano de 2016, disputou o Italian GT Championship e venceu a etapa de abertura do campeonato no Autódromo de Monza.

“Gosto muito do carro, é uma categoria muito legal que não exige tanto fisicamente como o Fórmula 3 e na minha opinião com fácil adaptação”, lembra. “O carro do Brasileiro de Turismo é um pouco mais lento, então o que vai prevalecer será o melhor acerto para cada pista e fazer direitinho o trabalho como piloto”, enfatiza.

Com uma carreira invejável no kart nacional, Croce acumula inúmeros títulos, entre eles: tricampeão da Copa São Paulo Light em 2008 e 2009, sendo esse último em duas categorias; campeão do Grande Prêmio RBC categoria Sênior em 2008; Campeão da Copa São Paulo Granja Viana categoria Sênior A em 2010; bicampeão paulista na categoria Sênior A em 2011 e 2012, além de ter conquistado o bicampeonato da categoria Sênior A da Copa Brasil de Kart nos anos de 2007 e 2014.

Calendário do Campeonato Brasileiro de Turismo:

02/04 – Goiânia (GO)
23/04 – Nova Santa Rita/Velopark (RS)
21/05 – Santa Cruz do Sul (RS)
09/07 – Londrina (PR)
10/09 – Local a definir/Stock Car Corrida do Milhão
01/10 – Viamão / Tarumã (RS)
22/10 – Curitiba (PR)
10/12 – São Paulo/Interlagos (SP)

Mais informações:
Site:
www.rsportsracing.com.br
Facebook: RSports Racing
Twitter: @RsportsRacing

Consultoria de Comunicação e Assessoria:
SIG Comunicação | Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br

Comente aqui


Scania anuncia novo presidente para as operações comerciais nas Américas

Mats Gunnarsson, que atuava como presidente da Scania na França, tem como meta melhorar o desempenho da rede de serviços na região e aumentar a rentabilidade dos clientes com soluções de transporte sustentável

São Paulo, 23 de fevereiro de 2017 – A Scania, líder em soluções de transporte sustentável, nomeou Mats Gunnarsson como novo presidente para comandar as operações comerciais na região das Américas. O executivo será responsável pelas unidades de negócio da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru, Venezuela e Estados Unidos, países onde a Scania conta com mais de 600 pontos de serviços e ampla participação de mercado.

Com vasta experiência internacional no setor de transporte, Gunnarsson iniciou a carreira na Scania no ano de 1992 na Suécia. No início dos anos 2000 foi diretor-geral da Scania em Luxemburgo e na Argentina. Entre 2003 e 2009 trabalhou no Grupo Volkswagen e no Banco de Investimento Europeu de Luxemburgo, até retornar para a Scania para ser vice-presidente sênior de Vendas de Veículos e Suporte Logístico na Suécia. Desde 2011, atuava como presidente da multinacional sueca na França, mercado que terminou o ano de 2016 como o terceiro maior do mundo em vendas de caminhões para a Scania.

“Comandar a região das Américas será um grande e gratificante desafio. Aqui estão, entre outros, o maior mercado do mundo para a Scania, o Brasil, o principal de ônibus, o México, e um dos mais promissores a nível global, a Colômbia. Trabalharemos com foco em aumentar a rentabilidade de nossos clientes, melhorar o desempenho da rede de serviços na região, e posicionar a Scania como líder em soluções de transporte sustentável”, afirma Gunnarsson.

Engenheiro Mecânico pelo KTH Royal Institute of Technology da Suécia com Mestrado em Economia pela Universidade de Estocolmo, Gunnarsson fala inglês, francês, espanhol e português. Desde São Bernardo do Campo, São Paulo, ele comandará a Scania Commercial Operations Americas a partir de 1º de março. Sueco, substitui nesta posição o compatriota Martin Ståhlberg, que assumiu a presidência da Scania Commercial Operations Europe depois de cinco anos e meio à frente da região Américas.

Sobre a Scania

A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Em 2017, a Scania completa 60 anos no Brasil e 126 anos de fundação e tem como objetivo ser líder em soluções de transporte sustentável. Com 44,4 mil colaboradores, a empresa está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2015, a receita líquida da Scania alcançou 94,89 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 6,7 bilhões de coroas suecas.

Fonte:

Communications Americas I Scania Commercial Operations Americas

Juliana Sá

Comente aqui


Volvo Ocean Race anuncia sua rota mais difícil para a edição 2017-2018

  • Considerada a mais prestigiada e difícil competição esportiva do mundo, regata testa as pessoas como em nenhum outro evento ao combinar habilidade individual, trabalho em equipe, excelência em engenharia e capacidade tecnológica
  • Itajaí, no litoral de Santa Catarina, foi confirmada como uma das paradas da competição

A organização da Volvo Ocean Race acaba de revelar uma nova rota extremamente exaustiva para a edição 2017-2018. A competição levará as tripulações e seus iates de 65 pés de alta performance ao limite, numa corrida ao redor do mundo com duração de aproximadamente nove meses.

A nova rota será a mais longa dos 43 anos do evento. Em mais de 45 mil milhas náuticas, cruzará quatro oceanos chegando a 11 grandes cidades em cinco continentes. Nessa edição, cerca de 12.500 milhas náuticas da corrida serão nas águas frias ao redor da Antártica, na qual algumas das mais profundas depressões atmosféricas geram ondas gigantes e ventos fortes que ultrapassam 130 km/h.

No fim de 2017, a corrida começará em Alicante (Espanha), com um sprint de 700 milhas náuticas a Lisboa, Portugal. A partir da capital portuguesa, a frota “mergulha” em direção ao sul, para a Cidade do Cabo (África do Sul), mas antes travará uma batalha particular de algumas semanas pelo Oceano Antártico. Depois, cruza a linha do Equador e segue ao norte para Hong Kong (China).

Depois de uma transição sem pontuação para Guangzhou (China), ocasião na qual estão agendadas uma série de atividades, a corrida para o mar será retomada a partir de Hong Kong para Auckland (Nova Zelândia). A frota vai voltar, então, pelo Oceano Antártico em torno do marco mais famoso da região, o Cabo Horn, e pelo Oceano Atlântico até chegar a Itajaí, no Estado de Santa Catarina.

A partir daí, a exemplo da última edição, os barcos vão se deslocar para o Hemisfério Norte, em direção à costa leste dos EUA, em Newport, Rhode Island. Antes, porém, a regata parte pelo Atlântico Norte em trecho transoceânico até a costa britânica, que verá o retorno da competição após mais de 12 anos.

A frota chegará então a Cardiff, capital do País de Gales, em maio de 2018, para depois seguir seu caminho em torno das Ilhas Britânicas, em um trecho curto mas potencialmente brutal até a penúltima parada, em Gotemburgo (Suécia). A corrida terminará em grande estilo em Haia, na Holanda.

Para a Volvo Cars, a corrida não só celebra um conjunto de valores compartilhados pela fabricante, mas também oferece a possibilidade de apresentar a marca em um evento global, mostrando seus veículos ao público em cinco continentes. “A última edição recebeu mais de 2,3 milhões de visitantes e mais de 70 mil clientes corporativos nas cidades onde ocorreram as paradas. Estamos determinados a realizar uma corrida ainda mais emocionante na edição de 2017-2018, enquanto tornamos a experiência nas áreas de convivência mais enriquecedoras para nossos fãs, clientes e parceiros”, afirma o diretor de Operações da corrida, Richard Mason.

“Mais ação, mais velocidade, mais milhas difíceis e paradas mais acolhedoras. Trata-se de uma evolução na direção certa e um movimento que leva a Volvo Ocean Race mais perto de suas raízes, ao mesmo tempo em que melhora seu forte valor comercial e excelente oportunidade de negócios para os patrocinadores”, observa o novo CEO da Volvo Ocean Race, Mark Turner.

“O que se exige dos competidores são qualidades que a Volvo Cars também compartilha, e é por isso que ela adquiriu a competição em 1997, ligando sua própria tradição a proezas de engenharia, design e trabalho em equipe. A Volvo Ocean Race é a regata mais árdua, venerada e de prestígio do mundo. Assim somos nós”, ressalta o presidente e CEO da Volvo Cars, Håkan Samuelsson.

volvoassessoria

Fonte: Assessoria de Imprensa

Leandro AlvesRodrigo Tramontina 

Comente aqui


LATAM Airlines Brasil anuncia certificação para operar com CAT III em toda sua frota

 
Após o sucesso do sistema nos aviões cargueiros da companhia, certificados
desde 2005, e as aeronaves Boeing 777, desde 2014, agora todas as
aeronaves da frota estão aptas a usar o moderno equipamento de
aproximação por instrumentos

Outra novidade anunciada é a implementação de tablets nas aeronaves, em
substituição aos manuais de bordo, conferindo redução de processamento de
informação, peso e menos emissão de CO 2

São Paulo, 29 de junho de 2016 – A LATAM Airlines Brasil anuncia a utilização de novas tecnologias para promover maior eficiência em suas operações e melhoria na experiência de viagem de seus consumidores. Uma delas é a certificação que prepara toda a frota da empresa para operar em CAT III, sistema de aproximação por instrumento que permite todas as aeronaves da frota a pousarem em aeroportos habilitados com o instrumento durante as mais baixas condições de visibilidade.

Outra inovação é relacionada ao uso de tablets por pilotos com aplicativos e softwares especialmente desenhados para substituir os tradicionais manuais de bordo impressos para cada aeronave em operação.
Certificação CAT III 
Desde 2005, os aviões cargueiros dos modelos Boeing 767 da LATAM Cargo Brasil (na época ABSA), são certificados a operar em CAT III. A autorização foi estendida às aeronaves Boeing 777 da frota comercial internacional da companhia em 2014 e, agora a LATAM Airlines Brasil anuncia a homologação para todas as aeronaves da família Airbus, que inclui os modelos A319, A320 e A321, e as aeronaves Boeing 767 de seus voos comerciais.
Com a isso, toda a frota da companhia já está preparada para operar com tal funcionalidade. Por serem aeronaves novas na companhia, os aviões A350 XWB, seguem em processo de certificação para o uso do instrumento.
O sistema poderá ser usado durante o pouso nos aeroportos habilitados para a operação em CATIII, que atualmente são: São Paulo/Guarulhos, Paris/Charles de Gaulle (França), Buenos Aires/Ezeiza (Argentina), Frankfurt (Alemanha), Nova York/JFK e Orlando (EUA), Londres/Heathrow (Inglaterra), Lima (Peru), Madri (Espanha) e Santiago (Chile).
“Com esta certificação estendida para toda nossa frota estimamos uma diminuição de contingências operacionais de natureza meteorológica, como voos alternados para outros aeroportos ou até aviões retidos na origem”, afirma o Diretor Sênior de Operações e Treinamento da LATAM Airlines, Harley C. Menezes.
Tablets a bordo para pilotos
No ano passado, a LATAM Airlines Brasil iniciou um projeto piloto para a implementação de tablets em substituição aos manuais de bordo impressos de suas aeronaves. Com a efetividade da tecnologia, em maio deste ano os equipamentos foram implementados nas aeronaves Boeing 767 e, neste mês, foi iniciada a introdução do computador portátil também nos aviões da família Airbus A320 (A319, A320 e A321). Ao total, serão cerca de 500 tablets em mais de 300 aviões habilitados com a tecnologia.
Os tablets disponibilizados nas aeronaves para o uso dos pilotos possuem aplicativos e softwares especialmente desenhados para substituir o material impresso de referência: cartas de navegação em formato digital (para determinar a rota e a altura [altitude] a seguir), manuais, certificados de voo e aplicativos para cálculo de desempenho operacional.
“Dentro dos principais benefícios, a tecnologia diminui o papel a bordo, melhora a experiência de voo dos pilotos, já que lhes permite ter melhor consciência situacional em voo e mais eficiência em sua rotina de trabalho. Além disso, reduz o tempo de atualização de duas semanas a dois dias e libera espaço na cabine de voo” aponta Menezes.
Com o novo sistema, a LATAM Airlines Brasil ainda reduzirá o tempo de processamento de informação, assim como o peso dos seus aviões, diminuindo as emissões de CO2 em aproximadamente 3.000 toneladas anuais.
Sobre o Grupo LATAM Airlines
LATAM Airlines Group S.A. é a nova denominação da LAN Airlines S.A., resultado da sua associação com a TAM S.A. O LATAM Airlines Group S.A. agora inclui a LAN Airlines e suas filiais no Peru, Argentina, Colômbia e Equador, e LAN CARGO e suas filiais; bem como a TAM S.A. e suas filiais TAM Linhas Aéreas S.A., incluindo suas unidades de negócios, TAM Transportes Aéreos del Mercosur S.A. (TAM Airlines (Paraguai) e Multiplus S.A. Esta associação gera um dos maiores grupos de companhias aéreas do mundo em malha aérea, oferecendo serviços de transporte de passageiros para cerca de 138 destinos, em 25 países, e serviços de carga para aproximadamente 140 destinos, em 29 países, com uma frota de 323 aviões. No total, o LATAM Airlines Group S.A. tem em torno de 50 mil funcionários e suas ações são negociadas nas bolsas de Santiago, Nova York (na forma de ADRS).
LATAM é a nova marca adotada pelas companhias aéreas do Grupo, e que já começou a ser implementada nos espaços físicos e aeronaves.
O Grupo seguirá implementando a marca LATAM em seus produtos e serviços em um plano de integração gradual que durará cerca de três anos. Qualquer consulta deve ser feita em www.latam.com. Mais informações em www.latamairlinesgroup.net
Fonte: LATAM Airlines Brasil
Relações com a imprensa
Comente aqui


Bahia e Umbro anunciam nova parceria

Bahia Post 2_v2

Marca inglesa é a nova fornecedora esportiva do maior clube baiano

O Esporte Clube Bahia e a Umbro confirmaram nessa quarta-feira (22) a retomada de uma parceria de sucesso, as marcas já estiveram juntas em 1989 após a conquista do bicampeonato brasileiro que marcou a última presença do clube na disputa pela Taça Libertadores da América.

Agora, o Bahia se torna a única equipe do Nordeste a estampar no peito o autêntico “Diamante Duplo”, assinando contrato até o fim de 2018. “A chegada da Umbro nos alegra e confirma que o Bahia está no caminho certo para recuperar sua grandeza, a partir de uma gestão profissional e valorizada pelo mercado”, diz Marcelo Sant’Ana, presidente do clube. “Escolhemos a Umbro por ser uma parceira marcada por relações sólidas com os clubes de futebol e por oferecer materiais esportivos de qualidade para os torcedores”, completa.

O gerente de Sports Marketing da Umbro, Eduardo Dal Pogetto, destaca a importância do time para marca. “Estamos felizes em voltar a fornecer material esportivo para o Bahia. Nossa equipe está trabalhando muito na criação de um novo manto, que seja à altura do que o clube merece e com certeza teremos belas camisas para apresentar. Essa parceria chega para consolidar a expansão da Umbro.”, afirma o executivo.

Em fase final de criação e desenvolvimento, os novos mantos serão apresentados ao público em breve. O formato do lançamento segue sob sigilo. De acordo a empresa inglesa, o Esquadrão terá uma ampla linha de produtos e acessórios.

 

Exiba imagens para confirmar leitura

Fonte: NR-7 Comunicação

www.nr-7comunicacao.com.br /www.twitter.com/NR7com

Gefferson Eusébio – Julyana Castro – André Mendes

Comente aqui


Projeto de Carro Autônomo do Google e FCA anunciam colaboração inédita

imagem
  • Google expandirá testes de direção autônoma com a nova minivan Chrysler Pacifica 2017 Híbrida
  • Engenheiros da FCA trabalharão junto com engenheiros do Google para integrar tecnologia de direção autônoma no veículo
  • Carros autônomos têm o potencial para tornar as estradas mais seguras e o transporte mais acessível para milhões de pessoas

O Projeto de Carro Autônomo da Google e a FCA – Fiat Chrysler Automobiles anunciaram hoje uma colaboração inédita para integrar a tecnologia de direção autônoma da Google à nova minivan Chrysler Pacifica 2017 Híbrida para expandir o programa de testes da Google. Este acordo marca a primeira vez que a Google trabalha diretamente com um fabricante de automóveis para integrar seu sistema de direção autônoma, incluindo sensores e software, em um carro de passeio.

As minivans Chrysler Pacifica Híbridas serão usadas mais à frente neste ano para os testes de direção autônoma, mais do que dobrando a atual frota de veículos autônomos da Google. As responsabilidades de engenharia serão compartilhadas com base no conhecimento específico de cada companhia. A FCA inicialmente desenvolverá e fabricará cerca de 100 veículos especificamente para a tecnologia de direção autônoma da Google, que integrará o conjunto de sensores e computadores que os veículos precisarão para navegar nas vias autonomamente.

As duas companhias instalarão parte de suas equipes de engenharia em um prédio no sudeste de Michigan para acelerar o desenvolvimento, os testes e a manufatura do Chrysler Pacifica autônomo.

“A FCA têm uma equipe de engenheiros ágeis e experientes e a minivan Chrysler Pacifica Híbrida é adequada à tecnologia de direção autônoma daGoogle”, disse John Krafcik, CEO do Projeto de Carro Autônomo da Google. “A oportunidade de trabalhar com os engenheiros da FCA vai acelerar nossos esforços para desenvolver um carro totalmente autônomo que fará nossas estradas mais seguras e facilitará o deslocamento diário para aquelas pessoas que não podem dirigir.”

Os carros autônomos têm potencial para evitar mais de 33 mil mortes que ocorrem a cada ano nas rodovias dos Estados Unidos, 94% das quais causadas por erros humanos. Esta colaboração ajudará a FCA e a Google a entender melhor o que será necessário para viabilizar os carros autônomos no mundo.

“Trabalhar com a Google representa para a FCA uma  oportunidade  de parceria com uma das companhias  líderes mundiais em tecnologia para acelerar o ritmo da inovação na indústria automobilística”, disse Sergio Marchionne, CEO da FCA. “A  experiência que ambas as empresas vão acumular será fundamental para trazer soluções tecnológicas no setor automotivo, de grande impacto e benefício para os consumidores”, acrescentou.

O carro autônomo da Google atualmente está sendo testado em quatro cidades norte-americanas. A minivan Chrysler Pacifica Híbrida autônoma será testada em um campo de provas privado na Califórnia, antes de circular por vias públicas.

Sobre o Projeto de Carro Autônomo da Google

O Projeto de Carro Autônomo da Google está trabalhando para desenvolver veículos totalmente autônomos, que têm potencial para tornar nossas estradas mais seguras e ampliar a mobilidade para milhões de pessoas que não podem dirigir. A meta principal é ajudar as pessoas a se deslocarem de A a B ao toque de um botão. Na história de sete anos do projeto, os veículos da frota de teste dirigiram de forma autônoma 2,4 milhões de quilômetros em vias públicas, e estão atualmente sendo testados nos Estados Unidos em Mountain View (Califórnia), Austin (Texas), Kirkland (Washington) e Phoenix (Arizona). O Projeto de Carro Autônomo da Google é parte da X, empresa do grupo Alphabet, que é holding da Google.

Sobre a FCA

A Fiat Chrysler Automobiles N.V. (“FCA”) é o sétimo maior grupo automotivo em vendas anuais. A FCA está listada na Bolsa de Valores de Nova York sob a sigla “FCAU” e no Mercato Telematico Azionario de Milão sob o símbolo “FCA”.

Fonte: FCA PRESS

Comente aqui


Cox Automotive anuncia expansão no mercado brasileiro

Cox Automotive logo (PRNewsFoto/Cox Automotive)

Cox Automotive logo (PRNewsFoto/Cox Automotive)

 

SAO PAULO, Abril 13, 2016 – /PRNewswire/ — Cox Automotive, líder mundial em recolocação de veículos e desenvolvimento de soluções digitais no segmento automotivo, está se preparando para ampliar ainda mais sua presença global por meio da participação majoritária na empresa brasileira líder em avaliação de veículos no país, a Molicar.

Com sede em São Paulo, a Molicar é amplamente reconhecida nacionalmente como a empresa que definine o padrão de avaliação de veículos da indústria automotiva brasileira e, como tal, representa um excelente ajuste estratégico para Cox Automotive, que já detém a marca KBB (Kelley Blue Book) icónica nos Estados Unidos, e ainda a marca Jingzhen Gu na China.

John Bailey, Presidente da Cox Automotive para assuntos internacionais comenta que “a chegada da Molicar para complementar as já estabelecidas marcas KBB e Jingzhen Gu significa que a Cox Automotive passa a marcar expressiva presença dentro dos três principais mercados globais”.

“A empresa Molicar, que atualmente facilita cerca de 13 milhões de avaliações de veículos por ano, é amplamente reconhecida como o padrão da indústria para as avaliações de veículos no Brasil. Seu catálogo do veículo contém 22.000 modelos diferentes e os preços são atualizados semanalmente em 12 regiões diferentes do país”.

“O negócio criou uma reputação muito forte em seu mercado de atuação e estou confiante de que Molicar vai continuar crescendo fortemente com o apoio da Cox Automotive”. Esta parceria representa um desenvolvimento muito expressivo, que aumenta ainda mais a gama de produtos e serviços que Cox Automotive é capaz de oferecer aos clientes em todo o mundo.

“O acordo estabelecido com a empresa Molicar também irá consolidar a nossa presença no que é hoje o segundo maior mercado de veículos usados do mundo, que é o Brasil, onde já operamos com uma empresa de recolocação de veículos muito bem sucedida, após a nossa aquisição da companhia Carbizz em 2014.

“Vindo logo após a compra de uma instituição autraliana especializada em soluções de softwares automotivos, no início deste ano, a aquisição da Molicar realmente serve para reforçar o nosso compromisso com o desenvolvimento de nossas operações fora da América do Norte, para transformar a maneira como o mundo compra, vende e adquire veículos.”

Sobre Cox Automotive
C
ox Automotive , Inc. está transformando a forma como o mundo compra, vende e adquire veículos, por meio de soluções digitais líderes na indústria automotiva, além de softwares, soluções financeiras, e-commerce para consumidores, distribuidores, fabricantes e todo o ecossistema automotivo global. Empenhada em ampliar escolhas e dedicada em suas fortes parcerias, a família Cox Automotive inclui em seu comglomerado as empresas Manheim®, Autotrader®, Kelley Blue Book®, Dealertrack®, vAuto®, Xtime®, NextGear Capital® e uma série de outras marcas de alta expressão em seus mercados. A empresa global tem cerca de 30.000 membros na equipe, em mais de 200 localidades em todo o mundo.

Cox Automotive é uma subsidiária da Cox Enterprises Inc., uma companhia com sede em Atlanta cujas receitas ultrapassam US$ 17 bilhões, e com aproximadamente 55.000 funcionários em varios países. A Cox Enterprises é formada por outras grandes subsidiárias: Cox Communications e Cox Media Group. Para mais informações sobre Cox Automotive, visite www.coxautoinc.com.

FONTE: Cox Automotive

 

Comente aqui


Fiat Chrysler Automobiles anuncia investimento de US$ 500 milhões na planta de Córdoba

CEO da FCA, Sergio Marchionne; presidente da FCA para América Latina, Stefan Ketter; governador Juan Schiaretti; prefeito de Córdoba, Ramon Mestre; e presidente da Argentina, Mauricio Macri

CEO da FCA, Sergio Marchionne; presidente da FCA para América Latina, Stefan Ketter; governador Juan Schiaretti; prefeito de Córdoba, Ramon Mestre; e presidente da Argentina, Mauricio Macri

 

·         O CEO global da FCA, Sergio Marchionne, e o Presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciaram conjuntamente os investimentos durante visita à fábrica e solenidade com a participação de trabalhadores

·         Os investimentos incluem reequipamento da planta, instalação de novas tecnologias e processos, desenvolvimento de fornecedores, pesquisa e capacitação

·         Novo modelo a ser produzido na planta será lançado em 2017

·         Previsão de produção de 100 mil unidades anuais do novo modelo

·         A fábrica avança na implementação do sistema de produção World Class Manufacturing (WCM)

O CEO global da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, acompanhado pelo presidente da Argentina, Mauricio Macri, anunciou hoje investimento de US$ 500 milhões na planta do grupo em Córdoba (Argentina), para a produção de um novo carro sobre nova plataforma modular, destinado à exportação para a América Latina e outros mercados potenciais. O lançamento do novo modelo está programado para 2017 e a fábrica estará preparada para produzir mais de 100 mil unidades por ano.

“Trata-se de uma decisão que eleva a planta de Córdoba a uma posição de destaque no sistema industrial da FCA na América Latina”, disse Sergio Marchionne. “Esta fábrica receberá a mais moderna tecnologia hoje disponível no sistema industrial da FCA”, acrescentou.

O anúncio foi feito durante evento na planta de Ferreyra, Córdoba, que incluiu solenidade e uma visita do Presidente Macri e comitiva à linha de montagem. Participaram do encontro o governador de Córdoba, Juan Schiaretti, e o prefeito da cidade de Córdoba, Ramón Mestre. O Presidente Macri foi acompanhado pelos ministros da Produção, Francisco Cabrera, e do Interior, Rogelio Firgerio, e pelo Secretário Geral da Presidência, Fernando de Andreis.

Eles foram recebidos por Stefan Ketter, Presidente da FCA para a América Latina; Cledorvino Belini, Presidente de Desenvolvimento da FCA para a América Latina; Cristiano Rattazzi, Presidente da FCA Argentina; e Roberto Gigliarelli, Diretor Geral da FCA Automobiles Argentina & Restante da América Latina.

“Este investimento consolida a planta de Córdoba como um centro de produção de classe mundial e como um polo exportador para toda a América Latina e outros mercados potenciais”, afirmou Ketter. “A FCA reforça sua presença na América Latina, uma região estratégica para o desenvolvimento de nossas marcas”, enfatizou.

Paralelamente ao investimento em Córdoba, a FCA também avança seu plano de investimentos no Brasil, que soma R$ 15 bilhões no período 2013-2016, e prevê o lançamento de três novos modelos no mercado brasileiro neste ano.

Investimento

O novo investimento na planta de Córdoba se enquadra no plano estratégico industrial da FCA para a região e se ajusta às diretrizes do governo argentino para o setor automotivo, dedicadas a elevar os níveis de integração local e melhorar a competitividade.

A FCA trabalha com o objetivo de integrar conteúdos locais acima de 50%. O projeto tem destacado perfil exportador, uma vez que mais de 80% da produção será destinada ao mercado externo, especialmente da América Latina.

Os investimentos em torno de US$ 500 milhões na planta e em seus processos vão incorporar e atualizar sistemas de produção e qualidade de acordo com o sistema World Class Manufacturing (WCM), e também se destinam a instalação de novas tecnologias e processos, desenvolvimento de fornecedores, pesquisa, desenvolvimento e capacitação. O projeto prevê:

  • Instalação de mais de 150 robôs na unidade de funilaria.
  • Linha de produção com elevado grau de automação.
  • Nova linha de montagem de motores paletizada, com os mais elevados padrões de qualidade.
  • Ampliação e modernização da Sala Metrológica com a incorporação de novos equipamentos de medição.
  • Criação de Centro de Comunicação, um espaço de trabalho conjunto e integrado;
  • Nova linha preparada para a montagem e os testes da nova caixa de transmissão automática que será implementada no modelo.

O novo modelo será produzido apenas na planta de Córdoba. Esta decisão prevê um grande esforço no sentido do desenvolvimento de fornecedores locais. Mais de vinte novos fabricantes de autopeças devem se somar ao parque atual, para produzir cerca de 600 itens. O projeto pretende superar os 50% de conteúdo local de componentes, o que implica aumentar o volume de compras na Argentina. A decisão de localizar ainda mais a produção de peças e componentes vai gerar novos empregos na cadeia de fornecedores e impacta positivamente um universo de 20 mil pessoas (mais da metade em Córdoba) que mantêm vínculo com as atividades do complexo industrial da FCA em Ferreyra.

A diretoria da FCA considerou positiva a disposição do governo de adotar medidas voltadas ao incremento da competividade do setor, como as já implementadas nas tarifas de exportação de produtos industrializados, bem como de políticas concentradas no desenvolvimento de um parque de autopeças competitivo.

Fonte: FCA PRESS

Comente aqui


Scania Brasil anuncia novo diretor-geral

Roberto Barral, atual diretor-geral do Consórcio Scania, assumirá a posição em 1.° de junho e será responsável pelas operações comerciais da marca no País 

São Paulo, 16 de março de 2016 – A Scania, referência mundial em soluções de transporte sustentável,acaba de anunciar Roberto Barral para a posição de diretor-geral de suas operações comerciais no Brasil. A partir de 1.° de junho, Barral substituirá Mathias Carlbaum, que assumirá, também no mesmo dia, a vice-presidência das operações comerciais do grupo no mundo e se reportará ao CEO da companhia, Henrik Henriksson.

Roberto Barral ingressou na Scania em 1995 e acumulou experiência nas áreas comerciais e industriais da empresa. Em 2006, assumiu a gerência financeira da Codema, uma das principais concessionárias da marca no Brasil, período em que aprimorou seus conhecimentos sobre as operações de transporte dos clientes. Quatro anos depois, foi nomeado CFO da Scania Ibérica e permaneceu na posição por cinco anos até se tornar diretor-geral do Consórcio Scania, seu atual cargo, em 1.º de dezembro de 2015.

“Estar à frente das operações comerciais da Scania no Brasil, um dos principais mercados da marca em todo mundo, é para mim um privilégio e um enorme desafio. Minha missão é reforçar aquilo que a Scania vem oferecendo de melhor, ou seja, estar próxima do cliente, entender as necessidades de seu negócio e disponibilizar soluções que resultem em rentabilidade, fator essencial nos dias de hoje, em que as operações logísticas exigem cada vez mais eficiência. Quero firmar a Scania como a principal parceira de nossos clientes”, afirma Barral.

Formado em ciências econômicas pela Universidade de São Paulo, Barral tem pós-graduação em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas e especialização em controladoria pela mesma instituição. Com 44 anos, é casado e pai de uma filha.

Suzana Soncin, atual diretora das áreas financeira e administrativa do Consórcio Scania, ficará à frente das suas operações no Brasil, como diretora-geral. Suzana trabalha para a marca há 25 anos, com experiência na área industrial e, nos últimos cinco anos, nas operações comerciais do consórcio.

Formada em administração de empresas pela FEI, com especializações em gestão empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e cursos na University of California, Duke University e Stockholm School of Economics, Suzana é casada e tem dois filhos.

Sobre a Scania

A Scania é um dos principais fabricantes mundiais de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos. Os serviços têm participação crescente nos negócios da empresa, assegurando aos clientes soluções de transporte econômicas e com alta disponibilidade operacional. Em 2016, a Scania completa 125 anos de fundação e tem como objetivo ser líder em soluções de transporte sustentável. Com 44,4 mil colaboradores, a empresa está presente em mais de 100 países, com linhas de produção na Europa, Ásia e América Latina e com possibilidade de intercâmbio global de componentes e veículos completos. Em 2015, a receita líquida da Scania alcançou 94,89 bilhões de coroas suecas e o lucro líquido do exercício, após a dedução de impostos, foi de 6,7 bilhões de coroas suecas.

Para mais informações sobre a Scania acesse:

www.scania.com.br

Fonte: Assessoria de imprensa
S/A Llorente & Cuenca

Carlos Eduardo Biagini
Comunicação Scania
Renata Nascimento

Comente aqui


Qatar Airways anuncia novas rotas na Europa, África e Ásia incluindo o voo internacional mais longo, Doha-Auckland

O CEO do Grupo Qatar Airways, Sua Excelência o Sr. Akbar Al Baker, falando com a imprensa internacional na coletiva de imprensa da ITB da Qatar Airways

O CEO do Grupo Qatar Airways, Sua Excelência o Sr. Akbar Al Baker, falando com a imprensa internacional na coletiva de imprensa da ITB da Qatar Airways

BERLIM, 9 de março de 2016 – /PRNewswire/ — O CEO do Grupo Qatar Airways, Sua Excelência o Sr. Akbar Al Baker, anunciou uma expansão significativa da rede com 14 novos destinos em uma coletiva de imprensa cheia no dia de abertura da ITB Berlin – a maior feira de turismo internacional do mundo.

Espalhadas por quatro continentes, as novas rotas expandirão ainda mais o alcance da rede da companhia aérea, e incluirão o voo mais longo do mundo, entre Doha e Auckland, na Nova Zelândia.

Sua Excelência, o Sr. Akbar observou: “A Qatar Airways se orgulha de ser um elo de ligação global e, principalmente, de oferecer conexões diretas e convenientes aos nossos clientes para continuarmos a ser sua companhia aérea preferida. Nossos clientes querem ir para esses novos destinos, e enxergamos aí uma grande oportunidade de fornecer a melhor experiência na categoria, algo inigualável. Esperamos ansiosamente pelo aumento de nossa rede e para dar as boas-vindas aos novos passageiros da Qatar Airways.”

Os cinco novos destinos europeus da Qatar Airways incluem:

A cidade italiana de Pisa, a partir de 2 de agosto, com voos diários diretos com aviões da família A320 partindo de Doha, será o quarto destino italiano da Qatar Airways, depois de Veneza, Roma e Milão.

Voos para Sarajevo (Bósnia) terão início em 7 de setembro, com três voos semanais em aeronaves da família A320.

Voos diários diretos de Doha a Helsinque (Finlândia) começarão a operar em 10 de outubro, oferecendo novas conexões entre centrais da oneworld. A partir de novembro, entrarão em operação os serviços semanais, com voos três vezes por semana, entre Doha e Skopje (Macedônia). As duas novas cidades serão atendidas com aeronaves da família A320.

A Qatar Airways retornará a Nice (França) até o verão de 2017, com cinco voos semanais com aeronaves mais extensas.

A Qatar Airways começará a operar em seis novos destinos na África:

Marrakech (Marrocos) terá início em julho, três vezes por semana, de Doha, com a aeronave Boeing 787 Dreamliner da companhia aérea.

Quatro voos semanais entre Doha e Windhoek (Namíbia) começarão a operar em 28 de setembro.

Serviços de agendamento diário para Seychelles terão início em 12 de dezembro.

Em janeiro, a Qatar Airways oferecerá três voos semanais de Doha a Douala (Camarões) e Libreville (Gabão) usando uma aeronave. Serviços diretos, três vezes por semana, de Doha a Lusaka (Zâmbia) terão início no verão de 2017.

Os novos destinos da Qatar Airways no Sudoeste do Pacífico/Sudeste da Ásia são:

Serviço diário para Auckland – Primeira rota da Qatar Airways para a Nova Zelândia, aquele que será o voo mais longo do mundo – terá início em 3 de dezembro. A Qatar Airways usará a aeronave Boeing 777 para essa rota.

Bem a tempo das férias de inverno no hemisfério norte, a Qatar Airways iniciará quatro voos semanais para Krabi (Tailândia) em 6 de dezembro e três voos semanais para Chiang Mai (Tailândia) também em dezembro, expandindo a conexão geral para a Tailândia por quatro portas de entrada. Atualmente a Qatar Airways voa para Bangkok e Phuket.

A inclusão de novos destinos vem dois anos depois da abertura da central da Qatar Airways, o Aeroporto Internacional de Hamad. O aeroporto, um dos mais avançados em termos de tecnologia de ponta do mundo, atende mais de 28 milhões de passageiros por ano – e está previsto para aumentar para até 50 milhões em 2018.

FONTE Qatar Airways

Comente aqui