caminhões

Iveco vende 23 caminhões ao Grupo MRJS, do Espírito Santo

  • Stralis Ecoline alcançou a melhor média de consumo entre os caminhões pesados da frota
  • Melhor consumo foi decisivo para ampliação da frota Iveco 
  • Grupo foi o primeiro a adquirir o Hi-Way no estado capixaba

São Paulo, 14 de Novembro de 2013 – O Grupo MRJS, operadora logística especializada no transporte de cargas e armazenagem, principalmente de produtos homologados pela ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, acaba de ampliar sua frota com caminhões Iveco. Foram 20 Stralis Ecoline de 400 cavalos de potência, duas Daily 70C17 e um Stralis Hi-Way, este o primeiro a ser adquirido no estado capixaba.

Atualmente a empresa possui 100 caminhões e este ano foi a primeira vez que optou pela marca Iveco para ampliação da sua frota. A parceria teve início em março de 2013 com apenas 03 caminhões Stralis. “O modelo pesado  Stralis nos surpreendeu  com a melhor média de consumo da categoria e agora vamos fechar o ano com 22 veículos já em operação”, conclui Júnior Ribeiro, diretor executivo da empresa. A concessionária Bonno é a responsável pelo atendimento do Grupo.

De acordo com o executivo, os modelos Stralis Ecoline completam a rota Espírito Santo – Distrito Federal pela rodovia BR 262 diariamente, carregados com 18 toneladas e alcançam a média de 3,01 km/litro. “Além de econômico,  é um caminhão que já vem completo e oferece o máximo conforto aos nossos motoristas,  com ar condicionado, entre outros itens importantes para o nosso dia a dia. Hoje não abro mão dessa parceria”, completa Ribeiro.

O primeiro Iveco Hi-Way vendido no estado do Espírito Santo será utilizado para transporte de medicamentos e percorrerá 15 mil quilômetros/mês, partindo dos estados do Sudeste em direção ao Centro-Oeste até chegar nos estados do Nordeste e Norte do País. Já os comerciais leves Daily 70C17 serão utilizados na unidade Recife da empresa na operação de entregas urgentes.

O Grupo MRJS está há apenas seis anos no mercado e já atende todo o Brasil. Possui filiais em  Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro,Goiás, Distrito Federal, Espírito Santo e Pernambuco. O Grupo MRJS possui mais de 34 mil posições de paletes nos armazens gerais dos Estados de GO e ES, onde mantém área climatizada e autorizada para operação 344 da Anvisa, que determina o transporte especial para medicamentos controlados, além de um rigoroso gerenciamento de riscos.

A empresa é certificada pela ISO 9001 e Sassmaq e seu principal expertise está no segmento de cargas licenciadas pela ANVISA, IBAMA, Polícia Federal, entre outros.

Iveco

Iveco, uma companhia da CNH Industrial, projeta, fabrica e comercializa uma completa gama de veículos comerciais leves, médios e pesados, caminhões fora-de-estrada, ônibus urbanos e intermunicipais, bem como veículos especiais para aplicações como combate a incêndios, missões off-road, defesa e proteção civil. A Iveco emprega mais de 26 mil pessoas em todo o mundo. A empresa gerencia centros de produção em 11 países distribuídos pela Europa, Ásia, África, Oceania e América Latina, onde fabrica veículos com as mais avançadas tecnologias. Um total de 5.000 pontos de vendas e postos de serviços em mais de 160 países garantem o suporte técnico onde quer que um veículo Iveco esteja em operação. Para mais informações, visite www.iveco.com.br

Visite: www.iveco.com.br

Para mais informações, visite: www.iveco.com/www.blogiveco.com.br / www.ivecodiretto.com.br

Para mais informações sobre a CNH Industrial, visite: www.cnhindustrial.com

Fonte: MM EDITORIAL
Marta de Souza – Fábio Rogério

Comente aqui

Começa contagem regressiva para o Dakar 2014

Competição terá início dia 5 de janeiro na Argentina para carros, motos, caminhões e quadriciclos
Começa a contagem regressiva para o Dakar 2014, que tem início daqui a 60 dias em Rosário, na Argentina, em 5 de janeiro. A prova terá mais de 8.000 quilômetros e passará também pela Bolívia e terminará no Chile, na cidade de Valparaíso, dia 18 do mesmo mês.
O Dakar conta com as categorias de motos, carros, caminhões e quadriciclos. O percurso de 2014 terá várias etapas maratonas (competidores não poderão contar com ajuda mecânica) e testará a resistência e táticas de corrida dos pilotos e navegadores.
O Dakar passará por cânions do Noroeste da Argentina, vales de areia, pelas dunas chilenas do deserto de Atacama, além do Salar de Uyuni na Bolívia, e vai exigir habilidade na pilotagem assim como cuidados com os equipamentos e com a parte mecânica dos veículos. Os competidores enfrentarão condições extremas de resistência.
Todas as informações sobre a lista de inscritos e detalhes de cada especial serão divulgados em Paris no dia 20 de novembro. Stéphane Peterhansel, Robby Gordon e outras lendas do Dakar estarão presentes no evento. 
Roteiro do Dakar 2014
02-04/01 – Verificação técnica em Rosário (ARG)
04/01 – Largada promocional – Rosário (ARG)
05/01 – Rosário a San Luis (ARG)
06/01 – San Luis a San Rafael (ARG)
07/01 – San Rafael a San Juan (ARG)
08/01 – San Juan a Chilecito (ARG)
09/01 – Chilecito a San Miguel de Tucumán (ARG)
10/01 – San Miguel de Tucumán a Salta (ARG)
11/01 – Dia de descanso – Salta (ARG)
12/01 – Salta a Uyuni (BOL)
13/01 – Uyuni a Calama (CHI)
14/01 – Calama a Iquique (CHI)
15/01 – Iquique a Antofagasta (CHI)
16/01 – Antofagasta a El Salvador (CHI)
17/01 – El Salvador a La Serena (CHI)
18/01 – La Serena a Valparaíso (CHI)

Fonte: VIPCOMM
Assessoria de Imprensa do Dakar 2014 no Brasil
Comente aqui

WABCO lança OptiDrive, tecnologia inovadora de transmissão manual automatizada que aumenta a economia de combustível em até 5% para caminhões e ônibus

711719827309

Outro benefício do novo produto, lançado na América do Sul durante a Fenatran, é melhorar a eficácia do motorista

São Paulo, 28 de outubro de 2013 A WABCO, líder global em tecnologia e fornecedora de primeira linha para a indústria de veículos comerciais, anunciou hoje o lançamento, na América do Sul, de seu sistema OptiDrive™, uma inovação em tecnologia de transmissão manual automatizada. A aceitação global desse sistema é contínua e avança entre grandes fabricantes de transmissões, caminhões e ônibus.

O comunicado foi feito na Fenatran 2013, maior feira da indústria de veículos comerciais na América do Sul, que acontece em São Paulo, entre 28 de outubro e 1 de novembro.

Reconhecido e premiado no mercado global, o sistema OptiDrive da WABCO melhora o controle do veículo e aumenta a economia de combustível em até 5% através da mudança de marcha otimizada. O OptiDrive também melhora a eficácia do motorista, particularmente dos menos experientes, ao automatizar completamente e otimizar a operação de embreagem  e a mudança de marcha  em transmissões manuais. Além disso, o sistema aumenta a segurança do veículo ao liberar os motoristas de constantes mudanças de marcha, permitindo que se concentrem nas condições de tráfego. Menos mudanças de marcha aumentam a economia de combustível e reduzem emissões, o que assegura uma pegada ambientalmente mais limpa. O OptiDrive ainda reduz o desgaste dos componentes de transmissão, diminui custos de manutenção e reduz o tempo ocioso do veículo.

Ao melhorar a eficácia do motorista,  o OptiDrive aumenta sua qualificação. Beneficia, por exemplo, empresas de transporte do Brasil, país que enfrenta uma escassez de motoristas de caminhão qualificados depois da recente legislação que estabelece novos limites para a jornada de trabalho desses profissionais.

“O OptiDrive e as outras soluções de transmissão manual automatizada (AMT) da WABCO estão sendo cada vez mais adotadas por fabricantes globais de equipamentos originais na Ásia e na América do Norte, consolidando a liderança tecnológica da empresa”, diz Nikhil Varty, Presidente da WABCO nas Américas. “A WABCO diferencia-se mais como principal fabricante independente de soluções AMT na indústria global e está bem posicionada para aproveitar o esperado crescimento da participação de AMT no mercado, particularmente no Brasil.“

A WABCO foi responsável pelo primeiro sistema AMT da indústria de veículos comerciais, em 1986, e hoje mais de 2 milhões de sistemas AMT da WABCO já foram adotados no mundo por fabricantes de transmissão e veículos.

A  WABCO é líder de mercado na América do Sul em ABS, controle eletrônico de estabilidade (ESC), sistemas de freio convencionais, controles de transmissão automática e outras tecnologias de segurança e eficiência. Estabelecida em 1980 com sede em Sumaré (SP), a WABCO South America é também um polo importante na rede de produção e vendas da WABCO global.  A empresa possui uma fábrica de classe mundial  e um centro de distribuição na região de Campinas (SP), nos quais emprega mais de 500 pessoas em produto e aplicações de engenharia, vendas, serviço de reposição,  gestão da cadeia de suprimentos e manufatura.

WABCO na Fenatran 2013

Onde: Pavilhão de Exposições do Anhembi

Av. Olavo Fontoura, 1.209, Santana, São Paulo – SP, Brasil

Estande: F108

Quando: De 28 de outubro a 1 de novembro de 2013, das 13h às 21h

Foto OptiDrive: O sistema OptiDriveTM da WABCO, um avanço importante na tecnologia de transmissão manual automatizada, já está disponível na América do Sul

Vídeo OptiDrive: http://www.youtube.com/watch?v=_jyKxo3r9R0

Sobre a WABCO

A WABCO (NYSE: WBC) é líder global no fornecimento de tecnologias e sistemas de controle para a segurança e eficiência de veículos comerciais. Fundada há quase 150 anos, a WABCO continua a ser pioneira na descoberta de novas tecnologias em eletrônica, mecânica e mecatrônica para frenagem, estabilidade e sistemas de automação de transmissão fornecidos para as principais montadoras de caminhões, ônibus e fabricantes de semirreboques do mundo. Com vendas de US$ 2,5 bilhões em 2012, a WABCO tem sede em Bruxelas, na Bélgica. Para mais informações, visite http://www.wabco-auto.com.

Fonte: Printec Comunicação

Eleni Rocha – Vanessa Godoy

Assessoria de imprensa global – Tobias Mueller

Contato com investidores e analistas – Christian Fife

Comente aqui

Transmissão ZF é adotada como item de série por fabricantes de caminhões extrapesados presentes na Fenatran 2013

 AS Tronic

Referência de qualidade e tecnologia para veículos comerciais, a automatizada AS Tronic torna-se um componente quase que obrigatório nos modelos “Top de Linha” da Iveco, MAN, Ford e DAF

A ZF novamente comprova suas características de excelência técnica e referência em tecnologia e inovação durante a Fenatran 2013, o Salão Internacional do Transporte que será realizado em São Paulo (SP) entre os dias 28 de outubro e 1º de novembro. Sua transmissão automatizada AS Tronic está presente como item de série em quatro fabricantes, que adotaram o produto como diferencial em modelos de caminhões pesados e extrapesados Premium.

A AS Tronic está presente em 16 modelos da Iveco (são oito versões do Stralis Ecoline e oito do novo extrapesado Hi-Way), em seis modelos da MAN (nos TGX 28.440 6×2, 29.440 6×4 e TGX 33.440 6×4; e nos VW Constellation 19.420, 25.420 e 26.420 Tractor – estes com o novo motor de 420 cavalos de potência), nas duas opções do Ford Extrapesado (os Cargo 2042 e 2842), e, também, no XF 105 da DAF. Totalizando, a AS Tronic está em 25 modelos de caminhões. Vale ressaltar que, na Iveco, a transmissão é opcional em quatro versões do pesado off-road Trakker.

“Podemos dizer que a adoção da AS Tronic pelas fabricantes não apenas reforça, mas consolida a tendência de mercado do segmento pesado extrapesado em adotar a nossa transmissão automatizada como um item de série. É uma iniciativa que traz ganhos para todo o setor: por ser uma inovação tecnológica que garante menor consumo médio de combustível à frota via padronização na condução do veículo, oferece maior rentabilidade ao transportador, proteção ao trem-de-força e muito mais conforto ao motorista”, dizFrederico Colella, gerente de vendas da  ZF Sistemas de Transmissões.

Com a AS Tronic, a ZF passa a compor um diferencial competitivo para as montadoras em um segmento que vem demonstrando muita força no mercado de caminhões. No primeiro semestre de 2013, o nicho de pesados foi responsável por 36% das vendas totais de veículos comerciais no Brasil, segundo dados da ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores). Nos números absolutos, foram vendidos 26.407 unidades, valor 33% superior na comparação com o mesmo período de 2012.

Com a AS Tronic, o motorista pode entregar as mercadorias em seu destino com mais segurança e melhor conforto (não há trancos ou golpes durante a troca de marchas), direcionando toda a sua atenção para o trânsito. Para os frotistas, a transmissão também oferece significativa redução no custo operacional do veículo, pois reduz o consumo de combustível com trocas rápidas e eficientes de marchas. A AS Tronic possui duas opções de configuração: uma com 16 velocidades (a mais adotada no Brasil).

A tecnologia empregada pela ZF na produção do equipamento gerou uma comunicação ágil entre o motor, a embreagem e a transmissão, o que alivia o driveline completo, prolonga a vida útil dos componentes e aumenta os intervalos de manutenção e troca de óleo. Dependendo das condições de operação, o intervalo de troca de óleo das AS Tronic pode chegar a 540.000 quilômetros.

Sem pedal de embreagem, a AS Tronic conta com um módulo eletrônico integrado à carcaça feita em alumínio. Além do alto desempenho, oferece capacidade de torque de até 3.100 Nm.

Intarder – Por meio de poucas interfaces, a AS Tronic pode receber o Intarder, sistema que protege os freios do caminhão contra o desgaste causado por esforços constantes. Ao contrário do empregado pela concorrência, o Intarder da ZF é integrado à transmissão, o que eleva a eficiência da operação.

O produto chega a efetuar até 90% das frenagens, em paradas suaves que também ajudam a proteger a carga. Para os motoristas, o Intarder garante frenagens sem sobregiro do motor e uma condução constante com velocidade média mais elevada.

Presença da opção manual em outros segmentos – Apesar das atenções focadas na AS Tronic, a “grife” ZF também se faz presentes em opções manuais para todos os segmentos de veículos comerciais.

Nos comerciais leves, a transmissão mecânica 6S 420 da família ZF Ecolite é adotada na linha Iveco Daily. Construído sobre uma estrutura de alumínio, o produto entrega seis velocidades que aumentam o rendimento do veículo. A ZF 5S 580 TO (5 marchas à frente sincronizadas e 1 à ré) equipa o médio Vertis HD 90V18 e 130V19.

Ainda na Iveco, mas dentro do nicho de semipesados, a ZF 9S 1110 TD pode ser instalada no Tector 170E28 T, 170E28S T 4×2, 170E28S 4×2, 240E28S, e 240E28S Stradale 6×2. Nos pesados, o Stralis pode ser equipado com a ZF Ecosplit com 16 marchas sincronizadas e duas rés.

Nos caminhões com PBT de 5,5 a 10 toneladas, a MAN adota a ZF S5-420 HD (com cinco marchas sincronizadas e uma ré) para os modelos Delivery 5.150, 8.160, 9.160 e 10.160.

Para a linha Constellation, a MAN adotou quatro tipos de transmissão da ZF. A 9S 1110 TD (com nove marchas sincronizadas e uma ré) está presente nas versões 17.280 e 24.280 (que atendem o setor de semipesados). Para os pesados, optou pela família ZF Ecosplit para os modelos 17.330, 19.330 Tractor, 24.330 e 31.330 6×4, 19.390 4×2 Tractor, o 25.390 6×2 Tractor, o 26.390 6×4 Tractor e o 31.390 6×4. Por fim, a ZF Ecosplit 16S 1455 foi especialmente desenvolvida para os 26.280 e 31.280 6×4.

A ZF Ecosplit também foi a opção manual feita por novos clientes como a DAF e a Shacman. Com 16 marchas à frente e duas à ré, totalmente sincronizadas, essa família de transmissões possibilita que o motor trabalhe na melhor faixa de rotação, proporcionando maior economia de combustível e redução dos níveis de emissão de poluentes.

GRUPO ZF – O Grupo ZF é um dos líderes mundiais no fornecimento de sistemas de transmissão e tecnologia de chassis para o setor automotivo. Com mais de 75 mil colaboradores e 121 operações em 26 países, registrou vendas de 17,4 bilhões de euros em 2012, e figura entre as 10 maiores empresas fornecedoras para o setor automotivo do mundo. Na América do Sul, a ZF possui cinco unidades em Sorocaba, São Bernardo do Campo, Araraquara (SP), Betim (MG) e San Francisco (Argentina), e tem como presidente Wilson Bricio. O Grupo fabrica transmissões para indústria automotiva, máquinas agrícolas e indústria eólica, sistemas de direção, sistemas de embreagens, amortecedores e componentes de chassis para veículos de passeio e comerciais, além de componentes marítimos.

São Paulo, 28 de outubro de 2013.

Fonte: MM Editorial – www.mmeditorial.com.br
Marta de Souza – Fábio Rogério

 

 

Comente aqui

Agrale apresenta sua premiada família de caminhões na Fenatran 2013

Empresa expõe modelos da linha de leves e médios

A Agrale apresenta na Fenatran 2013 modelos da sua linha de caminhões leves e médios, com destaque para os Agrale 10000 e o 14000. Os veículos incorporaram importantes inovações e um diferenciado conceito de projeto, que leva ainda mais em conta aspectos como segurança, otimização de componentes e até o uso de novos materiais e processos, revertidos em melhorias significativas para o usuário e o frotista.

Uma das características dos caminhões é o conceito de sustentabilidade e a aplicação de materiais reutilizáveis. A linha de caminhões Agrale possui para-lamas, para-choque, para-barros e tampa frontal confeccionados em plásticos de engenharia, que proporcionam ganhos na redução de peso e no melhor acabamento estético. Outro diferencial está na concepção de construção da cabine em painéis independentes e interligados, que aprimora o processo industrial e todo o pós-venda, com a melhoria na substituição de peças ao longo da vida útil do produto.

O caminhão Agrale 10000 oferece melhor desempenho nas utilizações urbanas e rurais com economia, diminuição da emissão de poluentes e baixo custo de manutenção. Também incorpora cabine estendida, proporcionando conforto nas diversas aplicações. O veículo é indicado para os mais diversos tipos de transporte em zonas urbanas e intermunicipais, e é equipado com motor MWM de 165 cv de potência e 600 Nm de torque e câmbio Eaton de cinco velocidades. O modelo está disponível em duas opções de distância entre-eixos, com 3.750 mm e 4.350 mm, e carga útil de até 6.260 kg.

Já o caminhão Agrale 14000 é o modelo da montadora para o segmento de médios. Com motorização turbo MWM de 190 cv e 720 Nm de torque, possui câmbio mecânico Eaton de seis marchas, eixo de tração de dupla velocidade e, dispõe de duas opções de entre-eixos na versão 4×2, com 3.560 mm e 4.800 mm, com carga útil de até 8.860 kg. Já na versão 6×2, mais duas opções de entre-eixos, com 4.784 mm e 6.024 mm, com carga útil de até 15.620 kg.

O design arrojado da cabine dos caminhões Agrale recebeu, nos últimos dois anos, diversas premiações de destaque internacional, como o Prêmio iF Design Award, na Europa, Prêmio IDEA (International Design Excellence Awards), nos Estados Unidos, e no Brasil; Prêmio Design MCB, do Museu da Casa Brasileira, e Prêmio Ouro IDEA/Brasil, na categoria Transportes.

AGRALE APRESENTA CAMINHÃO MILITAR 4×4 E CABINE DE DEMONSTRAÇÃO

Caminhão foi desenvolvido para as Forças Armadas. Cabine de demonstração destaca robustez e segurança dos modelos da marca

Uma viatura militar e uma cabine de demonstração, para realçar os atributos que proporciona, são importantes destaques da Agrale em seu estande na Fenatran 2013. O caminhão militar é a viatura Agrale Marruá AM 41 – VTNE 2 ½ toneladas 4X4, desenvolvido especialmente para fornecimento às Forças Armadas Brasileiras, e a cabine-conceito tem por objetivo destacar os atributos de segurança, robustez, modernidade, os elevados padrões de conforto e segurança e processos de engenharia aplicados ao produto.

O novo Marruá AM 41 foi concebido para atender às necessidades das Forças Armadas no transporte de equipamento, carga e pessoal em qualquer terreno – com capacidade total para 5.000 kg (carga + reboque). Entre as características do veículo estão o amplo curso de suspensão, o espaço interno da cabine, o motor MWM de 165 cv e a caixa de transferência de dupla velocidade com acionamento no painel.

 

Além do novo modelo, a fabricante apresentará também uma cabine de demonstração de sua linha de caminhões, para tornar mais conhecidos os conceitos aplicados no desenvolvimento do produto, que alia visual marcante e arrojado, interior amplo, ergonômico e confortável, e que privilegia a segurança e o espaço interno. Segundo Alvonir Anderle, diretor de vendas de veículos da Agrale, um dos principais diferenciais da linha de caminhões da marca é a cabine, desenvolvida com a aplicação dos mais modernos programas e processos ainda pouco conhecidos pelos usuários.

“Quando decidimos desenvolver uma nova cabine para a linha de caminhões procuramos aplicar o que existia de mais avançado em tecnologia e em processos construtivos. O resultado foi uma cabine extremamente robusta, ampla, segura, resistente e com elevado padrão de conforto e ergonomia. O que ocorre é que esses importantes atributos nem sempre são percebidos pelos consumidores. Por isso, desenvolvemos uma cabine de demonstração para mostrar a sua estrutura e todas essas vantagens”, salienta o executivo.

A estrutura da cabine é produzida em aço de alta resistência, mais robusta que uma convencional feita em chapa estampada, revestida com resina injetada pelo processo RTM (Resin Transfer Molding), o que além da maior resistência e robustez, elimina problemas com corrosão. “Isso garante padrão mais elevado de segurança para os ocupantes do veículo em caso de impactos”, explica Alvonir.

Crédito das fotos caminhões Agrale: Júlio Soares

Crédito da foto cabine caminhão Agrale: Alesi Ditadi

Fonte: Secco Consultoria de Comunicação – www.secco.com.br

Comente aqui

Caminhões serão a sensação no rali que acontecerá em São José dos Campos

 

Grandes, bonitos e potentes. Os caminhões roubarão a cena durante o 11º Rally dos Bandeirantes. De 11 a 13 de outubro eles serão vistos e admirados pelos fãs do rali cross country

01 de outubro de 2013 – Há momentos que somente o rali cross country é capaz de proporcionar. Você pode imaginar um caminhão acelerando por trilhas e estradas de terras? Sim, aqueles caminhões que circulam nas rodovias do Brasil transportando mercadorias, tem uma versão especialmente preparada para rali. E esses modelos poderão ser vistos no 11º Rally dos Bandeirantes, que será realizado na cidade de São José dos Campos, SP, durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida – 11 a 13 de outubro.
A equipe octacampeã Brasileira de Rally Cross Country da categoria Caminhões Pesados, a Salvini Racing, diz que os caminhões sempre chamam a atenção durante as provas e que as pessoas perguntam como é possível acelerar com segurança um veículo deste porte. “Por ser grande e pesado, parece impossível colocar uma máquina como essa para competir. Porém, os caminhões de rali são preparados para encarar os diversos obstáculos off-road e obedecem aos procedimentos do regulamento da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo. E para acelerar é preciso ter coragem, habilidade e conhecer bastante o equipamento”, explicou o piloto Guido Salvini. “E a sensação é indescritível… É muito bom participar desta categoria”, salientou. A Salvini Racing compete a bordo de um Mercedes-Benz Atego 1725.
O Rally dos Bandeirantes terá dois dias de disputas e 265 quilômetros. O percurso passará por fazendas de plantações de eucaliptos, estradas vicinais e serras. Além de São José dos Campos, o roteiro passará por Caçapava, Caçapava Velha, Taubaté e São Francisco Xavier. “Essa é uma prova sensacional. Bastante técnica, exige concentração do navegador por ter diversas mudanças de direção e referências próximas na planilha”, comentou o navegador Flávio Bisi.
O evento montará acampamento no Parque da Cidade e, na sexta-feira, 11, começará a movimentação. Pilotos e navegadores das categorias motos, quadriciclos, UTVs, carros e caminhões passarão por vistorias técnicas e administrativas. Será um dia de preparação para a largada de sábado, 12, às 8h30. No domingo, o certame prossegue a partir das 9h40.
*Para obter mais informações sobre a Mobil Delvac Salvini Racing, acesse o site www.salviniracing.com.br

Crédito das Fotos: Doni Castilho/DFOTOS, David Santos Júnior e Vinícius Branca

Fonte:
Liberdade de Ideias
Isis Moretti

www.liberdadedeideias.com.br

 

Comente aqui

Concessionária de Mato Grosso atinge a venda de 20 caminhões Shacman

 

Veículos são utilizados para diversos tipos de cargas, com predomínio para o transporte de grãos

São Paulo (SP), 30 de setembro de  2013 - A concessionária Metro-Shacman Sorriso, no Estado de Mato Grosso, completou a venda de 20 caminhões Shacman para empresários dos setores de transportes e agronegócio dessa região do Centro-Oeste do País. Os veículos são cavalos mecânicos dos modelos TT 385 6×4 e TT 420 6×4, utilizados para aplicações diversas, especialmente o transporte de soja, cultura predominante do Estado.

Reinaldo Maluta Vieira, diretor de marketing da Metro-Shacman, dá ênfase à marca alcançada e revela a aprovação dos clientes, empresários autônomos e frotistas, que utilizam os veículos para o transporte dos mais variados tipos de cargas em diferentes configurações de implementos, especialmente bitrens de sete e nove eixos, semirreboques e pranchas para o transporte de máquinas.

O executivo salientou também que, por intermédio do programa desenvolvido com as concessionárias, a Metro-Shacman da região Centro-Oeste, mantém um programa de acompanhamento do desempenho dos veículos, assim como do nível de atendimento prestado aos clientes, em pós-venda e prestação de serviços técnicos e de peças de reposição.

Por intermédio da coordenação do departamento de engenharia, a Metro-Shacman monitora a avaliação dos veículos junto aos clientes, especialmente em desempenho e qualidade do produto, pelo predomínio de estradas sem pavimentação. “Ao longo deste ano, a engenharia da Metro-Shacman acumulou informações que confirmam a robustez dos veículos e que suas características são adequadas às condições das estradas e dos diferentes tipos de carga transportadas”, acrescenta Vieira.

De acordo com diretor de marketing, um dos pontos altos das avaliações é a relação custo-benefício, proporcionada pelo investimento realizado na aquisição dos veículos e pelo custo de manutenção e de consumo de combustível. “Em termos de consumo, os veículos apresentam a média entre 2,0 e 3,0 km/l, dependendo da aplicação, da carga transportada e do trajeto, o que consideramos altamente positivo para o mercado brasileiro”.

Fonte: 

Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

 

Comente aqui

Foton Aumark do Brasil quer até 5% do mercado nacional de caminhões em oito anos

  • Empresa vai investir 340 milhões de reais na construção da fábrica e suas operações comerciais no Brasil.
  • Marca oferece caminhões “Premium” para o segmento de leves com preços de veículos “básicos”, valorizando a produtividade do usuário.

A Foton Aumark do Brasil, representante exclusiva no País da Beiqi Foton Motors Co. Ltd., marca de veículos comerciais, caminhões leves e pesados do Grupo BAIC na China, um dos mais importantes conglomerados industriais daquele país, vai investir 340 milhões de reais no Brasil no quinquênio 2013/17.

Nestas inversões estão previstas a construção da fábrica em Guaíba, RS, que consumirá recursos da ordem de R$ 280 milhões e, ainda, R$ 60 milhões que serão destinados às operações de armazém e distribuição logística de peças e componentes para atender aos clientes, estruturação da rede de concessionárias, além das operações comerciais e homologações de produtos.

“Cerca de 50% desse montante de R$ 340 milhões trata-se de recursos próprios e o restante será obtido por meio de financiamentos”, explica Luiz Carlos Mendonça de Barros, presidente da Foton Aumark do Brasil.

A Foton é uma das maiores montadoras de veículos do mundo em volume anual de vendas. Nos últimos quatro anos a marca comercializou, apenas na China, uma média de 650 mil caminhões por ano. Somente de um único modelo, o de 3,5 toneladas, a Foton fabrica aproximadamente 200 mil veículos por ano, um volume superior a toda indústria de caminhões no Brasil, incluindo todos os segmentos, desde 2,8 toneladas até o extrapesado de 45 toneladas.

A Foton Aumark do Brasil (FAB) é a representante no País para a importação, fabricação e comercialização dos caminhões da Marca Foton Aumark em todo território nacional e é também a responsável pela nomeação e desenvolvimento da Rede de Concessionárias da marca no País. Trata-se de uma empresa de capital 100% nacional com sede no Estado de São Paulo, no município de Várzea Paulista, local onde possui atualmente suas operações de importação, distribuição e armazém logístico de peças e componentes para os caminhões de 3,5 toneladas até a versão de 10 toneladas, além de sua concessionária própria.

Em dezembro de2012, aBeiqi Foton Motor Co Ltd e a Foton Aumark do Brasil assinaram um contrato que concedeu a representante brasileira o direito exclusivo de construir uma fábrica no País para montar os caminhões da linha AUMARK, para os segmentos de 3,5 ton; 6,5 ton; 8,6 ton; 10 ton; 13 ton; 16 ton e 24 toneladas de PBT (peso bruto total), tendo a Foton Aumark do Brasil a preferência para introduzir futuramente no mercado os caminhões da linha extrapesada.

Os caminhões da Foton estão divididos em duas famílias consideradas como linha “premium”: a família AUMARK e a família AUMAN, esta última referente aos caminhões pesados.

Os caminhões da Família AUMARK são robustos, versáteis e possuem grande quantidade de equipamentos de segurança e opcionais de conforto instalados, tais como: freios ABS, barras estabilizadoras, ar condicionado, vidros e travas elétricas, CD player, acelerador automático, projeto da cabina assinado pela Lótus, além do trem de força consagrado com motor Cummins e Caixa de câmbio ZF. “Esses produtos são líderes de mercado na China e sustentam perfeitamente a ambição e estratégia da marca para o crescimento no mercado brasileiro”, afirma Orlando Merluzzi, vice-presidente da Foton Aumark do Brasil.

De acordo Merluzzi, os caminhões leves da Família Aumark trazem para o Brasil o conceito de veículos “Premium” para o segmento. “O mercado está habituado a contar com veículos mais sofisticados com preços elevados, mas agora também é possível encontrá-los no segmento de leves, com a família Foton Aumark e preços muito atrativos”. O modelo Foton Aumark, de 3,5 toneladas, tem preço sugerido de R$ 83.000,00. “É um caminhão completo, equipado com itens de conforto, segurança e voltados para garantir melhor dirigibilidade e economia”.

Produção nacional – Com o programa INOVAR-AUTO, o Governo concedeu benefícios fiscais que incentivam as empresas a construírem suas fábricas no Brasil e com isso desfrutar dos benefícios no mercado da produção local, incluindo a elegibilidade ao programa de financiamento de varejo do BNDES/FINAME.

O Decreto do INOVAR-AUTO estabeleceu um prazo para que as empresas possam construir suas fábricas no Brasil e iniciem a produção local, tendo o compromisso junto ao Ministério da Indústria e Comércio de atingir certo índice de produção com componentes locais, o qual pode chegar até 65%.

“A Foton AUMARK do Brasil entende que o INOVAR-AUTO é um bom programa e sentiu-se motivada a antecipar a construção da fábrica de caminhões da Foton no País, e assim o fará imediatamente com recursos próprios e financiamento local”, destaca Merluzzi.

De acordo com Mendonça de Barros, a escolha do Estado do Rio Grande do Sul, bem como o terreno em Guaíba, obedeceram a critérios técnicos e logísticos. “Guaíba está localizada em uma região estratégica, com fácil acesso ao porto de Rio Grande, próxima a um grande centro industrial com disponibilidade de mão-de-obra, além da infraestrutura municipal necessária para comportar um projeto do porte de uma fábrica de caminhões da Foton Aumark. Além disso, o Rio Grande do Sul possui um bom parque industrial local, capaz de suprir algumas necessidades da produção”.

A área total das futuras instalações da fábrica da Foton Aumark é de1.500.000 m².  No total, serão inicialmente 50 mil metros quadrados cobertos e área externa pavimentada de 200 mil metros quadrados, incluindo pátio, arruamento e demais áreas (além de uma pista de testes). “Há espaço suficiente para a instalação de unidades fabris de fornecedores no local”.

Com cronograma estimado em dois anos, a Foton Aumark do Brasil deve iniciar as obras no local ainda nesse ano de 2013 sendo que o primeiro caminhão da marca produzido no Brasil deve sair da linha de montagem em Janeiro de 2016.

O projeto arquitetônico prevê conceitos de sustentabilidade e rigoroso respeito ao meio-ambiente, com reutilização de águas pluviais e tratamento interno de resíduos antes de serem descartados. A proteção a permeabilidade do solo será maximizada.

A fábrica terá capacidade para produzir 21.000 caminhões por ano, em um turno de produção e está dimensionada para atender ao mercado local, exportação para a América do Sul e também para África. “Logicamente esse volume não será atingido nos primeiros anos de produção, uma vez que a Foton Aumark tem um plano consistente de crescimento em participação de mercado no Brasil, em cada segmento em que atuar”, destaca Merluzzi.

A nova fábrica vai gerar 300 empregos diretos e 900 indiretos, na região de Guaíba. “Esse empreendimento trará muitos benefícios para o município e a Foton Aumark do Brasil pretende atuar com intensidade na comunidade local, sendo um exemplo e ambição de trabalho para os jovens da região”, diz Mendonça de Barros.

Rede de concessionárias – Ao mesmo tempo em que a fábrica estiver em construção, durante um período de dois anos, a Foton Aumark do Brasil desenvolverá sua rede de concessionárias para que, ao iniciar a produção em 2016, o território brasileiro esteja adequadamente coberto em vendas e pós-venda. O objetivo, de acordo com Ricardo Mendonça de Barros, Diretor de Operações Comerciais, é chegar a 92 concessionárias da marca até o final de 2016.

Durante esse período, para criar o parque circulante inicial da marca no País e sustentar as concessionárias que chegam, a Foton Aumark do Brasil importará os caminhões de 3,5 toneladas até 10 toneladas, através de uma cota de importação a ser definida pelo MDIC, seguindo as regras do INOVAR-AUTO e alinhada com o projeto da fábrica e os compromissos assumidos pela empresa com o Governo Federal.

“A Foton Aumark do Brasil tem plena consciência da competitividade do mercado brasileiro de caminhões e conhece as dificuldades para se conquistar cada ponto percentual de market share no setor. Assim, com um produto muito competitivo e de excelente qualidade, e atuando inicialmente em segmentos que totalizam mais de 70% de toda a indústria de caminhões no País, a Foton Aumark pretende conquistar até 5% do mercado nacional de caminhões após oito anos de operação no Brasil”, afirma Orlando Merluzzi.

De acordo com Luiz Carlos Mendonça de Barros, o Brasil vai passar por um período de acentuado crescimento econômico e como grande parte de tudo o que se produz no País é escoado por caminhões, a Foton Aumark estima que o volume de caminhões a ser comercializado no Brasil até o final desta década possa alcançar 250 mil unidades por ano, considerando-se todos os segmentos a partir de 2,8 toneladas. “Avaliando este cenário, mesmo com uma projeção conservadora, e levando-se em conta a qualidade técnica de nossos produtos, podemos vislumbrar um volume de aproximadamente 90 mil caminhões da marca no País em um ciclo de 12 anos”, finaliza.

Sobre a Foton – Caminhões

A Foton Aumark do Brasil é responsável pela importação e distribuição dos caminhões da marca Foton no País. Além disso, responde também pelo fornecimento das autopeças e por todos os serviços de pós-venda, incluindo as revisões e manutenções.

Na China, a Foton Motor Group, fundada em 1996, no distrito de Changping, Pequim, conta com mais de 100 mil funcionários e possui joint ventures firmadas com companhias importantes, como a Cummins e a Daimler, sendo apontada como a maior e uma das mais valiosas companhias chinesas.

Para mais informações sobre a Foton e seus caminhões, acesse: www.fotonmotors.com.br

Fonte:

PAUTA&CIA

Vanessa Garbo Salomão

 

Comente aqui

Parceria entre Confenar e Ford garante desconto na compra de caminhões até o de 30 setembro

Revendas da Ambev podem adquirir diversos modelos com condições especiais

A Confenar – Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição – firmou parceria com a Ford Caminhões. A iniciativa facilita o processo de aquisição, com melhor condição de preço, de diversos modelos entre utilitários leves da linha TRANSIT, caminhões da linha816 a 1933 e veículos da linha Extrapesados 2041 e 2842, disponíveis com e sem ABS, além dos serviços Ford: disk Ford, SOS Ford e Ford training. O beneficio para as revendas da Ambev termina no dia 30 de setembro.

“Ford é sinônimo de qualidade, e os seus produtos são mundialmente conhecidos. Além da redução de custos, a parceria com a Confenar proporciona as revendas maior produtividade, credibilidade e agilidade para entregar os produtos Ambev em todas as regiões brasileiras”, afirma Bento Luiz Assalve, Diretor da Área de Negócios da Confederação.

Há mais de 50 anos no mercado brasileiro, a Ford Caminhões conquistou o respeito de frotistas e caminhoneiros, oferecendo sempre produtos de qualidade, robustez e ótimo custo-benefício. A montadora disponibiliza em sua linha 16 modelos e mais de 400 configurações diferentes para atender a todos os tipos de negócio, com a máxima segurança, durabilidade e qualidade.

Para mais informações, acesse: www.confenar.com.br

Números Confenar

- 142 revendas afiliadas e mais de mil empresários ligados à atividade.

- 23 mil empregos diretos e cerca de 70 mil indiretos gerados.

-  Atendimento a cerca de 1 milhão de pontos de venda em todo o País.

- Revendas filiadas que, juntas, faturam mais de R$ 12,2 bilhões ao ano.

- Possui uma das maiores frotas de distribuição do Brasil, com 13.430 veículos, dos quais 8.200 são caminhões, 2.500 caminhões de puxada (transferência de produtos da fábrica para a Revenda), 4.300 caminhões de entrega, 1.400 caminhões terceirizados, 2.000 motos, 2.600 automóveis/utilitários, 2.300 veículos leves e 630 empilhadeiras.

- Investimentos de R$ 15 milhões em autopeças, R$ 4 milhões em uniformes, R$ 30 milhões em seguros, R$ 3 milhões em treinamento, entre outros.

- Frota com consumo anual de R$ 210 milhões em óleo diesel (combustível e lubrificante) e R$ 12 milhões em pneus.

Sobre a Confenar

A Confenar (Confederação Nacional das Revendas Ambev e das Empresas de Logística da Distribuição) representa todas as empresas revendedoras dos produtos Ambev. Criada em janeiro de 2003, é hoje a maior rede de distribuição de bebidas do País. Entre suas iniciativas destacam-se a otimização das atividades do segmento, a garantia da sua representatividade e a geração de negócios que beneficiem os revendedores associados. Juntas, as revendas Confenar são responsáveis por uma das maiores frotas de veículos do País e por uma das mais complexas e eficientes operações de logística de distribuição do mundo.

Fonte: PLANIN – Assessoria de Imprensa da Confenar

Angélica Consiglio e equipe – www.planin.com

Ana Marta Gonçalves e Roberto Araújo

Comente aqui

Iveco mostra seus caminhões vocacionados para segmento agrícola na Expointer 2013

  •   Destaque para veículos destinados a pequenos e médios agricultores, como o Iveco Daily, um dos mais vendidos pelo programa “Mais Alimentos”.

A Iveco leva seu portfólio de produtos destinados a pequenos e médios agricultores para a  36ª Expointer, que acontece de 24/08 até 01/09, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, RS.  O evento,  destinado em grande maioria a agricultores familiares já recebeu nesta edição mais de 77 mil visitantes.

“Fazer contato direto com os  produtores rurais, demonstrando as mais novas tecnologias presentes em nossos veículos é uma grande oportunidade gerada por este evento. A Expointer reúne agricultura familiar, animais, artesanato, máquinas e implementos agrícolas, tudo em um só lugar. Esse ano, estamos expondo três  modelos Iveco nos espaços das empresas do  Grupo Fiat Industrial, oferecendo aos visitantes da feira, opções para o transporte de sua produção” afirma Cristhian Gonzalez, diretor de Marketing da Iveco.

No estande da Case IH, a Iveco expõe o modelo semipesado Tector 240E28, ideal para o transporte de médias e longas distâncias. Neste segmento de mercado, em que na maioria dos casos o próprio dono do caminhão é o condutor, a Iveco oferece o veículo semipesado com 23 toneladas de PBT mais confortável de seu segmento. Com opção de cabine leito e teto alto, suspensão da cabine mais macia , moderno painel de instrumentos, ar condicionado de série, entre outros itens de bem-estar e conforto. O modelo vem equipado com motor FPT Industrial de 280 cavalos de potência e torque de 950 Nm a 1.950rpm.  Possui transmissão Eaton de seis marchas , com três opções de entre-eixos (3.690, 5.175 e 5.670mm), e comercializado em sete versões.

No estande da Case New Holland, a Iveco  expõe um modelo Daily 35S14, equipado com cabine dupla, além do modelo extrapesado Iveco Stralis 600S40, versão 6×2. De acordo com Gonzalez, “cerca de 60% dos compradores do modelo Daily 35S14, para até 3,5 toneladas de PBT  são autônomos e transportam carga própria. Ou seja, prezam pelo conforto e praticidade. Além de estar cadastrado no Programa Mais Alimentos, o Iveco Daily já é reconhecido como um caminhão leve confortável, fácil de conduzir e de fácil acesso, por isso destacamos o veículo para expor neste evento”, acrescenta.   O Daily 35S14 trabalha com motor F1C da FPT Industrial de 147 cavalos e torque de 350 Nm, e vem  equipado com câmbio ZF de seis velocidades, que privilegia a economia e aumenta a qualidade de marcha do modelo em aplicações rodoviárias e intermunicipais.

O modelo 35S14, com rodado simples na traseira, pode ser dirigido por portadores de carteira B e pode circular em cidades com zona de restrição. Ele tem três tipos de entre-eixos (3.000, 3.450 e 3.750 mm) e a maior plataforma de carga do segmento, permitindo implementos com até 4.590 mm de comprimento total (o que acomoda um baú de até 24 m3).

O modelo Iveco Stralis com motor FPT Cursor 13 na versão de 400 cv em exposição na Expointer possui torque de 1.900 Nm. O modelo é comercializado nas versões 4×2 e 6×2 e possui transmissão ZF de 16 velocidades, automatizada de série, cujo acionamento se dá pelas teclas (D,N,R) localizadas no painel à direita dos instrumentos. Além de potentes e econômicos, os extrapesados Stralis possuem o exclusivo freio motor Iveco TurboBrake (NR), que atua no cabeçote, com 415 cv nos motores 13 litros (o mais potente da categoria), que pode chegar a 978 cv com o opcional Intarder, também a maior potência de frenagem do mercado para caminhões desta categoria.

Dirigir com segurança é também um fator de economia operacional. Por isso, a família Stralis vem dotada de freios ABS de série nos modelos 13 litros e nas versões automatizadas. O ajustador automático de folga das lonas de freio, com sensor de desgaste em todos os eixos, vem como item de série em todas as versões e combina segurança e praticidade.

Na versão 6×2, há o “auxílio de partida”, que por meio de uma tecla no painel levanta o terceiro eixo e faz a transferência de carga para o eixo de tração, o que ajuda nas arrancadas com o caminhão em aclives ou terrenos irregulares.

Iveco no Programa Mais Alimentos

A Iveco já iniciou neste ano as vendas de sua linha de produtos para o Mais Alimentos, projeto que desde 2008 integra o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os veículos disponíveis para o Mais Alimentos são os Dailys 45S17, 55C17 e o Daily Truck 70C17 7 ton –com 2 anos de garantia, sendo o segundo ano para o trem de força.

O objetivo do programa é de oferecer uma linha de crédito específica para que pequenos agricultores financiem investimentos em infraestrutura das propriedades rurais e conquistem o aumento da produção e da produtividade. Com o programa, os pequenos agricultores podem contar com uma linha de crédito especial para projetos individuais de até R$ 150 mil e coletivos de até R$ 750 mil, com juros de 2% ao ano, até três anos de carência e até dez anos para pagar.

Para ter acesso às informações da Iveco no Programa Mais Alimentos, basta ao agricultor procurar a concessionária Iveco mais próxima de sua cidade.

EXPOINTER 2013.

Parque de Exposições Assis Brasil – Esteio – RS.

Realização de 24 a 01/09.

Iveco

A Iveco, uma empresa do Grupo Fiat Industrial,  projeta, produz e comercializa uma ampla gama de caminhões leves, médios e pesados, veículos comerciais e fora de estrada, urbanos, interurbanos e para aplicações militares,  e defesa civil. A Iveco emprega cerca de 25.000 pessoas e opera em 11 países do mundo, utilizando excelência em tecnologia. Além da Europa, a empresa opera na China, Rússia, Austrália e América Latina. Cerca de 5 mil postos de atendimento e vendas em mais de 160 países garantem apoio técnico em qualquer lugar do mundo onde um veículo Iveco esteja em funcionamento.

São Paulo, 27 de agosto de 2013

Visite: www.iveco.com.br / www.blogiveco.com.br / www.ivecodiretto.com.br

Fonte:
MM Editorial
Marta de SouzaFábio Rogério

www.mmeditorial.com.br

 

 

 

Comente aqui

Linha de caminhões Agrale credenciada no Mais Alimentos

 

Caxias do Sul (RS), 26 de agosto de 2013 - A Agrale S.A. apresenta na Expointer 2013 sua linha de caminhões leves credenciada no Mais Alimentos. São dois modelos em exposição no evento – 8700 e 10000 – com comercialização disponível no programa do Governo Federal, que oferece ao agricultor familiar condições especiais, com financiamento de 10 anos, taxa de juros de 2% ao ano e até dois de carência. Nesta edição do evento, outro facilitador para a aquisição dos veículos é a liberação do Finame PSI para produtores rurais.

Uma das inovações dos caminhões é o conceito de sustentabilidade e a aplicação de materiais reutilizáveis. A linha de caminhões Agrale possui para-lamas, para-choque, para-barros e tampa frontal confeccionados em plásticos de engenharia, que proporcionam ganhos na redução de peso e no melhor acabamento estético. Outro diferencial está na concepção de construção da cabine em painéis independentes e interligados, que aprimora o processo industrial e todo o pós-venda, com a melhoria na substituição de peças ao longo da vida útil do produto.

Agrale 8700

O modelo Agrale 8700 também incorpora cabine estendida, proporcionando conforto nos mais diferentes tipos de serviço. O modelo Agrale 8700 foi concebido para as mais diversas aplicações e possui motor Cummins ISF 3.8 de 152 cv de potência (2.600 rpm) e câmbio mecânico Eaton FSO 4505C, de cinco marchas. Com distância entre-eixos de 4.200 mm, oferece 5.250 kg de carga útil com carroceria.

Agrale 10000

Também indicado para as mais diversas aplicações, o Agrale 10000 é equipado com motor MWM MaxxForce 4.8, com 165 cv de potência (2.200 rpm) e 600 Nm de torque (1.200-1.300 rpm), câmbio Eaton FSO 4505C e freio “S Cam” com acionamento pneumático. O modelo está disponível em duas opções de distância entre-eixos, com 3.750 mm e 4.350 mm e carga útil de 6.280 kg.

Crédito da foto: Júlio Soares

Fonte: Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

 

Comente aqui

Ford lança os caminhões extrapesados Cargo 2042 e Cargo 2842: produtividade, tecnologia e economia

·         Os dois novos modelos com capacidade máxima de 49 e 56 toneladas marcam a entrada da Ford no segmento de caminhões que mais cresce no mercado, o de extrapesados

·         Primeiros caminhões globais da Ford, foram testados por mais de 1 milhão de quilômetros para oferecer máximo desempenho, economia e durabilidade

·         A tecnologia, segurança e conforto de alto padrão na cabine são fatores que contribuem para otimizar a rentabilidade do transportador

 

A Ford lança os novos caminhões extrapesados da linha Cargo, inéditos na marca, que chegam ao mercado neste mês de agosto como a grande novidade do ano. Projeto global, desenvolvido em parceria entre o Brasil e a Europa, os modelos cavalos-mecânicos Cargo 2042 4×2 e Cargo 2842 6×2 são destinados a aplicações rodoviárias de longa distância e equipados com um pacote competitivo de conteúdo de tecnologia, segurança e economia.

Os extrapesados da Ford foram apresentados para a imprensa brasileira em um test-drive no Deserto do Atacama, no Chile ­- um dos cenários ícones de aventura da América do Sul, pelas condições desafiadoras – para mostrar sua força, robustez e desempenho. Eles contam também com baixo custo de operação e manutenção, um trem de força potente e econômico, design moderno e cabine leito confortável que favorece a produtividade.

São equipados com o novo motor FPT de 10,3 litros, que atende à norma Proconve P-7 (Euro 5), com potência de 420 cv e torque de 1.900 Nm. A linha Novo Cargo extrapesado vem equipada de série com câmbio automatizado ZF ASTronic de 12 velocidades.

Os dois modelos incorporam de série controle automático de tração (ASR) e freios ABS com EBD, e o Cargo 2842 conta ainda com a opção do controle eletrônico de estabilidade (ESP). Oferecem também uma série de vantagens operacionais, como itens de conforto e tecnologia que fazem destes caminhões uma nova opção competitiva no segmento. Internamente, também trazem praticidade e conforto, com o novo volante de excelente empunhadura e revestimentos duráveis.

Vidros e travas elétricos, retrovisores elétricos e ar-condicionado de fábrica são exemplos dos equipamentos oferecidos de série. A linha traz a configuração de cabine leito teto alto: com personalidade e imponência, tem ampla área envidraçada e garante fácil acesso às operações de manutenção e verificação.

Totalmente basculante, a cabine do Novo Cargo extrapesado facilita o acesso aos componentes do motor e outros agregados. O ângulo de basculamento é acentuado, chegando a 68º. O acesso a itens de manutenção também é feito pela grade frontal escamoteável.

Os caminhões Cargo 2042 e Cargo 2842 asseguram excelente custo-benefício e ótima produtividade para aplicações rodoviárias pelo baixo consumo de combustível, menores custos operacionais e de manutenção, gerando maior rentabilidade.

O novo painel traz ferramentas para auxiliar no monitoramento do veículo, indicando ao motorista a melhor rotação de trabalho do motor para o menor consumo de combustível. Além disso, o motorista pode acompanhar em tempo real o consumo de combustível e, ao final da viagem, conferir a sua autonomia e produtividade, entre outras informações relacionadas à operação do caminhão.

Ambos oferecem uma das melhores relações custo-benefício da categoría. O Cargo 2042 4×2, com capacidade máxima de tração de 49 toneladas, tem preço sugerido de R$ 260.900 e o Cargo 2842 6×2, com capacidade de 56 toneladas, de R$ 294.900.

Tradição no mercado

A Ford inicia a sua participação no segmento dos extrapesados no mercado brasileiro, onde tem uma tradição de mais de 50 anos, oferecendo produtos com ótimo custo-benefício para o transportador.

Os novos Cargo extrapesados marcam a entrada da Ford no segmento que mais cresce no mercado brasileiro e vem sendo impulsionado pelas grandes obras de infraestrutura e pelo setor agrícola, que demandam caminhões dessa faixa de peso e motorização.

Somente os extrapesados movimentaram R$ 10,8 bilhões em 2012 e este ano as projeções são de um crescimento de mais 30%, com faturamento de R$ 14 bilhões na venda desses caminhões.

A Ford teve participação de 21,1% no Brasil, considerando os segmentos de até 46 toneladas nos quais a marca até então estava presente. Com os novos modelos, a linha Cargo passa a oferecer uma das famílias de veículos comerciais mais completas do mercado, com soluções de transporte de carga que vão do segmento urbano, com peso bruto total de 8 toneladas, até 56 toneladas de capacidade de tração, e 1.350 combinações de configuração e acabamento para vários tipos de aplicação.

“A Ford foi a primeira montadora instalada no Brasil e a sua produção no País começou com veículos comerciais. Os novos Cargo extrapesados são produtos que honram essa tradição e mostram o nosso compromisso de investir e inovar nesse segmento”, diz Steven Armstrong, presidente da Ford Brasil. “Eles fazem parte do plano de investimento de R$ 670 milhões desde 2009, que ampliou nossa participação nesse mercado com 15 novos produtos lançados nesse período.”

Projeto global

Os novos extrapesados são os primeiros caminhões globais da Ford, com o projeto de desenvolvimento liderado pela engenharia do Brasil e da Turquia, somando os recursos tecnológicos de outras regiões. O objetivo é oferecer ao mercado um produto de classe mundial, voltado às necessidades e condições do transportador brasileiro.

No seu desenvolvimento, rodaram mais de 1 milhão de quilômetros em testes no Campo de Provas da Ford em Tatuí, no interior paulista, e nos campos de teste em Gebze, na Turquia, em Boxberg e Behr, na Alemanha, Lommel, na Bélgica, em Idiada, na Espanha e Mira, na Inglaterra. Os testes de frenagem foram realizados em um lago congelado na Suécia e as provas de alta temperatura no deserto da Arábia Saudita.

Os novos Cargo 2042 e Cargo 2842 estão entre os mais eficientes e robustos da categoria. O seu conjunto de motor, transmissão, eixo, chassi e suspensão oferece força e resistência para as aplicações mais severas e permite o reboque de composições com três eixos e três eixos espaçados (Vanderléa) para as mais variadas cargas.

“É um caminhão que entrega robustez e desempenho com economia e rentabilidade, variáveis essenciais na equação de custos de todo transportador do segmento de cargas”, afirma Guy Rodriguez, diretor de Operações da Ford Caminhões para a América do Sul.

Fonte: (12/08/2013) Imprensa Ford

 

Comente aqui

Caminhões Shacman têm como diferencial capacidade de carga acima da legislação brasileira

Modelos básicos da Metro-Shacman estão dimensionados para suportar cargas além do previsto pela lei 

São Paulo (SP), 6 de agosto de 2013 - Os caminhões Shacman, que começaram a ser vendidos no mercado brasileiro, possuem capacidades de carga técnica e de peso máximo admissível que excedem os limites estabelecidos pela legislação brasileira. Os eixos dianteiros dos cavalos mecânicos TT 385 4×2, TT 385 6×4 e TT 420 6×4 são dimensionados para suportar carga admissível de 7,5 toneladas, ou seja, 25% acima do valor previsto pela legislação que é de 6 toneladas. Em relação à carga técnica, o eixo dianteiro dos caminhões tem valor de 7 toneladas, ou seja, mil quilos além do estabelecido pela norma.

Cada eixo traseiro dos caminhões Shacman está dimensionado para receber cargas admissíveis de até 13 toneladas. Para a versão 4×2, este valor chega a ser 30% superior ao limite permitido pela legislação, que é de 10 toneladas. Para as versões 6×4, com 26 toneladas, a diferença é quase 53% maior que o estabelecido pela lei, que é de 17 toneladas (8,5 t para cada eixo). Em carga técnica, o eixo traseiro da versão 4×2 é de 11 toneladas, enquanto o conjunto de dois eixos do 6×4 atinge 18 toneladas (9.000 quilos para cada eixo).

Em termos de PBT (peso bruto total), a versão 4×2 do caminhão Shacman pode transportar uma carga técnica de 18 toneladas e a 6×4 tem capacidade para 25 toneladas, ambas com 2.000 quilos acima do limite fixado pela legislação brasileira. Em PBT relativo ao peso máximo admissível, a vantagem dos caminhões Shacman é ainda maior: são 20,5 toneladas para a versão 4×2 e 33,5 toneladas para o modelo 6×4.

Esta capacidade de carga que excede os limites da legislação brasileira tem o objetivo de garantir mais segurança e robustez aos caminhões Shacman, mesmo em condições de trabalho mais agressivas.

Reinaldo Maluta Vieira, diretor de marketing da Metro-Shacman, primeira empresa a conquistar a habilitação ao Inovar-Auto entre as marcas chinesas de veículos comerciais pesados no País, informa que os caminhões Shacman foram escolhidos para o mercado brasileiro por possuírem robustez e qualidade próprias para as condições das rodovias e dos tipos de cargas do País. Lembra, também, que os veículos pertencem a uma das maiores fabricantes mundiais, a Shaanxi Heavy Duty Automobile Co. Ltd., com produção anual superior a 150 mil veículos.

Outro atributo importante dos caminhões Shacman, salientado por Vieira, é o fato de contarem com sistemas e componentes fornecidos por empresas de grande prestígio internacional e com fábricas no Brasil, o que irão contribuir para que o índice de nacionalização dos veículos, exigido pelo programa Inovar-Auto, seja atingido mais rapidamente.

Crédito das imagens: Solange Machado/Secco Consultoria

Fonte: 

Secco Consultoria de Comunicação

www.secco.com.br

 

Comente aqui

Ford é a campeã do Rally Dos Sertões 2013 com o Novo Cargo na categoria Caminhões

A Ford foi a campeã do Rally dos Sertões 2013 na categoria Caminhões com o Novo Cargo da equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport. Comandado pelo trio Edu Piano, Solon Mendes e Carlos Sales, o pesado da Ford dominou de ponta a ponta o maior rali das Américas, trazendo mais um título para a marca que é a maior vencedora da competição em Caminhões, com nove títulos conquistados.

O time somou seis vitórias consecutivas nos Caminhões Leves entre 2007 e 2012, com o Ford F-4000, e foi vice-campeã nos Pesados no ano passado com o Ford Cargo versão 1933 4×4. “Era o título que faltava”, comemora Edu Piano, piloto e chefe da equipe. “Foi um rali sensacional, muito difícil, e o trabalho de toda a equipe foi fantástico. Mas o caminhão esteve perfeito, muito bem preparado, e isso fez a diferença para a nossa vitória.”

O trio venceu sete das dez etapas e foi líder absoluto do rali, com uma vantagem final de mais de 14:30 horas sobre o segundo colocado. A conquista tranquila – se é que se pode chamar assim o desafio de 4.115 km percorrido entre os estados de Goiás e Tocantins – é resultado de muito planejamento e da experiência do time.

Com seis títulos em 18 participações nos Sertões, Edu Piano é o piloto recordista de vitórias em Caminhões. O navegador Solon Mendes soma 16 participações e cinco títulos na categoria, sempre ao lado de Piano. O co-piloto e mecânico Carlos Sales comemorou seu primeiro título, que por isso tem um sabor especial. “Acho que nunca vou me esquecer deste título. Foi muito gratificante ver a evolução do caminhão e como ele foi guerreiro e não deu trabalho nesse Sertões”, diz.

O caminhão Ford Cargo versão 1933, do tipo cavalo-mecânico, passou por uma preparação especial para a competição e foi apelidado de “Monstro”. Com mais de 7 toneladas, ele ganhou sistema de tração 4×4 e teve a potência do motor ampliada para 680 cavalos, capaz de acelerar o bruto a mais de 220 km/h. A base robusta do modelo Ford garantiu a resistência para enfrentar o desafio que deixou muitos outros veículos pelo caminho.

Fonte: 

(05/08/2013)

Imprensa Ford

 

Comente aqui