caminhões

Engemix leiloa caminhões no dia 06/03

foto_1424458490_63034_01_00_00

Veículos estão avaliados em R$ 1milhão; lances podem ser feitos pelo site da Superbid

São Paulo, 2015 – A Engemix, empresa do grupo Votorantim, realiza no dia 06/03 um leilão online de caminhões. São, ao todo, 32 lotes localizados na cidade de São Paulo.

Entre os destaques estão diversos modelos da Ford Cargo, Mercedes-Benz e Volkswagen. Os valores iniciais variam de R$ 10.250 a R$ 31.500.

Veja lista completa

Os lances podem ser feitos online, por meio do site  www.superbid.net, ou na sede da Superbid, empresa que organiza a venda (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP). O resultado é processado eletronicamente. Para participar, pessoas físicas ou jurídicas devem se cadastrar no site e solicitar habilitação.

Os interessados em visitar os ativos devem entrar em contato com a Central de Atendimento da Superbid: 11 2163-7800 / cac@superbid.net.

SERVIÇO:
Leilão Engemix

Quando: até 06/03, a partir das 14h

Onde: página do leilão na internet ou, no dia e hora do encerramento, na sede da Superbid (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP)

Sobre a Superbid

A Superbid é especializada na gestão da venda de ativos através de leilão eletrônico e presencial simultâneo. Os serviços oferecidos pela Superbid vão desde a avaliação dos bens, identificação do mercado comprador, gestão da venda e a liquidação financeira.  É a empresa líder em seu segmento, com escritórios no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Estados Unidos. Possui entre seus clientes algumas das maiores empresas nacionais e multinacionais como Vale, Grupo Votorantim, Walmart, Klabin, Volkswagen, Rhodia, Embraer, Braskem, Louis Dreyfus, White Martins, Schincariol e Duratex entre outras.

Fonte: MISASI COMUNICAÇÃO
Dayane Tapi 

 

Comente aqui

Iveco leiloa caminhões e ônibus amanhã (02/12)

Veículos estão avaliados em R$ 10 milhões; lances podem ser feitos pelo site da Superbid

São Paulo, 2014 – A Iveco, montadora de veículos pesados que mais cresce no país, realiza, na próxima terça-feira (02/12), um leilão online de caminhões e ônibus semi-novos, utilizados apenas em showrooms de lojas e eventos promocionais. São, ao todo, 103 lotes localizados na cidade de Sete Lagoas/MG e Caxias do Sul/RS.  

Entre os destaques estão os modelos de caminhões Cesto Daily, Carga Vertis, Baú Vertis, Cavalos Mecânicos Tector, Trakker 410 e Micro Ônibus City Class. Os caminhões serão vendidos sem garantia. 

Veja lista completa  

Os lances podem ser feitos online, por meio do site  www.superbid.net, ou na sede da Superbid, empresa que organiza a venda (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP). O resultado é processado eletronicamente. Para participar, pessoas físicas ou jurídicas devem se cadastrar no site e solicitar habilitação. 

Os interessados em visitar os ativos devem entrar em contato com a Central de Atendimento da Superbid: 11 2163-7800 / cac@superbid.net.

SERVIÇO:
Leilão Iveco

Quando: até 02/12, a partir das 18h

Onde: página do leilão na internet ou, no dia e hora do encerramento, na sede da Superbid (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP). 

Sobre a Superbid 

A Superbid (www.superbid.net) é especializada na gestão da venda de ativos para empresas. Entre os serviços oferecidos estão avaliação dos bens, identificação do mercado comprador, gestão da venda, leilão eletrônico e liquidação financeira.   É a líder em seu segmento, com escritórios no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Estados Unidos. Possui entre seus clientes mais de 600 grandes companhias nacionais e multinacionais, como Petrobras, Grupo Votorantim, Volkswagen, Vale, Embraer, Braskem e Louis Dreyfus, além de 1.000 PMEs. Conta, ainda, com mais de 750 mil cadastros ativos de compradores e 4,5 milhões de visitantes únicos/ano em seu site.

Fonte:

MISASI COMUNICAÇÃO
Dayane Tapi

Comente aqui

MA8 Consulting prevê ano difícil para caminhões em 2015

Orlando Merluzzi 1

  • Anúncio de equipe econômica mais ortodoxa não deve alterar quadro de dificuldades que o setor enfrentará no próximo ano.
  • O esperado recorde da safra agrícola no Brasil não deverá puxar o setor de caminhões em 2015

Uma das mais especializadas empresas de consultoria do setor automotivo brasileiro, a MA8 Management Consulting Group avaliou os impactos no mercado brasileiro de veículos comerciais após a divulgação da nova equipe econômica. De acordo com Orlando Merluzzi, presidente da consultoria, “o mercado de caminhões vai andar de lado em 2015 por várias razões e o FINAME não será o vilão desta vez”.

A MA8 apresenta alguns fatores que dificultarão a expansão das vendas de caminhões no Brasil no ano que vem. As incertezas de curto prazo na economia farão o empresário parar no primeiro semestre do ano para analisar o contexto do cenário econômico do País. Para Merluzzi, maiores volumes de compras devem acontecer apenas no segundo semestre, “mas em ritmo moderado”.

Segundo avaliação da consultoria, o anúncio da nova equipe econômica do governo é, sem dúvida, uma luz no fim do túnel. Os primeiros sinais indicam um tratamento de choque ortodoxo e isso deve ser seguido de aperto monetário, dificuldade no crédito e aumento dos juros. Tudo para equilibrar as contas e segurar a inflação. “Não é de todo mal, mas fará com que os empresários parem para observar o sentido dos ventos no início do ano, lembrando que o ano para o setor só começa em março”, comenta Merluzzi.

Para o consultor, se a nova equipe econômica tiver independência e pulso firme, o mercado de caminhões refletirá a confiança dos setores produtivos do País, com sinais de recuperação no segundo semestre do próximo ano. Contudo, Merluzzi alerta que não há nenhum fator mágico no horizonte de 2015 que faça a indústria de caminhões acelerar. “Não deve haver expansão de negócios que demande mais caminhões e nem o esperado recorde da safra agrícola afetará positivamente o setor, pois os preços das commodities agrícolas devem continuar caindo e o crédito ficará mais escasso”.

A MA8 considera que o FINAME deve voltar logo, seja convencional ou PSI, com juros um pouco mais alto, dependendo de repasse do governo ao BNDES e também de regulamentação para os operadores. “Isso sempre atrasa um pouco a retomada, mas dessa vez o FINAME não é o principal fator que afetará o setor de caminhões em 2015″.

A consultoria destaca que o ano deve ser marcado pela seletividade dos bancos na aprovação de crédito. Há um setor da indústria de caminhões que não depende do FINAME e que representa cerca de 15% adicionais no volume reportado pela ANFAVEA. São os caminhões semi-leves vocacionados com carroceria sobre chassi. “Esse segmento também enfrenta dificuldades na aprovação de crédito bancário e quem pode comprar à vista vai empurrar a decisão de compra mais para frente”.

Quanto à agricultura, a safra agrícola de grãos continuará em expansão. “Mas utilizar o jargão da safra recorde da agricultura para justificar um aumento de volumes no segmento de caminhões pesados em 2015, pode ser um equívoco”, destaca Merluzzi. A MA8 Consulting identificou que mais de 25% do frete no setor agrícola é contratado na hora da colheita por quem não tem estrutura para armazenamento de grãos e precisa movimentar sua safra.

Ocorre que os preços das commodities agrícolas estão despencando e o Brasil tem um déficit de armazenagem (silos) de aproximadamente 20% da safra, ou seja, uns 40 milhões de toneladas. O agricultor tem que mandar a safra embora e isso ocorre em um cenário financeiro desfavorável para seus negócios devido à queda dos preços das commodities agrícolas.

De acordo com estudos da MA8, os produtores rurais hoje enfrentam margens de lucro muito apertadas e incertezas econômicas também nos mercados externos, uma vez que países europeus e a própria China desaceleraram. Este cenário, afeta a decisão dos agricultores em fazer novos investimentos. “E se tiverem que decidir, provavelmente vão optar primeiro em silos para armazenagem e depois em caminhões”. Em adição a isso, muitos produtores agrícolas estão endividados e com a redução da rentabilidade, a seletividade dos bancos para financiamento vai aumentar. “O resultado é que em 2015 não vai ter crédito fácil”.

No setor de construção civil e suporte aos programas de investimento das obras do governo, os estudos da MA8 apontam que quem tinha que comprar caminhões novos já comprou. “Dificilmente empresas que atuam neste setor vão comprar mais caminhões em 2015 além do ritmo regular de renovação”. O sinal mais positivo virá dos setores de distribuição e logística, que devem ter um pequeno crescimento acompanhando o PIB.

Para a MA8, em 2015 nenhum segmento específico deverá puxar o setor de caminhões e a expectativa é que a indústria ande lateralmente, com algum soluço de crescimento esporádico em um mês ou outro e efeitos colaterais nos meses seguintes, “a não ser que tenhamos um fator inesperado de aceleração da economia e do mercado, mas o sistema financeiro para o setor de caminhões não costuma ser uma entidade beneficente e se a capacidade de tomada de crédito e de pagamento dos consumidores apresentar qualquer risco, os bancos travam”.

A responsabilidade sobre a concessão e operação do crédito é também um dos entraves que impedem um programa de renovação da frota de decolar no Brasil. “No momento de conceder o crédito e administrar o risco com o caminhoneiro autônomo, que é o elo da cadeia que compra o caminhão usado e faz movimentar a venda do caminhão novo, as instituições financeiras não querem bancar isoladamente”.

Sobre a MA8 Management Consulting Group

Fundada em 2012 e com sede em Alphaville, São Paulo, a empresa é conduzida pelo engenheiro Orlando Merluzzi, experiente executivo do setor automotivo brasileiro. A MA8 atua nas áreas de gestão, planejamento estratégico, governança corporativa, sucessão e “coaching” e conta com experientes colaboradores em diversas áreas.

Fonte:
MM Editorial –
www.mmeditorial.com.br
Marta de Souza

 

Comente aqui

Ford entrega caminhões Cargo Kolector para o programa de coleta seletiva de São Paulo

 

A Ford iniciou o fornecimento de caminhões Cargo 1723 Kolector para a EcoUrbis Ambiental, concessionária responsável pela coleta, transporte e destinação de resíduos domiciliares e de saúde na região sudeste de São Paulo. As primeiras unidades foram entregues durante uma solenidade na capital paulista em que foi anunciada a ampliação do programa SP Recicla para mais dez distritos da cidade. Além do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, o evento contou com a presença de autoridades municipais e representantes da EcoUrbis.

Desenvolvido especialmente pela engenharia da Ford para aplicação na coleta de resíduos, o caminhão Cargo 1723 Kolector é um dos mais usados nesse segmento. Ele tem peso bruto total de 16.800 kg e sai de fábrica preparado para receber o implemento. Por oferecer duas distâncias entre-eixos, de 4.340 mm e 4.800 mm, permite a instalação de diversas opções de compactadores disponíveis no mercado.

“A operação de coleta e limpeza urbana é uma das mais exigentes em termos de resistência e desempenho dos veículos. A durabilidade e custo de manutenção do caminhão impactam diretamente a rentabilidade do negócio e o Cargo Kolector se destaca porque foi especialmente preparado para esse tipo de operação”, diz Osmar Hirashiki, gerente Nacional de Vendas Corporativas da Ford Caminhões.

Entre outras características, o Kolector da Ford conta com chassi reforçado, eixo traseiro de simples redução, tomada de força traseira, suspensão com feixe de molas mais alto e reforçado, escapamento vertical, para-choque estreito e protetor do radiador. “Além disso, oferece uma cabine muito confortável, excelente visibilidade para o motorista e um conjunto de espelhos que proporciona mais segurança na operação do veículo”, completa Hirashiki.

Vem com motor Cummins 6.7 L, de 230 cv, transmissão Eaton de seis marchas e também é equipado com câmeras de freio traseiro tipo pistão com lonas reforçadas, manete de freio no painel para auxílio na partida em rampa, controle manual de aceleração e bancos revestidos em vinil de fácil limpeza.

“Escolhemos o Cargo Kolector porque, além de atender as necessidades da operação de coleta de resíduos sólidos, proporciona uma excelente relação custo-benefício”, afirma Geraldo Talarico Filho, superintendente de Manutenção e Equipamentos da EcoUrbis.

Fonte: Imprensa Ford (24/09/2014)

Comente aqui

Parceria de sucesso: Edu Piano e Solon Mendes os hexacampeões, nos Caminhões, do Rally dos Sertões

 

Com trajetórias diferentes no off-road, Piano é um dos recordistas de títulos nos Caminhões, enquanto Mendes é o cearense com mais títulos na prova

São Paulo, 11 de setembro de 2014 – Desde que o piloto Edu Piano e o navegador Solon Mendes formaram dupla há sete anos subiram ao pódio em todas as edições, entre 2007 e 2014, na principal prova off-road do Brasil. A parceria entre o paulista e o cearense, na Equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport, deu tão certo que foram campeões do Rally dos Sertões, em seis edições, sendo o mais recente título conquistado há 12 dias. Piano é heptacampeão porque, antes de faturar os seis títulos nos Caminhões foi campeão na Geral dos Carros em 2005, já Mendes, com seis vitórias, é de longe o cearense com mais títulos na competição.
Após liderar a 22ª edição da competição, de ponta a ponta, e vencer com mais de 1h1min de vantagem no acumulado, o trio Edu Piano, Solon Mendes e Carlos Sales cruzou a rampa de chegada, em Belo Horizonte (MG), com mais um troféu nas mãos A prova aconteceu de 23 a 30 de agosto, entre os estados de Goiás e Minas Gerais, e teve aproximadamente 2.600 quilômetros de percurso, disputado em sete etapas. O gosto da vitória ainda é comemorado na sede da equipe, em Tatuí, interior paulista, porque o oitavo título consecutivo da equipe oficial da Ford Caminhões na competição veio com um sabor diferente. Os campeões da categoria Caminhões só tiveram a confirmação que iriam disputar a prova dias antes da largada, devido à dificuldade em captar patrocínio que atingiu a equipe nesta temporada.
“Terminamos o rali com o dever cumprido mas conquistamos este título mesmo foi na raça e pela paixão que temos pelo rali! Fomos com uma equipe reduzidíssima com apenas seis pessoas e não tínhamos nem peças de reposição. Para se ter uma ideia, o caminhão terminou com oito amortecedores estourados, talvez se fossem dez dias, correríamos o risco de perder esse título”, confidencia Piano, veterano na prova com 19 participações consecutivas.
Com uma trajetória de 16 participações na competição, dos quais nove dedicados à Equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport, o experiente navegador reúne seis troféus de campeão nos Caminhões. “Estou feliz por fazer parte deste time e poder cruzar a linha de chegada mais uma vez em primeiro lugar. Este ano foi o mais difícil para a equipe, mas isto só serviu de estímulo, pois foram as dificuldades que nos deram forças para mais esta vitória. Como bom cearense o humor superou qualquer obstáculo”, afirma Mendes. “Mas nada disso seria possível se não fosse a permissão de Deus. Quero agradecer à equipe e nossas famílias que sempre estiveram ao nosso lado mesmo nas horas ruins”, completa.
“Edu e eu temos um entrosamento muito forte, nos entendemos muito bem um ao outro e isto é importante para a conquista de bons resultados”, diz o navegador. Piano não poupa elogios: “A parceria com Solon é sensacional. Ele é uma pessoa amiga, do bem, divertido e, principalmente, comprometido com o que faz.”
Ao invés de dez etapas, a edição 2014 teve sete, sendo que os três primeiros dias somaram pontos para o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Como a equipe venceu as etapas obteve uma pontuação considerável e, agora, avalia possibilidade de competir mais algumas provas. “Estamos avaliando se vamos disputar outras provas do calendário até o final da temporada, mas certamente vontade e garra, depois de mais este título, não faltam à equipe”, finaliza Piano.
Para conhecer como foi o dia-a-dia da equipe durante a 22ª edição do Rally dos Sertões acessem o site www.territoriomotorsport.com.br/rally ou a página da equipe no Facebook http://migre.me/l4b7p
A equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport, que tem sede em Tatuí, no interior de São Paulo, tem parceria com: Ford Caminhões, Cummins, Garrett, Tortuga, Termicom, Truckvan, SuperCooler, Platodiesel, Fix, Território 4×4 Comercial e Casa Domingues de Pianos.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Ford Racing Trucks/Território Motorsport

Mércia Suzuki

Fotos: Marcelo Machado/Webventure e Divulgação

 

 

Comente aqui

Ford lança os novos F-350 e F-4000 para o mercado de caminhões semileves e leves

 

A Ford apresentou em Bragança Paulista, no interior paulista, os novos caminhões F-350 e F-4000 nas versões 4×2 e 4×4, com motor Euro 5 que atende a nova legislação ambiental. Destinados aos segmentos de veículos comerciais semileves e leves, esses caminhões fazem parte da Nova Série F, linha que retorna ao mercado como resultado de um projeto que absorveu investimentos de US$ 70 milhões.

Os novos caminhões Ford serão produzidos na fábrica de São Bernardo do Campo e vão atender os mercados do Brasil e da Argentina, este último exclusivamente com a versão F-4000. A Ford criou uma linha de montagem exclusiva para a Nova Série F, que teve a abertura de 200 novas vagas nos últimos meses.

As principais diferenças entre o F-350 e o F-4000 estão na capacidade de carga e no sistema de rodas traseiras. O primeiro tem o chamado rodado simples, com duas rodas traseiras, enquanto o F-4000 tem rodado duplo, ou seja, quatro rodas traseiras.

O modelo F-4000 apresenta duas versões, com tração 4×2 e 4×4. Esta última é a única do segmento a oferecer essa característica técnica para uso em operações fora de estrada.

“O lançamento da Nova Série F para o mercado de transporte de carga de PBT de 4,5 t e 6,8 t reforça a nossa condição de liderança entre os caminhões de entrada. A marca já é líder no segmento de caminhões leves, com os modelos Cargo 816 e Cargo 1119, respectivamente para transporte de até 8 t e 11 t. É a mais completa linha do segmento”, diz Guy Rodriguez, diretor da Ford Caminhões para a América do Sul.

O preço do F-350 é R$ 101.290, enquanto o F-4000 sai por R$ 117.290 e o F-4000 4×4 custa R$ 133.290. Os modelos são habilitados ao financiamento pelo Finame e também contam com a opção de um grupo especial do Consórcio Nacional Ford para aquisição em até 100 meses.

Avanços técnicos

Os novos caminhões chegam ao mercado em setembro, trazendo avanços na potência, economia e conforto para atender diversas aplicações, junto com as características únicas de cabine, robustez e versatilidade que tornaram a linha famosa.

Eles vêm equipados com o novo motor 2.8 Euro 5 da Cummins, de 150 cv, e uma nova transmissão de cinco velocidades da Eaton, extremamente robusta e com uma relação de marchas que otimiza a força do motor em diferentes condições de rodagem, aumentando em mais de 11% o torque nas rodas. Entre outras vantagens, esse conjunto é cerca de 6% mais econômico no consumo de diesel, conta com tecnologia SCR para redução de emissões e tem um nível reduzido de ruído e vibrações na cabine.

Os novos modelos se destacam pela robustez e versatilidade tanto para uso urbano como rural, unindo potência e capacidade de carga superior com o conforto de uma picape. O novo conjunto de motor e transmissão aprimora a dirigibilidade e também reduz o ruído e vibração na cabine. Freios ABS com distribuição eletrônica (EBD) e ar-condicionado são equipamentos de série.

O projeto da Nova Série F foi liderado pela engenharia da Ford Brasil e envolveu mais de 700.000 km de testes no Campo de Provas da Ford em Tatuí, no interior paulista, o único do gênero no Brasil equipado para o desenvolvimento de caminhões.

Versatilidade de aplicações

O F-350 tem peso bruto total de 4.500 kg e capacidade de carga útil de 2.128 kg. É ideal para transporte de hortifrútis, entregas fracionadas, serviços de manutenção e distribuição comercial.

 

O F-4000, com peso bruto total de 6.800 kg e capacidade de carga útil de 3.949 kg, é indicado para o transporte de hortifrútis, insumos agrícolas, materiais de construção e animais vivos, além de entregas fracionadas, manutenção de serviços públicos e aplicações fora de estrada.

O F-4000 4×4 tem peso bruto total de 6.800 kg e capacidade de carga útil de 3.810 kg. Seu ângulo de entrada de 26 graus e ângulo de saída de 27 graus facilitam a rodagem em terrenos de difícil acesso. Único do segmento com tração 4×4, pode ser utilizado em serviços especiais como manutenção de redes elétricas, telefonia, água e esgoto, além de aplicações rurais diversas, suporte na mineração, construção civil e militar.

Tradição e garantia

Com a Nova Série F, a Ford Caminhões passa a oferecer caminhões em todos os segmentos do mercado: semileves, leves, médios, pesados e extrapesados. Os novos caminhões dão sequência a uma história de sucesso de mais de cinco décadas, com forte tradição de robustez, durabilidade e confiança entre os frotistas e transportadores autônomos de todo o País.

A Nova Série F conta com garantia de 12 meses para os veículos e 24 meses para motor, câmbio e diferencial, sem limite de quilometragem.

Test-Drive

Para a apresentação da Nova Série F, a Ford montou um Centro Experimental em que os jornalistas puderam testar os veículos em vários tipos de terreno. O local foi preparado com diferentes estações simulando condições reais de uso, como por exemplo rampa “king”, tanque de água, “caixa de ovos” e ondulações para mostrar a potência do motor, a suavidade da transmissão e o comportamento da suspensão, com um nível superior de conforto na cabine.

Fonte: Imprensa Ford (21/08/2014)

 

 

Comente aqui

Leilão de 321 veículos de frota acontece no dia 21/08

Automóveis, caminhões e motos fazem parte da frota da empresa Energisa; o leilão é organizado pela Superbid  

Para renovar sua frota, a Energisa, distribuidora de energia com atuação em todas as regiões do País, vai leiloar 321 veículos. Entre os destaques estão os modelos de Fiat Uno, GM Meriva, Fiat Strada, Toyota Hilux, GM S10 Colina, Caminhão Ford, Caminhão VW, Moto Honda NXR, Moto Honda CG 125 e o Quadriciclo Fourtrax 4×4. Os lances iniciais variam de R$ 1.200 a R$ 27,5 mil. 

Veja lista completa 

Os veículos estão localizados em cinco estados – São Paulo, Paraíba, Sergipe, Minas Gerais, Tocantins e Mato Grosso do Sul. Os lances podem ser feitos online até o dia 21/08, por meio do site da Superbid (www.superbid.net), empresa que organiza a venda,  ou na sede da Superbid (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP). O resultado é processado eletronicamente. Para participar, pessoas físicas ou jurídicas devem se cadastrar no site e solicitar habilitação. 

Os interessados em visitar os ativos devem entrar em contato com a Central de Atendimento da Superbid: 11 2163-7800 / cac@superbid.net.

SERVIÇO:

Leilão Energisa

Quando: até 21/08, a partir das 11h30

Onde: página do leilão na internet ou, no dia e hora do encerramento, na sede da Superbid (Alameda Lorena, 800, 2º andar, Jardim Paulista – São Paulo/SP). 

Sobre a Superbid

A Superbid (www.superbid.net) é especializada na gestão da venda de ativos para empresas. Entre os serviços oferecidos estão avaliação dos bens, identificação do mercado comprador, gestão da venda, leilão eletrônico e liquidação financeira.  É a líder em seu segmento, com escritórios no Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru e Estados Unidos. Possui entre seus clientes mais de 600 grandes companhias nacionais e multinacionais, como Petrobras, Grupo Votorantim, Volkswagen, Vale, Embraer, Braskem e Louis Dreyfus, além de 800 PMEs. Conta, ainda, com mais de 500 mil cadastros ativos de compradores e 4,5 milhões de visitantes únicos/ano em seu site.

Fonte: Assessoria de Imprensa

MISASI COMUNICAÇÃO
Dayane Tapi

Comente aqui

Piloto de Uberlândia, Kenner Garcia, confirma participação pelos Caminhões no Rally dos Sertões 2014

230674_426527_kenner3_web_

A expectativa é grande e equipe Competikar prepara os últimos detalhes para o maior rali das Américas

12 de agosto de 2014 – O experiente Kenner Garcia é o piloto convidado para compor a equipe Competikar e confirma que está preparado para a edição 2014 e contará com o navegador Rafael Del Bello para a disputa pelo Sertões Series, competição inserida no Rally dos Sertões, sendo os quatro primeiros dias da prova, de 23 a 26 de agosto. A dupla está inscrita na categoria Caminhões Leves. A equipe Competikar chegará no dia 21, na cidade de Goiânia para a montagem do box da equipe no parque de apoio que ficará localizado no Autódromo Internacional de Goiânia.
A equipe faz os últimos preparativos nos dias que antecedem a largada do Sertões e o ritmo é acelerado para levar tudo organizado para seguir com a caravana do certame. “O maior problema na pré prova do Sertões é a preparação do veículo e definir a estratégia para acompanhar a logística do próprio rali. Finalizamos a preparação do caminhão, está 100% pronto e agora são os últimos detalhes para o acerto da logística da equipe de apoio, organização das peças extras, trajeto que vai fazer e da alimentação”, disse o piloto. “A equipe Competikar deverá levar mais de dois mil quilos de bagagem para a competição”, explica Kenner já acostumado com o rali.
Para certificar que está tudo pronto com o veículo Ford F4000, a equipe estará realizando um treino. “No próximo final de semana realizaremos um treino que servirá para testar e fazer um shakedown completo no caminhão e equipamentos”, conta o mineiro.
Apaixonado por automobilismo e velocidade, Garcia não vê a hora de poder acelerar novamente nos Caminhões. “Desde a primeira vez que apreciei pilotar os Caminhões e está chegando a hora de voltar a sentir novamente essa sensação graças ao convite da equipe Competikar”, diz o piloto.
Garcia, que é de Uberlândia está no off-road há 14 anos. Iniciou no Rally de Velocidade, mas como tem preferência por provas longas, não abre mão de disputar o Rally dos Sertões. Nesta trajetória já fez nove edições e conquistou um título na competição em 2007, quando foi Campeão da categoria Production Light com uma picape Chevrolet S-10.
Kenner diz ainda que não vê a hora de reviver o clima do Rally dos Sertões. “O melhor da experiência é a tranquilidade adquirida, sei que vou estar lá porque gosto. São vários anos de rali que não tenho mais aquela ansiedade, estou ciente do que virá e o que vou enfrentar e a maior expectativa é para a largada. É uma aventura maravilhosa!”, destacou.
Já para o navegador será sua segunda participação consecutiva no evento ao lado do piloto Kenner. “Espero corresponder na navegação em mais esta edição e toda a confiança depositada pela equipe Competikar com o piloto Kenner”, declara Rafael Del Bello.
22ª edição do Rally dos Sertões
No dia 23 de agosto acontece a primeira etapa em Goiânia (GO) com a realização do Prólogo. No dia 24 de julho, a caravana do Rally dos Sertões/Sertões Series parte de Goiânia rumo à Caldas Novas (GO), segunda etapa do evento. O rali passará por Caldas Novas (GO), Catalão (GO), Paracatu (MG), São Francisco (MG), Diamantina (MG) e a chegada acontecerá em Belo Horizonte (MG), dia 30 de agosto, com a cerimônia de premiação.
Roteiro
Com um total de 2.679 quilômetros a serem percorridos, serão 1.623 de especiais, o que corresponde a aproximadamente 60% do roteiro total. A competição será dividida em prólogo mais sete etapas. O prólogo será em linha, em estrada de terra, próxima a Goiânia, dia 23 de agosto. No dia seguinte (24), a caravana segue para Caldas Novas.
No dia 25 os competidores iniciam os trajetos pelas três cidades que recebem pela primeira vez o Rally dos Sertões: Catalão, destino final da segunda etapa, Paracatu, dia 26, e São Francisco, na quarta etapa, dia 27.
A quinta etapa, que vai de São Francisco à Diamantina, está prevista como a única maratona do Sertões 2014, quando os competidores não poderão receber manutenção da equipe de apoio quando chegarem à Diamantina. A etapa seis será a segunda parte da maratona e terá formato de laço, com a chegada no mesmo local da largada. Após concluída, as equipes estarão liberadas para fazer manutenção nos veículos.
De Diamantina a caravana segue para a sétima etapa, com destino final em Belo Horizonte, que participará do rali pela terceira vez e estreará como a cidade de encerramento.
”É um roteiro totalmente diferente dos anos anteriores. Isso mostra a diversidade de terreno”, avalia Medeiros, que sonha um dia em fazer o Dakar.
Kenner Garcia e Rafael Del Bello contam com patrocínio da Competikar e Water Park.
Datas e locais das etapas da edição 2014
23/8 – Prólogo: Goiânia
24/8 – Etapa 1: Goiânia – Caldas Novas
25/8 – Etapa 2: Caldas Novas – Catalão
26/8 – Etapa 3: Catalão – Paracatu
27/8 – Etapa 4: Paracatu – São Francisco
28/8 – Etapa 5: São Francisco – Diamantina
29/8 – Etapa 6: Diamantina – Diamantina
30/8 – Etapa 7: Diamantina – Belo Horizonte
Distâncias de cada etapa do Sertões 2014:
23/08 – Prólogo – Goiânia (GO)
24/08 – 1ª etapa – Goiânia (GO)/Caldas Novas (GO)

Deslocamento inicial: 40 km
Trecho especial: 155 km
Deslocamento final: 21 km
Total do dia: 216 km
25/08 – 2ª etapa – Caldas Novas (GO)/Catalão (GO)
Deslocamento inicial: 39 km
Trecho especial: 201 km
Deslocamento final: 20 km
Total do dia: 260 km
26/08 – 3ª etapa – Catalão (GO)/Paracatu (MG)
Deslocamento inicial: 22 km
Trecho especial: 206 km
Deslocamento final: 132 km
Total do dia: 356 km
27/08 – 4ª etapa – Paracatu (MG)/São Francisco (MG)
Deslocamento inicial: 135 km
Trecho especial: 364 km
Deslocamento final: 86 km
Total do dia: 585 km
28/08 – 5ª etapa – São Francisco (MG)/Diamantina (MG) – MARATONA
Deslocamento inicial: 223 km
Trecho especial: 413 km
Deslocamento final: 81 km
Total do dia: 718 km
29/08 – 6ª etapa – Diamantina (MG)/Diamantina (MG)
Deslocamento inicial: 23 km
Trecho especial: 159 km
Deslocamento final: 30 km
Total do dia: 213 km
30/08 – 7ª etapa – Diamantina (MG)/Belo Horizonte (MG)
Deslocamento inicial: 59 km
Trecho especial: 125 km
Deslocamento final: 146 km
Total do dia: 331 km

Fonte: Assessoria de Imprensa piloto Kenner Garcia
SIG Comunicação – Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br

Fotos: Luciano Santos/SigCom

 

Comente aqui

Ford Caminhões cresce no segmento de leves com o Cargo 1119

 

A Ford Caminhões teve um crescimento de mais de 5 pontos porcentuais no segmento de caminhões leves  no acumulado entre janeiro e julho deste ano, comparado com o mesmo período de 2013, e elevou a sua participação para  30%. O principal responsável por esse avanço foi o Cargo 1119, que trouxe uma nova opção para os transportadores com a maior capacidade de carga em sua faixa de peso. Lançado em janeiro, o modelo somou  1.188 unidades até julho e já responde por  29% das vendas  entre os modelos de 9 e 10 toneladas de Peso Bruto Total.

A Ford tem uma grande tradição no segmento de caminhões leves, no qual conta também com o Cargo 816, um dos líderes de vendas. Em breve, sua linha será reforçada com mais um produto de peso, o F-4000, que volta com motorização renovada e as características de cabine, robustez e confiabilidade que o tornaram um dos caminhões de maior sucesso do Brasil.

“O segmento de caminhões leves é um dos mais importantes do mercado, responsável por cerca de  20% das vendas da indústria no Brasil. A Ford sempre deu uma atenção especial a esse segmento e continua evoluindo, oferecendo veículos modernos e sintonizados com as necessidades dos clientes”, comenta Antonio Baltar Jr., gerente nacional de Vendas e Marketing da Ford Caminhões.

O Cargo 1119 é um caminhão de configuração única no mercado, com a maior potência e capacidade de carga em sua faixa para aplicações urbanas e rodoviárias de curta distância. Equipado com motor Cummins 4.5L Euro 5 de 189 cv de gerenciamento eletrônico, freios ABS e Controle de Tração  de série, tem peso bruto total de 10.510 kg e é indicado para vários tipos de uso, como baú isotérmico, baú frigorífico, carga seca, guincho plataforma e bebidas, entre outros.

Além disso, conta com um chassi robusto, desenvolvido especialmente para facilitar a instalação dos implementos e otimizar o transporte, com capacidade de carga líquida de 7.164 kg.

“O Cargo 1119 é resultado da filosofia de fazer mais com menos, com soluções inteligentes e racionais para aumentar o rendimento da frota com mais carga transportada por viagem. A economia de combustível e a cabine confortável são outras vantagens responsáveis pelo seu sucesso”, completa Baltar.

Fonte: Imprensa Ford (06/08/2014)

Comente aqui