dever cumprido



Fórmula Truck: Michelle deixa Santa Cruz do Sul com troféu e sensação de dever cumprido

 

Paulista conclui etapa gaúcha e comemora evolução na categoria

Antes mesmo da bandeira verde para a sexta etapa da temporada 2014 da Fórmula Truck, Michelle de Jesus já tinha motivos para comemorar. A ABF/Volvo, que prepara o caminhão #33, carinhosamente apelidado por ela de “Baby Truck”, recebeu o troféu de melhor equipe do fim de semana. A eleição é feita por um júri formado por jornalistas, que analisam itens como beleza, ambientação, uniforme da equipe e organização.
Outro motivo para a conquista foi a ação de marketing realizada: as mulheres que passaram pelo box 5 do Autódromo de Santa Cruz do Sul (RS) neste domingo (17) fizeram um “make up” gratuito. Com a iniciativa, coordenada pelo Salão Cabelos e Arte, o número de visitantes triplicou – na comparação com as outras etapas.
“Espero que tenhamos cada vez mais mulheres nas pistas, tanto assistindo, quanto pilotando”, destaca a paulista, que já foi vice-campeã paulista de Marcas entre mais de 50 pilotos (homens). Após ficar em sexto lugar em outro campeonato nacional, Michelle estreou na Fórmula Truck este ano e passa agora por uma fase de adaptação.
Apesar da diferença de peso e potência, em relação aos carros que havia pilotado anteriormente, Michelle tem dominado bem o caminhão. A apresentadora do programa de TV Oficina Motor cruzou a linha de chegada na 15a posição e quase somou pontos novamente.
“O objetivo inicial era terminar as corridas e, num segundo momento, pensar em resultados. Por isso, estou muito feliz por estar na disputa pelos pontos. Aos poucos, a gente chega lá”, brinca a piloto.
A vitória em Santa Cruz do Sul ficou com o pernambucano Beto Monteiro (Iveco). A próxima etapa da Fórmula Truck acontecerá dia 14 de setembro, em Córdoba, na Argentina.
SOBRE A PILOTO
Michelle de Jesus foi vice-campeã paulista de Marcas em 2010 e sexta colocada no Brasileiro de Mercedes-Benz Grand Challenge em 2012. Em 2013, correu no Mitsubishi Lancer Cup, onde conquistou diversos pódios.
Além disso, a piloto de Jundiaí traz no currículo algumas experiências internacionais, como a etapa da Euro Nascar que disputou no ano passado no circuito de Dijon-Prenois, na França, além de uma prova da Grand-Am nos Estados Unidos.
Fora das pistas, Michelle apresenta, ao lado de Henrique Koifman e Lipe Paíga, o programa “Oficina Motor”, veiculado no canal +Globosat. A atração veiculada às segundas-feiras desvenda o fascínio que os carros exercem sobre as pessoas. Além de analisar as supermáquinas nas ruas e nas pistas, o programa percorre os principais salões de automóveis do mundo e visita fábricas e montadoras de grandes marcas mundiais.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Central Press

Claudio Stringari – Lorena Nogaroli

www.centralpress.com.br

Fotos: Rodrigo Ruiz/Central Press

Comente aqui


Edu Piano finaliza primeira temporada na Fórmula Truck com dever cumprido


Piloto da Equipe Território Motorsport faz balanço positivo, em ano de aprendizado e desenvolvimento do caminhão

São Paulo, 18 de dezembro de 2013 – Se aventurar em um desafio maior, após uma trajetória de mais de 20 anos e alguns títulos conquistados no Rally Cross Country, este era o desejo do piloto Edu Piano, da Equipe Território Motorsport (Tatuí/SP) para esta temporada. O hexacampeão do Rally dos Sertões pegou toda a bagagem de 20 anos no off-road e resolveu começar do zero nas pistas e foi o que fez em 2013. O piloto paulista encarou de frente o competitivo grid do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck e aprovou a experiência.
“Buscava algo mais, sempre admirei a Fórmula Truck de longe e, neste ano, pude realizar este sonho e disputar toda a temporada”, afirma o piloto. “Foi minha estreia no campeonato e o da minha equipe também. Completei a maioria das corridas e minha melhor classificação foi o sexto lugar. Para um iniciante nas pistas foi positivo, neste ano de aprendizado”, completa o piloto de um Ford Cargo.
Das dez corridas disputadas na temporada, incluindo uma etapa internacional, em Córdoba, na Argentina, Piano apenas não disputou a de Cascavel (PR), em agosto. Mas foi por um bom motivo, competiu pela 18º ano consecutivo o Rally dos Sertões e sagrou-se campeão na categoria dos Caminhões Pesados, ao lado do navegador Solon Mendes e do co-piloto Carlos Sales.
Piano avalia com bons olhos sua primeira temporada em uma das categorias mais competitivas do automobilismo nacional. “Nossa intenção era fazer do nosso Ford Cargo um caminhão confiável e resistente e, com muito trabalho e dedicação da equipe, conseguimos fazer isto, mesmo sem muitos recursos”, explica. Sobre trocar o fora de estrada pelas pistas, o piloto ficou fascinado pelo que vivenciou: “O maior desafio era a minha adaptação. Todas as corridas era novidade para mim, pois sempre era o meu primeiro contato com o autódromo, diferentemente de outros pilotos muito mais experientes na Fórmula Truck, mas foi sensacional acelerar nas pistas.”
Em nove corridas que disputou, Piano pontuou em quatro delas, sendo que na última etapa, em Brasília, chegou em sexto lugar (10 pontos). Não fosse a queima de um radar na reta final da prova, o piloto teria conquistado seu primeiro pódio no campeonato.
“É um campeonato muito organizado, com um grid muito competitivo, grandes pilotos e muito prestigiado pelo público. Encerro o ano com o dever cumprido e se depender de mim e da equipe, o desejo é continuar, mas ainda estamos viabilizando parcerias para a temporada de 2014”, finaliza Piano. A abertura da próxima temporada será em 14 de março, na cidade de Caruaru, em Pernambuco.
A Equipe Território Motorsport, com sede em Tatuí (SP), tem como empresas parceiras: Ford Caminhões, Garrett, Cummins, Gafor, ASA Alumínio, Cerâmica Strufaldi, Eaton, Truckvan, Eco Pads, Knorr-Bremse, Frum, Meritor, Mastra, Plato Diesel, Super Cooler e Kongsberg.

Fonte: Assessoria de Imprensa Território Motorsport
Mércia Suzuki

Fotos: José Mario Dias e Orlei Silva

Comente aqui


Mercedes-Benz Grand Challenge: dever cumprido para a Rsports Racing

A equipe participou neste domingo da etapa que fechou a temporada 2012, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. A segunda corrida aconteceu neste domingo

São Paulo, SP, 16 de dezembro de 2012 – Garra e superação! Estas são as palavras perfeitas para um time como a Rsports Racing, que após um ano de competições pelo campeonato de turismo nacional, o Mercedes-Benz Grand Challenge-Gran Turismo, encerrou com mais um pódio na temporada. A segunda corrida do final de semana no Autódromo de Interlagos foi de comemoração com Edson Coelho Jr. no quinto lugar, depois da disputa acirrada por posições nas 15 voltas da competição deste domingo (16) no Autódromo José Carlos Pace, no bairro de Interlagos, em São Paulo (SP).
O clima instável do final de semana foi novamente o maior adversário dos pilotos da Rsports Racing. Fernando Amorim Jr. (#88), que fez a pole na penúltima etapa, partiu na corrida deste domingo da 7º fila no grid. “Tentamos jogar contra a ocasião. Apostei na troca de pneu, logo que começou a chover e com a entrada do Safety Car entrei para box e coloquei pneu de chuva, mas infelizmente não foi o que aconteceu e a pista secou. Perdi mais tempo ao colocar o pneu slick novamente e por isso não tinha como tentar uma melhor posição”, explicou o piloto campineiro que leva as cores da Fiolux.
Amorim Jr. já renovou com a equipe Rsports Racing e fará sua terceira temporada no Mercedes #88. “Tenho sido competitivo, em todas as etapas deste ano andamos na frente e quero ir atrás do meu primeiro título”, acrescentou o piloto que encerrou com a décima primeira colocação na classificação final e 90 pontos.
O piloto de 18 anos, neste domingo, largou da quinta posição no grid, após a conquista da segunda colocação na corrida do sábado. Edson Jr. #99 (EMC Sistemas e Neide Buffet) participou de cinco etapas das oito programadas, sendo que no total foram dez corridas e oito pódios “A temporada foi muito bacana eu aprendi muito, os resultados foram muitos bons, conheci pistas novas, ritmo de corrida, de pilotagem e a alavancada na carreira com a divulgação. A experiência que tive foi excelente, tanto com o chefe e equipe e piloto Leandro Romera, como com os mecânicos que são competentes e tem muita bagagem. Espero que toda essa exposição dê resultado e que eu consiga me manter na categoria. Ano que vem se tudo der certo pretendo buscar o título”, conta o mineiro de João Monlevade.
Na segunda volta parou de chover e foi dada a relargada. Edinho Jr. assumiu a terceira posição numa sensacional ultrapassagem pelo carro 35 de Rubens Tilkian. Durante toda a corrida o piloto foi pressionado e brigou para manter sua posição. Na fase final, o destaque na corrida foi a disputa acirrada com inúmeras trocas de posições entre os bólidos # 99 e #98 (Arnaldo Diniz) pelo quarto e quinto lugar. “Foi uma prova ótima, tinha um carro bom. Um excelente resultado”, disse Edson que somou 110 pontos, garantindo a sexta posição na classificação geral do Mercedes-Benz Grand Challenge.
Alexandre Papazissis, carro #36, também foi vítima do clima variável. “Adotamos uma estratégia e apostamos na chuva, mas a decisão não foi a mais acertada, pois o tempo melhorou”, destacou o piloto paulista (Napa Parts), marcou 78 pontos e é o décimo segundo colocado no campeonato. Seu companheiro de cockpit, Beto Santos, é o 14º, fez 71 pontos.
A equipe RSports Racing conta com patrocínio da Napa Parts, RTA Indústria de Peças Automotivas, www.gainerautopecas.com.br, NGK, Stock AIG Under Cars Parts, KS, Reach Radiadores, SB&S Corretora, Fiolux, EMC Sistemas, Neide Buffet e apoio da Nestlé Nescafé Dolce Gusto.
2ª Corrida – Mercedes Benz GC
1º) 11 – Neto De Nigris (MB, SP), 15 voltas em 30:21.274 (média de 128,05 km/h)
2º) 35 – Rubens Tilkian (MB , SP), a 0.972
3º) 98 – Fernando Junior (MB , RS), a 6.888
4º) 77 – Arnaldo Diniz (MB , SP), a 9.187
5º) 99 – Edson Junior (MB , RS), a 10.608
6º) 21 – Peter Gottschalk (MB , SP), a 32.366
7º) 12 – Leo De Nigris (MB , SP), a 35.122
8º) 25 – Renato Camargo (MB , SP), a 44.146
9º) 73 – Sergio Martinez (MB , SP), a 50.963
10º) 22 – Rafael Zappellini (MB , SP), a 1:13.651
11º) 55 – Robero Santos (MB , SP), a 1 volta
12º) 60 – Cesare Marrucci (MB , SP), a 1 volta
13º) 31 – Marcio Campos (MB , RS), a 2 voltas
15º) 36 – Alexandre Papazissis (MB , SP), a 2 voltas
16º) 7 – Beto Rossi (MB , SP), a 3 voltas
17º) 47 – Marcos Paioli (MB , SP), a 14 voltas
Melhor Volta: Fernando Junior, 1:57.025 (132,86 km/h)
fonte: CRONOMAP Timing
www.cronomap.com.br
Mais informações:
Site: www.rsportsracing.com.br
Facebook: Rsports Racing
Twitter: @RsportsRacing

Mais informações:
Site: www.rsportsracing.com.br
Facebook: Rsports Racing
Twitter: @RsportsRacing
Crédito das Fotos: Luciano Santos/Sigcom

Fonte:
Assessoria de Imprensa Equipe Rsports Racing
SIG Comunicação
Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br

 

Comente aqui


Rally dos Amigos: dever cumprido para a Reijers Rally Team

O piloto Roberto Reijers e o navegador Fausto Dallape participaram neste último sábado da etapa que fechou a temporada do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Competição foi em Itatinga, SP

10 de dezembro de 2012 – Superação! Esta é a palavra perfeita para um time como a Reijers Rally Team, que após um ano afastado do esporte automotor, retornou no segundo semestre deste ano para o rali cross country. Sem chances de conquistar uma posição no ranking geral, o objetivo maior era “tirar a ferrugem” e retomar o ritmo de competição.
“E assim aconteceu. Aceleramos forte, identificamos problemas mecânicos na nossa picape, revisamos e, agora, acreditamos estar novamente competitivos. O plano é injetar ainda mais combustível e voltar com muita força para a próxima temporada”, declarou o piloto Roberto Reijers, momentos antes de largar para o 15º Rally dos Amigos, realizado neste último sábado, 08, em Itatinga, SP. O evento encerrou a temporada 2012 do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e do Sertões Series.
A especial de 111 quilômetros passou por três fazendas destinadas ao cultivo de eucaliptos – a Eucatex e Suzano -, e manteve sua característica principal que é a dureza. O Rally dos Amigos é tipicamente uma prova com alto nível técnico, onde pilotos e navegadores são levados ao limite de suas resistências. “Porém, como já competimos outras vezes nesta região, não é nada que nos surpreenda… A questão mesmo, fica por conta do desgaste físico, potencializado pelas altas temperaturas de cidade. No mais, essa etapa é sempre prazerosa de fazer… É uma das nossas preferidas”, declarou Fausto Dallape
Ao longo do roteiro, os participantes transpuseram lombadas, trial, poças d’água, subidas e descidas, e claro, muitas curvas… “Mas tivemos um problema logo após uma ultrapassagem, que por conta da poeira, não avistamos um desnível na encosta da trilha, e na aceleração, subimos nele… Ficamos encalhados ali, em uma espécie de pêndulo. Depois de 30 minutos, conseguimos sair e voltar para a disputa”, contou Reijers.
Desta forma, a Reijers Rally Team conquistou o 8º lugar na categoria Protótipos. “No mais, aceleramos forte e todo o conjunto correspondeu a altura. Sabemos tirar o lado bom desta experiência e avaliar cada detalhe, dando o seu devido valor. Com certeza, esses seis meses de volta ao rali foi uma preparação para 2013, que disputaremos mais renovados”, afirmou Reijers.
O 7º Cross Country RallyMakers Barretos abrirá a temporada do próximo ano. De 08 a 10 de março, as equipes do rali cross country se reencontrarão para iniciar mais uma briga pelo título. Até lá, cada uma fecha as portas de suas oficinas para uma nova preparação das máquinas – um segredo que será guardado a sete chaves.
A Reijers Rally Team tem patrocínio de Grupo Reijers e apoio de Green House e Norte Sul Veículos

Crédito das Fotos: Fábio Davini/DFOTOS

Fonte:

Liberdade de Ideias

Isis Moretti

www.liberdadedeideias.com.br

 

Comente aqui


Ford Racing Trucks/Território Motorsport fecha temporada 2011 com dever cumprido

Equipe oficial da Ford Caminhões termina o ano como Vice-Campeã Brasileira de Rally Cross Country e Pentacampeã do Rally dos Sertões nos Caminhões Leves

Entra ano e sai ano a história se repete. A incansável Equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport mostrou mais uma vez que garra, dedicação e um caminhão robusto, ágil e potente fazem a diferença quando o assunto é a briga por títulos. Com o encerramento da temporada de Rally Cross Country, o trio Edu Piano, Solon Mendes e Davi Fonseca encerra 2011 com mais um pódio na bagagem: Vice-Campeões Brasileiros de Rally Cross Country, além de tetracampeões do Rally dos Sertões nos Caminhões Leves (categoria T4.1).
A bordo do F4000 Território 4×4, Piano/Mendes/Fonseca conquistaram, em agosto, o quinto título consecutivo no Rally dos Sertões para a equipe oficial da Ford Caminhões. Com esta mesma formação, o trio venceu as edições de 2007, 2008, 2009 e 2011.
“Foi uma temporada perfeita. Como nosso foco era o Sertões cumprimos nosso objetivo, no ano da edição mais difícil das 16 que participei. Esse quinto título foi muito importante para a equipe”, destaca Piano, maior vencedor da história do Rally dos Sertões (competição completou 19 anos) com quatro títulos, na categoria Caminhões, o piloto paulista foi ainda em 2005, Campeão na Geral dos Carros.
Nas últimas cinco edições, deste que é considerado o segundo maior rali do mundo, a equipe foi a mais rápida entre todos os caminhões que disputaram a competição. A aventura de 10 dias é desafiadora. A prova largou em Goiânia (GO) e teve chegada em Fortaleza (CE), foram mais de 4 mil quilômetros por cinco Estados e só os guerreiros conseguem superar as adversidades e cruzar a linha de chegada.
Com 24 anos no off-road, o navegador cearense enaltece o trabalho de toda a equipe e comemora mais um ano primoroso. “O resultado do nosso tetracampeonato é um presente a todos que fazem da Território uma equipe vencedora. Fico muito fez por fazer parte desta família desde 2006, e por formar com Edu e Davi uma time unido e batalhador que entra todos os dias na Especial (trecho cronometrado) sempre com o mesmo objetivo de ganhar”, diz Mendes.
O piloto que também chefia a equipe ressalta a importância das parceiras nesta jornada. “Em nome de toda a equipe agradeço aos nossos patrocinadores, parceiros e familiares que mais uma vez acreditaram no nosso potencial. Vamos trabalhar com a mesma dedicação para conquistarmos mais um título no ano que vem”, finaliza Piano.
Agora a equipe traça planos para a próxima temporada e promete retornar com gás total em 2012, com novidades.
A equipe – A Território Motorsport, sediada desde 2010 em Tatuí (SP,) consolidou em 2011, dez anos de parceria consecutiva com a Ford Caminhões. A equipe, chefiada pelo piloto e preparador de veículos de competição Edu Piano, montou o primeiro F4000 4×4 do País em 2002, e desde então, vem trabalhando no desenvolvimento do caminhão. Durante seis temporadas foi pilotado por Ricardo Domingues (Campeão Brasileiro de Rally Cross Country em 2005). Somente em 2007, Piano estreou o segundo caminhão da equipe e traçou uma trajetória de vitórias no Cross Country. Desde que este caminhão entrou nos grids conquistou os últimos cinco títulos no Rally dos Sertões.
A Equipe Ford Racing Trucks/Território Motorsport conta com patrocínio da Ford Caminhões, Cummins, Garrett, Termicom, Truckvan e Revescap e apoio da Cummins Onan, ZF, Cobreq e Rassini-NHK.

Crédito das Fotos: SHEZ

Fonte:

Assessoria de Imprensa
Ford Racing Trucks
Território Motorsport

Carolina Yada

Comente aqui


Troller Racing/Território Motorsport fecha agosto com o dever cumprido

Após o segundo e terceiro lugares no Rally dos Sertões, na categoria Production/T2 equipe faz balanço positivo
Passada a euforia do término do Rally dos Sertões, a Troller Racing/Território Motorsport fecha o mês com dever cumprido. Após 10 anos afastada do grid da competição, a equipe oficial da Troller se uniu a equipe Território Motorsport, que fez jus a sua trajetória de vitórias, e colocou o time entre os três primeiros lugares do pódio da categoria Production T2, na edição mais dura da história da prova.
A dupla do mineiro Ulysses Marinzeck e do goiano João Victor Ribeiro foi vice-campeã da categoria, enquanto o paulista Ricardo Domingues e baiano Vinícius Castro finalizaram em terceiro. Resultados mais que expressivos, comparados a algumas equipes favoritas que ficaram fora da disputa e não conseguiram finalizar o rali. Os dois Troller T4, preparados pela equipe de Tatuí, mostraram ótimo desempenho e robustez durante todo o percurso, aliados ao trabalho dos pilotos e navegadores.
Foram 10 dias de pura adrenalina e aventura com uma etapa mais difícil que a outra que testaram a habilidade dos competidores e a resistência dos equipamentos. A 19ª edição do segundo maior rali do mundo largou de Goiânia no dia 10 e terminou na Praia de Cumbuco, na região metropolitana de Fortaleza. O competição passou por cinco estados (Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí e Ceará) e percorreu mais de 4 mil quilômetros.
Para Edu Piano, chefe de equipe e preparador de veículos de competição o balanço foi muito positivo. “Por ser a primeira vez que a equipe Troller Racing/ Território Motorsport participa do Sertões, o resultado foi bem expressivo, com os segundo e terceiro lugares na categoria. Ainda mais porque haviam várias marcas competindo, inclusive carro preparado fora do Brasil na Production/T2. O aprendizado foi grande e agradeço todos os parceiros que acreditaram neste projeto. Para o próximo ano já sabemos como melhorar nosso desempenho e certamente vamos lutar pelo lugar mais alto do pódio”, avalia.
Os dois experientes pilotos, ambos com títulos na categoria Caminhões – Marinzeck foi Campeão da categoria T4.2 em 2010 e Domingues entre outras vitórias guarda um título de Campeão Brasileiro de Rally Cross Country – fazem uma avaliação do desempenho das duplas e da performance do veículo.
“O rali deste ano foi um dos mais difíceis que participei, um verdadeiro Cross Country, mas o João Victor é um ótimo navegador, nos entrosamos desde o primeiro dia e isto foi primordial para nosso desempenho. Além disto, a equipe Território facilitou tudo para nós e todos estão de parabéns”, ressalta Marinzeck. Sobre o carro o piloto mineiro elogia. “Achei o carro muito resistente e forte. Ele foi demais e não tivemos problema, chegou todos os dias inteiro.”
Domingues estranhou um pouco a mudança no começo, mas depois se adaptou facilmente. Com sete participações no Rally dos Sertões e a primeira na categoria Carros, o piloto saiu satisfeito com a experiência.
“Não tivemos tempo hábil para treinar e acredito que isto melhoria ainda mais nossa performance, mas o que foi essencial foi a parceira com o Vinícius, ótima pessoa e muito bom navegador. Espero poder fazer dupla novamente com ele no ano que vem para encarar a edição dos 20 anos do Sertões”, diz o piloto que completa: “Foi a edição mais dura de todas e isto mostrou a resistência e a confiabilidade do Troller durante as Especiais, tanto que carros muito mais potentes não resistiram”, finaliza Domingues.
Mais informações sobre a equipe durante o Rally dos Sertões no site www.territoriomotorsport.com.br/troller, no Facebook Equipe Troller Racing, no Twitter @trollerracing e no blog das duplas no www.webventure.com.br/sertoes2011/blog/home/id/101
A Equipe Troller Racing/Território Motorsport tem patrocínio da Troller, Motorcraft, Alfa Seguradora, Sparco, Gabardo, Troller Acessórios Originais e apoio da Termicom, Truckvan, Revescap, Off shock, Garrett e Cobreq.
Resultado Final Rally dos Sertões – Categoria Production (T2)
1º – 354 – Rodrigo Meinberg / Luis Felipe Eckel – 37:04:57
2º – 356 – Ulysses Marinzeck / João Victor Ribeiro – 38:28:03
3º – 355 – Ricardo Domingues / Vinicius Castro – 44:57:35
4º – 353 – Marco Tulio Lana / Leonardo Silva – 46:21:52
5º – 358 – Rodrigo Cardoso / Luis André Venson – 53:18:39
6º – 352 – Ivan Terni / Fausto Dallape – 60:20:34
7º – 357 – Cleomano Sousa / Jorge Santana – 76:36:29

Crédito das Fotos: DFOTOS

Fonte:

Equipe Troller Racing/Território Motorsport
Assessoria de Imprensa: Carolina Yada

 

 

Comente aqui