dominar



Sacramento Racing domina etapas do CACC e do Gaúcho de Enduro FIM

Vinícius Calafati vence a prova de cross country em Arujá (SP), enquanto Gustavo Pellin é o mais rápido em Nova Brescia (RS)

Itupeva (SP) – A Sacramento Racing dominou as disputas deste domingo (22), as quais somaram importantes pontos para o CACC 2016 e para o Campeonato Gaúcho de Enduro FIM. A bordo das motocicletas KTM, a equipe emplacou vitórias nos dois desafios. Confira os detalhes:
CACC 2016 – Vinícius Calafati venceu a segunda etapa do CACC 2016, uma das mais importantes competições de cross country do país, realizada em Arujá (SP). De quebra, assumiu a liderança da classificação geral e da categoria XC2 com o mesmo número de pontos do companheiro de equipe Cauê Aguiar, o segundo colocado.
A Sacramento Racing consquistou as primeiras posições da geral, já que Nielsen Bueno foi o terceiro colocado (e vencedor da Over 35) e Washington Murilo Silva “Caipirinha”, o quarto (além de vencer a classe XC1). Washington Silva “Caipira” ganhou a classe Over 50. “A etapa foi muito boa e a chuva que caiu na noite anterior contribuiu para que o circuito ficasse ainda melhor”, contou Calafati.
“Foi uma bela disputa com o Cauê, ele saiu na frente e cheguei a cair enquanto ultrapassava um piloto da XC1. Mas depois me concentrei e consegui atacar, faltando três voltas para o final encostei no Cauê. A gente dividiu umas quatro curvas até eu conseguir ultrapassá-lo. Foi um ótimo dia para a equipe”, continuou. A corrida teve uma hora de duração mais uma volta.
Gaúcho de Enduro FIM – A cidade de Nova Brescia (RS) foi palco da terceira etapa do Campeonato Gaúcho de Enduro FIM e, mais uma vez, a Sacramento Racing brilhou. Além de ampliar liderança na classe E2, Gustavo Pellin foi o mais rápido da prova. O pentacampeão estadual Diego Colett, vencedor e novo líder da E1, foi o terceiro colocado na geral. A equipe também subiu no pódio da terceira etapa com Anderson Vieira “Sorvetero” e Maurício Rizzon, que ficaram em quarto lugar nas classes E1 e E2, respectivamente.
“A prova teve chão liso e muito barro e canaleta, por conta da chuva. O Cross Teste na praça da cidade foi um show à parte, com troncos e outros obstáculos bem legais. Foi uma etapa bem organizada, pena que a chuva e o frio castigaram bastante os pilotos”, relatou Pellin.
Sobre a Sacramento MotorSports – A Sacramento MotorSports traz os melhores equipamentos e produtos para quem encara a trilha ou a estrada como estilo de vida. O conceito da marca foi criado em fevereiro de 2008 pelo empresário e piloto Fábio Wolf Campos, após uma viagem que teve no roteiro a cidade de Sacramento, na Califórnia.
Influenciado pela cena do motociclismo nos Estados Unidos, Campos inaugurou um restaurante e uma boutique temáticos no Shopping SerrAzul, do qual é administrador desde 1994. O local, construído sobre a Rodovia dos Bandeirantes, em Itupeva (SP), é o único shopping aéreo do mundo e logo tornou-se um dos principais pontos de encontro de motociclistas do Brasil, além de sediar renomadas competições off-road.
De lá para cá, com restaurante e boutique ampliados, a Sacramento MotorSports ganhou força com a inauguração das concessionárias KTM Sacramento em Curitiba (PR), uma das quatro revendas “FlagShip” da marca austríaca de motocicletas no país, e Polaris Sacramento, com os UTVs e quadriciclos norte-americanos na loja do Shopping SerrAzul. A empresa ainda incentiva o esporte por meio da equipe Sacramento Racing, criada em 2013 e hoje chefiada pelo piloto e multicampeão off-road Nielsen Bueno. Para saber mais sobre a Sacramento MotorSports, acesse o site oficial.

Fonte: Ângela Monteiro

Mundo Press Jornalismo Estratégico

www.mundopress.com.br

Fotos: Janjão Santiago/Mundo Press

Comente aqui


Do ouro ao bronze: Seleção domina pódio da elite masculina do Paranaense de Tritahlon Olímpico

triabre

Atletas se preparam para provas longas e de resistência, como o Ironman Florianópolis

Se o projeto Seleção Paranaense de Triathlon tem como objetivo tornar-se referência na formação e desenvolvimento de atletas de alto rendimento para o triathlon nacional, pode ter certeza de que ele está cada vez mais no caminho certo. Neste domingo (15), o quarteto formado por Eduardo Lass, Fellipe Santos, Luís Ohde e Vitor Cardoso dominou completamente a disputa da elite masculina da 1ª etapa do Campeonato Paranaense de Triathlon Olímpico, finalizando a prova nas quatro primeiras colocações, respectivamente.
“O resultado confirma o acerto na escolha desses jovens para integrar a equipe de alto rendimento. Eles não são apenas os melhores triatletas do estado atualmente mas também os mais qualificados para representar o Paraná nos grandes desafios nacionais e mesmo internacionais”, comemorou Juraci Moreira, um dos principais nomes do triathlon brasileiro, padrinho e idealizador do projeto.
Segundo Homero Cachel, técnico da seleção paranaense, os jovens cumpriram sua meta e estão em plena evolução para competir em igualdade com a elite nacional e internacional. “O Eduardo liderou a prova de ponta a ponta, com uma clara evolução na corrida, que era um dos pontos a serem aperfeiçoados. Fellipe e Luís estão bem preparados para representar o Paraná e o Brasil nas provas de longa distância, principal foco deles. Já o Vitor mesmo sem estar completamente recuperado de uma virose demonstrou que está cada vez mais competitivo.”
Para a nova geração, que sonha em defender as cores do Brasil nos principais eventos mundiais, o projeto representa, além da oportunidade de aprimorar as habilidades com uma infraestrutura adequada de treinamento, uma forma de ajudar no crescimento do nível dos competidores locais. “Ter os melhores atletas competindo juntos eleva o nível da disputa e nos prepara para competições ainda mais importantes”, destaca o campeão Eduardo Lass.


Ironman e Challenge
Falando em compromissos importantes, três atletas da seleção parananese já tem dois grandes desafios à vista. No dia 29 de maio, Fellipe Santos e Luís Ohde encaram o famoso Ironman Florianópolis, uma das competições mais duras do triatlo mundial, válido também como etapa sul-americana na distância 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42,195 km de corrida. No mesmo dia, Eduardo Lass também encara uma prova de longa distância, mas de outra grande franquia reconhecida mundialmente. O Challenge Salou Costa Daurada, na Espanha, terá 1.900m de natação, 90km de bike e 21km de corrida.
A Seleção
O objetivo da Seleção Paranaense de Triathlon é lapidar e desenvolver os jovens talentos do estado. O projeto da FPTRI – Federação Paranaense de Triathlon foi viabilizado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal. Os patrocínios são da COPEL, SANEPAR e ELEJOR.
Sobre a COPEL
A Companhia Paranaense de Energia atua com tecnologia de ponta nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, além de telecomunicações. Opera um abrangente e eficaz sistema elétrico com parque gerador próprio de usinas, linhas de transmissão, subestações, linhas e redes elétricas do sistema de distribuição e um moderno e poderoso sistema óptico de telecomunicações que integra todas as cidades do Estado. Efetua em média, mais de 70 mil novas ligações a cada ano, atendendo praticamente 100% dos domicílios nas áreas urbanas e passa de 90% nas regiões rurais.
Sobre a SANEPAR
A Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar é uma das maiores e mais eficientes do setor de saneamento do País, pronta para ampliar sua participação de mercado e a qualidade de seus serviços. A companhia atende 345 dos 399 municípios do Paraná e 289 distritos ou localidades de menor porte no estado, além de Porto União em Santa Catarina. A Sanepar presta serviços de fornecimento de água tratada, coleta e tratamento de esgoto sanitário e gerenciamento de resíduos sólidos. A empresa é referência no setor, por aliar eficiência operacional e resultados econômicos a uma sólida política socioambiental.
Sobre a ELEJOR
As Centrais Elétricas do Rio Jordão S.A. é uma sociedade de propósito específico criada para explorar o Complexo Energético Fundão Santa Clara, o qual opera com rígidos compromissos ambientais, promove grandes benefícios ecológicos, além de integrar diversos municípios e gerar renda. A ELEJOR vem se destacando no mercado de energia por suas ações sustentáveis e com isso conquistando o reconhecimento do setor e dos órgãos regulatórios.
Mais informações sobre a Seleção Paranaense de Triathlon no site: www.fptri.com.br
Fonte: Flávio Perez e Andressa Rufino
www.onboardsports.com.br

Fotos: Rafael Dalalana

tripatro

Comente aqui


Fiat Strada e Toro dominam segmento de comerciais leves em abril

 

 

Os Fiat Strada e Toro lideraram as vendas de comerciais leves no Brasil no mês passado, ocupando a primeira e a segunda colocações, com 5.427 e 3.954 unidades vendidas, respectivamente. Com esses resultados, os modelos confirmam o know how da marca em produzir carros versáteis, capazes de atender tanto as necessidades de trabalho quanto de lazer.

A picape Strada é líder do seu segmento há 15 anos. O Fiat Toro, lançado em fevereiro, já se consolida como um sucesso de vendas. Este é o segundo modelo fabricado no Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE), que completou um ano de inauguração em 28 de abril.  O primeiro modelo fabricado na mais moderna planta da FCA – Fiat Chrysler Automobiles, o  Jeep Renegade, também é um sucesso de vendas.

A Fiat lançou no último mês o Mobi, novo subcompacto da marca, que teve 1.062 unidades emplacadas em 15 dias de vendas. O modelo é um automóvel urbano e funcional;  um carro essencial para o dia a dia, com suas dimensões compactas e seu uso inteligente.

Em abril, a FCA foi o grupo que mais licenciou automóveis e comerciais leves no Brasil, com 28.730 unidades e 18,2% de market share. Os números incluem os resultados de Fiat, Jeep, Chrysler, Dodge e RAM e foram divulgados hoje, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Em abril, a Fiat licenciou 24.401 unidades (equivalentes a 15,5% do mercado), enquanto a Jeep vendeu 4.182 unidades (2,6%). No acumulado do ano, a FCA licenciou 112.801 unidades (18,1% de market share), sendo 94.505 (15,2%) automóveis e comerciais leves da marca Fiat e 17.718 (2,8%) da Jeep.

Fonte: FCA PRESS

2 Comentários


Russos dominam a única final do dia na Copa do Mundo de Tiro Esportivo em Deodoro

unnamed(1)

Vladimir Maslennikov e Sergey Kamenskiy levaram as medalhas de ouro e bronze. Chinês ficou em segundo

18-04-2016

Na única final desta segunda-feira (18.04) da etapa do Rio de Janeiro da Copa do Mundo de Tiro Esportivo, dois atletas russos subiram ao pódio. O ouro da prova masculina da carabina de ar 10m ficou com Vladimir Maslennikov, que fez 207 pontos, com apenas dois tiros abaixo de 10 pontos nos 20 que disparou na final. A prata foi para o chinês Cao Yifei, com 206. O bronze foi para o russo Sergey Kamenskiy, que vibrou bastante com sua primeira medalha da carabina de ar 10m em edições da Copa do Mundo.

Na decisão, os russos desbancaram o campeão mundial de 2014, Yang Haoran (China); o medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-2012, Niccolo Campriani; e o campeão olímpico de Atenas-2004 e prata em Pequim-2008, o chinês Zhu Qinan. Os brasileiros que disputaram a fase classificatória foram Bruno Heck (63°), Samuel Lopes (81°) e Ivan Bastos (82°).

“Foi um ótimo resultado. Fiquei muito feliz por ter conseguido uma medalha e por ter visto o Maslennikov vencer”, afirmou Kamenskiy. Sobre a instalação que receberá o tiro olímpico em agosto, o atleta reclamou apenas da temperatura do estande das finais. “A estrutura é boa, os estandes oferecem equipamentos de boa qualidade. No entanto, a cidade é muito quente para nós, principalmente aqui na área das finais”.

Vladimir Maslennikov (Rússia), medalha de ouro da carabina de ar 10m. Copa do Mundo de Tiro Esportivo, no Centro Nacional de Tiro Esportivo, em Deodoro. Foto: Wagner Meier/CBTE

Vladimir Maslennikov (Rússia), medalha de ouro da carabina de ar 10m. Copa do Mundo de Tiro Esportivo, no Centro Nacional de Tiro Esportivo, em Deodoro. Foto: Wagner Meier/CBTE

A Copa do Mundo de Tiro Esportivo é o maior dos eventos-teste para os Jogos Rio 2016, com a participação de quase 700 atletas de 88 países. A competição segue até 24 de abril no Centro Nacional de Tiro Esportivo (CNTE), localizado em área do Exército Brasileiro, no Parque Olímpico Deodoro. O CNTE foi construído em 2007 para os Jogos Pan-Americanos. Com 50 mil metros quadrados e estandes para todas as provas dos programas olímpico e paralímpico, a instalação passou por reforma e ampliação para 2016, com investimento federal de R$ 38,3 milhões.

No torneio, o Comitê Organizador Rio 2016 está testando protocolos das áreas esportivas e de tecnologia, o sistema de resultados, a logística de competição, aspectos de arquitetura e engenharia da instalação, a segurança e a apresentação das provas, com locutores e DJs.

Pistola 50m

Os competidores masculinos da pistola 50m enfrentaram a prova eliminatória nesta segunda, pois há mais inscritos que vagas na fase classificatória. Os 60 melhores – entre eles os brasileiros Júlio Almeida, Felipe Wu e Vladimir Silveira – disputarão na manhã desta terça-feira (19.04) a passagem para uma das oito vagas na final. Wu Já está classificado os Jogos Olímpicos Rio 2016 e Júlio busca pontuação para ser o último indicado da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo (CBTE) para as Olimpíadas. Ele e Bruno Heck (carabina) estão na disputa.

Confira os brasileiros já classificados para os Jogos Olímpicos

Felipe Wu – pistola
Cassio Rippel – carabina deitado
Emerson Duarte – pistola
Rosane Budag – carabina
Daniela Carraro – tiro ao prato
Janice Teixeira – tiro ao prato
Renato Portella – tiro ao prato
Roberto Schmits – tiro ao prato

Resultados da final desta segunda(18.04) da etapa do Rio da Copa do Mundo de Tiro Esportivo

Carabina de ar 10m (masculino)

1) Vladimir Maslennikov (Rússia)
2) Cao Yifei (China)
3) Sergey Kamenskiy (Rússia)
4) Julian Justus (Alemanha)
5) Haoran Yang (China)
6) Anton Rizov (Bulgária)
7) Niccolo Campriani (Itália)
8) Zhu Qinan (China)

Provas em disputa nesta terça (19.04)

Masculino
Pistola 50m (9h às 12h15)
Tiro ao Prato – Fossa Double (9h às 17h)

Abelardo Mendes Jr – brasil2016.gov.br

Ascom – Ministério do Esporte 

unnamed

Comente aqui


Seleção Paranaense de Triathlon domina prova de Sprint em Guaratuba

tria

Equipe conquistou quatro medalhas no Campeonato Paranaense e chega embalada para o Brasileiro de Triathlon Olímpico na próxima semana

O domingo (3) foi de muita festa para a Seleção Paranaense de Triathlon. O grupo de alto rendimento, que busca revelar e desenvolver os novos talentos do estado, mostrou que está em ótima forma e dominou completamente a disputa do Campeonato Paranaense de Sprint Triathlon, realizado em Guaratuba, faturando quatro medalhas. Kaká Kosinski foi a grande campeã da categoria short feminina, (750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida) cruzando a linha de chegada em 1h07min. Entre os homens, Eduardo Lass fez bonito e venceu a disputa contra os colegas de seleção Vitor Cardoso, segundo, e Luís Ohde, terceiro, na categoria short masculino.
“O projeto está entrando em seu segundo ano de vida e os resultados só demonstram que a escolha da seleção paranaense foi correta, já que os melhores colocados tanto no masculino como no feminino fazem parte dessa iniciativa pioneira. Nosso objetivo é ajudar na renovação da elite da modalidade, preparando os atletas para integrar as futuras seleções olímpicas do país”, comemora Juraci Moreira, hexacampeão brasileiro, padrinho e um dos idealizadores do projeto.


Para Kaká Kosinski, que começou a carreira na natação e migrou para o triathlon há poucos anos, a evolução dos atletas é cada vez visível e a oportunidade de aprimorar suas habilidades graças a uma infraestrutura adequada e apoio de uma comissão técnica qualificada tem sido fundamentais para garantir um bom desempenho nas pistas. “Hoje consegui fazer meu melhor tempo de ciclismo em prova, além de liderar a prova do início ao fim. Estou muito feliz com meu desempenho e orgulhosa em poder representar meu Estado. Agora vamos fazer pequenos ajustes para chegar nas próxima competição ainda melhor”, explicou a jovem.
E nada de descanso para a nova geração. O próximo desafio da equipe será na semana que vem, dia 9, no Brasileiro de Triathlon Olímpico, em João Pessoa na Paraíba. Kaká Kosinski, Eduardo Lass e Luís Ohde estão escalados para a disputa. Fellipe Santos se recupera de um edema de córnea, mas está mantendo a forma e deve voltar em breve a competir. Já Vitor Cardoso segue focado no circuito paranaense, tendo como próximo compromisso no dia 17, a primeira etapa do paranaense de longa. Após a prata em Guaratuba, a motivação só aumentou. “O resultado desse domingo foi muito bom, tive mais uma certeza de que estou no caminho certo.”
A Seleção
O objetivo da Seleção Paranaense de Triathlon é lapidar e desenvolver os jovens talentos do estado. O projeto da FPTRI – Federação Paranaense de Triathlon foi viabilizado por meio da Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal. Os patrocínios são da COPEL, SANEPAR e ELEJOR.
Sobre a COPEL
A Companhia Paranaense de Energia atua com tecnologia de ponta nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, além de telecomunicações. Opera um abrangente e eficaz sistema elétrico com parque gerador próprio de usinas, linhas de transmissão, subestações, linhas e redes elétricas do sistema de distribuição e um moderno e poderoso sistema óptico de telecomunicações que integra todas as cidades do Estado. Efetua em média, mais de 70 mil novas ligações a cada ano, atendendo praticamente 100% dos domicílios nas áreas urbanas e passa de 90% nas regiões rurais.
Sobre a SANEPAR
A Companhia de Saneamento do Paraná – Sanepar é uma das maiores e mais eficientes do setor de saneamento do País, pronta para ampliar sua participação de mercado e a qualidade de seus serviços. A companhia atende 345 dos 399 municípios do Paraná e 289 distritos ou localidades de menor porte no estado, além de Porto União em Santa Catarina. A Sanepar presta serviços de fornecimento de água tratada, coleta e tratamento de esgoto sanitário e gerenciamento de resíduos sólidos. A empresa é referência no setor, por aliar eficiência operacional e resultados econômicos a uma sólida política socioambiental.
Sobre a ELEJOR
As Centrais Elétricas do Rio Jordão S.A. é uma sociedade de propósito específico criada para explorar o Complexo Energético Fundão Santa Clara, o qual opera com rígidos compromissos ambientais, promove grandes benefícios ecológicos, além de integrar diversos municípios e gerar renda. A ELEJOR vem se destacando no mercado de energia por suas ações sustentáveis e com isso conquistando o reconhecimento do setor e dos órgãos regulatórios.
Mais informações sobre a Seleção Paranaense de Triathlon no site: www.fptri.com.br
Fonte: Flávio Perez
www.onboardsports.com.br

patrocinio

Comente aqui


Recordistas dominam prova do salto com vara no Mundial Indoor e brasileiros ficam longe do pódio

unnamed(1)

Fabiana Murer, Thiago Braz e Augusto Dutra rendem abaixo do esperado e Jennifer Suhr e Renaud Lavillenie confirmam favoritismo em Portland

18-03-2016

O Brasil estreou no Campeonato Mundial de Atletismo Indoor, em Portland, nos Estados Unidos, com Fabiana Murer, Thiago Braz e Augusto Dutra no salto com vara. Na madrugada desta sexta-feira (18.03), os brasileiros ficaram longe da disputa pelo título. Murer terminou na sexta posição, com a marca de 4,60m, enquanto Thiago foi o 13º, com 5,55m e Augusto foi o 14º, com 5,40m.

A prova feminina foi dominada por atletas da casa. Jennifer Suhr quebrou o recorde da competição ao superar sua compatriota Sandi Morris saltando 4,90m logo na primeira tentativa. Morris fez duas tentativas frustradas no 4,90m e tentou uma em 4,95m, mas ficou com o vice com 4,85m. A grega Ekateríni Stefanídi completou o pódio com 4,80m.

Jennifer Suhr quebrou o recorde da competição com a marca de 4,90m. Foto: Getty Images

Jennifer Suhr quebrou o recorde da competição com a marca de 4,90m. Foto: Getty Images

Já Fabiana, recordista sul-americana indoor com 4,83m, não conseguiu superar os 4,60m. A brasileira ultrapassou o sarrafo de primeira nos 4,50m e nos 4,60m, mas acabou não conseguindo saltar os 4,70m. “Estou bem física e tecnicamente, mas alguns detalhes não deram certo. Claro que queria um resultado melhor, que estou chateada. Agora é fazer bem feito o meu trabalho e saltar alto na Olimpíada”, declarou ela, em entrevista à SporTV após a prova.

Fabiana Murer conversa com o francês Renaud Lavillenie durante a prova. Foto: Getty Images

Fabiana Murer conversa com o francês Renaud Lavillenie durante a prova. Foto: Getty Images

Entre os homens, Thiago Braz e Augusto Dutra também não conseguiram render o esperado. Detentor da terceira melhor marca da temporada 2016, com 5,93m, Thiago não conseguiu repetir o bom desempenho e parou nos 5,55m. O brasileiro chegou a fazer duas tentativas nos 5,75m e uma nos 5,80m, mas não conseguiu ultrapassar o sarrafo. Já Augusto Dutra ficou nos 5,40m, falhando nas três tentativas que teve nos 5,55m.

O francês dominou a prova masculina e tentou quebrar o recorde mundial, mas não conseguiu. Foto: Getty Images

O francês dominou a prova masculina e tentou quebrar o recorde mundial, mas não conseguiu. Foto: Getty Images

O título ficou com o francês Renaud Lavillenie, dono da melhor marca de 2016 (6,03m) e atual recordista mundial da prova (6,16m). O saltador assegurou o título com a marca de 5,90m, deixando o norte-americano Sam Kendricks (5,80m) para trás. Com o ouro garantido, o francês saltou 6,02m e ainda teve três tentativas para melhorar o recorde mundial em 6,17m, mas não obteve sucesso.

brasil2016.gov.br

Ascom – Esporte

unnamed

Comente aqui


Resultados da 5ª etapa Supermoto Brasil Cup

 

Os principais pilotos de Supermoto do país seguiram em ação no último final de semana com a quinta etapa do Supermoto Brasil Cup.  O complexo esportivo da Praia Grande foi sede do evento no qual os líderes do campeonato mantiveram suas posições.

Na categoria Sm3, a disputa entre Khadun Lima e Roberto Gazquez deixou para trás o restante dos pilotos. Os dois brigaram durante toda a prova, Khadun tentou se manter na frente boa parte da corrida, mas Gazquez aproveitava cada oportunidade e ultrapassava o adversário. Foi uma troca de posições em vários momentos da corrida. Com isso chegaram a dar uma volta na terceira colocada, Indy Munoz. Na última volta, durante mais uma ultrapassagem Khadun caiu e enroscou a perna na roda de Gazquez e os dois ficaram parados. Indy Munoz recebeu a bandeira quadriculada em primeiro lugar, porém, depois revendo a cronometragem, a organização deu a vitória para Khadun e o segundo lugar para Gazquez, já que os dois terminaram a prova com 17 voltas e o restante dos pilotos com uma volta a menos.

Na categoria SM3 Pró quem entrou na briga e deu um show de pilotagem foi o piloto local Dorival Junior. Adelmo Dias Vieira largou na frente, Junior pressionou, trocaram de posição algumas vezes, até que Junior assumiu a liderança e abriu certa distância. Adelmo terminou a prova em segundo lugar, com Alex Pavaneli em terceiro e Felipe Teixeira em quarto.

Na Categoria Sm2 José Ferreira Junior, Bruno Campanatti e Thryson Rodriguez fizeram uma largada sensacional. José Ferreira assumiu a liderança e segurou a posição contra as investidas constantes de Thyrson Rodriguez. Bruno Campanatti acabou perdendo o contato com os ponteiros e terminou a prova em terceiro lugar.

Na SM1, Cleber Guimarães largou na ponta, mas logo foi ultrapassado por Kleber Augusto, que mostrou muita técnica e segurou a posição até o final da prova. Igor Varone e Cleber Guimarães brigaram a corrida toda pela segunda posição. Igor segurava de um lado, Guimarães tentava de outro.  No meio da corrida Guimarães ultrapassou Igor e foi atrás do ponteiro, mas sofreu uma queda e voltou para a terceira colocação. Guerreiro como é, Guimarães foi pra cima de Igor novamente, mas caiu na última volta, porém como tinha boa distância para o quarto colocado, conseguiu levantar e terminar a prova em terceiro.

A última categoria a entrar na pista foi a SM4. O líder Emerson Menezes caiu ainda na primeira curva e fez uma corrida de recuperação. A surpresa foi o piloto Gilson Viscardi que correu pela primeira vez com uma moto importada. Gilson assumiu a liderança logo no início da prova, seguido por Beto Vieira. Os dois imprimiram um ritmo forte, trocaram de posição algumas vezes e se distanciaram dos demais pilotos. Gilson estava em segundo quando teve seu pneu traseiro furado e teve que abandonar a prova na metade. Com a saída de Gilson, Beto precisou apenas administrar o primeiro ligar até a bandeirada. Emerson Menezes terminou a prova em segundo, seguido por Marcello de Souza em terceiro, Anderson Fornielles em quarto e José Luis Villamarim em quinto.

A próxima etapa será dia 21 de setembro no kartódromo de Registro/SP

Resultados: http://www.dlcronometragemesportiva.com.br/site/resultados.php

A quinta etapa do Supermoto Brasil Cup contou com a organização da Race Promoções e Eventos e teve os patrocínios:

Tutto Moto, Serve Peças, Shoei, e Alemão Pneus.

Co-patrocínio: Zeus capacates, America Sports, Hícaro Alumínios, R2L, Impacto Suspensões e Cricri Motos.

Apoio: Prefeitura Municipal de Praia Grande.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Texto: Daniella Velasco

Fotos: Barbara Bonfim / Daniella Velasco

 

Comente aqui


Davis Guimarães domina prova da MX3 na Copa MG de Motocross

Escuderia X conquista cinco pódios no GP São Gonçalo do Rio Abaixo disputado neste fim de semana

Os pilotos da Escuderia X conquistaram um lugar no pódio em cinco categorias do GP São Gonçalo do Rio Abaixo, válido pela terceira etapa da Copa Minas Gerais de Motocross e disputado neste fim de semana, 26 e 27 de julho. Com baterias marcadas pela chuva e o terreno pesado, o chefe de equipe, Cale Neto, avalia de forma positiva a participação da equipe nesta prova que serviu de preparação para a continuidade nos campeonatos nacionais. “Conseguimos alcançar nosso principal objetivo, que era quebrar esta período sem competições”, afirma Cale Neto.
Davis Guimarães dominou a bateria da MX3 disputada na manhã de domingo, 27. O piloto da Escuderia X venceu a prova com uma vantagem de quase dois minutos para o segundo colocado, o mineiro Cirilo Gomes. “Este resultado demonstra que minha preparação neste período foi feita de maneira correta. O foco agora é reconquistar a liderança do Brasileiro de Motocross e, consequentemente, o título do campeonato”, avalia o piloto.
Jetro Salazar terminou em quinto colocado na somatória das duas baterias da MX1. O piloto gostaria de ter alcançado uma posição melhor, mas comemora o término da etapa sem lesão e com os testes completos em sua moto. “Foi um fim de semana ruim para mim, mas o importante é que não me machuquei. Fiz os testes que precisava e serviu como um bom treino para os próximos compromissos no Arena Cross e no Brasileiro de Motocross”, comenta. Jetro está em terceiro da classe Pró e em segundo na categoria MX1 destes campeonatos, respectivamente.
Pepê Bueno fez sua estreia na equipe da X Motos do Brasil conquistando o segundo lugar na classe Junior, em prova disputada no sábado, 26. No domingo, 27, pela MX2, Pepê largou bem, mas acabou abandonando ambas as baterias da categoria. Já Léo Almeida ficou com o segundo lugar na classe 85cc depois de uma prova que teve interrupção e seu tempo reduzido de 15 para 10 minutos devido às condições da pista. Na Intermediária, no sábado, Mauriti Junior terminou a prova na quarta colocação.
Dando sequência ao calendário de competições, os pilotos da Escuderia X disputarão a quarta etapa do Arena Cross em Jundiaí, São Paulo, em 9 de agosto, e a terceira etapa do Brasileiro de Motocross em Canelinha, Santa Catarina, na semana seguinte.
Resultados:
MX1
1º) Antonio Balbi Júnior
2º) Rafael Faria
3º) Jean Ramos
4º) Humberto Martin
5º) Jetro Salazar | Escuderia X Brasil
MX3
1º) Davis Guimarães | Escuderia X Brasil
2º) Silas Cirilo Gomes
3º) Tiago Bueno
4º) Alexsandro de Almeida
5º) Antônio Augusto
85cc
1º) Frederico Spagnol
2º) Leonardo de Almeida | Escuderia X Brasil
3º) Yuri Campelo
4º) Carlos Tavares
5º) João Henrique de Oliveira
Junior
1º) Fábio Aparecido
2º) Pepê Bueno | Escuderia X Brasil
3º) Gabriel Lucas
4º) Vitor Igor
5º) Carlos Antônio
Intermediária
1º) Otávio Pelegrino
2º) Renato Hermann
3º) Gustavo Beazim
4º) Mauriti Junior | Escuderia X Brasil
5º) Arthur Rodrigues

Fonte: Elton de Souza – Grupo X Brasil

Fotos: Mau Haas

Comente aqui


Bruno Mesquita domina a segunda etapa da Lancer Cup

Em prova emocionante no Autódromo Velo Città, pilotos tiveram muita perícia em disputa repleta de ultrapassagens

Mogi Guaçu, 10 de maio de 2014 – “Foi a melhor corrida que já fiz”, comemorou o jovem Bruno Mesquita ao descer do seu Lancer RS após a segunda vitória no dia. E não é para menos. O público presente no Autódromo Velo Città teve o privilégio de assistir a duas provas muito emocionantes e disputadas.
O fim de semana foi de pura comemoração para Bruno. Na sexta a tarde, durante os treinos livres, o piloto marcou o melhor tempo da categoria. Não contente, no treino classificatório de sábado, abaixou ainda mais essa marca, registrando 1:44,3, o melhor tempo de um Lancer na pista do Velo Città. Largando na pole na primeira corrida, Bruno dominou de ponta a ponta, não dando chance aos adversários. Na segunda prova, com grid invertido, ele largou em oitavo e travou uma dura batalha com Sergio Alves, terceiro colocado até então, e depois com Paulo Pomelli, pela vice liderança. A apenas três voltas do fim conseguiu fazer a ultrapassagem e ficou em segundo, mas ainda estava longe do primeiro, Eduardo Souza Ramos, que acabou tendo problemas a apenas uma volta do fim e a vitória caiu no colo de Bruno.
“Foi um fim de semana muito bom, estou bem centrado e bem tranquilo. Fiquei muito feliz”, comemora o atual campeão da prova. “Estou conseguindo ficar um pouco mais tranquilo. Na hora da largada a perna dá uma tremida ainda, não tem como”, afirma.
Mesmo assim, Sergio Alves segue na liderança do campeonato, com 85 pontos, empatado com Fabio Viscardi. “Para quem estava assistindo, foi bem emocionante”, comentou Sergio, que marcou um terceiro e um segundo lugares. “Com o grid invertido, larguei em quinto e sabia que tinha que ir pra frente, mas os que vinham atrás de mim também queriam a liderança. Foi uma largada onde tive que tomar muito cuidado. Quando fui para terceiro, foi o melhor momento da prova. Mas estou de olho no campeonato, e continuo na liderança”, disse.
Na categoria Lancer RS Master, o piloto Paulo Pomelli venceu as duas provas. “Como venho do rali, tenho mais habilidade quando o carro ‘escorrega’. Então percebi como era difícil para os outros pilotos me ultrapassarem. Estou muito feliz, foi muito legal. O dia de hoje foi excepcional”, disse.
Lancer R
Na categoria Lancer R, comemoração em família dos irmãos Fernando e Felipe Ewerton. Cada um venceu uma prova. “Os dois ganharem no mesmo dia é muito bom. Na segunda bateria duelamos o tempo inteiro e acabei levando o melhor”, disse Felipe. “Foi mérito só dele mesmo”, brincou Fernando, que disse que não facilitou para o irmão. Na Lancer R Master, vitória de Renato Favatti nas duas provas.
Fun Day
Em sua segunda etapa, os proprietários de Lancer, ASX e Outlander se divertiram no Fun Day, uma prova de regularidade na pista do Velo Città, onde o objetivo é manter-se no tempo estipulado pela organização.
A vitória foi dos amigos Heitor Soares Bezerra e Gustavo Ferraz Pereira, de Divinolândia (SP), que participaram do evento pela primeira vez e correram a bordo de um Lancer. “Foi maravilhoso, não tem nem como explicar. Tem que vir e participar porque é muito divertido, vale a pena”, contou Heitor. “Na primeira bateria, tivemos uma pontuação alta e depois nos concentramos mais na regularidade, e deu certo.”
Evo Day
Os proprietários do Lancer Evolution aproveitaram o dia de sol e desfrutaram de toda a potência e tecnologia de seus carros na pista do Velo Città em três baterias de 30 minutos. Como novidade deste ano, o participante que for o mais regular marcando seu melhor tempo nas três baterias, recebe uma premiação especial.
“É uma alegria a mais essa premiação”, comemora Juarez Soares, de Itapira (SP). “É a paixão pela velocidade. No nosso caso, uma união familiar, pois andamos meu pai e eu. Adoramos a marca, o carro, o esporte. E é uma maneira de relaxar o estresse do dia a dia”, completa.
Próxima etapa
A terceira etapa da Mitsubishi Lancer Cup, Fun Day e do Lancer Evo Day será realizada no dia 14 de junho, no autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP).
A Mitsubishi Lancer Cup tem patrocínio de Lubrax, BTG Pactual, Pirelli, Columbia, Armura e Petra. Mais informações no site www.mitsubishimotors.com.br, no Facebook Mundo Mit (www.facebook.com/Mundomit), no site do Autódromo Velo Città (www.autodromovelocitta.com.br) e no site da Ralliart Brasil (www.ralliartbrasil.com.br).
Resultados – 2ª etapa – Lancer Cup
Primeira prova
Lancer RS
1) Bruno Mesquita
2) Fabio Viscardi
3) Carlos Campos
4) Sergio Alves
5) Carlos Falletti
Lancer R
1) Fernando Ewerton
2) Luiz Santiago
3) Felipe Ewerton
4) Eduardo Viscardi
5) Marcelo Brisac
Lancer RS Master
1) Paulo Pomelli
2) Eduardo Souza Ramos
Lancer R Master
1) Renato Favatti
2) Luiz Barcellos
Segunda prova
Lancer RS
1) Bruno Mesquita
2) Sergio Alves
3) Fabio Viscardi
4) Carlos Falletti
5) Adalberto Baptista
Lancer R
1) Felipe Ewerton
2) Fernando Ewerton
3) Eduardo Viscardi
4) Luiz Santiago
5) Marcelo Brisac
Lancer RS Master
1) Paulo Pomelli
2) Eduardo Souza Ramos
Lancer R Master
1) Renato Favatti
2) Luiz Barcellos
Classificação Geral
Lancer RS
1) Sergio Alves – 85 pontos
2) Fabio Viscardi – 85 pontos
3) Bruno Mesquita – 62 pontos
4) Adalberto Baptista – 54 pontos
5) Carlos Campos – 48 pontos
Lancer R
1) Fernando Ewerton – 97 pontos
2) Luiz Santiago – 82 pontos
3) Eduardo Viscardi – 74 pontos
3) Marcelo Brisaki – 68 pontos
5) Felipe Ewerton – 67 pontos
Lancer RS Master
1) Paulo Pomelli – 100 pontos
2) Eduardo Souza Ramos – 88 pontos
Lancer Cup R Master
1) Renato Favatti – 100 pontos
2) Luiz Barcellos – 86 pontos
3) Eduardo Mario Ramos – 42 pontos
Resultado – Fun Day
1) Heitor Soares Bezerra / Gustavo Ferreira Pereira – 41 pontos
2) Gilmar Kafka Junior / Raphael Gomes – 40 pontos
3) Eduardo Gomes da Silva / Oswaldo da Silva Junior – 37 pontos
Clique aqui e veja os resultados completos.
Mais informações sobre vendas e locação de veículos:
Quer ser um piloto da Lancer Cup? Entre em contato e veja como você também pode participar:
E-mail: [email protected]
Site: www.mitsubishimotors.com.br

Fotos: Tom Papp / Mitsubishi, Adriano Carrapato / Mitsubishi

Fonte: Assessoria de Imprensa
Thiago Padovanni
Carolina Vasconcellos
Fernando Menezes
Fernando Solano – Gerente de Comunicação

Comente aqui


Ford domina mercado de veículos premium

A Ford registrou no primeiro quadrimestre do ano um volume de mais de 64.500 unidades no mercado de veículos na categoria premium. Os destaques da Ford nesse segmento foram o EcoSport, Focus, Fusion e Ranger, além das versões mais equipadas do New Fiesta.

“O resultado, que consolida a liderança da Ford nesse segmento, é importante tanto em volume de vendas como para a imagem da marca, por atender um público muito bem informado e que realiza muitas pesquisas para compra. Fatores como design, tecnologia, valor agregado e custo-benefício são determinantes nessa faixa de mercado”, ressalta Oswaldo Ramos, gerente de Marketing da Ford.

Por linha de produto, o Ford Fusion ampliou a sua liderança absoluta entre os sedãs de luxo com um impressionante índice de 80,7% de participação de mercado. Foram aproximadamente 4.200 unidades de janeiro a abril, onde se destacou a versão 2.0 EcoBoost Titanium. O Fusion Hybrid, único híbrido comercializado regularmente no Brasil, contribuiu para a imagem dessa linha de veículos.

A Ford também destacou-se entre os carros médios com a linha Focus. Liderou o segmento de hatches médios com 25% de participação e cresceu entre os sedãs. No total, a linha Focus somou 10.724 unidades no período.

Entre os utilitários esportivos, o Ford EcoSport atingiu 31,3% de participação no quadrimestre, que levou o modelo a manter a liderança do segmento, resultado que vem desde o lançamento da nova geração. O modelo global somou 17.441 unidades.

No segmento de compactos premium, o Ford New Fiesta teve um desempenho de 24.711 unidades emplacadas no período. O modelo é o líder no segmento de veículos compactos com motor acima de 1.0.

A Ford Ranger cresceu nos quatro primeiros meses do ano e já atingiu 14,1% de participação, o que representa um aumento de 2 pontos porcentuais em comparação com o ano passado. Somou 7.499 unidades emplacadas e está entre as três picapes médias mais vendidas do País.

Crescimento no mundo

A Ford foi a marca que mais cresceu entre as líderes do mercado mundial no primeiro trimestre de 2014, com um avanço de 6,22% sobre o mesmo período do ano passado. A marca somou a venda de 1.095.485 veículos e manteve o terceiro lugar do ranking, refletindo a aceitação da sua nova família de carros globais. Os dados constam de relatório divulgado pela Jato Dynamics do Brasil.

Fonte: Imprensa Ford (08/05/2014)

Comente aqui