registrar



FORD REGISTRA NOVO RECORDE COM MUSTANG VERSÃO ECOBOOST: MAIS DE 1.200 KM COM UM ÚNICO TANQUE DE COMBUSTÍVEL

Mustang-RecordeEconomia

 

A Ford registrou um recorde com o Mustang equipado com o motor EcoBoost 2.3: rodou  exatos 1.249,3 quilômetros com um único tanque de gasolina. Trata-se de uma marca mundial extraoficial alcançada em estradas na Noruega.

Os pilotos noruegueses Knut Wilthil e Henrik Borchgrevink partiram de Bodo, no Círculo Ártico, com um cupê vermelho, e dirigiram rumo ao sul de Oslo até esgotar o combustível. O consumo total na jornada foi de apenas 20,53 km/l.

“É incrível poder mostrar o quanto realmente se pode rodar no Mustang com um tanque de combustível”, disse Wilthil. O único problema enfrentado pela dupla foi o fato de serem parados pela polícia após apenas uma hora de viagem. “Motoristas acionaram a polícia dizendo ter visto um carro esporte vermelho rodando de forma lenta e suspeita na estrada principal”, disse.

Recordes anteriores

Este não foi o primeiro recorde de Wilthil e Borchgrevink. Em 2013, eles dirigiram um Focus 1.0 EcoBoost por 1.619 quilômetros, atravessando a Noruega, Finlândia e Suécia, com um consumo médio de 30,3 km/l. Em 2012, também rodaram 2.534 quilômetros, de Helsinki a Oslo, com um tanque de diesel em uma perua Mondeo.

“A Ford conquistou diversos prêmios de prestígio em todo o mundo com os motores EcoBoost. Eles são conhecidos pela capacidade de proporcionar uma excelente combinação de economia e potência, que este recorde mundial veio confirmar”, disse Per Gunnar Berg, presidente da Ford Noruega.

(06/07/2016)

Imprensa Ford

Comente aqui


Renault registra aumento de participação de mercado em fevereiro

No acumulado do ano, o incremento é de 0,3 ponto percentual

Ao final do primeiro bimestre de 2016, a Renault constatou mais uma vez crescimento no mercado automobilístico nacional. Considerando apenas o mês de fevereiro, o market share da marca ficou em 7,4%, ante os 6,2% registrados no mesmo período de 2015. No acumulado do ano, a fabricante detém 6,4% de participação, um aumento de 0,3 ponto percentual em comparação com os dois primeiros meses do ano passado. O destaque do período fica para a linha Master, líder do seu segmento, com uma fatia de 30%.

Tranquilo e favorável

Ciente de que um ano como 2016 requer ações certeiras para cativar os clientes e convencê-los de que este pode ser um bom momento para trocar de carro, a Renault lançou nesta semana uma forte campanha de varejo, estrelada pelo astro global Alexandre Nero. Usando do carisma do ator e o hit “Ta Tranquilo, Ta favorável”, a campanha apresenta a nova condição válida para todas as concessionárias no Brasil: nota fiscal de fábrica e taxa zero.

Serão, ao todo, três semanas de mídia, com três filmes diferentes. A campanha “Tá tranquilo, tá favorável” tem veiculação nacional e será exibida em TV aberta, digital, mídia impressa, rádio, mídia de elevador, além de diversas ações em mídias sociais e PDV.

Fonte: Imprensa Renault

Comente aqui


Audi do Brasil registra alta de 84% nas vendas de outubro

_MG_3854

 

  • 1.201 veículos foram entregues aos clientes no último mês
  • No acumulado do ano, crescimento é de 100%

São Paulo, 07 de novembro de 2014 – A Audi do Brasil terminou o mês de outubro tendo registrado 1.201 vendas no varejo, o que representa um aumento de 84% em relação a outubro de 2013. No acumulado do ano, o número atingido é 10.866 veículos, um crescimento de 100% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

Com os resultados obtidos até o momento, a perspectiva é que a montadora alemã feche o ano de 2014 com 12 mil unidades entregues aos clientes brasileiros, 2 mil a mais do que a meta traçada no início do ano. Para 2015, quando tem início a produção local do modelo A3, a previsão é que as vendas cheguem a 15 mil carros, impulsionando a marca a novos patamares comerciais no país.

“Estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos no Brasil, um mercado no qual a Audi vem apostando nos últimos anos devido ao potencial de crescimento”, comenta o presidente e CEO Jörg Hofmann. “Estamos apresentando aos consumidores brasileiros oportunidades interessantes de compra, como os modelos de classe mundial, por exemplo. Quando somamos isso aos investimentos que estamos fazendo no país, temos os principais fatores que contribuem para o bom desempenho da marca”.

O crescimento previsto está ancorado, entre outros fatores, nos investimentos que a montadora fará para levar uma nova fábrica ao Paraná, que totalizam R$ 500 milhões e começará a operar em meados do ano que vem. Em São José dos Pinhais, serão fabricados o A3 sedan e o Q3.

Salão do Automóvel – E para fechar o ano de 2014 e marcar as grandes conquistas no Brasil, a Audi traz para o 28º Salão Internacional do Automóvel de São Paulo o Audi TT Roadster, que foi a maior atração da marca alemã no Salão de Paris. O modelo, que impressiona pelo design singular, dinamismo na condução e pelo inovador cockpit  virtual da Audi, chega ao Brasil no primeiro semestre de 2015.

Além do compacto esportivo, também estão expostos dois híbridos que representam a nova geração de carros da Audi: Audi A3 Sportback e-tron e TT offroad concept. O primeiro deve integrar a linha de produtos brasileiros ainda em 2015, enquanto o segundo é um modelo conceito que combina os genes da família TT com a esportividade característica da marca e motor híbrido plug-in.

Fonte: Departamento de Comunicação Audi do Brasil

Christian Marxen

Gerente de Comunicação Audi do Brasil

Charles Marzanasco

Supervisor de Imprensa Produto

Renata Torres

Analista de Comunicação

Imagem Corporativa

www.imagemcorporativa.com.br

Marta Telles

Gerente de Comunicação
Wesley  Oliveira

Assistente de Comunicação

Comente aqui


Avis registra crescimento de 131% em locações durante a Copa do Mundo

Brasileiros representaram 62,5% dos contratos de aluguel no período do Mundial

A Avis Rent a Car, maior operadora de locação de veículos no mundo, registrou crescimento de 131% nos contratos de aluguel de carros durante a Copa do Mundo de futebol, se comparado ao mesmo período do ano anterior, época em que foi realizada a Copa das Confederações.

De 12 de junho a 13 de julho, os brasileiros foram responsáveis por 62,5% das locações, enquanto Estados Unidos (13%), México (3%), Argentina (2,3%) e Colômbia (2,1) vêm na sequência entre os países americanos que mais utilizaram veículos da Avis, que somados representaram 88% dos contratos. Em relação aos outros continentes, a Europa representou 9,3%, seguidos da Ásia e Oceania, ambos com (1,1%), e África (0,5%).

“A Copa do Mundo mostrou que a locação de carros é uma opção muito interessante para conhecer o Brasil, seja pela possibilidade de uma experiência única ao turista ou pelos preços praticados pela Avis e Budget”, salienta Elaine Kovac, Diretora de Operações e Franquias.

“Além disso, viajantes de todas as partes do mundo fizeram as reservas diretamente no site da Avis e, quando chegaram a um dos nossos postos de atendimento, só tiveram o trabalho de pegar o veículo e descobrir as maravilhas do nosso país”, completa a executiva.

Sobre o Avis Budget Group – A Avis Budget Group (ABG), é maior operadora de locação de veículos do mundo, com um movimento anual superior a US$ 7,9 bilhões, tem presença global em mais de 10 mil localidades distribuídas em 175 países, incluindo 1.200 aeroportos. É referência em inovação e melhoria constante de serviços, proporcionando a seus clientes segurança, conforto e comodidade. Mais informações e reservas em www.avis.com.br ou www.budget.com.br.

Fonte:

B4T Assessoria + Comunicação

João Paulo Benini – Osmar Maduro

Comente aqui


Copa Troller registra mais de 100 inscrições em Curitiba

A Troller abre a temporada 2014 do seu rali de regularidade em Curitiba, num clima de grande expectativa: na abertura das inscrições, cerca de 100 duplas já confirmaram a presença na primeira etapa do Campeonato Sudeste da Copa Troller.

No próximo sábado (17 de maio), o grande número de participantes no grid na capital paranaense promete uma largada sensacional. O rali terá início no Parque São José dos Pinhais, na Avenida das Torres, às 8h00 da manhã. A previsão de temperatura durante a prova é de 15 e 23ºC durante o dia. A possibilidade de pancadas de chuva durante o percurso aumenta o grau de complexidade do rali, uma vez que a maior parte do circuito será em trilhas fora de estrada.

Abertura espetacular

A direção de prova desta etapa da Copa Troller está muito otimista com o sucesso do rali e os desafios escolhidos para os participantes de diferentes níveis. A Troller preparou para a etapa no Paraná um percurso desafiante mas ao mesmo tempo divertido: não faltarão atoleiros, pisos variados e uma surpresa final para os participantes da categoria Passeio, que reúne iniciantes e famílias. As equipes enfrentarão trilhas na região de Tijucas do Sul e estradas próximas à Serra do Mar.

“Com certeza, a abertura da competição já será espetacular e prometemos uma temporada inesquecível”, diz Ricardo Menezes, diretor de prova da categoria Passeio.

Em tempo real

A cobertura em tempo real da prova poderá ser acompanhada pela página da Troller no Facebook, no www.facebook.com/trollerbrasil. Para mais informações sobre a programação do evento, agenda e inscrições, acesse o site www.troller.com.br.

Fonte: Imprensa Troller – 14/05/2014

Fotos: Doni Castilho/DFOTOS

 

 

Comente aqui


Audi do Brasil registra novo recorde de vendas em fevereiro

 _MG_9986

  • Em fevereiro, 1.115 carros importados foram entregues a clientes, número recorde para a marca no Brasil
  • Aumento de 260% nas vendas em relação a fevereiro de 2013

São Paulo, 05 de março de 2014 – Em fevereiro, a marca Audi registrou um novo recorde de vendas no Brasil:  foram 1.115 carros importados entregues a clientes. Essa marca representa um aumento de 260% em relação ao mesmo período de 2013.  Ao todo foram entregues 2.224 veículos premiums a clientes da marca entre janeiro e fevereiro deste ano, contra cerca de 6.600 veículos emplacados em todo ano de 2013.

 O novo recorde de vendas evidencia o crescimento sustentável da marca das quatro argolas no mercado brasileiro. Para 2014, a meta é a venda de dez mil veículos. “Estamos confiantes que a Audi tem entregado produtos com qualidade e tecnologia superiores para o cliente brasileiro. Isso faz com que novos consumidores se tornem clientes da marca e entendam as vantagens de dirigir um Audi”, afirma Jörg Hofmann, presidente e CEO da Audi do Brasil.

No mês de janeiro, a Audi lançou o A3 Sedan no mercado brasileiro. Junto aos demais modelos da família A3, à família A4 e à linha de  SUVs Q, o A3 Sedan impulsionou as vendas durante fevereiro. Equipado com motor 1.8 TFSI de 180cv, o modelo marcou a entrada da marca no maior segmento de mercado do mundo: o dos sedãs compactos.

Em 2014, a Audi ainda lançará novos produtos e continuará com a expansão da rede de concessionários, duplicando os atuais 30 para 60 pontos de venda em até três anos. Além disso, com investimento de R$500 milhões, a marca passa a produzir no Brasil a partir de 2015 os modelos A3 Sedan e, em 2016, o utilitário Q3.

Fonte:

Departamento de Comunicação Audi do Brasil

www.audi-imprensa.com.br

Christian Marxen

Gerente de Comunicação Audi do Brasil

Charles Marzanasco

Supervisor de Imprensa Produto

Renata Tersiote

Assessora de Imprensa

Aline Fernandes

Estagiária de Comunicação

In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação

www.inpresspni.com.br

João Costa – Mariana Oliveira – Lia Mara Sacon

No ano de 2013 o Grupo Audi entregou a seus clientes 1.575.500 automóveis da marca Audi. De janeiro até fim de setembro de 2013, com um volume de negócios da ordem dos 37 bilhões de euros, a empresa obteve um resultado operacional de 3,74 bilhões de euros A nível internacional a empresa está presente em mais de 100 mercados, produzindo nas unidades de Ingolstadt, Neckarsulm, Győr (Hungria), Bruxelas (Bélgica), Bratislava (Eslováquia), Martorell (Espanha), Kaluga (Rússia), Aurangabad (Índia), Changchun (China) e Jakarta (Indonésia). Dede o final de 2013 a marca com os Quatro Anéis também produz em Foshan (China), a partir de 2015 será em São José dos Pinhais (Brasil), bem como a partir de 2016 em San José, Chiapa (México). Subsidiárias a 100% da Audi AG são, nomeadamente, a quattro GmbH (Neckarsulm), a Automobili Lamborghini S.p.A. (Sant’Agata Bolognese/Itália) e o fabricante de motos esportivas Ducati Motor Holding S.p.A. (Bologna/Itália). A empresa emprega atualmente mais de 70.000 funcionários a nível mundial, dos quais cerca de 50.000 na Alemanha. De 2014 até 2018 a Audi pretende efetuar investimentos globais no montante de aproximadamente 22 bilhões de euros, principalmente em novos produtos e tecnologias sustentáveis. A Audi assume sua responsabilidade empresarial, tendo definido estrategicamente a sustentabilidade como padrão de referência para processos e produtos. A meta no longo prazo é: mobilidade neutra em CO2.

Comente aqui


Grupo Fiat registra lucro operacional de 3,4 bilhões de euros em 2013

 

O Grupo Fiat fechou o ano de 2013 com um lucro operacional de 3,4 bilhões de euros e endividamento industrial de 6,6 bilhões de euros, com uma significativa redução de perdas na região da Europa, Oriente Médio e África (EMEA), fruto de uma estratégia para o mercado de luxo que já mostra seus primeiros resultados. O Grupo também encerrou o ano com uma forte geração de caixa no último trimestre de 2013 de 1,7 bilhão de euros.

As vendas globais cresceram 3% em relação ao ano anterior para 4,4 milhões de unidades, impulsionadas pelo crescimento das regiões do NAFTA (EUA, Canadá e México) e APAC (Ásia-Pacífico), o que mais do que compensou as reduções moderadas nas regiões LATAM (América Latina) e EMEA. A marca Jeep atingiu recorde global de vendas pelo segundo ano consecutivo, com 732 mil veículos. E as marcas de luxo e desempenho registraram forte aumento na comparação com o ano anterior, sendo que a Maserati mais do que dobrou seu desempenho frente ao ano anterior.

As receitas líquidas de 87 bilhões de euros cresceram 3% em termos nominais, mas se elevaram 7% com a compensação das flutuações cambiais, destacando-se a expansão nas regiões NAFTA e APAC.

O lucro operacional ficou ligeiramente abaixo do apurado no exercício anterior, situando-se em 3,4 bilhões de euros em 2013 ante 3,5 bilhões de euros em 2012. Eliminando-se os efeitos da variação cambial, houve um aumento de 100 milhões de euros. Este lucro também inclui 300 milhões de euros em amortizações para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos na região do NAFTA.

A região do EMEA reduziu as perdas no ano para 470 milhões de euros, principalmente com melhoria do mix de produtos e maior eficiência de custos. Já a APAC alcançou um aumento no seu lucro operacional de 38% em 2013 para 358 milhões de euros. O NAFTA teve uma queda de 9% no seu lucro (-6%, considerando-se a variação a taxa cambial), causada principalmente por uma elevação nos custos industriais relativos a lançamentos de produtos e amortizações de despesas em pesquisa e desenvolvimento. A região LATAM diminuiu em 41% seu lucro operacional em 2013 (-33% considerando-se a taxa cambial), devido a inflação de custos, redução de volumes e  diminuição na rentabilidade da Venezuela.

No segmento de luxo, tanto as marcas Ferrari e Maserati tiveram melhoras significativas, com a Maserati triplicando seu lucro para 171 milhões de euros.

O lucro líquido do Grupo Fiat foi de 1,951 bilhão de euros em 2013, frente a 896 milhões de euros em 2012, incluindo o impacto positivo do reconhcimento de ativos relacionados à Chrysler. A dívida líquida industrial no final de dezembro era de 6,6 bilhões de euros, abaixo dos 8,3 bilhões de euros apurados no final do terceiro trimestre do ano, com uma forte geração de caixa de 1,4 bilhão de euros da Chrysler e 300 milhões da Fiat (excluída a Chrysler). Em relação a 2012, entretanto, houve um crescimento de 100 milhões de euros.

A liquidez total disponível em 31 de dezembro de 2013, inclusive linhas de crédito disponíveis e não utilizadas,  era de 22,7 bilhões de euros, superando em 2,6 bilhões de euros a posição de setembro de 2013. Excluindo-se a Chrysler, a liquidez relativa à Fiat foi de 12,1 bilhões de euros, enquanto a Chrysler totalizou 10,6 bilhões de euros.

PANORAMA 2014

Conforme já anunciado e devido à relevante aquisição da participação minoritária da VEBA Trust na Chrysler, o Grupo apresentará a atualização do seu plano de negócios no início de maio de 2014 destacando o direcionamento estratégico e as prioridades do Grupo.

Independentemente desse processo, o Grupo indica as seguintes diretrizes para 2014:

– Receitas líquida: cerca de 93 bilhões de euros
– Lucro operacional: cerca de 3,6 a 4,0 bilhões de euros
– Lucro Líquido: cerca de 0,6 a 0,8 bilhão de euros, com melhoria dos dividendos por ação de cerca de 0,10 de euros para aproximadamente 0,44-0,60 de euros. Inclui o aumento dos impostos deferidos de cerca de 500 milhões de euros devido ao reconhecimento do diferimento líquido de impostos relativos à Chrysler em 2013.
– Endividamento Industrial: 9,8 bilhões a 10,3 bilhões de euros. Inclui saída efetiva de caixa em 21 de janeiro de 2014 para a conclusão da compra da participação minoritária de 41,5% (2,7 bilhões de euros) da VEBA Trust no Chrysler Group LLC, além do impacto da adoção da IFRS 11, efetiva em 1º de janeiro de 2014 (ao redor de 300 milhões de euros).

Fonte: Fiat Press

Comente aqui


Paraná registra crescimento de 6,2% na venda de seminovos em julho


O setor está bastante otimista para o segundo semestre e aposta em fechamento positivo nas vendas este ano

A Associação de Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar) divulga os resultados do mercado paranaense de veículos seminovos e usados, que incluem automóveis e comerciais leves. De acordo com o levantamento, o setor registrou aumento de 6,2% nas vendas do Paraná no mês de julho, em relação ao mês junho. No período, foram comercializadas no estado do Paraná 80.704 unidades, contra 75.962, no mês anterior.

Os dados registram ainda incremento nas vendas do setor, se comparar o mês de julho de 2013, com o mesmo período de 2012, constata-se crescimento de 7,1%, onde foram comercializadas 75.336 unidades no Paraná.

O presidente da Assovepar Silvan Dal Bello comenta que “mesmo com os benefícios do IPI reduzido para o carro zero, o consumidor também está mais ajustado a nova realizada do setor, e as revendas estão conseguindo manter o ritmo nas vendas dos seminovos e usados. O fator que pesa na hora de fechar a compra de um carro é que o consumidor pode adquirir um veículo usado e seminovo mais completo, com mais potência, e em alguns casos, com mais luxo, do que adquirir um básico zero 1.0 por uma pequena diferença de valor”. Dal Bello está otimista, e projeta fechamento positivo para o setor neste ano, além de ressaltar que o segundo semestre tem sido favorável para as trocas e compras de veículos.

Os dados são referentes ao mês de julho, fornecidos pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO) com base no relatório do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Fonte:

Evidência Comunicação

Inês Dumas – Fabiana Lima – Ana Paula Righetto

Comente aqui


Mercado de veículos seminovos do Paraná registra crescimento de 8,6% em maio


A Associação de Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar) divulga os resultados do mercado paranaense de veículos seminovos e usados, que incluem automóveis e comerciais leves. De acordo com o levantamento, o setor registrou aumento de 8,6% nas vendas no Paraná no mês de maio em relação ao mês abril. No período, foram comercializadas no estado do Paraná 80.415 unidades, contra 73.987, no mês anterior.

Os dados registram ainda incremento nas vendas do setor, se comparar o mês de maio de 2013, com o mesmo período de 2012, constata-se crescimento de 4%, onde foram comercializadas 77.302 unidades no Paraná, contra 80.415 unidades neste ano.

O presidente da Assovepar Silvan Dal Bello, comenta que os números demonstram um bom empenho do setor, pois além das vantagens de comprar um seminovo e usado, o consumidor também tem se adaptado com as novas regras de compras de mercado. “As aprovações de financiamentos já estão melhorando, gradualmente, não só pelo lojista estar mais centrado numa venda sustentável, mas pelo fato também do consumidor estar realizando a compra com entrada, e isso tem ajudado os revendedores a incrementar as vendas. Outro ponto para o setor ter ganho espaço é que o cliente está observando que comprar um seminovo e usado é mais vantajoso, e isso nos trás expectativas positivas para os próximos meses.”

Os dados são referentes ao mês de maio, fornecidos pela Federação Nacional das Associações  dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO) com base no relatório do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN).

Fonte:

Evidência Comunicação

Inês Dumas / Fabiana Lima / Ana Paula Righetto 

 

Comente aqui


Audi registra crescimento de 6,4% nas vendas de maio

 

·         Foram registradas, aproximadamente, 640.200 entregas desde janeiro, um aumento de 6,7% comparado a 2012.

·         “O desempenho das vendas foi impulsionado pelas taxas de dois dígitos de crescimento na Ásia e nas Américas”, enfatizou Luca de Meo, vice-presidente mundial de marketing e vendas da AUDI AG.

·         A nova família do A3 e os modelos SUV fortaleceram os negócios da marca.

 

São Paulo/Ingolstadt, 6 de junho de 2013 –  A AUDI AG registrou contínuo crescimento de vendas em maio. A marca alemã entregou cerca de 137.200 carros para seus clientes, o que representa um aumento de 6,4% em comparação com o mesmo mês do ano anterior. A nova família do A3 e os modelos SUV, em especial, fortalecem o negócio. De janeiro a maio, a Audi vendeu aproximadamente 640.200 carros, estabelecendo um crescimento anual de 6,7%.

“Apesar dos desafios enfrentados pelo mercado europeu, a Audi aumentou as vendas globais no mês de maio. Taxas de dois dígitos de crescimento na Ásia e nas Américas desempenharam papel crucial no aumento”, ressaltou Luca de Meo, vice-presidente mundial de marketing e vendas da AUDI AG. “Os negócios para a Audi são especialmente dinâmicos nos Estados Unidos, onde estamos, claramente, no caminho certo para atingir nossa meta de 150 mil unidades de vendas em 2013”, completou.

As vendas de maio subiram consideravelmente na região das Américas como um todo. Foram 18.000 entregas, que atingiram um aumento de 17,9%. As vendas da Audi na América do Sul aumentaram 29,9% e na América do Norte 16,7%.

O desempenho da marca dos quatro anéis nos Estados Unidos contribuiu significativamente para estes resultados. Somadas 13.228 entregas para os clientes dos EUA, o mês de maio representou um aumento de 15%. As vendas do A5 foram particularmente significativas, com 1.872 unidades, o que representa 48,1% das vendas. Em abril, o RS 5 Cabriolet uniu-se ao RS 5 Coupé como o segundo modelo de alta performance da família A5 nas concessionárias norte-americanas. Modelos esportivos têm se revelado especialmente populares entre os clientes da Audi nos Estados Unidos, pois, nos primeiros cinco meses do ano, as linhas S e RS, que oferecem veículos de alta performance, contribuíram com 20,5% das vendas de Audi. Ao longo de todo portfólio de modelos, 60.571 clientes receberam seu novo Audi nos Estados Unidos, de janeiro a maio, o que correspondeu a um aumento ano- a-ano de 15,4%.

No total, o Q5 provou ser o modelo Audi mais popular dos Estados Unidos nesse período.  Nas Américas, a montadora vendeu 14.817 unidades deste SUV, de janeiro a maio, com crescimento de 37,7%. O Q7 manteve sua popularidade, apresentando um aumento de 42,3% nas vendas.

A dinâmica de crescimento para a marca alemã também ficou evidente em outros lugares na América do Norte. As vendas no Canadá (1.940 unidades) aumentaram 17,6% em maio e as entregas cresceram 39,8% no México (1.060 unidades).

Na Europa, as condições econômicas adversas nos vários mercados afetaram o total de entregas de maio. No continente de origem da montadora baseada em Ingolstadt, as vendas de cerca de 65.500 veículos foram responsáveis por uma queda ano-a-ano de 3,4%. Isso foi particularmente visível na França (-11,7% e 4.858 unidades) e na Itália (-10,1% e 4.258 unidades). Na Alemanha, um total de 23.303 veículos foram entregues, cerca de 7,9% menos do que em maio de 2012.

As vendas de maio na Espanha alcançaram novamente as do mês do ano anterior

(3.333 unidades, +0,5%). Na Rússia, as vendas subiram 3,3% para 3.151

veículos. A Audi continua a crescer significativamente no Reino Unido. Foram 11.952 unidades vendidas em maio, fato que resultou num aumento de 19,3%. Os clientes do Reino Unido tiveram especial interesse pelo A1 e Q3, bem como pela nova família A3, com seu mais novo membro, o A3 Sportback, lançado recentemente. Como resultado, o total de vendas da Audi na Europa, durante os primeiros cinco meses de 2013, ascenderam cerca de 318.600 mil unidades e foram de apenas 0,7% menor do que no mesmo período do ano passado.

Nestas vendas regionais, outro lançamento importante no mercado será o novo A3 sedan, que  estará disponível na Europa a partir deste outono (Alemanha). A produção em série começará nos próximos dias na planta de produção ampliada em Gyor, Hungria.

Como nas Américas, a Audi obteve um crescimento de dois dígitos na região da Ásia-Pacífico. As vendas de maio aumentaram 17,5% para cerca de 48,9 mil unidades. Estes números foram alimentados principalmente pelas vendas da China. As concessionárias da Audi entregaram 42.140 carros aos clientes chineses, registrando um aumento de 16,2%. De janeiro a maio, a Audi vendeu 183.660 unidades na China, um crescimento de 14,4%. O recente lançamento do Q3 da produção local ajudou a impulsionar as vendas da Audi no Reino Médio, como fez o A4 L e A6 L. As vendas ano-a-ano do A4 L aumentaram 10,1%, com 46.330 unidades, e do A6 L cresceram 20,5%, com 61.692 unidades nos primeiros cinco meses de 2013.

Outros mercados também contribuíram para o crescimento da Audi na região da Ásia-Pacífico. A empresa vendeu 2.111 carros no Japão em maio, um aumento de 23,4 %, enquanto o crescimento de 28,8% na Coréia do Sul foi atribuído às vendas de 1.610 unidades. Na Índia, a marca dos quatro anéis alcançou um crescimento de 57,4% com a venda de 710 automóveis premium.

Fonte:

Comunicação Produto Audi Brasil

Charles Marzanasco

Supervisor de Imprensa

Departamento de Imprensa Audi Brasil

PR-Trainee

Bruna Cury

In Press Porter Novelli Assessoria de Comunicação

www.inpresspni.com.br

Nathália Sanches

Bruna Gomes
Lia Mara Sacon

Comente aqui