voltar



RZ Motorsport volta ao grid da Stock Car em Cascavel

 

Equipe paranaense vem com novidades no comando dos seus carros para a etapa no oeste do Paraná, promovendo a estreia de Danilo Dirani e o retorno de Cesar Ramos

A RZ Motorsport retorna ao grid da Stock Car, na sexta etapa do campeonato, em Cascavel, neste final de semana (17), e vem com novidades no comando dos seus carros. Ambos com destaque internacional. Cesar Ramos, que disputou as duas primeiras etapas pela equipe volta ao comando do carro #11 e Danilo Dirani é o mais novo reforço do time paranaense.
“Estou muito feliz com a notícia e empolgado em retomarmos um trabalho, que iniciou muito bem. Tive um ótimo entrosamento com a equipe desde a primeira etapa desse ano e tenho certeza, que juntos poderemos reverter esse bom trabalho, também em bons resultados na pista”, destacou Ramos, de 26 anos, que possui um extenso currículo internacional, com destaque para o campeonato da F3 italiana, a World Series e o FIA GT, o campeonato mundial de Gran Turismo.
Dirani, de 33 anos fará sua estreia na Stock Car. Com 25 anos de carreira, o paulista acumula vários títulos no kart, o vice-campeonato da Fórmula 3 Sul-americana, com passagens pela Fórmula 3 Inglesa, Fórmula Atlantic nos EUA, além de ter testado na GP2 e na World Series, tendo participado do programa de jovens pilotos da BAR Honda na F1. Ele também comemorou o acordo com a tradicional equipe sediada em Curitiba.
“Essa oportunidade que surgiu em disputar a Stock Car com a RZ me deixa muito contente. Sei que é um time muito bom, que nas últimas vezes que esteve na pista teve resultados bons, principalmente, com o Cesinha (Cesar Ramos). Essa será a primeira vez que eu irei guiar por uma equipe oficialmente. Corri a primeira etapa como convidado do Serrinha (Daniel Serra), mas é diferente. Você chega em uma equipe, onde o carro é do piloto oficial, não é o teu carro, não está com sua energia ali”, explicou.
“É minha estreia com uma equipe e um carro, que posso dizer que serão minhas. Eu que vim nos últimos anos correndo no Brasil, na Fórmula Truck e no Brasileiro de Turismo, onde fiz algumas etapas, e agora disputar a Stock Car, que é uma categoria que abraçou muitos pilotos da minha geração, muito bons e competentes, vejo como uma grande oportunidade. Apesar, de eu estar nesse ano mais na Inglaterra, onde trabalho como coach, fico muito feliz de voltar ao Brasil na maior categoria do automobilismo do país. Fazendo o melhor que eu puder. Ter andando no Brasileiro de Turismo ajudará muito, pois é próxima da Stock Car e me fez ficar mais perto da categoria. Espero que seja um grande final de semana”, destacou Dirani.
As atividades de pista terão início na sexta-feira, com o shakedown às 9h, com duração de 10 minutos, logo depois com um treino de desenvolvimento de 40 minutos, o primeiro treino oficial acontece das 11h35 às 13h40, com os pilotos divididos em dois grupos. No sábado, a programação inicia com o segundo treino livre às 08h55 e a classificação que define o grid de largada da primeira corrida ao meio dia, com transmissão ao vivo do Sportv. No domingo, a primeira bateria está marcada para as 12h20, com 45 minutos de prova, e a segunda, mais curta de 30 minutos, às 14h, também ao vivo pelo Sportv.

Fotos: Duda Bairros e Fernanda Freixosa/Vicar

Fonte: MS2 Comunicação Integrada

Comente aqui


Tarso Marques narra emoção de voltar a pilotar seu Formula 1 de 2001, em Ímola, na Itália

Auguri, Minardi!

Por Tarso Marques

“Foi uma das melhores experiências da minha vida voltar a pilotar meu PS01 no Historic Minardi Day, no último sábado, dia 25 de junho. O evento foi superbacana, com muitos carros de F1 e histórias. Na sexta, tivemos uma noite de gala, um jantar, com vários pilotos que fizeram parte da história da Minardi, com muitos patrocinadores e imprensa italiana. Foi extremamente gratificante poder reencontrar o Giancarlo Minardi, que deu minha primeira oportunidade de testar um Formula 1 quando eu ainda competia na extinta F-3000. Tenho admiração especial por sua história como chefe e dono de equipe.

No sábado, dia da programação oficial, havia dezenas de carros históricos de F1 da Minardi, além de modelos da Ferrari da época do Alain Prost; e a Williams do Keke Rosberg. Foi muito bom rever todo mundo, engenheiros e mecânicos de minha antiga equipe. Fiquei muito contente por poder voltar a pilotar. Durante todo o tempo fui acompanhado pelo meu grande irmão Giovanni Minardi, filho do Giancarlo que também era um dos diretores da equipe em minha época. Somos muito amigos até hoje e temos uma amizade legal e próxima.

O calor estava muito forte, em um dia muito quente até para um padrão de corrida, o que não era o caso. Por este motivo o cuidado com os carros de F1 que estariam andando na pista foi muito grande. Todos mantinham excelentes condições de funcionamento, estavam bem conservados e restaurados dentro da maior originalidade possível. No entanto, foram levados para a pista em uma configuração para tempo mais frio. Quando o clima está quente, devem ser alterados alguns parâmetros aerodinâmicos, inclusive com a troca das saias laterais e outros componentes, para aumentar a refrigeração do motor.

No calor extremo, o desgaste ou a quebra de algum componente era o que mais preocupava os curadores dos bólidos uma vez que, agora, eram carros para exposição e eventos, não mais preparados para situações extremas. Mas isso é válido apenas para uma corrida. Naquele dia, um dos mais quentes registrados ultimamente em Ímola, tudo era exclusivamente festa e muita emoção. Por este motivo, estava arcada para eu andar no final do dia, quando a temperatura já era menor e o calor não exigiria muito do motor.

Durante as primeiras voltas, comecei a reviver a memória de minha época. Não há como negar a emoção. Havia me esquecido até o quanto era apertado aquele cockpit. Do acionamento do motor à saída dos boxes muitas coisas começam a vir à mente. Quando se está lá competindo, você está focado no trabalho e não tem tempo para certas sutilezas que acabam passando despercebidas em um final de semana de Grande Prêmio. Mas quando estamos lá como convidado, em uma grande festa entre amigos e relembrando uma época, tudo muda.

Neste sentido, foi impossível não lembrar da época do kart e da importância de minha família e de nossa ligação com o automobilismo para que eu pudesse chegar onde cheguei.

Obviamente estávamos lá apenas para homenagear a história da Minardi. Sem qualquer clima de competição ou disputa. Mas tentei aproveitar cada curva, cada passagem, cada segundo ali dentro do cockpit. Confesso que acelerar o PS01 na reta, com aquele ronco estridente dos antigos motores V10, me tirou o fôlego por muitas vezes. Não apenas pela potência de aceleração de um Fórmula 1, mas principalmente pelo saudosismo de uma época que guardo com muito carinho na memória.

Todo o reconhecimento e inspiração de meu trabalho atual como designer e empresário, foi conquistado direta e indiretamente graças ao automobilismo. E a Fórmula 1 representou o ápice deste momento. Por isso, poder beirar mais uma vez os 300km/h me levou de volta por alguns instantes a um passado muito especial para mim e, tudo isso, com a vantagem de não haver a rotina estressante de um fim de semana de corrida. Era apenas festa!

Obviamente o corpo e os reflexos não respondem mais como em 2001 no que se refere a pilotar um Formula 1, mas minha vontade era ficar ali, acelerando, por um dia inteiro. Em um determinado momento até, notei a emoção dando lugar à diversão e, ao final, eu ria feito criança por dentro do capacete. O instinto natural de piloto começou a voltar à tona e as entradas e saídas de curvas com freadas e acelerações mais fortes do que o normal foram inevitáveis. Nesta hora, inclusive, fui recompensado com algumas leves saídas de traseira controladas no contragolpe das acelerações bruscas das saídas de curva. Estava claro pra mim que ali não era mais um encontro entre carro e piloto, mas, sim, entre dois amigos que há 15 anos não se viam.

Após algumas voltas, mal pude acreditar na placa que pedia para eu voltar aos boxes. Parei o carro e enquanto nos recolhiam para dentro da garagem ainda tive tempo de agradecer o momento com dois leves tapinhas na direção, como quando dois velhos conhecidos se reencontram costumam fazer.

Por razões da circunstância, os anos da Minardi na Formula 1 foram difíceis, de muito desenvolvimento e aprendizado. E o mais legal de tudo isso e que, hoje, o público fã de automobilismo não apenas reconhece todo esse esforço como o admira. Prova é que, em uma breve caminhada a pé nas retas de Ímola, vi um Giancarlo Minardi emocionado ao ser saudado de pé por um público italiano já tão acostumado com as vitórias das conterrâneas famosas Alfa Romeo e Ferrari na história da Formula 1.

O carisma conquistado pela Minardi ao longo dos anos emociona.  E o primeiro “Historic Minardi Day” foi isso, emoção pura e para todos. Uma data para comemorar uma das maiores e mais queridas equipes da história da Formula 1. Equipe esta que tenho orgulho de poder ter ajudado a escrever a história!

Grazie Mille, Minardi!

Tarso Marques,

Ex-piloto pela equipe Minardi de Formula 1 (1996, 1997 e 2001)

Sobre a participação de Tarso Marques no “Minardi Historic Day”

O ex-piloto de F1 e atual designer, Tarso Marques, esteve  no autódromo de Ímola, na Itália, durante o último final de semana para um evento super especial. No sábado, dia 25/06, foi realizado o “Historic Minardi Day” com a participação de ex-dirigentes e ex-pilotos que fizeram parte da equipe Minardi na Formula 1.

O brasileiro foi um dos convidados e teve a oportunidade de voltar a pilotar seu antigo carro da temporada de 2001, junto com outros modelos da categoria máxima do automobilismo. O evento foi uma homenagem ao fundador  da equipe, Giancarlo Minardi, e seu legado construído como chefe e dono de equipe.

Sobre Tarso Marques
Experiente piloto do automobilismo, Tarso venceu em todas as modalidades do esporte a motor em que participou até chegar à Fórmula 1, onde disputou três temporadas. Consagrou-se também como o piloto mais jovem do mundo a vencer uma prova na Fórmula Chevrolet, Fórmula 3 e Fórmula 3000. Competiu ainda em três campeonatos de Fórmula Indy.

Tarso Marques hoje dedica 100% de seu tempo a seus negócios no Brasil e nos Estados Unidos, além de também participar esporadicamente em competições automobilísticas no Brasil e exterior. Fundador da TMC (Tarso Marques Concept), uma das maiores empresas de design e customização de artigos de luxo da América Latina, com escritórios no Brasil e Estados Unidos. Das mãos do designer saem projetos exclusivos de motos, carros, iates e até aeronaves, uma vez que seus clientes sempre buscam um toque pessoal no visual e estilo.

A lista de clientes famosos inclui Arnold Schwarzenegger, para quem Tarso criou uma motocicleta customizada exposta em evento especial do ator; o ex-jogador David Beckham (Triumph Bonneville T100 que o craque utilizou no documentário para a BBC sobre a Amazônia); os pilotos e amigos Rubens Barrichello e Luciano Burti, além do apresentador Otávio Mesquita, entre outros.

Tarso Marques, que é detentor do título de tetracampeão mundial em customização de motos nos Estados Unidos, assina desde 2015 os projetos do quadro “Lata Velha”, colaborando ainda em outros como o “Visitando o passado” e “Mandando bem” todos do programa “Caldeirão do Huck”, da Rede Globo de Televisão. Na emissora participa ainda como colaborador do programa “Autoesporte”, que utiliza com frequência o espaço “A Caverna” pertencente a Tarso e dedicado a festas e eventos na capital paulista, como estúdio ambientado.

Fonte:
Linkpress Comunicação Integrada
www.linkpress.com.br
Ricardo Ghigonetto
Comente aqui


Tarso Marques volta a acelerar na Formula 1

Tarso Marques

Em evento que reunirá ex-pilotos e carros históricos da categoria neste final de semana, brasileiro irá pilotar sua Minardi de 2001 no circuito de Ímola

O ex-piloto de Formula 1 Tarso Marques está na Itália para participar de um evento muito especial neste final de semana. No sábado, dia 25 de junho, será realizado no tradicional circuito de Ímola o “Historic Minardi Day”, evento organizado por sua ex-equipe italiana Minardi na categoria máxima do automobilismo. A festa irá reunir pilotos, ex-pilotos e ex-dirigentes que fizeram parte da história da equipe fundada por Giancarlo Minardi, além de 70 carros de categorias como Formula 2, Formula 3, Formula Itália, F300 e GT, incluindo, claro, 17 exemplares de F1 que irão mostrar na pista.

“Será um dia muito especial, de rever amigos e histórias que marcaram minha carreira. Tenho um carinho muito grande pelo Giancarlo Minardi, pois foi através dele e de sua equipe que estreei na Formula 1, em 1996. Sinto uma honra e uma alegria enorme em poder estar presente neste dia e poder voltar ao cockipit do modelo PS01, de 2001, quando eu e Fernando Alonso defendíamos o team na temporada”, diz Tarso.

Além do brasileiro Tarso Marques, que competiu pela equipe nos anos de 1996, 1997 e 2001, já foram confirmadas as presenças dos pilotos Giancarlo Fisichella, Giovanni Lavaggi, Pier Luigi Martini, Gianni Morbidelli, Alessandro Nannini, Jarno Trulli e Pedro Lamy. Ao lado de Giancarlo Minardi, todos vão prestigiar a história desta lendária equipe que detém muito carinho e carisma entre os fãs do automobilismo mundial.

Para os presentes, além dos carros e ex-pilotos, haverá atrações como simuladores de corridas, lojas, e muita história em fotos e vídeos neste dia especial. Informações complementares sobre o evento podem ser obtidas no endereço www.minardiday.it.

Sobre Tarso Marques
Experiente piloto do automobilismo, Tarso venceu em todas as modalidades do esporte a motor em que participou até chegar à Fórmula 1, onde disputou três temporadas. Consagrou-se também como o piloto mais jovem do mundo a vencer uma prova na Fórmula Chevrolet, Fórmula 3 e Fórmula 3000. Competiu ainda em três campeonatos de Fórmula Indy.

Tarso Marques hoje dedica 100% de seu tempo a seus negócios no Brasil e nos Estados Unidos, além de também participar esporadicamente em competições automobilísticas no Brasil e exterior. Fundador da TMC (Tarso Marques Concept), uma das maiores empresas de design e customização de artigos de luxo da América Latina, com escritórios no Brasil e Estados Unidos. Das mãos do designer saem projetos exclusivos de motos, carros, iates e até aeronaves, uma vez que seus clientes sempre buscam um toque pessoal no visual e estilo.

A lista de clientes famosos inclui Arnold Schwarzenegger, para quem Tarso criou uma motocicleta customizada exposta em evento especial do ator; o ex-jogador David Beckham (Triumph Bonneville T100 que o craque utilizou no documentário para a BBC sobre a Amazônia); os pilotos e amigos Rubens Barrichello e Luciano Burti, além do apresentador Otávio Mesquita, entre outros.

Tarso Marques, que é detentor do título de tetracampeão mundial em customização de motos nos Estados Unidos, assina desde 2015 os projetos do quadro “Lata Velha”, colaborando ainda em outros como o “Visitando o passado” e “Mandando bem” todos do programa “Caldeirão do Huck”, da Rede Globo de Televisão. Na emissora participa ainda como colaborador do programa “Autoesporte”, que utiliza com frequência o espaço “A Caverna” pertencente a Tarso e dedicado a festas e eventos na capital paulista, como estúdio ambientado.

Fonte:
Linkpress Comunicação Integrada
www.linkpress.com.br
Ricardo Ghigonetto
Comente aqui


Guilherme Spinelli reedita dupla vitoriosa e volta a correr com o navegador Marcelo Vívolo

Primeiros testes foram no fim de semana Cadu Rolim / Mitsubishi

Primeiros testes foram no fim de semana
Cadu Rolim / Mitsubishi

Equipe Mitsubishi Ralliart terá novamente dupla que fez história no rali brasileiro na década de 2000; Youssef Haddad assume o posto de chefe de equipe

Mudanças sempre são bem vindas. Especialmente quando antigos companheiros estão de volta. Guilherme Spinelli, cinco vezes campeão do Rally dos Sertões, voltará a correr com o navegador Marcelo Vívolo, com quem conquistou inúmeros títulos.
Na primeira década de 2000, eles foram praticamente imbatíveis, acumulando quatro Campeonatos Brasileiros (2003 a 2006), dois Rally dos Sertões (2003 e 2004), três Copas Baja, duas Taça Brasil de Rali, além da Mitsubishi Cup e vitórias no Campeonato Brasileiro de Rali de Velocidade.
“É um enorme prazer, não só por remeter àquela maravilhosa fase de incontáveis vitórias, mas pela grande amizade que temos. Não perdemos o contato desde então, somos como uma família”, vibra Spinelli.
Já faz sete anos que a dupla não corre junta e, no último fim de semana, eles se reencontraram dentro de um carro de corrida para um teste. “Foi surpreendente a navegação do Marcelo, perfeita, impecável! Não precisou nem de um quilômetro para desenferrujar, parecia que ele nunca tinha parado de navegar nesses anos todos”, conta Guiga. “Fora que foi ótimo perceber que continuamos com o mesmo entrosamento e alto astral dentro e fora do carro. Mas, com certeza, ainda vamos encontrar muitas possibilidades de evolução”, completa.
No Rally dos Sertões de 2010, após Vívolo ter saído da equipe, quem assumiu o posto de navegador foi Youssef Haddad, que venceu o Sertões três vezes ao lado de Guiga, subiu ao pódio em provas internacionais, participou cinco vezes do Rally Dakar, ficando em 2º na categoria gasolina e 9º na geral em 2011. Ele passará a ser o novo chefe de equipe. “Guiga e eu conversamos bastante sobre essa mudança e partiu de mim a sugestão de sair do carro e cuidar da equipe. Quero trabalhar para que os veículos sejam ainda mais competitivos”, destaca Youssef.
Mas esta não será uma função nova para ele. Antes de começar a navegar, Youssef foi o chefe da equipe. Hoje, ele lidera o grupo responsável pelo desenvolvimento e manutenção dos carros de rali da Mitsubishi Cup e dos modelos de pista da Lancer Cup, além dos veículos usados no próprio Sertões. “Tudo o que vivi como navegador e o que acompanho no dia a dia da Ralliart virá somar para que eu possa contribuir ainda mais”, disse.
A mudança foi tomada conjuntamente e pensada com calma ao longo dos meses. “Para a equipe como um todo, o fato do Youssef estar assumindo essa posição vai ser um ganho tremendo. Todo o trabalho de desenvolvimento, manutenção, projetos e dia a dia na parte técnica de vários modelos de carros ao longo de mais de 10 anos, somado ao vasto conhecimento de estratégia de corridas, regulamentos e coordenação da equipe durante a Mitsubishi Cup e Lancer Cup fazem dele hoje a pessoa mais preparada para essa função. Além disso, a vitoriosa carreira de navegador permitiu ao Youssef ver, na prática, as dificuldades e necessidades da dupla dentro do carro durante as mais duras provas do mundo. Tudo isso me deixa muito seguro que ele tem toda bagagem para ser um ótimo chefe de equipe”, empolga-se Guiga.
Nova dupla, antigos parceiros
Há pouco mais de sete anos, Marcelo Vívolo saía do Rally Dakar e deixava o posto de navegador da Equipe Mitsubishi para se dedicar aos negócios da família e afastar-se das competições, já que estava ficando difícil de conciliar as duas coisas.
“Não tem nem o que falar. Pareço criança que voltou a ter um brinquedo. A alegria é gigantesca”, vibra Vívolo. “Não podia imaginar coisa melhor: voltar a correr com o Guiga, com quem tenho uma relação de irmão, e na Mitsubishi, que sempre me acolheu e permitiu condições de fazer um trabalho legal”, afirma.
“É um conjunto novo com pessoas antigas do nosso relacionamento, e que acho que tem tudo para dar certo. É um momento de mudança, de transição, de readaptação, mas acho que estamos reeditando um time de sucesso com ainda mais experiência e maturidade, que tem tudo para fazer diferença daqui pra frente”, afirma Guiga.
Dificuldades e facilidades
Para Guiga, a principal diferença que Vívolo encontrará é o próprio carro. “A diferença de hoje para o último modelo que ele andou (Pajero Evolution, Dakar 2009) será um fator que irá surpreendê-lo. Os carros estão mais velozes e confortáveis. É um outro conceito de suspensão”, explica. “Vamos precisar de alguns quilômetros para nos entrosarmos novamente, mas isso será fácil e rápido.”
“Tem o lado que será muito favorável, que os veículos aceitam mais desaforo. E hoje em dia estão mais macios, absorvem melhor os impactos, e isso acaba sendo uma coisa boa para o piloto e navegador. Com o carro mais veloz, será um desafio maior para a navegação, já que as coisas tendem a vir mais rápido, com menos tempo entre uma referência e outra”, afirma Marcelo. “Vou precisar contar bastante com a ajuda do Youssef, que adquiriu uma bagagem importante nas competições em deserto, além de outras dicas importantes que ele poderá passar”, comenta.
Evolução também no carro
A dupla fará sua reestreia nesta semana, no Rally Cuesta Botucatu, válido pelo Campeonato Brasileiro de Rali Cross-country. Eles estarão a bordo da L200 Triton SR, veículo tricampeão do Rally dos Sertões na categoria Protótipos.
“Como qualquer um dos nossos carros da Ralliart, a L200 Triton SR vive em constante desenvolvimento e evolução. Iremos a essa prova para por em prática tudo o fizemos desde o ano passado, além de testar essa nova configuração da equipe”, explica Guiga.
A prova será realizada na cidade de Botucatu (SP) nos dias 21 e 22 de maio e terá cerca de 300 quilômetros.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Thiago Padovanni
Carolina Vasconcellos
Fernando Menezes
Fernando Solano – Gerente de Comunicação

Comente aqui


Circuito de Canoagem Oceânica e Va’a volta a Brasília para a etapa de encerramento

Evento marca a abertura do Brasileiro de Va’a e consolida o novo regulamento da Oceânica nas águas do Lago Paranoá

Após quatro etapas, o Circuito de Canoagem Oceânica e Va’a volta para a cidade onde foi lançado, Brasília. A competição reunirá atletas das duas modalidades no Pontão do Lago Sul, no Lago Paranoá, entre os dias 23 e 24 de abril de 2016. Serão aproximadamente 200 atletas disputando a 1ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Va’a e a 2ª Etapa do Circuito Brasileiro de Canoagem Oceânica.

“É bacana ver Brasília no circuito porque a cidade é um grande celeiro nacional. Plantamos a semente da modalidade há alguns anos e atualmente estamos colhendo um grande número de participantes brasilienses no circuito nacional. Sinal de que a aposta foi válida”, comemora o Supervisor da Canoagem Oceânica, Jefferson Sestaro.

Para o Va’a o campeonato também será especial por marcar o início da temporada Brasileira.

“A prova conta pontos para o circuito nacional e, portanto, é um requisito para a classificação para o Sul-americano deste ano”, explica o Supervisor da Canoagem Va’a, Manuel Gil Rey Rojo. “Além disso, é sempre bom competir em Brasília para mostrar que a modalidade pode ser praticada também em lagos e para atender a demanda dos canoístas da cidade, que tem uma longa tradição na canoagem”, diz Gil Rojo.

Demarcadas por boias, as disputas terão as largadas e chegadas no Pontão. O Va’a terá dois percursos, um de 17km (que poderá ser alterado para 12km caso necessário) para os atletas mais experientes e outro de 4km destinado aos para atletas, Juniores e Cadetes. A Canoagem Oceânica terá uma prova única de 18km para todas embarcações.

“A expectativa em Brasília é de grandes disputas por causa do formato triangular do percurso. A prova terá muitas curvas e todos estarão passando uns pelos outros, o que instiga ainda mais. Esperamos grandes disputas na água, principalmente na Junior com o atleta Maykon Lucena Assipal, de Santarém, que foi muito bem na etapa anterior e na Sub23 com Gabriel Pereira Monteiro de Oliveira, que foi o segundo colocado geral na primeira etapa e é de Brasília, ou seja, conhece muito bem o percurso que será executado”, prevê Sestaro.

A competição de Brasília também tem grande importância para a Oceânica por consolidar o novo regulamento da modalidade, que extinguiu a competição por classes de embarcações (Oceânica, Turismo e Surfski). Em vigor desde o dia 1º de fevereiro, o novo regulamento tem somente a divisão entre Individuais e Duplos.

“A aceitação foi muito boa. Os caiaques oceânicos provaram seu valor chegando junto com surfskis, demonstrando que muitos estavam errados ao acharem que seria uma disputa injusta”, diz Sestaro. O Circuito de Canoagem Oceânica e Va’a surgiu em 2015 com o objetivo de integrar os atletas das duas modalidades. As quatro primeiras etapas ocorreram, respectivamente, em Brasília, Cabo Frio, Praia Grande e Angra dos Reis.

SERVIÇO
Circuito de Canoagem Oceânica e Va’a 2016
Datas: 23/04/2016, das 8h às 18h / 24/04/2016, das 8h às 15h.
Local: Pontão do Lago Sul (SHIS QI 10, Lote 1/30 Lago Sul).
Confira o mapa dos percursos: http://bit.ly/1XgWYn8
Mais informações: oceanicaevaa2016.com.br

CRONOGRAMA

Sábado – 23/04/2016

Va’a
8h – Início de confirmação de inscrição e entrega de numerais.
8h45 – Reunião geral.
9h – Largada V1 Masculino e V1R Feminino – 17km.
11h15 – Largada V1 Parava’a Masculino e Feminino – 4km
11h15 – Largada V1R Júnior/Cadete Masculino e Feminino – 4km
14h – Premiação

Oceânica
10h30 – Início de confirmação de inscrição e entrega de numerais.
13h30 – Briefing.
14h – Largada de todas as categorias.
16h – Chegada prevista.
17h30 – Início da cerimônia de premiação, encerramento dos trabalhos e confraternização.

Domingo – 24/04/2016

Va’a
08h – Entrega de numerais.
08h45 – Reunião geral.
9h – Largada V1 Feminino e V1R Masculino – 17km.
11h15 – Largada V1 Júnior/Cadete Masculino e Feminino – 4km.
14h – Premiação.

Fonte: Marcellus Araújo – Objetiva Comunicação e Assessoria

Fotos: Divulgação

Comente aqui


Hipismo: Medalhista olímpica da juventude volta a competir em São Paulo

bianca abre

Bianca Rodrigues participa de concurso de salto na

A amazona Bianca Rodrigues disputa, a partir desta quarta-feira (13), a Copa São Paulo, na Sociedade Hípica Paulista. Será mais um evento que a atleta, medalhista olímpica da juventude em Nanjing 2014, participa na temporada de 2016 com a montaria Chap Quicka, na categoria cavalos novos de 6 anos. Os obstáculos do campeonato de dois dias de duração será de 1,25m. Será o terceiro evento em São Paulo na temporada sem contar um concurso em Curitiba (PR). “Estou ganhando ritmo de competição com a Chap Quicka, fator importante para conhecer ainda mais a égua. Nessa temporada quero competir mais vezes e evoluir gradativamente. Aprendendo sempre!”.
A atleta Bianca Rodrigues tem 19 anos e é uma das revelações do hipismo brasileiro. Sua montaria oficial é a égua Abernante. A paixão por cavalos começou cedo, aos 7 anos de idade, quando foi a um hotel fazenda e montou pela primeira vez. Depois disso, seu pai, Marcello Rodrigues, a encorajou a praticar saltos. A jovem já participou dos principais torneios das categorias de base, sendo vice-campeã sul-americana (2013). Em 2014, a amazona conquistou a medalha de prata por equipes no hipismo nos Jogos Olímpicos da Juventude. Seu sonho é defender o Brasil novamente em outra competição olímpica.


A atleta Bianca Rodrigues é orientada por uma equipe multidisciplinar, liderada pelo técnico Tony Fortino, do Clube Hípico de Santo Amaro, localizado na zona sul de São Paulo (SP).
Mais informações sobre Bianca Rodrigues no site oficial da atleta: www.biancarodrigueshipismo.com.br
Fonte:
Flávio Perez e Andressa Rufino
www.onboardsports.com.br

Fotos: Flávio Perez / OnboardSports

Comente aqui


Patrocínio (MG) volta em grande estilo ao calendário nacional de Enduro FIM

Prova marcada para os dias 9 e 10 de abril será válida como segunda etapa do Campeonato Brasileiro Borilli 2016

Patrocínio (MG) – A tradicional prova de Patrocínio, no Triângulo Mineiro, está de volta ao calendário nacional do motociclismo off-road e promete grandes atrações nos dias 9 e 10 de abril. O evento será válido como a segunda etapa do Campeonato Brasileiro Borilli 2016 de Enduro FIM e ainda soma pontos para o Mineiro e a Copa Cerrado.
Criada em 2004 pelo Motoclube do Cerrado, a prova ficou famosa pela grande diversidade de trilhas e belas paisagens. Todas as 11 edições do evento fizeram parte do Campeonato Brasileiro, com destaque para a disputa de 2014, que ainda sediou o Ibero-Americano da modalidade. No ano passado, Patrocínio estava credenciada a receber uma etapa do Campeonato Mundial, mas teve de cancelar o evento por conta do cenário econômico instável do país, que afastou na última hora os apoiadores.
O fôlego foi renovado para 2016. Pilotos e organizadores estão em contagem regressiva para voltar a acelerar na região, e com garantia de trilhas com nível de Mundial para as categorias de elite. “Estamos mais do que prontos para dar sequência ao nosso trabalho e a este sonho, que é desenvolver o Enduro FIM no Brasil”, comentou Maurício Brandão, diretor de prova e presidente do Motoclube do Cerrado.
“A expectativa é grande e a nossa vontade, ainda maior. A prova trará desafios que se aproximam dos níveis internacionais para as categorias de elite, que são a E1, E2, E3 e EJ. Por outro lado, irá proporcionar disputas e muita diversão para as classes por idade e que reúnem motocicletas nacionais, em um circuito paralelo. Objetivo é que ninguém fique fora do evento de Patrocínio”, antecipou.
A prova terá como base o amplo estacionamento do supermercado Bernardão, que oferece infraestrutura de ponta para público e equipes. O local será palco do Extreme Teste, com 1,5 quilômetro. O desafio ainda possui Cross Teste de 6km no Recanto da Serra e Enduro Teste de 4,5km por trilhas escolhidas a dedo na região. O percurso total terá 45km, com três voltas programadas para cada dia.
Enduro de Patrocínio (MG) – 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro Borilli 2016 de Enduro FIM
Data:
9 e 10 de abril de 2016
Local: Estacionamento do supermercado Bernardão, em Patrocínio (MG)
Mais informações: Motoclube do Cerrado (telefone: 34 98848-0568).
O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM 2016 tem patrocínio de Borilli Pneus e apoio de Tokens Motocicletas, MRPRO Braces, ASW, Sacramento Motorsports, Orange BH e Edgers.

Fonte: Ângela Monteiro – Mundo Press Jornalismo Estratégico

Fotos: Janjão Santiago

Comente aqui


Stock Car: RZ Motorsport volta ao Velopark e quer repetir bom desempenho de 2013

 

Zonta espera repetir a ótima corrida de 2013, no curto circuito do Velopark, que receberá neste final de semana a oitava etapa da Stock Car e pela primeira vez o sistema de rodada dupla

O Circuito Schin da Stock Car desembarca neste final de semana no Rio Grande do Sul para a oitava etapa no Autódromo do Velopark, na cidade de Nova Santa Rita – localizada a 30 km da capital Porto Alegre  – que com seu traçado de 2.278 metros recebe pela primeira vez o sistema de rodada dupla.

O ex-F1 Ricardo Zonta, líder da RZ Motorsport, tem bons motivos para estar otimista para a etapa gaúcha. Na nona etapa da temporada de 2013 ele foi um dos grandes protagonistas da corrida com diversas e emocionantes brigas por posições, tendo uma atuação rápida e consistente para fugir das enormes confusões que são comuns pelas características do Velopark desde a largada. O desempenho lhe rendeu o quinto lugar na prova.

“Como o traçado é muito curto, com duas longas retas e dois trechos mistos de baixa velocidade com freadas muito fortes, exige muita técnica e não costuma perdoar erros. O essencial é já nos primeiros treinos definirmos uma boa estratégia e com isso fazer uma boa classificação para buscar as primeiras posições no grid, fazendo uma largada em segurança não se envolvendo em acidentes para não danificar o carro.

As primeiras voltas da corrida são cruciais para um bom resultado. Esse ano ainda tem mais um outro fator muito importante, que é a segunda corrida, onde você tem que estar com o carro 100% e estarão em jogo pontos importantes para o campeonato”, declarou.

Defendendo a RZ Motorsport pela segunda temporada, Tuka Rocha quer bom resultado no Velopark. Ao contrário de Zonta sofreu um toque que o tirou da corrida, quando buscava as primeiras colocações. “Precisamos recuperar os pontos perdidos das três últimas etapas. Vínhamos numa crescente nas primeiras provas e algumas dificuldades nos fizeram perder pontos importantes na classificação. Estamos bem confiantes e pelo que conhecemos dos nossos carros sabemos que no Velopark o resultado pode ser muito bom. O treino de sexta-feira também servirá para analisarmos melhor os dados e com mais tempo”, salientou o paulista do carro #25.

O clima na etapa gaúcha: Ao que tudo indica como aconteceu na última etapa em Curitiba, onde a chuva fez das duas corridas um grande caos, a etapa gaúcha também será marcada pela instabilidade climática. Para o fim de semana, a previsão é de chuva na sexta-feira com temperatura na casa dos 22°C. O sábado será de sol e calor para a Região Sul do Brasil e com pancadas de chuva a qualquer momento, com a temperatura com máxima de 29°C. O domingo será quente com temperaturas chegando aos 32°C, mas com previsão de chuva.

A programação oficial da oitava etapa do Circuito Schin da Stock Car tem início na próxima sexta-feira, 12 de setembro, com um treino livre, às 13h50. No sábado, o segundo treino livre começa às 9h30 e o classificatório, que define o grid de largada, tem início às 14h. A corrida será no domingo, 14 de setembro, com largada da primeira corrida (40 minutos) prevista para as 11h e a segunda e mais curta de 20 minutos, às 12h13, tanto a classificação quanto as duas corridas terão transmissão ao vivo do Sportv.

Fotos: Miguel Costa Jr./MS2

Fonte: MS2 Comunicação Integrada
www.ms2comunicacao.com.br

 

Comente aqui


Jeferson Gomes volta às competições na final da Copa São Paulo de Jet Ski

O paulistano Jeferson Gomes confirmou presença nas finais da Copa São Paulo de Jet Ski foto: Ricardo Fuchs/Photojetski

O paulistano Jeferson Gomes confirmou presença nas finais da Copa São Paulo de Jet Ski
foto: Ricardo Fuchs/Photojetski

 

O paulistano sofreu um acidente em maio, machucou o braço direito, mas está recuperado e competirá de 19 a 21, na Represa do Guarapiranga, quando também será decidido o Campeonato Brasileiro de Jet Ski – Grand Prix 2014

O paulistano Jeferson Gomes confirmou sua volta às competições e estará brigando pela vitória na segunda e última etapa da Copa São Paulo de Jet Ski, que será realizada de 19 a 21 de setembro, na Represa do Guarapiranga (av. Atlântica, 4.000, antiga Robert Kennedy), em São Paulo. O piloto da capital paulista sofreu um acidente no início de maio, machucou o braço direito, tendo levado 40 pontos, mas está recuperado e pronto também para brigar por títulos no Campeonato Brasileiro – Grand Prix 2014, que terá a quinta e última etapa disputada simultaneamente.
Gomes estava muito bem classificado após a primeira etapa do Campeonato Brasileiro, realizada em Pereira Barreto (SP). Na disputa da segunda etapa, em Boa Esperança (MG) também mantinha a performance, mas sofreu um acidente e não disputou a terceira e quarta etapas. Com isso suas possibilidades de títulos ficaram comprometidas. “Na Runabut Turbo Stock está muito difícil, porque perdi quatro baterias, mesmo tendo vencido anteriormente três, acho que é complicado. Em termos de Copa São Paulo, as categorias Super Course não foram realizadas na primeira etapa por causa da chuva. Desta forma tenho chances pois participarei das duas baterias, que serão realizadas agora, como os demais, além das outras duas da segunda etapa. Também vai ajudar na classificação final do Brasileiro”, argumentou.
O piloto de São Paulo informou que voltou a treinar forte no último final de semana com o jet e fisicamente está bem preparado. Informou que seu equipamento passou por revisão e espera conseguir bons resultados nessa volta. Adiantou que para o próximo ano estreará um novo equipamento. Para Gomes, um número maior de pilotos nas baterias da Copa São Paulo de Jet Ski aumenta a competitividade e entende que as dificuldades serão iguais para todos. Participará também das categoria Runabout Turbo Limited, Super Course Turbo Stock, Super Course Turbo Limited, Super Course Turbo GP
A programação da Copa São Paulo de Jet Ski começa no dia 19 com a recepção aos pilotos e acerto dos motores. Nos dias 20 e 21 serão realizadas as baterias, a partir das 10 horas. As categorias em disputas são as seguintes: Ski Stock, Ski GP, Runabout Aspirado, Runabout Turbo Stock, Runabout Turbo Estreante, Runabout Turbo Limited, Runabout Turbo GP, Super Course Turbo Estreante, Super Course Turbo Stock,  Super Course Turbo Limited, Super Course Turbo GP, Freestyle Estreante, Freestyle Pro e Freestyle Pro Open.
A segunda etapa da Copa São Paulo de Jet Ski, que também é válida pela quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Jet Ski – Grand Prix 2014 é uma realização da BJSA – Associação Brasileira de Jet Ski, com homologação da IJSBA – International Jet Sports Boating Association. Produção – CPM7 FULL PROMOTION. Apoio Oficial: PREFEITURA DE SÃO PAULO – ESPORTE LAZER E RECREAÇÃO / COORDENAÇÃO DAS SUBPREFEITURAS – CAPELA DO SOCORRO.  Parceria: KAWASAKI DO BRASIL, CASARINI SEADOO / BRP, YAMAHA DO BRASIL, X FLOAT, SPETO IMPORTS, BETHJET, FULL POWER ENERGY, PHOTOJETSKI, TOALHAS SÃO CARLOS, BOMBARCO, PRAINHA BAR E RESTAURANTE, REVISTA BOAT SHOPPING e PALETERIA CANCUN. O evento conta com a Supervisão da MARINHA DO BRASIL e Apoio da GUARDA CIVIL METROPOLITANA E CORPO DE BOMBEIROS.
Maiores informações no site www.bjsa.com.brwww.bombarco.com.br e www.photojetski.com.br
Fonte: ROF – Renato Fabretti

Comente aqui


Brasileiro de Turismo – J.Star Racing pronta para voltar a acelerar em Cascavel e terá piloto da “casa”

 

Será a quinta etapa das oito programadas para a edição 2014, desta vez em terras paranaenses

13 de agosto de 2014 – Neste fim de semana, o Campeonato Brasileiro de Turismo que está em sua terceira edição fará sua segunda corrida na cidade de Cascavel (PR). A equipe J.Star Racing, contará com o paulista Fernando Fortes e o cascavelense Gustavo Myasava para compor o grid da corrida marcada para o domingo (17), às 9h15.
Os bólidos da nova categoria brasileira entram na pista paranaense, – que leva o nome de seu idealizador (Zilmar Beux) -, na sexta-feira, dia 15, para o primeiro treino livre às 14h30. No sábado, dia 16, abre a programação para a realização do segundo treino livre às 8h10 e a tomada de tempos às 13h.
Na cidade de aproximadamente 300 mil habitantes, também conhecida como “Capital do Oeste” a J.Star Racing, terá um novo integrante na equipe, trata-se do jovem piloto Gustavo Myasava, de 18 anos. O cascavelense entrou na vaga de Rodrigo Pimenta, que não poderá participar do restante da temporada por motivos profissionais.
Gustavo diz que sua estratégia será a adaptação à equipe e ao carro. “Esse final de semana vou fazer minha estreia em carros de turismo. Espero corresponder as expectativas da equipe J.Star Racing nessa experiência nova para mim. Será uma prova divisora de águas para definir meu futuro na carreia como piloto, tenho que decidir se ficarei nas competições de Fórmula ou nas de Turismo”, finaliza o piloto que estará a bordo do carro número 69, que nasceu em Foz do Iguaçu, mas reside há 17 anos em Cascavel.
No ano passado Fortes conquistou a sétima colocação no circuito pela categoria. “Gosto muito da pista de Cascavel, sempre obtive bons resultados desde as corridas da Copa Montana. Estou confiante para mais um bom desempenho”, destaca. Fortes faz elogios ao evento. “O Brasileiro de Turismo tem mostrado um campeonato de altíssimo nível técnico por parte de equipes e pilotos”, disse o piloto do carro (#32).
A prova em Cascavel terá a corrida exibida a partir das 9h na Play TV e Portal Terra e às 14h30 será a vez da Rede TV. A categoria segue junto com a Stock Car até o dia 02 de novembro em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre (RS).
A equipe J.Star Racing conta com patrocínio da IPQ Instituto de Psiquiatria, Schahin, PPG, IbPré, DMP Sistemas, MADIS, Yuny, Unitalo – Centro Universitário Ítalo Brasileiro, AC Delco, Constructiva Engenharia, Malas Cruzeiro, Atua Construtora, Colonial Rodas, Benfica, Alpina, Vivamil, Technology ClimSystem, Lanali Análises de Alimentos, Palmali, Frango Delícia e Motul Óleos Lubrificantes.
Programação do final de semana em Cascavel:
Dia 15/08 – Sexta-feira:
09h40-10h00 – 1o Treino Extra (Grupo 1) – Stock Car
10h10-10h30 – 1o Treino Extra (Grupo 2) – Stock Car
12h00-12h20 – 2o Treino Extra (Grupo 1) – Stock Car
12h30-12h50 – 2o Treino Extra (Grupo 2) – Stock Car
13h50-14h30 – 1o Treino Livre (Grupo 1) – CBTurismo
14h40-15h20 – 1o Treino Livre (Grupo 2) – CBTurismo
15h30-16h10 – 1o Treino Livre (Grupo 1) – Stock Car
16h20-17h00 – 1o Treino Livre (Grupo 2) – Stock Car
Dia 16/08 – Sábado:
08h10-09h10 – 2o Treino Livre CBTurismo
09h20-10h20 – 2o Treino Livre (Grupo 1) – Stock Car
10h30-11h30 – 2o Treino Livre (Grupo 2) – Stock Car
13h00-13h20 – Classificação CBTurismo
14h00-15h00 – Classificação Stock Car
Dia 17/08 – Domingo:
09h15 – Largada CBTurismo (35 minutos de prova + 1 volta)
11h00 – Largada Corrida 1 Stock Car (40 minutos de prova + 1 volta)
12h13 – Largada Corrida 2 Stock Car (20 minutos de prova + 1 volta)
Calendário de 2014 do Campeonato Brasileiro de Turismo:
Etapa 1 – 23 de março – Interlagos/SP (rodada dupla)
Etapa 2 – 13 de abril – Santa Cruz do Sul/RS
Etapa 3 – 01 de junho – Goiânia/GO*
Etapa 4 – 03 de agosto – Interlagos/SP – Corrida do Milhão (Stock Car)*

Etapa 5 – 17 de agosto – Cascavel/PR
Etapa 6 – 31 de agosto – Curitiba/PR*
Etapa 7 – 14 de setembro – Nova Santa Rita/RS-Velopark*
Etapa 8 – 02 de novembro – Tarumã – Viamão/RS
*rodada dupla
Mais informações:
Blog:
jstarracing.wordpress.com
Facebook: JStarRacing
Twitter: @JStarRacing

Fonte: Assessoria de Imprensa Equipe J.Star Racing
SIG Comunicação | Silvana Grezzana Santos
www.sigcomunicacao.com.br
Crédito fotos: Luciano Santos/Sigcom

jstar

Comente aqui