blogid == 71){ ?> setembro 2010 - TV tudo

TV tudo

Publicidade

Regina Duarte recebe chuva de críticas por participação em Araguaia

Categorias: Sem categoria

A atriz interpretou Antoninha, que morreu no segundo capítulo da novela

Uma participação de apenas dois capítulos na novela Araguaia foi suficiente para que Regina Duarte, 63 anos, recebesse uma “chuva de críticas” da mídia especializada em TV. A caracterização de sua personagem e as cenas arrastadas em que apareceu não agradaram. No jornal Folha de São de Paulo, a coluna Outro Canal publicou matéria dizendo que a atriz não tinha idade para ser mãe de Edson Celulari, 52, e avó de Murilo Rosa, 40. Segundo a coluna, a caracterização não convenceu, porque, apesar de ter sido envelhecida, Regina manteve “a pele jovem como nos tempos em que usava o programa de computador baselight para parecer mais nova em Páginas da Vida”.

No R7, site de notícias da Record, a atriz também foi duramente criticada. Jornalista e blogueira do portal, Fabíola Reipert publicou um post cheio de ironia em relação à participação da artista na novela. Até escreveu o nome da personagem errado: “O que aconteceu que deram aquele papel bizarro para Regina Duarte, em Araguaia? Se não se tratasse de uma atriz veterana, poderíamos até falar que ela poderia “se queimar”… Além de uma aparência quase assustadora, a personagem Antonina chega a dar um certo tédio. Ainda bem que foi apenas uma participação especial. Antonina morre nos primeiros capítulos da novela”.

O fato é que as críticas disparadas contra a atriz se tornaram constantes depois que ela protagonizou um episódio ocorrido nas eleições de 2002, quando o presidente Lula e o ex-governador de São Paulo, José Serra, disputavam a presidência da república. Na época, com a campanha na reta final, Regina Duarte gravou um depoimento para o tucano afirmando que tinha “medo” da vitória do petista. O vídeo ganhou repercussão, mas as imagens acabaram se transformando em um grande mico da atriz. Veja:

Desde então, Regina Duarte vem perdendo, aos poucos, o prestígio que mantinha no meio artístico. No passado, interpretou personagens de peso como a Viúva Porcina de Roque Santeiro (1985), a Raquel de Vale Tudo (1988) e a Maria do Carmo de Rainha da Sucata (1990). Hoje em dia, nem mesmo o autor Manoel Carlos, que já escalou a artista para protagonizar três de suas novelas, foi capaz de reabilitá-la. Na última, Páginas da Vida (2006), Regina Duarte foi ofuscada pelo brilhante trabalho Lilia Cabral.

Recentemente, em entrevista concedida ao jornal Extra, a atriz chegou a pedir que fosse chamada para trabalhar. “Estou vivendo um momento de transição na minha carreira. É uma transição difícil. Às vezes, tenho muita vontade de trabalhar, mas não sou chamada como já fui. (…) Posso não ser mais a protagonista, mas gostaria de continuar merecendo a confiança dos autores e diretores. Sei que existem papéis bacanas para a minha idade. (…) E se alguém me propusesse fazer uma vilã eu ia adorar”, declarou.

Veja também:

Luan Santana emplaca música na novela Araguaia

Cleo Pires fará cenas de nudez em nova novela das seis

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Estreia de A Fazenda derruba audiência da Globo

Categorias: Sem categoria

Geisy Arruda ganhou um carro de R$ 100 mil logo na estreia

Após duas temporadas com mais erros que acertos, o diretor Rodrigo Carelli parece ter acertado a mão nessa terceira edição do reality show A Fazenda. A estreia do programa, exibida na noite de terça, 28, foi bem mais dinâmica, distante do ritmo arrastado das estreias anteriores. A produção optou por iniciar, em segredo, o reality show bem antes de começar a exibi-lo na TV. Uma tática já praticada por Boninho, diretor do Big Brother Brasil, desde a primeira edição da atração da Globo.

Os participantes foram confinados na fazenda, em Itu (SP), na manhã de segunda-feira e, de cara, tiveram que enfrentar uma caminhada até chegar à sede da casa. Com isso, o telespectador pôde ir conhecendo os artistas (já que alguns são desconhecidos) e sentindo o que vem pela frente. Feita com calma e bem planejada, a seleção de quem está no reality show foi mais acertada, sem artistas contratados da Record, e marcada pela diversidade. No dia 8 de setembro, o blog adiantou o nome de todos os participantes.

Pelo perfil de cada um deles, brigas e romances não vão faltar. Já nos dois primeiros dias, Sérgio Mallandro irritou com sua constante animação. Com a falta de uma cama (estratégia adotada pelo BBB para causar intrigas), Geisy Arruda saiu de vítima logo ao chegar na fazenda. Mas a ex-estudante da Uniban, hostilizada por usar um vestido rosa curto, está mais para sortuda que azarada. No programa de estreia, ganhou um carro no valor de R$ 100 mil.

O ator Dudu Pelizzari, cujo último trabalho na TV foi a novela Negócio da China, é um dos participantes do reality show

Britto Júnior, mais magro, teve roteiro para seguir e não precisou recorrer ao “chove em Itu”. Como as gravações começaram na segunda, vários vídeos estavam editados e muitas cenas de convivência entre os participantes foram mostradas. A opção por chamá-los para estar ao vivo no cenário com plateia também foi boa. Com a presença do público, deu pra sentir quem entra na fazenda com mais popularidade.

A medição da audiência confirmou que dessa vez a Record acertou. Para tirar o telespectador da concorrência, a emissora permaneceu com o programa no ar sem intervalo por uma hora e 10 minutos e, principalmente, aproveitou que a Globo exibiria o debate entre candidatos a governador de Estado. Em São Paulo, A Fazenda 3 fechou com 20 pontos, contra 17,5 da Globo. No Rio, o placar foi de 20 contra 18. No twitter, o resultado também foi bom. Os nomes de Sérgio Mallandro, Monique Evans e Tico Santa Cruz ficaram entre os termos mais citados da rede social.

Veja também:

Fazenda da Record terá Sérgio Mallandro, Mulher Melancia e Monique Evans

Globo X Record: aperta disputa pela audiência

Começa nova temporada de reality shows

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Mal aproveitada na Globo, Angélica é disputada no mercado publicitário

Categorias: Sem categoria

A apresentadora durante gravação do Vídeo Game

Angélica é uma das poucas artistas lançadas na década de 1980 que, ainda hoje, permanecem em evidência na TV. Descoberta pelo diretor Maurício Sherman, a apresentadora iniciou a carreira na extinta Rede Manchete, passou pelo SBT e, em 1996, se transferiu para a Globo. Nas três emissoras, fez história em programas infantis, games, shows e novelas. Mas é no canal carioca que a artista teve os momentos de maior sucesso, e enfrentou também tempos difíceis. Sua fase mais obscura foi a da transição do público infantil para o adulto.

Para não deixá-la na geladeira, em 2001, quando ficou sem programa, a Globo escalou Angélica para uma participação na novela Um anjo caiu do céu. Talentosa, a apresentadora soube aproveitar o momento. A personagem foi bem aceita pelo público e a direção da emissora acabou produzindo o quadro Vídeo Game, do Vídeo Show, para que a loira apresentasse. Aos poucos, Angélica foi conquistando o espaço que havia perdido. Nos anos seguintes, comandou as três edições do reality show musical Fama, que não teve a repercussão esperada, mas revelou artistas como Roberta Sá, Marina Elali e a dupla sertaneja Hugo e Tiago. Em 2006, Angélica finalmente ganhou o próprio programa, o Estrelas, migrando definitivamente de público.

Entretanto, é preciso dizer que a situação atual da loira não corresponde ao reconhecimento que vem obtendo profissionalmente. Considerada a melhor apresentadora da atualidade (ganhou a última edição do Troféu Imprensa, em março), Angélica está mal aproveitada na Globo. Devido à propaganda eleitoral obrigatória, o quadro Vídeo Game foi tirado do ar em agosto. A direção da emissora optou por esticar a parte de matérias e bastidores do Vídeo Show durante o período eleitoral. O resultado não foi bom. No dia 16 de setembro, o programa amargou uma de suas piores audiências, caindo para 7 pontos.

Luciano Huck e Angélica são os protagonistas de um dos episódios da série As Cariocas

Além disso, o Estrelas ocupa o horário reservado para a programação regional de emissoras afiliadas. Por causa disso, o programa não é exibido em algumas regiões do Brasil, como a de Salvador, na Bahia. Escalado para o início da tarde, a atração é responsável por dar início à alavancagem da audiência de sábado. A função tem sido cumprida. Na época em que o Caldeirão do Huck era exibido após o Estrelas, Angélica chegava, em alguns dias, a dar mais audiência que o marido. Neste período eleitoral, segundo o Ibope, o programa recebe um patamar mínimo de 6 pontos, mas consegue elevar o número para 13. Com isso, verifica-se que Angélica tem potencial para chamar audiência, mas a Globo, ao invés de investir, prefere deixar como está. Uma opção que, aparentemente, é consentida pela loira.

No mercado publicitário, no entanto, a história é outra. Angélica é uma das artistas mais requisitadas para comerciais. Atualmente, é estrela da campanha do dias das crianças das lojas C&A (veja o vídeo), está nas propagandas do shampoo Niely Gold e ainda divide com Luciano Huck o comercial do suplemento Centrum. Há alguns meses, estrelou campanhas da Sorriso e da Hering. É requisitada também pelo mercado editorial, estampando capas de diversas revistas.

Diretor que sempre quis trabalhar com Angélica, Daniel Filho percebeu o bom momento e escalou a artista para ser a protagonista de um dos episódios da série As Cariocas. O capítulo, intitulado A Traída da Barra, vai ao ar depois do dia 19 de outubro, quando a atração estreia na Globo.

Veja também:

Globo escala time de beldades para protagonizar série

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Atriz vai engordar 10kg para viver lésbica em novela

Categorias: Sem categoria

Cristiana Oliveira terá que se transformar em uma carcereira sem vaidade

Conhecida pelos papéis de Juma Marruá, em Pantanal (1990), Tati, da novela Quatro por Quatro (1994), e pela Selena de Corpo Dourado (1998), Cristiana Oliveira viverá uma personagem bem diferente das que interpretou na TV até agora. A atriz, cujo último trabalho foi em Paraíso (2009), volta ao ar no ano que vem na próxima novela das oito da Globo, Insensato Coração. Cristiana vai interpretar Araci, uma detenta lésbica da prisão onde a personagem Norma, de Glória Pires, ficará presa por um longo período.

Para fazer o papel, a atriz está visitando penitenciárias femininas no Rio de Janeiro e vai precisar engordar cerca de 10 quilos. Em entrevista concedida à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Cristiana contou que já engordou seis quilos depois que foi escalada para viver a personagem. O objetivo é chegar aos 73 kg. Antes de ganhar peso, a atriz, que mede 1,77m, estava com 63 kg. Na adolescência, Cristiana foi obesa e chegou a pesar 100 kg. Araci será uma mulher forte e sem vaidade, com várias tatuagens pelo corpo. As tatoos serão de mentira.

Ana Paula Arósio exibiu o cabelo curto em evento no Rio

Quem também vai aparecer em Insensato Coração com uma mudança radical no visual será Ana Paula Arósio, a protagonista da trama. Para viver a designer Marina, a atriz cortou os cabelos bem curtos. Na semana passada, ao conceder entrevista para o portal Uol sobre a professora lésbica que interpreta no filme Como Esquecer (que estreia nos cinemas em 15 de outubro), Ana Paula já estava com o visual novo e surpreendeu quem assistiu ao vídeo. O corte de cabelo acabou virando notícia em diversos sites e veículos de imprensa.

Escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, Insensato Coração tem estreia prevista para 17 de janeiro. Grande parte da história se passará em Florianópolis, para onde equipe de produção e elenco seguem na semana que vem, já que as primeiras cenas do folhetim serão gravadas em Santa Catarina.

Veja também:

Novela das 8 será gravada em Florianópolis

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Bruno Mazzeo promete cenas absurdas em nova série de humor

Categorias: Sem categoria

Seriado estrelado por Bruno Mazzeo terá 12 episódios

Na próxima sexta-feira, dia 1º de outubro, a Globo estreia Junto e Misturado, seriado cômico estrelado por Bruno Mazzeo, que ocupará o lugar deixado por Separação?!, série cuja primeira temporada terminou no último dia 24. A proposta do novo programa é levar para a TV a irreverência dos shows de stand-up comedy (comédia em pé), nos quais um ator, sem figurino e cenário, consegue transformar acontecimentos cotidianos em situações extremamente engraçadas.

Com Junto e Misturado, a Globo confirma Bruno Mazzeo como uma de suas apostas para a renovação dos programas de humor. Filho de Chico Anísio, o humorista fez sucesso com o Cilada, no canal pago Multishow. Tanto que levou a ideia para o Fantástico. Mazzeo também participou da novela Beleza Pura, em 2008, mas só agora ganha o próprio programa. “É possível falar sobre qualquer tema, desde que você saiba até onde ir. O que me limita na hora de escrever pra televisão é que eu estou entrando na casa das pessoas e tem famílias assistindo aquilo. Mesmo assim eu não me privei de muita coisa e vocês vão ver que tem cenas absurdas”, diz Mazzeo.

Para ilustrar as situações bizarras do cotidiano, foi convocado um elenco com experiência em comédia. O time é formado por Débora Lamm, Fábio Porchat, Renata Castro Barbosa, Fabiula Nascimento e Gregório Duvivier. Os atores interpretarão um grupo de seis amigos, que contam histórias, falam sobre suas experiências, imaginam situações absurdas e fazem graça com base nesses casos corriqueiros. Cada episódio do seriado terá três blocos temáticos, que misturam cenas de conversa entre os amigos com esquetes em que eles vivem os mais variados personagens e situações. A comédia é toda ambientada no Rio de Janeiro. Ao longo dos 12 episódios da temporada, que termina em dezembro, serão apresentados 36 temas e cerca de 800 personagens.

Junto e Misturado é escrito por Aloisio Abreu, Elisa Palatnik, Fábio Porchat, Marcelo Saback, Rosana Ferrão e Bruno Mazzeo. A direção-geral é de Mauricio Farias, com direção de núcleo de Guel Arraes. Confira aqui uma prévia.

Bruno Mazzeo, Débora Lamm, Fabiula Nascimento, Gregório Duvivier, Renata Castro Barbosa e Fábio Porchat formam o elenco de Junto e Misturado

Veja também:

Globo decide retomar série de humor S.O.S Emergência

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Ti-ti-ti: Xuxa, Preta Gil e Ana Maria Braga gravam participação

Categorias: Sem categoria

Ana Maria Braga e Preta Gil no desfile de Victor Valetim

Após o fiasco amargado no horário das sete, com Tempos Modernos, criou-se uma expectativa na Globo de que a novela sucessora, Ti-ti-ti, não poderia repetir o fracasso. Tornou-se imperativo colocar no ar uma trama que recuperasse a audiência perdida. Para isso, a emissora reuniu ingredientes de sucesso: colocou em um mesmo trabalho a competente autora Maria Adelaide Amaral, o experiente diretor de comédia, Jorge Fernando, e o elenco talentoso, repleto de estrelas como Cláudia Raia, Murilo Benício, Alexandre Borges e Cristiane Torloni. O resultado vem sendo colhido desde a estreia.

A novela agradou público e crítica, com muitas cenas leves e personagens caricatos. Uma ótima pedida para o horário. Experiente em minisséries, como A Muralha, Os Maias e A Casa das Sete Mulheres, Maria Adelaide Amaral reinventou a trama criada por Cassiano Gabus Mendes na década de 1980, acrescentando personagens e mesclando história de outras novelas do autor, como Plumas e Paetês e Elas por Elas. Acostumada ao sucesso, Maria Adelaide tem experiência também em remakes de novela. Esse é o segundo escrito por ela, que foi responsável pela adaptação de Anjo Mau, exibida em 1997.

Além de abordar a moda como pano de fundo, um tema bastante atual, a novela se adaptou bem à era da internet, caindo nas graças dos usuários do twitter. Enquanto é exibida, fica sempre entre os temas mais comentados, os chamados trending topics. A equipe de Ti-ti-ti criou ainda perfis para os personagens Victor Valetim e Jacques Leclair, conferindo mais interação com o público que acompanha a novela ligado na internet. A média de audiência do horário, que estava em 24 com Tempos Modernos, voltou ao patamar de 30 pontos, registrado na época em que Caras e Bocas foi exibida.

Experiente em minisséries, Maria Adelaide Amaral acertou também em Ti-ti-ti

O sucesso tem chamado a atenção de artistas. Luíza Brunet apareceu como ela mesma em alguns capítulos. Na semana passada, Ana Maria Braga e Preta Gil gravaram participação como convidadas do desfile de moda de Victor Valetim. As cenas vão ao ar no dia 7 de outubro. Xuxa também pediu ao diretor Jorge Fernando para entrar na trama. A autora Maria Adelaide Amaral vai criar uma cena especialmente para a apresentadora. Além disso, antigos personagens de Cassiano Gabus Mendes estão sendo revividos em pequenas participações, como Kiki Blanche, da novela Locomotivas, interpretada pela atriz Eva Todor.

O final de Ti-ti-ti é previsto para o início do ano que vem, mas se audiência permanecer em alta como está, é possível que a Globo providencie a famosa esticadinha, tradicional em tramas bem sucedidas.

Veja também:

Sucesso de Ti-ti-ti encoraja Globo a fazer mais remakes

Em baixa, Xuxa é motivo de chacota na web

Ana Maria Braga enfrenta baixa audiência e perseguição do ex-marido

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Globo suspende programas para exibir debate

Categorias: Sem categoria

Willian Bonner deverá mediar confronto de presidenciáveis

A oito dias das eleições, aumenta a expectativa de candidatos e partidos pelo tão esperado debate da Globo, o mais visto e que pode definir o voto de muitos eleitores indecisos. Com a queda de dois pontos da candidata do PT, Dilma Rousseff, na última pesquisa de intenção de voto feita pelo instituto Datafolha, os candidatos do PSDB, José Serra, e do PV, Marina Silva, acreditam que, caso a tendência se confirme em 3 de outubro, o segundo turno da eleição presidencial ainda não está descartado. Ambos avançaram um e dois pontos, respectivamente, na pesquisa divulgada.

Para petistas e tucanos, o debate da Rede Globo será decisivo nessa reta final. Para exibir o confronto, que vai ao ar na próxima quinta-feira, 30 de setembro, após a novela Passione, a emissora do Jardim Botânico irá cancelar as exibições da série A Grande Família e do reality show Hipertensão. Antes disso, na terça-feira, 28, ocorrem os debates com os candidatos aos governos estaduais. Também serão cancelados os programas Casseta & Planeta Urgente, A Cura e a sessão de filmes Corujão.

Os debates da Globo serão os últimos da campanha antes do primeiro turno e, por isso, são aguardados com ansiedade. Na semana que vem, as cúpulas de partido irão se concentrar na preparação dos candidatos. Além de Dilma, Serra e Marina, está em estudo a participação do concorrente do PSOL, Plínio Arruda. A mediação deve ficar a cargo de Willian Bonner, que comandou o confronto nas eleições de 2006.

Escrito nas Estrelas: vilões terão final cômico

Categorias: Sem categoria

Alexandre Nero se destacou como o vilão Gilmar

Chega ao fim a novela Escrito nas Estrelas e o balanço que se faz do folhetim é positivo. Aproveitando a onda da temática espírita no cinema, com Chico Xavier e Nosso Lar, a autora Elizabeth Jhin soube aproveitar o momento e desenvolver uma trama com fé, ciência, drama e humor. Além da história principal, que agradou o público, os vilões foram um ponto de destaque. Zezé Polessa, como Sofia, e Débora Falabella, como Beatriz, roubaram a cena, com duas ótimas personagens cômicas. As atrizes foram competentes em encontrar o tom adequado da comédia, não deixando que mãe e filha ficassem chatas. O talento e a experiência da dupla levaram as personagens para um caminho bem mais interessante.

O ator paranaense Alexandre Nero, como o vilão Gilmar, também mostrou competência ao conduzir o personagem. Apesar de ter chantageado a protagonista desde o início e ter armado contra o próprio patrão, Gilmar ganhou cenas cômicas e situações que deixaram a trama mais leve e adequada para o horário das seis. Já Carolina Kasting, no papel de Judite, encarou uma história mais obsessiva e dramática. Mesmo sem a comédia, sua interpretação agradou.

O resultado do bom trabalho da equipe se refletiu em audiência e repercussão positiva da trama. Em 2007, quando Elizabeth Jhin escreveu sua primeira novela solo, Eterna Magia, o resultado foi diferente. Agora, a autora comemora. A história espírita rendeu bons índices na medição do Ibope, com médias diárias em torno de 29 pontos, chegando a picos de 33, em alguns capítulos. Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na grande São Paulo. Os números ficaram dentro do patamar obtido pelas novelas anteriores, Cama de Gato e Paraíso.

O final guarda surpresas e será um reflexo da boa história contada. Nenhum dos vilões será punido com a morte. Os desfechos cômicos vão prevalecer. Sofia se casará novamente com o pai verdadeiro de Beatriz, Durvalino Batista. O humorista Agildo Ribeiro fará uma participação especial, interpretando o personagem. Já o final de Gilmar é mantido em segredo. A autora diz apenas que o vilão terá um final mais cômico do que trágico, dando uma boa rasteira no público. Judite, mesmo após o acidente que sofreu, não vai se redimir, e perderá a guarda dos filhos.

Também aguardado é o final de Daniel (Jayme Matarazzo). O garoto, que começou a novela como bom moço, se tornou amargo, invejoso e ciumento depois de morto e ameaça assassinar Viviane (Nathalia Dill) só para que ela se afaste de Ricardo (Humberto Martins). Apesar de não ter sido revelado, o provável desfecho do espírito deve envolver sua libertação dos maus sentimentos e a reencarnação no próprio filho.

Veja também:

Filme sobre Chico Xavier vai virar série na TV

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Apresentador pede demissão e pega emissora de surpresa

Categorias: Sem categoria

Marcelo Rezende fará reportagens especiais na Record

Quatro meses após estrear o programa Tribunal na TV, na Band, o jornalista Marcelo Rezende pediu demissão, pegando de surpresa a direção da emissora. A saída foi formalizada na terça, 21, após o apresentador assinar contrato com a Record. No canal do bispo Edir Macedo, Rezende vai comandar um quadro de reportagens especiais investigativas no Domingo Espetacular, com estreia prevista para novembro.

A saída do jornalista causou indignação na Band, já que a emissora fez grandes investimentos na atração apresentada por ele. No ar desde maio, nas noites de sextas, o programa mostrava julgamentos informais de casos de conflitos que não estivessem sob investigação policial ou em tramitação na Justiça. Para que o Tribunal da TV fosse ao ar sem nenhum problema, a Band adiou a estreia e, para agradar Rezende, alterou a previsão inicial do horário de exibição. O programa seria exibido à tarde, mas foi transferido para o horário nobre.

Desenvolvida com base em formatos de tribunais internacionais, a atração estreou como uma das apostas da emissora do Morumbi para a programação deste ano. Exibido nas noites de sexta, o programa marcava médias de 3 pontos de audiência na grande São Paulo, número três vezes maior do que registrava a atração anterior do horário, comandada por Adriane Galisteu. Apesar da contratação de Marcelo Rezende ter sido confirmada pela Record, a Band diz que o contrato, assinado em setembro de 2009, só vence daqui a um ano.

O jornalista tem mais de 30 anos de carreira. Apresentou o Linha Direta, na Globo. Na Record, esteve à frente do Cidade Alerta. Também passou pela RedeTV!, onde comandou o Repórter Cidadão.

Veja também:

Globo X Record: aperta disputa pela audiência

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

Rodrigo Faro surge como Madonna em programa de TV

Categorias: Sem categoria

Apresentador vai dançar músicas de Madonna no programa O Melhor do Brasil

Rodrigo Faro é um dos raros exemplos de artistas que passaram pela Rede Globo, tiveram boas oportunidades de mostrar o talento, mas alcançaram o auge do sucesso em outra emissora. Neste caso, a Record. O ator e apresentador comanda atualmente dois dos programas de maior repercussão da emissora paulista. Desde 2008 à frente de O Melhor do Brasil, ele conseguiu popularizar uma atração que, na época em que foi apresentada por Márcio Garcia, era bem mediana. Depois que passou a encarnar diversas figuras da música nacional e internacional, Faro deu vida ao quadro Vai dar Namoro. Nos melhores momentos, encarnou Lady Gaga (veja o vídeo), Beyoncé, Justin Bieber, Michael Jackson, a loira do Tchan e, agora, no próximo dia 25, Madonna.

É interessante notar que o quadro propriamente dito não é o que chama a atenção no programa, mas as performances de Rodrigo Faro. Um típico caso onde o apresentador é muito mais importante que os convidados. As transformações têm conferido à Record índices de audiência respeitáveis. Quando o apresentador faz o “dança, gatinho, dança”, os números sobem. No dia 18 de setembro, por exemplo, a média de audiência foi de 12 pontos ao longo de toda a sua exibição, entre 17h e 22h, mas, no horário do Vai dar Namoro, exibido entre 19h e 20h30, o Ibope marcou picos de 19. A atração só ficou atrás da Globo no ranking da audiência, no qual cada ponto equivale a 60 mil domicílios na grande São Paulo.

Ao comandar O Melhor do Brasil, Faro pode extrapolar e chamar toda a atenção pra si. No Ídolos, o segundo programa apresentado por ele, a postura é diferente, mais institucional, pois a atração exige que as estrelas sejam os participantes. Além disso, é preciso dividir a cena com os jurados, os artistas que, de fato, comandam o show.

Como a estratégia de extravasar vem dando certo, a Record incentiva Faro a ir cada vez mais fundo. Tanto que, para o próximo sábado, o apresentador contou com uma equipe de seis bailarinos, muita maquiagem e figurino especial para se transformar em Madonna. O apresentador vai dublar e dançar três sucessos da cantora: Like a Virgin, Music e Vogue.

http://www.youtube.com/watch?v=K0A2JLEO-yA

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

TV tudo

odiario.com 2010 - 2017 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda.