blogid == 71){ ?> audiência Archives - TV tudo

TV tudo

Publicidade

Encontro com Fátima Bernardes não agrada crítica de TV, mas vai bem em audiência

Categorias: Fátima Bernardes, Globo

Não foi bem aceita pela crítica a estreia do novo programa de Fátima Bernardes. A atração não agradou e recebeu adjetivos como “piegas”, “chata”, “fria” e “confusa”. No primeiro Encontro, fotos contaram a história da construção da equipe e da montagem do programa, do cenário, do figurino, do cabelo da apresentadora. A adoção foi o tema escolhido para o lançamento. Para tratar do assunto, o Encontro entrevistou mais de uma dezena de pessoas, contou com a participação do correspondente em Londres e foi até o Marrocos.

De acordo com Daniel Castro, do portal R7, nesse primeiro programa, Fátima Bernardes se comportou como a Oprah que a Globo quer que ela seja, uma habilidosa e carismática entrevistadora. A comparação com Oprah será mais evidente quando surgirem as edições focadas em dramas ou virtudes de celebridades.

Apesar do cenário que muda a cada assunto, a cenografia do Encontro é confusa. Há muita gente em volta de Fátima. E o telespectador tem de se esforçar muito para saber se a pessoa que está ao lado da apresentadora é um entrevistado, alguém do elenco ou simplesmente da plateia, um mero figurante.

Já Fabíola Reipert afirmou que, mesmo visivelmente perdida e sem entender o que era aquela confusão toda em seu programa, com um monte de gente no palco e pautas entediantes, o carisma de Fátima Bernardes foi a única coisa que se salvou na estreia do Encontro.

A divulgação massiva, entretanto, teve resultado. O programa estreou com 10 pontos no Ibope da Grande São Paulo, ficando três pontos acima do que marcava a TV Globinho. Além disso, a atração de Fátima deixou o Hoje Em Dia, da Record, com 5,6 pontos, mas ajudou o SBT a subir para o segundo lugar, com 7,3. Com o Encontro, a emissora de Sílvio Santos passou a ser a opção das crianças que querem assistir a desenhos animados.

Veja também:

Pedro Bial estreia novo programa na Globo em julho

Novo programa de Fátima Bernardes se chama Encontro e estreia em 25 de junho

Programa de Fátima Bernardes entra no lugar da TV Globinho

Record tem altos e baixos com audiência do Pan 2011

Categorias: Sem categoria

Exibido na TV aberta com exclusividade pela Record, os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, criaram um novo cenário na audiência das emissoras no último final de semana. Horários em que a Record jamais venceu a Globo tiveram médias maiores no Ibope. No entanto, foram decepcionantes momentos em que se esperavam picos de audiência.

É o que aconteceu com a abertura do Pan. Transmitida ao vivo na noite de sexta, 14, a cerimônia teve média de 8,4 pontos e ficou em segundo lugar. O índice foi 20% inferior ao obtido pelo canal nas quatro sextas anteriores (em que marcou 10,4).

Na faixa nobre do sábado, a situação também não foi boa. O Pan derrubou a audiência da Record e deu ao SBT a vice-liderança. Durante a noite, a emissora do bispo teve 9,5 pontos, contra 10,3 dos sábados anteriores. Exibido entre as competições esportivas, O melhor do Brasil de Rodrigo Faro caiu 15%, marcando 8 (em geral sua média é de 10).

Já no domingo, a situação mudou. Durante pouco mais de uma hora, a liderança em audiência foi da Record. Os picos de Ibope foram nas provas de natação com César Cielo, taekwondo com Diego Silva e as informações sobre o incidente envolvendo a jogadora de vôlei Jaqueline Silva, que bateu a cabeça em uma partida.

A maior diferença de audiência entre Globo e Record se deu às 11h52 de domingo, quando Globo marcou 7,2 pontos, exibindo Esporte Espetacular, e Record, 12,8 pontos. Na noite desta segunda-feira, 17, apesar de não ter ficado em primeiro lugar, a emissora oficial do Pan obteve picos de 15 pontos ao transmitir o jogo de vôlei feminino entre Brasil e Cuba.

Veja também:

Irritado, Datena manda uma ‘banana’ para a Record

Record anuncia como será a cobertura do Pan 2011

Guerra entre Globo e Record completa seis anos

Morte de Osama Bin Laden eleva audiência de telejornais

Categorias: Sem categoria

O anúncio da morte do terrorista Osama Bin Laden fez a audiência dos telejornais brasileiros subir, na noite de segunda-feira, 2 de maio. O líder da al-Qaeda foi morto em operação dos Estados Unidos, no Paquistão, na madrugada de domingo para segunda.

Praticamente todo dedicado ao assunto, o Jornal Nacional, da Globo, marcou uma de suas melhores audiências no ano: 37 pontos. O noticiário recrutou no ar todos os seus correspondentes para mostrar como os líderes internacionais estavam tratando a morte de Osama e recapitulou os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

Pelo Twitter, Willian Bonner, apresentador e editor-chefe do JN, comemorou a boa audiência. “Quando algo muito importante acontece, todo mundo se liga no Jornal Nacional. Obrigado, tropa. Vamos seguindo nessa cobertura histórica.”

Nas outras emissoras, o clima também foi de festa. O Jornal da Record, que costuma registrar entre 9 e 10 pontos, pulou para 12 pontos e foi vice-líder. O Jornal da Band, que tem média na casa dos 5 pontos, alcançou 7 pontos de ibope e o SBT Brasil marcou 5 pontos.

Os números de audiência são medidos na Grande São Paulo, cada ponto equivale a 58 mil domicílios.

Veja também:

Baixa audiência cria problemas nos bastidores de Morde & Assopra

Audiência do BBB 11 é a pior de todas as edições

‘Baixa’ audiência cria problema nos bastidores de Morde & Assopra

Categorias: Sem categoria

Cenas das personagens Hoshi e Keiko, gravadas no Japão, não foram levadas ao ar

Com audiência em queda, abaixo da casa dos 30 pontos, Morde & Assopra tem recebido atenção especial da direção da Globo. A novela, por enquanto, está com médias abaixo das registradas por Ti-ti-ti. Além disso, chegou a perder, em alguns dias, para Araguaia. Tradicionalmente, novela das seis registra pontuação menor no Ibope que trama das sete.

De acordo com Flávio Ricco, colunista do Uol, o clima nos bastidores não é dos melhores. Por causa da “baixa” audiência, o autor da novela, Walcyr Carrasco, decidiu fiscalizar a edição final dos capítulos. Essa é a primeira vez que Carrasco trabalha com o diretor Rogério Gomes, o Papinha, e pode estar havendo um conflito artístico entre os dois. Em novelas anteriores, como Caras e Bocas e Alma Gêmea, o autor trabalhou com Jorge Fernando.

Alguns profissionais da edição estariam insatisfeitos com a interferência de Walcyr Carrasco, mas outros setores entendem que o autor está fazendo a coisa certa. Quem teve ou tem acesso aos capítulos escritos e vê a novela percebe que cerca de 30% das cenas escritas e gravadas não foram exibidas, algo que prejudicou o entendimento de determinados personagens.

Segundo Flávio Ricco, informa-se também que quase 90% das externas realizadas em Tóquio, Nikko e no interior do Japão não chegaram a ser aproveitadas. Cenas importantes como a vida dura da decasségui Hoshi (Camila Chiba) nas ruas de Tóquio, e o encontro emocionado dela com a prima Keiko (Luana Tanaka) foram dispensadas ou picotadas ao máximo. Por causa disso, as reuniões se intensificaram nos últimos dias.

Além do problema na finalização dos capítulos, reclamações sobre a novela estariam partindo de parte do elenco. Há atores que, após pedirem muito e conseguirem o papel, estão insatisfeitos por estarem gravando poucas cenas. Como a novela está no início, é possível que o quadro ainda se reverta e o Ibope de Morde & Assopra se eleve.

Veja também:

Novela Morde & Assopra começa com terremoto no Japão

Suzy Rêgo volta às novelas da Globo pesando 80 quilos

Japão proíbe Globo de usar gravação feita em Tóquio para novela das sete

Audiência do BBB 11 é a pior de todas as edições

Categorias: Sem categoria

O apresentador Pedro Bial com a campeã, Maria, e o segundo colocado, Wesley

Mais uma edição do Big Brother Brasil chegou ao fim, com recordes de faturamento, mas com o registro de vertiginosa queda na audiência. O programa que deu a vitória para Maria, nesta terça-feira (29), registrou média de 29 pontos (medida na Grande São Paulo) e 49,1 % de share (participação no total de televisores ligados). O índice da despedida é bem inferior ao obtido na final da edição passada, em 2010, que marcou 40,6 pontos, com 64,1% de share.

Com isso, o BBB 11 fecha a temporada como a pior audiência do reality show. A final do BBB 9 foi de 40,8 pontos, com 61% de share, a do BBB 8, 45,6 pontos, a do BBB 7 49,9 pontos e a do BBB 6 foi de 51,8 pontos. O maior índice registrado numa final foi na primeira edição, vencida por Kléber Bambam: 59 pontos.

Apesar das seguidas quedas nos índices, a Globo encerra o programa com faturamento em alta e com a décima segunda edição já em produção. No dia 15 de abril, serão abertas as inscrições para o BBB 12. Desta vez, a produção irá fazer seleções por todo o país. O interessado em participar do reality show terá que preencher um formulário no site do programa. O formulário será analisado e, se interessar à equipe do BBB, o candidato será entrevistado pessoalmente quando a produção visitar a cidade.

A partir de maio, profissionais da Globo visitarão 11 municípios, onde os pré-selecionados serão entrevistados. O processo também servirá para montar o elenco de Hipertensão, que retorna no segundo semestre.

Veja também:

Ainda hoje audiência de Chaves é uma das maiores do SBT

Nova novela tem audiência menor que a do Jornal Nacional

Globo tem dificuldade em controlar Boninho, diretor do BBB

Rodrigo Faro surge como Madonna em programa de TV

Categorias: Sem categoria

Apresentador vai dançar músicas de Madonna no programa O Melhor do Brasil

Rodrigo Faro é um dos raros exemplos de artistas que passaram pela Rede Globo, tiveram boas oportunidades de mostrar o talento, mas alcançaram o auge do sucesso em outra emissora. Neste caso, a Record. O ator e apresentador comanda atualmente dois dos programas de maior repercussão da emissora paulista. Desde 2008 à frente de O Melhor do Brasil, ele conseguiu popularizar uma atração que, na época em que foi apresentada por Márcio Garcia, era bem mediana. Depois que passou a encarnar diversas figuras da música nacional e internacional, Faro deu vida ao quadro Vai dar Namoro. Nos melhores momentos, encarnou Lady Gaga (veja o vídeo), Beyoncé, Justin Bieber, Michael Jackson, a loira do Tchan e, agora, no próximo dia 25, Madonna.

É interessante notar que o quadro propriamente dito não é o que chama a atenção no programa, mas as performances de Rodrigo Faro. Um típico caso onde o apresentador é muito mais importante que os convidados. As transformações têm conferido à Record índices de audiência respeitáveis. Quando o apresentador faz o “dança, gatinho, dança”, os números sobem. No dia 18 de setembro, por exemplo, a média de audiência foi de 12 pontos ao longo de toda a sua exibição, entre 17h e 22h, mas, no horário do Vai dar Namoro, exibido entre 19h e 20h30, o Ibope marcou picos de 19. A atração só ficou atrás da Globo no ranking da audiência, no qual cada ponto equivale a 60 mil domicílios na grande São Paulo.

Ao comandar O Melhor do Brasil, Faro pode extrapolar e chamar toda a atenção pra si. No Ídolos, o segundo programa apresentado por ele, a postura é diferente, mais institucional, pois a atração exige que as estrelas sejam os participantes. Além disso, é preciso dividir a cena com os jurados, os artistas que, de fato, comandam o show.

Como a estratégia de extravasar vem dando certo, a Record incentiva Faro a ir cada vez mais fundo. Tanto que, para o próximo sábado, o apresentador contou com uma equipe de seis bailarinos, muita maquiagem e figurino especial para se transformar em Madonna. O apresentador vai dublar e dançar três sucessos da cantora: Like a Virgin, Music e Vogue.

http://www.youtube.com/watch?v=K0A2JLEO-yA

Siga o TV Tudo no twitter: @joarle

TV tudo

odiario.com 2010 - 2018 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda.