Mês: outubro 2013



Chapa 3 vence a eleição do DCE UEL

A chapa 3 – Necessidade e Vontade foi a grande vencedora da eleição para o Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Estadual de Londrina (UEL).  Do total de 2.965 estudantes que foram as urnas, 1.643 votaram na chapa 3, presidida pelo estudante de Medicina, Hugo Leme.  55% do total de votantes.

Em segundo lugar, ficou a chapa 4, da estudante de pedagogia Aline Morais, com 1.006 votos, 34%.

A chapa 2 – Vem toda UEL, teve 156 votos e a chapa 1 –Mobiliza UEL, cujo candidato é o atual presidente do DCE, Felipe Barros, fez 122 votos.

A votação ocorreu terça e quarta-feira em todos os centros da UEL.

O resultado foi conferido na página do facebook da chapa 3 – https://www.facebook.com/photo.php?fbid=615887151791210&set=a.611667322213193.1073741830.609263545786904&type=1&theater

Comente aqui


Zaqueu de Melo vence eleição CA de Direito

A chapa 1 – Zaqueu de Melo venceu a eleição para a nova diretoria do Centro Acadêmico de Direito da Unifil. A chapa liderada pelo estudante, Felipe Mellek, recebeu 184 votos, contra 125 votos da chapa 2 – Pedro Borges e 69 da chapa 3 – Acadêmico por Direito, que tinha entre seus componentes, o filho do reitor Eleazar Ferreira.

Segundo informou o emissário do blog, a eleição ocorreu normalmente até que o Emerson Petriv, conhecido como Boca Aberta, foi fazer boca de urna para a chapa 2 na entrada da Unifil e deu  a maior confusão, que só foi contida com a chegada da Polícia Militar.

1 Comentário


Lula e Dilma crescem em Londrina

Outra informação interessante da pesquisa Multicultural, foi  crescimento da intenção de votos em Lula e Dilma, ambos do PT, para presidente. Aliás somente os petistas cresceram e os demais mantiveram os mesmos patamares de 100 dias atrás.

Em 100 dias, Lula cresceu de 8% para 13,5% na vontade dos londrinenses e a atual presidente, cresceu de 6,5% para 14,5%.

Serra se  manteve no mesmo patamar com 15,5%, Aécio passou de 10% para 11%,Marina de 8% para 9% e Eduardo Campos de 2,5% para 2% .

Comente aqui


Aprovação da presidente Dilma aumentou em Londrina

A presidente Dilma Rousseff aumentou o número de londrinenses que aprovam o seu governo, nos últimos100 dias. Segundo a pesquisa Multicultural, 30,5% dos londrinenses consideram ótimo-bom o governo federal. Em 200 dias, este percentual era de 21,5%.

Aumentou o número de pessoas que consideram o governo regular. De 20% há 200 dias, hoje há 37% de pessoas que acham o governo Dilma regular.

E caiu a rejeição. De 54% que achavam ruim-péssimo o governo há 200 dias, hoje caiu para 27%. Ou seja, reduziu em 50%.

Comente aqui
 

Avaliação de Kireeff teve nova queda

A nova pesquisa do Instituto Multicultural, divulgada hoje pela rádio Paiquerê AM, mostrou que a avaliação  do governo Kireeff teve mais uma queda. Pequena mais teve. Segundo a população ouvida pela pesquisa sobre os 300 dias da administração Kireff, 56,5% disseram que aprovam o que foi feito na cidade até agora. Foram ouvidas 602 pessoas, no período de 25 a 29 de outubro de 2013, na zona urbana e rural do município de Londrina.

Na pesquisa dos 200 dias, do mesmo Instituto, 60% aprovavam o governo. Em 100 dias, a aprovação estava em 77%.

A nota dos 300 dias dada pela população foi 6. A mesma dos 200 dias. Menor do que em 100 dias, que foi 6,5.

 

 

1 Comentário


Eleição também no CA de Direito Unifil

A quarta-feira, 30 de outubro, será um momento especial para o movimento estudantil universitário em Londrina. Além do DCE da UEL, também tem eleição do Centro Acadêmico (CA) de Direito da Unifil. A concorrência é grande e 3 chapas disputam o pleito.

A chapa 1 que é denominada Zaqueu de Melo, tem como candidato a presidente, Felipe Mellek. A chapa 2 – Pedro Borges é liderada por Angelo Barreiro Júnior e a chapa 3 – Acadêmicos por Direito,  tem a estudante Laylla Kessy de Souza como presidente.

O detalhe nesta disputa, é que na chapa 3, o filho do reitor da Unifil, Eleazar  Ferreira, Eleazar Júnior concorre a tesoureiro do CA.

 

Comente aqui


Eleição do DCE da UEL

O tempo deve estar quente na Universidade Estadual de Londrina com a eleição para a nova diretoria do Diretório Central dos Estudantes (DCE).

Há  tempos não se via tanta disputa. Quatro chapas querem o diretório.

A Chapa 1 – Mobiliza UEL é liderada pelo atual presidente do DCE, o estudante de Direito, Felipe Barros.

A Chapa 2 – Vem toda UEL tem como candidata a presidente a estudante Jaqueline Sorprezo, de Ciências Sociais.

A chapa 3 – Necessidade e Vontade, tem como presidente Hugo Leme, do 4º ano de Medicina. Fazia tempo que um estudante de medicina não encabeçava uma chapa para o DCE.

A chapa  4 – Desamarrando Laços liderada pela estudante de pedagogia Aline Morais.

A votação ocorre hoje e amanhã. A sorte está lançada. Vamos ver quem agarra!

Comente aqui


Aconteceu em 29 de outubro

1918: Os marinheiros da frota de guerra alemã se rebelaram contra a guerra e o kaizer. O motim precipitou o fim da 1ª Guerra e da monarquia.

1924: As tropas de São Luís, Uruguaiana e São Borja somaram-se ao levante tenentista de Prestes no RS.

1929: 3ª Feira Negra. Crack da Bolsa de Nova York deflagrou a Grande Depressão.

1931: Revolta do 21º BC, Recife. Choques, 50 mortos. O interventor de PE fugiu.

1945: Golpe militar depôs Getúlio Vargas, que se auto-exilou em São Borja, RS, e empossou José Linhares, do STF.

1963: Começou a greve dos 700 mil em SP, envolvendo 78 sindicatos. Obtiveram aumento salarial de 80%, mas não sua reivindicação central, a unificação das datas-base.

1963: Proposta de estado de sítio, feita por Jango mas combatida à esquerda e à direita, não passou no Congresso.

1979: Greve geral dos metalúrgicos de São Paulo e Guarulhos, declarada ilegal.

1985: 10 mil sem-terra ocupam a fazenda Annoni, em Sarandi, RS, há 13 anos em desapropriação.

1990: Assassinado em Barra do Garças, MT, o cacique Xavante Celestino.

1991: Demarcadas 71 áreas indígenas (110 mil km2, 48 mil hab).

1991: Greve geral de 300 mil metalúrgicos de S. Paulo, Osasco e Guarulhos.

1992: Ieltsin proibiu a recém-criada Frente de Salvação Nacional da Rússia, ligada ao PC, mas esta rejeitou a proibição.

1998: A Comissão Verdade e Reconciliação conclui seu relatório sobre os crimes do regime racista sul-africano.

Comente aqui


Aconteceu em 28 de outubro

1918: A Tchecoslováquia declarou-se independente do agonizante Império Austro-Húngaro.

1919: Empastelado o jornal anarco-sindicalista A Plebe, de espírito de classe a toda prova. O ataque teve a participação ostensiva dos órgãos de repressão.

1924: O capitão Luís Carlos Prestes Prestes liderou levante tenentista no RS, com centro em Santo Ângelo, em apoio aos tenentes de SP.

1928: Os comunistas Otávio Brandão e Minervino Oliveira elegeram-se intendentes (vereadores) do Rio pelo Bloco Operário e Camponês (a Câmara tinha 12 cadeiras).

1937: Presa no Ceará, a escritora Rachel de Queirós, na época ligada ao PCB.

1962: Com o recuo de Kruschev face aos EUA, encerrou-se a crise dos mísseis em Cuba, iniciada dia 22.

1966: Lançada no Rio a Frente Ampla, antiditadura, unindo Lacerda, Goulart e JK.

1983: Quebra-quebra de trens em S. Paulo

Comente aqui