Má notícia para Beto: auditor piloto se entregou para a Polícia

Análise do jornalista Fábio Silveira

Embora comemorada por assessores palacianos, a carnificina do Centro Cívico é uma má notícia para o governador Beto Richa (PSDB), pois contribui para derreter ainda mais o seu já reduzido capital político. Mas as más notícias não ficam por aí. A prisão do co-piloto Márcio de Albuquerque Lima, que se entregou ontem para a polícia, depois de 40 dias foragido, podem complicar um pouco mais a situação para o governo. Lima é amigo e companheiro de Richa em provas de automobilismo. Em julho do ano passado ele ascendeu ao cargo mais importante na fiscalização da Receita Estadual.

Para o Gaeco, Lima é também o líder da “organização criminosa” que funcionava na Delegacia da Receita Estadual de Londrina e a sua ascensão profissional turbinou a ação do grupo. A partir da prisão dele pode ser possível avançar nas investigações no que diz respeito ao “lastro político” que garantia a impunidade dos auditores. O que pode ser mais motivo para dor de cabeça.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.