Mês: fevereiro 2017



Assaí já sente saudade da gestão de Luiz Mestiço

Terça-feira de Carnaval, 28º dia do mês de fevereiro, marcando o encerramento do segundo mês das novas administrações municipais. Já se passaram quase 60 dias e a contar da visão de alguns leitores do blog, tem prefeito que está mal avaliado e fazendo a população sentir saudade do anterior.

Estou me referindo, especificamente, ao município de Assaí, a 46 quilômetros de Londrina.

Um leitor do blog, enviou no email, um Jornal com as realizações do prefeito Luiz Vicente Mestiço e escreveu que está com saudade, porque nos últimos quatros anos, a cidade teve importantes investimentos em infra-estrutura, asfalto, educação, cultura, esporte e principalmente na área da saúde, com a municipalização do hospital.

Inclusive quem quiser ver o jornal enviado pelo leitor, é só clicar JORNAL METROPOLITANO 03.

Luiz Mestiço recebendo do presidente da ALEP, Ademar Traiano, um dos vários prêmios recebidos pela boa gestão a frente da Prefeitura de Assaí

 

Comente aqui


Justiça inocenta o ex-vereador Tito Valle

Informa a jornalista Loriane Comeli, que em sentença proferida na última sexta-feira (24), o juiz da 2ª Vara Criminal de Londrina, Delcio Miranda da Rocha, absolveu o ex-vereador Tito Valle da a acusação de concussão. Segundo a denúncia, ele teria exigido parte do pagamento de assessores comissionados quando era vereador em Londrina (2009-2012). Também era acusado o ex-chefe de gabinete do então vereador.

O valor exigido teria sido de R$ 300 e de R$ 200, em duas diferentes oportunidades, e de dois assessores, sob condição de que se não pagasse, não permaneceriam nos cargos. Um dos assessores já faleceu. O outro não confirmou a versão inicialmente prestada ao Ministério Público, autor da denúncia.

O ofendido (…), ouvido em Juízo, retratou-se parcialmente do que afirmou por ocasião da fase investigativa, dizendo que doou voluntariamente R$ 300,00 a um fundo para cobrir despesas contraídas pela campanha do acusado Martiniano do Valle Neto. Ademais, negou que tenha sido dele exigido valores oriundos de sua nomeação como assessor legislativo”, escreveu o juiz.

Sem outras provas, o magistrado concluiu pela absolvição dos acusados. “Não há elemento probatório que indique expressamente que os réus exigiram, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida.”

Pelos mesmos fastos, Tito Valle foi acusado de improbidade administrativa, ação que foi julgada improcedente pelo juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Emil Tomás Gonçalves, em novembro de 2015.

O MP não recorreu, com o argumento de que a ação “estava alicerçada em depoimentos de duas testemunhas, fundamentais para comprovação dos atos ímprobos imputados na petição inicial, haja vista que o crime praticado no caso, ocorreu na clandestinidade…” e uma dessas testemunhas faleceu e a outra confirmou apenas parcialmente o que havia declarado inicialmente.

Comente aqui


Atletiba terá transmissão inédita pelas redes sociais

Clássico entre Atlético Paranaense e Coritiba será transmitido ao vivo pelo Facebook e YouTube nesta quarta-feira, 1º, a partir das 20 horas, direto da Arena da Baixada, em Curitiba; inédita transmissão pelo YouTube e Facebook representa um duro golpe contra o monopólio da Rede Globo, que no último domingo, 19, conseguiu embargar a transmissão online do clássico por meio da Federação Paranaense de Futebol.

Comente aqui


Mais de 200 lixões em Londrina e 7 mil caminhões para limpá-los

O prefeito Marcelo tem discutido com a população os problemas de Londrina por meio do seu perfil no Facebook.  Já falou do mato alto, do buracos nas ruas e no domingo, repercutiu o descarte irregular de lixo.  Os lixões a céu aberto.

É uma situação grave. Em resumo, são mais de 200 pontos em toda a cidade. São necessários mais de 7 mil caminhões caçamba  para retirada. Porém não há local para destinar este lixo, que se encontra misturado (orgânico, rejeito, reciclado, pneus, entre outros).

Confira o que escreveu o prefeito Marcelo:

LIXÕES A CÉU ABERTO!!!Terminamos estudo sobre pontos de descarte irregular em Londrina. São cerca de 200 áreas como essas das fotos. Pra vocês terem uma idéia da gravidade, são necessários 7000 (sete mil) caminhões caçamba pra retirar todo esse entulho.

É uma situação muito grave porque esses locais viram foco de dengue, junta ratos, baratas, cobras, sapo, escorpião, todo tipo de animais e problemas…

E esse é só o começo do problema… se retirarmos dali os entulhos não tem lugar pra levar, a lei não nos permite levar para o CTR (Central Tratamento Resíduos), também não pode queimar porque é crime ambiental.

Eu acredito que muitos que descartam objetos nesses locais até sabem que não é correto, mas também não tem opção porque essa questão nunca foi tratada de frente pelo poder público e não lhes foi dado opção adequada.

Pra encontrar a solução de um problema precisamos 1º saber a real dimensão dele e as soluções possíveis.

Por isso, agora que finalizamos todo levantamento, estamos criando um grupo técnico de trabalho para construirmos uma solução, tanto para o imediato (limpeza dessas áreas) e também pra encontrar a solução definitiva pra que esses lixões não voltem a se formar.

Vamos precisar também da ajuda de todos, primeiro pra resolver o problema. Depois pra não deixar formar novamente esses lixões. JUNTOS SOMOS MUITO MAIS FORTES!!!

Planejamento, metas e trabalho, muito trabalho… só assim vamos conseguir resolver essa e tantas outras demandas da nossa cidade.

Voltaremos a falar sobre esse assunto. Bom final de domingo e início de semana a todos!!!

1 Comentário


Coleta do lixo está normal e trabalhadores vão aguardar o resultado do edital

As TVs Tarobá e Massa noticiaram a pouco, que os trabalhadores da coleta de lixo saíram para o trabalho normalmente hoje.

Pela manhã, os coletores reuniram se com a presidente do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Londrina (Siemaco-LD), Izabel Aparecida de Souza, o advogado da Feacospar/Siemaco-LD, Flávio Petrilo; e o represente dos trabalhadores, Edson Gregório, que foram apresentar o resultado da reunião que tiveram na última sexta-feira na Prefeitura.

Na oportunidade, estiveram reunidos na Secretaria Municipal de Governo, representantes da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), da Procuradoria-Geral, da Controladoria-Geral do Município e da Federação dos Empregados em Empresas de Asseio do Estado do Paraná (Feacospar/Siemaco-LD), tratando do edital da coleta de lixo.

Durante o encontro, o governo municipal defendeu que o edital de licitação da coleta de lixo, que foi discutido com a participação de representantes do Observatório de Gestão Pública, do Conselho Municipal de Transparência e da Universidade Estadual de Londrina (UEL), necessariamente tem que levar em consideração a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e não um acordo específico dos trabalhadores com uma determinada empresa.  

Ainda na reunião, os representantes da administração municipal, com a anuência do prefeito Marcelo Belinati, pediram um voto de confiança aos representantes dos trabalhadores e assumiram o compromisso de trabalhar para que sejam mantidos todos os atuais direitos dos trabalhadores.

O novo edital de licitação para a contratação do serviço de coleta de lixo em Londrina foi publicado na última sexta-feira, no Jornal Oficial do Município e no Diário Oficial do Estado e a abertura dos envelopes com as propostas e a documentação das empresas está programada para ocorrer no próximo dia 10 de março, às 9h. O pagamento pelo serviço será por tonelada coletada, sendo que o teto de remuneração para cada mil quilos recolhidos é de R$ 118,69.

Com a decisão de hoje, os trabalhadores mostram que vão aguardar o resultado do edital e negociar com a nova empresa o acordo coletivo.

Comente aqui


Carnaval das Marchinhas em Londrina

Para quem está em Londrina e curte o Carnaval, uma boa opção é o  “Carnaval das Marchinhas”, que tem como repertório principal marchas e sambas de carnavais antigos, principalmente das décadas de 20 a 60.

Neste domingo, é a partir das 18h, no Country Club. Amanhã é na sede da Alma Brasil a partir das 16h e na terça-feira de carnaval, dois horários: as 14h na Padaria do Samba e as 18h no Aterro do Igapó. Os detalhes da programação está no material de divulgação.

Comente aqui


Delegado da Polícia Federal é preso em operação contra corrupção

Fonte: MASSA NEWS

A Polícia Federal deflagrou hoje (25) a “Operação Corrumpere” para desarticular uma organização criminosa composta por um delegado de Polícia Federal de Londrina, e o proprietário de uma empresa de segurança privada da cidade.

Cerca de 40 policiais federais cumpriram 6 mandados judiciais, sendo 2 de prisão preventiva, 4 de busca e apreensão, expedidos pela Vara Federal Criminal de Londrina.

Sandro Vianna, delegado da Polícia Federal em Londrina há 20 anos, estaria exigindo propina no valor de R$ 35 mil para arquivar um processo de um crime cometido em 2015. O empresário Clodoaldo Pereira dos Santos, conhecido como “Tigrinho”, seria o intermediário das negociações. As prisões foram efetuadas pela corregedoria da Polícia federal de Brasília na manhã de hoje. A polícia afirmou que já tinha o mandado de prisão expedido há alguns dias, mas esperou para efetuar a prisão em flagrante. No momento em que a polícia chegou, o delegado e o empresário dividiam o valor da propina em um supermercado da cidade. Com Vianna foram encontrados R$ 20 mil e com Clodoaldo R$ 15 mil.

Os presos, na medida de suas participações, poderão responder pelos crimes de corrupção passiva, organização criminosa e peculato. Eles serão transferidos para Brasília, no Distrito Federal, e o delegado pode perder o cargo.

 “Operação Corrumpere”

Segundo a polícia, o nome escolhido “é uma referência ao ato de corromper que causa a destruição das instituições públicas, maculando a estrutura de um país, causando em última instância prejuízos incalculáveis à nação”. Será concedida entrevista coletiva na tarde deste sábado na Polícia Federal, em Londrina, onde serão repassadas mais informações sobre a investigação.

Delegado Sandro Viana e empresário "Tigrinhos" presos na Operação Corrumpere

Delegado Sandro Viana e empresário “Tigrinho” presos na Operação Corrumpere

Comente aqui


Prefeito Marcelo avança com o “Destrava Londrina”

Informou o NCOM, que a Prefeitura de Londrina conta, desde o mês de janeiro, com a Comissão Permanente de Revisão e Desburocratização dos Processos e Procedimentos Administrativos. A iniciativa, instituída através do Decreto nº 126, tem como objetivo coordenar e promover atividades de organização, que promovam melhoria da gestão, e a desburocratização de procedimentos e rotinas administrativas do Município.

A comissão é formada por representantes do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (Ippul), e secretarias municipais de Obras e Pavimentação, Ambiente, Fazenda e Governo. Os encontros são semanais, e participam cerca de vinte servidores em cada reunião. Presidida pelo presidente da Codel, Nado Ribeirete, a comissão deverá entregar, na próxima semana, um relatório detalhado ao prefeito de Londrina, Marcelo Belinati.

Segundo Ribeirete, o documento vai conter um plano de ação, produzido a partir do levantamento de dificuldades e problemas, e também das soluções que podem ser aplicadas. “São medidas que nomeamos em curto, médio e longo prazo. As de curto prazo abordam as mudanças de procedimento interno e as de médio prazo, envolvem a elaboração e publicação de decretos. Já as medidas de longo prazo envolvem mudanças na legislação”, explicou.

Além dos representantes das secretarias e órgãos municipais, a Comissão de Revisão e Desburocratização conta com apoio do Sebrae Londrina. “Eles nos auxiliam diretamente na parte de gestão. Podemos dizer que o principal objetivo desse trabalho é dar celeridade nos processos da Prefeitura e, com isso, melhorar os procedimentos e a arrecadação do Município”, destacou o presidente da comissão.

Dentre as competências da Comissão de Revisão e Desburocratização, está a revisão de legislações referentes a alvarás e licenças, para aumentar a transparência do serviço público e otimizar as ferramentas de planejamento urbano.

Ribeirete afirmou ainda que a comissão inicia, agora, a sua segunda fase. “Essa etapa contempla a continuidade da comissão. Ao longo das reuniões, tivemos grandes ideias, com foco em resolver o anseio da população. Nossa previsão é que, muito breve, seja criada uma área onde o contribuinte dará entrada em suas solicitações para obter o protocolo de atendimento. A nossa expectativa é que a centralização do atendimento evite a peregrinação em várias secretarias ou órgãos, como tem ocorrido atualmente”, frisou.

Comente aqui


Aguinaldo Ribeiro será novo líder do governo na Câmara dos Deputados

O Palácio do Planalto anunciou que o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) vai assumir a liderança do governo no lugar de André Moura (PSC-SE). Por meio do porta-voz da Presidência, Alexandre Parola, Temer agradeceu o compromisso de André Moura e disse que o novo líder continuará defendendo a agenda de reformas implementada pelo governo.

Brasília- Deputado Aguinaldo Ribeiro fala durante a sessão para votação da autorização ou não da abertura do processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, no plenário da Câmara dos Deputados. (Marcelo C

“O presidente expressa seu agradecimento pela capacidade de negociação e liderança política manifestada pelo deputado André Moura, atributos que contribuíram para as expressivas vitórias alcançadas pelo governo na aprovação de medidas na Câmara dos Deputados. O novo líder dará continuidade ao relevante papel desempenhado até aqui pelo deputado André Moura, de Sergipe, na defesa da ambiciosa agenda de reformas que é tão necessária à retomada do crescimento do país”, disse Parola sobre a liderança de Aguinaldo Ribeiro.

Após o briefing, o Planalto divulgou uma mensagem enviada por Temer a André Moura, agradecendo ao parlamentar pelo trabalho e dizendo que o convocará “muitas vezes a cumprir tarefas importantes para o governo brasileiro”.

Deputado federal em segundo mandato, Aguinaldo Ribeiro foi ministro das Cidades no primeiro mandado da presidenta Dilma Rousseff por indicação do PP. Provindo de uma família de políticos da Paraíba, o novo líder foi eleito três vezes deputado estadual e ocupou diferentes cargos no primeiro escalão do estado e da capital, João Pessoa.

Comente aqui


Yunes: Temer sabia de tudo e propina da ODEBRECHT pagou 140 deputados

247 – O empresário José Yunes decidiu disparar um tiro no peito de Michel Temer, seu parceiro e melhor amigo há várias décadas.

Mais do que simplesmente delatar Eliseu Padilha (saiba mais aqui), ministro da Casa Civil que acaba de pedir licença do cargo, ele afirmou que Temer sabia de tudo.

Em entrevista ao jornalista Lauro Jardim, Yunes afirmou que Temer, seu melhor amigo, tem conhecimento de que ele foi usado como “mula” por Eliseu Padilha, ministro da Casa Civil – “mula” é um termo do tráfico de drogas que designa a pessoa usada para transportar drogas para terceiros.

Na entrevista, Yunes disse ter recebido Lúcio Funaro em seu escritório, a pedido de Padilha. No encontro, Funaro lhe contou que estava financiando 140 deputados para garantir a eleição de Eduardo Cunha à presidência da Câmara dos Deputados.

“Contei tudo ao presidente em 2014. O meu amigo Temer sabe que é verdade isso. Ele não foi falar com o Padilha. O meu amigo reagiu com aquela serenidade de sempre. Eu decidi contar tudo a ele porque, em 2014, quando aconteceu o episódio e eu entrei no Google e vi quem era o Funaro, fiquei espantado com o ‘currículo’ dele. Nunca havia conhecido o Funaro”, disse Yunes a Jardim.

Segundo Yunes, Funaro afirmou que estava em curso uma estratégia para eleger uma bancada fiel a Cunha, para conduzi-lo à presidência da Câmara. “Ele me disse: ‘A gente está fazendo uma bancada de 140 deputados, para o Eduardo ser presidente’. Perguntei: ‘Que Eduardo?’. Ele respondeu: ‘Eduardo Cunha'”.

Yunes decidiu falar depois que apareceu nas delações da Odebrecht. De acordo com o delator Cláudio Melo Filho, da propina de R$ 11 milhões acertada com Temer, R$ 4 milhões foram entregues no escritório de Yunes. Por isso mesmo, ele se antecipou e procurou também o Ministério Público para dar sua versão dos fatos.

Tais recursos foram acertados num jantar entre Michel Temer e Marcelo Odebrecht, no Palácio do Jaburu, em 2014, com a presença de Padilha. O dinheiro saiu do departamento de propinas da empreiteira e ajudou a bancar a eleição de Cunha para a Câmara. Uma vez eleito presidente, Cunha passou a sabotar o governo da presidente eleita Dilma Rousseff e aceitou um pedido de impeachment sem crime de responsabilidade, abrindo espaço para que Temer chegasse ao poder.

Comente aqui