Mês: janeiro 2018



Prefeitura de Londrina libera obras do lote 4 do Arco Leste nesta quinta-feira

A Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação de Londrina libera nesta quinta-feira (1º), a partir das 9h, as obras do Lote 4 do Arco Leste para o tráfego. O trabalhos compreendem a extensão da pista duplicada da Avenida das Américas até a Rua Charles Lindemberg, em um trecho de aproximadamente 150 metros – no Vale do Cambezinho –, o recape asfáltico da Charles Lindemberg até a ponte da Rua Amélio Viecelli, e a extensão da Rua Capitão João Busse a Avenida das Américas.

A liberação será realizada com a retirada dos obstáculos que impedem o acesso dos veículos pelo local. Foram realizados nos últimos dias o recapeamento, sinalização horizontal e vertical e a iluminação pública do trecho.

A CMTU fez no início da semana, a sinalização viária do prolongamento da Charles Lindemberg, via que acessa a avenida das Américas – trecho 4 do Arco Leste

Comente aqui


Pequenos sinais

No meio político alguns sinais ou pequenos gestos dizem mais que mil palavras. Um dos participantes da cerimônia de repasse de recursos extra do ICMS aos Municípios percebeu que Richa citou em seu discurso ao menos quatro vezes a vice, Cida Borghetti. Expressões como “Eu, a Cida e a nossa equipe” ou “Eu e a Cida” foram ouvidas por um público formado por prefeitos, vice-prefeitos e vereadores de todas as regiões.

Comente aqui


Despenca tiragem impressa dos maiores jornais do País

Os principais jornais diários do Brasil registraram em 2017 quedas que 146.901 exemplares impressos na circulação média diária para 11 dos principais veículos nacionais. De 2015 a 2017, a redução na circulação média diária impressa foi de 520 mil exemplares. As informações são de levantamento do site Poder 360.

Segundo os dados, em dezembro de 2014, a tiragem impressa total desses 11 diários era de 1.256.322 exemplares em média por dia. Em dezembro de 2017, o número havia caído para 736.346 –o equivalente a uma redução de 41,4%.

Este levantamento considera, em ordem de tiragem impressa, Super Notícia(MG), Globo (RJ), Folha (SP), Estado (SP), Zero Hora (RS), Valor Econômico (SP), Correio Braziliense (DF), Estado de Minas (MG), A Tarde (BA) e O Povo (CE).

De acordo com tabela sobre a queda de tiragem e de assinaturas digitais, elaborada pelo site do jornalista Fernando Rodrigues, entre assinaturas digitais e impressos, os jornais perderam 488.280 assinantes no período de três anos.

Super Notícias (MG), foi o que mais diminuiu em números absolutos: 127.510 (36,7%). Em seguida a Folha (SP), que perdeu 90.926 assinaturas do impresso (23,1%). O Globo (RJ) foi o terceiro que mais definhou, 74.363 assinantes (31,1%)

A Gazeta do Povo (PR) parou de circular em versão impressa diária em 2017 –no início do ano passado sua circulação média era de apenas 26,6 mil exemplares por dia.

Os dados utilizados neste post são do Instituto Verificador de Circulação (IVC), que faz a auditoria das tiragens dos jornais citados.

Nos últimos 3 anos, de 2015 a 2017, os 11 jornais brasileiros registraram um aumento modesto na venda de assinaturas digitais. O saldo é positivo, mas de apenas 31.768 cópias.

 

Comente aqui


Acesf teve avanços e realizou diversas melhorias em Londrina em 2017

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf) teve, em 2017, um ano de importantes avanços e realizações que fortaleceram e ampliaram a atuação do órgão na cidade. Desde o início da gestão do prefeito Marcelo Belinati, em janeiro do ano passado, a Acesf reorganizou as estratégias de trabalho, otimizou a aplicação de recursos próprios e conseguiu implementar diversas mudanças que estão colaborando para a melhoria de sua estrutura interna e da qualidade dos serviços que são oferecidos à comunidade. Nesta quarta-feira (31), o superintendente da autarquia municipal, Douglas Pereira (Tio Douglas), divulgou um balanço de 2017, com informações sobre esse processo de transformação do órgão e as ações que foram desenvolvidas.

pergolado.acesf.foto Alfredo Bela.2Nos últimos 13 meses, todos os cinco cemitérios municipais da área urbana de Londrina, bem como os oito cemitérios distritais, administrados pela Acesf, foram contemplados com diversas melhorias que ajudaram a tornar os espaços mais adequados e confortáveis para receber as famílias e visitantes. Os trabalhos incluíram obras, reformas estruturais, adequações e reparos como pintura de muros e outras áreas, limpeza interna e externa, novas instalações, poda e erradicação de árvores, plantio de flores, instalação de poços de monitoramento de água, ações de combate à dengue, entre outros.

As capelas mortuárias da área urbana e rural também passaram por revitalização com melhorias no sistema de iluminação, adequação de calçadas, limpeza e pintura, reforma de banheiros, entre outras mudanças. Em 2017, a Acesf fez adequações em sua sede administrativa, melhorando as instalações de atendimento aos familiares. Também firmou várias parcerias com outras secretarias municipais e órgãos de diferentes segmentos, visando ampliar os serviços e promover novas atividades, além de oferecer treinamentos para servidores e fazer reuniões para melhorias no serviço funeral e atividades institucionais.

Segundo Tio Douglas, que assumiu a direção da Acesf em janeiro de 2017, o balanço das ações é muito positivo e todas as melhorias e novas atividades que estão sendo realizadas pelo órgão são reflexo de um planejamento que buscou sempre valorizar os servidores e trazer soluções criativas com ideias práticas para resolver os problemas identificados. “É função do gestor municipal fazer o melhor e encontrar as soluções para as demandas da sociedade. Sou grato pela oportunidade e a autonomia que o prefeito Marcelo me deu para realizar este trabalho. É perceptível que a Acesf teve um grande crescimento no último ano, quando foi possível obter melhorias para a parte administrativa, criar novas parcerias, ampliar os serviços e melhorar a estrutura de cemitérios e capelas para melhor atender a população”, afirmou.

CemiterioSaudadeVHPO superintendente ainda frisou que, além das mudanças implementadas pela Acesf para trazer mais qualidade aos serviços, outro fator importante neste último ano foi a busca para melhorar a imagem institucional do órgão perante a sociedade. “Estamos conseguindo, aos poucos, fazer com que a Acesf fique mais próxima das pessoas com atuações positivas, como ações sociais, campanhas de arrecadação, doações de vasos feitos com materiais recicláveis junto às crianças das escolas de Londrina, além das parcerias com instituições de ensino e outros órgãos envolvidos com trabalhos em prol da comunidade”, disse.

Cemitérios – O Cemitério São Pedro, um dos mais antigos de Londrina, localizado na região central, recebeu serviços de pintura do cruzeiro e da praça interna, podas e levantamento de saias das árvores, e instalação de câmera de vídeo para monitoramento do local com apoio da Secretaria Municipal de Defesa Social. O muro do cemitério passou a ter um visual mais agradável após a grafitagem feita por vários artistas da cidade, durante um evento que ocorreu em parceria com as secretarias municipais de Cultura e Assistência Social. Parte do muro do São Pedro foi reconstruída após a queda de um trecho de 25 metros, em dezembro, ocasionada pelas fortes chuvas que afetaram a cidade.

Na região norte, o Cemitério Jardim da Saudade, o maior municipal de Londrina, teve melhorias significantes como a pavimentação da área do conjugado, reconstrução do muro, plantio de grama entre os jazigos, construção de um pergolado com jardim para melhor acomodar os visitantes, calçamento do setor administrativo e pavimentação das ruas internas do cemitério. Também foram realizadas obras no depósito de resíduos, sistema de escoamento e drenagem de água pluvial, recuperação de parte do muro, troca de portões e início da construção da área do ossário. Em parceria com a UEL, mais de 200 orquídeas foram plantadas no cemitério.

Nos cemitérios municipais João XXIII (região central), Padre Anchieta e São Paulo (região leste), a Acesf também promoveu adequações diversas, incluindo instalação de caixas d’água, adequação de calçadas, pintura de muro e poda de árvores, entre outros trabalhos. Também foram contemplados com uma série de melhorias os cemitérios distritais de Irerê, Heimtal, Paiquerê, Maravilha, Warta, São Luiz, Lerroville e Guaravera.

Várias capelas mortuárias, da área urbana e rural, passaram por revitalização com melhorias no sistema de iluminação, adequação de calçadas, limpeza e pintura, reforma de banheiros, entre outras mudanças. Em Lerroville, por exemplo, a capela foi 100% ampliada.

acesf.vazos.ARQUIVO.POs cinco cemitérios municipais da área urbana ganharam poços monitoramento de água que foram adquiridos pela Acesf. Cada local recebeu dois poços. Junto ao consórcio de asfalto Cindepar, a Acesf fez a reserva de R$100 mil para serviços de pavimentação e recape asfáltico.

Ideias criativas – O reaproveitamento de materiais foi um dos focos trabalhados pela autarquia durante o ano passado. Um dos exemplos é a iniciativa “Londrina Mais Flores”, idealizada pela Acesf, por meio da qual materiais recicláveis e orgânicos, que seriam descartados nos lixos dos cemitérios, passaram a ser transformados em vasos de flores em ações educativas e de empreendedorismo com crianças da rede municipal de ensino para o incentivo à sustentabilidade ambiental. O projeto foi o único de Londrina indicado para participar do V Prêmio Gestor Público Paraná (PGP/PR) de 2017, organizado pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (SINDAFEP). Na ocasião, recebeu um certificado de reconhecimento pelo bom serviço executado.

A Acesf distribui, mensalmente, 20 mil vasos de flores, que chegam à UEL, Iapar e às escolas da rede municipal. Este projeto conta com apoio da Secretaria Municipal de Educação, da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e do Instituto Agronômico do Paraná (lAPAR).Também prestam suporte o Patronato Penitenciário de Londrina, Rotary Club, Cáritas e outros parceiros.

Reaproveitando madeiras que foram descartadas no IBC, a Acesf construiu pergolados em cemitérios e capelas mortuárias para receber e acomodar os visitantes. Os materiais também foram utilizados para a adequação e modernização visual da sede administrativa da Acesf, na região central de Londrina.

mutirão.acesf.DPMutirões – Várias das ações ocorreram por meio dos mutirões de serviços, que foram uma das estratégias repaginadas pela Acesf e ampliadas, desde janeiro de 2017, para melhorar a manutenção dos cemitérios. As atividades foram realizadas por servidores do órgão e, em várias etapas, contaram com o apoio do Patronato Penitenciário de Londrina (PLDA), que é parceira do Município e disponibiliza mão de obra para os trabalhos com pessoas que estão em penas alternativas, tendo como contrapartida a redução da pena e a inclusão social. Outro parceiro das ações é o Tiro de Guerra de Londrina.

Atendimentos – Em 2017, a autarquia realizou um total de 6.106 atendimentos diversos e foram emitidos 500 novos Títulos de Concessão de Uso de Jazigos a familiares. A Acesf realizou atendimento itinerante nos distritos de Londrina, em ação conjunta com a Secretaria Municipal de Fazenda. Houve a implantação da cobrança através de dívida ativa em parceria com a Controladoria-Geral do Município, Procuradoria e DTI. No ano passado, foram contratados 7 novos servidores e 3 estagiários.

Projeção – Entre as ações planejadas pela Acesf para 2018, estão a viabilização de um novo cemitério na região sul de Londrina, aquisição de novos veículos para realização dos serviços, avaliação de jazigos abandonados, pavimentação em cemitérios e capelas, novas ações para servidores e obras de reformas em diferentes unidades atendidas pelo órgão.

Texto: NCOM – Fotos: Vivian Honorato e Divulgação

Comente aqui


Datafolha: Lula lidera e bate todos os candidatos no 2º turno

São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua liderando a corrida eleitoral à Presidência da República, com intenções de votos entre 34% e 37% no primeiro turno, e segue vencendo todos os demais candidatos no segundo. Os números são da pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 29 e 30 e divulgadas nesta quarta-feira (31) pelo jornal Folha de S.Paulo.  É a primeira sondagem feita após a confirmação pelo Tribunal Regional Federação da 4ª Região (TRF4) da condenação de Lula no processo do chamado tríplex do Guarujá, que pode levar ao impedimento de sua candidatura.

Em segundo lugar, aparece o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que tem entre 16% e 18% das intenções de voto – a depender da lista de concorrentes –, seguido pela ex-senadora Marina Silva (Rede), que registra de 8% a 10% dos votos, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), com 7%. Ciro Gomes (PDT) oscila entre 6% e 7%.

O apresentador Luciano Huck aparece com 6%. Já o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa aparece com 5%. O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) marca de 3% a 6%, e a deputada estadual Manuela d’Ávila (PCdoB-RS) oscila de 1% a 3%.

Em eventual disputa no segundo turno contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, Lula registra 49% das intenções de votos, ante 30% do tucano. Ele também bate a ex-senadora Marina Silva, por 47% a 32% e Bolsonaro, por 49% a 32%.

Em relação ao último levantamento realizada pelo mesmo instituto, em finais de novembro passado, o ex-presidente Lula oscilou negativamente, mas dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 2 pontos percentuais, mesmo após a sua condenação pelo TRF4 por corrupção passiva, na semana passada.

Para o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, a pesquisa é histórica. “A possível inelegibilidade do ex-presidente aprofunda a crise de representação no cenário político e lança ainda mais incertezas sobre o pleito deste ano e seus desdobramentos. Em nenhum outro levantamento de intenção de voto para presidente já feito pelo instituto em ano eleitoral observou-se uma taxa tão elevada de brasileiros com a pretensão de votar em branco ou anular o voto. É o que acontece quando se exclui o nome de Lula da disputa”, escreve Paulino, em artigo feito em coautoria com o também diretor do instituto Alessandro Janoni.

“A crise democrática fica ainda mais evidente nas simulações de segundo turno. Em duas dentre três hipóteses testadas sem Lula, brancos e nulos disputam a liderança com os dois candidatos finalistas, dentro da margem de erro da pesquisa. Nesses cenários, se a eleição fosse agora, o Brasil poderia eleger um presidente rejeitado por quase 70% da população”, assinalam no artigo.

Rejeição

O presidente Michel Temer (PMDB) lidera o índice de rejeição, com 60% segundo o Datafolha, seguido pelo ex-presidente e senador Fernando Collor (PTC-AL), com 44%. Logo abaixo, aparecem Lula (40%), Bolsonaro (29%), Alckmin (26%) e Huck (26%) entre os nomes rejeitados.

Comente aqui


Secretaria de Obras recupera canaleta danificada na região central

obras.grelha.zerao.DPA Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP) realizou ontem e hoje, trabalhos de recuperação da estrutura de uma canaleta de água pluvial no final da Rua Gumercindo Saraiva, esquina com Rua Sena Martins, nas proximidades da área de lazer do Zerão, região central de Londrina. No local, foi feita a limpeza e o desentupimento da canaleta, que estava totalmente obstruída e danificada, bem como o conserto das grelhas de ferro que estavam quebradas e soltas.

O serviço ainda incluiu reparo asfáltico para reperfilar e uniformizar um trecho desta via, que antecede a área da canaleta por onde carros e motos passam por cima.

O secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, informou que a canaleta estava praticamente destruída, com enormes buracos, e completamente obstruída por entulhos e galhos de árvore, oferecendo riscos de acidente à população. “A situação estava problemática nesta rua, que tem uma descida muito íngreme. Portanto, principalmente nos dias de chuva ou no período da noite, o risco de algum acidente ocorrer era alto, pois a visibilidade dos motoristas e pedestres ficava totalmente comprometida e não dava para enxergar os buracos”, explicou.

Limpeza de bueiros – Na terça-feira (30), também foram realizados serviços em outras áreas de Londrina. Na Rua Anuar Caram, na área de transposição do Lago Cabrinha, região norte, houve a limpeza de bueiros. Já na Rua Utah, esquina com Rua Carolina, no Jardim Quebec, além da limpeza tradicional a equipe da Secretaria precisou reconstruir um bueiro que estava completamente quebrado e sem condições de uso.

Também foi feita a manutenção de tachões de sinalização que delimitam as áreas da pista de caminhada e ciclovia do Zerão, e o serviço teve continuidade até a área do Lago Igapó II, principalmente na região das ruas Bento Munhoz da Rocha Neto e João Wycliff. Os servidores da Secretaria de Obras retiraram os tachões que estavam fora do lugar, soltos no asfalto ou em cima da calçada, atrapalhando o trânsito de veículos e pedestres.  Informações e fotos do NCOM

Comente aqui


Show de Aniversário celebra 37 anos da rádio Maringá FM

Para comemorar os 37 anos de sucesso ao lado dos ouvintes, a rádio Maringá FM vai realizar o tradicional Show de Aniversário. Promovida desde 1996, a festa é preparada para receber pessoas de diversas cidades, reunindo um grande público de Maringá e região. Neste ano, mais de 20 atrações musicais já foram confirmadas entre atrações nacionais e regionais. O evento será promovido no dia 04 de fevereiro, no Parque de Exposições de Maringá.
Os portões serão abertos às 13 horas e o início do show está marcado para às 15 horas. Pelo palco vão passar grandes cantores como Luan Santana, Naiara Azevedo, Munhoz e Mariano, Projota, Ana Vilela, Henrique e Diego, Higor Rocha, Léo e Raphael, Pedro Paulo e Alex, Zé Neto e Cristiano, Antony e Gabriel, Gustavo Mioto, Breno e Caio César, Maycon e Vinícius, Ferrugem, Felipe Duram, Rodrigo e Ravel, Mariana e Mateus, Guilherme e Santiago, Manutti, Lucas e Higor Lima e Rodrigo Vecchi.
“O Show de Aniversário faz parte do calendário de eventos de Maringá e também da região. Temos vários ouvintes de outras cidades que acompanham a programação da rádio e estão organizando caravanas para curtirem a festa, o que nos deixa muito feliz. Será um prazer receber os nossos ouvintes das cidades vizinhas para celebrar essa data especial. Convidamos os artistas mais queridos do Brasil para fazerem parte dessa festa”, comenta a diretora artística da Maringá FM, Jany Lima.
Os ouvintes podem escolher em qual setor vão curtir as apresentações dos artistas. A arena foi dividida em áreas: Arquibancada, VIP ou Backstage.  Na Arquibancada terão uma visão privilegiada da passarela, com acesso a bares, praça de alimentação e banheiros. Já na área VIP, que fica ao redor da passarela, terão acesso a bares, praça de alimentação, banheiros e também à arquibancada. Já para quem quer mais comodidade, tem o Backstage, uma área de circulação dos artistas, open bar de água, refrigerante e suco e open food de lanches. Conta também com um espaço para descanso, banheiros exclusivos e acesso a área VIP.
Os ingressos para o Show de Aniversário já estão à venda em Maringá e região. Os valores variam conforme cada setor. Em Maringá, os convites podem ser adquiridos no térreo do Edifício Três Marias (Av. Getúlio Vargas, nº 266), Farmácias São Paulo (Av. Gov. Parigot de Souza, 550 e Av. Brasil, 3241), Auto Escola Mandacaru, Rede de Postos Digo’s.
Na região, há pontos de vendas em Astorga (Dony Eventos), Santa Fé (Farmácia Drogamais), Colorado (Stop Cowboy), Santo Inácio (Autopeças Ronere), Jaguapitã (Onen Modas), Nova Esperança (WR Country), Mandaguari (Nega Maluca), Arapongas (Stop Jeans) e Apucarana (Stop Jeans).
Para quem procura comodidade, os convites podem ser comprados online no site www.inovaingressos.com.br. O Show de Aniversário é uma realização da GMC Eventos, com promoção da rádio Maringá FM.
Serviço
Data: 04 de fevereiro
Local: Parque de Exposições (Av. Colombo, 2186)
Horário: abertura dos portões às 13 horas e início dos shows às 15 horas.
Comente aqui


O dia na Câmara de Londrina: corte de salários, convocação de suplentes e CP

Informa a Rádio Paiquerê, que em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (29), o vereador Ailton Nantes (PP) comentou sobre a situação dos vereadores Mario Takahashi (PV) e Rony Alves (PTB), afastados de suas atividades parlamentares por serem algo de investigações no âmbito da Operação ZR3, que investiga supostos esquemas criminosos, envolvendo cobranças de propina, para alterações em projetos de zoneamento na cidade. Vice-presidente da Mesa Executiva da Câmara, Nantes assumiu a presidência interina no lugar de Takahashi. A Mesa também é composta pelos vereadores Filipe Barros (PRB – 1º secretário), Eduardo Tominaga (DEM – 2º secretário) e João Martins (PSL – 3º secretário).

Nantes informou que seguindo orientações do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), enquanto estiverem sendo investigados, os vereadores afastados não receberão os seus vencimentos. Até o momento, a Justiça determinou o afastamento por um período de até 180 dias. Com isso, os suplentes de cada vereador serão convocados para assumirem os seus lugares na Câmara. Na coligação de Takahashi, o primeiro suplente seria Valdir dos Metalúrgicos (SD). Para o lugar de Rony, o seu suplente seria o atual presidente da Administração dos Cemiterios e Serviços Funerários (Acesf) de Londrina, Douglas Carvalho (PTB), o Tio Douglas.

O projeção é de que os suplentes assumam o gabinete na Câmara a partir da primeira sessão ordinária, programada para o próximo dia 01 de fevereiro. Já a Mesa Executiva da Câmara Municipal de Londrina seguirá com apenas quatro membros.

A Mesa Executiva da Câmara Municipal de Londrina decidiu também encaminhar o pedido de cassação contra os vereadores Rony Alves e Mário Takahashi (PV) para a Procuradoria Jurídica da Casa. É o órgão que vai analisar se o documento preenche os requisitos formais para que tenha ou não prosseguimento. “Preenchendo os requisitos a procuradoria aponta e encaminha à Mesa para que dê continuidade aos trabalhos”, explicou o procurador Miguel Aranega Garcia. O prazo é de que isso aconteça em até sete dias.

Comente aqui


Domingos Fraga: Caso Bretas mostra que juízes não são melhores que políticos

O colunista Domingos Fraga, do portal R7, mostra como o juiz federal Marcelo Bretas ilustra a hipocrisia que ronda o nosso Judiciário. “Com Com o esfacelamento da classe política, muitos brasileiros passaram a ver no Judiciário o guardião da nossa virtude. Nada mais falso”, diz Fraga.

“Marcelo Bretas está aí mesmo para jogar na cara dos mais ingênuos que um juíz é apenas um ser humano”, acrescenta o colunista. O jornal Folha de S.Paulo publica nesta segunda (29) que, apesar da mulher dele ser juíza, e, portanto, ter direito a um auxílio-moradia no valor de R$ 4.377, 73 por mês, Bretas embolsa a mesma quantia.

Um casal ganhar duas vezes o auxílio-moradia pareceu exagerado até para o Conselho Nacional de Justiça, que vedou a prática. Bretas, no entanto, recorreu à Justiça e ganhou (obviamente)  o direito de também receber o benefício. Incomodado com as críticas, O magistrado se defendeu no Twitter.

O auxílio-moradia pagos aos juízes e membros do Ministério Público, sabemos todos, é  uma gambiarra encontrada por eles para ganharem acima do teto do funcionalismo. Mais de 30 mil magistrados são beneficiados pelo auxílio-moradia, que suga do erário R$ 1,6 bilhão anualmente. “Marcelo Bretas sem querer prestou um grande benefício ao País”, conclui Fraga.

Confira a íntegra da coluna aqui:

Comente aqui


Secretaria do Trabalho já emitiu mais de 900 carteiras

Informa o NCOM, que a Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Renda (SMTER) atingiu a marca de 500 carteiras de trabalho entregues. De outubro de 2017 até o momento, 984 carteiras de trabalho foram emitidas. Destas, 511 foram entregues e 238 aguardam a retirada na sede da secretaria, localizada na Rua Pernambuco, 162, centro. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

De acordo com o secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Elzo Carreri, a marca é muito importante e deve ser comemorada. “Esse número significa que mais de 500 trabalhadores londrinenses saíram da fila. Antes, a espera era muito grande e muitas pessoas acabavam perdendo oportunidades de emprego por não possuírem a carteira de trabalho”, destacou.

Carreri explicou ainda que, desde que a SMTER absorveu os pedidos de emissão de carteiras do Ministério do Trabalho, a procura tem sido muito grande. Segundo o secretário, o setor passará por uma reorganização e modernização, o que irá trazer maior agilidade no atendimento. “A expectativa é que, a partir de março, a SMTER passe a emitir cerca de mil carteiras por mês. Assim, poderemos atender mais pessoas e até mesmo zerar a fila de atendimentos”, contou.

Para emissão da carteira de trabalho, é necessário realizar o agendamento no site www.londrina.pr.gov.br/trabalho. A carteira fica pronta para ser retirada na secretaria entre dez a 15 dias após o pedido de emissão. “A carteira de trabalho possibilita muito mais oportunidades de emprego, então é importante que os trabalhadores busquem essas carteiras que ainda não foram retiradas”, explicou o secretário.

Comente aqui