Delator da Quadro Negro faz novas revelações

Informa Fábio Campana, que em novo depoimento prestado à Justiça, o dono da construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, fez novas revelações sobre o desvio de recursos da Educação. A RPC conseguiu parte dessa gravação e levou ao ar na segunda edição do Paraná TV da RPC. Lopes de Souza é o principal delator da Operação Quadro Negro. Além dele, Maurício Fanini, ex-diretor da Educação, também prestou colaboração premiada ainda não homologada pelo ministro Luiz Fux, relator do inquérito no STF.

Eduardo Souza afirmou que Beto Richa sabia dos desvios, conforme Maurício Fanini, que planejou as fraudes. Parte dos recursos foi destinada à campanha de reeleição de Richa, mas os recursos também teriam beneficiados os deputados Valdir Rossoni, Ademar Traiano e Tiago Amaral.

Segundo Souza, tudo começou com obras de escolas no município de Bituruna em 2011. As obras foram concluídas e entregues, mas parte dos aditivos que a Valor recebeu teria sido direcionada ao deputado Valdir Rossoni por meio de seu assessor na Assembleia, Gerson Nunes. Estas obras abriram as portas para que a Valor ampliasse seus projetos no governo e, consequentemente, aumentasse a distribuição das propinas.

Foi por meio da empresa Valor que o ex-diretor da Secretaria, Maurício Fanini, atualmente preso em Brasília, operacionalizou o desvio de cerca de R$ 20 milhões destinados à construção e reforma de escolas e que foram parar no caixa de campanha.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.