Mês: junho 2018



Ministro da Educação vem ao Paraná na próxima 2ª

Informa a assessoria de imprensa, que o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, estará no Paraná na próxima segunda-feira, dia 2, para realizar uma série de anúncios. Ele vem a convite do deputado federal Alex Canziani (PTB), presidente da Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional. De acordo com a agenda oficial, ele estará em Londrina, Apucarana, Paranavaí e Maringá.

A programação começa de manhã e vai até o final do dia. Em Londrina, Silva receberá prefeitos, vereadores e autoridades da área educacional, ocasião em que anunciará transferências de recursos para os câmpus de Londrina e Cornélio Procópio da Universidade Tecnológica Federal. Cada uma das duas unidades receberá R$ 1 milhão. Ele também falará sobre a política educacional patrocinada pelo Governo federal.

Na oportunidade, o ministro também anunciará a liberação de recursos para aquisição de ônibus escolares, autorização para a realização de cursos de formação de professores e aquisição de material didático pedagógico para os dez municípios que compõem o Consórcio de Desenvolvimento e Inovação do Norte do Paraná (Codinorp).

Já em Apucarana, na parte da tarde, Rossieli Silva inaugura mais um bloco didático do câmpus da UTF local, voltado para o curso de Engenharia Civil, e a ampliação do restaurante universitário. O ministro anunciará ainda R$ 1 milhão de investimentos na unidade.

Rossieli Santos segue depois para Paranavaí, onde vai inaugurar o ginásio poliesportivo do câmpus do Instituto Federal do Paraná (IFPR) e entregar os certificados dos cursos do Programa Nacional do Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

DA BANCADA – Em seguida, já no final do dia, o ministro se dirige a Maringá, onde conduzirá a celebração da liberação de R$ 23 milhões, recursos oriundos por indicação da Bancada do Paraná no Congresso Nacional. O dinheiro, que já está em fase de pagamento pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vai servir para o custeio das universidades estaduais. Ele também vai falar sobre as políticas para o Ensino Superior.

Segundo o deputado Alex Canziani, a vinda do ministro é importante porque consolida os investimentos do MEC na região: “É uma oportunidade que as autoridades educacionais também terão para apresentar projetos e propostas ao ministro”, destaca o parlamentar paranaense, que também é membro da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

Comente aqui


Pré-candidatos estão proibidos de apresentar programas de rádio e TV

A partir de hoje (30), as emissoras de rádio e televisão não poderão transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições gerais deste ano. A data está prevista no calendário eleitoral, aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo a Lei nº 9.504/1997, Artigo 45, Parágrafo 1º, a partir desta data, é vedado às emissoras de rádio e de televisão transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato, sob pena, no caso de sua escolha na convenção partidária, de imposição de multa à emissora e de cancelamento do registro da candidatura.

O primeiro turno das eleições está marcado para o dia 7 de outubro e o segundo turno, para 28 de outubro. Os eleitores vão às urnas para escolher presidente, governador, senador, deputados federais e estaduais/distritais.

Comente aqui


Em noite de Cavani, Uruguai elimina Portugal e vai às quartas

Informações de Marcelo Brandão, repórter da Agência Brasil

Em uma partida muito movimentada, o Uruguai venceu Portugal por 2 x 1 em Sochi. Os uruguaios devem a vitória ao atacante Edinson Cavani, que marcou os dois gols do time no jogo e garantiu a Celeste nas quartas de final da Copa do Mundo. Agora, o Uruguai enfrenta a França por uma vaga na semifinal.

Portugal teve uma iniciativa que ainda não havia mostrado no campeonato. Buscou o gol o tempo todo e só não levou a partida para a prorrogação porque a defesa uruguaia mostrou eficiência. O sistema defensivo celeste soube fechar espaços, além de anular Cristiano Ronaldo a maior parte do jogo. Sem ele, bem marcado na frente, os portugueses perderam em criatividade e habilidade.

O jogo

Não precisou muito tempo para que a dupla Suárez e Cavani encontrasse o caminho do gol. Aos 7 minutos, Suárez cruzou para dentro da área. A bola passou pela defesa e encontrou Cavani, que cabeceou livre para o gol, sem chances para o goleiro Rui Patrício.

Portugal buscou mais o jogo e tentava atacar, usando Cristiano Ronaldo como referência. Mas o time europeu não dominava a partida. Os uruguaios também levavam perigo. Aos 22, Suárez cobrou falta e quase ampliou. Foi uma cobrança muito parecida com a do gol marcado contra a Rússia. Chutou uma bola baixa, no canto esquerdo, passando pela barreira. Mas dessa vez, o goleiro conseguiu espalmar.

Segundo tempo

O começo do segundo tempo mostrou um time português mais paciente. E foi aos 7 minutos que, após uma série de troca de passes, Bernardo entrou na área e cruzou rasteiro para o meio. Na finalização, a bola bateu na defesa uruguaia, que cedeu escanteio. E na cobrança, o zagueiro Pepe subiu mais alto que a defesa uruguaia e marcou o gol de empate. Foi o primeiro gol sofrido pelo Uruguai na Copa.

Quando Portugal ameaçava mais na partida, Cavani apareceu novamente, decisivo. Em um ataque rápido, Bentancur tocou para Cavani pelo lado esquerdo do ataque. Da entrada da área, o centroavante pegou de primeira, uma bola em curva, que tirou completamente as chances de Rui Patrício fazer a defesa. A Celeste voltava à frente no placar.

Portugal continuou pressionando. Aos 24 minutos, após cruzamento na área, o goleiro Muslera saiu mal do gol e a bola sobrou para Bernardo. O português emendou um voleio com o gol vazio, mas a bola subiu demais. Em seguida, Cavani pediu para ser substituído. Ele saiu de campo alegando uma lesão muscular. O Uruguai perdia sua principal arma ofensiva no jogo.

Portugal foi para cima do adversário, enquanto os uruguaios se fechavam na defesa e marcavam Cristiano Ronaldo muito bem. O camisa 7 português precisava voltar até o meio-campo para conseguir participar do jogo. Os lusitanos buscavam algum espaço para furar a defesa e tocavam a bola de um lado para o outro, sem conseguir ameaçar o gol de Muslera. Sem espaços por baixo, o time português apostava nos cruzamentos na área, sem sucesso.

No último lance do jogo, até o goleiro português foi para a área adversária para tentar o gol em uma cobrança de escanteio. Mas não adiantou.

O fim da partida marcou a saída de Portugal da Copa do Mundo. Do outro lado, festa uruguaia em Sochi.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Laxalt; Torreira, Vecino, Nández (Carlos Sánchez) e Bentancur (Cristian Rodríguez); Suárez e Cavani (Stuani). TÉCNICO: Óscar Tabárez

PORTUGAL: Rui Patrício; Ricardo Pereira, Pepe, José Fonte e Raphael Guerreiro; William Carvalho, Adrien Silva (Quaresma), Bernardo Silva e João Mário (Manuel Fernandes); Cristiano Ronaldo e Gonçalo Guedes (André Silva).
TÉCNICO: Fernando Santos

Cartão amarelo: Cristiano Ronaldo (Portugal)

Gols: URUGUAI: Cavani, aos 6 minutos do primeiro tempo e aos 16 minutos do segundo tempo; PORTUGAL: Pepe, aos 9 minutos do segundo tempo

Local: Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi (Rússia)

Juiz: César Ramos (México)

 

Comente aqui


Mbappé lidera vitória e França vai às quartas; Argentina é eliminada

Informações de Marcelo Brandão, reporter da Agência Brasil

Em um jogo digno de abrir as oitavas de final da Copa do Mundo, a França venceu hoje (30) a Argentina por 4 a 3 em Kazan, e avançou à próxima fase. Mbappé foi o nome do jogo, com dois gols e muita velocidade nos contra-ataques. O jovem jogador francês infernizou a defesa argentina, que tinha dificuldade de parar as investidas francesas. Com a derrota, a Argentina está eliminada. Chegou a ficar à frente do placar e lutou o jogo todo. Mas a superioridade francesa, mais equilibrada entre defesa e ataque, foi evidente.

Como aconteceu durante toda a primeira fase, os argentinos não tinham inspiração. Era uma reunião de ótimos jogadores, mas sem criatividade. Na base da raça e da vontade, os argentinos fizeram três gols e mostraram que tinham futebol para avançar na competição. Mas a defesa foi o ponto fraco. Não resistiu aos contra-ataques rápidos da França, sofreu quatro gols e poderia ter sofrido mais.

Messi não fez um bom jogo, embora tenha tido bons momentos durante a partida. Agora, ele volta para casa sem ter conseguido conquistar nenhum título com a camisa de sua seleção.

O jogo

A Argentina procurou tomar conta do jogo no início. Tocava mais a bola e dominava o meio de campo nos primeiros minutos. Mas quem assustou primeiro foi a França. Em contra-ataque rápido, Mbappé sofreu falta perto da área. Griezmann cobrou a falta que explodiu no travessão.

Depois disso, a França se animou. No contra-ataque seguinte, Mbappé recebeu a bola na defesa e saiu em velocidade, deixando todo o time argentino para trás e entrando na área. Restou a Rojo derrubar o francês e fazer o pênalti. Na cobrança, aos 12 minutos, Griezmann abriu o placar. França 1 a 0.

A Argentina continuava com sua proposta de tomar a iniciativa do jogo. Tinha mais a bola, trocava passes na intermediária do ataque, mas não ameaçava o gol de Lloris.

Aos 40 minutos do primeiro tempo, quando a Argentina não encontrava espaços para furar a defesa, Di María recebeu da intermediária e deu um belo chute, forte, no canto superior de Lloris. O goleiro se esticou todo, mas não chegou na bola. A torcida argentina, maioria no estádio, começou a cantar alto, como se o jogo fosse em Buenos Aires.

Segundo tempo

No início do segundo tempo, a Argentina virou o jogo. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Messi, que bateu para o gol. A bola desviou em Mercado e enganou o goleiro Lloris. Na base da valentia, os argentinos estavam à frente no placar. Mas não durou muito.

O jogo era bom. Após sofrer o gol, a França foi para o ataque e empatou. Pavard recebeu a sobra de bola na entrada da área e pegou de primeira, no ângulo do goleiro Armani. A França chegava com facilidade na área argentina. Mbappé, o melhor jogador da partida, recebeu e, dentro da área, bateu forte para o gol. A bola passou por baixo do goleiro argentino e entrou. Os franceses assumiram a dianteira novamente. E, desta vez, para não perdê-la mais.

Aos 22 minutos do segundo tempo, Mbappé recebeu em velocidade já na entrada da área e bateu na saída de Armani. A França fazia 4 a 2, em um jogo emocionante. A Argentina se lançou ao ataque e dava espaços para a França contra-atacar, com armas perigosas como Mbappé, Pogba e Griezmann.

Aos 47 minutos, a Argentina chegou ao terceiro gol na base da insistência. Messi, em um dos seus lampejos de brilhantismo, cruzou a bola para a cabeça de Aguero, dentro da pequena área. O atacante cabeceou firme para o gol, vencendo Lloris pela última vez.

Após o gol, não houve tempo para mais nada. O juiz decretou o fim da linha para a Argentina nesta Copa do Mundo. A França segue para a próxima fase e aguarda o vencedor de Portugal e Uruguai, que jogam ainda hoje.

FICHA TÉCNICA

FRANÇA: Hugo Lloris, Benjamin Pavard, Raphaël Varane, Samuel Umtiti e Lucas Hernández; N’Golo Kanté, Blaise Matuidi (Tolisso) e Paul Pogba; Kylian Mbappé (Thauvin), Antoine Griezmann e Olivier Giroud.  TÉCNICO: Didier Deschamps

ARGENTINA: Franco Armani, Gabriel Mercado, Nicolás Otamendi, Marcus Rojo (Fazio) e Nicolás Tagliafico; Javier Mascherano, Enzo Pérez (Agüero), Éver Banega, Lionel Messi e Ángel Di Maria; Cristian Pavón (Meza).  TÉCNICO: Jorge Sampaoli

Cartões: Argentina: Mascherano, Tagliafico, Rojo e Banega. França: Pavard e Matuidi

Gols: França: Griezmann, de pênalti, aos 12 minutos do primeiro tempo. Pavard aos 11 minutos e Mbappé aos 18 e 22 do segundo tempo; Argentina: Dí Maria, aos 40 minutos do primeiro tempo, Mercado e Agüero aos 2 e aos 47 do segundo tempo

Local: Arena Kazán, em Kazán (Rússia)

Juiz: Alireza Faghani (Irã)

 

Comente aqui


Prefeitura revitaliza duas praças nas avenidas Anália Franco e Paul Harris

A Prefeitura de Londrina, por meio da CMTU, concluiu a revitalização de duas praças localizadas no encontro das avenidas Paul Harris e Anália Franco, na zona leste.  Na praça Concepcion Del Paraguay, os brinquedos foram recuperados para as crianças poderem se divertir com gangorra, balanço, entre outros equipamentos. O espaço recebeu também limpeza geral, capina, roçagem, poda de galhos de árvores, reforma e instalação de mobiliários, recuperação do ponto de ônibus, além de pintura de meio fio e substituição de lixeiras.

No ponto ao lado do parque infantil, o trabalho incluiu a construção de uma passarela e rampas de acessibilidade para cadeirantes. Com a demarcação de faixa de pedestre entre um local e outro, agora o trajeto entre os dois lugares ficou mais prático e seguro.

Cada dia Londrina ganha áreas de lazer ideais para a prática de exercícios físicos e o convívio com familiares e amigos. Somente nos últimos dias, a CMTU recuperou cerca de 15 praças em todas as regiões da cidade, numa iniciativa que visa fomentar a ocupação das regiões de uso coletivo.

 

Comente aqui


Descubra e participe do movimento Escoteiro em Rolândia

Que tal oferecer para seu filho uma atividade diferente das que eles têm na escola e inscrevê-los num grupo escoteiro?

Escoteiros brincam, fazem amigos e aprendem conceitos importantes de respeito ao próximo e de trabalho em equipe. O escotismo existe em diversos países e foi criado na Inglaterra há mais de 100 anos.

Entre acampamentos e outras aventuras ao ar livre, a criança aprende brincando. Aliás, o contato com a natureza é muito estimulado.

Conheça 10 artigos da lei escoteira. Você vai querer que seu filho siga todas elas!
1. O escoteiro tem uma só palavra.
2. O escoteiro é leal.
3. O escoteiro está sempre alerta para ajudar o próximo e pratica diariamente uma boa ação.
4. O escoteiro é amigo de todos e irmão dos demais escoteiros.
5. O escoteiro é cortês.
6. O escoteiro é bom para os animais e as plantas.
7. O escoteiro é obediente e disciplinado.
8. O escoteiro é alegre e sorri nas dificuldades.
9. O escoteiro é econômico e respeita o bem alheio.
10. O escoteiro é limpo de corpo e alma.

Como participar do Grupo Escoteiro Guarani
Em Rolândia, você pode participar do Grupo Escoteiro Guarani, que tem 50 anos de existência.

É um dos mais tradicionais do Paraná, atuando assiduamente e mantendo viva a premissa do Escotismo com o lema “sempre alerta”. O grupo tem conduzido o jovem para estar preparado mentalmente, sempre se lembrando de seus valores, e fisicamente, tornando-se ativo por meio de atividades variadas e atraentes, incentivando-os a assumirem seu próprio desenvolvimento.

Todos os sábados às 15h, são realizadas as reuniões na sede, localizada na Rua Amazonas, esquina com a Rua Marechal Floriano Peixoto. O grupo convida a todos para participar e conhecer as atividades. A partir de 6,5 anos, as crianças já podem descobrir algo muito diferente, que completa a vida familiar e a vida escolar de milhões de jovens.

O Grupo Escoteiro Guarani nasceu pela iniciativa da sociedade rolandense, buscando agrupar jovens em torno de um apoio educacional e de atividades enriquecedoras.

Novos desafios a cada idade

Lobinho: de 6 anos e meio aos 10 anos. Nessa fase, tudo é transmitido por meio de brincadeiras. A criança começa a aprender sobre trabalho em equipe e a descobrir quais são seus interesses no universo escoteiro.

Escoteiro: dos 10 aos 15 anos. Com mais independência, é a hora de acampar. São as crianças que montam as barracas e cuidam da alimentação, mas os adultos do grupo, chamados chefes, sempre acompanham.

Sênior: dos 15 aos 17 anos. Nessa idade, o jovem é movido a desafios, por isso as atividades são mais complexas e os acampamentos, mais “radicais”.

Pioneiro: dos 18 aos 21 anos. O escoteiro exercita cada vez mais seu papel de cidadão e participa de ações como como visitar instituições carentes para, entre outros gestos, plantar hortas e consertar brinquedos.

Festa Julhina
Como todos os anos,no sábado, dia 14 de julho acontecerá a tradicional Festa Julhina. Nós do Grupo Escoteiro Guarani, convidamos toda a comunidade Rolandiense para prestigiar essa deliciosa festa. A a partir das 19 horas, na sede do nosso grupo, que fica na rua Marechal Floriano Peixoto, 336 Vila Operária.

Comente aqui


Escoteiros promovem ação ambiental no conjunto Cafezal

O Grupo Escoteiro Andrômeda, de Londrina, promove neste sábado (dia 30), uma ação ambiental no conjunto Cafezal.

A ação começa a partir das 8h e consiste na limpeza de entulhos descartados irregularmente na rua Carlos Clementino Moreira, no conjunto Cafezal. A atividade faz parte do 27° MUTECO (Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Ecológica), ação anual que visa despertar nos escoteiros a preocupação e o cuidado com o meio ambiente.

Participam escoteiros do grupo Andrômeda e os pais. Além do recolhimento de entulhos, os escoteiros entregarão panfletos nos arredores do local, para conscientizar os moradores da importância de deixar o local limpo e não jogar lixo.

O MUTECO tem o apoio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), que fornecerá caminhão e será responsável pela destinação correta dos entulhos.

Comente aqui


Alexandre de Moraes nega pedido de liberdade de Lula

Informações de André Richter – Repórter da Agência Brasil 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu há pouco negar pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ministro também rejeitou outro pedido para que o recurso seja julgado pela Segunda Turma da Corte, e não pelo plenário.

A defesa de Lula recorreu da decisão do relator do pedido de liberdade, ministro Edson Fachin, que, na sexta-feira (22), enviou pedido de liberdade ou prisão domiciliar do ex-presidente para julgamento pelo plenário, e não na turma, como queria a defesa.

No colegiado, há maioria de três votos a favor de mudar o entendimento que autoriza prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça. A turma é formada pelos ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, além de Fachin e Celso de Mello.

Ao justificar o envio, Fachin disse que a questão deve ser tratada pela Corte por exigir análise do trecho da Lei da Ficha Limpa que prevê a suspensão da inelegibilidade “sempre que existir plausibilidade da pretensão recursal”.

Ontem (28), a defesa de Lula, em novo recurso ao próprio Fachin, afirmou que análise da questão não foi solicitada, e Fachin deve rever sua justificativa.

Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex em Guarujá (SP) e teve a pena executada pelo juiz federal Sergio Moro após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça, conforme definiu o STF.

Com a confirmação da condenação na Operação Lava Jato, o ex-presidente foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados pelos órgãos colegiados da Justiça. No entanto, Lula ainda pode ser beneficiado por uma liminar e disputar as eleições.

Entenda os três recursos que pedem a liberdade de Lula no Supremo

Comente aqui


Prefeito Marcelo assina ordem de serviço para reforma da UBS do Carnascialli

UBS.Carnascialli.Prefeito.NCom.P

Foi assinada, nesta sexta-feira (29) a Ordem de Serviço para a reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Conjunto Habitacional Ruy Virmond Carnascialli, na região norte de Londrina, que receberá uma série de melhorias e adequações a partir da semana que vem. O prefeito Marcelo Belinati e o secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, participaram da solenidade que envolveu a participação de lideranças de órgãos da área da saúde, vereadores, conselheiros, servidores, representantes e moradores do bairro.

Esta será a terceira unidade de saúde a ser reformada pela atual gestão. A reforma integra um pacote de 11 UBSs que começam a ser recuperadas pelo Município, com recursos provenientes do governo estadual, por meio da Secretaria de Estado de Saúde do Paraná (SESA). No total, será investido R$ 1,8 milhão para a realização dos serviços nas 11 reformas. Até o final do mandato, o prefeito Marcelo pretende reformar todas as 54 UBSs existentes hoje em Londrina.

Na UBS Carnascialli, após dada a Ordem de Serviço o prazo para execução dos serviços será de 120 dias. Neste espaço, o investimento total perfaz R$ 163.720,05. A construtora responsável pelas obras será a Construpais Construtora LTDA ME.

Nos 357,36 metros quadrados da unidade do Carnascialli serão feitas intervenções em diversos pontos, como nos pisos interno e externo, calçada e vias de acesso; recuperação dos ambientes com pintura de paredes, revisão e recuperação das esquadrias metálicas, substituição de vidros, melhoria nas instalações hidráulicas, adequação dos rufos, calhas e telhado, bem como da comunicação visual e recuperação do abrigo de resíduos.

Segundo o prefeito, os serviços para melhorias na UBS Carnascialli, que estava há 22 anos sem uma reforma, bem como em todas as outras, compõem o planejamento que a administração vem desenvolvendo em prol da saúde pública no município. “A população de Londrina ganhará muito com diversas ações que já estão em andamento, entre as quais as reformas da Maternidade Municipal, do Pronto Atendimento Infantil (PAI), a construção da nova sede do SAMU e do Centro Especializado de Reabilitação voltado a atender pessoas com deficiência. Todas as UBSs da cidade passarão por reformas para que a comunidade tenha mais qualidade nos atendimentos”, afirmou.

Além disso, Marcelo ainda frisou que há um planejamento para, gradativamente, fazer a contratação de profissionais que irão recompor as equipes de Atenção Básica à Saúde. “O papel do Município é servir bem a comunidade, estruturar os equipamentos públicos e dar condições aos servidores de prestar serviços de qualidade. Nossa meta é melhorar a cidade em diversos aspectos com projetos, políticas públicas e muito trabalho. O próprio Conjunto Ruy Virmond Carnascialli, que terá a UBS reformada, já recebeu recentemente serviços de recape asfáltico que fizemos com micropavimentação, sendo que as ruas nesta localidade não eram racapeadas há vários anos”, completou.

Por sua vez, o secretário Felippe Machado comentou que Londrina está retomando, aos poucos, o papel de protagonismo quanto a serviços de saúde pública em prol da comunidade. “Já começamos a assinar as ordens de serviço para reformar essas 11 primeiras UBSs e os trabalhos irão beneficiar todas as regiões de Londrina. Apenas no bairro do Carnascialli são cerca de 10 mil pessoas atendidas pela UBS, que ficará em condições muito melhores para bem atender seu público. O prefeito Marcelo sempre nos deu autonomia e liberdade para trabalhar e todos os esforços estão sendo feitos para darmos mais qualidade à Atenção Primária e outros setores da Saúde, visando ordenar o sistema de saúde em Londrina”, destacou.

A coordenadora da UBS Carnascialli, Susana Okuyama, salientou que a reforma, após 22 anos, é uma vitória para todos os usuários que utilizam os serviços e para toda a equipe que trabalha diariamente. “Agradecemos à Prefeitura e Governo do Estado pelo empenho em melhorar aos cidadãos londrinenses o acesso à saúde pública. A obra que se oficializa hoje é essencial na proposta de qualificar e estruturar a Atenção Básica, que tem singular importância para atender às necessidades da população. Tenho certeza que muita coisa ainda pode ser feita para que nossa cidade tenha serviços mais eficientes e mais qualidade de vida”, disse.

Sobre a UBS – Na UBS do Carnascialli são ofertados os serviços de enfermagem, clínica-médica, pediatria, ginecologia e odontologia infanto-juvenil.  Ela foi inaugurada em 1978 e passou por uma reforma 20 anos depois, em 1996. O local atende mais de 10.500 pessoas dos bairros Jardim Arapongas, Jardim São Paulo, Conjunto Habitacional Jerônimo Nogueira, Michel Licha, Alpes 1, 2 e 3, Liberdade, Portal de Bianca, Parques Ouro Verde 1, 2 e 3, Parques Residenciais Presidente Vargas e Liberdade, Vila Antonio Benzoni Vicentini, Conjuntos Residenciais José de Oliveira Rocha, José Osório Galo e Eugênio Monteiro, e os que dão nome à UBS, Carnascialli 1, 2 e 3.

UBS.Carnascialli.Unidade.NCom.3Outras reformas – Na região norte, além da Unidade Básica de Saúde do Carnascialli, serão reformadas a Dr. Orlando Vicentini, localizada na Avenida Eugênio Gayon, 835, no Conjunto Maria Cecília e a UBS Marcia Andreoni Der Bedrossian, situada à Rua Francisco Marques de Oliveira, 800, no Conjunto da João Paz.

O prefeito também já assinou a ordem de serviço para a reforma da UBS Dr. Newton Leopoldo da Câmara, localizada na Vila Casoni. Além dela, na região central, a UBS do Centro Social Urbano (CSU) também receberá a melhoria.

A reforma da UBS do Jardim do Sol também já foi iniciada e, na mesma região, a oeste, a UBS Dr. Carlos da Costa Branco, no Parque Alvorada, receberá ampliação e reforma.

Na região sul, a UBS Dra. Maria do Socorro N. Brito, situada na Rua Veneza, 546, no Jardim Piza será contemplada.  Na região leste, será a UBS Ernani Moura Lima e na zona rural, receberão as reformas nesse primeiro lote as unidades localizadas nos distritos de Lerroville e Paiquerê.

Texto e Fotos: N.com

Comente aqui


Supremo mantém fim do imposto sindical obrigatório

Informações de  André Richter – Repórter da Agência Brasil 

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu hoje (29), por 6 votos a 3, manter a extinção da obrigatoriedade da contribuição sindical, aprovado pelo Congresso no ano passado como parte da reforma trabalhista.

Desde a reforma, o desconto de um dia de trabalho por ano em favor do sindicato da categoria passou a ser opcional, mediante autorização prévia do trabalhador. A maioria dos ministros do STF concluiu, nesta sexta-feira, que a mudança feita pelo Legislativo é constitucional.

O Supremo Tribunal Federal (STF) realiza sessão extraordinária,  para a retomada do julgamento da ação direta de inconstitucionalidade (ADI 5794) que questiona o fim da contribuição sindical obrigatória.
Por 6 x 3, Supremo Tribunal Federal manteve a extinção da obrigatoriedade da contribuição sindical       (José Cruz/Agência Brasil)

O ministro Alexandre de Moraes, que votou nesta sexta-feira para que o imposto seja facultativo, avaliou que a obrigatoriedade tem entre seus efeitos negativos uma baixa filiação de trabalhadores a entidades representativas. Para ele, a Constituição de 1988 privilegiou uma maior liberdade do sindicato em relação ao Estado e do indivíduo em relação ao sindicato, o que não ocorreria se o imposto for compulsório.

“Não há autonomia, não há a liberdade se os sindicatos continuarem a depender de uma contribuição estatal para sobrevivência. Quanto mais independente economicamente, sem depender do dinheiro público, mais fortes serão, mais representativos serão”, afirmou Moraes. “O hábito do cachimbo deixa a boca torta”, disse o ministro Marco Aurélio Mello, concordando com o fim da obrigatoriedade.

Como votaram os ministros

Votaram para que o imposto continue opcional a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, e o os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux, que foi primeiro a divergir e a quem caberá redigir o acórdão do julgamento.

Em favor de que o imposto fosse compulsório votaram os ministros Rosa Weber, Dias Toffoli e Edson Fachin, relator das ações diretas de inconstitucionalidade que questionavam o fim da obrigatoriedade. Não participaram do julgamento os ministros Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

Em seu voto, no qual acabou vencido, Fachin sustentou que a Constituição de 1988 foi precursora no reconhecimento de diretos nas relações entre capital e trabalho, entre eles, a obrigatoriedade do imposto para custear o movimento sindical.

“Entendo que a Constituição fez uma opção por definir-se em torno da compulsoriedade da contribuição sindical”, afirmou.

O Supremo começou a julgar ontem (28) ações protocoladas por diversos sindicatos de trabalhadores contra alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), feitas pela Lei 13.467/2017, a reforma trabalhista. Entre os pontos contestados está o fim da contribuição sindical obrigatória.

Federações sindicais

As dezenas de federações sindicais que recorreram ao STF alegam que o fim do imposto sindical obrigatório viola a Constituição, pois inviabiliza suas atividades por extinguir repentinamente a fonte de 80% de suas receitas. Para os sindicatos, o imposto somente poderia ser extinto por meio da aprovação de uma lei complementar, e não uma lei ordinária, como foi aprovada a reforma.

Durante o julgamento, a advogada-geral da União, Grace Mendonça, defendeu a manutenção da lei. Segundo a ministra, a contribuição sindical não é fonte essencial de custeio, e a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) prevê a possibilidade de recolhimento de mensalidade e taxas assistenciais para o custear das entidades.

“Esse aprimoramento [da lei] é salutar para o Estado Democrático de Direito, que não inibiu, por parte das entidades, o seu direito de se estruturar e de se organizar. Há no Brasil, aproximadamente, 17 mil entidades sindicais, a revelar que essa liberdade sindical vem sendo bem observada”, argumentou a advogada-geral da União.

Comente aqui